Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 36
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-26697548

RESUMO

The purpose of this study was to compare the impact of resin restorations placed supragingivally or impinging periodontal biologic width (PBW). Ten patients (aged 19 to 35 years) with at least two contralateral teeth (premolars and molars) in need of proximal subgingival restorations participated. Test group (TG) (impingement of PBW with transsurgical restorations) and control croup (CG) (supragingival restorations after crown lengthening) were randomly assigned. Visible plaque (VP), bleeding on probing (BOP), periodontal probing depth (PPD), and clinical attachment loss (CAL) were evaluated at baseline and at 45, 90, and 180 days, and by transperiodontal probing at baseline and 180 days. Generalized estimating equations, Wald test, and t test were used (P ≤ .05). VP and BOP were reduced and maintained at low levels (less than 10% from day 45 on). PPD initially reduced in the TG. At day 180, no intra- or intergroup differences were observed (P > .05). CAL was higher in the CG after surgery (P < .05) and remained stable for both groups throughout the study. In conclusion, proximal bonded restorations infringing on the PBW may not require clinical crown lengthening.


Assuntos
Aumento da Coroa Clínica , Restauração Dentária Permanente/métodos , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Índice Periodontal , Resultado do Tratamento
2.
Gen Dent ; 62(3): 56-61, 2014.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-24784516

RESUMO

This article evaluates a pH-cycling model for simulation of caries-affected and caries-infected dentin (CAD and CID, respectively) surfaces, by comparing the bond strength of an etch-and-rinse and a self-etch adhesive system. For both adhesives, bonding to sound dentin (SD) showed that the microtensile bond strength (µTBS) values of SD, CAD, and CID were SD > CAD > CID (P < 0.05). Knoop microhardness number mean values followed the same trend. Adhesive systems were not able to totally penetrate into CAD and CID, forming more irregular resin-dentin interdiffusion zones and atypical resin tags than SD. The tested in vitro pH-cycling caries model allowed the evaluation of specific dentin substrate alterations in response to µTBS. The type of dentin and its histological structure played an important role in etch-and-rinse and self-etch bonding, as lower µTBS values were attained in CAD and CID.


Assuntos
Colagem Dentária/métodos , Cárie Dentária/cirurgia , Corrosão Dentária/métodos , Restauração Dentária Permanente/métodos , Adesivos Dentinários/uso terapêutico , Análise do Estresse Dentário , Dentina/ultraestrutura , Humanos , Microscopia Eletrônica de Varredura , Resistência à Tração
3.
Rev. dental press estét ; 9(4): 10-14, out. -dez.2012. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857644

RESUMO

¼ Cirurgião-dentista graduado pela Universidade de Buenos Aires em 1988. ¼ Professor titular das disciplinas de Fisiologia e Fisiopatologia I e II do sistema estomatognático do Curso de Odontologia da Universidad del Salvador. ¼ Diretor do curso "Reabilitação Oral Interdisciplinar voltado à Estética e Implantodontia" ministrado na Escuela de Posgrado da Asociación Odontológica Argentina (AOA). ¼ Presidente da Asociación Prostodóntica Argentina, regional da AOA. ¼ Sócio honorário da Sociedade Brasileira de Reabilitação Oral. ¼ Presidente das 37 Jornadas Internacionais da AOA que ocorrerão em 2013. ¼ Docente responsável pela área de Oclusão no Spazio Education (São Paulo, Brasil). ¼ Professor convidado nas áreas de Oclusão e Reabilitação Oral no Instituto Andes, na cidade de Bucaramanga/Colômbia. ¼ Diretor do Curso de Especialização em Reabilitação Oral da Universidad Hispano Guarani, na cidade de Assunção, Paraguai. ¼ Professor responsável pela disciplina de Oclusão no curso de especialização "Reabilitação Oral Interdisciplinar voltado à Estética e Implantodontia" ministrado na Universidad del Desarrollo, na cidade de Concepción no Chile. ¼ Professor responsável pela disciplina de Oclusão no curso de especialização "Prótese fixa, removível e implantoassistida", da Universidad del Salvador e AOA. ¼ Professor responsável pela disciplina de Oclusão no mestrado em Implantodontia da Universidad del Salvador e da AOA. ¼ Ex-docente responsável pelas disciplinas de Prótese, Oclusão e Disfunção Temporomandibular III e IV, na Universidad Argentina John F. Kennedy. ¼ Ex-professor do Departamento de Odontologia Clínica da Universidad Argentina John F. Kennedy. ¼ Ministra cursos e conferências em países como Argentina, Espanha, Itália, Brasil, Uruguai, Paraguai, Chile, Peru, Venezuela, Colômbia, República Dominicana e Nicarágua.


Assuntos
Oclusão Dentária , Relações Interprofissionais , Reabilitação Bucal
4.
Rev. dental press estét ; 9(3): 5-5, Jul-Dec.2012.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-874958

RESUMO

Com o aumento da competitividade e a enorme velocidade com que tudo é divulgado, comentado e comparado, há uma intensa busca pelo novo em todas as áreas de atuação profissional. Na Odontologia não é diferente. Vivemos um momento no qual as pessoas querem ser surpreendidas constantemente e, como tudo acontece muito rapidamente, haja criatividade para inovar o tempo todo! Será que isso é um problema? Será que estamos chegando ao limite de criar fatos, trabalhos ou eventos novos na Odontologia Estética, por exemplo? Será que é possível criar algo surpreendente em nossa atividade clínica no dia a dia, em congressos, em revistas, em livros? Claro que sim! Essa é a grande magia da vida, pois, quando a gente acha que ninguém vai criar algo diferente, lá vem alguém nos surpreendendo. Falo sobre esse assunto no editorial porque teremos no encontro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética, que ocorrerá de 19 a 22 de setembro em São Paulo, a primeira aula em 3D no Brasil, que será ministrada pelo meu amigo Rogério Marcondes. Além de tantos outros colegas brasileiros e estrangeiros que também darão um show em suas conferências, você não vai querer perder a oportunidade de ver a primeira aula em 3D da Odontologia brasileira, não é? Como o editorial está tratando de algo inovador, tenho que citar, até mesmo para agradecer a parceria da editora Dental Press e, em particular, de meu amigo Júnior Bianco, o lançamento do livro "Visão horizontal: Odontologia Estética para todos", que creio que surpreenderá pelo arrojado projeto gráfico. É um livro concebido e criado com uma certeza: será NO MÍNIMO DIFERENTE, e essa foi uma "aposta" e brincadeira que nos moveu durante todo o projeto. Viva a SBOE, que surpreende e inova mais uma vez em seu evento, vivam todos aqueles que ousam fazer diferente...


Assuntos
Odontologia , Estética Dentária
5.
Rev. dental press estét ; 9(2): 12-16, AbrJun.2012.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857614

RESUMO

Conte-nos um pouco sobre seu interesse inicial pela Odontologia e a opção pela área de Periodontia: - Apesar de ser filho de cirurgião-dentista, não houve nenhuma pressão em casa para que eu fizesse Odontologia, mas, diferente de muitos jovens que têm dúvidas na escolha da carreira, nunca me vi exercendo outra profissão. Quanto à escolha da Periodontia, aconteceu depois de alguns anos de formado, em um momento em que não havia muitas novidades nessa área e que a maioria dos cursos focava apenas o tratamento da doença periodontal. Nessa época, havia pouca ênfase em cirurgia plástica e regenerativa, bem como também na integração da Odontologia Estética com a Implantodontia; mas tive a sorte de iniciar minha formação com dois grandes professores ­ Luiz Fernando Naldi Ruiz e José Alfredo Gomes Mendonça ­, que já visualizavam a importância desses tópicos e me apresentaram uma Periodontia moderna. [...]


Assuntos
Humanos , Implantes Dentários , Estética Dentária , Periodontia , Ensino
6.
Rev. dental press estét ; 8(1): 114-126, jan.-mar. 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-590681

RESUMO

Lesões dentárias não cariosas, como as associadas à erosão ácida, por exemplo, podem provocar prejuízos significativos para a estrutura dentária, gerando hipersensibilidade dentinária, desgaste do esmalte, danos estéticos e perda de dimensão vertical de oclusão. O presente trabalho consiste na apresentação de um caso clínico de reabilitação estética e funcional de uma paciente portadora de erosão dentária, evidenciando uma abordagem clínica integrada, inter-relacionando cirurgia estética periodontal, restabelecimento de dimensão vertical de oclusão, restaurações indiretas de porcelana e restaurações diretas de resina composta. Com o tratamento executado, obteve-se o equilíbrio oclusal desejado, conforto para a paciente e um resultado estético plenamente satisfatório.


Assuntos
Humanos , Feminino , Porcelana Dentária , Reabilitação Bucal , Erosão Dentária , Bulimia , Estética Dentária , Dente Molar , Dor , Cimentos de Resina
7.
Rev. dental press estét ; 8(1): 114-126, jan.-mar. 2011. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-874192

RESUMO

Lesões dentárias não cariosas, como as associadas à erosão ácida, por exemplo, podem provocar prejuízos significativos para a estrutura dentária, gerando hipersensibilidade dentinária, desgaste do esmalte, danos estéticos e perda de dimensão vertical de oclusão. O presente trabalho consiste na apresentação de um caso clínico de reabilitação estética e funcional de uma paciente portadora de erosão dentária, evidenciando uma abordagem clínica integrada, inter-relacionando cirurgia estética periodontal, restabelecimento de dimensão vertical de oclusão, restaurações indiretas de porcelana e restaurações diretas de resina composta. Com o tratamento executado, obteve-se o equilíbrio oclusal desejado, conforto para a paciente e um resultado estético plenamente satisfatório


Assuntos
Humanos , Feminino , Porcelana Dentária , Reabilitação Bucal , Erosão Dentária , Bulimia , Estética Dentária , Dente Molar , Dor , Cimentos de Resina
8.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 64(1,n.esp): 52-59, ago. 2010.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-590244

RESUMO

Este artigo apresenta uma discussão sobre os aspectos que influenciam a decisão de indicar restaurações tipo inlay/onlay e sobre os fatores que devem ser considerados para a seleção do material restaurador a ser utilizado, resina composta ou porcelana.


This article presents a discussion on the aspects that may influence the indication decision for inlay/onlay restorations, and on the factors that should be considered when selecting the restorative material to be used, composite resin or porcelain.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Amálgama Dentário/uso terapêutico , Porcelana Dentária/uso terapêutico , Resinas Compostas/uso terapêutico , Restaurações Intracoronárias/métodos
9.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-611968

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar in vivo o efeito da utilização das lâmpadas halógenas como catalisadoras de um gel à base de peróxido de hidrogênio a 37,5 utilizado para o clareamento dental em consultório. Treze pacientes foram submetidos ao tratamento clareador em consultório com peróxido de hidrogênio a 37,5 (Whiteness HP Maxx, FGM/ Joinvile, SC, Brasil). A arcada superior de cada paciente foi dividida, e então em um dos hemiarcos o tratamento clareador foi realizado com a aplicação do peróxido de hidrogênio associado à iluminação com lâmpada halógena e no outro hemiarco o peróxido de hidrogênio foi utilizado sem nenhuma fonte de luz. Fotografias pré e pós operatórias foram realizadas nas mesmas condições de iluminação e submetidas à análise através de um software para comparar o grau de clareamento obtido nos hemiarcos esquerdo e direito. Os dados foram analisados utilizando o teste t-student (p≤0.05). Os resultados mostraram que não houve diferença significativa no clareamento obtido quando as duas técnicas foram comparadas. Estes resultados possibilitaram concluir que a iluminação com lâmpadas halógenas não melhorou o resultado final da técnica de clareamento dental em consultório quando um gel à base de peróxido de hidrogênio a 37,5 foi utilizado.


