Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
1.
Arq Bras Cardiol ; 113(3): 449-663, 2019 10 10.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-31621787
2.
Bernoche, Claudia; Timerman, Sergio; Polastri, Thatiane Facholi; Giannetti, Natali Schiavo; Siqueira, Adailson Wagner da Silva; Piscopo, Agnaldo; Soeiro, Alexandre de Matos; Reis, Amélia Gorete Afonso da Costa; Tanaka, Ana Cristina Sayuri; Thomaz, Ana Maria; Quilici, Ana Paula; Catarino, Andrei Hilário; Ribeiro, Anna Christina de Lima; Barreto, Antonio Carlos Pereira; Azevedo, Antonio Fernando Barros de Filho; Pazin, Antonio Filho; Timerman, Ari; Scarpa, Bruna Romanelli; Timerman, Bruno; Tavares, Caio de Assis Moura; Martins, Cantidio Soares Lemos; Serrano, Carlos Vicente Junior; Malaque, Ceila Maria Sant'Ana; Pisani, Cristiano Faria; Batista, Daniel Valente; Leandro, Daniela Luana Fernandes; Szpilman, David; Gonçalves, Diego Manoel; Paiva, Edison Ferreira de; Osawa, Eduardo Atsushi; Lima, Eduardo Gomes; Adam, Eduardo Leal; Peixoto, Elaine; Evaristo, Eli Faria; Azeka, Estela; Silva, Fabio Bruno da; Wen, Fan Hui; Ferreira, Fatima Gil; Lima, Felipe Gallego; Fernandes, Felipe Lourenço; Ganem, Fernando; Galas, Filomena Regina Barbosa Gomes; Tarasoutchi, Flavio; Souza, Germano Emilio Conceição; Feitosa, Gilson Soares Filho; Foronda, Gustavo; Guimarães, Helio Penna; Abud, Isabela Cristina Kirnew; Leite, Ivanhoé Stuart Lima; Linhares, Jaime Paula Pessoa Filho; Moraes, Junior João Batista de Moura Xavier; Falcão, João Luiz Alencar de Araripe; Ramires, Jose Antônio Franchini; Cavalini, José Fernando; Saraiva, José Francisco Kerr; Abrão, Karen Cristine; Pinto, Lecio Figueira; Bianchi, Leonardo Luís Torres; Lopes, Leonardo Nícolau Geisler Daud; Piegas, Leopoldo Soares; Kopel, Liliane; Godoy, Lucas Colombo; Tobase, Lucia; Hajjar, Ludhmila Abrahão; Dallan, Luís Augusto Palma; Caneo, Luiz Fernando; Cardoso, Luiz Francisco; Canesin, Manoel Fernandes; Park, Marcelo; Rabelo, Marcia Maria Noya; Malachias, Marcus Vinícius Bolívar; Gonçalves, Maria Aparecida Batistão; Almeida, Maria Fernanda Branco de; Souza, Maria Francilene Silva; Favarato, Maria Helena Sampaio; Carrion, Maria Julia Machline; Gonzalez, Maria Margarita; Bortolotto, Maria Rita de Figueiredo Lemos; Macatrão-Costa, Milena Frota; Shimoda, Mônica Satsuki; Oliveira-Junior, Mucio Tavares de; Ikari, Nana Miura; Dutra, Oscar Pereira; Berwanger, Otávio; Pinheiro, Patricia Ana Paiva Corrêa; Reis, Patrícia Feitosa Frota dos; Cellia, Pedro Henrique Moraes; Santos Filho, Raul Dias dos; Gianotto-Oliveira, Renan; Kalil Filho, Roberto; Guinsburg, Ruth; Managini, Sandrigo; Lage, Silvia Helena Gelas; Yeu, So Pei; Franchi, Sonia Meiken; Shimoda-Sakano, Tania; Accorsi, Tarso Duenhas; Leal, Tatiana de Carvalho Andreucci; Guimarães, Vanessa; Sallai, Vanessa Santos; Ávila, Walkiria Samuel; Sako, Yara Kimiko.
Arq. bras. cardiol ; 113(3): 449-663, Sept. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1038561
5.
Arq Neuropsiquiatr ; 70(11): 885-93, 2012 Nov.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-23175203

RESUMO

The second part of these Guidelines covers the topics of antiplatelet, anticoagulant, and statin therapy in acute ischemic stroke, reperfusion therapy, and classification of Stroke Centers. Information on the classes and levels of evidence used in this guideline is provided in Part I. A translated version of the Guidelines is available from the Brazilian Stroke Society website (www.sbdcv.com.br).


Assuntos
Anticoagulantes/uso terapêutico , Isquemia Encefálica/tratamento farmacológico , Fibrinolíticos/uso terapêutico , Acidente Vascular Cerebral/tratamento farmacológico , Terapia Trombolítica/normas , Aspirina/uso terapêutico , Heparina/uso terapêutico , Humanos , Inibidores da Agregação de Plaquetas/uso terapêutico , Reperfusão
6.
Arq. neuropsiquiatr ; 70(11): 885-893, Nov. 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-655928

RESUMO

The second part of these Guidelines covers the topics of antiplatelet, anticoagulant, and statin therapy in acute ischemic stroke, reperfusion therapy, and classification of Stroke Centers. Information on the classes and levels of evidence used in this guideline is provided in Part I. A translated version of the Guidelines is available from the Brazilian Stroke Society website (www.sbdcv.com.br).


A segunda parte das Diretrizes aborda os tópicos de antiagregantes plaquetários, anticoagulantes e terapia de reperfusão para acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico. Os critérios para nível de evidência e graus de recomendação estão contidos na primeira parte do documento. Uma versão traduzida destas Diretrizes encontra-se publicada no portal da Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (www.sbdcv.org.br).


Assuntos
Humanos , Anticoagulantes/uso terapêutico , Isquemia Encefálica/tratamento farmacológico , Fibrinolíticos/uso terapêutico , Acidente Vascular Cerebral/tratamento farmacológico , Terapia Trombolítica/normas , Aspirina/uso terapêutico , Heparina/uso terapêutico , Inibidores da Agregação de Plaquetas/uso terapêutico , Reperfusão
9.
Neurosurg Focus ; 32(1): E5, 2012 Jan.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-22208898

RESUMO

OBJECT: Sonothrombolysis has recently been considered an emerging modality for the treatment of stroke. The purpose of the present paper was to review randomized clinical studies concerning the effects of sonothrombolysis associated with tissue plasminogen activator (tPA) on acute ischemic stroke. METHODS: Systematic searches for literature published between January 1996 and July 2011 were performed for studies regarding sonothrombolysis combined with tPA for acute ischemic stroke. Only randomized controlled trials were included. Data extraction was based on ultrasound variables, patient characteristics, and outcome variables (rate of intracranial hemorrhages and arterial recanalization). RESULTS: Four trials were included in this study; 2 trials evaluated the effect of transcranial Doppler (TCD) ultrasonography on sonothrombolysis, and 2 addressed transcranial color-coded duplex (TCCD) ultrasonography. The frequency of ultrasound waves varied from 1.8 to 2 MHz. The duration of thrombus exposure to ultrasound energy ranged from 60 to 120 minutes. Sample sizes were small, recanalization was evaluated at different time points (60 and 120 minutes), and inclusion criteria were heterogeneous. Sonothrombolysis combined with tPA did not lead to an increase in symptomatic intracranial hemorrhagic complications. Two studies demonstrated that patients treated with ultrasound combined with tPA had statistically significant higher rates of recanalization than patients treated with tPA alone. CONCLUSIONS: Despite the heterogeneity and the limitations of the reviewed studies, there is evidence that sonothrombolysis associated with tPA is a safe procedure and results in an increased rate of recanalization in the setting of acute ischemic stroke when wave frequencies and energy intensities of diagnostic ultrasound systems are used.


Assuntos
Acidente Vascular Cerebral/tratamento farmacológico , Terapia Trombolítica/métodos , Ativador de Plasminogênio Tecidual/uso terapêutico , Ultrassonografia/métodos , Isquemia Encefálica/diagnóstico por imagem , Isquemia Encefálica/tratamento farmacológico , Humanos , Hemorragias Intracranianas/etiologia , Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto , Acidente Vascular Cerebral/diagnóstico por imagem , Resultado do Tratamento , Ultrassonografia Doppler Transcraniana/métodos
12.
Arq Neuropsiquiatr ; 66(2B): 308-11, 2008 Jun.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-18641861

RESUMO

OBJECTIVE: To describe characteristics and provision of care for patients admitted with cerebrovascular disorders (CVD), focusing on ischemic stroke (IS), in a large, public, academic hospital in São Paulo, Brazil. METHOD: We retrieved information about 357 patients with CVD admitted to the Neurology Emergency Department (NED) and Neurology Ward (NW) of our institution. We described patient characteristics and management of IS in NED and in NW. RESULTS: IS was diagnosed in 79.6% of CVD patients admitted to NED; 2.7% were submitted to thrombolysis. Extent of IS investigation and management were significantly different in NED and NW. CONCLUSION: IS patients in our center were younger than in developed countries. IS management was significantly influenced by patient characteristics. This information can aid in planning strategies to decrease stroke burden.


Assuntos
Serviços Médicos de Emergência/normas , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Avaliação de Processos e Resultados em Cuidados de Saúde , Acidente Vascular Cerebral/tratamento farmacológico , Terapia Trombolítica , Adolescente , Adulto , Idoso , Brasil/epidemiologia , Países Desenvolvidos , Serviços Médicos de Emergência/estatística & dados numéricos , Serviço Hospitalar de Emergência , Métodos Epidemiológicos , Feminino , Hospitais Universitários , Humanos , Ataque Isquêmico Transitório/tratamento farmacológico , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Acidente Vascular Cerebral/epidemiologia , Adulto Jovem
13.
Arq. neuropsiquiatr ; 66(2b): 308-311, jun. 2008. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-486180

RESUMO

OBJECTIVE: To describe characteristics and provision of care for patients admitted with cerebrovascular disorders (CVD), focusing on ischemic stroke (IS), in a large, public, academic hospital in São Paulo, Brazil. METHOD: We retrieved information about 357 patients with CVD admitted to the Neurology Emergency Department (NED) and Neurology Ward (NW) of our institution. We described patient characteristics and management of IS in NED and in NW. RESULTS: IS was diagnosed in 79.6 percent of CVD patients admitted to NED; 2.7 percent were submitted to thrombolysis. Extent of IS investigation and management were significantly different in NED and NW. CONCLUSION: IS patients in our center were younger than in developed countries. IS management was significantly influenced by patient characteristics. This information can aid in planning strategies to decrease stroke burden.


OBJETIVO: Descrever características e manejo de pacientes internados com diagnóstico de doença cerebrovascular (DCV), enfocando principalmente o acidente vascular cerebral isquêmico (AVCI), em um hospital público universitário em São Paulo. MÉTODO: Coletamos informações de 357 pacientes com DCV internados no Pronto-Socorro de Neurologia (PSN) e na Enfermaria de Neurologia (EN) de nossa instituição. Descrevemos características dos pacientes e manejo do AVCI no PSN e na EN. RESULTADOS: O AVCI foi diagnosticado em 79,6 por cento dos pacientes com DCV admitidos no PSN; 2,7 por cento foram submetidos a trombólise. A extensão da investigação e o manejo da doença foram significativamente diferentes no PSN e na EN. CONCLUSÃO: os pacientes com AVCI em nosso centro foram mais jovens que em países desenvolvidos. O manejo do AVCI foi influenciado significativamente pelas características dos pacientes. Estas informações podem auxiliar no planejamento de estratégias para diminuir as conseqüências das DCV em nosso meio.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Serviços Médicos de Emergência/normas , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Avaliação de Processos e Resultados em Cuidados de Saúde , Acidente Vascular Cerebral/tratamento farmacológico , Terapia Trombolítica , Brasil/epidemiologia , Países Desenvolvidos , Serviço Hospitalar de Emergência , Métodos Epidemiológicos , Serviços Médicos de Emergência/estatística & dados numéricos , Hospitais Universitários , Ataque Isquêmico Transitório/tratamento farmacológico , Acidente Vascular Cerebral/epidemiologia , Adulto Jovem
14.
São Paulo; s.n; 2007. 154 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-456632

RESUMO

O objetivo deste estudo foi verificar a exeqüibilidade e a segurança da trombólise intravenosa no acidente vascular cerebral isquêmico em um hospital terciário. Foram analisadas várias etapas do atendimento a 51 pacientes tratados em até 3 horas, do início dos sintomas ao tratamento, e sua evolução clínica em três meses. O tratamento foi exeqüível e seguro. Algumas etapas do atendimento hospitalar não foram tão rápidas como o recomendado. O perfil dos pacientes foi mais grave que na maioria dos estudos publicados, refletindo em um menor número de casos com excelente recuperação funcional. Os resultados deste estudo auxiliaram na implantação de medidas para melhorar o atendimento ao paciente com acidente vascular cerebral isquêmico agudo...


The objective of this study was to verify the feasibility and safety of intravenous thrombolysis for acute ischemic stroke in a tertiary hospital. It was analyzed several steps of attendance to 51 treated patients up to 3 hours, from symptoms beginning to treatment, and their clinical outcome in three months. Treatment was feasible and safe. Some steps in-hospital attendance were not as fast as recommended. Patients’ profile was more serious than in most of the published studies, reflecting in the smaller number of cases with excellent functional recovery. Study results have assisted in the implementation of measures with the target of improving attendance to the patient with acute ischemic stroke.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Acidente Vascular Cerebral/terapia , Fibrinolíticos/uso terapêutico , Terapia Trombolítica , Serviços Médicos de Emergência , Hospitais Universitários/normas , Fatores de Risco
15.
Arq Neuropsiquiatr ; 64(3B): 855-7, 2006 Sep.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-17057897

RESUMO

Intravenous thrombolysis is an important procedure that has significant impact on ischemic stroke prognosis. However, intracranial hemorrhage (ICH) is a feared complication of this procedure. It has been suggested that cerebral microbleeds (CMBs) may increase the risk of ICH after thrombolysis. We report on a 69 years-old woman with multiple CMBs submitted to intravenous thrombolysis without complications.


Assuntos
Hemorragia Cerebral/tratamento farmacológico , Acidente Vascular Cerebral/complicações , Terapia Trombolítica/métodos , Ativador de Plasminogênio Tecidual/uso terapêutico , Idoso , Hemorragia Cerebral/etiologia , Feminino , Humanos , Infusões Intravenosas , Imagem por Ressonância Magnética , Resultado do Tratamento
16.
Arq. neuropsiquiatr ; 64(3b): 855-857, set. 2006. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-437161

RESUMO

Intravenous thrombolysis is an important procedure that has significant impact on ischemic stroke prognosis. However, intracranial hemorrhage (ICH) is a feared complication of this procedure. It has been suggested that cerebral microbleeds (CMBs) may increase the risk of ICH after thrombolysis. We report on a 69 years-old woman with multiple CMBs submitted to intravenous thrombolysis without complications.


A trombólise endovenosa é um procedimento importante que tem impacto significativo sobre o prognóstico de pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico. Contudo, a hemorragia intracraniana (HIC) é complicação temida deste procedimento. Foi sugerido que micro-hemorragias cerebrais (MHC) aumentem o risco de HIC após trombólise. Relatamos o caso de mulher de 69 anos com múltiplas MHCs submetida a trombólise endovenosa sem complicações.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Hemorragia Cerebral/tratamento farmacológico , Acidente Vascular Cerebral/complicações , Terapia Trombolítica/métodos , Ativador de Plasminogênio Tecidual/uso terapêutico , Hemorragia Cerebral/etiologia , Infusões Intravenosas , Imagem por Ressonância Magnética , Resultado do Tratamento
18.
Arq. neuropsiquiatr ; 64(2a): 342-348, jun. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-429712

RESUMO

Este artigo apresenta as conclusões sobre revascularização clínica e intervencionista no acidente vascular cerebral isquêmico agudo, um dos temas discutidos na reunião "Opinião Nacional sobre o Tratamento do AVC". Tratou-se de reunião promovida e coordenada pela Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares, com neurologistas especializados em doenças cerebrovasculares, que analisaram e discutiram as evidências e experiências atuais sobre o uso de trombólise e técnicas intervencionistas em pacientes com acidente vascular cerebral isquêmico agudo.


Assuntos
Humanos , Isquemia Encefálica , Revascularização Cerebral , Acidente Vascular Cerebral , Terapia Trombolítica , Ativador de Plasminogênio Tecidual/administração & dosagem , Doença Aguda , Brasil , Isquemia Encefálica/diagnóstico , Isquemia Encefálica/tratamento farmacológico , Isquemia Encefálica/cirurgia , Protocolos Clínicos , Angiografia por Ressonância Magnética , Sociedades Médicas , Acidente Vascular Cerebral/diagnóstico , Acidente Vascular Cerebral/tratamento farmacológico , Acidente Vascular Cerebral/cirurgia , Tomografia Computadorizada por Raios X
19.
Arq Neuropsiquiatr ; 62(2B): 492-8, 2004 Jun.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-15273850

RESUMO

OBJECTIVE: To report a Brazilian series of spontaneous cervical arterial dissections, risk factors, warning symptoms, clinical manifestations, diagnostic tests, treatment and prognosis. METHOD: We performed the retrospective analysis of clinical and neuroradiological records (MRI, A-MRI and Angiography) of patients with this diagnosis who were evaluated in a tertiary hospital for the period of 1997-2003. RESULTS: 48 patients (24 men) with median age 37.9 years: 26 patients with unilateral internal carotid dissection (ICAD), 15 with unilateral vertebral artery dissection (VAD) and 7 with multivessel dissections. All patients presented neurological deficits. Hypertension, smoking and dyslipidemia were the main risk factors. More than 80% of patients presented at least one initial symptom, most of them temporoparietal headache. 44% of patients with VAD and only 3.4% of patients with ICAD had neck pain. The median interval between the onset of symptom and the appearance of neurological deficit was 5.4 days for ICAD and 13.5 days for VAD. Five patients with ICAD presented preceding TIA. Angiography was performed in 93% of patients. In 42% of these patients, MRI and A-MRI were associated. In three patients the diagnosis was made just through cervical MRI. 75% of patients received anticoagulation. Two patients received intravenous thrombolytic therapy with no complications. Prognosis was good for all patients but two patients with bilateral ICAD died. CONCLUSION: Our results are similar to the literature, except for the low frequency of neck pain in ICAD patients and predominance of temporoparietal headache in cervical artery dissection patients. Vascular risk factors were commonly found.


Assuntos
Dissecação da Artéria Carótida Interna/fisiopatologia , Dissecação da Artéria Vertebral/fisiopatologia , Adolescente , Adulto , Distribuição por Idade , Dissecação da Artéria Carótida Interna/diagnóstico , Criança , Feminino , Humanos , Imagem por Ressonância Magnética , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Retrospectivos , Fatores de Risco , Dissecação da Artéria Vertebral/diagnóstico
20.
Arq. neuropsiquiatr ; 62(2b): 492-498, jun. 2004. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-362216

RESUMO

OBJETIVO: Dada a ausência de estudos de séries brasileiras de pacientes com dissecção arterial cervical espontânea, com o objetivo de descrever os fatores de risco, sintomas precedentes, manifestações clínicas, resultados da investigação, tratamento e evolução. MÉTODO: realizamos a análise retrospectiva dos prontuários e laudos radiológicos [angiografia digital(AD), ressonância magnética(RM) e ângio-ressonância(ARM)] dos pacientes com esse diagnóstico atendidos no Serviço de Neurologia do HC/USP entre 1997 e 2003. RESULTADOS: 48 pacientes (24 homens), média de idade 37,9 anos; 26 pacientes com dissecção carotídea (DC) unilateral, 15 com vertebral (DV) unilateral e 7 com multiarterial, todos com déficits neurológicos. Os principais fatores de risco para doença vascular foram hipertensão arterial, tabagismo e dislipidemia. Mais de 80 por cento apresentaram pelo menos um sintoma precedente, na maioria cefaléia têmporo-parietal. Cervicalgia foi referida por 44 por cento dos pacientes com DV e por 3,4 por cento dos com DC. O tempo médio entre o primeiro sintoma e o déficit foi 5,4 dias para as DC e 13,5 para as DV. AD foi o principal método diagnóstico (93 por cento), associado a RM e ARM em 42 por cento dos casos. Em 3 pacientes a RM cervical com supressão de gordura foi isoladamente suficiente. 75 por cento dos pacientes receberam anticoagulação. Dois pacientes fizeram trombólise endovenosa sem complicações. A evolução foi boa, exceto por dois óbitos (DC bilateral). CONCLUSAO: Os resultados são semelhantes aos da literatura, exceto pela baixa freqüência de cervicalgia nos casos de DC e pelo predomínio de cefaléia têmporo-parietal nas dissecções arteriais cervicais. Fatores de risco para doença vascular isquêmica foram frequentes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Dissecação da Artéria Carótida Interna/fisiopatologia , Dissecação da Artéria Vertebral/fisiopatologia , Distribuição por Idade , Dissecação da Artéria Carótida Interna/diagnóstico , Imagem por Ressonância Magnética , Estudos Retrospectivos , Fatores de Risco , Dissecação da Artéria Vertebral/diagnóstico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA