Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 13 de 13
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(5): 1317-1324, maio 2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-980629

RESUMO

Objetivo: conhecer a perspectiva dos profissionais de Enfermagem, que atuam na sala de emergência, sobre o processo de morte e morrer. Método: estudo qualitativo, descritivo e exploratório, realizado com 17 profissionais de Enfermagem que atuavam na sala de emergência de um hospital universitário. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, audiogravadas que, após transcritas, foram submetidas à Análise de Conteúdo na modalidade Temática. Resultados: emergiram as categorias - Sentimentos e percepções frente ao processo de morte e morrer e Alterações na percepção da morte em diferentes fases da vida. Ambas mostram sentimentos, experiências iniciais com a morte enquanto profissional e a falta de preparo acerca do tema durante a formação. Conclusão: os profissionais entendem que a morte faz parte do processo de viver, mas sentem tristeza, frustração e impotência, especialmente, quando o paciente permanece por mais tempo na emergência. Acredita-se que este estudo possa contribuir para que os profissionais se sintam motivados para refletir e discutir sobre cuidados mais humanos e solidários no serviço hospitalar de urgência.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Percepção , Relações Profissional-Paciente , Atitude Frente a Morte , Enfermagem em Emergência , Morte , Serviço Hospitalar de Emergência , Técnicos de Enfermagem , Enfermeiras e Enfermeiros , Relações Profissional-Família , Pesquisa Qualitativa
2.
J. health sci. (Londrina) ; 18(4): http://www.pgsskroton.com.br/seer/index.php/JHealthSci/article/view/3497, 31/10/2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-834018

RESUMO

O atendimento por profissionais de serviços de atendimento pré-hospitalar móvel de urgência exige tomada de decisão imediata e rigorosa, mas a presença da família é fundamental para obter informações importantes sobre a situação ocorrida. O objetivo do estudo foi conhecer a interação de uma equipe de atendimento móvel de urgência com as famílias dos pacientes durante o atendimento pré-hospitalar. Estudo de abordagem qualitativa e exploratório, com entrevista de familiares de pacientes que foram atendidos pela equipe de Suporte Avançado de Vida do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Regional Londrina-PR, em um período de 30 dias. As categorias que emergiram da análise de conteúdo foram a agilidade e qualidade no atendimento e a falha na comunicação e/ou interação profissional e familiar responsável. O familiar pesquisado acredita que o atendimento realizado pelo Serviço é ágil e de qualidade, garantindo uma boa assistência à população. Os profissionais de saúde interagiam com a família para conseguir informações sobre o paciente e o evento, mas a maioria não fornecia informações claras sobre o prognóstico do paciente ao familiar. Cabe aos profissionais refletirem e reconhecerem a necessidade de melhorar o processo de comunicação e de incrementar a participação da família no atendimento, a fim de transmitir informações de primeiros socorros. Palavras-chave: Serviços Médicos de Emergência. Relações Interpessoais. Relações Profissional-Família.(AU)


The attendance by professionals of emergency mobile pre-hospital care services requires taking immediate and thorough decision, but the family's presence is essential for important information on the situation occurred. The aim of the study was to understand the interaction of an emergency mobile service team with the patients' families in the pre-hospital care. Study of qualitative and exploratory approach, with patients' relatives interview that were attended by Life care Advanced Support team of the Regional Mobile Emergency Service Londrina-PR, in a period of 30 days. The categories that emerged from the content analysis were the service agility and quality and the lack of communication and / or professional interaction and responsible family member. The family member who was surveyed believes that the service provided by the Office is agile and qualified, ensuring a good assistance to the population. Health professionals interact with the family to get information about the patient and the event, but most did not provide clear information about the patient's prognosis to the family. It is up to professionals reflect and recognize the need to improve the communication process and to increase the family's regarding the care provided, in order to communicatefirst aid information.(AU)

3.
Rev. gaúch. enferm ; 30(3): 375-382, set. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-546059

RESUMO

O objetivo do estudo foi conhecer a experiência da família frente à abordagem para doação de órgãos e as razõesque levaram os familiares a autorizarem ou não a doação. Trata-se de uma pesquisa exploratória, com abordagemqualitativa, realizada com familiares de indivíduos em morte encefálica (ME) num Hospital Ensino do municípiode Maringá, Paraná, abordados para a doação no período de 2006 a 2008. O estudo permitiu a análise do processode abordagem em caso de ME, identificando, através da visão familiar, as necessidades de melhoria na abordageme em todo o processo, possibilitando uma assistência mais humanizada e holística.


Assuntos
Humanos , Doação Dirigida de Tecido , Família , Morte Encefálica , Enfermagem
4.
Rev Gaucha Enferm ; 30(3): 375-82, 2009 Sep.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-20187416

RESUMO

The objective of the study was to get in contact with the experience of a family that was asked to donate organs of a relative and the reasons that led them to authorize it or not. It was an exploratory research, with qualitative approach accomplished with relatives of individuals who presented cerebral death (CD) in a University Hospital of the municipal district of Maringá, Paraná, Brazil, in the period from 2006 to 2008. The study allowed the analysis of the approaching process in case of CD, identifying through the family view, the needs of improvement in the approaching system and in the entire process, to provide a more humanized and holistic assistance.


Assuntos
Morte Encefálica , Família/psicologia , Doadores de Tecidos , Humanos
5.
Rev. eletrônica enferm ; 10(2): 504-512, abr.-jun. 2008. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-717877

RESUMO

Conhecendo os sentimentos de medo e ansiedade que envolvem o paciente e sua família no momento da alta hospitalar, relacionado à insegurança de não saber como realizarão certos cuidados pós-operatórios, este estudo teve como objetivo investigar as orientações oferecidas aos pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica na alta hospitalar. É um estudo do tipo quantitativo, descritivo, transversal, realizado em um hospital geral localizado em um município da região oeste do estado do Paraná, no ano de 2005. Foram entrevistados 23 pacientes cirúrgicos revascularizados, que retornaram em primeira consulta de acompanhamento. Os resultados evidenciaram que 17 (74%) deles gostariam de receber informações esclarecedoras sobre como se cuidar em casa, porém, apenas 13 (57%) deles receberam algum tipo de orientação na alta. Dentre os participantes da pesquisa, 12 (52,2%) receberam as orientações do médico, 10 (43,5%) referiram que não se lembravam das orientações recebidas e 17 (74%) acreditavam que as orientações por escrito facilitariam a sua lembrança no domicílio. Os resultados ressaltam a importância da comunicação em todos os períodos operatórios, bem como a necessidade de o enfermeiro atuar nos processos de cuidados e nas orientações ao paciente.


Considering the feeling of fear an anxiety that the patient and its family have related to the insecurity of not knowing how to deal with pots operative care, this study had the aim of investigating the orientations offered to the patients submitted to a myocardial revascularization surgery when they leave the hospital. It is a study of the quantitative, descriptive and transversal type, accomplished at a hospital located in a municipal district in the west of Paraná State, in the 2005. Twenty-three patients, who had a myocardial revascularization surgery, were interviewed when they returned for their first follow-up consultation. The results evidenced that 17 (74%) of them would like to receive explanatory information on how to take care of themselves at home, however, only 13 (57%) of them received some orientation when they left hospital. Among the research participants, 12 (52,2%) received the doctor's orientations, 10 (43,5%) said that they didn't remember the received orientations and 17 (74%) said that written orientations would facilitate to remember them at home. The results emphasize the importance of the communication in all of the operative periods as well as the need of the nurse's action in the care processes and in the orientations to the patient.


Conociendo los sentimientos de miedo y de ansiedad que envuelven al paciente y a su familia en el momento de dar de alta hospitalar, relacionado a la inseguridad de no saber como realizaran ciertos cuidados pos-operatorios, este estudio tuvo como objetivo investigar las orientaciones ofrecidas a los pacientes sometidos a la cirugía de revascularización miocardia en el dar de alta hospitalar. Es un estudio de clase cuantitativa, exploratoria, transversal realizado en un hospital general localizado en un municipio de la región oeste del estado del Paraná, en 2005. Fueron entrevistados 23 pacientes cirugicos revascularizados, que volvieron a su primer consulta de acompañamiento. Los resultados evidenciaron que a 17 (74%) de ellos les gustaría recibir informaciones aclaradas de como cuidarse en casa, pero, solamente 13 (57%) de ellos recibieron algún tipo de orientación en el dar de alta. Dentre los participantes de la encuesta, 12 (52,2 %) recibieron las orientaciones del médico,10 (43,5%) refirieron que no se acordaban de las orientaciones recibidas y 17 (74%) creian que las orientaciones escritas a mano serian mejores para recordarlos cuando en sus domicilios. Los resultados señalan la importancia de la comunicación en todos los periodos operatorios así como la necesidad del enfermero actuar en los procedimientos de cuidados y en las orientaciones junto al paciente.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cuidados Pós-Operatórios/enfermagem , Planejamento de Assistência ao Paciente , Revascularização Miocárdica/enfermagem , Revascularização Miocárdica/reabilitação
6.
Saúde Soc ; 16(1): 69-80, jan.-abr. 2007. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-462472

RESUMO

Este artigo é produto de um estudo do tipo descritivo-exploratório e teve como principal objetivo investigar a população idosa atendida por uma Equipe de Saúde da Família (ESF) de uma área de Maringá-PR. Como resultado, constatou-se predominância de mulheres idosas na faixa etária de 60 a 79 anos; na faixa de 80 anos ou mais houve predomínio de homens. Dentre as mulheres, 81,8 por cento possuem algum tipo de renda. Dentre os homens, esse número foi de 91,7 por cento. As doenças de maior prevalência entre os idosos de ambos os sexos foram à hipertensão arterial e a diabetes, seguida da Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus como doenças associadas que corresponderam a 4 (12,1 por cento) das mulheres. Observou-se grande número de registros em branco em relação a este dado, sendo 25 por cento entre os homens e 12,1 por cento entre as mulheres. Em relação à moradia, 82,5 por cento moram com duas ou mais pessoas. O analfabetismo foi prevalente entre os homens. O conhecimento dos dados referentes às características dos idosos permite ao serviço de saúde gerenciar a assistência à saúde de maneira mais coerente e adequada à realidade vivida pela clientela. Considera-se que a estruturação e a execução das políticas de saúde ao idoso, fundamentadas no diagnóstico de problemas específicos, possibilitam ações e resultados efetivos.


Assuntos
Idoso , Humanos , Idoso , Cuidados de Enfermagem/organização & administração , Estratégia Saúde da Família
7.
Saúde Soc ; 16(1): 69-80, jan.-abr. 2007. ilus, tab
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-55851

RESUMO

Este artigo é produto de um estudo do tipo descritivo-exploratório e teve como principal objetivo investigar a população idosa atendida por uma Equipe de Saúde da Família (ESF) de uma área de Maringá-PR. Como resultado, constatou-se predominância de mulheres idosas na faixa etária de 60 a 79 anos; na faixa de 80 anos ou mais houve predomínio de homens. Dentre as mulheres, 81,8 por cento possuem algum tipo de renda. Dentre os homens, esse número foi de 91,7 por cento. As doenças de maior prevalência entre os idosos de ambos os sexos foram à hipertensão arterial e a diabetes, seguida da Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus como doenças associadas que corresponderam a 4 (12,1 por cento) das mulheres. Observou-se grande número de registros em branco em relação a este dado, sendo 25 por cento entre os homens e 12,1 por cento entre as mulheres. Em relação à moradia, 82,5 por cento moram com duas ou mais pessoas. O analfabetismo foi prevalente entre os homens. O conhecimento dos dados referentes às características dos idosos permite ao serviço de saúde gerenciar a assistência à saúde de maneira mais coerente e adequada à realidade vivida pela clientela. Considera-se que a estruturação e a execução das políticas de saúde ao idoso, fundamentadas no diagnóstico de problemas específicos, possibilitam ações e resultados efetivos. (AU)


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso , Cuidados de Enfermagem/organização & administração , Estratégia Saúde da Família
8.
Ciênc. cuid. saúde ; 5(supl): 142-148, dez. 2006.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-524370

RESUMO

Erros de medicação acontecem e sempre estiveram presentes no cotidiano do cuidado à saúde. Sendo o erro um fato incontestável, há consenso que o enfoque para seu enfrentamento e superação deve permear medidas preventivas planejadas e sistematizadas. Este trabalho tem por objetivo identificar os métodos de prevenção e detecção dos erros de medicação. Trata-se de um survey sobre a temática. Conclui-se que as estratégias implantadas em outro contexto social podem ser adaptadas e implementadas em nossa realidade, mesmo diante das dificuldades e adversidades existentes no sistema de saúde do país.


Assuntos
Erros de Medicação , Sistemas de Medicação , Sistemas de Saúde
9.
Rev. eletrônica enferm ; 8(3): 415-421, 2006.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-452314

RESUMO

Estudo do tipo documental que analisou 124 anotações/registros de enfermagem (51 de enfermeiros e 73 de auxiliares de enfermagem). Após cumprir as exigências éticas para a sua realização, levantaram-se os dados através das anotações contidas nos prontuários de clientes internados na UTI-adulto e que posteriormente foram encaminhados para a Clínica Médica ou Cirúrgica. Foram analisados os registros efetuados nos três primeiros dias de internação nos dois setores, utilizando-se de formulário com questões referentes à estrutura e à estética dos mesmos. Os resultados apontaram que 80,4 por cento dos enfermeiros não colocaram a data junto aos registros e 72,5 por cento omitiram a hora. Quanto aos auxiliares de enfermagem, 53,5 por cento não mencionaram a data e 90,4 por cento, anotaram apenas o período correspondente ao turno, mas não a hora. Observou-se também que de um total de 57 rasuras efetuadas pelas duas categorias, a forma de correção prevalecente foi à redação sobreposta à(s) palavra(s) errada(s). As presenças de termos generalizados/evasivos e de siglas/abreviaturas que dificultam/impedem a compreensão dos registros foram freqüentes. Os dados indicam que as anotações estudadas não são redigidas de maneira sistemática, e isso pode comprometer a sua funcionalidade e utilidade como instrumento de comunicação e de efetivação da qualidade do cuidado.


Assuntos
Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Cuidados de Enfermagem , Equipe de Enfermagem , Registros Médicos , Registros de Enfermagem
10.
São Paulo; s.n; 2004. 229 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-388158

RESUMO

O preparo e a administração de medicamentos são práticas realizadas no cotidiano pela equipe de enfermagem. Para que haja segurança aos pacientes na utilização dos medicamentos, faz-se necessário que os profissionais envolvidos no sistema de medicação tenham o conhecimento e o entendimento do conceito de erro na medicação de maneira clara, para que possam identificar o erro bem com as situações facilitadoras para sua ocorrência. O presente estudo teve como objetivo analisar o conhecimento dos auxiliares de enfermagem de um hospital de ensino sobre o conceito de erro na medicação antes e após a implantação de um a oficina de capacitação. A pesquisa foi realizada em um hospital universitério situado na Região Noroeste do Estado do Paraná. A amostra foi constituída de 47 auxiliares de enfermagem que estavam regularmente matriculadas no curso de formação profissionalizante em técnico de enfermagem e que exerciam a atividade assistencial, tendo a medicação, como rotina em sua prática. A pesquisa foi aprovada pelo comitê de ética em pesquisa de uma universidade estadual, em conformidade com a resolução n.º 196/96. Trata-se de um estudo quantitativo com delineamento quase-experimental, tendo como referencial teórico a abordagem sistêmica de erro. A coleta de dados ocorreu em três etapas: 1. pré-teste, 2. desenvolvimento de uma oficina dinâmica de estudos fundamentada na metodologia da problematização, e 3. pós-teste. Os resultados foram agrupados em sete categorias, as quais seguem: 1. comunicação entre a equipe de saúde; 2. cumprimento do horário da administração de medicamentos; 3. execução do procedimento técnico; 4. dispensação e distribuição dos medicamentos; 5. sistemas de medicação; 6. administração de medicamentos propriamente dita e 7. complicações relacionadas aos medicamentos. Os resultados apontaram que os participantes não perceberam o atraso da administração de medicamentos e a falta de monitoramento pós-administração como erro na medicação, demonstrando uma confiança na regra dos cinco certos e pouco conhecimento dos protocolos de preparo e conservação dos fármacos. Constatou-se a existência de situações facilitadoras para a ocorrência de erro no sistema de medicação, destacando-se que o processo de seleção e prescrição tem maior risco de promover um erro e o processo de dispensação e distribuição possui menor possibilidade em desencadear erro na medicação


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Erros de Medicação/efeitos adversos , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Capacitação em Serviço , Sistemas de Medicação no Hospital , Assistentes de Enfermagem , Hospitais de Ensino
11.
Ciênc. cuid. saúde ; 1(1): 151-155, jan.-jun. 2002.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-428916

RESUMO

Uma das atribuições da prática de enfermagem merecedora de reflexão é a administração de medicamentos, que envolve aspectos legais e éticos de impacto sobre a prática profissinal... Neste trabalho objetivamos analisar as responsabilidades da enfermagem na administração de medicamentos por meio de uma pesquisa bibliográfica, realizada nas bases Medline e Lilacs (1997/1999)...


Assuntos
Humanos , Enfermagem , Erros de Medicação/enfermagem , Preparações Farmacêuticas/administração & dosagem
12.
Rev. latinoam. enferm ; 9(2): 56-60, mar.-abr. 2001.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-395880

RESUMO

Uma das atribuições, merecedora de reflexão da prática de enfermagem, é a administração de medicamentos que envolve aspectos legais e éticos de impacto sobre a prática profissional. Erros na administração de medicamentos trazem à tona a responsabilidade da categoria de enfermagem. Ao realizar a ação de modo adequado possibilita a prevenção do erro e conseqüentemente o erro real. Neste trabalho objetivamos analisar as responsabilidades da enfermagem na administração de medicamentos por meio de uma pesquisa bibliográfica, realizada nas bases Medline e Lilacs (1997/1999). Os resultados ressaltam que são escassos os trabalhos publicados sobre o tema e portanto um alerta para a necessidade de refletir sobre uma maior inserção dos profissionais de enfermagem na prática da administração de medicamentos no que se refere a publicações.


Assuntos
Humanos , Tratamento Farmacológico , Cuidados de Enfermagem/normas , Qualidade da Assistência à Saúde
13.
Rev. latinoam. enferm ; 6(4): 15-9, out. 1998.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-239260

RESUMO

O enfermeiro, como parte integrante da equipe de saúde, está obrigado a conhecer a responsabilidade que tem na administraçäo de medicamentos como algo importante dentro do conjunto de atividades que realiza. A implantaçäo do sistema de distribuiçäo de medicamentos por dose unitária se reflete diretamente nas atividades dos enfermeiros. Portanto, o objetivo deste trabalho é levantar pontos para reflexäo com relaçäo a esse sistema e suas repercussöes na prática da enfermagem. Questiona-se a forma como o enfermeiro e sua equipe estäo inseridos neste contexto de mudanças, no sentido de que realmente assegure o benefício para o paciente, acompanhando e avaliando todo o processo, já que esta mudança afeta diretamente uma parte de sua atividade.


Assuntos
Humanos , Enfermagem , Prática Profissional , Sistemas de Medicação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA