Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Psico USF ; 25(4): 645-657, out.-dez. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1155091

RESUMO

Resumo Os níveis de sintomatologia depressiva, estresse e ansiedade têm crescido em todo o mundo comprometendo a qualidade de vida e bem estar das pessoas das mais diferentes idades. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar os níveis desses sintomas em 410 estudantes (233 ingressantes e 177 concluintes) dos cursos de saúde de uma universidade pública federal do interior de Pernambuco, a fim de verificar se estar no início ou final do curso pode interferir em tais níveis. Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, IDATE, EBADEP, EPS-10 e SRQ-20 em aplicações coletivas em sala de aula. Os resultados apresentaram indícios de sofrimento mental (53,9%), prevalência de ansiedade (43,4% ansiedade-estado; 42% ansiedade-traço), níveis de estresse moderado (M = 20,68 ingressantes; M = 20,31 concluintes) e baixos índices de sintomatologia depressiva (0,6%). Não foi identificada diferença estatisticamente significativa quanto aos construtos em relação ao início e ao final de curso, demonstrando que o ambiente universitário parece não ser adoecedor, mas outras variáveis devem ser investigadas, pois podem estar relacionadas a essas características nesse período da vida.


Abstract The levels of depressive symptoms, stress, and anxiety have grown all over the world compromising the quality of life and well-being of people of a wide age range. Thus, this study aimed to evaluate the levels of these symptoms in 410 students (233 were beginners and 177 were graduating students) of a federal public university in the countryside of the state of Pernambuco, to verify whether being at the beginning or end of the course may interfere in such levels. The following instruments were used: sociodemographic questionnaire, IDATE, EBADEP, EPS-10, and SRQ-20 collectively applied in the classroom. The results showed signs of mental suffering (53.9%), prevalence of anxiety (43.4% anxiety-state, 42% anxiety-trace), moderate stress levels (M=20.68 beginners, M=20.31 graduating), and low rates of depressive symptoms (0.6%). No statistically significant difference was identified with regard to the constructs considering the beginning and end of the course, showing that the university environment seems not to be unhealthy, but other variables should be investigated that may be related to that period.


Resumen Los niveles de sintomatología depresiva, estrés y ansiedad han aumentado en todo el mundo, comprometiendo la calidad de vida y el bienestar de personas de edades distintas. Así, el presente estudio tuvo como objetivo evaluar los niveles de estos síntomas en 410 alumnos de los cursos de salud de una universidad pública federal en el interior de Pernambuco, con el fin de verificar si el comienzo o el final del curso interfieren en dichos niveles. De estos 233 eran principiantes y 177 concluyentes. Se utilizaron los siguientes instrumentos: cuestionario sociodemográfico, IDATE, EBADEP, EPS-10 y SRQ-20 en aplicaciones colectivas en clase. Los resultados mostraron indicios de sufrimiento mental (53,9%), prevalencia de ansiedad (43,4% ansiedad-estado, 42% ansiedad-traza), niveles de estrés moderado (M = 20,68 principiantes, M = 20,31 concluyentes) y bajos índices de sintomatología depresiva (0,6%). No se identificó diferencia estadísticamente significativa en cuanto a los constructos con relación al inicio y final de curso, demostrando que el ambiente universitario parece no causar enfermedades, pero se deben investigar otras variables, ya que pueden estar relacionadas con estas características en este período de la vida.

2.
Estud. Psicol. (Campinas, Online) ; 35(1): 53-63, Jan.-Mar. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-891885

RESUMO

Positive Psychology has gained momentum in the international scenario, and one of its first constructs that has been studied in Brazil is subjective well-being. This study aims to verify the Escala de Bem-Estar Subjetivo (Subjective Well-Being Scale) Scale's psychometric properties by independently applying the Item Response Theory's rating scale model to each scale component. Evidence of validity was verified based on internal structure and reliability coefficients, which were assessed through internal consistency. In order to do so, a subject database consisting of 182 male and female college students aged between 18 and 57 years old was used (mean age of 24.6 years). Results showed evidence of unidimensionality of all three factors of the scale. In addition, only one of the factors' response category did not have the expected results. Participants tended to choose mostly Positive Affect items, and negative affect had the lowest theta average. The implications of these findings to the instrument's psychometric quality are thoroughly discussed.


A Psicologia Positiva vem ganhando espaço no cenário mundial e um dos primeiros construtos estudados no Brasil foi o bem-estar subjetivo. Este estudo teve como objetivo verificar as propriedades psicométricas da Escala de Bem-Estar Subjetivo, aplicando o Rating Scale Model, da Teoria de Resposta ao Item, de forma independente, a cada componente da escala. Especificamente, verificou-se evidências de validade com base na estrutura interna e coeficientes de fidedignidade por consistência interna. Para tanto, utilizou-se um banco de dados com 182 sujeitos, estudantes universitários de ambos os sexos, com idades entre 18 e 57 anos (M = 24,6 anos). Os resultados mostraram que os três fatores da Escala de Bem-Estar Subjetivo apresentam evidências de unidimensionalidade. Além disso, apenas uma categoria de resposta de um dos fatores não funcionou conforme o esperado. Verificou-se que os participantes tenderam a endossar com maior facilidade os itens de afetos positivos, enquanto a menor média de theta foi com os afetos negativos. As implicações desses achados em relação à qualidade psicométrica do instrumento são discutidas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Psicologia , Psicometria , Reprodutibilidade dos Testes
3.
Psicol. esc. educ ; 19(1): 23-29, jan.-abr. 2015. tab, graf
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-63659

RESUMO

Este estudo avaliou a percepção de 126 universitários sobre a utilização de estratégias de autorregulação de estudo. Os estudantes eram da área de exatas de uma faculdade isolada particular mineira, com idade entre 17 e 48 anos, e 81% deles eram do sexo masculino. Utilizou-se a Escala de Competência em Estudo (ECE-C&T) para avaliar a percepção dos estudantes acerca de comportamentos estratégicos de planejamento, de monitoramento e de autoavaliação. Os alunos indicaram que a autorregulação de sua aprendizagem e as estratégias de planejamento de estudo são as mais utilizadas. As mulheres utilizaram mais estratégias de planejamento que os homens e não houve diferença estatisticamente significativa entre os cursos de exatas nem entre diferentes grupos de idade. Assim se conclui que, embora os alunos apresentem estratégias autorregulatórias, essas estão voltadas mais frequentemente para o planejamento do estudo, o que revela a necessidade de maior utilização de estratégias de monitoramento e autoavaliação para um estudo competente.(AU)


This study evaluated the perception of 126 students on the use of self-regulation strategies study. The students were the exact area of ​​a particular isolated college in Minas Gerais, aged 17 to 48 years, and 81% were male. We used the study of Competence Scale (ECE-S & T) to assess the perceptions of students about strategic behavior of planning, monitoring and self-evaluation. Students indicated that self-regulation of their learning and study planning strategies are the most used. Women used more planning strategies than men and there was no statistically significant difference between the exact course or between different age groups. Thus concludes that although students present self-regulatory strategies, these are most often directed to the planning of the study, which reveals the need for greater use of self-assessment and monitoring strategies for a competent study.(AU)


Este estudio evaluó la percepción de 126 universitarios sobre la utilización de estrategias de autorregulación de estudio. Los estudiantes eran del área de exactas de una facultad aislada particular minera, con edad entre 17 y 48 años, y el 81% de ellos eran del sexo masculino. Se utilizó la Escala de Competencia en Estudio (ECE-C&T) para evaluar la percepción de los estudiantes acerca de comportamientos estratégicos de planificación, demonitoreo y de autoevaluación. Los alumnos indicaron que la autorregulación de su aprendizaje y las estrategias de planificación de estudio son las más utilizadas. Las mujeres utilizaron más estrategias de planificación que los hombres y no hubo diferencia estadísticamente significativa entre los cursos de exactas ni entre diferentes grupos de edad. Así se concluye que, aunquelos alumnos presentenestrategias de autorregulación, esas están volcadas con más frecuencia a la planificación del estudio, lo que revela la necesidad de más utilización de estrategias demonitoreoy autoevaluación para un estudio de calidad.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Estudantes , Hábitos , Competência Mental , Programas de Autoavaliação , Planejamento
4.
Psicol. esc. educ ; 19(1): 23-29, Jan-Apr/2015. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-748893

RESUMO

Este estudo avaliou a percepção de 126 universitários sobre a utilização de estratégias de autorregulação de estudo. Os estudantes eram da área de exatas de uma faculdade isolada particular mineira, com idade entre 17 e 48 anos, e 81% deles eram do sexo masculino. Utilizou-se a Escala de Competência em Estudo (ECE-C&T) para avaliar a percepção dos estudantes acerca de comportamentos estratégicos de planejamento, de monitoramento e de autoavaliação. Os alunos indicaram que a autorregulação de sua aprendizagem e as estratégias de planejamento de estudo são as mais utilizadas. As mulheres utilizaram mais estratégias de planejamento que os homens e não houve diferença estatisticamente significativa entre os cursos de exatas nem entre diferentes grupos de idade. Assim se conclui que, embora os alunos apresentem estratégias autorregulatórias, essas estão voltadas mais frequentemente para o planejamento do estudo, o que revela a necessidade de maior utilização de estratégias de monitoramento e autoavaliação para um estudo competente.


This study evaluated the perception of 126 students on the use of self-regulation strategies study. The students were the exact area of ​​a particular isolated college in Minas Gerais, aged 17 to 48 years, and 81% were male. We used the study of Competence Scale (ECE-S & T) to assess the perceptions of students about strategic behavior of planning, monitoring and self-evaluation. Students indicated that self-regulation of their learning and study planning strategies are the most used. Women used more planning strategies than men and there was no statistically significant difference between the exact course or between different age groups. Thus concludes that although students present self-regulatory strategies, these are most often directed to the planning of the study, which reveals the need for greater use of self-assessment and monitoring strategies for a competent study.


Este estudio evaluó la percepción de 126 universitarios sobre la utilización de estrategias de autorregulación de estudio. Los estudiantes eran del área de exactas de una facultad aislada particular minera, con edad entre 17 y 48 años, y el 81% de ellos eran del sexo masculino. Se utilizó la Escala de Competencia en Estudio (ECE-C&T) para evaluar la percepción de los estudiantes acerca de comportamientos estratégicos de planificación, demonitoreo y de autoevaluación. Los alumnos indicaron que la autorregulación de su aprendizaje y las estrategias de planificación de estudio son las más utilizadas. Las mujeres utilizaron más estrategias de planificación que los hombres y no hubo diferencia estadísticamente significativa entre los cursos de exactas ni entre diferentes grupos de edad. Así se concluye que, aunquelos alumnos presentenestrategias de autorregulación, esas están volcadas con más frecuencia a la planificación del estudio, lo que revela la necesidad de más utilización de estrategias demonitoreoy autoevaluación para un estudio de calidad.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Hábitos , Competência Mental , Programas de Autoavaliação , Estudantes , Planejamento
5.
Paidéia (Ribeirão Preto) ; 24(57): 29-37, Jan-Apr/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-60423

RESUMO

This study was aimed at: (a) developing an instrument for personality assessment according to Cattell’s model, in which the 16PF is based on; and (b) carrying out an empirical analysis of the internal structure of the instrument. Three hundred and forty seven people, mostly female (67.4%), attending higher education (62.5%) and aged between 16 and 66 (M = 25.69; SD = 8.90) participated in the study. One hundred and twenty items were created and an exploratory factor analysis of the main factors was carried out. Then, a parallel analysis, an exploratory full information factor analysis with categorical variables and an internal consistency analysis were performed. The results suggest that the instrument is composed of 12 factors of reasonable internal consistency rates. The model developed by Cattell helped to understand the structural organization found for the instrument, since there is coherency, especially in relation to more general terms (global factors).(AU)


Este estudo teve como objetivos: (a) construir um instrumento para avaliação da personalidade de acordo com o modelo de Cattell que dá base para o 16PF e (b) realizar uma análise empírica da estrutura interna desse instrumento. Participaram 347 pessoas, sendo a maioria do sexo feminino (67,4%), cursando o ensino superior (62,5%) e com idade variando de 16 a 66 anos (M = 25,69; DP = 8,90). Foram criados 120 itens e realizada uma análise exploratória de fatores principais. Posteriormente, uma análise paralela, uma análise fatorial exploratória por informação completa de variáveis categóricas e análise de consistência interna. Os resultados sugerem que o instrumento é formado por 12 fatores com índices de consistência interna razoáveis. O modelo construído por Cattell ajudou a entender a organização estrutural encontrada para o instrumento, uma vez que há coerência, principalmente em termos mais gerais (fatores globais).(AU)


Las finalidades de este estudio fueron: (a) crear un instrumento de evaluación de la personalidad según el modelo de Cattell que fundamenta el 16PF, y (b) realizar un análisis empírico de la estructura interna del instrumento. 347 personas participaron, en su mayoría mujeres (67,4%), cursando la educación superior (62,5%) y entre 16 y 66 años (M = 25,69; DE = 8,90). 120 puntos fueron creados y se realizó un análisis exploratorio de los factores principales, seguido de un análisis paralelo, un análisis factorial exploratorio para las variables categóricas con la información completa y análisis de la consistencia interna. Los resultados sugieren que el instrumento está formado por 12 factores de consistencia interna razonable. El modelo construido por Cattell ayudó a comprender la organización estructural que se encuentra en el instrumento, ya que hay coherencia, especialmente en términos más generales (factores globales).(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Inventário de Personalidade , Análise Fatorial
6.
Paidéia (Ribeiräo Preto) ; 24(57): 29-37, Jan-Apr/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-709837

RESUMO

This study was aimed at: (a) developing an instrument for personality assessment according to Cattell’s model, in which the 16PF is based on; and (b) carrying out an empirical analysis of the internal structure of the instrument. Three hundred and forty seven people, mostly female (67.4%), attending higher education (62.5%) and aged between 16 and 66 (M = 25.69; SD = 8.90) participated in the study. One hundred and twenty items were created and an exploratory factor analysis of the main factors was carried out. Then, a parallel analysis, an exploratory full information factor analysis with categorical variables and an internal consistency analysis were performed. The results suggest that the instrument is composed of 12 factors of reasonable internal consistency rates. The model developed by Cattell helped to understand the structural organization found for the instrument, since there is coherency, especially in relation to more general terms (global factors).


Este estudo teve como objetivos: (a) construir um instrumento para avaliação da personalidade de acordo com o modelo de Cattell que dá base para o 16PF e (b) realizar uma análise empírica da estrutura interna desse instrumento. Participaram 347 pessoas, sendo a maioria do sexo feminino (67,4%), cursando o ensino superior (62,5%) e com idade variando de 16 a 66 anos (M = 25,69; DP = 8,90). Foram criados 120 itens e realizada uma análise exploratória de fatores principais. Posteriormente, uma análise paralela, uma análise fatorial exploratória por informação completa de variáveis categóricas e análise de consistência interna. Os resultados sugerem que o instrumento é formado por 12 fatores com índices de consistência interna razoáveis. O modelo construído por Cattell ajudou a entender a organização estrutural encontrada para o instrumento, uma vez que há coerência, principalmente em termos mais gerais (fatores globais).


Las finalidades de este estudio fueron: (a) crear un instrumento de evaluación de la personalidad según el modelo de Cattell que fundamenta el 16PF, y (b) realizar un análisis empírico de la estructura interna del instrumento. 347 personas participaron, en su mayoría mujeres (67,4%), cursando la educación superior (62,5%) y entre 16 y 66 años (M = 25,69; DE = 8,90). 120 puntos fueron creados y se realizó un análisis exploratorio de los factores principales, seguido de un análisis paralelo, un análisis factorial exploratorio para las variables categóricas con la información completa y análisis de la consistencia interna. Los resultados sugieren que el instrumento está formado por 12 factores de consistencia interna razonable. El modelo construido por Cattell ayudó a comprender la organización estructural que se encuentra en el instrumento, ya que hay coherencia, especialmente en términos más generales (factores globales).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Pessoa de Meia-Idade , Análise Fatorial , Inventário de Personalidade
7.
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...