Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 34
Filtrar
Filtros adicionais











País/Região como assunto
Intervalo de ano
1.
Cien Saude Colet ; 24(7): 2513-2530, 2019 Jul 22.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31340270

RESUMO

Detecting and monitoring cognitive deficits in elderly populations are necessary, as they can impact individuals´ functionality. This integrative review aims to analyze the scientific production on the use of cognitive assessment instruments in Brazilian elderly individuals through articles published in the last five years, indexed in the Web of Science, Pubmed, Scopus and Bireme databases. Inclusion criteria were original articles published in English and Portuguese from 2012 to 2016, the age criterion to define elderly individuals and scores higher than 6 in the adapted CASP. The exclusion criterion was conference abstracts submitted for publication. The final sample consisted of 100 articles. Sixty-one cognitive assessment instruments were used in the studies, especially the Mini-Mental State Examination. This review features the use of cognitive instruments in the Brazilian literature, their different versions and domains evaluated. The literature includes a large number of instruments. The most used tests were the MMSE (version proposed by Brucki et al.), the Verbal Fluency Test ("animal" category) and the Digit Span Memory Test (forward span and backward span). The findings presented in this review are relevant not only for observational and experimental research but also for clinical practice.

2.
Ciênc. Saúde Colet ; 24(7): 2513-2530, jul. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1011855

RESUMO

Resumo A detecção e o monitoramento do déficit cognitivo em idosos são necessários já que podem causar impacto em sua funcionalidade. O objetivo dessa revisão integrativa é analisar a produção científica sobre uso de instrumentos de avaliação cognitiva em idosos brasileiros por meio de artigos publicados nos últimos cinco anos, indexados nas bases de dados Web of Science, PubMed, Scopus e Bireme. Os critérios de inclusão foram: artigos originais publicados em inglês e português, de 2012 a 2016, com critério de idade definido para ser considerado idoso, e escore maior que 6 no CASP adaptado. O critério de exclusão foi: ser resumo de congresso. A amostra final foi composta por 100 artigos. Foram apresentados os 61 instrumentos de avaliação cognitiva utilizados nos estudos, com destaque para o Mini Exame do Estado Mental. Essa revisão apresenta o uso de instrumentos cognitivos na pesquisa brasileira, suas diferentes versões e quais domínios são avaliados. O número de instrumentos presentes na literatura foi amplo. Os mais utilizados foram o MEEM (versão de Brucki e colaboradores), o Teste de Fluência Verbal (categoria animais) e o Teste Span de dígitos (ordem direta e inversa). Os achados apresentados nessa revisão são relevantes não apenas para área da pesquisa observacional e experimental, mas também para a prática clínica.


Abstract Detecting and monitoring cognitive deficits in elderly populations are necessary, as they can impact individuals´ functionality. This integrative review aims to analyze the scientific production on the use of cognitive assessment instruments in Brazilian elderly individuals through articles published in the last five years, indexed in the Web of Science, Pubmed, Scopus and Bireme databases. Inclusion criteria were original articles published in English and Portuguese from 2012 to 2016, the age criterion to define elderly individuals and scores higher than 6 in the adapted CASP. The exclusion criterion was conference abstracts submitted for publication. The final sample consisted of 100 articles. Sixty-one cognitive assessment instruments were used in the studies, especially the Mini-Mental State Examination. This review features the use of cognitive instruments in the Brazilian literature, their different versions and domains evaluated. The literature includes a large number of instruments. The most used tests were the MMSE (version proposed by Brucki et al.), the Verbal Fluency Test ("animal" category) and the Digit Span Memory Test (forward span and backward span). The findings presented in this review are relevant not only for observational and experimental research but also for clinical practice.

3.
Fisioter. Pesqui. (Online) ; 26(2): 112-119, abr.-jun. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1012134

RESUMO

RESUMO O objetivo deste estudo piloto, realizado em um hospital universitário de referência em Pernambuco, foi avaliar os efeitos da prática mental associada à fisioterapia motora sobre a marcha e o risco de queda em pessoas com doença de Parkinson. A amostra da pesquisa foi composta por 18 sujeitos, de ambos os sexos, com doença de Parkinson idiopática, divididos em grupo experimental (8 indivíduos) e controle (10 indivíduos). Ambos os grupos realizaram 15 sessões de 40 minutos de fisioterapia motora, duas vezes por semana. No grupo de intervenção, a fisioterapia foi associada a prática mental (15 minutos). Em relação às variáveis de desfecho primário, o tempo de execução do timed up and go e do teste de caminhada de 10 metros reduziu, mas a diferença não foi significativa. Em relação à velocidade, cadência e escore do dynamic gait index, houve aumento após a intervenção no grupo experimental, com diferença significativa (p=0,02). O número de passos foi mantido em ambos os grupos. Os resultados sugerem que a prática mental associada à fisioterapia motora reduz o risco de quedas em comparação com a fisioterapia motora aplicada isoladamente.


RESUMEN El objetivo de este estudio piloto, realizado en un hospital universitario de referencia en Pernambuco, fue el de evaluar los efectos de la práctica mental asociada a la fisioterapia motora sobre la marcha y el riesgo de caída en personas con enfermedad de Parkinson. La muestra de la investigación fue compuesta por 18 sujetos, de ambos sexos, con enfermedad de Parkinson idiopática, divididos en grupo experimental (8 individuos) y de control (10 individuos). Ambos grupos realizaron 15 sesiones de 40 minutos de fisioterapia motora, dos veces por semana. En el grupo de intervención, la fisioterapia se asoció a la práctica mental (15 minutos). En cuanto a las variables de desenlace primario, el tiempo de ejecución del timed up and go y de la prueba de caminata de 10 metros se redujo, pero la diferencia no fue significativa. En cuanto a la velocidad, cadencia y puntaje del dynamic gait index, hubo aumento después de la intervención en el grupo experimental, con diferencia significativa (p= 0,02). El número de pasos se ha mantenido en ambos grupos. Los resultados sugieren que la práctica mental asociada a la fisioterapia motora reduce el riesgo de caídas en comparación con la fisioterapia motora aplicada aisladamente.


ABSTRACT The objective of this pilot study, carried out in a university hospital of reference in Pernambuco, was to assess the effects of mental practice associated with motor physical therapy on gait and the risk of falls in people with Parkinson's disease. The study sample consisted of 18 subjects, of both sexes, with idiopathic Parkinson's disease, divided into experimental group (8 individuals) and control group (10 individuals). Both groups performed fifteen 40-minute sessions of motor physical therapy twice a week. In the intervention group, physical therapy was associated with mental practice (15 minutes). Regarding the primary outcome variables, the duration of the timed up and go test and of the 10-meter walking test reduced, but the difference was not significant. Speed, cadence and dynamic gait index increased after the intervention in the experimental group, with a significant difference (p=0.02). The number of steps was maintained in both groups. The results suggest that the mental practice associated with motor physical therapy reduces the risk of falls compared with applied motor physical therapy alone.

4.
Rev. bras. geriatr. gerontol. (Online) ; 22(1): e180141, 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1013575

RESUMO

Abstract Objective: to analyze demographic and clinical variables as predictors of cognitive disorders in Parkinson's disease (PD). Method: a cross-sectional descriptive study was carried out at the Pro-Parkinson Program of the Hospital das Clínicas of the Federal University of Pernambuco. The instruments used were the Mini Mental State Examination (MMSE), Scales for Outcomes in Parkinson's disease - Cognition (SCOPA-COG), the Hoehn & Yahr Staging Scale (HY), the Unified Parkinson's Disease Rating Scale part 3 (UPDRS-III), and the 15-item Yesavage Geriatric Depression Scale (GDS-15). A multiple linear regression model was used for the predictive outcome and the Mann-Whitney test was used to compare the elderly and the non-elderly groups. Results: the sociodemographic data of 85 people were collected and the participants underwent a cognitive profile evaluation (MMSE and SCOPA-COG) and clinical evaluation (HY, UPDRS-III, GDS-15). Multiple regression analysis found significant results for age, work activity, and tremor index, explaining 59% of the variability of SCOPA-COG. There was an inverse correlation with age and work activity and a direct correlation with tremors. The SCOPA-COG and MEEM scores were significantly lower in elderly patients, with an emphasis on executive functions. Conclusion: the predictors of cognitive impairment were age, work activity, and tremors. Cognitive impairment was greater in elderly patients with PD, especially for executive functions.


Resumo Objetivo: Analisar variáveis demográficas e clínicas como preditoras diferenciais de alteração cognitiva na Doença de Parkinson (DP). Método: Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal desenvolvido no Programa Pró-Parkinson do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. Os instrumentos de medida utilizados foram Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Scales for Outcomes in Parkinson's disease - Cognition (SCOPA-COG), Escala de Estadiamento de Hoehn & Yahr (HY), Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson sessão 3 (UPDRS-III) e Escala de Depressão Geriátrica de Yesavage, 15 itens (GDS-15). Um modelo de regressão linear múltiplo foi utilizado para o desfecho preditivo e o Teste de Mann-Whitney para comparação entre os grupos idoso vs não idoso. Resultados: Os dados sociodemográficos de 85 pessoas foram coletados e os participantes foram submetidos à avaliação do perfil cognitivo (MEEM e SCOPA-COG) e clínico (HY, UPDRS-III, GDS-15). A análise de regressão múltipla foi significativa para a idade, atividade laboral e índice de tremor explicando 59% da variabilidade do SCOPA-COG. A idade e a atividade laboral apresentaram correlação inversa e o tremor, correlação direta. Os escores do SCOPA-COG e do MEEM foram significativamente menores nos pacientes idosos, com destaque para as funções executivas. Conclusão: As variáveis preditoras de comprometimento cognitivo foram a idade, atividade laboral e o tremor. O comprometimento cognitivo foi maior nos pacientes com DP idosos, com destaque para as funções executivas.

5.
Rev. bras. geriatr. gerontol. (Online) ; 22(1): e180116, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1013577

RESUMO

Abstract Objective: To identify the factors associated with temporomandibular dysfunction among elderly persons. Method: An integrative literature review was carried out, evaluated by scientific publications indexed in five databases: MEDLINE/PubMed, SCOPUS, WEB OF SCIENCE, CINAHL and LILACS, without date or language restrictions. The adapted Newcastle-Ottawa Scale was used to evaluate the articles. Results: Of the 888 articles from the databases, four were considered eligible for this review. Risk of bias analysis classified one article as low risk and the other as intermediate risk. Conclusion: The factors associated with temporomandibular dysfunction in the elderly indicated by the studies were: female gender, age between 60-70 years, a low income, suffering from tinnitus, dizziness, depression, headache or bruxism; experience temporomandibular joint palpation, masticatory and cervical muscle pain, a low number of teeth and the use of complete dentures.


Resumo Objetivo: Identificar os fatores associados à disfunção temporomandibular em pessoas idosas. Método: Trata-se de revisão integrativa da literatura, em que foram avaliadas publicações científicas indexadas em cinco bases de dados: MEDLINE/PubMed, SCOPUS, WEB OF SCIENCE, CINAHL e LILACS, sem restrição temporal ou de idioma. Os artigos foram avaliados pelo instrumento The Newcastle-Ottawa Scale adaptado. Resultados: Dos 888 artigos provenientes das bases de dados, quatro foram considerados elegíveis para esta revisão. Segundo a análise do risco de viés, um artigo foi classificado como de baixo risco e os demais como de risco intermediário. Conclusão: Os fatores associados à disfunção temporomandibular em pessoas idosas indicados nos estudos foram: ser do sexo feminino, ter idade entre 60-70 anos, ser de baixa renda, apresentar zumbido, tontura, depressão, cefaleia ou bruxismo; ter dor à palpação da articulação temporomandibular, músculos mastigatórios e cervicais, número de dentes reduzido e fazer uso de próteses totais.

6.
Estud. interdiscip. envelhec ; 23(2): 87-101, ago. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1010108

RESUMO

Introdução: Exercícios domiciliares são uma opção terapêutica acessível para pacientes com doença de Parkinson que apresentam dificuldade de locomoção. Serviços de fisioterapia utilizam palestras e manuais como forma de orientar a prática destes exercícios, mas carecem de avaliar o que está de fato sendo compreendido pelo paciente. Objetivo: Investigar conhecimentos, atitudes e práticas de pessoas com doença de Parkinson sobre um programa de exercícios terapêuticos domiciliares autossupervisionados com orientação em grupo. Métodos: Trata-se de um estudo transversal realizado com pessoas com doença de Parkinson idiopática leve e moderada, em um Programa de referência em um hospital universitário do nordeste do Brasil. Palestras e manual são disponibilizados pelo Programa desde 2012. Foram coletados: dados sociodemográficos, da doença, assistência e hábitos (ficha geral); conhecimentos, atitudes e práticas sobre exercícios fisioterapêuticos do manual (Inquérito Conhecimentos, Atitudes e Práticas) e barreiras associadas à prática (questionário estruturado). Utilizou-se o software BioEstat 5.0 para estatística descritiva e testes de associação, p ≤ 0,05. Resultados: Foram avaliados 28 pacientes (63 ± 7,4 anos) com tempo de diagnóstico médio de 4,5 (± 2,1) anos e maior prevalência do estágio HY 2 (71,4%). A maioria frequentava o Programa há pelo menos 1 ano (85,7%), era sedentária (60,7%) e relatava como principais entraves para a realização de sessões de fisioterapia a dificuldade financeira (92,8%) e de locomoção (53,6%). A adesão às palestras de fisioterapia foi de 60,7%. A maioria apresentou conhecimentos (60,7%) e atitudes (96,4%) adequados, entretanto, práticas inadequadas (53,6%) acerca dos exercícios terapêuticos domiciliares autossupervisionados orientados em grupo. Conclusão: Programa autossupervisionado requer maior disciplina dos pacientes e apenas orientar em grupo e distribuir manual podem não ser suficientes. Estratégias de acompanhamento semanal para motivação e suporte às dúvidas podem ser necessárias. (AU)


Introduction: Home-based exercises are an accessible therapeutic option for patients with Parkinson's disease who have locomotion difficulty. Physiotherapy services use lectures and manuals as a way of guiding the practice of these exercises, but they lack to evaluate what is in fact being understood by the patient. Purpose: To investigate knowledge, attitudes and practices of people with Parkinson's disease about a self-supervised home exercise program with a guidance group. Methods: This is a cross-sectional study carried out with people with mild and moderate idiopathic Parkinson's disease, in a reference program at a university hospital in northeastern Brazil. Lectures and manuals have been made available by the Program since 2012. Sociodemographic, disease, assistance and habits data were collected (general file); knowledge, attitudes and practices about physical therapy exercises in the manual (Knowledge, Attitudes and Practices Survey) and barriers associated with practice (structured questionnaire). BioEstat 5.0 software was used for descriptive statistics and association tests, p ≤ 0.05. Results: We evaluated 28 patients (63 ± 7.4 years) with an average diagnosis time of 4.5 (± 2.1) years and a higher prevalence of the HY 2 stage (71.4%). Most of them attended the Program for at least one year (85.7%), were sedentary (60.7%) and reported financial (92.8%) and locomotion (53.6%) difficulties as the main obstacles to physical therapy sessions. Adherence to physiotherapy lectures was 60.7%. The majority presented adequate knowledge (60.7%) and attitudes (96.4%), however, inadequate practices (53.6%) about a home therapy program with a group guidance. Conclusion: Self-supervised program requires greater discipline of the patients and only guiding in a group and distributing a manual may not be enough. Weekly follow-up strategies for motivation and support for questions may be needed. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Doença de Parkinson/terapia , Exercício/fisiologia , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Fisioterapia/métodos , Estudos Transversais
7.
Acta fisiátrica ; 25(2)jun. 2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-999586

RESUMO

A habilidade da marcha após uma patologia neurológica muitas vezes é prejudicada e limitada a curtas distâncias, sendo o tempo de caminhada, o comprimento do passo e a cadência inferiores às pessoas sem patologias ou deficiências conhecidas. Atualmente a prática mental vem sendo combinada ao contexto clínico, na reabilitação de pacientes com sequelas neurológicas, principalmente pós-Acidente Vascular Cerebral. Objetivo: Analisar os efeitos da prática mental, associada ou não a outras estratégias de intervenção, nos parâmetros espaço-temporais da marcha de pessoas com doenças neurológicas. Métodos: Trata-se de uma revisão sistemática da literatura sobre os parâmetros espaciais da marcha em pacientes com disfunção neurológica tratados com prática mental. As bases de dados pesquisadas foram Pubmed/Medline LILACS, Scopus, Web of Science e Cochrane. Resultados: A maioria dos estudos apresentou o Acidente Vascular cerebral como disfunção neurológica, seguidos de Doença de Parkinson, Lesão medular e Esclerose múltipla. Os estudos selecionados apresentaram protocolos de prática mental associado à fisioterapia combinado ou não com outras estratégias de tratamento no grupo experimental dentre elas estimulação magnética transcraniana e estimulação auditiva rítmica. Dentre os parâmetros espaço-temporais da marcha a velocidade foi o parâmetro mais avaliado e o comprimento da passada o menos avaliado. Conclusão: A prática mental apresentou efeitos positivos nos parâmetros tempo, velocidade e cadência da marcha de pacientes com AVC. Poucos estudos limitam a interpretação dos resultados para doença de Parkinson, Esclerose múltipla e Lesão medular.


The gait ability after a neurological pathology is often impaired and limited to short distances, with walking time, pacing length and cadence being lower than those without known pathologies or deficiencies. Currently the mental practice has been combined with the clinical context, in the rehabilitation of patients with neurological sequelae, mainly after the Stroke. Objective: To analyze the effects of mental practice, associated or not with other intervention strategies, on the spatio-temporal parameters of the gait of people with neurological diseases. Methods: This is a systematic review of the literature on the spatial gait parameters in patients with neurological dysfunction treated with mental practice. In the databases: Pubmed / Medline LILACS, Scopus, Web of Science and Cochrane. Results: Most of the studies presented Cerebral Vascular Accident as neurological dysfunction, followed by Parkinson's Disease, Spinal Cord Injury and Multiple Sclerosis. The selected studies presented protocols of mental practice associated with physical therapy combined or not with other treatment strategies in the experimental group, among them transcranial magnetic stimulation and rhythmic auditory stimulation. Among the spatio-temporal parameters of the gait, the velocity was the most evaluated parameter and the length of the least evaluated gait. Conclusion: Mental practice had positive effects on the time, velocity and gait parameters of stroke patients. Few studies limit the interpretation of results for Parkinson's Disease, Multiple Sclerosis, and Spinal Cord Injury.


Assuntos
Humanos , Modalidades de Fisioterapia/instrumentação , Acidente Vascular Cerebral , Marcha , Manifestações Neurológicas
8.
Fisioter. Pesqui. (Online) ; 25(1): 65-73, jan.-mar. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-892158

RESUMO

RESUMO O objetivo deste estudo foi avaliar a prática mental após a fisioterapia motora para manutenção dos efeitos obtidos na mobilidade funcional de pessoas com doença de Parkinson (DP). Este ensaio clínico randomizado controlado, com cegamento simples, incluiu 14 sujeitos com DP nos estágios de 1 a 3 (escala de Hoehn & Yahr), com idade entre 45 e 72 anos. Após a avaliação inicial com o Timed Up & Go (TUG), Dynamic Gait Index (DGI) e Falls Efficacy Scale - International Brazil (FES-I Brasil), os sujeitos realizaram 15 sessões de fisioterapia motora. Foram reavaliados e divididos randomicamente em Grupo Controle (GC) e Grupo Prática Mental (GPM). Após a alocação, o GPM foi submetido a 10 sessões de prática mental associada a orientações de exercícios domiciliares. O GC foi orientado apenas a realizar os exercícios domiciliares. Em seguida, os grupos foram novamente reavaliados. Verificou-se que o GPM continuou apresentando redução na média de tempo do TUG na segunda reavaliação (p=0,05). Na segunda reavaliação do DGI, o GPM manteve a mesma média de escore da primeira reavaliação e o GC apresentou declínio da média. Não foram verificadas diferenças significativas na comparação intergrupos dos escores na FES-I Brasil. A prática mental foi capaz de manter os ganhos obtidos pela fisioterapia na mobilidade funcional de pacientes com DP.


RESUMEN El propósito de esta investigación es evaluar la práctica mental tras la fisioterapia motora en el mantenimiento de los resultados en la movilidad funcional de pacientes con enfermedad de Parkinson (DP). Este ensayo controlado aleatorizado, simple ciego, incluyó a 14 pacientes con DP entre los estadios 1 y 3 en la escala de Hoehn y Yahr, con edades entre 45 y 72 años. Después de la evaluación inicial empleando el Timed Up & Go (TUG), el Dynamic Gait Index (DGI) y el Falls Efficacy Scale - International Brazil (FES-I Brasil), los pacientes recibieron 15 sesiones de fisioterapia motora. A continuación, se los evaluaron y los dividieron aleatoriamente en el Grupo Control (GC) y el Grupo Práctica Mental (GPM). Tras esta división, el GPM recibió 10 sesiones de práctica mental asociada con ejercicios en casa. Al GC se lo orientó a hacer ejercicios solamente en casa. Después los grupos pasaron por una nueva evaluación. Se comprobó que el GPM siguió con la disminución del promedio de tiempo del TUG en la segunda evaluación (p=0,05). En la segunda evaluación del DGI, hubo un mantenimiento del promedio de la puntuación de la primera reevaluación en el GPM, mientras que esta puntuación se redujo en el GC. No hubo diferencias significativas en la comparación intergrupal de las puntuaciones en el FES-I Brasil. La práctica mental comprobó su eficacia en mantener los resultados de la fisioterapia en la movilidad funcional de pacientes con DP.


ABSTRACT The objective of the study was to evaluate the use of mental practice after motor physiotherapy to maintain the effects obtained in functional mobility of people with Parkinson's disease (PD). This randomized, controlled, single-blind trial included 14 subjects in stages 1 to 3 (Hoehn & Yahr), aged 45-72 years. After the initial evaluation with Timed Up & Go (TUG), Dynamic Gait Index (DGI) and Falls Efficacy Scale International Brazil (FES-I Brazil), the subjects performed 15 sessions of motor physical therapy. They were reevaluated and randomly divided into Control Group (CG) and Mental Practice Group (MPG). After the allocation, MPG underwent 10 sessions of mental practice associated with home exercise guidelines. CG was instructed to perform the home exercises only. The groups were then reevaluated. It was verified that MPG continued presenting a reduction in mean TUG time in the second reevaluation (p=0.05). In the second DGI reevaluation, MPG maintained the same mean score of the first reevaluation and CG presented a decrease in the mean. There were no significant differences in the intergroup comparison of FES-I Brazil scores. Mental practice was able to maintain the gains in functional mobility of patients with PD obtained through physiotherapy.

9.
Acta fisiátrica ; 25(1): 19-21, mar. 2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-998481

RESUMO

Objetivo: Verificar a repercussão do medo de cair sobre a mobilidade funcional e risco de quedas de pessoas com Doença de Parkinson. Método: Trata-se de um estudo transversal onde foram incluídas pessoas de ambos os sexos, com diagnóstico clínico de DP idiopática nos estágios 1 a 3 da escala original de Hoehn e Yahr e cadastradas no Programa Pró-Parkinson do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. Foram excluídos pacientes que apresentassem outras doenças neurológicas, doenças sistêmicas descompensadas, alterações musculoesqueléticas, rebaixamento do nível cognitivo avaliado por meio do Mini Exame do Estado Mental e com depressão de moderada a grave avaliada pelo inventário de depressão de Beck. Os instrumentos de desfecho utilizados foram o questionário de histórico de quedas e o Timed Up and Go. Para verificar a normalidade da amostra foi utilizado o teste Shapiro-Wilk e para verificar a diferença entre os grupos foi utilizado Teste T para amostras independentes, considerando P<0.05. Resultados: Amostra foi composta por 18 pacientes, 11 pacientes (61%) relataram medo de cair com ou sem histórico de quedas no último ano. Aumento significativo no tempo para realização do TUG foi observado no grupo com medo de cair em relação ao grupo sem medo de cair (P=0.012). Conclusão: O medo de cair é um fator comportamental que apresenta repercussões negativas na mobilidade funcional e risco de quedas do indivíduo com doença de Parkinson, sendo necessário considerar esse fator na elaboração dos protocolos de tratamento do paciente.


Objective: To verify the repercussion of the fear of falling on the functional mobility and the actual risk of falls of people with Parkinson's Disease (PD). Method: This was a cross-sectional study in which individuals of both sexes with clinical diagnosis of idiopathic PD, at stages 1 to 3 of the original Hoehn and Yahr scale and enrolled in the Pró-Parkinson Program of the Hospital das Clinics of the Federal University of Pernambuco were included. Patients with other neurological diseases, untreated systemic diseases, musculoskeletal disorders, cognitive impairment measured by the Mini Mental State Examination and with moderate to severe depression measured by the Beck depression inventory were excluded. Normality of the sample was tested with the Shapiro-Wilk test and the difference between both groups was assessed with the T-test for independent samples, considering P <0.05. Results: The sample was consisted of 18 patients, 11 patients (61%) reported fear of falling with or without a history of falls in the previous year. Significant increase in TUG time was observed in the group with fear of falling in relation to the group without fear of falling (P = 0.012). Conclusion: The fear of falling seems to be a behavioral factor that has negative repercussions on the functional mobility and the actual risk of falls of patients with Parkinson's disease, therefore health providers must consider this factor when designing treatment protocols for these patients.


Assuntos
Humanos , Doença de Parkinson/fisiopatologia , Acidentes por Quedas , Limitação da Mobilidade , Medo , Estudos Transversais
10.
Fisioter. Mov. (Online) ; 30(3): 559-568, July-Sept. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-892009

RESUMO

Abstract Introduction: Home therapeutic exercises have been a target of interest in the treatment of the Parkinson's disease (PD). The way that the physical therapist guides and monitors these exercises can impact the success of therapy. Objective: To evaluate the effects of individualized orientation and monitoring by telephone in a self-supervised home therapeutic exercise program on signs and symptoms of PD and quality of life (QoL). Methods: Single-blind randomized clinical trials with 28 people with PD (Hoehn and Yahr 1 to 3). Patients were randomized into two groups: experimental and control. The experimental group had a meeting with individualized guidance about physiotherapy exercises present in a manual, received the manual to guide their activities at home and obtained subsequent weekly monitoring by telephone. The control group received the usual cares by the service. Both were orientated to carry out exercises three times a week during 12 weeks. Was evaluated: (1) activities of daily living (ADL) and motor examination sections of the Unified Parkinson's Disease Rating Scale (UPDRS) and QoL by the Parkinson Disease Questionnaire 39 (PDQ-39). The analysis between groups was performed by the Mann-Whitney test and intragroup through the Wilcoxon (p < 0.05). Results: Significant improvement in ADL (p= 0.001) and motor examination (p= 0.0008) of the UPDRS, PDQ-39 total (p = 0.027) and dimensions mobility (p = 0.027), emotional well-being (p= 0.021) and bodily discomfort (p = 0.027) in the experimental group compared to the control group. Conclusion: The individualized guidance and weekly monitoring by telephone in a self-supervised home therapeutic exercises program promoted positive effects on ADL, motor examination and QoL of people in early stages of PD.


Resumo Introdução: Exercícios terapêuticos domiciliares vêm sendo alvo de interesse no tratamento da doença de Parkinson (DP). A forma como o fisioterapeuta orienta e monitora estes exercícios pode impactar no sucesso da terapêutica. Objetivo: Avaliar os efeitos da orientação individualizada e do monitoramento por telefone em um programa de exercícios terapêuticos domiciliares autossupervisionados sobre os sinais e sintomas da DP e a qualidade de vida (QV). Métodos: Ensaio clínico randomizado simples-cego com 28 pessoas com DP (Hoehn e Yahr 1 a 3). Pacientes foram randomizados em dois grupos: experimental e controle. O grupo experimental teve um encontro com orientação individualizada sobre os exercícios de fisioterapia de um manual, recebeu o manual para orientar atividades em domicílio e obteve posterior monitoramento semanal por telefone. O grupo controle recebeu cuidados usuais do serviço. Ambos foram orientados a realizar exercícios três vezes por semana durante 12 semanas. Foram avaliadas: seções atividades da vida diária (AVD) e exame motor da Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson (UPDRS) e QV mediante Questionário de Doença de Parkinson 39 (PDQ-39). Foi realizada análise intergrupos (Mann-Whitney) e intragrupos (Wilcoxon) com p < 0.05. Resultados: Melhora significativa nas seções AVD (p = 0.001) e exame motor (p = 0.0008) da UPDRS, PDQ-39 total (p = 0.027) e dimensões mobilidade (p=0.027), bem-estar emocional (p = 0.021) e desconforto corporal (p=0.027) no grupo experimental quando comparado ao controle. Conclusão: A orientação individualizada e o monitoramento semanal por telefone em um programa de exercícios terapêuticos domiciliares autossupervisionados apresentaram efeitos positivos sobre AVD, exame motor e QV em estágios iniciais da DP.

11.
Rev. CEFAC ; 19(5): 702-711, Sept.-Oct. 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-896490

RESUMO

ABSTRACT Temporomandibular joint dysfunction is a set of disorders involving the masticatory muscles, temporomandibular joint and associated structures. It is known that the progression of motor symptoms in Parkinson's disease is an indication that these people are more prone to the development of this dysfunction. Thus, this study aims to investigate the signs and symptoms of temporomandibular dysfunction in people with Parkinson's disease. The search was performed in the databases: MEDLINE/ PubMed, LILACs, CINAHL, SCOPUS, Web of Science and PEDro, without timing or language restriction. Specific descriptors were used for each database and keywords, evaluated by the instruments: Critical Appraisal Skill Program and Agency for Health care and Research and Quality. A total of 4,209 articles were found but only 5 were included. After critical analysis of the methodology of the articles, one did not reach the minimum score required by the evaluation instruments, thus, it was excluded. The selected articles addressed, as signs and symptoms of temporomandibular joint dysfunction, the following: myofascial pain, bruxism, limitation of mouth opening, dislocation of the articular disc and asymmetry in the distribution of occlusal contacts. Further studies are needed in order to determine the relationship between cause and effect of the analyzed variables, so as to contribute to more specific and effective therapeutic interventions.


RESUMO A disfunção temporomandibular é um conjunto de distúrbios, que envolve os músculos mastigatórios, a articulação temporomandibular e estruturas associadas. Sabe-se que a progressão dos sintomas motores na doença de Parkinson é um indicativo de que essas pessoas estejam mais propensas ao desenvolvimento dessa disfunção. Sendo assim, o estudo teve como objetivo investigar os sinais e sintomas de disfunção temporomandibular em pessoas com doença de Parkinson. A busca foi realizada nas bases de dados: MEDLINE/PubMed, LILACs, CINAHL, SCOPUS, Web of Science e PEDro, sem restrição temporal ou de linguagem. Foram utilizados descritores específicos para cada base de dados e palavras-chave, avaliados pelos instrumentos: Critical Appraisal Skill Programme e Agency for Healthcare and Research and Quality. Foram encontrados 4.209 artigos, dos quais apenas 5 foram incluídos. Após análise crítica metodológica dos artigos, um não atingiu a pontuação mínima exigida pelos instrumentos de avaliação e foi excluído. Os artigos selecionados abordaram como sinais e sintomas da disfunção temporomandibular: dor miofascial, bruxismo, limitação da abertura bucal, deslocamento do disco articular e assimetria na distribuição de contatos oclusais. Verificou-se que são necessários novos estudos para determinar as relações de causa e efeito das variáveis analisadas, contribuindo para norteamento de intervenções terapêuticas mais específicas e eficazes.

12.
Acta fisiátrica ; 24(2): 86-91, jun. 2017.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-906917

RESUMO

A doença de Parkinson (DP) é uma patologia neurodegenerativa e progressiva podendo causar algumas limitações motoras que, por sua vez, podem impactar negativamente na qualidade de vida (QV) de indivíduos com DP. A realidade virtual (RV) vem sendo utilizada como tratamento destes pacientes. Objetivo: Avaliar a capacidade funcional e a QV de indivíduos com DP submetidos à RV com X-Box Kinect®. Método: Foram selecionados 20 indivíduos entre 50 a 80 anos, nos estágios 1 a 3 da doença. Divididos através de sorteio em dois grupos, o controle (GC) e o experimental (GE). O GC tratado com fisioterapia convencional, no período de cinco semanas, com duas sessões semanais de 60 minutos, enquanto o GE passou a metade do tempo com fisioterapia convencional e a outra metade realizou a RV. Os indivíduos foram submetidos a avaliações antes e após o tratamento através das seguintes escalas: UPDRS e PDQ-39. Resultados: Encontrou-se redução nos escores de todos os domínios da UPDRS e do PDQ-39 de ambos os grupos, sendo significativo apenas no grupo da GE. Conclusão: A RV aliada à fisioterapia é um método eficiente, influenciando no aspecto clínico e melhora da QV de indivíduos com DP


Parkinson's disease (PD) is a progressive neurodegenerative disorder of dopaminergic neurons that can cause some mobility limitations, which in turn, can negatively impact quality of life (QOL) of individuals with PD. Virtual reality (VR) has been used to treat these patients. Objective: Evaluate the functional capacity and QOL of individuals with PD using VR with X-Box Kinect®. Methods: 20 individuals classified as stages 1-3, aged 50-80 years were selected. They were randomly divided into two groups (control and experimental) with ten patients in each. The control group (CG) was treated with conventional therapy for five weeks, with two 60-minute sessions per week, whereas the experimental group (EG) had they sessions split in half: conventional physical therapy and virtual rehabilitation (VR). Subjects were evaluated before and after the treatment with the following scales: Unified Parkinson's Disease Rating Scale ­ (UPDRS) and Parkinson's Disease Questionnaire (PDQ-39). Result: We found a reduction in scores for all domains of UPDRS and PDQ-39 in both groups, but only in the EG this finding was significant. Conclusion: VR combined with physiotherapy is an efficient method, what may influence the clinical aspect and improve QOL of individuals with PD


Assuntos
Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Doença de Parkinson/reabilitação , Qualidade de Vida , Modalidades de Fisioterapia/instrumentação , Terapia de Exposição à Realidade Virtual/instrumentação , Método Duplo-Cego
13.
J Acupunct Meridian Stud ; 10(1): 33-38, 2017 Jan.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-28254099

RESUMO

There are few studies which attest the efficacy of acupuncture on treatment of sleep disturbs in Parkinson disease. The aimed of this randomized clinical trial was to evaluate the effects of acupuncture on sleep disturbs of 22 patients with diagnosis of idiopathic Parkinson disease (Hoehn-Yahr 1 to 3) who have assistance on the Pro-Parkinson Program of Clinical Hospital at Federal University of Pernambuco in Brazil. All participants were evaluated by Parkinson Disease Sleep Scale (PDSS) before and after 8 weeks. The experimental group was submitted to 8 sections (once a week) which had duration of 30 minutes. The control group had no intervention. The intervention was executed using the acupuncture points LR3 (Taichong), SP6 (Sanyinjiao), LI4 (Hegu), TE5 (Wai-Guan), HT7 (Shenmen), PC6 (Neiguan), LI11 (Quchi), GB20 (Fengchi). Paired analyses were obtained by Wilcoxon test and independent analyses were made according to Mann-Whitney test. This study presented a potential therapeutic benefit of acupuncture on sleep disturbs of Parkinson's disease patients. This study showed a possible therapeutic benefit through acupuncture in sleep disorders in patients with PD. However, we propose new studies related to the effects of acupuncture on the clinical symptoms and evolution of the disease.


Assuntos
Terapia por Acupuntura , Doença de Parkinson/complicações , Transtornos do Sono-Vigília/terapia , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Transtornos do Sono-Vigília/etiologia
14.
Rev. bras. geriatr. gerontol ; 20(1): 99-109, Jan.-Feb. 2017. fig
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-843834

RESUMO

Abstract Objective: to analyze scientific production regarding the process of caring for persons with Parkinson's Disease (PD) from the perspective of the caregiver. Method: a descriptive integrative review type study was performed, guided by the question: How does the caregiver perceive the process of caring for a person with Parkinson's? A search was performed of the Latin American and Caribbean Health Sciences, Nursing Database and Online Search System and Medical Literature Analysis databases, applying the cut-off points 2005 and 2015. Result: following Content Analysis three categories emerged: a) the process of caring for a person with PD; b) the positive and negative aspects associated with the process of caring for a person with PD; c) support for caregivers of people with PD: what can be done for them? Conclusion: The challenge of caring for a person with PD needs to be recognized by caregivers, professionals and health managers as a tool for the (re)construction of care. AU


Resumo Objetivo: analisar as produções científicas com relação ao processo do cuidar da pessoa com Doença de Parkinson (DP), tendo como base a perspectiva do cuidador. Método: Trata-se de um estudo descritivo, do tipo revisão integrativa, norteado pela questão: Como o cuidador percebe o processo de cuidar da pessoa com Parkinson? Realizado nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências de Saúde, Base de Dados em Enfermagem e Sistema Online de Busca e Análise de Literatura Médica, tendo como recorte temporal o período entre 2005 e 2015. Resultado: Após a Análise de Conteúdo emergiram três categorias: a) O processo de cuidar da pessoa com DP; b) Os aspectos positivos e negativos associados ao processo do cuidar da pessoa com DP; c) Apoio ao cuidador da pessoa com DP: O que pode ser feito por ele? Conclusão: O desafio do cuidar da pessoa com DP precisa ser percebido pelos cuidadores, profissionais e gestores da saúde como um instrumento de (re)construção do cuidar. AU


Assuntos
Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Cuidadores , Saúde do Idoso , Doença de Parkinson , Qualidade de Vida
15.
Fisioter. Bras ; 18(5): f:589-I:597, 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-907132

RESUMO

Introdução: Estudos têm evidenciado que estímulos sensoriais podem ser utilizados para adequação da marcha de indivíduos com doença de Parkinson. Objetivo: Avaliar os efeitos do treino do passo e da marcha associados à estimulação auditiva rítmica sobre a marcha e mobilidade funcional na doença de Parkinson. Métodos: Ensaio clínico randomizado piloto. Os indivíduos foram randomicamente alocados em dois grupos e ambos receberam como intervenção nove exercícios. O grupo com estimulação auditiva rítmica (GEAR) executou o treino do passo e da marcha com a estimulação auditiva rítmica, enquanto o grupo controle (GC), sem o estímulo. Os indivíduos foram avaliados pelo Teste de caminhada de 10 metros (TC10m) e o Timed Up & go (TUG). Resultados: O GEAR apresentou redução do tempo no TUG (diferença de média DM = -0,27; intervalo de confiança IC 95% 4,12-4,65) e no TC10m (DM = -0,53; IC 95% 1,76-2,81), maior velocidade (DM = 0,14; IC 95% 0,44-0,72) e cadência (DM= 0,12; IC 95% 0,19-0,43) no TC10m. Não houve diferença significativa com o teste T pareado em nenhum parâmetro (p>0,05). Conclusão: Considerando as limitações, não é possível inferir que a estimulação auditiva rítmica adicionada aos treinos propiciou melhores resultados que a realização dos treinos isoladamente, entretanto, a análise pareada no GEAR sugere que esta estratégia pode ser promissora, necessitando mais investigações. (AU)


Introduction: Studies have shown that sensory stimuli can be used to adjust the gait of individuals with Parkinson's disease. Objective: To assess the effects of gait and step training associated with the Rhythmic Auditory Stimulation on gait and functional mobility in Parkinson's disease. Methods: Randomized pilot clinical trial. Subjects were randomly allocated into two groups and both received nine exercises. The group with Rhythmic Auditory Stimulation (GRAS) performed gait and step training with Rhythmic Auditory Stimulation, while the control group (CG), without the stimuli. Subjects were assessed by 10-meter walk test (10-mWT) and Timed Up & Go (TUG). Results: The GRAS showed a time reduction in the TUG (mean difference MD = -0.27, 95%; confidence interval CI 4.12-4.65) and in the 10-mWT (MD = -0.53, 95% CI 1.76- 2.81), higher speed (MD = 0.14, 95% CI 0.44-0.72) and cadence (MD = 0.12, 95% CI 0.19-0.43) at 10-mWT. There was no significant difference in any parameter (p>0.05), using paired T-test. Conclusion: Considering the limitations of the study, it is not possible to infer that the Rhythmic Auditory Stimulation added to the trainings provided better results than the realization of the training itself, though the paired analysis of the GRAS suggests that this strategy may be promising and raises further investigation. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Doença de Parkinson , Estimulação Acústica , Ensaio Clínico Controlado Aleatório
16.
Rev. enferm. UFPE on line ; 10(12): 4628-4636, dez. 2016. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-30193

RESUMO

Objetivo: identificar os meios disponíveis e as informações sobre a doença para o cuidador familiar do idosocom Parkinson. Método: estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado em um Programa deExtensão Pró-Parkinson, na cidade de Recife (PE), Brasil, com 20 cuidadores familiares de idosos com Doençade Parkinson. Os dados coletados foram submetidos à Técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análisecategorial. Resultados: emergiram três categorias temáticas: (1) Perfil sociodemográfico dos cuidadoresfamiliares de idosos com Parkinson; (2) Perfil sociodemográfico e clínico dos idosos com Parkinson e (3) Ainformação como promotora da qualidade no cuidado. Conclusão: o acesso ao conhecimento pode serdefinidor quando se trata do processo saúde-doença da Doença de Parkinson, no qual o profissional de saúdesurge como um facilitador.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Cuidadores , Doença de Parkinson , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Processo Saúde-Doença , Epidemiologia Descritiva , Qualidade de Vida
17.
Rev. CEFAC ; 18(5): 1238-1250, set.-out. 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-829568

RESUMO

RESUMO A Eletromiografia intramuscular é realizada pelo médico, a partir da fixação de eletrodos de agulha ou de fio fino para o estudo de músculos isolados ou músculos profundos. Esse estudo tem como objetivo identificar e descrever as contribuições da eletromiografia intramuscular, para a avaliação da deglutição em seres humanos. A busca, realizada no período entre abril e março de 2015, nos bancos de dados da PUBMED, BIREME E BANCO DE TESES DA CAPES, resultaram em 21 referências, das quais, apenas sete se enquadraram nos critérios de inclusão. Os artigos selecionados trazem contribuições importantes para o entendimento do comportamento eletrofisiológico e eletrofisiopatológico durante a deglutição e acredita-se que a escassez de estudos utilizando essa ferramenta em seres humanos deva-se ao incômodo e riscos causados pela introdução da agulha no ventre muscular e talvez a introdução de um fio fino (fine wire ou cooper wire), seja mais interesante para o auxílio diagnóstico de denervações e transtornos neuromusculares que comprometam a deglutição, pela possibilidade de reduzir drasticamente o incômodo causado pela agulha.


ABSTRACT Intramuscular EMG is performed by the doctor, from the fixing needle electrodes or thin wire for the study of isolated muscles or deep muscles. This study aims to identify and describe the contributions of intramuscular electromyography, for the evaluation of swallowing in humans. The search, carried out between April and March 2015, in the databases PubMed, BIREME, AND BANK OF THESES OF CAPES, resulted in 21 references, of which only seven met our inclusion criteria. Selected articles make important contributions to the understanding of the electrophysiological behavior and electrophysiological during swallowing and it is believed that the lack of studies using this tool in humans should be the annoyance and risks caused by the introduction of the needle into the belly muscle and maybe the introduction of a thin wire (fine wire or wire cooper) is more interesting for the aid diagnosis of neuromuscular disorders and nerve that compromise swallowing, the ability to dramatically reduce the annoyance caused by the needle.

18.
Acta fisiátrica ; 23(3): 155-160, set. 2016. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-849031

RESUMO

A Prática Mental (PM) consiste em um método de treinamento pelo qual um dado ato motor específico é cognitivamente reproduzido internamente e repetido com a intenção de promover aprendizagem ou aperfeiçoamento de uma habilidade motora, sem induzir qualquer movimento real. Os resultados das pesquisas com PM na doença de Parkinson (DP) ainda são ambíguos devido a várias razões como à diversidade de protocolos de intervenção. Os protocolos de intervenção com PM são cognitivamente complexos e desafiadores apresentando variações em sua aplicação relativas ao tipo de PM, tarefa/movimento a ser imaginada e tipo de instrução. Objetivo: Investigar na literatura os protocolos de PM utilizados para reabilitação motora de sujeitos com DP. Métodos: A busca desta revisão sistemática foi realizada nas bases de dados dos portais: PubMed, Scopus, Web of Science e Bireme. Os descritores foram: ("mental practice" or "motor imagery" or "imagery training" and "Parkinson"). Resultados: Foram encontrados 128 artigos, dos quais apenas 4 foram incluídos segundo os critérios de elegibilidade. Conclusão: Os protocolos que se mostraram eficazes para redução da bradicinesia, melhora da mobilidade e da velocidade da marcha utilizaram a associação da PM em 12 sessões, com duração de 5 à 30 minutos, imagética visual ou visual e cinestésica de atividades especificas e usaram vídeos da marcha dos pacientes ou da marcha normal para ajudar na familiarização e identificação dos componentes cinemáticos do movimento


The Mental Practice (MP) consists of a training method by which a given specific motor act is cognitively reproduced internally and repeated with the intention of promoting learning or improvement of motor skills, without inducing any real movement. The results of MP to research in Parkinson's disease are still ambiguous due to various reasons such as the diversity of the intervention protocols. The MP with intervention protocols are cognitively complex and challenging presenting variations in its application concerning the type of PM, task/movement to be imagined and type of instruction. Objective: The study aimed to investigate the literature MPs protocols used for motor rehabilitation of individuals with Parkinson's disease. Methods: The searches of this systematic review was performed on the portals databases: PubMed, Scopus, Web of Science and Medicine. The descriptors were: ("mental practice" or "engine imagery" or "imagery training" and "Parkinson"). Results: 128 articles were found, of which only 4 were included according to the eligibility criteria. Conclusion: The protocols that have proven to be effective for reducing bradykinesia, improving mobility and gait speed used the MP combined with physical practice in 12 sessions, of 5 to 30 minutes, visual or visual and kinesthetic imagery of specific activities and used gait videos of patients or healthy subjects promote familiarization and identification of kinematic components of the movement


Assuntos
Humanos , Doença de Parkinson/reabilitação , Protocolos Clínicos , Modalidades de Fisioterapia/instrumentação , Marcha , Imaginação
19.
Rev. bras. geriatr. gerontol ; 19(2): 349-364, tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-785190

RESUMO

Resumo Exercícios terapêuticos domiciliares vêm assumindo importância em estudos recentes como estratégia do cuidado para o controle de sinais e sintomas da doença de Parkinson (DP). Essa revisão integrativa da literatura objetivou reunir estudos publicados entre o período de 2010 e 2014, disponibilizados em português, inglês ou espanhol sobre a utilização de exercícios terapêuticos domiciliares como estratégia do cuidado fisioterapêutico na DP. Realizou-se levantamento de artigos nas bases de dados LILACS, PEDro, PubMed e Cochrane, mediante as combinações: Fisioterapia AND doença de Parkinson ou Home Exercise AND Parkinson's Disease. Para análise da qualidade metodológica, os instrumentos utilizados foram o Critical Appraisal Skill Programme (CASP) adaptado e o Agency for Healthcare and Research and Quality (AHRQ). Os benefícios da cinesioterapia foram: estímulo ao autocuidado; ganho de força e amplitude de movimento; redução do número de queixas e do medo de cair; melhora de sintomas motores relacionados ao Parkinson e à qualidade de vida. Com relação aos benefícios da reabilitação com realidade virtual houve: melhora na marcha, na capacidade funcional e no equilíbrio, além de boa aceitação e aspecto motivacional.


Abstract Home-based therapeutic exercise has been examined by a number of recent studies as a care strategy for the control of signs and symptoms of Parkinson's Disease (PD). This integrative review of literature aimed to collect studies published in the last five years (2010-2014) about the use of home-based therapeutic exercise as a physical therapy care strategy for PD. A survey of articles in the LILACS, PEDro, PubMed and Cochrane databases was carried out, using the combinations: Physiotherapy AND Parkinson's Disease or Home Exercise AND Parkinson's Disease. To analyze methodological quality, the adapted Critical Appraisal Skill Program (CASP) and the Agency for Healthcare and Research and Quality (AHRQ) were used. The benefits of conventional exercises were: stimulation of self-care; strength gain and increased range of movement; reduction in number of complaints and fear of falling; improvement in the motor symptoms of Parkinson's Disease and related quality of life. The benefits of rehabilitation with virtual reality were: improvement of gait, functional ability and balance, as well as positive findings for acceptance and motivation.

20.
Acta fisiátrica ; 23(2): 85-88, jun. 2016. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-848803

RESUMO

Objetivo: Analisar a influência do tratamento com jogos em realidade virtual não imersiva (RVNI) na qualidade de vida (QV) de pessoas com doença de Parkinson (DP). Métodos: Ensaio clínico não controlado, com 14 pessoas com DP entre os estágios I a IV da DP. O tratamento com RVNI ocorreu em 6 meses, com 1 avaliação inicial e 2 reavaliações trimestrais. Os instrumentos de medida de resultado foram o Questionário da Doença de Parkinson-39 (PDQ-39) e Questionário de Autopercepção de Desempenho. No protocolo de tratamento foi utilizado o Kinect® para Xbox 360 e os jogos Kinect Advenctures®, Your Shape Fitness Evolved® e Kinect Sports®. Na análise estatística do PDQ-39 foi aplicado o teste de Wilcoxon (p ≤ 0,05) e para o Questionário de Autopercepção de Desempenho foi empregada a análise qualitativa de conteúdo temático, com identificação de seis categorias. Resultados: Houve significância estatística após o período de 3 meses de tratamento com os jogos em RVNI, especificamente na mobilidade, bem estar emocional, estigma, cognição e pontuação total do PDQ-39. Depois de 6 meses de tratamento os resultados se mantiveram, não havendo novos ganhos. No entanto, por uma doença neurodegenerativa essa manutenção dos ganhos é favorável para o prognóstico funcional dos pacientes. Nas categorias temáticas, destacaram-se relatos de melhora na mobilidade, atividades de vida diária, bem estar emocional, estigma e desconforto corporal. Conclusão: O tratamento com RVNI beneficia a QV de pessoas com DP, principalmente quando abrange a mobilidade, bem estar emocional, estigma e cognição


Objective: To analyze the influence of treatment with non-immersive virtual reality games (VR) on the quality of life (QOL) of people with Parkinson's disease (PD). Methods: Uncontrolled clinical trial using 14 people with PD between stages I and IV of PD. Treatment with NIVR occurred for 6 months, 1 initial assessment and 2 quarterly re-evaluations. The instruments to measure the results were the Parkinson's Disease Questionnaire (PDQ-39) and a Self-Perception of Performance Questionnaire. The treatment protocol used was Kinect® for Xbox 360, and the following games: Kinect Advenctures®, Your Shape: Fitness Evolved®, and Kinect Sports®. Statistical analysis of the PDQ-39 used the Wilcoxon test (p ≤ 0.05) while the Self-Perception of Performance Questionnaire was analyzed qualitatively for thematic content, identifying six categories. Results: There was a statistically significant difference after 3 months of treatment with the NIVR games in terms of mobility, emotional well-being, stigma, cognition, and total score of the PDQ-39. After 6 months of treatment the results were maintained, but no further gains. However, for a neurodegenerative disease this maintenance of gains is favorable for the functional prognosis of the patients. In the thematic categories, what stood out was an improvement of reports on mobility, activities of daily living, emotional well-being, stigma, and bodily discomfort. Conclusion: Treatment with NIVR benefits QOL of people with PD, especially including mobility, emotional well-being, stigma, and cognition


Assuntos
Humanos , Doença de Parkinson/fisiopatologia , Terapia Ocupacional/instrumentação , Jogos de Vídeo , Realidade Virtual
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA