Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev Bras Enferm ; 72(suppl 2): 49-55, 2019 Nov.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31826191

RESUMO

OBJECTIVE: To evaluate the functional capacity of long-lived older adults from Amazonas. METHOD: A cross-sectional epidemiological study was carried out with 116 older adults aged 80 years or older, registered in a primary health care unit in Belém, in the state of Pará, Brazil. The Functional Independence Measure (FIM) was used for functional capacity assessment and the Mini-Mental State Examination (MMSE) for cognitive screening. Univariate and bivariate analyses were carried out, in addition to the Pearson's chi-square test. RESULTS: The older adults presented modified independence in the self-care, sphincter control and locomotion dimensions, and needed supervision for mobility/transfers. In mobility, men presented complete independence. Modified independence was found in the 80-89 age group. It was observed that, the lower the education level, the worse the cognitive performance. CONCLUSION: In spite of their advanced age, long-lived older adults still present functional capacity for activities of daily living, even though they required supervision for high energy expenditure tasks, such as mobility and transfers.

2.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 11(5): 1122-1128, out.-dez. 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1021889

RESUMO

Objetivo: Descrever os determinantes socioeconômicos e comportamentais que permeiam o envelhecimento ativo dos participantes do grupo de convivência de uma Universidade da Terceira Idade. Método: Pesquisa descritiva, quantitativa, realizada a partir de um questionário, com 183 participantes de grupos de convivência de uma universidade pública de Belém/PA. Resultado: Dos 183 participantes, foi predominante 91% do gênero feminino, 71% com idades entre 60 e 70 anos; 51% apresentaram escolaridade superior a 8 anos; 68% residiam com seus familiares e 55% eram ativos economicamente. Observou-se que 99% referiu mudança após início da participação no grupo, 80% apresentou pelo menos uma comorbidade, 91% praticava atividades físicas e 73% usava racionalmente os medicamentos. Conclusão: Os determinantes socioeconômicos e comportamentais dos participantes do estudo apontam satisfação no convívio grupal, conhecimento, qualidade de vida e a promoção do envelhecimento ativo


Objective: The study's purpose has been to describe the socioeconomic and behavioral determinants that permeate the active aging of a socialization group from a Universidade da Terceira Idade [University of the Old Age]. Methods: It is a descriptive research with a quantitative approach, which was carried out from a questionnaire, with 183 participants from a socialization group at a public university in Belém City, Pará State. Results: From a total of 183 participants, 91% were female, 71% were between 60 and 70 years old; 51% had schooling over 8 years; 68% lived with their families and 55% were economically active. It was observed that 99% reported change after starting their participation in the group, 80% presented at least one comorbidity, 91% practiced physical activities and 73% used drugs rationally. Conclusion: The socioeconomic and behavioral determinants of the study participants indicate satisfaction in socialization group, knowledge, quality of life and the promotion of active aging


Describir los determinantes socioeconómicos y comportamentales que permean el envejecimiento activo de los participantes del grupo de convivencia de una Universidad de la Tercera Edad. Metodo: Investigación descriptiva, cuantitativa, realizada a partir de un cuestionario, con 183 participantes de grupos de convivencia de una universidad pública de Belém/PA. Resultado: De los 183 participantes, fue predominante 91% del género femenino, 71% con edades entre 60 e 70 años; 51% presentaran escolaridad superior a 8 años; 68% residían con sus familiares y 55% eran activos económicamente. Se observó que 99% refirió el cambio después del inicio de la participación en el grupo, 80% tenía al menos una comorbilidad, 91% practicando actividades físicas y 73% utilizan racionalmente los medicamentos. Conclusión: Los determinantes socioeconómicos y comportamentales de los participantes del estudio apuntan satisfacción en la convivencia grupal, conocimiento, calidad de vida y la promoción del envejecimiento activo


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Envelhecimento , Centros Comunitários para Idosos , Estilo de Vida Saudável , Qualidade de Vida , Brasil
3.
Rev. bras. enferm ; 72(5): 1189-1196, Sep.-Oct. 2019. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1042131

RESUMO

ABSTRACT Objective: To identify people's way of acting after the diagnosis of tuberculosis, through their social representations about the disease. Method: Qualitative and descriptive study based on the Theory of Social Representations, in which 23 patients of a school health center in Belém, PA, Brazil, participated. The software ALCESTE was used to generate a class concerning the impact of the diagnosis in people's lives. Results: The dimension of a new reality caused by the diagnosis of tuberculosis is linked with the image of dirt, (process of objectification) communicable/mortal disease that exclude, causing sorrow, despair and revolt (dimension of the affections), reverberating in the patients' actions (dimension of action). Final considerations: global knowledge about tuberculosis, linking the knowledge of everyday life with the reified universe, pointing the multidimensionality of the phenomenon. The conclusion is that investing in the deconstruction of archaic beliefs about the tuberculosis that kills, replacing it with the curable tuberculosis, is necessary.


RESUMEN Objetivo: Identificar el modo de actuar de las personas ante el diagnóstico de la tuberculosis, a partir de sus representaciones sociales sobre la enfermedad. Método: Investigación cualitativa y descriptiva basada en la Teoría de las Representaciones Sociales, en que participaron 23 pacientes de un Centro de Salud Escuela en Belém (Pará, Brasil). Se utilizó el programa informático ALCESTE, que generó una clase referente al impacto del diagnóstico en la vida de las personas. Resultados: La dimensión de lo nuevo, derivada del diagnóstico de la tuberculosis, se articula a la imagen de suciedad, de enfermedad transmisible/mortal y que excluye (proceso de objetivación), causando tristeza, desespero e indignación (dimensión de los afectos), lo que repercute en las acciones (dimensión de la acción) de los pacientes. Consideraciones finales: Los pacientes tienen un conocimiento global sobre la tuberculosis, que articula saberes del cotidiano a los del universo reificado, señalando la multidimensionalidad del fenómeno. Se concluye acerca de la necesidad de invertir en la desconstrucción de creencias arcaicas de la tuberculosis que mata a la tuberculosis que tiene cura.


RESUMO Objetivo: Identificar o modo de agir das pessoas ante o diagnóstico da tuberculose, a partir de suas representações sociais sobre a doença. Método: Pesquisa qualitativa e descritiva embasada na Teoria das Representações Sociais, em que participaram 23 pacientes de um Centro de Saúde Escola em Belém (PA). Utilizou-se o software ALCESTE, gerando uma classe referente ao impacto do diagnóstico na vida das pessoas. Resultados: A dimensão do novo, decorrente do diagnóstico da tuberculose, se articula à imagem de sujeira, de doença transmissível/mortal e que exclui (processo de objetivação), causando tristeza, desespero e revolta (dimensão dos afetos), repercutindo nas ações (dimensão da ação) dos pacientes. Considerações finais: Os pacientes têm um conhecimento global sobre a tuberculose, articulando saberes do cotidiano aos do universo reificado, apontando a multidimensionalidade do fenômeno. Conclui-se sobre a necessidade de se investir na desconstrução de crenças arcaicas sobre a tuberculose que mata para a tuberculose que tem cura.

4.
Rev Bras Enferm ; 72(5): 1189-1196, 2019 Sep 16.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31531640

RESUMO

OBJECTIVE: To identify people's way of acting after the diagnosis of tuberculosis, through their social representations about the disease. METHOD: Qualitative and descriptive study based on the Theory of Social Representations, in which 23 patients of a school health center in Belém, PA, Brazil, participated. The software ALCESTE was used to generate a class concerning the impact of the diagnosis in people's lives. RESULTS: The dimension of a new reality caused by the diagnosis of tuberculosis is linked with the image of dirt, (process of objectification) communicable/mortal disease that exclude, causing sorrow, despair and revolt (dimension of the affections), reverberating in the patients' actions (dimension of action). FINAL CONSIDERATIONS: global knowledge about tuberculosis, linking the knowledge of everyday life with the reified universe, pointing the multidimensionality of the phenomenon. The conclusion is that investing in the deconstruction of archaic beliefs about the tuberculosis that kills, replacing it with the curable tuberculosis, is necessary.

5.
rev. cuid. (Bucaramanga. 2010) ; 10(1): e618, ene.-abr. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1043565

RESUMO

Resumo Introdução Os danos nos nervos periféricos contribuem para a instalação das incapacidades físicas na hanseníase, levando a estigma social e sofrimento. Objetivou-se analisar a associação entre as variáveis clínicas e os graus de incapacidade física em casos novos de hanseníase. Materiais e Métodos Estudo transversal e analítico, realizado na Unidade de Referência em hanseníase do Estado do Pará-Brasil. Os dados foram obtidos em 323 prontuários de pacientes diagnosticados com hanseníase, no período de 2005-2014. Para verificar a força de associação entre as variáveis utilizou-se o cálculo da Razão de Prevalência (RP). Resultados O percentual de Grau 1 e 2 de incapacidades físicas somou 28,1% e as variáveis clínicas que tiveram associação à sua instalação foram: ser multibacilar (RP=7,2); ter baciloscopia positiva (RP= 2,0); apresentar episódios reacionais (RP=2,4); e possuir 4 ou mais nervos afetados (RP=17). Discussão O predomínio da forma clínica contagiosa e potencialmente incapacitante aumenta o risco de reações e comprometimento neural, levando às incapacidades. Conclusões São necessárias ações mais efetivas para o diagnóstico precoce e redução das incapacidades, bem como, potencializar a capacidade operacional da atenção básica para fortalecimento das ações do programa de hanseníase.


Abstract Introduction Peripheral nerve damage gives rise to physical disabilities due to leprosy, leading to social stigma and suffering. The purpose of this work was to analyze the association between clinical variables and degrees of physical disability in new cases of leprosy. Materials and Methods A cross-cutting analytical study was conducted at the Leprosy Reference Unit in Pará State, Brazil. Data were retrieved from 323 medical records of patients diagnosed with leprosy between 2005 and 2014. Prevalence Ratio (PR) calculation was used to verify the strength of association between variables. Results The percentage of degree 1 and 2 physical disabilities was added up to 28.1% and clinical variables associated to its rise were: being a multibacillary type (PR=7.2), having a sputum-smear positive (PR=2.0), presenting reactional episodes (PR=2.4) and having 4 or more affected nerves (PR=17.) Discussion: The predominance of the contagious and potentially incapacitating clinical form increases the risk of reactions and neural compromise, which leads to disability. Conclusions More effective actions are required to strengthen the leprosy program in order to improve early diagnosis, reduce disability and potentiate the operating capacity of primary care.


Resumen Introducción Los daños en los nervios periféricos contribuyen a la instalación de las incapacidades físicas en la hanseniais, lo que lleva al estigma social y al sufrimiento. El trabajo tenía por objetivo analizar la asociación entre las variables clínicas y los grados de incapacidad física en casos nuevos de hanseniais. Materiales y Métodos Estudio transversal y analítico, realizado en la Unidad de Referencia en hanseniais del Estado de Pará en Brasil. Los datos se obtuvieron a partir de 323 historias clínicas de pacientes diagnosticados con hanseniais en el período comprendido entre 2005 y 2014. Para verificar la fuerza de asociación entre las variables se utilizó el cálculo de la Razón de Prevalencia (RP). Resultados El porcentaje de Grado 1 y 2 de incapacidades físicas sumó 28,1% y las variables clínicas asociadas a su instalación fueron: ser multibacilar (RP=7,2); tener una baciloscopia positiva (RP= 2,0); presentar episodios reaccionales (RP=2,4); y tener 4 o más nervios afectados (RP=17). Discusión El predominio de la forma clínica contagiosa y potencialmente incapacitante aumenta el riesgo de reacciones y de compromiso neural, lo que lleva a incapacidades. Conclusiones Para fortalecer las acciones del programa de hanseniasis se necesitan acciones más efectivas para mejorar el diagnóstico temprano, reducir las incapacidades, y también potencializar la capacidad operativa de la atención primaria.

6.
rev. cuid. (Bucaramanga. 2010) ; 9(3): 2338-2348, sep.-dic. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-979562

RESUMO

Resumo Introdução A incapacidade física é o principal problema decorrente da hanseníase, ocasionando impactos negativos na vida dos indivíduos. Objetivou-se analisar alguns fatores sociodemográficos associados à ocorrência de incapacidade física em casos novos de hanseníase. Materiais e Métodos Estudo transversal e analítico, cuja amostra foi constituída por 323 prontuários de pacientes diagnosticados em uma Unidade de Referência em Hanseníase do Estado do Pará-Brasil, no período de 2005-2014. Utilizou-se o cálculo da Razão de Prevalência (RP) para verificar a força por associação entre as variáveis. Resultados O percentual de Grau 1 e 2 de incapacidades físicas foi de 28,1% e os fatores sociodemográficos que se associaram à sua instalação foram: ser do sexo masculino (RP=2,0); ter idade a partir de 15 anos (RP= 2,2); possuir até o ensino fundamental (RP=1,3); ser procedente do interior ou de outro Estado (RP=1,2); e possuir renda de até 3 salários mínimos (RP=5,7). Discussão observamos maior exposição e menor prevenção do sexo masculino; o caráter crônico e progressivo da patologia; a escolaridade pode ser um fator de proteção; dificuldades e barreiras para a descentralização da assistência à saúde, mostrando que as populações com menor poder aquisitivo são mais vulneráveis à doença e incapacidades Conclusões É necessário potencializar investimentos, no setor saúde e educação, com vistas a minimizar as iniquidades sociais.


Abstract Introduction Physical disability, which has negative impacts on the lives of individuals, is the main problem arising from leprosy. The aim of this study was to analyze some socio-demographic factors associated with the occurrence of physical disability in new cases of leprosy. Materials and Methods Cross-sectional and analytical study, the sample of which consisted of 323 medical records of patients diagnosed in a Leprosy Reference Unit in the State of Pará-Brazil during the period 2005-2014. The Prevalence Ratio (PR) estimation was used to verify the strength of association between the variables. Results The percentage of Grade 1 and 2 physical disabilities was 28.1% and the socio-demographic factors associated with their onset were: male (PR 2.0); age 15 and over (PR= 2.2); basic education (PR = 1.3); from the backcountry or another state (PR = 1.2); and income of up to 3 minimum wages (PR = 5.7). Discussion We observe a greater exposure but less prevention in men; the chronic and progressive nature of the pathology; schooling may be a protective factor; difficulties and barriers for the decentralization of health care, which shows that populations with lower purchasing power are more vulnerable to disease and disability. Conclusions There is a need to increase investment in the health and education sectors, with a view to minimizing social inequalities.


Resumen Introducción La incapacidad física es el principal problema derivado de la lepra y esta ocasiona impactos negativos en la vida de los individuos. El objetivo del presente estudio fue analizar algunos factores sociodemográficos asociados con la ocurrencia de incapacidad física en casos nuevos de lepra. Materiales y Métodos Estudio transversal y analítico, cuya muestra estuvo constituida por 323 historias médicas de pacientes que fueron diagnosticados en una Unidad de Referencia en Lepra del Estado de Pará-Brasil, en el período 2005-2014. Se utilizó el cálculo de la Razón de Prevalencia (RP) para verificar la fuerza por asociación entre las variables. Resultados El porcentaje de Grado 1 y 2 de incapacidades físicas fue del 28,1% y los factores sociodemográficos que se asociaron a su aparición fueron: ser del sexo masculino (RP 2,0); tener edad a partir de 15 años (RP = 2,2); ter educación básica (RP = 1,3); ser procedente del interior o de otro estado (RP = 1,2); y tener un ingreso de hasta 3 salarios mínimos (RP 5,7). Discusión Observamos mayor exposición y menor prevención en el sexo masculino; el carácter crónico y progresivo de la patología; la escolaridad puede ser un factor de protección; dificultades y barreras para la descentralización de la asistencia a la salud, lo que demuestra que las poblaciones con menor poder adquisitivo son más vulnerables a la enfermedad y a las incapacidades. Conclusiones Es necesario aumentar las inversiones en el sector salud y educación, con miras a minimizar las desigualdades sociales.

7.
rev. cuid. (Bucaramanga. 2010) ; 8(3): 1887-1898, sep.-dic. 2017.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-963424

RESUMO

INTRODUÇÃO: Objetivou-se apreender as representações sociais de profissionais de saúde sobre mulheres que vivem com HIV. MATERIAIS E MÉTODOS: Pesquisa qualitativa e descritiva, com base na Teoria das Representações Sociais. Realizou-se entrevistas com 37 profissionais de serviços de referência em HIV de Belém-Pará, no período de setembro de 2012 a junho 2013. RESULTADOS: O corpus foi submetido à análise pelo software Alceste gerando cinco classes, dentre estas: representações sociais dos profissionais de saúde sobre pessoas que vivem com HIV. DISCUSSÃO: Os léxicos ilustrativos da classe apontaram a vitimização e a culpabilização da mulher com HIV. Há conteúdos positivos e negativos, dependendo do modo de contaminação. CONCLUSÕES: O HIV desperta sentimentos negativos: pena, revolta e culpa. As mulheres são categorizadas e julgadas pelos profissionais, podendo ser vítimas ou culpadas. Há necessidade de políticas de educação permanente aos profissionais de saúde sobre o HIV para que possam desconstruir tais conteúdos.


INTRODUCTION: The objective was to grasp the social representations of health professionals about women living with HIV. MATERIALS AND METHODS: Qualitative and descriptive research based the Theory of Social Representations. Interviews were conducted with 37 professionals from reference HIV services in Belém-Pará, from September 2012 to June 2013. RESULTS: The corpus was analyzed through Alceste software, generating five classifications, among these: social representations of the health professionals on people living with HIV. DISCUSSION: Illustrative lexicons of the classification pointed to the victimization and culpability of women with HIV. There are positive and negative contents depending on the mode of contamination. CONCLUSIONS: HIV arouses negative feelings: grief, anger and guilt. Women are categorized and judged by professionals, considered victims or blamed. There is need for continuing education policies for health professionals on HIV so they can deconstruct said content.


INTRODUCCIÓN: Se objetivó aprehender las representaciones sociales de los profesionales de la salud sobre las mujeres que viven con el VIH. MATERIALES Y MÉTODOS: Investigación cualitativa y descriptiva, con base en la Teoría de las Representaciones Sociales. Se realizaron 37 entrevistas a profesionales de servicios de referencia en VIH de Belém-Pará, en el período de septiembre de 2012 a junio de 2013. RESULTADOS: El corpus fue sometido al análisis por el software Alceste generando cinco clases, entre ellas: representaciones sociales de los profesionales de salud sobre las personas que viven con VIH. DISCUSIÓN: Los léxicos ilustrativos de la clase apuntaron a la victimización y la culpabilización de la mujer con VIH. Hay contenidos positivos y negativos, dependiendo del modo de contaminación. CONCLUSIONES: El VIH despierta sentimientos negativos: pena, revuelta y culpa. Las mujeres son categorizadas y juzgadas por los profesionales, pudiendo ser víctimas o culpables. Hay necesidad de políticas de educación permanente a los profesionales de la salud sobre el VIH para que puedan desconstruir tales contenidos.


Assuntos
Humanos , Psicologia Social , Saúde da Mulher , HIV , Pessoal de Saúde
8.
Rev. baiana enferm ; 31(2): e17541, 2017.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-897465

RESUMO

Objetivo analisar o itinerário terapêutico de usuários em busca do diagnóstico e tratamento da hanseníase, suas dificuldades e percepções acerca da doença. Método estudo qualitativo e descritivo. Participaram da pesquisa 20 usuários com hanseníase em registro ativo até março de 2016 em um Centro de Saúde Escola no município de Belém, Pará. Foi realizada entrevista semiestruturada e aplicada a técnica de análise de conteúdo temática. Resultado emergiram duas categorias temáticas “Percepção sobre a doença” e “Percalços da suspeição ao diagnóstico e tratamento”. Ainda existem percepções negativas sobre a patologia e muitos percalços a percorrer até o diagnóstico da hanseníase. Conclusão a busca pelo diagnóstico da hanseníase apontou uma sucessão de erros diagnósticos, da rede privada à rede básica de saúde, delineando um percurso tortuoso. As percepções dos usuários atrelam-se ao preconceito, seja de outras pessoas, seja o autopreconceito.


Objetivo analizar el itinerario terapéutico de usuarios en busca del diagnóstico y tratamiento de la hanseniasis, sus dificultades y percepciones acerca de la enfermedad. Método estudio cualitativo y descriptivo. Participaron de la investigación 20 usuarios con hanseniasis en registro activo hasta marzo de 2016 en un Centro de Salud Escuela en el municipio de Belém, Pará. Fue realizada una entrevista semi-estructurada y aplicada la técnica de análisis de contenido temático. Resultado surgieron dos categorías temáticas “Percepción sobre la enfermedad” y “Percances de la sospecha al diagnóstico y tratamiento”. Aún existen percepciones negativas sobre la patología y muchos percances a andar hasta el diagnóstico de la hanseniasis. Conclusión la búsqueda por el diagnóstico de la hanseniasis mostró una sucesión de errores diagnósticos, de la red privada a la red básica de salud, delineando un curso de tortura. Las percepciones de los usuarios están unidas al perjuicio, sea de otras personas o del auto-perjuicio.


Objective to analyze the therapeutic itinerary of patients in search of the diagnosis and treatment of leprosy, its difficulties, and perceptions about the disease. Method this is a qualitative and descriptive study. Twenty patients with leprosy in the active registry until March 2016 participated in the study in a Health Center School in the city of Belém, Pará. A semi-structured interview was applied, and the technique of thematic content analysis was applied. Results two thematic categories emerged: "Perception of the disease" and "Mishaps of the suspicion to the diagnosis and treatment". There are still negative perceptions about the pathology and many steps to go through to the diagnosis of leprosy. Conclusion the search for the leprosy diagnosis showed a succession of diagnostic errors, from the private network to the basic health network, delineating a tortuous path. The perceptions of patients are linked to prejudice, whether of other people or self-prejudice.

9.
Artigo em Inglês, Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-31173

RESUMO

Objetivo: analisar o itinerário terapêutico de usuários em busca do diagnóstico e tratamento da hanseníase, suas dificuldades e percepções acerca da doença. Método: estudo qualitativo e descritivo. Participaram da pesquisa 20 usuários com hanseníase em registro ativo até março de 2016 em um Centro de Saúde Escola no município de Belém, Pará. Foi realizada entrevista semiestruturada e aplicada a técnica de análise de conteúdo temática. Resultado: emergiram duas categorias temáticas “Percepção sobre a doença” e “Percalços da suspeição ao diagnóstico e tratamento”. Ainda existem percepções negativas sobre a patologia e muitos percalços a percorrer até o diagnóstico da hanseníase. Conclusão: a busca pelo diagnóstico da hanseníase apontou uma sucessão de erros diagnósticos, da rede privada à rede básica de saúde, delineando um percurso tortuoso. As percepções dos usuários atrelam-se ao preconceito, seja de outras pessoas, seja o autopreconceito. (AU)


Objective: to analyze the therapeutic itinerary of patients in search of the diagnosis and treatment of leprosy, its difficulties, and perceptions about the disease. Method: this is a qualitative and descriptive study. Twenty patients with leprosy in the active registry until March 2016 participated in the study in a Health Center School in the city of Belém, Pará. A semistructured interview was applied, and the technique of thematic content analysis was applied. Results: two thematic categories emerged: “Perception of the disease” and “Mishaps of the suspicion to the diagnosis and treatment”. There are still negative perceptions about the pathology and many steps to go through to the diagnosis of leprosy. Conclusion: the search for the leprosy diagnosis showed a succession of diagnostic errors, from the private network to the basic health network, delineating a tortuous path. The perceptions of patients are linked to prejudice, whether of other people or self-prejudice. (AU)


Objetivo: analizar el itinerario terapéutico de usuarios en busca del diagnóstico y tratamiento de la hanseniasis, sus dificultades y percepciones acerca de la enfermedad. Método: estudio cualitativo y descriptivo. Participaron de la investigación 20 usuarios con hanseniasis en registro activo hasta marzo de 2016 en un Centro de Salud Escuela en el municipio de Belém, Pará. Fue realizada una entrevista semi-estructurada y aplicada la técnica de análisis de contenido temático. Resultado: surgieron dos categorías temáticas “Percepción sobre la enfermedad” y “Percances de la sospecha al diagnóstico y tratamiento”. Aún existen percepciones negativas sobre la patología y muchos percances a andar hasta el diagnóstico de la hanseniasis. Conclusión: la búsqueda por el diagnóstico de la hanseniasis mostró una sucesión de errores diagnósticos, de la red privada a la red básica de salud, delineando un curso de tortura. Las percepciones de los usuarios están unidas al perjuicio, sea de otras personas o del auto-perjuicio. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Hanseníase , Diagnóstico Tardio , Efeitos Psicossociais da Doença , Adaptação Psicológica , Saúde Pública , Vigilância em Saúde Pública
10.
Hansen. int ; 40(2): 17-23, 2015. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-831081

RESUMO

A hanseníase no Estado do Pará é preocupante por apresentar um coeficiente de detecção em menores de 15 anos com classificação hiperendêmica. Este indicador expressa a força de transmissão recente da doença. Objetivou-se analisar a conjuntura epidemiológica da hanseníase em menores de 15 anos no município de Belém-Pará no período de 2003 a 2013. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e retrospectivo de uma série de casos de menores de 15 anos notificados com hanseníase, utilizando-se os dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN). Os resultados evidenciam uma média do coeficiente de detecção anual da hanseníase em menores de 15 anos de 34,9 por 100 mil habitantes,classificando a doença como hiperendêmica. O sexo masculino foi majoritário com uma frequência de 55,8% (266). O modo de detecção predominante foio de encaminhamentos com 54,7% (261). A forma clínica de destaque foi a tuberculóide com 38,6% (184) dos casos. A média dos contatos registrados foi de 4,36 contatos por cada caso notificado, totalizando 2.082.Quanto aos contatos examinados predominou o parâmetro precário com menos de 50%. O Brasil é um país de grandes proporções e muitas peculiaridades geográficas, Belém-Pará não é tão diferente, dificultando o acesso aos serviços de saúde e, consequentemente,o diagnóstico e tratamento da hanseníase em nossa região. Concluiu-se sobre a importância do conhecimento da situação epidemiológica dos menores de 15 anos para viabilização de estratégias que contribuam para o controle dessa endemia regional.


Leprosy in the state of Pará is worrying as the coefficient of detection in under 15-year olds is classified as hyper endemic. This indicator reflectsrecent transmission of the disease. This study aimed to analyze the epidemiological situation of leprosy inunder 15-year-old children in the city of Belém, Pará from 2003 to 2013. This is a quantitative, descriptive and retrospective study of the number of cases of children with leprosy using data from the Notifiable Diseases Information System (SINAN). The results show an average annual detection rate of leprosy in under15-year olds of 34.9 per 100,000 inhabitants, classifying the disease as hyperendemic. Most patients were malewith a frequency of 55.8% (266). The predominant mode of detection was referrals (54.7% - 261) and the commonest clinical form identified was tuberculoid in 38.6% (184) of the cases. On average, each case recorded 4.36 contacts giving a grand total of 2082contacts. As for the contacts investigated, precarious parameter of less than 50% predominated. Brazil is a country of great proportions and many geographic peculiarities; Belem, Pará State is not so different. The population has difficultly accessing health services and, consequently, there is difficulty diagnosing and treating leprosy in this region. Knowledge on the epidemiological situation of under 15-year-old children is important to plan strategies that contribute to the control of this regional endemics.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Hanseníase/epidemiologia , Hanseníase/prevenção & controle , Brasil/epidemiologia , Doenças Negligenciadas , Estudos Retrospectivos
11.
Hansen. int ; 40(2): 17-23, 2015. tab, graf
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-34039

RESUMO

A hanseníase no Estado do Pará é preocupante por apresentar um coeficiente de detecção em menores de 15 anos com classificação hiperendêmica. Este indicador expressa a força de transmissão recente da doença. Objetivou-se analisar a conjuntura epidemiológica da hanseníase em menores de 15 anos no município de Belém-Pará no período de 2003 a 2013. Trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e retrospectivo de uma série de casos de menores de 15 anos notificados com hanseníase, utilizando-se os dados do Sistema de Informações de Agravos de Notificação (SINAN). Os resultados evidenciam uma média do coeficiente de detecção anual da hanseníase em menores de 15 anos de 34,9 por 100 mil habitantes,classificando a doença como hiperendêmica. O sexo masculino foi majoritário com uma frequência de 55,8% (266). O modo de detecção predominante foio de encaminhamentos com 54,7% (261). A forma clínica de destaque foi a tuberculóide com 38,6% (184) dos casos. A média dos contatos registrados foi de 4,36 contatos por cada caso notificado, totalizando 2.082.Quanto aos contatos examinados predominou o parâmetro precário com menos de 50%. O Brasil é um país de grandes proporções e muitas peculiaridades geográficas, Belém-Pará não é tão diferente, dificultando o acesso aos serviços de saúde e, consequentemente,o diagnóstico e tratamento da hanseníase em nossa região. Concluiu-se sobre a importância do conhecimento da situação epidemiológica dos menores de 15 anos para viabilização de estratégias que contribuam para o controle dessa endemia regional.(AU)


Leprosy in the state of Pará is worrying as the coefficient of detection in under 15-year olds is classified as hyper endemic. This indicator reflectsrecent transmission of the disease. This study aimed to analyze the epidemiological situation of leprosy inunder 15-year-old children in the city of Belém, Pará from 2003 to 2013. This is a quantitative, descriptive and retrospective study of the number of cases of children with leprosy using data from the Notifiable Diseases Information System (SINAN). The results show an average annual detection rate of leprosy in under15-year olds of 34.9 per 100,000 inhabitants, classifying the disease as hyperendemic. Most patients were malewith a frequency of 55.8% (266). The predominant mode of detection was referrals (54.7% - 261) and the commonest clinical form identified was tuberculoid in 38.6% (184) of the cases. On average, each case recorded 4.36 contacts giving a grand total of 2082contacts. As for the contacts investigated, precarious parameter of less than 50% predominated. Brazil is a country of great proportions and many geographic peculiarities; Belem, Pará State is not so different. The population has difficultly accessing health services and, consequently, there is difficulty diagnosing and treating leprosy in this region. Knowledge on the epidemiological situation of under 15-year-old children is important to plan strategies that contribute to the control of this regional endemics. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Hanseníase/epidemiologia , Hanseníase/prevenção & controle , Brasil/epidemiologia , Estudos Retrospectivos , Doenças Negligenciadas
12.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 8(3): 448-454, dez. 2004.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-12081

RESUMO

O Objeto desta pesquisa é a representação social de enfermeiros do Programa Saúde da Família sobre a hanseníase, com o obejtivo de descrever as representações sociais dos enfermeiros do município de Belém sobre a doença e analisar essas representações com vistas à identificação de elementos significativos relacionados à sua prática profissional. É um estudo descritivo-qualitativo, tendo como suporte teórico os conceitos de representações sociais. Os sujeitos foram 22 enfermeiros do PSF do município de Belém...(AU)


Assuntos
Humanos , Saúde da Família , Hanseníase , Enfermagem em Saúde Pública , Serviços Básicos de Saúde
13.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 8(3): 448-454, dez. 2004.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-447021

RESUMO

O Objeto desta pesquisa é a representação social de enfermeiros do Programa Saúde da Família sobre a hanseníase, com o obejtivo de descrever as representações sociais dos enfermeiros do município de Belém sobre a doença e analisar essas representações com vistas à identificação de elementos significativos relacionados à sua prática profissional. É um estudo descritivo-qualitativo, tendo como suporte teórico os conceitos de representações sociais. Os sujeitos foram 22 enfermeiros do PSF do município de Belém...


Assuntos
Humanos , Serviços Básicos de Saúde , Saúde da Família , Hanseníase , Enfermagem em Saúde Pública
14.
Rio de Janeiro; s.n; jun. 2003. 120 p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-347301

RESUMO

A hanseníase no estado do Pará contribui com elevado número decasos da doença no Brasil, constituindo-se como um problema de Saúde Pública. A meta assumida com a OMS até 2005 é de eliminação da doença, o que significa a taxa de prevalência a menos de 1 caso por 10.000 habitantes. Como a taxa de prevalência não tem atingido os níveis esperados, busca-se, nessa pesquisa, conhecer as representações dos enfermeiros do PSF sobre a hanseníase, e a partir dessas, identificar possíveis fatores que possam influenciar seu desempenho profissional junto a essas pessoas. Utilizamos conceitos dada Teoria das Representações Socias de Moscovici para dar suporte ao estudo. ...


Assuntos
Humanos , Saúde da Família , Hanseníase , Saúde Pública , Enfermagem em Saúde Pública , Relações Enfermeiro-Paciente , Prática Profissional
15.
Rio de Janeiro; s.n; jun. 2003. 120 p.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-10728

RESUMO

A hanseníase no estado do Pará contribui com elevado número decasos da doença no Brasil, constituindo-se como um problema de Saúde Pública. A meta assumida com a OMS até 2005 é de eliminaçäo da doença, o que significa a taxa de prevalência a menos de 1 caso por 10.000 habitantes. Como a taxa de prevalência näo tem atingido os níveis esperados, busca-se, nessa pesquisa, conhecer as representaçöes dos enfermeiros do PSF sobre a hanseníase, e a partir dessas, identificar possíveis fatores que possam influenciar seu desempenho profissional junto a essas pessoas. Utilizamos conceitos dada Teoria das Representaçöes Socias de Moscovici para dar suporte ao estudo. ...(AU)


Assuntos
RELATO DE CASO , Humanos , Hanseníase , Saúde Pública , Saúde da Família , Enfermagem em Saúde Pública , Prática Profissional , Relações Enfermeiro-Paciente
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA