Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Biota Neotrop. (Online, Ed. ingl.) ; 20(1): e20190815, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1038872

RESUMO

Abstract: In the present work, we synonymize Micropholis compta under M. gardneriana due to the overlap of morphoanatomical characters and the absence of distinctive attributes, verified during taxonomic and anatomical study of the genus Micropholis for Brazil. This study provides an updated description of M. gardneriana, including macro- and micro-morphological data, a distribution map, and comments on conservation status, ecological and taxonomy.


Resumo: No presente trabalho, sinonimizamos Micropholis compta sob M. gardneriana devido à sobreposição de caracteres morfoanatômicos e ausência de atributos distintivos, verificado durante estudo taxonômico e anatômico do gênero Micropholis para o Brasil. Este estudo fornece uma descrição atualizada de M. gardneriana, incluindo dados macro e micromorfológicos, um mapa de distribuição e comentários sobre status de conservação, ecologia e taxonomia.

2.
Biota Neotrop. (Online, Ed. ingl.) ; 19(1): e20180600, 2019. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-974027

RESUMO

Abstract: Diploon is a monospecific genus represented by Diploon cuspidatum, an arboreal species that has morphological characteristics distinct from those of other Sapotaceae species. In this study, Diploon cuspidatum leaves were characterized morphoanatomically in order to reveal additional diagnostic characters of their external morphology of the genus. The Diploon petiole presents shape and arrangement of the vascular system flat-convex, occasionally with one or two accessory bundles, many laticifers, and many prismatic crystals. The midrib is biconvex with a U-shaped cuticle on the abaxial side, and laticifers are associated with the vascular tissues. Mesophyll is dorsiventral, palisade parenchyma has two cell layers, T- and Y-shaped malpighiaceous trichomes are on the abaxial epidermis with a small stalk cell and long arm. The venation pattern is brochidodromous. Intersecondary veins run parallel to the secondary veins, and quaternary veins branch freely. Higher order veins are not present. Morphoanatomical analysis revealed important characteristics that reveal a set of structures common to Sapotaceae, in addition to characters that are important for the recognition and identification of D. cuspidatum.


Resumo: Diploon é um gênero monoespecífico representado por Diploon cuspidatum, espécie arbórea com características morfológicas peculiares em relação a outros gêneros de Sapotaceae. A espécie teve suas folhas caracterizadas morfoanatomicamente, a fim de fornecer caracteres diagnósticos adicionais à morfologia externa, subsidiar pesquisas no âmbito da anatomia vegetal, dendrologia e filogenia. D. cuspidatum evidenciou pecíolo plano-convexo, com feixe vascular plano-convexo, presença ocasional de até dois feixes acessórios, presença de muitos laticíferos e cristais prismáticos. A nervura central é biconvexa, com cutícula em forma de U no lado abaxial, laticíferos associados aos elementos vasculares. Mesofilo dorsiventral, parênquima paliçádico com duas camadas descontínuas, tricomas malpighiáceos do tipo T e Y na epiderme abaxial com pedúnculo pequeno e braço longo. O padrão de venação é do tipo broquidódroma. Veias intersecundárias paralelas as veias secundárias, veias quaternárias em ramos livres. Ausência de veias de ordem superior. A análise morfoanatômica realizada evidenciou caracteres importantes que retratam um conjunto de estruturas comuns a Sapotaceae e também importantes para reconhecimento e identificação D. cuspidatum.

3.
Biota Neotrop. (Online, Ed. ingl.) ; 17(4): e20170355, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-951125

RESUMO

Abstract Chrysophyllum is the second largest genus of Sapotaceae, with 81 species distributed in the neotropics. Little data are found in the literature regarding the morphology of seedlings and the early development of this genus. This study aims to morphologically characterize the fruit, seeds and seedlings of Chrysophyllum rufum Mart. Fruits were collected from individuals present in two fragments of the Atlantic Forest, Pernambuco. A sample of 100 seeds and 100 fruits was randomly selected to obtain the morphological data. The seeds were sown in plastic trays in a greenhouse. The fruits are bacoid, obovoid and globose with one or two functional seeds per fruit. The seeds are obovate, with the shape of the hilum ranging from elliptical transverse to oblong transverse. The embryo is cotyledonar, with a spatulated form. The cotyledons are foliaceous and whitish-translucent. The endosperm is abundant and whitish. Germination is epigeal, phanerocotylar and unipolar. The seedling has different characteristics than those of the adult individual, such as the shape and leaf consistency, type of leaf margin, type of venation variation, number of pairs of secondary veins, trichome coloring and abundance of latex.


Resumo Chrysophyllum é o segundo maior gênero de Sapotaceae, com 81 espécies distribuídas nos neotrópicos. Dados encontrados na literatura sobre a morfologia dos propágulos e desenvolvimento inicial do gênero ainda são escassos. O presente estudo tem como objetivo caracterizar morfologicamente o fruto, a semente e a plântula de Chrysophyllum rufum Mart.. Os frutos foram coletados de indivíduos presentes em fragmentos de floresta Atlântica, Pernambuco. Uma amostra de 100 frutos e 100 sementes foi selecionada aleatoriamente para obtenção dos dados morfológicos. As sementes foram semeadas em bandejas plásticas, em casa de vegetação. Os frutos são do tipo bacóide, obovóides a globosos, com uma ou duas sementes funcionais por fruto. As sementes são obovadas, hilo com forma variando de transversal elíptica a transversal oblonga. O embrião é cotiledonar, com forma espatulada. Os cotilédones são foliáceos, esbranquiçado-translúcido. O endosperma é abundante e esbranquiçado. A germinação é epígea, fanerocotiledonar e unipolar. A plântula apresenta caracteres diferentes do indivíduo adulto, tais como a forma e consistência foliar, tipo de margem foliar, variação do tipo de venação, número de pares de veias secundárias, coloração do tricoma e abundância do látex.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA