Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
1.
J Hum Lact ; 24(168): 168-174, 2008.
Artigo em Inglês | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1063673

RESUMO

Many reports about breastfeeding prevalence and factors associated with weaning have been published in the scientific literature...


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Lactente , Aleitamento Materno , Desmame , Lactente , Promoção da Saúde
2.
Saúde Soc ; 23(4): 1235-1247, Oct-Dec/2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-733017

RESUMO

Este estudo objetivou verificar o perfil dos moradores dos hospitais psiquiátricos do Estado de São Paulo segundo raça/cor. Para isso, foi realizado um levantamento do Censo Psicossocial de moradores em hospitais psiquiátricos próprios e conveniados pelo SUS do Estado de São Paulo que estavam com tempo de internação igual ou superior a um ano, a partir de 30/11/2007. Ao caracterizar o perfil dessa população, foi identificado que a população branca é predominante nesses hospitais, totalizando 60,29% do total de moradores. No entanto, os dados de raça/cor do censo demográfico do ano 2000 informam que 27,4% da população do estado de São Paulo é preta e parda e na população moradora de hospitais psiquiátricos, esse número alcançou 38,36%. Como resultados, constatou-se uma maior proporção de negros que estão internados porque não têm renda e/ou lugar para morar. Essa população possui uma rede social frágil, recebe menos visitas, - precariedade social - associada ao transtorno mental ou doenças clínicas. Apesar de existir a Portaria GM 106/2000 que instituiu os Serviços de Residenciais Terapêuticos (SRTs) para egressos de internações psiquiátricas de longa permanência com ausência e/ou fragilidade de redes sociais de suporte, supõe-se que os negros não são contemplados por esta resolução. Os efeitos psicossociais do racismo e o impacto dos processos de preconceito, exclusão e apartamento social na saúde mental são evidenciados neste artigo...


This study aimed to determine the profile of the residents of psychiatric hospitals in the State of São Paulo, according to race/color. For this secondary data was used from the Psychosocial Census of residents of psychiatric hospitals owned and insured by SUS State of São Paulo, which featured people with a length of stay equal to or higher than one year as of 30/11/2007. When characterizing the profile of this population, it was identified that in regards to race/color, the greater expressiveness was among the white population, which equals 60.29% of total residents. Data on race/color of the 2000 Census reports that out of the total population of the State of São Paulo, 27.4% are black and brown, but when considering the population living in psychiatric hospitals, this number reached 38.36%. It was observed that there is a higher proportion of blacks who are admitted because they have no income or place to live, weak social network, receive fewer visits - precarious social life - associated with mental disorders or medical conditions. Despite the GM Ordinance 106/2000, which establishes RTSs for former patients of psychiatric long stay, with absent and/or fragile social support networks, it can be assumed that these were not covered by this resolution. The psychosocial effects of racism and the impact of processes of prejudice, exclusion and social separation on mental health are highlighted in the article...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Moradias Assistidas , Censos , Desinstitucionalização , Hospitais Psiquiátricos , Saúde Mental , Serviços de Saúde Mental , Sistema Único de Saúde , Política de Saúde , Institucionalização/história , Transtornos Mentais , Racismo
3.
J Hum Lact ; 24(2): 168-74, 2008 May.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-18436968

RESUMO

Many reports about breastfeeding prevalence and factors associated with weaning have been published in the scientific literature. However, the influence of newborn feeding practices on the duration of exclusive breastfeeding has received less attention. This study provides information about the introduction of liquids, other than the mother's milk, to infants in the first 6 months and factors associated with this practice.


Assuntos
Aleitamento Materno/epidemiologia , Desmame , Adulto , Peso ao Nascer , Brasil/epidemiologia , Aleitamento Materno/estatística & dados numéricos , Análise por Conglomerados , Escolaridade , Feminino , Humanos , Lactente , Recém-Nascido , Masculino , Idade Materna , Prevalência , Fatores Sexuais , Fatores de Tempo
4.
Cad Saude Publica ; 22(2): 377-85, 2006 Feb.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-16501750

RESUMO

The Brazilian Ministry of Health launched its Family Health Program (FHP) in 1994 as a new strategy aimed at reorganizing the healthcare system starting from the primary care level. The Program prioritizes delivery of care to groups identified as presenting increased risk, such as diabetic and hypertensive individuals. The objective of this study was to evaluate the care delivered to such patients by professionals in this program in the municipality of Francisco Morato, São Paulo, Brazil. A random cluster-based sample selected 84 patients with diabetes and/or hypertension who answered a questionnaire at home. Seventy-two patients responded. Of these, 19% were diabetic, 41.7% hypertensive, and 38.9% had both diabetes and hypertension. As for the care offered by the FHP, only 35.9% received excellent diagnostic workups and 10.9% excellent physical examinations. Some 20.8% of the patients reported illness-related complications. With the implementation of the FHP, access to care improved for both diabetic and hypertensive patients. The FHP proved to be a valid alternative to increase healthcare access, seeking to achieve greater equity by delivering care in accordance with the population's needs.


Assuntos
Diabetes Mellitus/terapia , Saúde da Família , Acesso aos Serviços de Saúde/normas , Hipertensão/terapia , Assistência ao Paciente/normas , Garantia da Qualidade dos Cuidados de Saúde/normas , Adulto , Brasil , Feminino , Pesquisas sobre Atenção à Saúde , Inquéritos Epidemiológicos , Humanos , Estilo de Vida , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Programas Nacionais de Saúde , Avaliação de Programas e Projetos de Saúde , Controle de Qualidade , Fatores Socioeconômicos
5.
Cad. saúde pública ; 22(2): 377-385, fev. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-421406

RESUMO

O Programa Saúde da Família (PSF) prioriza o atendimento a grupos considerados de maior risco a agravos, entre eles, a populacão com diabetes e hipertensão. Este estudo tem como objeto avaliar a assistência à populacão usuária do PSF de Francisco Morato, São Paulo, Brasil. Desenvolveu-se um inquérito domiciliar, com amostra probabilística dos pacientes com diabetes e/ou hipertensão cadastrados no município. A análise enfocou questões referentes ao acesso, à satisfacão do usuário e à qualidade da assistência. Dos 72 entrevistados, 14 eram diabéticos, 30 hipertensos e 28 portadores das duas patologias. Do total de entrevistados, 64 (88,9 por cento) eram usuários do PSF local. O estudo destaca que 26,6 por cento desses usuários não tinham acesso a nenhum servico de saúde antes da implantacão do PSF. Entre os que tinham acesso, 53,2 por cento se deslocavam a outro município. Os índices de satisfacão do usuário e percepcão da resolutividade do programa mostraram-se favoráveis, em torno de 66 por cento. Por outro lado, 57,8 por cento dos entrevistados relataram que não recebem todo o medicamento do servico. Quanto à qualidade da assistência, detectou-se que 25 por cento das anamneses eram incompletas, e 43,7 por cento dos exames físicos eram insatisfatórios. O PSF mostrou-se uma alternativa válida para aumentar o acesso à saúde, na busca de maior eqüidade no atendimento às necessidades da populacão.


Assuntos
Assistência ao Paciente , Diabetes Mellitus , Hipertensão , Estratégias de Saúde Nacionais , Satisfação do Paciente
9.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; (37): 28-30, dez. 2005.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1052535

RESUMO

O Programa de Saúde da Família (PSF) surge, em 1994, como estratégia do Ministério da Saúde para reorganização da prática assistencial, a partir da atenção básica. Prioriza o atendimento a grupos considerados de maior risco e agravos, entre eles a população diabética e hipertensa com 20 anos ou mais. As doenças cardiovasculares são as causas mais comuns de morbidade e mortalidade em todo o mundo.


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , Saúde , Estratégias de Saúde Nacionais , Doenças Cardiovasculares , Morbidade , Mortalidade
10.
BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.) ; (37): 24-27, dez. 2005.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1052452

RESUMO

O Programa de Saúde da Família (PSF) é tido como um programa incremental do SUS. As bases do programa destacam que, ao contrário do modelo tradicional, centrado na doença e no atendimento hospital, o PSF prioriza as ações de proteção e promoção à saúde dos indivíduos e da família: adultos e crianças, sadios ou doentes, de forma integral e contínua. A atenção à criança é relevada no PSF, sendo, o incentivo ao aleitamento materno - importante estratégia para a redução da morbi-mortalidade infantil.


Assuntos
Humanos , Aleitamento Materno , Mortalidade Infantil , Estratégias de Saúde Nacionais , Sistema Único de Saúde , Saúde
11.
Revista Técnico-científica de Enfermagem ; 2(11): 217-223, jul/ago/set. 2004.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISACERVO | ID: biblio-1067452

RESUMO

O estudo realizado em um Distrito de Saúde do Município de São Paulo teve como objetivo caracterizar o perfil dos enfermeiros e da unidade onde trabalham e avaliar a SAE, segundo alguns indicadores propostos...


Assuntos
Masculino , Feminino , Adulto , Humanos , Enfermagem , Enfermagem em Saúde Pública , Saúde Pública
12.
Rev. bras. saúde matern. infant ; 4(2): 193-202, abr.-jun. 2004. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-363580

RESUMO

OBJETIVOS: avaliar os conhecimentos e a capacitação de equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) para o desenvolvimento de ações de incentivo ao aleitamento materno (AM) no município de Francisco Morato, São Paulo. MÉTODOS: um questionário contendo questões sobre características dos profissionais, sensibilização para o trabalho de incentivo à amamentação, conhecimentos sobre manejo do AM, capacitação em AM e organização das ações de incentivo à amamentação foi aplicado a 61 profissionais do PSF do município, selecionados por amostragem aleatória estratificada. RESULTADOS: 45,9 por cento dos entrevistados citaram o AM como uma das ações prioritárias desenvolvidas para saúde da criança; 98,4 por cento reconheceram a importância e as vantagens do AM para a dupla mãe-bebê; 96,7 por cento recomendam o AM exclusivo até seis meses de vida; 24,6 por cento orientam as mães a continuarem o AM até os dois anos; 88,5 por cento orientam sobre pega e posicionamento da mamada, sendo que 38,9 por cento fazem a orientação de forma satisfatória; quanto à ordenha manual, 21,4 por cento orientam satisfatoriamente. CONCLUSÕES: os entrevistados estão sensibilizados quanto à importância do AM e têm conhecimentos teóricos sobre o tema, mas apresentam dificuldades para a resolução de questões práticas sobre o manejo da amamentação, o que pode interferir de forma negativa no trabalho desenvolvido de apoio às mães lactantes.


Assuntos
Aleitamento Materno , Estratégias de Saúde Nacionais , Pessoal de Saúde
14.
Formação ; 3(8): 9, mai./ago. 2003. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ISPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1062833

RESUMO

Este estudo teve como objetivo principal do aluno do curso de técnico de enfermagem - Profae, vinculado aos Centros Formadores de Recursos Humanos da Secretaria de Estado da Saúde (Cefor)...


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Cursos de Capacitação , Educação em Enfermagem , Papel do Profissional de Enfermagem
20.
Rev. saúde pública ; 31(5): 441-7, 1997.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-234431

RESUMO

Investiga, através de um estudo caso-controle de pacientes com pneumonia, se as doenças chiadoras poderiam constituir-se em fator de risco. De um hospital universitário, na cidade de Säo Paulo, Brasil, entre março e agosto de 1994, foi tomada uma amostra de 51 casos de pneumonia pareados por sexo e idade a 51 controles näo respiratórios. O diagnóstico de pneumonia e a presença de doença chiadora foram investigados de forma independente por cada pediatra tanto para casos quanto para controles. Foi confirmada pneumonia radiologicamente e a repetibilidade da informaçäo sobre doença chiadora foi medida. Foi utilizada regressäo logística para identificaçäo de riscos. As doenças chiadoras, entendidas como representantes de asma, mostraram ser importante fator de risco para pneumonia, com um odds ratio de 7,07 (IC95 por cento=2,34-21,36), controlados os efeitos de aglomeraçäo no quarto de dormir (odds ratio de 1,49 por pessoa a mais no quarto, IC95 por cento=0,95-2,32) e a baixa renda familiar (odds ratio de 5,59 contra alta renda familiar, IC95 por cento=1,38-22,63). O risco atribuível às doenças chiadoras foi calculado de forma exploratória em 51,42 por cento. Conclui-se que os clínicos devem ter atençäo sobre asmáticos para o risco de infecçäo e que ao nível da saúde pública a incidência de pneumonia poderia ser reduzida se as orientaçöes atuais da Organizaçäo Mundial da Saúde pudessem ser revistas para oferecer atençäo integral para os doentes


Assuntos
Asma/complicações , Estudos de Casos e Controles , Pneumonia/etiologia , Incidência , Renda , Infecções Respiratórias/epidemiologia , Pneumonia/diagnóstico , Fatores de Risco
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...