Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 11(5): 1266-1271, out.-dez. 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1022627

RESUMO

Objective: The study's purpose has been to assess the health profile, based on the individual registry named e-SUS (Sistema Único de Saúde [Unified Health System]), in regards to the users of basic health care services in Ijuí city, Rio Grande do Sul State. Methods: It is a cross-sectional study with a sample of 400 registered users in 15 Family Health Strategies, within the age group from 20 to 59 years old and according to the e-SUS individual registry. Results: There was a predominance of wage earners with a work permit and low education level. Users with low schooling were five times more likely to develop diabetes mellitus (p=0.01), whereas high education users were hospitalized more frequently (p=0.03). It was observed an association between participating in a community group and the female gender (p=0.013), having high education level and private health insurance plan (p=0.001). Conclusion: The profile of the users shows a direct relationship between low level of schooling and chronic noncommunicable diseases and inversion of hospitalizations


Objetivo: Verificar o perfil de saúde, baseado no cadastro individual e-SUS, de usuários dos serviços de atenção básica da cidade de Ijuí/RS. Métodos: Estudo transversal, com amostra de 400 usuários cadastrados em 15 Estratégias de Saúde da Família, na faixa etária de 20 a 59 anos, baseado no cadastro individual e-SUS. Resultados: Verificou-se predomínio de assalariado com carteira de trabalho, baixa escolaridade. Os usuários com escolaridade baixa tiveram cinco vezes mais chance de desenvolver diabetes mellitus (DM) (p=0,01), com escolaridade alta internaram com maior frequência (p=0,03). Observou associação entre participar de grupo comunitário e o sexo feminino (p=0,013) e apresentar alta escolaridade e possuir plano de saúde privado (p=0,001). Conclusão: O perfil dos usuários mostra relação direta da baixa escolaridade com doenças crônicas não transmissíveis e inversa às internações


Objetivo: Verificar el perfil de salud, basado en el registro individual e-SUS, de usuarios de los servicios de atención básica de la ciudad de Ijuí/RS. Metodos: Estudio transversal, con muestra de 400 usuarios registrados en 15 Estrategias de Salud de la Familia, en el grupo de edad de 20 a 59 años, basado en el registro individual e-SUS. Resultados: Se verificó predominio de asalariado con carnet de trabajo, baja escolaridad. Los usuarios con escolaridad baja tuvieron cinco veces más posibilidades de desarrollar diabetes mellitus (DM) (p = 0,01), con escolaridad alta internaron con mayor frecuencia (p = 0,03). Se observó asociación entre participar en el grupo comunitario y el sexo femenino (p = 0,013) y presentar alta escolaridad y tener un plan de salud privado (p = 0,001). Conclusión: El perfil de los usuarios muestra relación directa de la baja escolaridad con enfermedades crónicas no transmisibles e inversa las internaciones


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Sistema Único de Saúde/estatística & dados numéricos , Perfil de Saúde , Estratégia Saúde da Família , Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos , Estudos Epidemiológicos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA