Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 11 de 11
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 30: e2958, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1355952

RESUMO

Resumo Introdução O referencial teórico e o aporte metodológico trazidos pelas obras de Paulo Freire vêm se espraiando por distintas áreas, inclusive na terapia ocupacional. Objetivo Apreender como o referencial freireano vem sendo utilizado em publicações acadêmicas da terapia ocupacional, reunindo e analisando essa literatura, para identificar eixos temáticos e lacunas presentes. Método Revisão de escopo, com levantamento de publicações nas bases de dados CINAHL, Scopus e Web of Science, focalizando artigos acadêmicos que referenciam explicitamente Paulo Freire, num período que, sem recorte inicial, foi até abril de 2020, tendo sido incluídos todos os artigos que referenciavam pelo menos uma obra do autor. Uma planilha desenvolvida no programa Microsoft Excel® reuniu os dados gerais dos artigos, cujos conteúdos foram agrupados, sintetizados e analisados a partir de conjuntos temáticos significativos. Resultados Foram identificados 56 artigos, publicados entre 1993 e abril de 2020. A obra de Freire vem sendo utilizada em publicações acadêmicas da terapia ocupacional, destacando-se o livro "Pedagogia do Oprimido" e as categorias Diálogo/Dialógica e Conscientização/Consciência crítica/política. Foram definidos e discutidos três conjuntos temáticos: 33 (58,9%) artigos que utilizam o referencial freireano para o pensar/fazer da terapia ocupacional; 10 (17,8%) em que ele parametriza a pesquisa na área; 13 (23,2%) cujas análises e proposições envolvendo a formação de terapeutas ocupacionais tomam-no como aporte. Conclusão Paulo Freire informa de diversas maneiras a terapia ocupacional, em prol de uma práxis para a transformação social, embora, em boa parte das vezes, as formulações freireanas não sejam o centro dos esforços de elaboração reflexiva.


Abstract Introduction Paulo Freire's theoretical references and methodological propositions are spread over different study areas, including occupational therapy. Objective To understand how the Freirean framework has been used in academic publications on occupational therapy, gathering and analyzing this literature to identify thematic axes and gaps. Method A scoping review conducted through an open-period search until April 2020 for all academic articles that explicitly referenced at least one work by Paulo Freire. Data from the retrieved articles were gathered, synthesized, and organized on a Microsoft Excel® spreadsheet and then analyzed from significant thematic axes. Results The search identified 56 articles published between 1993 and April 2020. Freire's work has been used in occupational therapy academic publications, with emphasis on the book "Pedagogy of the Oppressed" and the concepts of Dialogue/dialogics and Critical and political consciousness/conscientization. Three thematic axes were defined and discussed: 33 (58.9%) studies used Paulo Freire as a theoretical-methodological framework for thinking/practicing occupational therapy, 10 (17.8%) used Freire as a framework to assist with research in the area, and 13 (23.2%) used Freire's contributions in analyses and propositions involving the education of occupational therapists. Conclusions Paulo Freire contributes to occupational therapy in different ways, favoring a praxis for social transformation; however, in most cases, the Freirean propositions are not the center of reflexive development efforts.

2.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e3007, 2021. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1339504

RESUMO

Resumo Indicadores educacionais do Brasil mostram uma sensível elevação da participação de mulheres negras no Ensino Superior. Porém, quando se trata de cursos considerados de alto prestígio, elas se encontram ainda mais em desvantagem. Essa tendência se expressa em seu cotidiano, demandando dessas estudantes um esforço adicional para superar o racismo. A pesquisa objetivou compreender os impactos do racismo na participação social de estudantes negras na universidade e as suas formas de enfrentamento. Trata-se de um estudo qualitativo, realizado em uma universidade pública do estado de Alagoas, adepta apenas do sistema de cotas sociais. A produção de dados ocorreu por meio de grupo focal com seis estudantes negras de três cursos da área da saúde da universidade, que se autodeclararam negras/pretas ou negras/pardas. Os dados produzidos foram analisados por meio da técnica de análise temática, sendo apresentados e discutidos com base em três categorias: dificuldades relacionadas ao acesso e permanência na universidade; expressões do racismo no cotidiano universitário; e estratégias de enfrentamento ao racismo. Revelaram-se dificuldades em seu ingresso e trajetória no Ensino Superior, sendo atravessadas pelos marcadores de gênero, raça e classe. Reforça-se a necessidade das ações afirmativas no contexto universitário; sugere-se o aprofundamento teórico e a reflexão acerca do tema.


Abstract Educational indicators from Brazil show a sensible increase in the participation of black women in higher education; however, when it comes to courses considered to be of high prestige, they are even more at a disadvantage. This tendency is expressed in their everyday lives, demanding from these female students an additional effort to overcome racism. This research aimed to understand the impacts of racism on the social participation of black female undergraduate students in the university and the ways of facing it. This is a qualitative study, carried out at a public university in the state of Alagoas, which adheres only to the social quota system. The data production has occurred through a focus group with six black female undergraduate students, from three distinct health undergraduate courses by the university, who self-declared blacks. The data produced were analyzed using the thematic analysis technique, being presented and discussed from three categories: Difficulties related to access and stay at the university; Expressions of racism in university everyday life; and Strategies to fight against racism. Difficulties in the entry and trajectory of these black women in higher education were perceived, which were crossed by the markers of gender, race, and class. The need for affirmative policies in the university context is reinforced and theoretical deepening and reflection on the theme is suggested.

3.
Interface (Botucatu, Online) ; 25: e200717, 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1356345

RESUMO

Há uma ampla análise marxista sobre a vida cotidiana como núcleo da práxis humana. Um aspecto substancial do cotidiano é a circulação, movimento que promove o trânsito pelos territórios sociopolíticos, constituindo o que denominamos como "circulação cotidiana". Essa dimensão da vida acontece na dialética social e pode ser compulsória (reduzida aos mecanismos de manutenção da opressão e do status quo) ou emancipatória (ligada ao desejo, à autonomia, ao alargamento das alternativas e à democratização da sociedade e de seus bens sociais). Defende-se que o terapeuta ocupacional social faça uso teórico-metodológico desses conceitos, desenvolvendo estratégias para a promoção da circulação cotidiana emancipatória junto a sujeitos, individuais e coletivos, cujas vidas são perpassadas por barreiras materiais e imateriais, favorecendo a experiência e o acesso dos mesmos aos territórios de vida, contemplando criação, prazer e consciência - ampliando a cidadania e a participação social. (AU)


Hay un amplio análisis marxista sobre la vida cotidiana como núcleo de la praxis humana. Un aspecto substancial del cotidiano es la circulación, movimiento que promueve el tránsito por los territorios sociopolíticos, constituyendo lo que denominamos de "circulación cotidiana". Esa dimensión de la vida sucede en la dialéctica social y puede ser obligatoria (reducida a los mecanismos de mantenimiento de la opresión y del statu quo) o emancipadora (vinculada al deseo, a la autonomía, al ensanchamiento de las alternativas y a la democratización de la sociedad y de sus bienes sociales). Se defiende que el terapeuta ocupacional social haga un uso teórico-metodológico de esos conceptos, desarrollando estrategias para la promoción de la circulación cotidiana emancipadora con sujetos, individuales y colectivos, cuyas vidas están atravesadas por barreras materiales e inmateriales que favorecen la experiencia y el acceso de ellos a los territorios de la vida, incluyendo creación, placer y conciencia, ampliando la ciudadanía y la participación social. (AU)


Marx provides a wide-ranging analysis of everyday life as the core of human praxis. An important aspect of everyday life is circulation, movement that promotes transit through sociopolitical territories, constituting what we call "everyday circulation". This aspect of life is played out within the social dialectic and can be compulsory (reduced to mechanisms that maintain oppression and the status quo) or emancipatory (linked to desire, autonomy, broadening alternatives and the democratization of society and social goods). We defend that social occupational therapists make theoretical and methodological use of these concepts, developing strategies to promote emancipatory everyday circulation with subjects, individuals and groups whose lives are pervaded by material and immaterial barriers, facilitating the experience of and access to territories of life, encompassing creation, pleasure and awareness - thus strengthening citizenship and public participation. (AU)


Assuntos
Terapia Ocupacional , Participação Social , Atividades Cotidianas/psicologia
4.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e2136, 2021.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1249392

RESUMO

Resumo O presente texto é resultado de um seminário do Grupo de Pesquisa "Cidadania, Ação Social, Educação e Terapia Ocupacional", ocorrido em 2019, entre os integrantes da linha "Escola, Terapia Ocupacional e Inclusão Radical", que se debruçaram sobre o livro "Best practices of Occupational Therapy in Schools". Editado em 2013, esse livro teve grande circulação nos Estados Unidos da América, compondo parte dos esforços da American Occupational Therapy Association para ofertar e ampliar subsídios teórico-práticos que garantissem tanto a inserção como a qualificação da atuação dos terapeutas ocupacionais em serviços e ações junto ao setor da educação. Consideramos que compartilhar uma síntese desse material, bem como as reflexões críticas que foram fomentadas pelo seu estudo, em diálogo contextualizado no cenário brasileiro, possa inspirar novas proposições para terapeutas ocupacionais que têm se dedicado a esse setor, mas também colocar em debate os riscos que transposições lineares podem causar, uma vez que determinados modelos e abordagens respondem a contextos situados, histórica e politicamente. Explicitadas nossas diferenças, que a circulação das propostas desse livro possa, sobretudo, contribuir para alavancar novas e eficientes estratégias para ampliarmos o número de profissionais envolvidos com o setor da educação.


Abstract This text is the result of a seminar by the Research Group "Citizenship, Social Action, Education and Occupational Therapy", which took place in 2019, among the members of the "School, Occupational Therapy and Radical Inclusion" line, who have investigated the book "Best Practices of Occupational Therapy in Schools". Published in 2013, this book was widely read in the United States of America, as part of the efforts of the American Occupational Therapy Association to offer and expand theoretical and practical subsidies that would guarantee both the insertion and the qualification of performance of the occupational therapists in services and actions tied to the education sector. We believe that sharing a synthesis of this material, as well as critical reflections that were fostered by your study, in a contextualized dialogue in the Brazilian scenario, may inspire new proposals for occupational therapists who have dedicated themselves to this sector, but also discuss the risks that model transpositions can cause, since certain models and approaches respond to historically and politically situated contexts. With our differences explained, we wish that the circulation of the proposals in this book may, above all, contribute to leverage new and efficient strategies to expand the number of professionals involved in the education sector.

5.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e2171, 2021.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1249401

RESUMO

Resumo Este ensaio apresenta uma análise das contribuições de memórias negras que perpassam a terapia ocupacional - colocando em tela a história de Yvonne Lara. Yvonne Lara foi enfermeira, assistente social e especialista em terapia ocupacional. A partir dos anos 1940, realizou práticas voltadas para o cuidado de pessoas com transtornos mentais, utilizando a música como atividade terapêutica e o trabalho de articulação com a família e comunidade, na busca de processos de desinstitucionalização dos sujeitos. O texto aponta a inovação dessas práticas de cuidado, tendo em vista a hegemonia da corrente organicista e asilar que marcava a psiquiatria na época. Defende-se que o resgate de histórias como de Yvonne seja central para a reconstituição histórica da profissão, rompendo com o epistemicídio racista das contribuições do conhecimento dos povos negros. Busca-se visibilizar figuras marginalizadas pelas narrativas oficiais e construir uma diversidade epistêmica no campo, o que denominamos como o devir-negro da terapia ocupacional.


Abstract This essay presents an analysis of the contributions of black memories within Occupational Therapy field - highlighting the story of Yvonne Lara. Yvonne Lara was a nurse, social worker and specialist in Occupational Therapy. From the 1940s, her practices aimed to care for people with mental disorders using music as a therapeutic activity and working in cooperation with families and communities in her efforts to deinstitutionalize individuals. The article discusses the innovation of these care practices bearing in mind the hegemony of the organicist current and the asylum-based model that marked psychiatry at that time. It is argued that the salvaging of Yvonne's history is central to the historical reconstruction of the profession, turning from the racist epistemicide against the contributions of the knowledge of black people. Herein, we seek to give visibility to individuals who were marginalized by official narratives and to build an epistemic diversity in the field, which we denominate the becoming-black of Occupational Therapy.

7.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e2099, 2021.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1285776

RESUMO

Resumo A terapia ocupacional social se localiza ao longo da história como subárea que se constrói no Brasil, principalmente na emergência de estudar, pesquisar e questionar temas relacionados às contradições e injustiças sociais da sociedade capitalista, propondo ações terapêutico-ocupacionais que buscam o seu enfrentamento. No contexto da pandemia da COVID-19, os abismos postos por essas contradições têm ficado cada vez mais evidentes, nacional e globalmente, tendo em vista a desigualdade estrutural existente. A população em vulnerabilidade social é a maior impactada pelos seus efeitos, dada a ausência e/ou insuficiência de recursos, estratégias de prevenção e/ou tratamento da doença em seus cotidianos, associados às dificuldades de realizar o isolamento social, a manutenção do emprego e da renda, bem como o menor acesso à saúde e ao saneamento básico. Frente a isso, compreende-se que as questões macrossociais têm relação direta com o desenvolvimento da doença e a forma como afeta os diferentes grupos populacionais. Desta forma, destaca-se a importância das contribuições da terapia ocupacional social, no âmbito da pesquisa e/ou intervenção, baseadas em um pensar/fazer que acolha os desejos e as necessidades dos indivíduos e grupos, que problematize os impactos das desigualdades estruturais na vida cotidiana, que fortaleça movimentos de afirmação da vida, da autonomia, da cidadania e dos direitos. Por fim, fomentando estratégias de igualdade e reconhecimento, na democratização das possibilidades de dar continuidade à vida em meio e após a pandemia.


Abstract Social occupational therapy has been located throughout history as a subarea that is built in Brazil, mainly on the emergence of studying, researching, and questioning themes related to the social contradictions and injustices of capitalist society, proposing occupational therapy's actions that seek to face them. In the context of the COVID-19 pandemic, the chasms created by these contradictions have become increasingly evident, nationally and globally, given the existing structural inequality. The population in social vulnerability is the most impacted by its effects, given the absence and/or insufficiency of resources, prevention strategies, and/or treatment of the disease in their everyday lives, associated with the difficulties of executing social isolation, maintaining employment, and income, as well as less access to health and basic sanitation. Given this, it is understood that macrosocial issues are directly related to the development of the disease and the way it affects different groups. In this way, it is emphasized the importance of the contributions of occupational social therapy, within the scope of research and/or intervention, based on thinking/doing that embraces the wants and needs of individuals and groups, which problematizes the impacts of structural inequalities in everyday life, what strengthens life-affirming movements, autonomy, citizenship, and rights. Finally, promoting strategies for equality and recognition, in the democratization of the possibilities of continuing life in the pandemic and beyond.

8.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 28(4): 1346-1356, Oct.-Dec. 2020.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1153641

RESUMO

Resumo Realiza-se uma reflexão crítica, tendo como finalidade discorrer sobre a terapia ocupacional social, enquanto campo de saberes e práticas, com base no referencial freireano, com foco em três conceitos: educação como prática da liberdade, diálogo e conscientização. A terapia ocupacional social busca articular práxis junto a populações em processos de rupturas de suas redes sociais de suporte e que vivenciam limitações na participação social, por meio de ações que articulam a dimensão comunitária e territorial dos sujeitos, em perspectiva micro e macrossocial. Entende-se que as formulações de Paulo Freire são potentes para orientar essas intervenções, tendo em vista que os conceitos apreendidos fortificam os percursos já percorridos pelas especificidades do campo, dando base para se ir além. São referenciais teóricos consistentes para se elaborar e realizar ações comprometidas com a libertação de sujeitos e grupos subalternizados, oferecendo aportes para se lidar com relações de opressão e fomentar as possibilidades de transformação. Exigem, todavia, o compromisso com a luta por uma sociedade mais justa, ou menos desigual, tendo o diálogo, a liberdade e a conscientização como princípios para o seu quefazer técnico e ético-político, engendrando ou indo na direção do inédito-viável.


Abstract This is a critical reflection aimed to discuss the social occupational therapies as a knowledge and practice area, using the Freirian references, focused on three concepts: education as the practice of freedom, dialogue, and conscientization. The social occupational therapy seeks to articulate praxis with the populations in process of ruptures of its social networks and that life experiences limitations in the social participation, through actions that articulate the social and communitarian dimension of the individuals, in the micro and macrosocial perspectives. We understand that Paulo Freire's formulations are powerful to guide these interventions since the concepts learned to strengthen the paths already covered by the specificities of the area, providing a basis for going further. They are theoretical references consistent to elaborate and perform engaged actions with the freeing of the subalternate groups, offering contributions to deal with oppression relationships and encourage the possibilities of transformation. It demands, nevertheless, the engagement with the struggle by a fairer society, or less unequal, having the dialog, the freedom, and the conscientization as principles to their technical and ethics-political praxis, creating or stepping forward of the untested feasibility.

9.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 28(2): 693-705, abr.-jun. 2020.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1132794

RESUMO

Resumo A vida social está organizada com base em modelos normativos no que diz respeito aos gêneros e às sexualidades. Considerar as forças que a atravessam e a determinam é condição para que terapeutas ocupacionais atuem sob a perspectiva da cidadania junto às populações que caminham contra os significados e materialidades da heteronormatividade. Assim, este ensaio tem como objetivo produzir reflexões, ancoradas na terapia ocupacional social, que ajudam a compreender os constantes ataques aos direitos da população dissidente de gêneros e sexualidades, e o quanto essas situações de violências atravessam seus cotidianos e a práxis de terapeutas ocupacionais junto a essas populações. Para tanto, toma-se como ponto de partida o debate sobre a crise da democracia brasileira contemporânea, localizada a partir do golpe de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e as sucessões presidenciais com agendas conservadoras e antidemocráticas. Em seguida, são identificados e discutidos os projetos de leis em tramitação que materializam tais agendas de caráter controlador e disciplinar da sociedade. E, por fim, um debate sobre como tais problemáticas deflagram em impedimentos e invisibilizações das atividades performativas nos diversos cotidianos de pessoas dissidentes de gêneros e sexualidades.


Abstract The social life is organized on normative models according to genders and sexualities. Considering the forces that go through and determine it is a condition for occupational therapists to act from the perspective of citizenship with the populations that are opposite to the meanings and materiality of heteronormativity. Thus, this essay aims to produce reflections anchored in social occupational therapy that help to understand the constant attacks on the rights of the dissident people in genders and sexualities and how these situations of violence cross their everyday life and the praxis of occupational therapists with these populations. To this end, it takes as its starting point the debate on the crisis of contemporary Brazilian democracy, located from the impeachment coup of President Dilma Rousseff and the presidential successions with conservative and undemocratic agendas. Then, the bills that are materializing such controlling and disciplinary agendas of society are identified and discussed. Finally, there is a debate on how these problems lead to impediments and invisibilizations of performative activities in the various everyday life of dissident people in genders and sexualities.

10.
Preprint em Português | SciELO Preprints | ID: pps-494

RESUMO

Social occupational therapy has been located throughout history as a field that is built mainly on the emergence of questioning themes related to the social contradictions and injustices of capitalist society. In the context of the COVID-19 pandemic, the chasms crated by these contradictions have become increasingly evident, nationally and globally, in view of the existing structural inequality. The population in social vulnerability is the most impacted by its effects, given the absence and/or insufficiency of resources, prevention strategies and/or treatment of the disease in their everyday lives, associated with the difficulties of execute social isolation, maintaining employment and income, as well as less access to health and basic sanitation. In view of this, it is emphasized the importance of the contributions of occupational social therapy, within the scope of research and/or intervention, based on thinking/doing that embraces the wants and needs of individuals and groups, which problematizes the impacts of structural inequalities in everyday life, what strengthens life-affirming movements, autonomy, citizenship and rights. Finally, promoting strategies for equality and recognition, in the democratization of the possibilities of continuing life in the pandemic and beyond.


A terapia ocupacional social se localiza ao longo da história como campo que se constrói principalmente na emergência de questionar temas relacionados às contradições e injustiças sociais da sociedade capitalista. No contexto da pandemia da COVID-19 os abismos postos por essas contradições têm ficado cada vez mais evidentes, nacional e globalmente, tendo em vista a desigualdade estrutural existente. A população em vulnerabilidade social é a maior impactada pelos seus efeitos, dada a ausência e/ou insuficiência de recursos, estratégias de prevenção e/ou tratamento da doença em seus cotidianos, associados às dificuldades de realizar o isolamento social, a manutenção do emprego e da renda, bem como o menor acesso à saúde e saneamento básico. Frente a isso, destaca-se a importância das contribuições da terapia ocupacional social, no âmbito da pesquisa e/ou intervenção, baseadas em um pensar/fazer que acolha os desejos e necessidades dos indivíduos e grupos, que problematize os impactos das desigualdades estruturais na vida cotidiana, que fortaleça movimentos de afirmação da vida, autonomia, cidadania e direitos. Por fim, fomentando estratégias de igualdade e reconhecimento, na democratização das possibilidades de dar continuidade à vida em meio a pandemia e após.

11.
Tog (A Coruña) ; 17(1): 87-89, mayo 2020. ilus
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-196311

RESUMO

La fotografía en cuestión trae una reflexión sobre las relaciones colectivas que impregnan la vida cotidiana en un asentamiento rural, ubicado en Brasil. Aspecto que marca así los modos de vida que se establecen en este territorio. La feria es un ejemplo que demuestra estas relaciones, es entonces una estrategia de ayuda mutua que promueve y mejora las redes de cooperación comunitaria y lazos de interdependencia para superar los desafíos que suceden en la vida de todos los días


The photograph in question brings a reflection about the collective relations that permeate the everyday of a rural settlement, located in Brazil. This aspect marks the ways of life established in this territory. The fair is a mutual aid strategy that promotes the community cooperation networks and interdependence bonds, necessary to overcome the challenges that happen on the daily living


Assuntos
Humanos , Apoio Social , Terapia Ocupacional/métodos , População Rural , Exposições Educativas , Promoção da Saúde , Serviços de Saúde , Participação da Comunidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...