Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1015266

RESUMO

Objetivo: compreender a relação interpessoal entre o enfermeiro e o paciente, sob a ótica do sistema interpessoal de Imogene King. Método: estudo qualitativo com dois grupos focais realizados em uma Unidade de Atenção Primária à Saúde. Os dados foram analisados por categorização temática tendo como arcabouço teórico analítico o Sistema Interpessoal do Modelo Conceitual de Sistemas Abertos. Resultados: As análises permitiram a formulação de três categorias: 1) ações da interação e comunicação impulsionadoras da efetividade nas relações interpessoais; 2) tempo e virtudes na interação e no papel do enfermeiro nas relações interpessoais; e 3) tensões nas relações interpessoais. A interação no cuidado de enfermagem esteve relacionada a ações que envolviam atenção e carinho que resultaram em vínculo terapêutico quando a comunicação foi compreensível. A interação tornase efetiva quando há tempo suficiente para o conhecimento mútuo. Os papéis de cada sujeito estiveram permeados pelas virtudes da responsabilidade, paciência e sabedoria. A relação interpessoal pode sofrer fissuras com ações que desequilibram a relação, surgindo o estresse ou mesmo a violência. Conclusão: a relação interpessoal entre enfermeiro e paciente foi marcada por comportamentos permeados pela linguagem, capazes de serem compreendidos pelo Sistema Interpessoal.


Objective: to understand the interpersonal relationship between the nurse and the patient, from the perspective of Imogene King's interpersonal system. Method: qualitative study with two focus groups performed in a Primary Health Care Unit. Data were analyzed through thematic categorization having as theoretical analytical framework the Interpersonal System of the Open Systems Conceptual Model. Results: the analysis allowed the formulation of three categories: 1) actions of interaction and communication that drive effectiveness in interpersonal relationships; 2) time and virtues in the interaction and the nurse's role in interpersonal relationships; and 3) tensions in interpersonal relationships. Interaction in nursing care was related to actions involving attention and care that resulted in a therapeutic link when the communication was comprehensible. The interaction becomes effective when there is sufficient time for mutual knowledge. Each subject's roles were permeated by virtues such as responsibility, patience, and wisdom. The interpersonal relationship can suffer fissures from actions that unbalance the relationship, arising stress or even violence. Conclusion: the interpersonal relationship between nurse and patient was marked by behaviors permeated by language, able to be understood by the Interpersonal System


Objetivo: comprender la relación interpersonal entre el enfermero y el paciente, bajo la óptica del sistema interpersonal de Imogene King. Método: estudio cualitativo con dos grupos focales realizados en una Unidad de Atención Primaria a la Salud. Los datos fueron analizados por categorización temática teniendo como marco teórico analítico el Sistema Interpersonal del Modelo Conceptual de Sistemas Abiertos. Resultados: Los análisis permitieron la formulación de tres categorías: 1) acciones de la interacción y comunicación impulsoras de la efectividad en las relaciones interpersonales; 2) tiempo y virtudes en la interacción y en el papel del enfermero en las relaciones interpersonales; y 3) tensiones en las relaciones interpersonales. La interacción en el cuidado de enfermería estuvo relacionada con acciones que involucran atención y cariño que resultaron en vínculo terapéutico cuando la comunicación fue comprensible. La interacción se hace efectiva cuando hay suficiente tiempo para el conocimiento mutuo. Los papeles de cada sujeto estuvieron impregnados por virtudes como responsabilidad, paciencia y sabiduría. La relación interpersonal puede sufrir fisuras con acciones que desequilibran la relación, surgiendo el estrés o incluso la violencia. Conclusión: la relación interpersonal entre enfermero y paciente fue marcada por comportamientos impregnados por el lenguaje, capaces de ser comprendidos por el Sistema Interpersonal.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Teoria de Enfermagem , Relações Enfermeiro-Paciente , Cuidados de Enfermagem
2.
Rev Saude Publica ; 51: 45, 2017 May 04.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-28492764

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze the Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL - Mini-questionnaire of Quality of Life in Hypertension) using the Item Response Theory. METHODS: This is an analytical study conducted with 712 persons with hypertension treated in thirteen primary health care units of Fortaleza, State of Ceará, Brazil, in 2015. The steps of the analysis by the Item Response Theory were: evaluation of dimensionality, estimation of parameters of items, and construction of scale. The study of dimensionality was carried out on the polychoric correlation matrix and confirmatory factor analysis. To estimate the item parameters, we used the Gradual Response Model of Samejima. The analyses were conducted using the free software R with the aid of psych and mirt. RESULTS: The analysis has allowed the visualization of item parameters and their individual contributions in the measurement of the latent trait, generating more information and allowing the construction of a scale with an interpretative model that demonstrates the evolution of the worsening of the quality of life in five levels. Regarding the item parameters, the items related to the somatic state have had a good performance, as they have presented better power to discriminate individuals with worse quality of life. The items related to mental state have been those which contributed with less psychometric data in the MINICHAL. CONCLUSIONS: We conclude that the instrument is suitable for the identification of the worsening of the quality of life in hypertension. The analysis of the MINICHAL using the Item Response Theory has allowed us to identify new sides of this instrument that have not yet been addressed in previous studies. OBJETIVO: Analisar o Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL) por meio da Teoria da Resposta ao Item. MÉTODOS: Estudo analítico realizado com 712 pessoas com hipertensão arterial atendidas em 13 unidades de atenção primária em saúde de Fortaleza, CE, em 2015. As etapas da análise pela Teoria da Resposta ao Item foram: avaliação da dimensionalidade, estimação dos parâmetros dos itens e construção da escala. O estudo da dimensionalidade foi realizado sobre a matriz de correlação policórica e análise fatorial confirmatória. Para a estimação dos parâmetros dos itens, foi utilizado o Modelo de Resposta Gradual de Samejima. As análises foram conduzidas no software livre R com o auxílio dos pacotes psych e mirt. RESULTADOS: A análise permitiu a visualização dos parâmetros dos itens e suas contribuições individuais na mensuração do traço latente, gerando mais informação, permitindo a construção de uma escala com um modelo interpretativo que demonstra a evolução da piora da qualidade de vida em cinco níveis. Quanto aos parâmetros dos itens, houve bom desempenho daqueles referentes ao estado somático, pois apresentaram melhor poder de discriminar os indivíduos com pior qualidade de vida. Os itens relacionados ao estado mental foram os que contribuíram com menor quantidade de informação psicométrica no MINICHAL. CONCLUSÕES: Conclui-se que o instrumento é indicado para a identificação da deterioração da qualidade de vida em hipertensão arterial. A análise do MINICHAL pela Teoria da Resposta ao Item permitiu identificar novas facetas desse instrumento ainda não abordadas em estudos anteriores.


Assuntos
Hipertensão/psicologia , Qualidade de Vida/psicologia , Inquéritos e Questionários , Brasil , Análise Fatorial , Humanos , Autoimagem
3.
Rev. saúde pública ; 51: 45, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-845894

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To analyze the Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL – Mini-questionnaire of Quality of Life in Hypertension) using the Item Response Theory. METHODS This is an analytical study conducted with 712 persons with hypertension treated in thirteen primary health care units of Fortaleza, State of Ceará, Brazil, in 2015. The steps of the analysis by the Item Response Theory were: evaluation of dimensionality, estimation of parameters of items, and construction of scale. The study of dimensionality was carried out on the polychoric correlation matrix and confirmatory factor analysis. To estimate the item parameters, we used the Gradual Response Model of Samejima. The analyses were conducted using the free software R with the aid of psych and mirt. RESULTS The analysis has allowed the visualization of item parameters and their individual contributions in the measurement of the latent trait, generating more information and allowing the construction of a scale with an interpretative model that demonstrates the evolution of the worsening of the quality of life in five levels. Regarding the item parameters, the items related to the somatic state have had a good performance, as they have presented better power to discriminate individuals with worse quality of life. The items related to mental state have been those which contributed with less psychometric data in the MINICHAL. CONCLUSIONS We conclude that the instrument is suitable for the identification of the worsening of the quality of life in hypertension. The analysis of the MINICHAL using the Item Response Theory has allowed us to identify new sides of this instrument that have not yet been addressed in previous studies.


RESUMO OBJETIVO Analisar o Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL) por meio da Teoria da Resposta ao Item. MÉTODOS Estudo analítico realizado com 712 pessoas com hipertensão arterial atendidas em 13 unidades de atenção primária em saúde de Fortaleza, CE, em 2015. As etapas da análise pela Teoria da Resposta ao Item foram: avaliação da dimensionalidade, estimação dos parâmetros dos itens e construção da escala. O estudo da dimensionalidade foi realizado sobre a matriz de correlação policórica e análise fatorial confirmatória. Para a estimação dos parâmetros dos itens, foi utilizado o Modelo de Resposta Gradual de Samejima. As análises foram conduzidas no software livre R com o auxílio dos pacotes psych e mirt. RESULTADOS A análise permitiu a visualização dos parâmetros dos itens e suas contribuições individuais na mensuração do traço latente, gerando mais informação, permitindo a construção de uma escala com um modelo interpretativo que demonstra a evolução da piora da qualidade de vida em cinco níveis. Quanto aos parâmetros dos itens, houve bom desempenho daqueles referentes ao estado somático, pois apresentaram melhor poder de discriminar os indivíduos com pior qualidade de vida. Os itens relacionados ao estado mental foram os que contribuíram com menor quantidade de informação psicométrica no MINICHAL. CONCLUSÕES Conclui-se que o instrumento é indicado para a identificação da deterioração da qualidade de vida em hipertensão arterial. A análise do MINICHAL pela Teoria da Resposta ao Item permitiu identificar novas facetas desse instrumento ainda não abordadas em estudos anteriores.


Assuntos
Humanos , Hipertensão/psicologia , Qualidade de Vida/psicologia , Inquéritos e Questionários , Brasil , Análise Fatorial , Autoimagem
4.
Rev. saúde pública (Online) ; 51: 45, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-903228

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To analyze the Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL - Mini-questionnaire of Quality of Life in Hypertension) using the Item Response Theory. METHODS This is an analytical study conducted with 712 persons with hypertension treated in thirteen primary health care units of Fortaleza, State of Ceará, Brazil, in 2015. The steps of the analysis by the Item Response Theory were: evaluation of dimensionality, estimation of parameters of items, and construction of scale. The study of dimensionality was carried out on the polychoric correlation matrix and confirmatory factor analysis. To estimate the item parameters, we used the Gradual Response Model of Samejima. The analyses were conducted using the free software R with the aid of psych and mirt. RESULTS The analysis has allowed the visualization of item parameters and their individual contributions in the measurement of the latent trait, generating more information and allowing the construction of a scale with an interpretative model that demonstrates the evolution of the worsening of the quality of life in five levels. Regarding the item parameters, the items related to the somatic state have had a good performance, as they have presented better power to discriminate individuals with worse quality of life. The items related to mental state have been those which contributed with less psychometric data in the MINICHAL. CONCLUSIONS We conclude that the instrument is suitable for the identification of the worsening of the quality of life in hypertension. The analysis of the MINICHAL using the Item Response Theory has allowed us to identify new sides of this instrument that have not yet been addressed in previous studies.


RESUMO OBJETIVO Analisar o Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL) por meio da Teoria da Resposta ao Item. MÉTODOS Estudo analítico realizado com 712 pessoas com hipertensão arterial atendidas em 13 unidades de atenção primária em saúde de Fortaleza, CE, em 2015. As etapas da análise pela Teoria da Resposta ao Item foram: avaliação da dimensionalidade, estimação dos parâmetros dos itens e construção da escala. O estudo da dimensionalidade foi realizado sobre a matriz de correlação policórica e análise fatorial confirmatória. Para a estimação dos parâmetros dos itens, foi utilizado o Modelo de Resposta Gradual de Samejima. As análises foram conduzidas no software livre R com o auxílio dos pacotes psych e mirt. RESULTADOS A análise permitiu a visualização dos parâmetros dos itens e suas contribuições individuais na mensuração do traço latente, gerando mais informação, permitindo a construção de uma escala com um modelo interpretativo que demonstra a evolução da piora da qualidade de vida em cinco níveis. Quanto aos parâmetros dos itens, houve bom desempenho daqueles referentes ao estado somático, pois apresentaram melhor poder de discriminar os indivíduos com pior qualidade de vida. Os itens relacionados ao estado mental foram os que contribuíram com menor quantidade de informação psicométrica no MINICHAL. CONCLUSÕES Conclui-se que o instrumento é indicado para a identificação da deterioração da qualidade de vida em hipertensão arterial. A análise do MINICHAL pela Teoria da Resposta ao Item permitiu identificar novas facetas desse instrumento ainda não abordadas em estudos anteriores.

5.
Rev. saúde pública (Online) ; 51: 45, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-903348

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To analyze the Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL - Mini-questionnaire of Quality of Life in Hypertension) using the Item Response Theory. METHODS This is an analytical study conducted with 712 persons with hypertension treated in thirteen primary health care units of Fortaleza, State of Ceará, Brazil, in 2015. The steps of the analysis by the Item Response Theory were: evaluation of dimensionality, estimation of parameters of items, and construction of scale. The study of dimensionality was carried out on the polychoric correlation matrix and confirmatory factor analysis. To estimate the item parameters, we used the Gradual Response Model of Samejima. The analyses were conducted using the free software R with the aid of psych and mirt. RESULTS The analysis has allowed the visualization of item parameters and their individual contributions in the measurement of the latent trait, generating more information and allowing the construction of a scale with an interpretative model that demonstrates the evolution of the worsening of the quality of life in five levels. Regarding the item parameters, the items related to the somatic state have had a good performance, as they have presented better power to discriminate individuals with worse quality of life. The items related to mental state have been those which contributed with less psychometric data in the MINICHAL. CONCLUSIONS We conclude that the instrument is suitable for the identification of the worsening of the quality of life in hypertension. The analysis of the MINICHAL using the Item Response Theory has allowed us to identify new sides of this instrument that have not yet been addressed in previous studies.


RESUMO OBJETIVO Analisar o Miniquestionário de Qualidade de Vida em Hipertensão Arterial (MINICHAL) por meio da Teoria da Resposta ao Item. MÉTODOS Estudo analítico realizado com 712 pessoas com hipertensão arterial atendidas em 13 unidades de atenção primária em saúde de Fortaleza, CE, em 2015. As etapas da análise pela Teoria da Resposta ao Item foram: avaliação da dimensionalidade, estimação dos parâmetros dos itens e construção da escala. O estudo da dimensionalidade foi realizado sobre a matriz de correlação policórica e análise fatorial confirmatória. Para a estimação dos parâmetros dos itens, foi utilizado o Modelo de Resposta Gradual de Samejima. As análises foram conduzidas no software livre R com o auxílio dos pacotes psych e mirt. RESULTADOS A análise permitiu a visualização dos parâmetros dos itens e suas contribuições individuais na mensuração do traço latente, gerando mais informação, permitindo a construção de uma escala com um modelo interpretativo que demonstra a evolução da piora da qualidade de vida em cinco níveis. Quanto aos parâmetros dos itens, houve bom desempenho daqueles referentes ao estado somático, pois apresentaram melhor poder de discriminar os indivíduos com pior qualidade de vida. Os itens relacionados ao estado mental foram os que contribuíram com menor quantidade de informação psicométrica no MINICHAL. CONCLUSÕES Conclui-se que o instrumento é indicado para a identificação da deterioração da qualidade de vida em hipertensão arterial. A análise do MINICHAL pela Teoria da Resposta ao Item permitiu identificar novas facetas desse instrumento ainda não abordadas em estudos anteriores.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA