Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Online braz. j. nurs. (Online) ; 15(4): 655-663, Dec 2016. tab, ilus
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-967507

RESUMO

OBJETIVOS: avaliar a capacidade para o trabalho da equipe de enfermagem hospitalar. MÉTODO: descritivo, transversal. Os sujeitos da pesquisa foram 144 trabalhadores de enfermagem de um hospital federal. Os dados foram coletados por meio do questionário Índice de Capacidade para o Trabalho, e tratados por análise estatística descritiva e inferencial. RESULTADOS: a capacidade para o trabalho foi avaliada como baixa para 3,5% dos trabalhadores, moderada para 20,8%, boa para 47,2% e ótima para 28,5%. Evidenciou-se correlação apenas entre a capacidade para o trabalho e a função exercida: enfermeiro e auxiliar de enfermagem. DISCUSSÃO: o achado é igual ao encontrado em estudo realizado anteriormente com enfermeiros. CONCLUSÃO: a hipótese de pesquisa foi refutada pelo não estabelecimento de associação entre a capacidade para o trabalho e variáveis sociodemográficas e de estilo de vida.


AIMS: to evaluate the working ability of a hospital nursing team. METHOD: this is a descriptive and cross-sectional study. The subjects of the survey were 144 nursing workers from a federal hospital. Data were collected through the Work Ability Index questionnaire and treated by descriptive and inferential statistical analysis. RESULTS: the ability for work was evaluated as low for 3.5% of the workers, moderate for 20.8%, good for 47.2% and excellent for 28.5%. There was a correlation between the ability to work and the role performed in terms of nurses and nursing assistants. DISCUSSION: the finding is the same as that found in a previous study carried out with nurses. CONCLUSION: the research hypothesis was refuted by not establishing an association between work capacity and socio-demographic and lifestyle variables.


OBJETIVOS: evaluar la capacidad para el trabajo del equipo de enfermería hospitalaria. MÉTODO descriptivo, transversal. Los sujetos de la investigación fueron 144 trabajadores de enfermería de un hospital federal. Los datos se colectaron por medio del cuestionario Índice de Capacidad para el Trabajo, y tratados por análisis estadístico descriptivo e inferencial. RESULTADOS: la capacidad para el trabajo fue evaluada como baja para 3,5% de los trabajadores, moderada para 20,8%, buena para 47,2% y óptima para 28,5%. Se Evidenció correlación solo entre la capacidad para el trabajo y la función ejercida: enfermero y auxiliar de enfermería. DISCUSSIÓN: lo encontrado es igual a lo que se encontró en un estudio realizado anteriormente con enfermeros. CONCLUSIÓN: la hipótesis de investigación fue refutada por no establecerse asociación entre la capacidad para el trabajo y las variables sociodemográficas y de estilo de vida.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Avaliação da Capacidade de Trabalho , Saúde do Trabalhador , Enfermagem , Equipe de Enfermagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...