Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 17 de 17
Filtrar
1.
Einstein (Sao Paulo) ; 20: eAE0163, 2022.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-36477521

RESUMO

OBJECTIVE: Adhesive capsulitis is an inflammatory disease of the joint capsule, clinically manifested as pain, stiffness, and dysfunction of the shoulder. We subjectively observed an increased incidence of adhesive capsulitis, and raised the hypothesis that adhesive capsulitis was more frequent in magnetic resonance imaging examinations performed during the COVID-19 pandemic as compared with examinations prior to this period. METHODS: Data from medical records and magnetic resonance imaging of the shoulder presenting typical imaging findings of adhesive capsulitis, performed in our organization from March to June 2020, were evaluated and compared with data and imaging from the same period of the previous year. To this end, an organizational business intelligence tool called "search reports" was used, searching for the term "adhesive capsulitis" in the radiological report, results were tabulated, and corresponding magnetic resonance imaging exams were analyzed. RESULTS: Our search found a total of 240 and 1,373 cases of adhesive capsulitis in the 2020 and 2019 periods, respectively. The mean age of patients was 53.9 years in the 2020 group and 49.9 years in 2019 (p<0.001). Magnetic resonance imaging findings were positive for adhesive capsulitis in 40 out of 240 shoulders (16.7%) in the 2020 group versus 127 out of 1,373 shoulders (9.2%) in the 2019 group. This difference was statistically significant (p=0.001). CONCLUSION: Our study findings suggest a relative increase in the proportion of magnetic resonance imaging findings suggestive of adhesive capsulitis cases during COVID-19 pandemics based on data from our organization.


Assuntos
Bursite , COVID-19 , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Bursite/diagnóstico por imagem , Bursite/epidemiologia , Pandemias , Ombro
2.
Einstein (Säo Paulo) ; 20: eAE0163, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1404672

RESUMO

ABSTRACT Objective Adhesive capsulitis is an inflammatory disease of the joint capsule, clinically manifested as pain, stiffness, and dysfunction of the shoulder. We subjectively observed an increased incidence of adhesive capsulitis, and raised the hypothesis that adhesive capsulitis was more frequent in magnetic resonance imaging examinations performed during the COVID-19 pandemic as compared with examinations prior to this period. Methods Data from medical records and magnetic resonance imaging of the shoulder presenting typical imaging findings of adhesive capsulitis, performed in our organization from March to June 2020, were evaluated and compared with data and imaging from the same period of the previous year. To this end, an organizational business intelligence tool called "search reports" was used, searching for the term "adhesive capsulitis" in the radiological report, results were tabulated, and corresponding magnetic resonance imaging exams were analyzed. Results Our search found a total of 240 and 1,373 cases of adhesive capsulitis in the 2020 and 2019 periods, respectively. The mean age of patients was 53.9 years in the 2020 group and 49.9 years in 2019 (p<0.001). Magnetic resonance imaging findings were positive for adhesive capsulitis in 40 out of 240 shoulders (16.7%) in the 2020 group versus 127 out of 1,373 shoulders (9.2%) in the 2019 group. This difference was statistically significant (p=0.001). Conclusion Our study findings suggest a relative increase in the proportion of magnetic resonance imaging findings suggestive of adhesive capsulitis cases during COVID-19 pandemics based on data from our organization.

3.
BMJ Open ; 10(12): e043126, 2020 12 28.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33372080

RESUMO

INTRODUCTION: Rotator cuff injuries account for up to 70% of pain in the shoulder. However, there remains no consensus on the best surgical treatment for patients with rotator cuff injuries, in terms of the cost-effectiveness and cost-utility of open and arthroscopic methods for rotator cuff repair. The objective of this trial is to compare the efficacy, cost-effectiveness and cost-utility of open and arthroscopic procedures for rotator cuff repair. METHODS AND ANALYSIS: The trial is a two-group, parallel-design, randomised controlled trial. A total of 100 patients with symptomatic rotator cuff lesions will be allocated in either open or arthroscopic technique in a 1:1 ratio, considering smoking (yes or no), lesion size (≤3 cm or >3 cm) and diabetes (present or absent) as stratification factors. All patients will be included in the same rehabilitation programme after the intervention. The primary outcome measure will be the Constant-Murley Score and the EuroQol-5D-3L score at 48 weeks postsurgery. Secondary outcomes include cost-effectiveness, cost-utility, pain, complications and clinical analysis, using the Simple Shoulder Test, Visual Analogue Pain Scale (VAS), integrity of the repair evaluated through MRI, and complications and failures of the proposed methods. For the cost-effectiveness analysis, we will use the VAS and the Constant-Murley Score as measures of effectiveness. For the cost-utility analysis, we will use the EuroQol-5D-3L as a measure of utility in terms of incremental cost per quality-adjusted life-years. ETHICS AND DISSEMINATION: The study has been approved by the local research ethics committee of both institutions: Hospital Israelita Albert Einstein and Hospital Alvorada Moema/Hospital Pró-Cardíaco. The results will be published in a peer-reviewed, open access journal. TRIAL REGISTRATION NUMBER: NCT04146987.


Assuntos
Lesões do Manguito Rotador , Manguito Rotador , Artroscopia , Humanos , Anos de Vida Ajustados por Qualidade de Vida , Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto , Manguito Rotador/cirurgia , Lesões do Manguito Rotador/cirurgia , Ombro , Resultado do Tratamento
4.
Einstein (Sao Paulo) ; 15(3): 295-306, 2017.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-29091151

RESUMO

OBJECTIVE: To determine the current clinical practice in Latin America for treating midshaft clavicle fractures, including surgical and non-surgical approaches. METHODS: A cross-sectional study using a descriptive questionnaire. Shoulder and elbow surgeons from the Brazilian Society of Shoulder and Elbow Surgery and from the Latin American Society of Shoulder and Elbow were contacted and asked to complete a short questionnaire (SurveyMonkey®) on the management of midshaft fractures of the clavicle. Incomplete or inconsistent answers were excluded. RESULTS: The type of radiographic classification preferably used was related to description of fracture morphology, according to 41% of participants. Allman classification ranked second and was used by 24.1% of participants. As to indications for surgical treatment, only the indications with shortening and imminence of skin exposure were statistically significant. Conservative treatment was chosen in cortical contact. Regarding immobilization method, the simple sling was preferred, and treatment lasted from 4 to 6 weeks. Although the result was not statistically significant, the blocked plate was the preferred option in surgical cases. CONCLUSION: The treatment of midshaft clavicle fractures in Latin America is in accordance with the current literature.


Assuntos
Clavícula/lesões , Fraturas Ósseas/terapia , Cirurgiões Ortopédicos/estatística & dados numéricos , Padrões de Prática Médica/estatística & dados numéricos , Estudos Transversais , Humanos , Inquéritos e Questionários
5.
Einstein (Säo Paulo) ; 15(3): 295-306, July-Sept. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-891411

RESUMO

ABSTRACT Objective To determine the current clinical practice in Latin America for treating midshaft clavicle fractures, including surgical and non-surgical approaches. Methods A cross-sectional study using a descriptive questionnaire. Shoulder and elbow surgeons from the Brazilian Society of Shoulder and Elbow Surgery and from the Latin American Society of Shoulder and Elbow were contacted and asked to complete a short questionnaire (SurveyMonkey®) on the management of midshaft fractures of the clavicle. Incomplete or inconsistent answers were excluded. Results The type of radiographic classification preferably used was related to description of fracture morphology, according to 41% of participants. Allman classification ranked second and was used by 24.1% of participants. As to indications for surgical treatment, only the indications with shortening and imminence of skin exposure were statistically significant. Conservative treatment was chosen in cortical contact. Regarding immobilization method, the simple sling was preferred, and treatment lasted from 4 to 6 weeks. Although the result was not statistically significant, the blocked plate was the preferred option in surgical cases. Conclusion The treatment of midshaft clavicle fractures in Latin America is in accordance with the current literature.


RESUMO Objetivo Determinar a prática clínica atual na América Latina para o tratamento das fraturas do terço médio da clavícula, incluindo abordagens cirúrgicas e não cirúrgicas. Métodos Estudo transversal com aplicação de questionário descritivo. Cirurgiões de ombro e cotovelo da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo e da Sociedade Latino-Americana de Ombro e Cotovelo foram contatados e convidados a completar um breve questionário (SurveyMonkey®) sobre o manejo das fraturas do terço médio da clavícula. Foram excluídas as respostas incompletas ou inconsistentes. Resultados O tipo de classificação radiográfica utilizada de preferência esteve de acordo com a descrição da morfologia da fratura, representando 41% do total dos participantes. Em segundo lugar, apareceu a classificação de Allman, que foi utilizada por 24,1% dos participantes. Nas indicações de tratamento cirúrgico, as indicações com encurtamento e iminência de exposição da pele foram estatisticamente significativas. Tratamento conservador foi prescrito em caso de contato entre as corticais. Como método de imobilização, a tipoia simples foi a preferência, e o tempo de tratamento foi de 4 a 6 semanas. Apesar do resultado sem significância estatística, a placa bloqueada foi a opção preferencial nos casos cirúrgicos. Conclusão A metodologia de tratamento das fraturas do terço médio da clavícula nos países da América Latina é semelhante, assim como com a literatura atual.


Assuntos
Humanos , Padrões de Prática Médica/estatística & dados numéricos , Clavícula , Fraturas Ósseas/terapia , Cirurgiões Ortopédicos/estatística & dados numéricos , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários
6.
Rev. bras. ortop ; 42(6): 185-188, jun. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-466610

RESUMO

A necrose espontânea da extremidade esternal da clavícula foi descrita inicialmente por Friedrich em 1924. Desde então, poucos casos têm sido relatados na literatura. A doença geralmente é unilateral e acomete com maior freqüência pacientes do sexo feminino. O quadro clínico caracteriza-se pelo aumento de volume e dor na região da articulação esternoclavicular. O exame histológico associado a avaliação radiográfica geralmente confirma o diagnóstico. A maioria dos pacientes evolui com remissão dos sintomas e melhora do arco de movimento com o tratamento conservador, ficando o tratamento cirúrgico reservado para os casos resistentes. Os autores relatam o caso de um paciente do sexo masculino, com necrose avascular da extremidade esternal da clavícula (doença de Friedrich) confirmada por exame histológico, que foi submetido a tratamento cirúrgico com artroplastia de ressecção da articulação esternoclavicular.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Clavícula , Osteonecrose/diagnóstico , Osteonecrose
7.
Rev. bras. ortop ; 42(1/2): 33-36, jan.-fev. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-453309

RESUMO

Objetivo: Realizar, em cadáver, estudo anatômico da margem de segurança para a ressecção da extremidade esternal da clavícula, identificando, em relação ao ligamento costoclavicular, a extensão do segmento ósseo clavicular, que pode ser ressecado sem causar instabilidade da articulação esternoclavicular. Métodos: Foram dissecados 100 ombros de 50 cadáveres frescos, todos do sexo masculino, com idade variando entre 17 e 65 anos, com média de 37 anos. Utilizando um paquímetro com precisão de 0,05cm, foi medida a distância entre a borda inferior do segmento clavicular da articulação esternoclavicular e a inserção mais medial, na clavícula, do ligamento costoclavicular. Resultados: A distância entre a borda inferior do segmento clavicular da articulação esternoclavicular e a inserção mais medial do ligamento costoclavicular variou entre 0,00 e 2,40cm, com média de 1,26cm. Em 3% dos ombros dissecados foi observado o ligamento costoclavicular estendendo-se até a borda inferior do segmento clavicular da articulação esternoclavicular, sem espaço ósseo livre em direção medial. Conclusões: A porção da clavícula proximal que pode ser ressecada sem lesar o ligamento costoclavicular, em cadáveres do sexo masculino, mede em média 1,26cm. O ligamento costoclavicular pode estender-se até a borda inferior do segmento clavicular da articulação esternoclavicular; por isso, torna-se importante a identificação desse ligamento nos procedimentos que envolvem ressecção da extremidade esternal da clavícula.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cadáver , Clavícula/anatomia & histologia , Dessecação , Ombro/anatomia & histologia
8.
Rev. bras. ortop ; 41(10): 438-431, out. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-453256

RESUMO

O cisto espinoglenoidal, associado com lesão SLAP (superior labrum antero-posterior tear) e neuropatia do su-pra-escapular é uma lesão rara, que acomete com maior freqüência pacientes do sexo masculino na terceira e na quarta década de vida. O quadro clínico caracteriza-se pela presença de dor na região posterior do ombro, associada a um déficit da força de rotação lateral contra-resis-tência e hipotrofia do músculo infra-espinhoso. A ressonância magnética (RM) e a eletromiografia (EMG) definem o diagnóstico e auxiliam o controle pós-operatório. O tratamento artroscópico com drenagem do cisto e reparo da lesão superior do lábio glenoidal é a melhor opção de tratamento, com baixos índices de recidiva. Os autores relatam um caso raro, de cisto espinoglenoidal associado com lesão SLAP e neuropatia do supra-escapular, tratado com artroscopia do ombro e avaliado no período pré e pósoperatório com RM e EMG.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Escápula/inervação , Síndromes de Compressão Nervosa , Ombro/patologia , Cisto Sinovial
9.
Rev. bras. ortop ; 41(8): 336-340, ago. 2006. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-437568

RESUMO

Objetivo: Verificar a relação da veia jugular interna (VJI) com a articulação esternoclavicular (AEC), conferindo maior segurança aos procedimentos cirúrgicos executados nessa região anatômica. Métodos: Foram estudados 30 ombros de 15 cadáveres frescos, mensurando a distância entre o ponto mais superior da face articular esternal da clavícula e o ponto mais medial da VJI, denomina medida AB. Foi mensurada também a distância da VJI em relação à margem posterior da clavícula, denominada medida CD. Resultados: As distâncias médias encontradas foram: 2,74cm entre os pontos A e B (desvio-padrão de 0,34cm) e 1,38cm entre os pontos C e D (desvio-padrão de 0,12cm). Conclusão: A área segura para a abordagem cirúrgica, na extremidade esternal da clavícula, corresponde, em relação à VJI, à distância aproximada de 2cm a partir da superfície superior da AEC e de 1cm a partir da margem posterior da clavícula.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Articulação Esternoclavicular/anatomia & histologia , Veias Jugulares , Cadáver
10.
Rev. bras. ortop ; 39(8): 468-475, ago. 2004. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-402987

RESUMO

Elastofibroma dorsi é uma lesão pseudotumoral, localizada na região do ângulo inferior da escápula, que ocorre em pacientes próximos da quinta década de vida. Essa lesão comumente é unilateral, podendo ser bilateral. Os sintomas mais freqüentes são: dor, ressalto e crepitação na mobilização do membro superior na região do ângulo inferior da escápula. A ressonância magnética é o exame que melhor sugere o diagnóstico. A confirmação do elastofibroma pode ser dada apenas pelo exame anatomopatológico. É importante o diagnóstico diferencial com outras lesões de partes moles, como sarcomas e tumores desmóides. A ressecção cirúrgica é curativa em indivíduos sintomáticos e deve ser feita em lesões maiores que 5cm, mesmo sem sintomas. Este estudo relata três casos de elastofibroma dorsi, sendo dois unilaterais e um bilateral, e faz uma revisão da literatura


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Fibroma , Ombro
13.
Rev. bras. ortop ; 37(7): 289-98, jul. 2002. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-323673

RESUMO

O estudo foi realizado em 18 cadáveres masculinosfrescos (36 ombros) com idade média de 37 anos e 10meses, segundo uma análise digital imunohistoqu¡micapela técnica da antiprote¡na S100, no sentido de avaliaro n£mero, a distribuiçäo e a classificaçäo dos mecanorreceptores do ligamento glenoumeral de acordo com olado e a idade. Os ligamentos glenoumerais inferioresretirados foram divididos em dois fragmentos, sendoum mais pr¢ximo da inserçäo do lábio da cavidade glenoidal. Foram utilizadas duas classificaçäes, segundo amorfologia (Freeman e Wyke, 1967) e segundo a morfologia e tamanho das estruturas nervosas (Del Valle et al., 1998). Com relaçäo aos resultados, encontraram-se1.197 mecanorreceptores nos ligamentos glenoumeraisinferiores, sendo que houve um predom¡nio nas porçäesmais pr¢ximas da inserçäo do lábio da cavidade glenoidal, näo existindo diferenças significantes com relaçäo ao lado avaliado. Nas peças dos cadáveres abaixo de 30anos de idade, predominaram os receptores lentos dotipo Ruffini nas porçäes mais mediais do ligamento,enquanto, nestes locais, nos cadáveres acima de 30 anos de idade, houve maior concentraçäo de terminaçäes nervosas livres


Assuntos
Humanos , Idoso , Cadáver , Mecanorreceptores , Articulação do Ombro
14.
Rev. bras. ortop ; 30(10): 779-82, out. 1995. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-162638

RESUMO

Os autores comentam as indicaçoes e os resultados obtidos no tratamento de 30 ombros com instabilidade anterior, operados pela técnica artroscópica que utiliza um ponto para reparar a lesao da cápsula articular na regiao anterior do ombro(4). O seguimento variou de nove a 73 meses (média = 29,4 + 19,8 meses). Foram operados 28 (93 por cento) ombros classificados como instabilidade traumática e dois (7 por cento), como atraumática. Os resultados obtidos foram satisfatórios em 24 (80 por cento) casos e insatisfatórios em seis (20 por cento). Os dois casos com instabilidade atraumática foram insatisfatórios. A instabilidade anterior traumática demonstrou tendência a resultados satisfatórios, sendo mais favorável do que aquela atraumática.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Articulação do Ombro/cirurgia , Cápsula Articular/cirurgia , Instabilidade Articular/cirurgia , Luxação do Ombro/cirurgia , Artroscopia , Resultado do Tratamento
15.
Rev. bras. ortop ; 30(8): 579-82, ago. 1995. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-157018

RESUMO

Os autores descrevem técnica cirúrgica por via artroscópica para a reconstruçäo da lesäo da cápsula articular e do lábio glenoidal na regiäo anterior do ombro (lesäo de Bankart). A técnica consiste em dar um ponto em formato de "U", com auxílio de uma agulha reta, envolvendo toda a regiäo lesada da cápsula articular e do lábio glenoidal, atravessando o colo da glenóide, da regiäo anterior para a posterior do ombro. A cápsula articular e o lábio glenoidal säo reinseridos sob tensäo na borda anterior da glenóide, com fio inabsorvível. Foram operados 28 ombros, com seguimento que variou de nove meses a seis anos (média = 29,4 meses)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Articulação do Ombro/cirurgia , Cápsula Articular/cirurgia , Artroscopia , Articulação do Ombro/lesões , Cápsula Articular/lesões , Instabilidade Articular/cirurgia , Luxação do Ombro/cirurgia
16.
Rev. bras. ortop ; 26(3): 45-7, mar. 1991. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-96467

RESUMO

O trabalho baseado em 53 exames descreve a sistematizaçäo da artroscopia do ombro. Sob anestesia geral, o doente é posicionado em decúbito lateral, de preferência sob traçäo cutânea contínua, e o artroscópio introduzido por via posterior. O exame das estruturas inicia-se pela localizaçäo do tendäo do cabo longo do músculo bíceps braquial e segue uma seqquência sistematizada


Assuntos
Humanos , Artroscopia , Articulação do Ombro
17.
Rev. imagem ; 7(4): 161-6, out.-dez. 1985. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-56004

RESUMO

Os autores estudam 100 pares de radiografias de pés de pacientes adultos normais, na faixa etária de 17 a 42 anos. As radiografias padronizadas foram realizadas na posiçäo frontal, com carga. Foram determinadas as fórmulas digital e metatarsiana e feita sua distribuiçäo pelos vários tipos de pés. Os dados foram submetidos a estudo estatístico e os resultados comparados com os obtidos por vários outros pesquisadores. Os autores concluem que há grande variedade de tipos de pés, todos absolutamente normais, näo existindo qualquer correlaçäo entre as duas fórmulas digital e metatarsiana


Assuntos
Adolescente , Adulto , Humanos , Dedos do Pé/anatomia & histologia , Pé/anatomia & histologia , Valores de Referência ,
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA