Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Psicol. ciênc. prof ; 39: 1-15, jan.-mar.2019.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1015901

RESUMO

A partir de uma perspectiva social, o conceito de sexualidade deixa de fazer referência à biologia dos corpos para se referir a processos históricos de construção da identidade. As diversas formas de vivência da sexualidade são significadas a partir dos contextos e instituições sociais. A escola é uma das instituições que promove a manutenção dos preconceitos relativos à diversidade sexual, bem como possui a potencialidade para quebrar tais preconceitos. Esse trabalho teve o objetivo de compreender como ocorrem as construções de sentido sobre a diversidade sexual no contexto da educação infantil, dividindo-se em duas etapas: a primeira realizou observações participantes nas turmas de educação infantil de uma escola da cidade de Uberlândia; e a segunda realizou rodas de conversa com as educadoras da mesma escola. Como resultados, o trabalho identificou os processos de testagem e exploração, enquanto movimentos das crianças em relação a diversidade sexual; as diferenças de sentido entre adulto e criança dadas às experiências da educação infantil; e a construção refinada do gênero, que ressalta o processo de construção da sexualidade normatizada. Por fim, conclui-se que a escola participa dos processos de aprendizagem da sexualidade, assim como pode contribuir para criar novas significações sobre a diversidade sexual, dado que ocupa um lugar privilegiado nas construções sociais....(AU)


From a social perspective, the concept of sexuality does not refer anymore to the biology of bodies and refers to historical processes of identity construction. The various forms of sexuality experiences are meant from contexts and social institutions. The school is one of the institutions that promotes the maintenance of prejudice relating to sexual diversity, but also has the potential to change these prejudices. This study aimed to understand how the construction of meaning of sexual diversity in the context of childhood education happens. It was divided into two stages: the first stage included participant observations in childhood education classrooms of a school in the city of Uberlândia; and the second comprised conversation circles with the teachers of the same school. As a result, the study identified: testing and exploration processes as movements of children to deal with sexual diversity; differences of meaning between adult and child that are given to experiences of childhood education; and refined construction of gender, which emphasizes a standardized sexuality process of construction. Finally, it is concluded that the school participates in the learning process of sexuality, and even can help to create new meanings about sexual diversity, as it occupies a privileged place in the social constructions....(AU)


A partir de una perspectiva social, el concepto de sexualidad deja de hacer referencia a la biología de los cuerpos para referirse a procesos históricos de construcción de la identidad. Las diversas formas de vivencia de la sexualidad se significan a partir de los contextos e instituciones sociales. La escuela es una de las instituciones que promueve el mantenimiento de los prejuicios relativos a la diversidad sexual, así como posee la potencialidad para romper tales prejuicios. Este trabajo tuvo el objetivo de comprender cómo ocurren las construcciones de sentido sobre la diversidad sexual en el contexto de la educación infantil, dividiéndose en dos etapas: la primera realizó observaciones de participantes en las clases de educación infantil de una escuela de la ciudad de Uberlândia; y la segunda realizó ruedas de conversación con las educadoras de la misma escuela. Como resultados, el trabajo identificó los procesos de prueba y exploración, en cuanto movimientos de los niños en relación a la diversidad sexual; las diferencias de sentido entre adulto y niño dadas las experiencias de la educación infantil; y la construcción refinada del género, que resalta el proceso de construcción de la sexualidad normalizada. Por último, se concluye que la escuela participa en los procesos de aprendizaje de la sexualidad, así como puede contribuir a crear nuevas significaciones sobre la diversidad sexual, dado que ocupa un lugar privilegiado en las construcciones sociales....(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Educação Infantil , Sexualidade , Identidade de Gênero , Psicologia
2.
Psicol. ciênc. prof ; 39: e175599, 2019.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1002862

RESUMO

Resumo A partir de uma perspectiva social, o conceito de sexualidade deixa de fazer referência à biologia dos corpos para se referir a processos históricos de construção da identidade. As diversas formas de vivência da sexualidade são significadas a partir dos contextos e instituições sociais. A escola é uma das instituições que promove a manutenção dos preconceitos relativos à diversidade sexual, bem como possui a potencialidade para quebrar tais preconceitos. Esse trabalho teve o objetivo de compreender como ocorrem as construções de sentido sobre a diversidade sexual no contexto da educação infantil, dividindo-se em duas etapas: a primeira realizou observações participantes nas turmas de educação infantil de uma escola da cidade de Uberlândia; e a segunda realizou rodas de conversa com as educadoras da mesma escola. Como resultados, o trabalho identificou os processos de testagem e exploração, enquanto movimentos das crianças em relação a diversidade sexual; as diferenças de sentido entre adulto e criança dadas às experiências da educação infantil; e a construção refinada do gênero, que ressalta o processo de construção da sexualidade normatizada. Por fim, conclui-se que a escola participa dos processos de aprendizagem da sexualidade, assim como pode contribuir para criar novas significações sobre a diversidade sexual, dado que ocupa um lugar privilegiado nas construções sociais.


Abstract From a social perspective, the concept of sexuality does not refer anymore to the biology of bodies and refers to historical processes of identity construction. The various forms of sexuality experiences are meant from contexts and social institutions. The school is one of the institutions that promotes the maintenance of prejudice relating to sexual diversity, but also has the potential to change these prejudices. This study aimed to understand how the construction of meaning of sexual diversity in the context of childhood education happens. It was divided into two stages: the first stage included participant observations in childhood education classrooms of a school in the city of Uberlândia; and the second comprised conversation circles with the teachers of the same school. As a result, the study identified: testing and exploration processes as movements of children to deal with sexual diversity; differences of meaning between adult and child that are given to experiences of childhood education; and refined construction of gender, which emphasizes a standardized sexuality process of construction. Finally, it is concluded that the school participates in the learning process of sexuality, and even can help to create new meanings about sexual diversity, as it occupies a privileged place in the social constructions.


Resumen A partir de una perspectiva social, el concepto de sexualidad deja de hacer referencia a la biología de los cuerpos para referirse a procesos históricos de construcción de la identidad. Las diversas formas de vivencia de la sexualidad se significan a partir de los contextos e instituciones sociales. La escuela es una de las instituciones que promueve el mantenimiento de los prejuicios relativos a la diversidad sexual, así como posee la potencialidad para romper tales prejuicios. Este trabajo tuvo el objetivo de comprender cómo ocurren las construcciones de sentido sobre la diversidad sexual en el contexto de la educación infantil, dividiéndose en dos etapas: la primera realizó observaciones de participantes en las clases de educación infantil de una escuela de la ciudad de Uberlândia; y la segunda realizó ruedas de conversación con las educadoras de la misma escuela. Como resultados, el trabajo identificó los procesos de prueba y exploración, en cuanto movimientos de los niños en relación a la diversidad sexual; las diferencias de sentido entre adulto y niño dadas las experiencias de la educación infantil; y la construcción refinada del género, que resalta el proceso de construcción de la sexualidad normalizada. Por último, se concluye que la escuela participa en los procesos de aprendizaje de la sexualidad, así como puede contribuir a crear nuevas significaciones sobre la diversidad sexual, dado que ocupa un lugar privilegiado en las construcciones sociales.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA