Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bioét. (Impr.) ; 25(3): 493-501, out.-dez. 2017.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041953

RESUMO

Abstract Concern over delimiting research involving children, and more importantly the necessity of considering such research from an ethical perspective, is a recent development. With the aim of broadening this discussion, a form of ethical approach believed to be essential for the development of research with children was sought, based on the thinking of the philosopher Emmanuel Lévinas. Based on the otherness of Lévinas, it was concluded that for research with children, it is necessary to open oneself up to their world, and treat it as entirely diverse and autonomous. Understanding this necessity is to perceive the indispensability of otherness as an ethical presupposition of human relationships, in this case, between the researcher and the child. Only in this way will the autonomy, respect and active participation of the child be assured as a right not only in the role of a research participant but also a human being with individual characteristics that must be effectively considered.


Resumen Es reciente la preocupación por delimitar la investigación con niños y, lo que es más importante, lo indispensable que resulta pensarla desde una perspectiva ética. Tendiendo a una ampliación de esta discusión, se tuvo como objetivo ofrecer una forma de abordaje ético que se considera es esencial para el desarrollo de investigaciones con niños a partir del pensamiento del filósofo Emmanuel Lévinas. En base a la alteridad de Lévinas, se concluyó que para la realización de la investigación con niños se hace necesario abrirse al mundo infantil, totalmente diverso y autónomo. Percibir esa necesidad es percibir la imprescindibilidad de la alteridad como un presupuesto ético de las relaciones humanas, en este caso, entre el investigador y el niño. Sólo así, la autonomía, el respeto y la participación activa del niño estarán asegurados como un derecho que posee no sólo por ser un participante de la investigación, sino también por ser un ser humano con las particularidades que deben ser consideradas efectivamente.


Resumo É recente a preocupação em delimitar a pesquisa com crianças e, mais importante, o quanto é indispensável pensá-la sob uma perspectiva ética. Com vistas à ampliação dessa discussão, objetivou-se oferecer uma forma de abordagem ética que se acredita ser essencial para o desenvolvimento de pesquisas com crianças a partir do pensamento do filósofo Emmanuel Lévinas. Com base na alteridade de Lévinas, concluiu-se que para realização de pesquisa com crianças torna-se necessário se abrir para o mundo infantil, totalmente diverso e autônomo. Perceber essa necessidade é perceber a imprescindibilidade da alteridade como pressuposto ético das relações humanas, no caso, entre o pesquisador e a criança. Somente assim, a autonomia, o respeito e a participação ativa da criança estarão assegurados como um direito que possui não apenas por ser participante de pesquisa, mas também como ser humano, com as particularidades que devem ser consideradas efetivamente.


Assuntos
Criança , Ética em Pesquisa , Experimentação Humana
2.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 8(4): 4942-4948, out.-dez. 2016. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-831429

RESUMO

Objective: To identify available evidence in the literature on the epidemiological aspects, the approach to the smoker, and therapeutic of nicotine addiction in the population. Method: This is an integrative review carried out in the Health Virtual Library using the following combinations of keywords: “prevalence and smoking,” “dependence and nicotine”, “depression and smoking,” and “smoking cessation.” Results: The results from the sixteen selected articles pointed out: incomplete primary education, low income, early teenage smoking, and higher prevalence and recurrence among women than men. Conclusion: Smoking is more prevalent in women,and women have a higher incidence of relapse after treatment than men. The most widely used therapy was the useof drugs in conjunction with a psychosocial approach and/or cognitive behavioral method. It is necessary to train health professionals to understand the smoking habit as a public health problem to refer individuals to treatment.


Objetivo: Identificar evidências disponíveis na literatura sobre os aspectos epidemiológicos, abordagem do tabagista e terapêutica da dependência da nicotina na população. Método: Trata-se de revisão integrativa realizada na Biblioteca Virtual de Saúde, com as seguintes associações de palavras chave:“prevalência e tabagismo”, “dependência e nicotina”, “depressão e tabagismo” e “abandono do hábito de fumar”. Resultados: Os resultados dos dezesseis artigos selecionados apontaram: ensino fundamental incompleto, baixa renda, início do tabagismo na adolescência, maior prevalência e recidiva entre mulheres. Conclusão: O tabagismo é mais prevalente em mulheres e estas apresentam maior recidiva após o tratamento. A terapêutica mais utilizada foi o uso conjunto de fármacos com a abordagem psicossocial e/ou método cognitivo comportamental. É necessário capacitar os profissionais de saúde para compreender o tabagismo como problema de saúde pública e encaminhar o usuário para tratamento.


Objetivo: Identificar evidencias disponibles en la literatura sobre los aspectos epidemiológicos, abordaje del tabaquista y terapéutica de la dependencia de la nicotina en la población. Método: Se trata de una revisión integradora realizada en la Biblioteca Virtual de Salud, con las siguientes asociaciones de palabras-clave: “prevalencia y tabaquismo”, “dependencia y nicotina”, “depresión y tabaquismo”, y “abandono del hábito de fumar”. Resultados: Los resultados de los dieciséis artículos seleccionados señalaron: enseñanza primaria incompleta, baja renta, inicio del tabaquismo en la adolescencia, mayor prevalencia y recurrencia entre mujeres. Conclusión: El tabaquismo es más frecuente entre mujeres y éstas presentan mayor recurrencia después del tratamiento. La terapéutica más utilizada fue el uso conjunto de fármacos con el abordaje psicosocial y/o método cognitivo comportamental. Es necesario capacitar los profesionales de salud para comprender el tabaquismo como problema de salud pública y encaminar el usuario para tratamiento.


Assuntos
Humanos , Fumar/epidemiologia , Fumar/terapia , Literatura de Revisão como Assunto , Tabagismo/enfermagem , Tabagismo/epidemiologia , Tabagismo/terapia , Brasil
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...