Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 35
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. odontol. UNESP (Online) ; 43(6): 384-389, Nov-Dec/2014. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-730689

RESUMO

Objetivo: Descrever os aspectos epidemiológicos, clínicos e histopatológicos da queilite actínica. Material e método: Foi realizado um estudo retrospectivo a partir de casos com diagnóstico clínico de queilite actínica, registrados no arquivo histopatológico do Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Napoleão Laureano, Paraíba, relativos ao período de 2000 a 2007. Foram selecionados 44 blocos parafinados, que apresentavam condições de reavaliação histológica através da confecção de novas lâminas. Os novos cortes foram corados em Hematoxilina e Eosina, e a avaliação histopatológica foi realizada por dois examinadores independentes, sendo as alterações classificadas de acordo com OMS. Realizou-se análise estatística descritiva em programa SPSS for Windows versão 13. Resultado: Do total da amostra, 52,3% (23) dos casos foram diagnosticados em homens e 47,7% (21) em mulheres, com idade variando de 27 a 92 anos. A maioria dos indivíduos (81,9%) tinha mais de 40 anos. Em relação às características histológicas, 68,2% (30) dos casos exibiram algum grau de displasia epitelial, sendo 36,3% (16) classificados como displasia leve, 20,4% (9) como displasia moderada e 11,3% (5), displasia severa. Em 15,9% (7), ocorreu carcinoma de células escamosas. No tecido epitelial de revestimento labial, os achados histológicos mais frequentes e identificados foram presença de degeneração hidrópica (79,5%) e hipergranulose (56,8%). Infiltrado inflamatório foi observado em 88,6% dos casos e elastose solar, em 86,4%. Conclusão: Com base nos resultados da amostra estudada, podemos concluir que a maioria das lesões de queilite actínica acometeu lábio inferior de homens, com mais de 40 anos de idade. A análise ...


Objective: To describe the epidemiological, clinical and histopathological aspects in actinic cheilitis. Material and method: We conducted a retrospective study from cases with clinical diagnosis of actinic cheilitis recorded in the histopathology of the Service of Head and Neck Napoleon Laureano Hospital, Paraíba, from 2000 to 2007. We selected 44 paraffin blocks to product new slides. These new sections were stained with hematoxylin and eosin, and histopathological evaluation was performed by two independent examiners, and the changes classified according to OMS. We conducted a descriptive statistical analysis in SPSS for Windows version 13. Result: Of the total sample, 52.3% (23) cases were diagnosed in men and 47.7% (21) in women aged from 27 to 92 years old. Most individuals (81.9%) were over 40 years old. Regarding the histologic features, 68.2% (30) of cases showed some degree of epithelial dysplasia, 36.3% (16) classified as mild dysplasia, 20.4% (9) moderate dysplasia and 11.3% (5) severe dysplasia. In 15.9% (7) cases, squamous cell carcinoma of lip was observed. In epithelial tissue lining lips, the most frequent histologic findings identified were the presence of hydropic degeneration (79.5%) and hypergranulosis (56.8%). Inflammatory infiltrate was observed in 88.6% of cases and 86.4% in solar elastosis. Conclusion: Based on the results of the sample we can conclude that most of the actinic cheilitis lesions fastened lower lip of men over 40 years old. Histopathological analysis revealed that cellular atypia, inflammatory infiltrate and presence of solar elastosis are common features in actinic cheilitis lesions. .

2.
J. bras. patol. med. lab ; 49(3): 208-211, June 2013. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-684557

RESUMO

Extra-abdominal fibromatosis is a benign fibrous neoplasm of locally aggressive behavior. Surgical excision with a wide margin is the treatment of choice. The aim of the present work is to report the case of fibromatosis in an 11-year-old melanodermic patient, who showed swelling in the area of the right mandible. Conservative surgery was performed based on the initial histopathological diagnosis of benign lesion suggestive of neural origin. The new anatomopathological examination of the surgical specimen was compatible with fibromatosis. The patient is still under periodic observation as part of the five-year surgical follow-up, showing no signs of recurrence.


Fibromatose extra-abdominal é uma neoplasia fibrosa benigna, caracterizada por comportamento agressivo local. Geralmente, o tratamento de escolha consiste na excisão cirúrgica com ampla margem de segurança. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de fibromatose em uma paciente de 11 anos, melanoderma, que apresenta aumento de volume na mandíbula do lado direito. A partir do diagnóstico histopatológico inicial sugestivo de lesão benigna de origem neural, foi realizado tratamento cirúrgico conservador. Um novo exame anatomopatológico da peça cirúrgica foi compatível com fibromatose. A paciente encontra-se sob controle periódico de cinco anos da cirurgia, não havendo recorrência clínica da lesão.


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Fibroma Desmoplásico/cirurgia , Fibroma Desmoplásico/diagnóstico , Fibromatose Abdominal/diagnóstico , Fibromatose Agressiva/diagnóstico , Mandíbula/patologia
3.
J Oral Pathol Med ; 42(6): 454-61, 2013 Jul.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-23278770

RESUMO

BACKGROUND: Ameloblastomas and keratocystic odontogenic tumors (KOTs) are lesions that are characterized by locally invasive growth and cause extensive bone destruction. In addition, it is known that E-cadherin influences the adhesion of Langerhans cells (LCs) to keratinocytes. OBJECTIVE AND METHODS: The aim of this study was to investigate, using immunohistochemistry, the distribution of CD1a-positive cells in ameloblastomas and KOTs and their relationship with E-cadherin, in comparison to calcifying cystic odontogenic tumor (CCOT). RESULTS: The CD1a-positive LCs were observed in 11 ameloblastomas and KOTs. All of the cases of CCOT showed CD1a-positive LCs and a significant difference was found when this tumor was compared with ameloblastomas (P < 0.05, Mann-Whitney test). A statistically significant difference was also noted when comparing CD1a-positive LCs between CCOTs and KOTs (P < 0.05, Mann-Whitney test). Lower expression of E-cadherin in ameloblastomas (AMs) in relation to KOTs and CCOTs (P < 0.05, Fisher test) was observed. There was no correlation between E-cadherin and CD1a-positive LCs between all odontogenic tumors that were studied (P > 0.05, Spearman test). CONCLUSION: A quantitative difference of CD1a-positive cells between AMs and KOTs in comparison to CCOTs was observed. This permits to speculate that a depletion of CD1a-positive LCs might influence the local invasiveness of ameloblastomas and KOTs. Furthermore, it is suggested that E-cadherin mediates cell adhesion in these tumors.


Assuntos
Ameloblastoma/patologia , Antígenos CD1/análise , Caderinas/análise , Células de Langerhans/patologia , Tumores Odontogênicos/patologia , Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adesão Celular/fisiologia , Contagem de Células , Forma Celular , Criança , Células Dendríticas/patologia , Células Epiteliais/patologia , Feminino , Humanos , Imuno-Histoquímica , Queratinócitos/patologia , Masculino , Neoplasias Mandibulares/patologia , Neoplasias Maxilares/patologia , Pessoa de Meia-Idade , Cisto Odontogênico Calcificante/patologia , Adulto Jovem
4.
Case Rep Pathol ; 2013: 725380, 2013.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-24379981

RESUMO

The calcifying epithelial odontogenic tumor (CEOT) is a rare benign epithelial odontogenic neoplasm of slow growth that is locally aggressive and tends to invade bone and adjacent soft tissue. Here is reported the case of a 21-year-old female patient with a CEOT in the left mandibular posterior region. The computerized tomography in coronal plane revealed a hypodense lesion in the posterior region of the left mandibular body with hyperdense areas inside and was associated with element 37. An incisional biopsy of the lesion was performed and the histopathological analysis revealed the presence of layers of epithelial odontogenic cells that formed prominent intercellular bridges. A large quantity of extracellular, eosinophilic, and amyloid-like material and an occasional formation of concentric calcifications (Liesegang rings) were also found. The histopathological diagnosis was a Pindborg tumor. Resection of the tumor with a safety margin was performed and after 6 months of follow-up there has been no sign of recurrence of the lesion.

5.
Acta odontol. venez ; 49(3)2011. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-678829

RESUMO

Peripheral ossifying fibroma (POF) is considered a non-neoplastic growth of the gum, classified as a reactive hyperplastic inflammatory lesion. The FOP has been widely accepted that its histogenesis occurs from the membrane of periosteum or periodontal ligament. The treatment of choice is surgical removal, whichever extend the incision to the periosteum and periodontal ligament. This work aims at reporting a clinical case of peripheral ossifying fibroma in a 40-year-old patient, situated in the right maxillary tuberosity. We shall discuss, through a brief review of literature, the ethiopathogeny, clinical and radiographic aspects, as well as the treatment of this lesion


Fibroma Osificante Periférico (FOP) es considerado como un crecimiento no neoplásico de la encía, clasificado como una lesión reactiva hiperplásica inflamatoria. El FOP ha sido ampliamente acepto que su histogénesis ocurre a partir de la membrana del periostio o del ligamento periodontal. El tratamiento de escoja es la remoción quirúrgica, debiéndose extender la incisión al periostio y ligamento periodontal. Este trabajo tiene como objetivo de reportar un caso clínico de Fibroma Osificante Periférico en una mujer de 40 años, localizado en la tuberosidad derecha del maxilar. Se discutirá, a través de una breve revisión bibliográfica, la patogenia, aspectos clínicos y radiográficos y tratamiento de esta lesión


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Fibroma Ossificante , Doenças da Gengiva
6.
Rev. odontol. Univ. Cid. Sao Paulo ; 22(3): 263-268, set.-dez. 2010. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-574616

RESUMO

Although the majority of cystic jaw lesions are well studied, discussed and defined, the Lateral Periodontal Cystis a relatively uncommon lesion and its etiology has not been yet clarified. For the rarity of the lesion, a case ofLateral Periodontal Cyst is reported with focus on clinical, radiographic and microscopic aspects.


Apesar da maioria das lesões císticas maxilares serem bem estudadas, discutidas e definidas, o Cisto Periodontal Lateral é uma lesão relativamente incomum e ainda não tem sua etiologia esclarecida. Pela raridade da lesão, um caso clínico de Cisto Periodontal Lateral é relatado com enfoque nos aspectos clínicos, radiográficos e microscópicos.


Assuntos
Cisto Periodontal/diagnóstico , Cistos Odontogênicos/diagnóstico , Patologia Bucal
7.
Rev. ciênc. méd. biol ; 8(2): 219-224, maio-ago. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-556510

RESUMO

Os cistos odontogênicos são muito comuns na clínica diária, sendo também uma das principais lesões maxilofaciais causadores de destruição desses ossos. Diferentes células e mediadores inflamatórios estão envolvidos na formação desses cistos. Dentre esses influenciadores moleculares pode-se citar alguns fatores de crescimento como o PDGF, TGF, VEGF e o CTGF. Este artigo discute brevemente sobre tais fatores de crescimento, citocinas inflamatórias e suas relações com metaloproteinases de matriz no desenvolvimento de lesões periapicais crônicas.


Assuntos
Citocinas , Odontologia , Metaloproteinases da Matriz , Granuloma Periapical , Cisto Radicular
8.
Braz Dent J ; 19(1): 9-14, 2008.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-19031649

RESUMO

In order to contribute to the knowledge of the pathogenesis of periodontal disease, an immunohistochemical analysis of the density of inflammatory mononucleated cells and the number of dendritic cells was performed using anti-CD4, anti-CD20, anti-CD25, anti-CD68 and anti-protein S-100 antibodies in 17 cases of chronic gingivitis (CG) and 25 of chronic periodontitis (CP). The CD4+ and CD68+ cells exhibited a diffuse distribution in the connective tissue. CD20+ cell distribution was predominantly in groups and the CD25+ cells exhibited a diffuse or focal distribution. The S-100+ cells were identified in the epithelium and the lamina propria, exhibiting distinct morphology and number. The statistical analysis showed no significant differences (p>0.05) between CG and CP regarding the density of the CD4+ and CD20+ cells and the number of S-100+ cells. However, significant differences (p<0.05) were found between the groups in the density of CD25+ and CD68+ cells . The density of macrophages was greater in CG and the level of cellular activation of the lymphocyte infiltrate was greater in CP. No differences were detected between the aforementioned conditions regarding the density of the T and B lymphocytes and to the number of the dendritic cells.


Assuntos
Periodontite Crônica/patologia , Gengivite/patologia , Antígenos CD/análise , Antígenos CD20/análise , Antígenos de Diferenciação Mielomonocítica/análise , Linfócitos B/patologia , Antígenos CD4/análise , Linfócitos T CD4-Positivos/patologia , Contagem de Células , Forma Celular , Doença Crônica , Periodontite Crônica/imunologia , Tecido Conjuntivo/imunologia , Tecido Conjuntivo/patologia , Células Dendríticas/patologia , Epitélio/imunologia , Epitélio/patologia , Gengivite/imunologia , Humanos , Imuno-Histoquímica , Imunofenotipagem , Subunidade alfa de Receptor de Interleucina-2/análise , Leucócitos Mononucleares/patologia , Ativação Linfocitária/imunologia , Contagem de Linfócitos , Ativação de Macrófagos/imunologia , Macrófagos/patologia , Membrana Mucosa/imunologia , Membrana Mucosa/patologia , Proteínas S100/análise
9.
Braz. dent. j ; 19(1): 9-14, 2008. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-481121

RESUMO

In order to contribute to the knowledge of the pathogenesis of periodontal disease, an immunohistochemical analysis of the density of inflammatory mononucleated cells and the number of dendritic cells was performed using anti-CD4, anti-CD20, anti-CD25, anti-CD68 and anti-protein S-100 antibodies in 17 cases of chronic gingivitis (CG) and 25 of chronic periodontitis (CP). The CD4+ and CD68+ cells exhibited a diffuse distribution in the connective tissue. CD20+ cell distribution was predominantly in groups and the CD25+ cells exhibited a diffuse or focal distribution. The S-100+ cells were identified in the epithelium and the lamina propria, exhibiting distinct morphology and number. The statistical analysis showed no significant differences (p>0.05) between CG and CP regarding the density of the CD4+ and CD20+ cells and the number of S-100+ cells. However, significant differences (p<0.05) were found between the groups in the density of CD25+ and CD68+ cells . The density of macrophages was greater in CG and the level of cellular activation of the lymphocyte infiltrate was greater in CP. No differences were detected between the aforementioned conditions regarding the density of the T and B lymphocytes and to the number of the dendritic cells.


Com o objetivo de contribuir para um melhor entendimento na etiopatogenia da doença periodontal, um análise imuno-histoquímica da densidade das células inflamatórias mononucleares e da quantidade das células dendríticas foi realizada utilizando os anticorpos anti-CD4, anti-CD20, anti-CD25, anti-CD68 and anti-proteína S-100 em 17 casos de gengivite crônica (GC) e 25 casos de periodontite crônica (PC). As células CD4+ e CD68+ exibiram distribuição difusa no tecido conjuntivo, enquanto que a distribuição das células CD20+ foi predominantemente em grupos, e as CD25+ exibiram distribuição ora difusa ora focal. As células S-100+ foram identificadas no epitélio e na lamina própria, exibindo morfologia e números distintos. A análise estatística não demonstrou diferenças estatisticamente significativas em relação a densidade das células CD4+ e CD20+ e no número de células S-100+ entre os casos de CG e PC. Entretanto, houve diferenças em relação a densidade das células CD25+ e CD68+ entre os grupos (p<0,05). A densidade dos macrófagos foi maior em GC e o nível de ativação celular do infiltrado linfocítico foi maior em PC, não havendo diferenças em relação a densidade de linfócitos T e B, bem como no número de células dendríticas entre as condições anteriormente mencionadas.


Assuntos
Humanos , Periodontite Crônica/patologia , Gengivite/patologia , Antígenos CD/análise , /análise , /análise , Antígenos de Diferenciação Mielomonocítica/análise , Linfócitos B/patologia , /patologia , Contagem de Células , Forma Celular , Doença Crônica , Periodontite Crônica/imunologia , Tecido Conjuntivo/imunologia , Tecido Conjuntivo/patologia , Células Dendríticas/patologia , Epitélio/imunologia , Epitélio/patologia , Gengivite/imunologia , Imuno-Histoquímica , Imunofenotipagem , /análise , Contagem de Linfócitos , Leucócitos Mononucleares/patologia , Ativação Linfocitária/imunologia , Ativação de Macrófagos/imunologia , Macrófagos/patologia , Membrana Mucosa/imunologia , Membrana Mucosa/patologia , /análise
10.
RPG rev. pos-grad ; 14(4): 332-335, out.-dez. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529485

RESUMO

Os lipomas são neoplasias benignas formadas por células adiposas maduras. Sua patogenia é desconhecida. Existem diversas variantes microscópicas de lipoma, incluindo o fibrolipoma, o angiolipoma, os lipomas de células fusiformes, os lipomas mixóides, os lipomas pleomórficos e os intramusculares ou infiltrantes. O lipoma intramuscular, usualmente, ocorre nas extremidades de músculos longos, mas é raro na região de cabeça e pescoço. Quando intrabucal se localiza mais freqüentemente na língua. Neste artigo, apresenta-se um caso clínico incomum de lipoma intramuscular em região mentoniana.


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Boca/lesões , Lipoma/diagnóstico , Medicina Bucal , Adipócitos , Diagnóstico Diferencial , Lipoma/cirurgia
11.
Odontol. clín.-cient ; 4(1): 7-11, jan.-abr. 2005.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-428063

RESUMO

O diabetes Mellitus é uma desordem patológica de origem endócrina que provoca inúmeras alterações de ordem sistêmica. Tem sido considerado que o diabetes influencia na instalação e progressão da doença periodontal, a exemplo da dificuldade cicatricial, mas também sofre influência da mesma, posto que o curso clínico da doença periodontal pode alterar o metabolismo da glicose e, conseqüentemente, dificultar o controle do diabetes. Desta forma, a estreita relação entre a doença periodontal e diabetes tem sido motivo de preocupação entre os cirurgiões-dentistas. É, pois, objetivo deste trabalho revisar a literatura pertinente no que concerne às possíveis associações entre diabetes e doença periodontal


Assuntos
Humanos , Diabetes Mellitus , Doenças Periodontais/etiologia
12.
J. Health Sci. Inst ; 22(1): 63-70, jan.-mar. 2004.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-389320

RESUMO

A doença periodontal encontra notável associação com a presença de uma placa bacteriana ou biofilme dentário, sendo esta uma das prováveis causas desta condição. Diante desta assertiva, os autores comentam os fatores que podem apresentar associação com o desenvolvimento da doença periodontal, tais como a composição da placa, fatores de virulência dos microorganismos e a susceptibilidade do hospedeiro, enfatizando os seus , respectivos papéis sobre a doença, caracterizando uma significativa participação da placa bacteriana sobre o quadro patológico.(au)


Assuntos
Biofilmes , Placa Dentária , Doenças Periodontais/etiologia
13.
Rev. bras. patol. oral ; 2(3): 29-35, jul.-set. 2003. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-404222

RESUMO

As células dendríticas desempenham um importante papel na resposta imunológica, atuando como uma verdadeira célula apresentadora de antígeno. O presente trabalho compreende uma extensa revisão da literatura acerca dos principais aspectos referentes à embriologia, citologia e histofisiologia das referidas células, abordando ainda, de forma sucinta, os relevantes métodos utilizados para a identificação das mesmas


Assuntos
Humanos , Células Dendríticas/citologia , Células Dendríticas/fisiologia , Células de Langerhans/citologia , Células de Langerhans/fisiologia
14.
Rev. odonto ciênc ; 18(40): 138-142, abr.-jun. 2003.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-396857

RESUMO

Os autores apresentam uma revisão bibliográfica dos mecanismos imunológicos envolvidos na etiopatogênese da doença periodontal, abordando, em especial, aspectos referentes à imunidade inata, imunidade específica e auto-imunidade


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Autoimunidade , Doenças Periodontais/imunologia , Periodontia
15.
Rev. paul. odontol ; 25(2): 30-3, mar.-abr. 2003. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-405668

RESUMO

A distinção clinicopatológica entre um cisto dentígero incipiente e um folículo pericoronário espessado representa, usualmente, uma tarefa difícil. Neste estudo, os autores procederam a uma reavaliação microscópica dos 113 casos diagnosticados como cisto dentígero na Disciplina de Patologia Oral da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no intuito de estabelecer critérios histopatológicos para a distinção entre as duas entidades. Constatou-se que o limitante epitelial do tipo reduzido de órgão do esmalte, descontínuo e delgado, bem como um tecido conjuntivo capsular frouxo, com escassas células mononucleadas poderiam ser sugestivos de um folículo pericoronário espessado. Ressalta-se, entretanto, a importância das informações clínicas e cirúrgicas para emissão de um correto diagnóstico


Assuntos
Humanos , Cisto Dentígero , Cistos Odontogênicos , Saco Dentário/fisiopatologia
16.
Rev. odonto ciênc ; 18(39): 23-30, jan.-mar. 2003. graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-365793

RESUMO

O ceratocisto é um cisto odontogênico com manifestações clínicas e comportamento biológico bastante peculiar. Neste trabalho, os autores apresentam uma avaliação epidemiológica de 26 casos diagnosticados com ceratocisto odontogênico pelo Serviço de Patologia Oral do DO-UFRN. Observou-se uma maior ocorrência das lesões em pacientes do sexo masculino, raça branca, durante a quarta década de vida e acomentendo, principalmente, a região posterior de mandíbula. Com relação ao tempo de evolução, as lesões apresentaram um crescimento lento, não havendo predominância de um padrão radiográfico específico. O diagnóstico clínico e cirúrgico das entidades analisadas mostrou-se, na maioria das vezes, não condizente em relação ao diagnóstico histoparológico, sendo o ameloblastoma a principal lesão citada nas hipóteses diagnósticas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cistos Odontogênicos/diagnóstico , Cistos Odontogênicos/epidemiologia , Cistos Odontogênicos
17.
Rev. bras. odontol ; 59(4): 243-246, jul.-ago. 2002.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-321867

RESUMO

A doença periodontal constitui uma lesäo de natureza peculiar, uma vez que os danos que ocasiona nos tecidos hospedeiros estäo diretamente relacionados à resposta imunológica destes com a microbiota do biofilme dental, estando também envolvidos com a susceptibilidade individual e influências ambientais. A gengivite e a periodontite crônicas representam as formas mais comuns dessa doença. Este trabalho aborda conceitos clínicos e etiopatogenéticos da doença periodontal inflamatória no intuito de contribuir para um maior conhecimento desta ocorrência por parte do cirurgiäo-dentista, no decorrer do exercício odontológico


Assuntos
Doenças Periodontais/etiologia , Doenças Periodontais/genética , Doenças Periodontais/patologia , Gengivite , Periodontite
18.
Rev. odonto ciênc ; 17(36): 164-168, abr.-jun. 2002. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-329128

RESUMO

Pênfigo vulgar é uma doença mucocutânea, autoimune, vesículo-bolhosa, que afeta pessoas entre a 5§ e 6§ décadas de vida, näo havendo predileçäo por sexo. O antígeno do pênfigo vulgar é uma proteína normal de 130 Kd, componente do desmossomo, está restrita ao epitélio estratificado, pertence a família das caderinas e é idêntica à desmogleína III. Estudos recentes apoiam o conceito de que anticorpos no pênfigo vulgar podem causar a disjunçäo dos ceratinócitos contíguos através da interferência com mecanismos da adesäo celular. Este artigo apresenta um caso de pênfigo vulgar envolvendo uma paciente do sexo feminino, de 41 anos de idade, com lesöes em pele e mucosa oral. O acometimento da cavidade oral na maioria dos casos aliado à importância do diagnóstico precoce para o prognóstico e tratamento, reforçam a necessidade do conhecimento dessa condiçäo pelo cirurgiäo-dentista


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Doenças Autoimunes , Dermatologia , Pênfigo/diagnóstico , Pênfigo/terapia , Doenças Estomatognáticas
19.
Odontol. clín.-cient ; 1(1): 47-51, jan.-abr. 2002. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-428094

RESUMO

O cisto dentígero constitui o cisto odontogênico não-inflamatório de ocorrência mais comum. Este estudo teve como objetivo realizar um estudo epidemiológico seguido de uma avaliação histomorfológica de 108 casos de cisto dentígero na Disciplina de Patologia oral da UFRN. Observou-se que esta lesão acometeu preferencialmente as três primeiras décadas de vida, sendo o gênero masculino e os pacientes leucodermas os mais afetados. A região anterior da maxila e posterior da mandíbula foram as mais acometidas e o padrão de crescimento lento foi o mais comumente observado. As lesões apresentaram-se assintomática em sua maioria, sendo o aspecto radiolúcido unilocular o padrão radiográfico mais, freqüentemente identificado. Histologicamente as lesões exibiram na maioria dos casos um limitante epitelial delgado e contínuo, com uma cápsula de tecido conjuntivo fibroso ricamente vascularizado e colagenizado exibindo reação inflamatória crônica


Assuntos
Adulto , Masculino , Feminino , Humanos , Cisto Dentígero/epidemiologia , Cisto Dentígero/fisiopatologia
20.
Odontol. clín.-cient ; 1(1): 53-58, jan.-abr. 2002. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-428095

RESUMO

O presente trabalho teve como propósito realizar uma análise morfológica e histoquímica, através da técnica de coloração pelo HE e PAS, do componente vascular sangüíneo dos tecidos periodontais de 13 pacientes portadores de Diabetes Mellitus Tipo 2 e 7 pacientes não portadores (utilizados com controle), visando identificar os graus de vascularização e espessamento da membrana basal vascular, bem como o nível de obliteração dos vasos sangüíneos periodontais. Os resultados observados neste estudo revelaram que os tecidos periodontais dos pacientes diabéticos Tipo 2 quando comparados àqueles dos pacientes não diabéticos apresentavam: maior grau de vascularização, maior grau de espessamento PAS positivo da parede dos vasos sangüíneos, além de ocasional obliteração (total ou parcial) da luz vascular. Baseados nos referidos achados pode-se concluir que existem alterações vasculares nos tecidos periodontais dos pacientes diabéticos Tipo 2, estando tal fato provavelmente relacionado ao caráter hiperinflamatório do Diabetes Mellitus


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Diabetes Mellitus , Doenças Periodontais , Doenças Vasculares
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA