Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
2.
Acta ortop. bras ; 29(1): 39-44, Jan.-Feb. 2021. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1152725

RESUMO

ABSTRACT Objectives: To describe the clinical and radiographic results of patients with traumatic recurrent anterior shoulder dislocation treated with the Bristow-Latarjet procedure. Methods: Retrospective case series including 44 patients (45 shoulders) who underwent the Bristow-Latarjet procedure. The graft was fixed "standing" in 84% of the shoulders, and "lying" in 16%. Results: The follow-up was 19.25 ± 10.24 months. We obtained 96% of good results, with 2 recurrences presented as subluxation. Graft healing occurred in 62% of cases. The graft was positioned below the glenoid equator in 84% of the cases, and less than 10 mm from its edge in 98%. The external rotation had a limitation of 20.7º ± 15.9º, while the internal rotation was limited in 4.0º ± 9.6º. The limitation of rotation and the position of the graft ("standing" or "lying") did not correlate with graft healing (p>0.05). Bicortical fixation was positively correlated with healing (p <0.001). Conclusion: The Bristow-Latarjet technique is indicated for the treatment of recurrent anterior dislocations and subluxations of the shoulder. It is a safe treatment method, which can be used in people with intense physical activity. Limiting shoulder mobility does not prevent patients from returning to their usual occupations. Level of Evidence IV, Case series.


RESUMO Objetivos: Descrever os resultados clínicos e radiográficos do tratamento da luxação anterior recidivante traumática do ombro pela técnica de Bristow-Latarjet. Métodos: Série de casos retrospectiva, incluindo 44 pacientes (45 ombros) submetidos à técnica de Bristow-Latarjet. O enxerto foi fixado "em pé" em 84% dos ombros, e "deitado" em 16%, utilizando 1 parafuso metálico. Resultados: O seguimento foi de 19,25 ± 10,24 meses. Obtivemos 96% de bons resultados, sendo 2 recidivas sob a forma de subluxação. A consolidação ocorreu em 62% dos casos. O enxerto foi posicionado abaixo do equador da glenoide em 84% das vezes, e a menos de 10 mm da sua borda em 98%. A rotação externa apresentou limitação de 20,7º ± 15,9º, enquanto a rotação interna 4,0º ± 9,6º. A limitação das rotações e a posição do enxerto ("em pé" ou 'deitado") não se correlacionaram com a consolidação do enxerto. A fixação bicortical correlacionou-se positivamente com a consolidação. Conclusões: A técnica de Bristow-Latarjet está indicada para o tratamento da instabilidade anterior recidivante do ombro. É um método de tratamento seguro, que pode ser utilizado em pessoas com atividade física intensa. A limitação da mobilidade do ombro não impede os pacientes de voltarem às suas ocupações habituais. Nível de Evidência IV, Série de casos.

3.
Rev. bras. ortop ; 40(10): 565-574, out. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-421838

RESUMO

Revisão do tema Capsulite Adesiva - Ombro Congelado - à luz dos recentes conhecimentos obtidos pela análise clínica sistemática, pelos acurados métodos de diagnóstico por imagem e pelos achados anatomopatológicos macroscópicos e microscópicos, estes últimos, atualmente de mais fácil acesso por meio de abordagem artroscópica. É ressaltada a semelhança entre a capsulite adesiva e a distrofia simpático-reflexa, esta última, principalmente em sua forma abortiva, variedade que acomete somente o ombro. Nesse sentido, procurou-se estabelecer as relações fisiopatológicas entre essas doenças, nem sempre valorizadas como entidades nosológicas interligadas. O estudo busca, numa revisão abrangente, porém suciuta, focalizar a capsulite adesiva nos conceitos referentes à sua definição, classificação, etiopatogenia, fisiopatologia, anatomopatologia, epidemiologia, quadro clínico, diagnóstico clínico, diagnóstico por imagem e tratamento


Assuntos
Humanos , Artroscopia , Bursite , Ombro/patologia , Dor de Ombro
4.
Rev. bras. ortop ; 35(9): 352-357, set. 2000. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-339713

RESUMO

Vinte e quatro pacientes com fratura intercondiliana do úmero foram tratados de junho de 1993 a novembro de 1996. Doze eram fraturas expostas (nove do tipo I e três do tipo II de Gustilo-Anderson). Dezesseis (66,7 por cento) eram do sexo masculino e a idade variou de 15 a 85 anos (idade média de 38 anos e 10 meses). Quatorze fraturas (58,3 por cento) eram do lado direito e o traumatismo foi direto, por queda, em 23 casos (95,8 por cento). O tempo mínimo de seguimento foi de oito meses e o máximo de 49 meses (média de 28 meses). O tempo decorrido entre o traumatismo e a osteossíntese foi de um a 27 dias (média de oito dias). Vinte e dois casos consolidaram nas primeiras seis semanas. Quatro cotovelos tiveram infecção. Houve comprometimento reversível do nervo ulnar em três casos. O resultado, segundo o critério de Morrey et al. modificado, foi bom em 20 casos (83,3 por cento) e regular em quatro (16,7 por cento). Vinte e três pacientes ficaram satisfeitos com o tratamento.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Fixação Interna de Fraturas , Fraturas do Úmero/cirurgia , Fraturas do Úmero/terapia , Cotovelo
5.
Rev. bras. ortop ; 32(9): 707-12, set. 1997. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-206825

RESUMO

Até março de 1997 foram avaliados 20 ombros de 19 pacientes (1 bilateral) com fratura da extremidade proximal do úmero operados de janeiro de 1994 a setembro de 1996, pela técnica de fixaçäo intramedular com hastes de Ender modificadas associadas com amarrilhos de Ethibond n§ 5. A idade mínima era de 21 anos e a máxima, de 71 anos (média = 43 anos), 11 eram homens e 8, mulheres. Em 15 ombros a fratura era em duas partes (todas do colo cirúrgico); em 5 ombros, em três partes (colo cirúrgico e tuberosidade menor em 4 e colo cirúrgico e tuberosidade maior em 1), segundo a classificaçäo de Neer. O tempo de seguimento variou de 6 a 33 meses (média = 22 meses). Considerando a reduçäo da fratura, sua consolidaçäo e a funçäo dos ombros operados, o resultado foi bom em 16 (80 por cento) ombros e mau em 4 (20 por cento).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Fios Ortopédicos , Fixação Interna de Fraturas/métodos , Fraturas do Ombro/cirurgia , Resultado do Tratamento
6.
Rev. bras. ortop ; 31(12): 985-9, dez. 1996. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-209263

RESUMO

Cinco casos de osteocondrite dissecante de cotovelo em atletas adolescentes (quatro direitos e um esquerdo) foram tratados cirurgicamente. O mais velho tinha 20 anos e o mais novo, 13 anos (média: 15 anos e seis meses). Todos eram do sexo masculino, três jogadores de beisebol (dois pitchers), um jogador de basquetebol e um lutador de caratê. O quadro clínico foi de evoluçäo crônica que variou de cinco a 24 meses (média: 13 meses). Dois pacientes foram operados por via artroscópica e três por via aberta. As lesöes osteocondrais encontradas foram: duas do tipo II (destacamento parcial do fragmento ostecondral) e três do tipo III (soltura do fragmento). Todos retornaram a suas atividades esportivas entre três e 12 meses (média: seis meses). Entretanto, dois atletas de beisebol (pitchers) tiveram sua performance diminuída, tendo que mudar de posiçäo. O diagnóstico da osteocondrite dissecante do cotovelo pode ser feito com um bom exame clínico e radiográfico e as lesöes dos tipos II e III devem ser tratadas cirurgicamente. O tratamento cirúrgico pode ser por via aberta, sendo, porém, a artroscopia um excelente método de tratamento, pois, além de permitir o diagnóstico in situ, é de baixa morbidade e possibilita a recuperaçäo mais rápida.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Adulto , Traumatismos em Atletas/cirurgia , Cotovelo/cirurgia , Osteocondrite Dissecante/cirurgia , Seguimentos , Osteocondrite Dissecante/diagnóstico
7.
Rev. bras. ortop ; 31(9): 719-26, set. 1996. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-212770

RESUMO

Vinte e dois pacientes com luxaçao acromioclavicular aguda (LACA) do grau III da classificaçao de Allman-Tossy foram tratados pela técnica de Vukov (sutura da clavícula no ligamento coracoacromial) de março de 1994 a janeiro de 1995. Vinte e um eram do sexo masculino (95,5 por cento); a idade variou de 17 a 62 anos (média de 30 anos e dois meses); o traumatismo direto ocorreu em 19 casos (86,4 por cento) relacionados principalmente a acidentes viários (54,5 por cento). O tempo médio de seguimento foi de dez meses e 15 dias. Em 16 pacientes (72,7 por cento) a deformidade era ausente, 19 (86,4 por cento) nao tinham dor e em 18 (81,8 por cento) a clavícula era estável. No exame radiográfico pós-operatório a clavícula estava reduzida em 16 casos, em três (13,6 por cento) o desvio era parcial e em três (13,6 por cento) era total. Em oito casos (36,3 por cento) ocorreram calcificaçoes ectópicas infraclaviculares e três (13,6 por cento) apresentaram capsulite adesiva. O resultado final, considerando aspectos clínicos e radiográficos, foi bom em 15 casos (68,1 por cento), regular em dois (9,1 por cento) e mau em cinco (22,7 por cento).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Articulação Acromioclavicular/cirurgia , Articulação Acromioclavicular/lesões , Luxações Articulares/cirurgia , Seguimentos , Estudos Retrospectivos
8.
Rev. bras. ortop ; 30(9): 665-8, set. 1995. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-157035

RESUMO

Os autores relatam a experiência no tratamento cirúrgico da deformidade de Sprengel em 15 pacientes operados no período de 1981 a 1993. Foram utilizados dois tipos básicos de procedimentos cirúrgicos, conjuntos ou separadamente: a) resecçäo do ângulo superior da escápula e do osso omovertebral quando presente e b) reposicionamento mais cuadal da escápula empregando-se técnicas de Konig, Green, Woodward e Putti. Em seis pacientes, previamente ao abaixamento da escápula, procedemos à osteotomia ou morcelizaçäo da clavícula no seu terço médio, evitando a compressäo do plexo braquial. A idade em que o paciente foi operado variou de dois a quinze anos. Nos casos em quea cirurgia foi protelada, houve o agravamento da deformidade. O índice de malformaçöes associadas é alto, destacando-se a síndrome de Klippel-Feil, escoliose, hidrocefalia e anomalias renais. A ressecçäo do ângulo superior da escápula foi realizada em quatro pacientes, com melhora estética apenas. Os 11 pacientes restantes foram operados com o reposicionamento mais caudal da escápula. O resultado foi bom no aspecto funcional e estético


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Escápula/anormalidades , Escápula/cirurgia , Fatores Etários , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
9.
Rev. bras. ortop ; 28(9): 629-34, set. 1993. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-199639

RESUMO

A técnica radiológica de Cyprien & col. foi utilizada na articulaçäo glenumeral para a determinaçäo dos seguintes ângulos: cefalodiafis rio, retrotorçäo umeral, retroversäo da glenóide e largura da cabeça umeral, dimensao da glenóide e seu índice de contato. Um grupo de 25 pacientes portadores de luxaçao recidivante do ombro foi comparado com um grupo de 50 indivíduos normais (100 ombros). A análise dos resultados demonstrou que nao há diferença significativa entre os dois grupos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Articulação do Ombro , Instabilidade Articular , Recidiva
10.
Rev. bras. reumatol ; 32(2): 89-94, mar.-abr. 1992.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-120559

RESUMO

As síndromes dolorosas do ombro relacionadas com o impacto das estruturas tendinosas contra o arco córaco-acromial säo muito freqüentes na clínica diária e podem ser muito incapacitantes para os pacientes acometidos. O conhecimento da anatomia e da biomecânica da articulaçäo do ombro pode ser elucidativo para melhor compreensäo da etiopatogenia dessas síndromes. O objetivo deste trabalho é realizar uma revisäo bibliográfica sobre o assunto, tentando melhor definir a etiopatogenia dessa síndrome


Assuntos
Humanos , Articulação do Ombro/fisiopatologia , Manguito Rotador/fisiopatologia , Articulação do Ombro/anatomia & histologia , Fenômenos Biomecânicos , Artropatias/etiologia , Manguito Rotador/anatomia & histologia , Manguito Rotador/lesões , Síndrome
11.
Rev. bras. ortop ; 26(3): 45-7, mar. 1991. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-96467

RESUMO

O trabalho baseado em 53 exames descreve a sistematizaçäo da artroscopia do ombro. Sob anestesia geral, o doente é posicionado em decúbito lateral, de preferência sob traçäo cutânea contínua, e o artroscópio introduzido por via posterior. O exame das estruturas inicia-se pela localizaçäo do tendäo do cabo longo do músculo bíceps braquial e segue uma seqquência sistematizada


Assuntos
Humanos , Artroscopia , Articulação do Ombro
12.
Rev. bras. ortop ; 24(11/12): 379-82, nov.-dez. 1989. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-129209

RESUMO

Foi realizado estudo comparativo entre artrografia e ultra-sonografia no diagnóstico da rotura do manguito rotador. A artrografia foi realizada em 53 pacientes com suspeita clínica de rotura do manguito rotador. A ultra-sonografia foi realizada em 38 pacientes com a mesma suspeita clínica. Todos os casos tiveram comprovaçäo cirúrgica. O índice de acertos foi semelhante para os dois métodos (86,7 por cento e 86,8 por cento para artrografia e ultra-sonografia, respectivamente). Como conclusäo, sugere-se a utilizaçäo da ultra-sonografia como o primeiro exame subsidiário para a comprovaçäo diagnóstica das roturas do manguito rotador


Assuntos
Humanos , Articulação do Ombro , Articulação do Ombro , Manguito Rotador/lesões , Traumatismos dos Tendões/diagnóstico , Artrografia , Manguito Rotador , Manguito Rotador , Ruptura
13.
Rev. bras. ortop ; 24(5): 176-8, 1989. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-80081

RESUMO

Os autores realizaram estudo anatômico do nervo axilar através de dissecçäo do ombro em dez cadáveres frescos. Foram medidas as distâncias desde a extremidade lateral do acrômio aos ramos anterior e posterior do nervo, calculando-se os valores médios para cada procedimento. Os autores entendem que o valor médio da distância do ramo anterior obtido neste trbalho reveste-se de grande importância, devido ao risco de lesäo involuntária nas abordagens cirúrgicas do ombro, principalmente a via anterior transdeltóidea, comumente utilizada


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Ombro/inervação , Ombro/cirurgia
14.
Rev. bras. ortop ; 23(6): 167-9, jun. 1988. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-58664

RESUMO

Cento e nove pacientes com síndrome do impacto no ombro foram tratados conservadoramente. Cinquenta e seis puderam ser avaliados após o tratamento, que se baseia em dois pontos: 1) combate `a dor e `a retraçäo capsuloligamentar e muscular; 2) fortalecimento dos músculos do manguito rotador, dos flexores e extensores do ombro. O resultado foi bom em 30 (54%) casos, regular em 12 (21%) e mau em 14 (25%) casos


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Articulação Acromioclavicular , Acrômio , Artropatias/terapia , Ombro , Analgésicos/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios/uso terapêutico , Exercício Físico , Raios Infravermelhos/uso terapêutico , Ultrassom/uso terapêutico
15.
Rev. bras. ortop ; 23(4): 93-8, abr. 1988. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-57727

RESUMO

A complexidade da anatomia do ombro e a estreita vizinhança das suas estruturas articulares e tendíneas dificultam o diagnóstico das lesöes. A anamnese bem feita orienta o exame clínico. Este deve ser sistematizado e a mobilidade articular deve ser anotada num gráfico como o utilizado pelo Grupo de Ombro e Cotovelo do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Säo Paulo que padroniza e simplifica a questäo. Alguns testes específicos säo apresentados


Assuntos
Humanos , Ombro , Articulação do Ombro , Anamnese , Palpação , Exame Físico
16.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 41(4): 187-9, jul.-ago. 1986.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-38566

RESUMO

Apresenta-se a sistematizaçäo da avaliaçäo dos movimentos, bem como da funçäo do ombro, utilizadas pelo Grupo de Ombro do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Säo Paulo. A nomenclatura dos movimentos do ombro e também a avaliaçäo da sua funçäo säo ainda confusos e as descriçöes clínicas cansativas e incompetentes. O registro gráfico proposto simplifica e padroniza a questäo


Assuntos
Humanos , Movimento , Ombro/fisiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA