Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
J. bras. econ. saúde (Impr.) ; 10(1): 64-74, Abr. 2018.
Artigo em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-884396

RESUMO

Objetivo: Identificar os vários critérios utilizados por agências e órgãos governamentais internacionais na Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS). Métodos: Foi realizada uma revisão rápida com busca estruturada na base de dados Medline (via PubMed) e Lilacs complementada por busca na literatura cinzenta, sem restrição de idioma. Incluíram-se estudos da área de saúde que descreviam critérios e que utilizaram o método MCDA (Análise de Decisão Multicritérios) na ATS. Excluíram-se estudos que avaliaram apenas uma tecnologia específica ou contexto restrito. Os critérios foram agregados e sumarizados conforme opinião de especialistas em ATS. Resultados: Foram identificadas 3.746 publicações, sendo 27 selecionadas. Os critérios extraídos foram categorizados e seus respectivos atributos foram listados. Dez categorias foram apresentadas: benefício e risco da intervenção (4 critérios); impacto da doença (4 critérios); impacto econômico (5 critérios); contexto terapêutico da intervenção (4 critérios); qualidade e incerteza da evidência (4 critérios); implementação da intervenção (5 critérios); benefícios para a sociedade (5 critérios); benefícios para o sistema de saúde público (5 critérios); benefícios para a indústria (1 critério); e outros (3 critérios). Os atributos mais prevalentes foram: custo-efetividade; segurança e tolerabilidade; impacto orçamentário para o sistema/plano de saúde; gravidade da doença; equidade; efetividade; custo. Conclusões: Os órgãos decisores utilizam grande variedade de critérios para o MCDA, refletindo visões e valores diferentes entre as culturas. O estudo fornece informação para discussão no contexto brasileiro de uma lista mais ampla e possível padronização de critérios a serem utilizados na tomada de decisão pública ou privada sobre a incorporação de novas tecnologias.


Objective: To identify the various criteria used by international government agencies and bodies in Health Technology Assessment (HTA). Methods: A rapid review was conducted with a structured search in the Medline database (via PubMed) and Lilacs supplemented by a search in the gray literature, without a restriction of language. Inclusion criteria were studies in health context, describing the criteria and using the MCDA (Multicriteria Decision Analysis) method in HTA. We excluded studies that assessed only one specific technology or restricted context. The criteria were aggregated and summarized according to the opinion of HTA experts. Results: A total of 3,746 publications were identified, of which 27 were selected. The extracted criteria were categorized, and their respective attributes were listed. Ten categories were presented: benefit and risk of the intervention (4 criteria); impact of disease (4 criteria); economic impact (5 criteria); therapeutic context of the intervention (4 criteria); quality and uncertainty of evidence (4 criteria); implementation of the intervention (5 criteria); benefits for society (5 criteria); benefits to the public health system (5 criteria); benefits for industry (1 criterion); and others (3 criteria). The most prevalent attributes were: cost-effectiveness; safety and tolerability; budget impact for the health system/plan; disease severity; equity; effectiveness; cost. Conclusions: Decision-makers use a wide variety of criteria for the MCDA, reflecting different views and values across cultures. The study provides information for a discussion in the Brazilian context of a broader list and a possible standardization of criteria to be used in public or private decision making on the incorporation of new technologies.


Assuntos
Humanos , Tomada de Decisões , Técnicas de Apoio para a Decisão , Avaliação da Tecnologia Biomédica
2.
Artigo em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-2073

RESUMO

Objetivos: Estimar os custos diretos das internações hospitalares decorrentes de cardiopatia isquê- mica, em pacientes com (DM) e sem diabetes mellitus (NDM). Verificar fatores determinantes de maior custo em ambos os grupos. Métodos: Coorte retrospectiva com 421 pacientes, entre janeiro de 2009 e março de 2010. Foram avaliados: tratamentos clínicos, intervenções hemodinâmicas e cirurgias. Custos obtidos de três formas diferentes: por valores oriundos do Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e Órteses, Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde ­ SIGTAP, faturados pela unidade hospitalar, e busca ativa de recursos utilizados pelo paciente, denominado "custos da internação". Os dados foram comparados pelo teste não paramé-trico de Mann-Whitney; p ≤ 0,05 indicou testes estatisticamente significantes; análises realizadas pelo programa R, versão 3.1.0. Resultados: Foram avaliados 421 pacientes, 45,4% eram cardiopatas diabéticos (DM). Não ocorreram diferenças estatisticamente significantes para os valores de custos encontrados em nenhum dos grupos avaliados. Os itens determinantes de maior custo nos procedimentos de cirurgia cardíaca são os materiais e medicamentos que respondem a 41,9% do custo total no grupo DM e 48,4 no grupo NDM. No tratamento clínico são o procedimento de hemodiálise para DM (69,8%) e serviços profissionais para NDM (50,6%). Para intervenções hemodinâmicas, os procedimentos secundários geram maior custo para DM (48,8%) e os serviços profissionais para NDM (75,6%). Conclusões: Não houve impacto financeiro atribuível ao diabetes na internação hospitalar de pacientes cardíacos. Serviços profissionais, materiais e medicamentos, hemodiálise e procedimentos secundários são os determinantes de maior custo nos grupos de intervenções avaliados.


Objectives: Estimate the direct costs in hospital admissions due to ischemic heart disease in two patients groups: with diabetes mellitus (DM) and without diabetes mellitus (NDM). Verify which factors are most relevant for the cost in each group. Methods: Retrospective cohort with 421 patients, between January 2009 and March 2010. We evaluated the clinical treatments, hemodynamic interventions and surgeries. Costs were obtained from three sources: Procedures Table Management System, Drugs and Orthosis, Prosthesis and Material Unified Health System ­ SIGTAP; invoiced by the hospital and active search for resources used by the patient called 'hospitalization costs'. The groups were compared using the Mann-Whitney test; p < 0.05 was considered statistically significant; analyzes conducted on R version 3.1.0 program. Results: We evaluated 421 patients, 45.4% were diabetic heart disease (DM). There were no statistically significant differences in the cost values between the groups. We verified that the relevant factors for higher costs are materials and drugs (DM = 41,9%; NDM = 48,4%) on surgical patients; hemodyalisis procedure for DM group (69,8%) and professional costs for NDM group (50,6%) on clinical treatment patients; secondary procedures for DM group (48,8%) and professional costs for NDM group (75,6%) on hemodynamic interventions patients. Conclusion: There was no differential financial impact attributable to diabetes in hospital cardiac patients. Professional services, material and drugs, hemodyalisis and secondary procedures are the most relevant for higher cost on analysed groups.


Assuntos
Humanos , Custos e Análise de Custo , Diabetes Mellitus , Hospitalização , Isquemia Miocárdica
3.
Rio de Janeiro; s.n; 2013. xi,50 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-727990

RESUMO

Introdução: O vírus sincicial respiratório (VSR) é o principal agente das infecções respiratórias agudas que acometem o trato respiratório inferior em crianças menores de dois anos de idade. No Brasil, o VSR representa até 54,1 porcento do total de hospitalizações por pneumonia/bronquiolite em menores de um ano de idade, podendo chegar a até 70 porcento durante os períodos epidêmicos, que ocorrem no outono e inverno. A cardiopatia congênita é um fator de risco importante para morbidade e letalidade da infecção por VSR. O palivizumabe (PVZ) é um anticorpo monoclonal humanizado que inibe a replicação do VSR. Este estudo teve como objetivo principal realizar uma análise de custo efetividade do uso do PVZ em lactentes submetidos à cirurgia cardíaca para correção de cardiopatia congênita. Materiais e métodos: A tese foi dividida em dois tópicos sendo o primeiro referente às Revisões Sistemáticas da literatura com três buscas distintas para eficácia, segurança do PVZ e prevalência do VSR em lactentes no Brasil. A busca bibliográfica foi realizada nas bases de dados Medline, Cochrane e LILACS. No segundo tópico a avaliação econômica elaborou um modelo analítico de decisão para estimar a razão de custo efetividade com o uso do PVZ para profilaxia da infecção por VSR em crianças submetidas à cirurgia cardíaca, sob a perspectiva do SUS, com o horizonte de tempo do período pós-operatório. Resultados: A busca de eficácia retornou 478 títulos e foram extraídos dados de duas RS que mostraram que o PVZ reduz internação em cardiopatas em 45 porcento. A busca de segurança retornou 67 títulos e mostrou que o PVZ é seguro para esta população e a busca de prevalência de VSR no Brasil retornou 120 títulos e foram extraídos dados de 17 artigos que mostraram que nas crianças internadas com infecção das vias aéreas inferiores há prevalência de 24,35 porcento de infecção pelo VSR. O modelo analítico mostrou uma razão de custo efetividade incremental de R$ 2.071,90 por dia de internação evitado e uma razão de custo efetividade incremental de R$ 317.757.33 por complicação evitada. Conclusão: A prevalência de VSR no Brasil é de 24,35 porcento e apresenta sazonalidade variando com região do país. PVZ mostrou-se eficaz e seguro para prevenir a forma grave da infecção por VSR em crianças com até dois anos de idade com cardiopatia congênita. Seu uso demonstrou uma importante diminuição na hospitalização das crianças que receberam a medicação. A terapia com PVZ mostrou-se efetiva, porém com um custo alto para se evitar um desfecho. Os estudos publicados mundialmente são controversos, necessitando de discussão para a implementação da terapia no Brasil.


Introduction: Respiratory syncytial virus (RSV) is the leading cause of acute lower respiratory illness in children under two years of age. In Brazil, the VSR is the cause of 54.1 percent of all hospitalizations for pneumonia / bronchiolitis in infants under one year old, reaching up to 70 percent during the epidemic periods that occur in autumn and winter. Congenital heart disease is an important risk factor for morbidity and mortality of RSV infection. Palivizumab (PVZ) a humanized immunoglobulin monoclonal antibody that inhibits the replication of RSV. This study aimed to perform a cost effectiveness analysis of PVZ to prevent RSV infection in infants undergoing cardiac surgery for correction of congenital heart disease. Materials and methods: This study was divided into two topics. The first was three Systematic Reviews of literature that searches the efficacy, safety of PVZ and the prevalence of RSV in infants in Brazil. A literature search was performed in Medline, Cochrane and LILACS. In the second topic the economic evaluation developed a decision analytic model to estimate the cost-effectiveness ratio of using the PVZ for prophylaxis of RSV infection in children undergoing cardiac surgery, from the perspective of Public Health System, with the time horizon of the postoperatively period. Results: The efficiency search returned 478 titles and data were extracted from two SR that showed that PVZ reduces hospitalization for children with congenital heart disease by 45 percent. The safety search returned 67 titles and showed that the PVZ is safe for this population and the prevalence of RSV in Brazil search returned 120 titles and were extracted data from 17 articles that showed that in children hospitalized with lower respiratory tract infection there is a prevalence of 24.35 percent of RSV infection. The analytical model showed an incremental cost-effectiveness ratio of R $ 2,071.90 per day of hospitalization avoided and incremental cost-effectiveness ratio of R $ 317,757.33 per complication avoided. Conclusion: The prevalence of RSV in Brazil is 24.35 percentand presents seasonally varying with region of the country. PVZ was effective and safe to prevent severe RSV infection in children under two years of age with congenital heart disease. Its use has shown a significant decrease in hospitalization of children receiving medication. PVZ therapy was effective, but at a high cost to avoid an outcome. The studies published worldwide are controversial, requiring discussion for the implementation of therapy in Brazil.


Assuntos
Lactente , Criança , Custos e Análise de Custo/métodos , Cardiopatias Congênitas , Vírus Sincicial Respiratório Humano
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA