Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 22
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Gerais (Univ. Fed. Juiz Fora) ; 14(2): 1-24, maio-ago. 2021.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1286615

RESUMO

A "terceirização" desponta na contemporânea morfologia do trabalho como uma das formas centrais de gestão institucional. No setor público brasileiro, a partir de relações público-privadas intensificadas após a contrarreforma do Estado em meados da década de 1990, modos de flexibilização dos vínculos empregatícios, dentre eles a "terceirização", surgem de modo a se tornar a regra na operacionalização de políticas sociais. Esta pesquisa objetivou analisar as relações de trabalho entre profissionais concursados/as e contratados/as em serviços de assistência social no município de São Paulo. Para isso, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com profissionais contratados/as e concursados/as em CRAS, CREAS e NPJ's da cidade de São Paulo. Os principais resultados indicam que os/as trabalhadores/as destacaram a hierarquia, diferenças de tratamento, de salários e de benefícios entre profissionais contratados/as e concursados/as, bem como a predominância de relações de fiscalização e não de parceria como seria o esperado conforme documentos oficiais da política de assistência social.


"Outsourcing" emerges in the contemporary morphology of work as one of the central forms of institutional management. In the Brazilian public sector, from public-private relations intensified after the counter-reform of the State in the mid-1990s, ways of making employment bonds more flexible, including "outsourcing", arise in order to become the rule in the operationalization of social policies. This research aimed to analyze the work relationship between hired and permanent civil servants in social work services in the city of São Paulo. For this, semi-structured interviews were conducted with hired and permanent civil servants in CRAS, CREAS and NPJs in the city of São Paulo. The main results indicate that the workers highlighted the hierarchy, differences in treatment, salaries and benefits between hired and permanent civil servants, as well as the predominance of supervisory relationship and not of partnership, as would be expected according to official documents of the social work policy.

2.
Quad. psicol. (Bellaterra, Internet) ; 22(3): e1538-e1538, 2020. tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-200519

RESUMO

Este artículo aborda las relaciones entre fútbol, política y memoria histórica en Brasil, centrándose en las manifestaciones de colectivos de hinchas contra la celebración de la perpetración del golpe de 1964 que dio lugar a una dictadura civil-militar que se mantuvo hasta 1985. El objetivo del presente artículo es comprender cómo los discursos vehiculados en un manifiesto firmado por diferentes colectivos de hinchas deslegitiman la dictadura, sus agentes y los discursos que los apoyan. Para alcanzar este objetivo, desarrollamos un análisis de discurso de base construccionista, del cual se concluye, entre otras cosas, que el manifiesto busca legitimarse a sí mismo, presentando fuentes consideradas fiables por los autores. También mostramos que se emplea una narrativa melodramática, que caracteriza a los agentes de la dictadura como villanos y a sus pacientes, como víctimas. Además, mostramos que alude a algunos aspectos de las teorías de la manipulación, que sugieren que el deporte sirve como opio del pueblo


This article discusses the relations between football, politics and historical memory in Brazil, focusing on the manifestations of groups of fans against the celebration of the 1964 coup that gave rise to a civil-military dictatorship that lasted until 1985. The goal of the present article is to understand how the discourses conveyed in a manifesto signed by different groups of football fans delegitimize the dictatorship, its agents and the discourses that support them. In order to achieve this objective, we developed a constructivist-based discourse analysis, which concludes, among other things, that the manifesto seeks to legitimize itself, presenting sources considered reliable by the authors. We also show that a melodramatic narrative is used, which characterizes the agents of the dictatorship as villains and their patients, as vic-tims. In addition, we show that it alludes to some aspects of manipulation theories, which suggest that sport serves as an opium for the people


Assuntos
Humanos , Futebol/psicologia , Identificação Social , Futebol/história , Comportamento Social , Política Pública/história , Comportamento Competitivo , Brasil , Problemas Sociais/história
5.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 18(4): 1068-1086, out.-dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-994961

RESUMO

Neste artigo, buscamos apresentar algumas das abordagens teóricas, grupos de pesquisa e instituições que fizeram e fazem parte do vasto (e diverso) campo da psicologia social brasileira. Para isso, em um primeiro momento, retomamos o modo como a história dessa ciência costuma ser contada - colocando a "crise de referência" da década de 1970 como um importante momento de inflexão, no qual ganham força a oposição ao modelo positivista de ciência e a necessidade de desenvolver abordagens críticas e comprometidas com a transformação social. Em um segundo momento, apresentamos algumas das abordagens teórico-metodológicas desenvolvidas após esse momento de "crise". Mais especificamente, abordamos o desenvolvimento da análise institucional, da psicologia sócio-histórica, da teoria das representações sociais e das abordagens construcionistas.(AU)


In this article, we aim to present some of the theoretical approaches, research groups and institutions that that have been part of the vast (and diverse) field of Brazilian social psychology. With this in mind, we begin with the history of the subject as it is usually told, placing the "crisis of reference" of the 1970's as an important turning point and two important ideas which gain ground then: opposing forces to the positivistic model of science and the recognition of the need to develop critical approaches committed to social transformation. After that, we present some of the theoretical-methodological approaches developed after this moment of "crisis". More specifically, we will tackle the development of institutional analysis, social-historical psychology, social representation theory and constructionist perspectives.(AU)


En este artículo, buscamos presentar algunos de los abordajes teóricos, grupos de investigación e instituciones que formaron y forman parte del vasto (y diverso) campo de la psicología social brasileña. Para ello, en un primer momento, retomamos el modo en que la historia de esta ciencia suele ser relatada - colocando la "crisis de referencia" de la década de 1970 como un importante momento de inflexión, en el que ganan fuerza la oposición al modelo positivista de ciencia y la necesidad de desarrollar enfoques críticos y comprometidos con la transformación social. En un segundo momento, presentamos algunos de los enfoques teórico-metodológicos desarrollados después de ese momento de "crisis". Más específicamente, abordamos el desarrollo del análisis institucional, de la psicología socio-histórica, de la teoría de las representaciones sociales y de los abordajes construccionistas.(AU)


Assuntos
Psicologia Social/história , Psicologia Social/métodos , Decisões
6.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 70(3): 166-183, set./dez. 2018.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-986282

RESUMO

Este trabalho busca apresentar e discutir alguns dos argumentos, sobreposições, contraposições e lacunas que fizeram parte do debate acadêmico em torno da atuação da Psicologia no Sistema Único de Assistência Social (SUAS), entre os anos de 2005 e 2015. Para isso, foi realizado um trabalho de revisão de literatura, tendo como foco as maneiras por meio das quais artigos científicos abordam o papel da Psicologia na política de Assistência Social, bem como o que fazem (ou deveriam fazer) as(os) psicólogas(os) que nela atuam. A partir da análise de 38 artigos científicos, foi possível concluir que, em 2015, o campo de estudos sobre a inserção da Psicologia no SUAS já havia superado uma primeira fase descritiva. Afinal, os textos já dialogavam com a literatura existente, fazendo contraposições de ideias e arrolando uma leitura mais ampla. Foi possível concluir, também, que esse campo de estudos não é homogêneo, mas cheio de controvérsias e disputas


This paper seeks to present and discuss some of the arguments, overlaps, contrapositions and gaps that were part of the academic debate about the insertion of Psychology in the Unified Social Assistance System (SUAS) between 2005 and 2015. To achieve this goal, a literature review was carried out, focusing on the ways in which scientific articles deal with the "role" of Psychology in the Social Assistance policy, as well as on what psychologists do (or should do) on it. From the analysis of 38 scientific articles, it was possible to conclude that, by 2015, the field of study on the insertion of Psychology in SUAS had already surpassed a first descriptive phase. After all, the texts were already in dialogue with the existing literature, making oppositions of ideas and drawing a broader reading. It was also possible to conclude that this field of study is not homogeneous, but full of controversies and disputes


Este trabajo busca presentar y discutir algunos de los argumentos, superposiciones, contraposiciones y brechas que formaron parte del debate académico en torno a la actuación de la Psicología en el Sistema Único de Asistencia Social (SUAS), entre los años 2005 y 2015. Para ello, se realizó un trabajo de revisión de literatura, teniendo como foco las maneras por las cuales artículos científicos abordan el "papel" de la Psicología en la política de Asistencia Social, así como lo que hacen (o deberían hacer) las (os) psicólogas (os) que actúan en ella. A partir del análisis de 38 artículos científicos, fue posible concluir que, en 2015, el campo de estudios sobre la inserción de la Psicología en el SUAS ya había superado una primera frase descriptiva. Al final, los textos ya dialogaban con la literatura existente, haciendo contraposiciones de ideas y arrollando una lectura más amplia. Fue posible concluir, también, que ese campo de estudios no es homogéneo, pero lleno de controversias y disputas


Assuntos
Humanos , Psicologia , Política Pública , Serviço Social , Literatura de Revisão como Assunto , Desempenho Profissional
7.
Estud. psicol. (Campinas) ; 34(1): 41-52, jan.-mar. 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-840510

RESUMO

Resumo Nesta pesquisa, buscou-se discutir os modos como psicólogos que atuam no Sistema Único de Assistência Social vivenciam e percebem o processo de terceirização dá área. Para isso, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com psicólogos que trabalham em diferentes equipamentos socioassistenciais, bem como uma pesquisa de campo em um serviço de acolhimento. Entre outras coisas, os interlocutores destacaram o fato de o processo de terceirização do Sistema Único de Assistência Social favorecer o estabelecimento de vínculos empregatícios frágeis, baixos salários, falta de capacitação e alta rotatividade de profissionais. Concluiu-se que, apesar de defender a "desprecarização" dos vínculos trabalhistas e o fim da terceirização, as leis brasileiras dão brechas para vínculos que adoecem.


Abstract This study aimed to discuss how psychologists working in the Sistema Único de Assistência Social (Unified System for Social Assistance) experience and perceive the outsourcing process of this public social assistance policy. Therefore, semi-structured interviews were conducted with psychologists who work in different social service settings, and a field research was carried out in a social assistance center. Among other things, the interviewees highlighted the fact that the outsourcing process of the Unified System for Social Assistance does not promote sustained employment, but rather low-wage jobs, lack of training, and high turnover. As a conclusion, it can be said that although Brazilian laws are aimed at effectively promoting employment stability and the end of outsourcing of social care services, there are gaps that allow unstable employment and insecure contracts, which affect the health of the Unified System for Social Assistance workers.


Assuntos
Humanos , Psicologia Social , Administração Pública , Serviço Social , Trabalho
8.
Psicol. soc. (Online) ; 29: e169210, 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-955865

RESUMO

Resumo Neste trabalho, propusemos uma reflexão acerca dos conhecimentos, posturas éticas e experiências práticas que cursos de graduação em Psicologia podem oferecer para capacitar suas(eus) alunas(os) para atuar no Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Para embasar essa discussão, realizamos uma revisão bibliográfica sobre o tema, entrevistamos profissionais da área e revisitamos os materiais que produzimos ao longo de nossas experiências como docentes e supervisoras de estágio. Partindo da constatação de que há um grande descompasso entre a formação oferecida e o cotidiano de trabalho no SUAS, afirmamos a necessidade de outro modelo de formação, que ofereça elementos para que as(os) jovens psicólogas(os) possam desenvolver práticas inventivas e criativas, que potencializam os saberes locais e respeitam as demandas e potencialidades do território.


Resumen En este artículo, hemos propuesto una reflexión acerca de los conocimientos, postura éticas y experiencias prácticas que un curso de grado en psicología podría ofrecer para capacitar sus estudiantes para trabajar en el Sistema Único de Asistencia Social (SUAS). Para sostener esa discusión, realizamos una revisión bibliográfica acerca del tema, entrevistamos profesionales del área y revisitamos los materiales que producimos al largo de nuestras experiencias como docentes y supervisoras de prácticas. Con base en la constatación de que hay un gran descompaso entre la formación ofrecida y el cotidiano de trabajo en el SUAS, afirmamos la necesidad de otro modelo de formación, que ofrezca elementos para que los jóvenes psicólogos puedan desarrollar practicas creativas e inventivas, que potencializan los saberes locales y respetan las demandas y potencialidades del territorio.


Abstract In this article, we discussed the knowledge, ethical positions and practical experiences that undergraduate Psychology courses could offer to prepare its students to work at the Sistema Único de Assistência Social (SUAS) [Unified Social Assistance System]. To support this discussion, we did a literature review on the subject, interviewed professionals who work at this field and reviewed the material we produced during the years we have worked as professors and internship supervisors. Based on the idea that there is a big gap between the education offered and the daily work at SUAS, we defend the need of another education model, capable of offering elements that help young psychologists develop creative and inventive practices which empower local knowledge and respect the community's demands and potentialities.


Assuntos
Psicologia/educação , Psicologia Social/educação , Serviço Social
9.
Rev. psicol. polit ; 15(34): 479-495, dez. 2015.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-961927

RESUMO

Neste artigo, discutimos os limites da teoria de Le Bon sobre o comportamento das multidões como ferramenta de análise científica da violência no futebol. Entre outras coisas, indicamos que tal violência pressupõe certa racionalidade, e não a falta dela. Também discutimos alguns dos possíveis efeitos políticosideológicos da referida teoria, tais como a denegação da culpa dos torcedores e agentes de segurança envolvidos em ações violentas, a negação da voz da massa torcedora e a legitimação da repressão policial e do controle social. Além disso, defendemos a pertinência de assumirmos outro olhar sobre o comportamento da massa, que considere seus aspectos positivos, como a capacidade de produzir estratégias de resistência ao chamado "futebol moderno".


In this article, we discussed the limits of Le Bon's theory of crowd behavior as scientific analysis tool of violence in football. Among other things, we indicated that such violence presupposes certain rationality, not the lack of it. We also discussed some of the possible political and ideological effects of that theory, such as the denial of guilt of the supporters and security officers involved in violent actions, the denial of the voice of the mass of supporters and the legitimacy of police repression and social control. Besides, we defended the relevance of assume a different crowd behavior perspective that consider its positive aspects, such as the ability to produce strategies of resistance to the so-called "modern football".


En este artículo, analizamos los límites de la teoría del comportamiento de las masas de Le Bon como herramienta de análisis científico de la violencia en el fútbol. Entre otras cosas, indicamos que este tipo de violencia presupone una cierta racionalidad, no la falta de ella. También discutimos algunos de los posibles efectos políticos e ideológicos de esa teoría, como la negación de la culpa de los hinchas y de los agentes de seguridad involucrados en acciones violentas, la negación de la voz de la hinchada y la legitimación de la represión policial y del control social. Además, defendemos la importancia de asumir otra perspectiva del comportamiento de las masas, que considere sus aspectos positivos, como la capacidad de producir estrategias de resistencia al denominado "fútbol moderno".


Dans cet article, nous discutons les limites de la théorie de Le Bon sur le comportement des foules comme outil d'analyse scientifique de la violence dans le football. Entre autres choses, nous indiquons que cette violence présuppose une certaine rationalité, et pas son absence. Nous avons également discuté quelques fins politiques et idéologiques possibles de cette théorie, comme le refus de la culpabilité des fans et du personnel de sécurité impliqués dans des actions violentes, le déni de voix de la masse de fans, et la légitimité de la répression policière et du contrôle social. D'ailleurs, nous défendons la pertinence de prendre un autre regard sur le comportement de masse, qui considère ses aspects positifs, comme la capacité de produire des stratégies de résistance à la soi-disant « football moderne ¼.

10.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 65(3): 338-356, 2013.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-60434

RESUMO

Neste artigo, buscamos discutir as contribuições da obra da filósofa holandesa Annemarie Mol para a Psicologia Social. Para isso, apresentamos algumas de suas reflexões centrais, como a abordagem não perspectivista da realidade e as noções de multiplicidade e política ontológica. Ao propor tal discussão, procuramos chamar a atenção para a possibilidade de ordenar e de coordenar a realidade de diferentes modos, bem como de reconhecer que um fenômeno é formado por múltiplos atores. Pretendemos, portanto, defender uma Psicologia Social que se aproxime das propostas da teoria ator-rede, ao buscar conexões complexas, que articulem humanos e não humanos e que façam existir múltiplas realidades. Uma Psicologia Social que fuja do realismo que caracteriza grande parte das pesquisas científicas e que não pressuponha, portanto, uma realidade anterior e independente de nossas ações, mas que tome como ponto de partida uma realidade que se torna real por meio de nossas práticas(AU)


In this article,we discuss the contributions of the work of the Dutch philosopher Annemarie Mol to Social Psychology. To do so, we present some of her main reflections, such as the nonperspectivist approach of reality and the concepts of multiplicity and ontological politics. In doing so, we aimed to call attention to the possibility of ordering and coordinating the reality in different ways and of recognizing that a phenomenon is formed by multiple actors. Therefore, we aimed to stand for a Social Psychology that follows the actor-network theory approach, as it searches complex relations, which articulate humans and nonhumans and perform multiple realities. A Social Psychology that escapes from the realism that characterizes most scientific investigations and that doesn´t presuppose a reality that is previous and independent of our actions. A Social Psychology that takes as a starting point a reality that becomes real through our practices(AU)


En este texto, buscamos discutir las contribuciones de la obra de Annemarie Mol a la Psicología Social. Para hacerlo, presentamos algunas de sus reflexiones centrales, tales como el abordaje no perspectivista de la realidad y las nociones de multiplicidad y política ontológica. Al proponer esta discusión, queremos llamar la atención para la posibilidad de ordenar y coordinar la realidad de diferentes maneras, así como también reconocer que un fenómeno está formado por múltiples y diversos actores. Buscamos, por lo tanto, defender una Psicología Social que se acerca de la Teoría del Actor-Red, al buscar conexiones complejas, que articulen humanos a no humanos y que performen diversas realidades. Una Psicología Social que huya del realismo que caracteriza gran parte de las investigaciones científicas y, por lo tanto, que no presuponga una realidad anterior e independiente de nuestras acciones, sino una realidad que se vuelva real por intermedio de nuestras prácticas(AU)


Assuntos
Psicologia Social
11.
Psicol. ciênc. prof ; 33(3): 716-729, 2013.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-63363

RESUMO

Diversos autores falam de ao menos duas versões da Psicologia social: uma anterior e outra posterior à crise de referência que assolou essa área do conhecimento na década de 70. A primeira tinha uma base positivista, já a segunda se caracterizava por defender uma ciência comprometida com a transformação social. Em geral, esses textos narram a história da Psicologia social destacando personagens, acontecimentos e ideários. Neste artigo, seguindo a proposta da teoria ator-rede, acrescentamos novos elementos a essa história e falamos dos atores humanos e não humanos, das materialidades e socialidades, que contribuíram para construir a Psicologia social brasileira. Concluímos o texto argumentando que a crise de referência não eliminou por completo a Psicologia social positivista, substituiu-a por uma vertente crítica, pois, ainda hoje, ambas coexistem. Argumentamos, portanto, que a Psicologia social brasileira é complexa, e que essa complexidade não cabe na tênue linha do tempo que muitas vezes traçamos para representar o desenvolvimento de disciplinas acadêmicas.(AU)


Many authors discuss about at least two versions of social psychology: one previous and the other posterior to the reference crisis which characterized this area of knowledge in the 70s. The first one had a positivist basis and the second one was committed to transform the society. Most of the times, those texts narrate the history of social psychology highlighting characters, facts and ideas. In this paper, following the methodology proposed by the actor-network theory, we added new elements to this history and discussed the human and non-human actors, the materialities and socialities that contributed to build the Brazilian social psychology. We conclude the text arguing that the reference crisis didn´t eliminate completely the positivist social psychology but substituted it for the “critical” one, because both coexist until today. Therefore, we argue that Brazilian social psychology is complex and that this complexity doesn´t fit into those tenuous time lines we often use to represent the development of academic disciplines.(AU)


Diversos autores hablan de al menos dos versiones de la Psicología Social: una anterior y otra posterior a la crisis de referencia que asoló esta área del conocimiento en la década de 1970. La primera tenía una base positivista, ya la segunda se caracterizaba por defender una ciencia comprometida con la transformación social. En general, esos textos narran la historia de la Psicología Social destacando personajes, acontecimientos e idearios. En este artículo, siguiendo la propuesta de la Teoría Actor-Red, agregamos nuevos elementos a esa historia y hablamos de los actores humanos y no humanos, de las materialidades y socialidades, que contribuyeron para construir la Psicología Social brasilera. Concluimos el texto argumentando que la crisis de referencia no eliminó por completo la Psicología Social “positivista” y la substituyó por la “crítica”, pues, aún hoy, ambas coexisten. Argumentamos, por lo tanto, que la Psicología Social brasilera es compleja, y que esta complejidad no cabe en la tenue línea del tiempo que muchas veces trazamos para representar el desarrollo de disciplinas académicas.(AU)


Assuntos
Humanos , Psicologia Social , Conhecimento Psicológico de Resultados , Padrões de Referência , Vertente , Psicologia Experimental , Consciência
12.
Psicol. ciênc. prof ; 33(3): 716-729, 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-690148

RESUMO

Diversos autores falam de ao menos duas versões da Psicologia social: uma anterior e outra posterior à crise de referência que assolou essa área do conhecimento na década de 70. A primeira tinha uma base positivista, já a segunda se caracterizava por defender uma ciência comprometida com a transformação social. Em geral, esses textos narram a história da Psicologia social destacando personagens, acontecimentos e ideários. Neste artigo, seguindo a proposta da teoria ator-rede, acrescentamos novos elementos a essa história e falamos dos atores humanos e não humanos, das materialidades e socialidades, que contribuíram para construir a Psicologia social brasileira. Concluímos o texto argumentando que a crise de referência não eliminou por completo a Psicologia social positivista, substituiu-a por uma vertente crítica, pois, ainda hoje, ambas coexistem. Argumentamos, portanto, que a Psicologia social brasileira é complexa, e que essa complexidade não cabe na tênue linha do tempo que muitas vezes traçamos para representar o desenvolvimento de disciplinas acadêmicas.


Many authors discuss about at least two versions of social psychology: one previous and the other posterior to the reference crisis which characterized this area of knowledge in the 70s. The first one had a positivist basis and the second one was committed to transform the society. Most of the times, those texts narrate the history of social psychology highlighting characters, facts and ideas. In this paper, following the methodology proposed by the actor-network theory, we added new elements to this history and discussed the human and non-human actors, the materialities and socialities that contributed to build the Brazilian social psychology. We conclude the text arguing that the reference crisis didn´t eliminate completely the positivist social psychology but substituted it for the “critical” one, because both coexist until today. Therefore, we argue that Brazilian social psychology is complex and that this complexity doesn´t fit into those tenuous time lines we often use to represent the development of academic disciplines.


Diversos autores hablan de al menos dos versiones de la Psicología Social: una anterior y otra posterior a la crisis de referencia que asoló esta área del conocimiento en la década de 1970. La primera tenía una base positivista, ya la segunda se caracterizaba por defender una ciencia comprometida con la transformación social. En general, esos textos narran la historia de la Psicología Social destacando personajes, acontecimientos e idearios. En este artículo, siguiendo la propuesta de la Teoría Actor-Red, agregamos nuevos elementos a esa historia y hablamos de los actores humanos y no humanos, de las materialidades y socialidades, que contribuyeron para construir la Psicología Social brasilera. Concluimos el texto argumentando que la crisis de referencia no eliminó por completo la Psicología Social “positivista” y la substituyó por la “crítica”, pues, aún hoy, ambas coexisten. Argumentamos, por lo tanto, que la Psicología Social brasilera es compleja, y que esta complejidad no cabe en la tenue línea del tiempo que muchas veces trazamos para representar el desarrollo de disciplinas académicas.


Assuntos
Humanos , Conhecimento Psicológico de Resultados , Psicologia Experimental , Psicologia Social , Padrões de Referência , Vertente , Consciência
13.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 65(3): 338-356, 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-698857

RESUMO

Neste artigo, buscamos discutir as contribuições da obra da filósofa holandesa Annemarie Mol para a Psicologia Social. Para isso, apresentamos algumas de suas reflexões centrais, como a abordagem não perspectivista da realidade e as noções de multiplicidade e política ontológica. Ao propor tal discussão, procuramos chamar a atenção para a possibilidade de ordenar e de coordenar a realidade de diferentes modos, bem como de reconhecer que um fenômeno é formado por múltiplos atores. Pretendemos, portanto, defender uma Psicologia Social que se aproxime das propostas da teoria ator-rede, ao buscar conexões complexas, que articulem humanos e não humanos e que façam existir múltiplas realidades. Uma Psicologia Social que fuja do realismo que caracteriza grande parte das pesquisas científicas e que não pressuponha, portanto, uma realidade anterior e independente de nossas ações, mas que tome como ponto de partida uma realidade que se torna real por meio de nossas práticas


In this article,we discuss the contributions of the work of the Dutch philosopher Annemarie Mol to Social Psychology. To do so, we present some of her main reflections, such as the nonperspectivist approach of reality and the concepts of multiplicity and ontological politics. In doing so, we aimed to call attention to the possibility of ordering and coordinating the reality in different ways and of recognizing that a phenomenon is formed by multiple actors. Therefore, we aimed to stand for a Social Psychology that follows the actor-network theory approach, as it searches complex relations, which articulate humans and nonhumans and perform multiple realities. A Social Psychology that escapes from the realism that characterizes most scientific investigations and that doesn´t presuppose a reality that is previous and independent of our actions. A Social Psychology that takes as a starting point a reality that becomes real through our practices


En este texto, buscamos discutir las contribuciones de la obra de Annemarie Mol a la Psicología Social. Para hacerlo, presentamos algunas de sus reflexiones centrales, tales como el abordaje no perspectivista de la realidad y las nociones de multiplicidad y política ontológica. Al proponer esta discusión, queremos llamar la atención para la posibilidad de ordenar y coordinar la realidad de diferentes maneras, así como también reconocer que un fenómeno está formado por múltiples y diversos actores. Buscamos, por lo tanto, defender una Psicología Social que se acerca de la Teoría del Actor-Red, al buscar conexiones complejas, que articulen humanos a no humanos y que performen diversas realidades. Una Psicología Social que huya del realismo que caracteriza gran parte de las investigaciones científicas y, por lo tanto, que no presuponga una realidad anterior e independiente de nuestras acciones, sino una realidad que se vuelva real por intermedio de nuestras prácticas


Assuntos
Psicologia Social
14.
Psico (Porto Alegre) ; 41(3): 303-309, jul.-set. 2010.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-51581

RESUMO

No presente artigo, buscamos discutir como a noção de social é concebida pela Teoria Ator-Rede (TAR), bem como as possíveis contribuições desta concepção para a psicologia social. Para a TAR, ao invés de tomarmos o social como um domínio ou como o tipo de material que compõe determinados fenômenos, devemos questionar o projeto de dar uma “explicação social” a algum estado de coisas e resgatar o significado original do termo – que, etimologicamente, está mais próximo de associações do que de vínculos sociais. Pensar uma psicologia social que parta dessa perspectiva implica pensar em uma psicologia que considera que os não-humanos têm agência e produzem efeitos no mundo, modificando nossas ações e nossos processos de atribuição de sentido.(AU)


In this essay, we aimed to discuss how the social is defined by the Actor-Network Theory (ANT) and it´s possible contributions to social psychology. According to ANT, instead of considering the social a place or a kind of material that constitute certain phenomena, we should question the project of giving “social explanations” and rescue this term´s original meaning – etymologically, it´s closer to associations than to social bounds. A social psychology that follows this perspective considers that the non-humans have agency and product effects on the world, modifying our actions and our processes of sense attribution.(AU)


En este artículo, objetivamos discutir cómo la noción de social está concebida por la Teoría del Actor-Red (TAR), así como las posibles contribuciones de esa concepción para la psicología social. Según la TAR, no debemos considerar el social como un dominio o como una especie de material que compone determinados fenómenos, pero debemos cuestionar el intento de dar una “explicación social” a un estado de cosas y rescatar el significado original de la palabra – que, etimológicamente, está más cerca de asociaciones que de vínculos sociales. Pensar una psicología social apoyada en esa perspectiva implica pensar una psicología que considera que los no-humanos tienen agencia y producen efectos en el mundo, cambiando nuestras acciones y nuestros procesos de atribución de sentido.(AU)


Assuntos
Humanos , Psicologia Social , Sociologia
15.
Psico (Porto Alegre) ; 41(3): 303-309, jul.-set. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-643542

RESUMO

No presente artigo, buscamos discutir como a noção de social é concebida pela Teoria Ator-Rede (TAR), bem como as possíveis contribuições desta concepção para a psicologia social. Para a TAR, ao invés de tomarmos o social como um domínio ou como o tipo de material que compõe determinados fenômenos, devemos questionar o projeto de dar uma “explicação social” a algum estado de coisas e resgatar o significado original do termo – que, etimologicamente, está mais próximo de associações do que de vínculos sociais. Pensar uma psicologia social que parta dessa perspectiva implica pensar em uma psicologia que considera que os não-humanos têm agência e produzem efeitos no mundo, modificando nossas ações e nossos processos de atribuição de sentido.


In this essay, we aimed to discuss how the social is defined by the Actor-Network Theory (ANT) and it´s possible contributions to social psychology. According to ANT, instead of considering the social a place or a kind of material that constitute certain phenomena, we should question the project of giving “social explanations” and rescue this term´s original meaning – etymologically, it´s closer to associations than to social bounds. A social psychology that follows this perspective considers that the non-humans have agency and product effects on the world, modifying our actions and our processes of sense attribution.


En este artículo, objetivamos discutir cómo la noción de social está concebida por la Teoría del Actor-Red (TAR), así como las posibles contribuciones de esa concepción para la psicología social. Según la TAR, no debemos considerar el social como un dominio o como una especie de material que compone determinados fenómenos, pero debemos cuestionar el intento de dar una “explicación social” a un estado de cosas y rescatar el significado original de la palabra – que, etimológicamente, está más cerca de asociaciones que de vínculos sociales. Pensar una psicología social apoyada en esa perspectiva implica pensar una psicología que considera que los no-humanos tienen agencia y producen efectos en el mundo, cambiando nuestras acciones y nuestros procesos de atribución de sentido.


Assuntos
Humanos , Psicologia Social , Sociologia
16.
Psicol. rev. (Belo Horizonte) ; 15(2): 114-131, ago. 2009.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-51117

RESUMO

Neste trabalho, buscou-se identificar os repertórios usados por ativistas do Movimento de Vida Independente para dar sentido à noção de vida independente. Para isso, foram analisados documentos de domínio público produzidos por esses ativistas, tais como livros, sítios de internet, livretos, material publicitário, jornais institucionais, etc., bem como foram realizados grupos focais com alguns de seus membros. Essa análise permitiu constatar que os principais repertórios usados para dar sentido a essa noção são: independência, autonomia, empoderamento, autodeterminação, participação e igualdade de oportunidade. Permitiu, também, concluir que vida independente é entendida como práxis, ou seja, não há filosofia sem a prática de vida independente e vice-versa. O uso desses repertórios indica que os ativistas buscam ser reconhecidos como atores sociais, participar ativamente da sociedade e assumir o controle de suas vidas.(AU)


The goal of this study was to identify the repertoires used by activists of the Independent Living Movement to convey the meaning of independent living. Documents of public domain produced by those activists, including books, websites, advertisement material and institutional papers, were reviewed, and two focal groups were created for analysis. The conclusion of the analysis identified the repertories used to convey the concept of independent living as independence, autonomy, empowerment, self-determination, participation and equal opportunity. Moreover, independent living was understood as praxis, in other words, as the process of transforming theoretical knowledge into practice. The use of those repertories indicates that the activists seek recognition as social actors, that is, they wish to be actively involved in society and control their own lives.(AU)


En este trabajo, se ha tratado de identificar los repertorios que los activistas del Movimiento de Vida Independiente utilizan para dar sentido a la noción de vida independiente. Para eso, fueron analizados documentos de dominio público producidos por estos activistas, tales como libros, sitios de Internet, folletos, anuncios, periódicos institucionales etc., así como fueron realizados dos grupos focales con algunos de sus miembros. Este análisis ha permitido constatar que los principales repertorios utilizados para dar sentido a esta noción son: independencia, autonomía, empoderamiento, autodeterminación, participación e igualdad de oportunidades. Ha permitido, también, concluir que la vida independiente es entendida como praxis, o sea, no hay filosofía sin la práctica de la vida independiente y viceversa. El uso de estos repertorios indica que los activistas tratan de ser reconocidos como actores sociales, participar activamente en la sociedad y tomar el control de sus vidas.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoas com Deficiência/psicologia , Qualidade de Vida , Direitos Humanos , Defesa das Pessoas com Deficiência
17.
Psicol. rev. (Belo Horizonte) ; 15(2): 114-131, ago. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-603470

RESUMO

Neste trabalho, buscou-se identificar os repertórios usados por ativistas do Movimento de Vida Independente para dar sentido à noção de vida independente. Para isso, foram analisados documentos de domínio público produzidos por esses ativistas, tais como livros, sítios de internet, livretos, material publicitário, jornais institucionais, etc., bem como foram realizados grupos focais com alguns de seus membros. Essa análise permitiu constatar que os principais repertórios usados para dar sentido a essa noção são: independência, autonomia, empoderamento, autodeterminação, participação e igualdade de oportunidade. Permitiu, também, concluir que vida independente é entendida como práxis, ou seja, não há filosofia sem a prática de vida independente e vice-versa. O uso desses repertórios indica que os ativistas buscam ser reconhecidos como atores sociais, participar ativamente da sociedade e assumir o controle de suas vidas.


The goal of this study was to identify the repertoires used by activists of the Independent Living Movement to convey the meaning of independent living. Documents of public domain produced by those activists, including books, websites, advertisement material and institutional papers, were reviewed, and two focal groups were created for analysis. The conclusion of the analysis identified the repertories used to convey the concept of independent living as independence, autonomy, empowerment, self-determination, participation and equal opportunity. Moreover, independent living was understood as praxis, in other words, as the process of transforming theoretical knowledge into practice. The use of those repertories indicates that the activists seek recognition as social actors, that is, they wish to be actively involved in society and control their own lives.


En este trabajo, se ha tratado de identificar los repertorios que los activistas del Movimiento de Vida Independiente utilizan para dar sentido a la noción de vida independiente. Para eso, fueron analizados documentos de dominio público producidos por estos activistas, tales como libros, sitios de Internet, folletos, anuncios, periódicos institucionales etc., así como fueron realizados dos grupos focales con algunos de sus miembros. Este análisis ha permitido constatar que los principales repertorios utilizados para dar sentido a esta noción son: independencia, autonomía, empoderamiento, autodeterminación, participación e igualdad de oportunidades. Ha permitido, también, concluir que la vida independiente es entendida como praxis, o sea, no hay filosofía sin la práctica de la vida independiente y viceversa. El uso de estos repertorios indica que los activistas tratan de ser reconocidos como actores sociales, participar activamente en la sociedad y tomar el control de sus vidas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Defesa das Pessoas com Deficiência , Direitos Humanos , Pessoas com Deficiência/psicologia , Qualidade de Vida
18.
Gerais ; 2(1): [23-33], 01/06/2009.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-880160

RESUMO

Neste artigo, buscamos apresentar as contribuições e limitações da bibliometria e da Análise de Redes Sociais (ARS) para a psicologia social da ciência. A partir de análise bibliográfica, pudemos concluir que estas metodologias são úteis para colocar em prática a proposta crítica da psicologia social da ciência, pois nos permitem compreender as relações de poder de um campo científico, identificar colégios invisíveis e representar graficamente as relações existentes entre os diferentes atores de uma disciplina científica. Desta maneira, possibilitam compreender a ciência como um fenômeno coletivo, que orienta nossa visão de mundo e de nós mesmos e norteia nossa atuação profissional.


In this article, we aimed to present the contributions and limitations of Bibliometry and Social Network Analysis (SNA) to a Social Psychology of Science. We analyzed essays on these methodologies and we concluded that bibliometry and SNA are very useful to put in practice a critical Social Psychology of Science because they allow us to understand the power relations of a scientific field, to identify the invisible colleges and to present graphically the different relations among the actors of a scientific discipline. In doing so, they allow us to understand science as a collective phenomenon which guides our view of the world and of ourselves as well as our professional practice.

19.
Psicol. ciênc. prof ; 27(1): 148-155, 2007.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-37431

RESUMO

As pessoas com deficiência costumam ser estigmatizadas e excluídas do convívio social e das atividades consideradas normais. Para transformar essa realidade, a Assembléia Geral da ONU (1990) enfatizou o modelo de sociedade inclusiva, baseado no princípio de que todas as pessoas têm o mesmo valor e que a sociedade deve empenhar-se para atender as diferentes necessidades de cada cidadão. Dentro dessa visão, foi criado o Grupo de Teatro para Atores Especiais (G.T.P.A.Ê.), com o objetivo principal de possibilitar o desenvolvimento das habilidades pessoais e sociais da pessoa com deficiência mental, além de informar a sociedade sobre as reais potencialidades e limitações desses indivíduos. A intervenção se desenvolve durante laboratórios de teatro, passeios noturnos e apresentações do grupo. É possível observar expressões criativas dos participantes, assim como o desenvolvimento de autonomia e auto-estima. Também se observa um impacto das apresentações no público, que pode levar à diminuição de preconceitos e facilitar o processo de inclusão(AU)


People with deficiency are stigmatized and excluded from the social conviviality and of the ordinary activities. To transform that reality, the General Assembly of the UN (1990) emphasized the model of inclusive society, based on the principle that everyone has the same value and that society should make an effort to assist each citizen's different needs. According to this view, the Group of Theater for Special Actors (G.T.P.A.Ê.) was created, with the main objective of making possible the development of the personal and social abilities of people with mental deficiency, and of informing society about these individual's real potential and limitations. The intervention is developed during the rehearsals, night strolls and group spectacles. It's possible to observe the participants creative expressions, as well as the development of their autonomy and self-esteem. It's also possible to observe an impact of the spectacles on the public, what can decrease prejudice and facilitate the inclusion process.(AU)


Assuntos
Humanos , Pessoas com Deficiência Mental/psicologia , Arte
20.
Psicol. ciênc. prof ; 27(1): 148-155, 2007.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-501921

RESUMO

As pessoas com deficiência costumam ser estigmatizadas e excluídas do convívio social e das atividades consideradas normais. Para transformar essa realidade, a Assembléia Geral da ONU (1990) enfatizou o modelo de sociedade inclusiva, baseado no princípio de que todas as pessoas têm o mesmo valor e que a sociedade deve empenhar-se para atender as diferentes necessidades de cada cidadão. Dentro dessa visão, foi criado o Grupo de Teatro para Atores Especiais (G.T.P.A.Ê.), com o objetivo principal de possibilitar o desenvolvimento das habilidades pessoais e sociais da pessoa com deficiência mental, além de informar a sociedade sobre as reais potencialidades e limitações desses indivíduos. A intervenção se desenvolve durante laboratórios de teatro, passeios noturnos e apresentações do grupo. É possível observar expressões criativas dos participantes, assim como o desenvolvimento de autonomia e auto-estima. Também se observa um impacto das apresentações no público, que pode levar à diminuição de preconceitos e facilitar o processo de inclusão.


People with deficiency are stigmatized and excluded from the social conviviality and of the ordinary activities. To transform that reality, the General Assembly of the UN (1990) emphasized the model of inclusive society, based on the principle that everyone has the same value and that society should make an effort to assist each citizen's different needs. According to this view, the Group of Theater for Special Actors (G.T.P.A.Ê.) was created, with the main objective of making possible the development of the personal and social abilities of people with mental deficiency, and of informing society about these individual's real potential and limitations. The intervention is developed during the rehearsals, night strolls and group spectacles. It's possible to observe the participants creative expressions, as well as the development of their autonomy and self-esteem. It's also possible to observe an impact of the spectacles on the public, what can decrease prejudice and facilitate the inclusion process.


Assuntos
Humanos , Pessoas com Deficiência Mental/psicologia , Arte
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...