Purpose: To clinically evaluate the capacity of a halogen curing-light to act as a catalyst of a 37.5 hydrogen peroxide based product used to lightening teeth.Materials and Methods: Thirteen human subjects had their upper-arches (premolar to premolar) bleached and evaluated. Split-arch design using centrals, laterals, canines and premolars on one side treated with bleach (Whiteness HP Maxx, FGM, Joinvile, SC/Brazil) plus light, was compared with contralateral teeth using bleach alone. Pre and pos-operatory pictures were taken under the same light conditions. Then the pictures were analyzed with commercial software to compare the degree of lightening obtained on the right and left cervical area of the upper central incisors. Data were analyzed using paired Student-T test (p≤0.05).Results: Pairs of means for brightness and RGB blue channel showed no statistically significance differences at baseline and immediately after the third session of bleaching, despite of the use of the halogen light for gel activation.Clinical significance: The halogen curing-light does not improve the final result of the in-office bleaching technique using a 37.5 hydrogen peroxide gel.


Assuntos
Humanos , Luzes de Cura Dentária , Clareamento Dental/métodos , Peróxido de Hidrogênio/administração & dosagem
10.
Rev. Fac. Odontol. Porto Alegre ; 50(2): 9-12, ago. 09. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874432

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar in vivo o efeito da utilização das lâmpadas halógenas como catalisadoras de um gel à base de peróxido de hidrogênio a 37,5% utilizado para o clareamento dental em consultório. Treze pacientes foram submetidos ao tratamento clareador em consultório com peróxido de hidrogênio a 37,5% (Whiteness HP Maxx, FGM/ Joinvile, SC, Brasil). A arcada superior de cada paciente foi dividida, e então em um dos hemiarcos o tratamento clareador foi realizado com a aplicação do peróxido de hidrogênio associado à iluminação com lâmpada halógena e no outro hemiarco o peróxido de hidrogênio foi utilizado sem nenhuma fonte de luz. Fotografias pré e pós operatórias foram realizadas nas mesmas condições de iluminação e submetidas à análise através de um software para comparar o grau de clareamento obtido nos hemiarcos esquerdo e direito. Os dados foram analisados utilizando o teste t-student (p≤0.05). Os resultados mostraram que não houve diferença significativa no clareamento obtido quando as duas técnicas foram comparadas. Estes resultados possibilitaram concluir que a iluminação com lâmpadas halógenas não melhorou o resultado final da técnica de clareamento dental em consultório quando um gel à base de peróxido de hidrogênio a 37,5% foi utilizado.


Purpose: To clinically evaluate the capacity of a halogen curing-light to act as a catalyst of a 37.5% hydrogen peroxide based product used to lightening teeth.Materials and Methods: Thirteen human subjects had their upper-arches (premolar to premolar) bleached and evaluated. Split-arch design using centrals, laterals, canines and premolars on one side treated with bleach (Whiteness HP Maxx, FGM, Joinvile, SC/Brazil) plus light, was compared with contralateral teeth using bleach alone. Pre and pos-operatory pictures were taken under the same light conditions. Then the pictures were analyzed with commercial software to compare the degree of lightening obtained on the right and left cervical area of the upper central incisors. Data were analyzed using paired Student-T test (p≤0.05).Results: Pairs of means for brightness and RGB blue channel showed no statistically significance differences at baseline and immediately after the third session of bleaching, despite of the use of the halogen light for gel activation.Clinical significance: The halogen curing-light does not improve the final result of the in-office bleaching technique using a 37.5% hydrogen peroxide gel.


Assuntos
Humanos , Luzes de Cura Dentária , Clareamento Dental/métodos , Peróxido de Hidrogênio/administração & dosagem
11.
Rev. Fac. Odontol. Porto Alegre ; 49(1): 31-33, 2008. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-563454

RESUMO

O presente estudo avaliou três diferentes marcas comerciais de compósitos quanto à fenda resultante da contração de polimerização: Esthet-X (Dentsply); Filtek Z350 (3MESPE); Concept (Vigodent) todos na cor A3. Os compósitos foram inseridos numa matriz metálica com 7mm de diâmetro interno e 2mm de altura, sendo prensados entre 2 placas de vidro e fotopolimerizados por 40 segundos em uma das superfícies com aparelho de luz halógena XL 3000 (3M/ESPE) a 500 +/- 10 mW/cm2. Após foram polidos em politriz, metalizados em ouro e levados para análise da fenda resultante da contração de polimerização em um microscópio eletrônico de varredura (Philips XL30). Foram feitas 4 medições para cada corpo de prova em áreas correspondentes a 3, 6, 9 e 12 horas. Os resultados foram submetidos à análise de variância ANOVA e teste de Tukey, ao nível de significância de 5%. Os resultados mostraram os seguintes valores médios para as fendas de contração dos compósitos: Consept (35,77 μm); Esthet-X (22,01μm); Filtek Z350 (17,95μm), o que demonstrou que o grupo Con diferiu estatisticamente dos demais apresentado maior valor médio em relação à fenda de contração. Baseados nos resultados obtidos, foi possível concluir que o compósito Concept apresentou maior contração de polimerização quando comparado às Resinas Compostas Esthet-X e Filtek Z350.


This study evaluated three different brands of composite resins on the slot resulting from the polymerization contraction: Esthet X (Dentsply); Filtek Z350 (3M / ESPE); Concept (Vigodent), all of them in color A3. Composites were placed in a metal matrix with 7mm in internal diameter and 2mm in height, being pressed between 2 glass plaques and photopolymerized for 40 seconds in one of the surfaces with a polymerization system by halogen light XL 3000 (3M/ ESPE) to 500 +/- 10 mW/cm2. After that, it was polished in politriz, metallized in gold and taken for analysis of the slot resultant of the polymerization contraction in a scanning electron microscope (SEM, Philips XL30). Four measurements were made for each body of evidence in areas corresponding to 3, 6, 9 and 12 hours...


Assuntos
Análise do Estresse Dentário , Resinas Compostas/química
12.
Oper Dent ; 31(6): 682-7, 2006.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-17153977

RESUMO

This study compared microleakage between indirect composite inlays and direct composite restorations. Forty-eight standard inlay MOD cavities, with cervical margins located either in enamel or dentin, were prepared in extracted human third molars. The specimens were randomly divided into 3 groups (n=16). In the control group, the cavities were restored with the composite Filtek Z250 (3M ESPE). For the experimental groups, indirect restorations were made with the Artglass (Heraeus-Kulzer) or Belleglass HP (Kerr Laboratories) systems and cemented with the dual curing cement RelyX ARC (3M ESPE). The adhesive system Single Bond (3M ESPE) was applied on all groups. The specimens were submitted to thermolcycling, coated with nail varnish, then immersed in 2% basic fuchsine aqueous solution for 24 hours. The teeth were then sectioned and leakage scores were evaluated (40x), based on a standard ranking. Data were submitted to statistical analysis (Mann-Whitney and Kruskal-Wallis tests) with a 95% confidence level. No statistical difference was found between substrates (p=0.595), and the materials performed similarly in dentin (p=0.482). Direct restorations showed higher leakage than indirect restorations at the enamel margins (p=0.004). Within the limitations of this experimental design, overall leakage was similar between both substrates, while the indirect systems provided a better sealing than direct composites only in enamel.


Assuntos
Resinas Compostas , Infiltração Dentária/prevenção & controle , Restauração Dentária Permanente/métodos , Restaurações Intracoronárias , Colo do Dente , Esmalte Dentário , Adaptação Marginal Dentária , Análise do Estresse Dentário , Dentina , Humanos , Teste de Materiais , Metacrilatos , Dente Serotino , Transição de Fase , Estatísticas não Paramétricas
13.
RGO (Porto Alegre) ; 54(1): 58-61, jan.-mar. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-445006

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, a força de remoção por tração dos pinos de fibra de vidro (FibreKor Post - Jeneric/Pentron). Foram utilizadas 20 raízes de dentes ântero-superiores humanos, as quais foram obturadas e após, desobturadas até uma profundidade de 9mm utilizando-se uma broca de diâmetro correspondente ao do pino selecionado (1,5mm), e divididas aleatoriamente em 2 grupos de 10, conforme o agente de cimentação utilizado para fixação dos pinos. Os corpos de prova foram armazenados em água destilada a 37°C por uma semana e submetidos ao teste de remoção por tração em uma máquina de ensaio universal EMIC DL-2000, com velocidade de O,5mm/min. As médias obtidas foram: Single Bond (19,2 Kgf) e SBMUP (30,8 Kgf). Os resultados foram submetidos ao teste estatístico t-student ao nível de significância de 5%. Foi possível concluir que o grupo dos pinos de fibra de vidro cimentados com sistema adesivo dual SBMUP associado ao cimento resinoso dual Rely-X, apresentou valores de resistência à remoção por tração significativamente superiores em relação ao grupo em que se utilizou o sistema adesivo fotopolimerizável Single Bond.


Assuntos
Humanos , Cimentação , Pinos Dentários , Adesivos Dentinários , Resistência à Tração
14.
Rev. odonto ciênc ; 19(46): 389-394, out.-dez. 2004. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-412489

RESUMO

A sensibilidade dentária é um efeito colateral considerado comum e indesejável durante o clareamento dentário, sendo o flúor tópico indicado como um dos meios de evitar esta ocorrência. O presente trabalho, realizado sob a forma de um estudo clínico duplo-cego, teve por objetivo investigar a capaciade dessensibilizante do flúor tópico a 0,05 por cento e 5 por cento durante clareamento caseiro com peróxido de carbamida a 10 por cento. Um total de 33 pessoas (idade entre 18 a 30 anos) foi selecionado, os quais utilizaram durante 1,5 horas, Peróxido de Carbamida a 10 por cento (Opalescence), por 14 dias. Estes foram divididos em três grupos de 11 (placebo, flúor a 0,05 por cento, flúor a 5 por cento) aleatoriamente, recebendo em esquema duplo-cego um dos três tratamentos suplementares para utilização em moldeira individual durante 1 minuto. Terminado o tratamento, os pacientes responderam um questionário sobre sensibilidade. A análise das fichas sobre sensibilidade demonstrou que, para o grupo placebo, houve um índice de 63,63 por cento dos pacientes com sensibilidade e, para os grupos que utilizaram gel de flúor a 0,05 por cento e 5 por cento, respectivamente, 80 por cento e 60 por cento. O cruzamento de variáveis com Teste do Qui-quadrado e Prova Exata de Fisher (p < 5 por cento) quanto ao índice de sensibilidade durante o clareamento, demonstrou não haver dependência entre a variável em questão com relação ao grupo. Este protocolo de uso do flúor tópico não demonstrou ser eficaz na atenuação de sensibilidade dentária durante clareamento caseiro


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Clareamento Dental/efeitos adversos , Fluoretos Tópicos , Sensibilidade da Dentina/induzido quimicamente , Método Duplo-Cego
15.
JBC j. bras. clin. odontol. integr ; 8(44): 153-156, mar.-abr. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-405509

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, a resistência de união à microtração sobre a dentina dos sistemas adesivos Single Bond (3M), Optibond Solo Plus (Kerr) e Clearfil SE Bond (Kuraray) e classificar o tipo de fratura após a falha. Foram utilizados seis terceiros molares humanos, que foram divididos em três grupos. A remoção da superfície oclusal foi realizada com um disco diamantado de dupla face em baixa rotação, com água, seguida da utilização de lixas de carbeto de silício de granulações #320 e #600, de maneira a expor uma superfície plana de dentina, onde foram aplicados os sistemas adesivos, seguidos da aplicação da resina composta Z250/3M. Os dentes foram armazenados em água destilada por 24 horas a 37°C. Então, estes foram seccionados paralelamente ao longo eixo do dente, secções de 0,6 ± 0,2 mm², nos sentidos vestíbulo-lingual e mésio-distal e 20 corpos-de-água foram selecionados para cada sistema adesivo. O teste de resistência à microtação foi realizado com uma velocidade de 0,5 mm/min. As médias dos resultados foram: 33,26 ± 8,3MPa para o Single Bond, 33,54 ± 9,9MPa para o Optibond Solo Plus e 45,56 ± 12,2 MPa para o Clear SE Bond. O tipo de falha predominante no estudo foi a adesiva (76,66 por cento). Foi possível concluir que o Clearfil SE Bond apresentou a maior resistência de união à microtração, sendo diferente estatisticamente dos demais sistemas adesivos testados, que obtiveram valores semelhantes entre si


Assuntos
Humanos , Dentina , Adesivos Dentinários , Técnicas In Vitro , Dente Molar , Resistência à Tração
16.
JBC j. bras. clin. odontol. integr ; 8(43): 21-24, jan.-fev. 2004. tab, CD-ROM
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-851604

RESUMO

Para testar a influência da utilização de dessensibilizantes dentinários na resistência adesiva entre dentina e resina composta, usando o sistema adesivo convencional Scotchbond Multi-uso Plus - 3M, foram expostas as superfícies dentinárias de terceiros molares recém-extraídos e sobre estas foram aplicados os dessensibilizantes Gluma- Heraeus Kulzer (GL) ou Oxa-gel - Art-Dent (OX), seguidos do sistema adesivo e da restauração com resina composta Z250 - 3M. Foi também confeccionado um grupo de controle (CO), sem a aplicação de dessensibilizantes. Os dentes, devidamente preparados e restaurados, foram cortados longitudinalmente em palitos com área de união de aproximadamente 1,4 mm². Os palitos foram adaptados a um paquímetro modificado e este a uma máquina de ensaios universal EMIC DL2000, que realizou os testes de tração. As resistências adesivas expressas em MPa foram 29,63 ± 5,09 (CO), 29,08 ± 5,31 (GL) e 26,13 ± 6,56 (OX). Os dados foram submetidos a análise estatística pelo teste de análise de variância, que demonstrou não haver diferença estatisticamente significativa entre os grupos. Os resultados permitem concluir, dentro da metodologia deste estudo "in vitro", que a aplicação prévia de dessensibilizantes dentinários a um sistema adesivo convencional não altera a resistência adesiva entre dentina e resina composta


Assuntos
Humanos , Adolescente , Adulto , Técnicas In Vitro
17.
Rev. odonto ciênc ; 17(38): 409-414, out.-dez. 2002. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-365778

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, a força de remoção por tração dos pinos de fibra de vidro (FibreKor Post - Jeneric/Pentron) cimentados com quatro diferentes agentes de cimentação: cimento resinoso dual Rely-X (3M); cimento fotopolimerizávek Lute-It (Jeneric/Pentron); cimento resinoso de polimerização química Cement-It! (Jeneric/Pentron); e sistemaadesivo dual Scotch Bond Multi Uso Plus (3M). Foram utilizadas 40 raízes de dentes ântero-superiores humanos, as quais foram obturadas e após, desobturadas até uma profundidade de 9 mm utilizando-se uma broca de diâmetro correspondente ao do pino selecionado (1,5 mm), e divididas aleatoriamente em 4 grupos de 10, conforme o agente de cimentação utilizado para fixação dos pinos. Os corpos de prova foram armazenados em água destilada a 37°C por uma semana e submetidos ao teste de remoção por tração em máquina de ensaio universal EMIC DL-2000, com velocidade de 0,5 mm/min. As médias obtidas foram: Rely-X (36,72 kgf); Lute-It (37,76 kgf); Cement-It (40,89 kgf) e SBMUP (52,04 kgf). Os resultados foram submetidos aos testes estatísticos de análise de variância e de Tukey ao nível de significância de 5 por cento. Foi possível concluir que o grupo dos pinos de fibra de vidro cimentados com sistema adesivo dual SBMUP isoladamente, apresentou os maiores valores de remoção por tração sendo o único grupo estatisticamente diferente dos demais.


Assuntos
Pinos Dentários , Adesivos Dentinários , Técnicas In Vitro , Cimentos de Resina
18.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 56(2): 109-113, mar.-abr. 2002. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-329286

RESUMO

As resinas compostas tem evoluído, nos últimos anos, tanto no tocante a suas propriedades físicas como no que diz respeito à estética. As resinas micro-híbridas tem possibilitado ao profissional confeccionar restauraçöes em dentes anteriores e posteriores com excelente resultado estético. Este artigo apresenta algumas das possibilidades da utilizaçäo das resinas micro-híbridas na técnica direta


Assuntos
Resinas Compostas , Restauração Dentária Permanente , Estética Dentária
19.
Rev. ABO nac ; 10(1): 48-51, fev.-mar. 2002. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-312799

RESUMO

Trinta inlays/onlays confeccionados com a porcelana Duceram LFC foram avaliados clinicamente de acordo com um critérios de USPHS modificado durante seis anos. As restauraçöes apresentaram um bom desepenho clínico durante o período de avaliaçäo, sendo que vinte e oito restauraçöes receberam Alfa ou Bravo para todos os critérios avaliados


Assuntos
Porcelana Dentária , Restaurações Intracoronárias
20.
JBP, j. bras. odontopediatr. odontol. bebê ; 4(17): 50-7, jan.-fev. 2001. tab, graf, CD-ROM
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-852027

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar, in vitro, a resistência de união à tração ao esmalte e à dentina de dentes decíduos, utilizando um ionômero de vidro modificado por resina composta Vitremer (3M) e duas de resinas compostas modificadas por poliácidos Dyract AP (Dentsply) e F2000 (3M). Foram utilizados 45 molares decíduos hígidos, seccionados no sentido mésio-distal, obtendo-se duas metades, vestibular e lingual. As porções dentárias foram incluídas em resina autopolimerizável e divididas aleatoriamente em seis grupos, com 15 dentes cada. Os dentes foram desgastados em um torno mecânico sob refrigeração, com o objetivo de obter uma superfície plana no esmalte e dentina. Os materiais foram aplicados de acordo com as instruções dos fabricantes. As amostras foram armazenadas em água a 37ºC por 24 horas e, depois, submetidas à ciclagem térmica de 500 ciclos nas temperaturas de 5ºC e 55ºC, permanecendo 30 segundos em cada banho. Depois, o teste de resistência de união à tração ao esmalte e à dentina foi executado, utilizando-se uma máquina de ensaio universal EMIC DL-2000 com velocidade de 0,5 mm/min. As médias dos resultados em esmalte foram: F2000 (3M) 23,20 MPa, Vitremer (3M) 13,75 MPa e Dyract AP (Dentsply) 6,13 MPa; em dentina: F2000 (3M) 16,74 MPa, Vitremer (3M) 7,65 MPa e Dyract AP (Dentsply) 21,41 MPa. Os resultados foram submetidos à análise estatística através da Análise de Variância e teste de Turkey ao nível de significância de 1 por cento. Foi possível concluir que o F2000 (3M) apresentou a maior resistência de união à tração ao esmalte, sendo estatisticamente diferente do Vitremer (3M) e Dyract AP (Densply), estes também diferentes entre si. Em contrapartida, na dentina, o Dyract AP (Dentsply) foi estatisticamente maior que o F2000 (3M) e Vitremer (3M), também diferentes entre si


Assuntos
Resinas Compostas , Esmalte Dentário , Dentina , Cimentos de Ionômeros de Vidro , Técnicas In Vitro , Resistência à Tração , Dente Decíduo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA