Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
In. São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Planejamento em Saúde. Comissão de Saúde do Adolescente. Adolescência e saúde 3. São Paulo, São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde, 2008. p.49-62, tab.
Monografia em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-CTDPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ACVSES | ID: lil-544846
2.
Appl Opt ; 41(36): 7540-9, 2002 Dec 20.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-12510917

RESUMO

The physical properties of stratospheric aerosols can be retrieved from optical measurements involving extinction, radiance, polarization, and counting. We present here the results of measurements from the balloonborne instruments AMON, SALOMON, and RADIBAL, and from the French Laboratoire de Météorologie Dynamique and the University of Wyoming balloonborne particle counters. A cross comparison of the measurements was made for observations of background aerosols conducted during the polar winters of February 1997 and January-February 2000 for various altitudes from 13 to 19 km. On the one band, the effective radius and the total amount of background aerosols derived from the various sets of data are similar and are in agreement with pre-Pinatubo values. On the other hand, strong discrepancies occur in the shapes of the bimodal size distributions obtained from analysis of the raw measurement of the various instruments. It seems then that the log-normal assumption cannot fully reproduce the size distribution of background aerosols. The effect ofthe presence of particular aerosols on the measurements is discussed, and a new strategy for observations is proposed.

3.
Pediatr. mod ; 35(6): 403-4, 406-8, 410, jun. 1999.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-263117

RESUMO

Objetivo: Determinar o crescimento de adolescentes desde a menarca até a idade de 16 anos, quando näo há mais, geralmente, qualquer incremento estatural do sexo feminino. Métodos: Foram estudadas,, retrospectivamente 120 adolescentes de clínica particular, de cujas fichas foram extraídos três dados fundamentais: a idade da menarca, a estatura à menarca e a estatura aos 16 anos. Todos os dados obtidos foram processados estatisticamente com o software SSPS for Windows e comparados à literatura (Bireme). Resultados: 1) A idade média da menarca foi de 149,383 meses (DP 11,385), correspondente a 12,448 anos (DP 0,948); 2) a estatura média à menarca foi de 1,544 m (DP 0,057); 3) a velocidade média de crescimento a partir da menarca foi de 0,204cm/mês (DP 0,066); 4) menarca antes dos 12 anos: crescimento médio de 9,297cm (DP 2,053); menarca dos 12 aos 13 anos: crescimento médio de 8,304cm (DP 1,987); menarca aos 13 anos ou mais: crescimento médio de 7,351cm (DP 2,347); 5) a média geral do crescimento pós-menarca foi de 8,316cm (DP 2,241); 6) a estatura definitiva média foi de 1,627m (DP 0,590). Conclusöes: O trabalho demonstra estatisticamente que maturadoras precoces tendem a prolongar seu período de crescimento, apresentando, assim, maiores estaturas finais e fornece subsídios ao estudo do crescimento da adolescente


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Adolescente , Estatura , Menarca , Crescimento/fisiologia , Interpretação Estatística de Dados
4.
Rev. paul. pediatr ; 16(4): 197-200, dez. 1998. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-252871

RESUMO

O autor atendeu, no período de 1992-1996, 288 adolescentes do sexo feminino, de 15 a 20 anos incompletos, tendo diagnosticado 31 casos (10,76 por cento) de gravidez. Desses, 27 (87,10 por cento) optaram pela interrupçäo da gravidez e somente 4 (12,90 por cento) mantiveram-na. Esses dados foram comparados com outros de trabalho anterior do mesmo autor, relativo aos períodos de 1982-1986 e 1987-1991, também de jovens da mesma faixa etária e mesmas condiçöes sociais, verificando que o índice de abortamentos manteve-se sempre alto: 77,78 por cento e 89,47 por cento nos dois primeiros períodos contra 87,10 por cento no último. O problema é reflexo do que ocorre em todos os países do mundo e representa enorme desafio para pediatras e ginecologistas.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Aborto Induzido , Gravidez na Adolescência/estatística & dados numéricos
6.
In. Academia Nacional de Medicina. I Congresso Nacional - A Saude do Adolescente. Rio de Janeiro, Academia Nacional de Medicina, 1991. p.375-81.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-182801

RESUMO

Tendo em vista detectar manifestacoes secundarias e/ou complicacoes advindas do uso da pilula anticoncepcional em adolescentes, em que o objetivo basico foi a anticoncepcao, o autor acompanhou, durante um ano, um grupo de 100 jovens que tomaram, do 5. ao 25. dia do ciclo menstrual, a pilula trifasica, chegando as seguintes conclusoes: 1- a pilula foi bem aceita e bem tolerada pelas jovens; 2- a pilula demonstrou eficacia, nao sobrevindo nenhum caso de gravidez; 3- a pilula exerceu indiscutivel papel de reguladora do ciclo menstrual e reduziu de modo significativo os casos de dismenorreia; 4 - para se evitarem conclusoes definitivas e ou precipitadas, o autor insiste no fato de o estudo haver abrangido apenas 100 adolescentes, seguidas durante o curto periodo de um ano


Assuntos
Adolescente , Anticoncepcionais , Anticoncepcionais Orais
7.
In. Academia Nacional de Medicina. I Congresso Nacional - A Saude do Adolescente. Rio de Janeiro, Academia Nacional de Medicina, 1991. p.383-8.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-182802

RESUMO

Desejando estudar a situacao vacinal de 400 adolescentes atendidos em clinica particular, o autor comprovou 200 clientes antigos (desde a mais tenra infancia) com 200 clientes novos (que vieram a 1. consulta com 10 anos de idade ou mais), verificando que no 1. grupo, 91 por cento tinham sua vacinacao completa, 9 por cento incompleta e em nenhum caso duvidosa, enquanto que no 2. grupo, apenas 72 po cento incompleta e 9 por cento duvidosa. O autor chama a atencao para a facil solucao do problema multiassociacao de vacinas, com a qual faz-se uma reversao completa e instantanea da situacao vacinal


Assuntos
Adolescente , Vacinação
8.
In. Academia Nacional de Medicina. I Congresso Nacional - A Saúde do Adolescente. Rio de Janeiro, Academia Nacional de Medicina, 1991. p.369-374, tab.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-183904
9.
J. pediatr. (Rio J.) ; 66(10/12): 270-3, out.-dez. 1990. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-119056

RESUMO

O A. apresenta os principais problemas de saude de 2.000aolescentes (1.000 masculinos e 1.000 femininos), todos vistos de maneira globalem clinica particular. Distribui os motivos de consulta em 15 grupos diferentesdde patologias e/ou queixas, dos quais os 7 mais significativos foram: 1 - quei- xas psicologicas: 671 casos (33,55%); 2 - problematica sexual: 551 casos(27,55%)3 - patologia do aparelho respiratorio: 526 casos (26,30%); 4 - problemas relacionados ao peso e/ou estatura: 322 casos (16,10%); 5 - revisao e vacinas: 282 ca-sos (14,10%); 6 - afeccoes cutaneas:271 casos (13,55%) e 7 - problemas gastroen-testinais: 198 casos (9,90%).


Assuntos
Adolescente , Humanos , Masculino , Feminino , Psicologia do Adolescente
11.
Pediatr. mod ; 22(8): 270-1, 274-6, set. 1987. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-42801

RESUMO

Tendo em vista detectar manifestaçöes secundárias e/ou complicaçöes advindas do uso da pílula anticoncepcional em adolescentes, em que o objetivo básico foi a anticoncepçäo, acompanhou-se, durante um ano, um grupo de 100 jovens que tomaram, do 5§ ao 25§ dia do ciclo menstrual, a pílula trifásica, chegando às seguintes conclusöes: 1 - a pílula foi bem aceita e bem tolerada pelas jovens; 2 - a pílula demonstrou eficácia, näo sobrevindo nenhum caso de gravidez; 3 - a pílula exerceu indiscutível papel de reguladora do ciclo menstrual e reduziu de modo significativo os casos de dismenorréia; 4 - para se evitarem conclusöes definitivas e/ou precipatadas, insiste-se no fato de o estudo haver abrangido apenas 100 adolescentes, seguidas durante o curto período de um ano


Assuntos
Adolescente , Humanos , Feminino , Anticoncepcionais Orais
12.
Pediatr. mod ; 22(6/7): 244-6, 248, jul. 1987. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-42599

RESUMO

Desejando estudar a situaçäo vacinal de 400 adolescentes atendidos em clínica particular, comparou-se 200 clientes antigos (desde a mais tenra infância) com 200 clientes novos (que vieram à 1§ consulta com 10 anos de idade ou mais), verificando que no 1ª grupo, 91% tinham sua vacinaçäo completa, 9% incompleta e em nenhum caso duvidosa, enquanto que no 2ª grupo, apenas 19% tiveram sua vacinaçäo considerada completa, 72% incompleta e 9% duvidosa. Chama-se a atençäo para a fácil soluçäo do problema pela multiassociaçäo de vacinas, com a qual faz-se uma reversäo completa e instantânea da situaçäo vacinal


Assuntos
Criança , Adolescente , Adulto , Humanos , Masculino , Feminino , Vacinação
14.
Rev. paul. pediatr ; 4(13): 55-61, jun. 1986. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-43249

RESUMO

O autor apresenta os principais problemas de saúde de 630 adolescentes (330 masculinos e 300 femininos), todos vistos de maneira global em clínica particular. Distribui os motivos de consulta em 15 grupos diferentes de patologias e/ou queixas, dos quais os 6 mais significativos foram: 1-queixas psicológicas: 206 casos (32,69%); 2-patologia do aparelho respiratório: 166 casos (26,34%); 3-problemática sexual: 115 casos (18,25%); 4-problemas relacionados ao peso e/ou estatura: 99 casos (15,71%); 5-revisäo e vacinas: 89 casos (14,12%); 6-afecçöes cutâneas: 85 casos (13,49%)


Assuntos
Adolescente , Adulto , Humanos , Masculino , Feminino , Medicina do Adolescente , Prática Privada , Psicologia do Adolescente
15.
Pediatr. mod ; 20(4): 193-209, maio 1985. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-29561

RESUMO

Revisam-se vários conceitos sobre adolescência, mostrando as dificuldades em se estabelecer os limites desse período. Refere-se, a seguir, a falta de dados sobre as necessidades reais do adolescente no tocante à nutriçäo, ressaltando a disparidade existente entre as várias fontes consultadas. Analisam-se especificamente as necessidades dos vários nutrientes, voltando a ressaltar a näo concordância entre as mesmas, bem como características próprias da adolescência, que näo devem ser levadas em conta pelo profissional que se propöe a orientar a dieta de seu jovem paciente. Conclui-se que cuidar do adolescente de forma global, nos seus aspectos físico, psíquico e social, orientar o jovem com relaçäo a uma alimentaçäo sadia e equilibrada, em que o lado qualitativo dos alimentos seja mais valorizado que o lado quantitativo dos mesmos, significa lutar por uma nova geraçäo de adultos sadios e felizes


Assuntos
Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Ciências da Nutrição , Dieta
16.
Rev. paul. pediatr ; 3(10): 3-7, 1985. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-80479

RESUMO

Tanto quanto na infância, a boa alimentaçäo do adolescente é fundamental tendo em vista seu crescimento rápido e as profundas modificaçöes somáticas que ocorrem nesse período da vida, täo importante e quase sempre esquecido. Cuidar do adolescente de forma global, nos seus aspectos físico, psíquico e social, orientar o jovem com relaçäo a uma alimentaçäo sadia e equilibrada, em que o lado qualitativo dos alimentos seja mais valorizado que o lado quantitativo do mesmo, significa lutar por uma nova geraçäo de adultos sadios e, oxalá, felizes


Assuntos
Adolescente , Humanos , Masculino , Feminino , Cálcio/metabolismo , Carboidratos da Dieta/metabolismo , Gorduras/metabolismo , Ferro/metabolismo , Necessidades Nutricionais , Valor Nutritivo , Proteínas na Dieta/metabolismo , Vitaminas/metabolismo , Gravidez na Adolescência
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA