Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 16 de 16
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 23(1): e20180231, 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-975234

RESUMO

ABSTRACT The aim of this study was to elaborate a booklet for health follow-up and guidance on sickle cell disease for relatives of children with this disease and validate it. It is a methodological study, conducted from May 2017 to February 2018, of the elaboration and validation of an educational technology, constructed from previous field research in a pediatric hospital in Ceará (ethical opinion nº 994.879 and nº 955.727). Validation of content and appearance occurred by specialized, technical and communication judges; after the adjustments, the evaluation by representatives of the target public took place. The analysis was through the Concordance Index. Results: the evaluation of technical judges and experts reached a Global Concordance Index of 0.93, characterizing the book as good quality. The judges of communication evaluated all items as Superior. As for family members, everyone agreed that the book was adequate. It is concluded that the booklet has been duly drawn up and validated as regards its content and its appearance. Implications for practice: this educational technology is an important instrument to be used by health professionals, aiming to contribute to increase the knowledge of the relatives of children with sickle cell disease.


RESUMEN Se pretendió elaborar una libreta de acompañamiento y orientación en salud sobre enfermedad falciforme para familiares de niños enfermos y realizar su validación. Método: Estudio metodológico, realizado de mayo 2017 a febrero 2018, de elaboración y validación de una tecnología educativa, construida a partir de investigación de campo previa en un hospital pediátrico de Ceará (dictamen ético nº1.994.879 y nº1.955.727). Validación de contenido y forma se produjo por jueces expertos, técnicos y de comunicación; después ocurrió la evaluación por representantes del público-objetivo. Análisis por Índice de Concordancia (IC). Resultados: Evaluación de jueces técnicos y expertos alcanzó IC global 0,93, caracterizando la libreta como de buena calidad. Los de comunicación evaluaron todos los ítems como Superior. Para los familiares, todos la consideraron adecuada. Conclusión: Se evaluó la libreta por su contenido y forma. Implicaciones para la práctica: Esta tecnología educativa es un importante instrumento para profesionales de salud, con el fin de contribuir al aumento del conocimiento de los familiares de niños con enfermedad falciforme.


RESUMO Objetivou-se elaborar uma caderneta de acompanhamento e orientação em saúde sobre a doença falciforme para familiares de crianças com essa enfermidade, e realizar a sua validação. Trata-se de estudo metodológico, realizado de maio de 2017 a fevereiro de 2018, de elaboração e validação de uma tecnologia educacional, construída a partir de pesquisa de campo prévia em hospital pediátrico do Ceará (parecer ético nº1.994.879 e nº1.955.727). A validação de conteúdo e aparência aconteceu por juízes especialistas, técnicos e de comunicação; após os ajustes, ocorreu a avaliação por representantes do público alvo. A análise foi através do Índice de Concordância. Resultados: A avaliação dos juízes técnicos e especialistas alcançou Índice de Concordância global de 0,93, caracterizando a caderneta como de boa qualidade. Os juízes de comunicação avaliaram todos os itens como superior. Quanto aos familiares, todos concordaram que a caderneta estava adequada. Conclui-se que a caderneta foi devidamente elaborada e validada quanto ao seu conteúdo e a sua aparência. Implicações para a prática: essa tecnologia educacional constitui importante instrumento a ser utilizado por profissionais de saúde, visando contribuir para o aumento do conhecimento dos familiares de crianças com doença falciforme.

2.
Rev Bras Enferm ; 71(6): 2974-2982, 2018.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-30517401

RESUMO

OBJECTIVE: To know the main health guidance needs of family members of children with sickle cell disease. METHOD: Qualitative research, developed in a pediatric reference hospital of Ceará State, between April and May 2017, through the participation of 12 family members of children with sickle cell disease. The data were collected through semi-structured interviewees and analyzed according to the Bardin's Thematic Categorical Analysis. RESULTS: The relatives had divergent opinions about what this pathology would be and expressed the expectation of being broadly guided, from general information (signs and symptoms) to more complex ones about the disease, including major complications and ways of preventing them. FINAL CONSIDERATIONS: The health fragility due to the punctual and/or meager guidance provided to family members reflects the importance of increasing knowledge and clarifying doubts of these relatives about the disease, which makes it urgent to develop health education strategies by multiprofessional teams.


Assuntos
Anemia Falciforme/psicologia , Família/psicologia , Adolescente , Adulto , Anemia Falciforme/complicações , Efeitos Psicossociais da Doença , Feminino , Humanos , Entrevistas como Assunto/métodos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Pesquisa Qualitativa , Qualidade de Vida/psicologia
3.
Rev. bras. enferm ; 71(6): 2974-2982, Nov.-Dec. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-977596

RESUMO

ABSTRACT Objective: To know the main health guidance needs of family members of children with sickle cell disease. Method: Qualitative research, developed in a pediatric reference hospital of Ceará State, between April and May 2017, through the participation of 12 family members of children with sickle cell disease. The data were collected through semi-structured interviewees and analyzed according to the Bardin's Thematic Categorical Analysis. Results: The relatives had divergent opinions about what this pathology would be and expressed the expectation of being broadly guided, from general information (signs and symptoms) to more complex ones about the disease, including major complications and ways of preventing them. Final considerations: The health fragility due to the punctual and/or meager guidance provided to family members reflects the importance of increasing knowledge and clarifying doubts of these relatives about the disease, which makes it urgent to develop health education strategies by multiprofessional teams.


RESUMEN Objetivo: Conocer las principales necesidades de orientación en salud de familiares de niños con enfermedad falciforme. Método: Investigación cualitativa, desarrollada en un hospital de referencia pediátrica en Ceará, entre abril y mayo de 2017, mediante la participación de 12 familiares de niños con enfermedad falciforme. Los datos fueron recolectados por medio de entrevistadas semiestructuradas y analizadas según el análisis categorial temático de Bardin. Resultados: Los familiares tenían opiniones divergentes acerca de lo que sería esa patología y expresaron su expectativa de ser ampliamente orientados, desde informaciones generales (signos y síntomas) hasta otras más complejas sobre la enfermedad, incluyendo principales complicaciones y formas de prevenirlas. Consideraciónes finales: La fragilidad en salud derivada de la puntual y/o insuficiente orientación recibida por los familiares refleja la importancia de ampliar el conocimiento y sanar las dudas de esos familiares sobre la enfermedad, lo que hace urgente el desarrollo de estrategias de educación en salud por equipos multiprofesionales.


RESUMO Objetivo: Conhecer as principais necessidades de orientação em saúde de familiares de crianças com doença falciforme. Método: Pesquisa qualitativa, desenvolvida em um hospital de referência pediátrica no Ceará, entre abril e maio de 2017, mediante a participação de 12 familiares de crianças com doença falciforme. Os dados foram coletados por meio de entrevistadas semiestruturadas e analisados segundo a Análise Categorial Temática de Bardin. Resultados: Os familiares possuíam opiniões divergentes acerca do que seria essa patologia e expressaram expectativa de serem amplamente orientados, desde informações gerais (sinais e sintomas) até outras mais complexas sobre a doença, incluindo principais complicações e formas de preveni-las. Considerações finais: A fragilidade em saúde decorrente da pontual e/ou insuficiente orientação recebida pelos familiares reflete a importância de ampliar o conhecimento e sanar as dúvidas desses familiares sobre a doença, o que torna premente o desenvolvimento de estratégias de educação em saúde por equipes multiprofissionais.

4.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(supl.12): 5197-5206, dez.2017.
Artigo em Inglês | BDENF - Enfermagem | ID: bde-33843

RESUMO

Objetivo: compreender o acesso de crianças e adolescentes com deficiências aos serviços de AtençãoPrimária em Saúde a partir da experiência de familiares. Método: estudo qualitativo, descritivo, exploratório,desenvolvido a partir de entrevistas semiestruturadas, realizadas em hospital de referência pediátrica. Osdados foram analisados pela Técnica de Análise categorial temática. Resultados: os achados revelaram umasubutilização desses serviços em consequência das suas fragilidades em relação à assistência e ao acesso decrianças e adolescentes com deficiências, como ausência de adaptações estruturais para essas pessoas e deprofissionais de saúde qualificados. Conclusão: a Atenção Primária precisa passar por reestruturações, tantoem relação às suas condições físicas quanto à capacitação dos seus recursos humanos e criação de estratégiasque contribuem para o acesso de infantes com necessidades especiais de saúde.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Acesso aos Serviços de Saúde , Crianças com Deficiência , Adolescente , Pessoas com Deficiência , Atenção Primária à Saúde , Família , Pesquisa Qualitativa , Epidemiologia Descritiva
5.
Rev Bras Enferm ; 69(1): 79-85, 2016.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-26871220

RESUMO

OBJECTIVE: to understand the family experience of children and adolescents with myelomeningocele by the discovery of chronic illness and their daily life in the realization of needed care to these people. METHOD: qualitative study, developed from October 2013 to February 2014, with family, in a pediatric hospital in Fortaleza. Data were collected through interviews and checked by analysis thematic category. RESULTS: it was found that the diagnosis after the birth of the child caused fear and anguish to the families in front of the unknown and the unexpected and that over the years they started to deal with many challenges conducting the daily care due to the disease sequelae. CONCLUSION: nursing plays an important role in the lives of families, children and adolescents, through emotional support, guidelines and care inserted in the health care network.


Assuntos
Serviços de Saúde da Criança , Saúde da Família , Apoio Social , Adolescente , Adulto , Criança , Doença Crônica , Assistência à Saúde , Família , Medo , Feminino , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde , Humanos , Masculino , Pesquisa Qualitativa
6.
Rev. bras. enferm ; 69(1): 88-95, jan.-fev. 2016.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: lil-771987

RESUMO

RESUMO Objetivo: compreender a experiência da família de crianças e adolescentes com mielomeningocele diante da descoberta do adoecimento crônico, bem como sua vivência cotidiana na realização dos cuidados necessários a essas pessoas. Método: estudo qualitativo, desenvolvido de outubro de 2013 a fevereiro de 2014, com familiares, em um hospital pediátrico de Fortaleza. Os dados foram coletados por meio de entrevistas em profundidade e verificados por análise categorial temática. Resultados: constatou-se que o diagnóstico, após o nascimento do filho, gerou medo e angústia aos familiares perante o desconhecido e o inesperado, e que, ao longo dos anos, eles passaram a lidar com muitos desafios para proceder aos cuidados diários decorrentes de sequelas da doença. Conclusão: a Enfermagem assume importante papel na vida dessas famílias, das crianças e dos adolescentes, por meio do suporte emocional, das orientações e dos cuidados inseridos na rede de atenção em saúde.


RESUMEN Objetivo: comprender la experiencia de la familia de ninos y adolescentes con mielomeningocele ante el descubrimiento de la enfermedad crónica, así como su vivencia cotidiana en la realización de los cuidados necesarios a esas personas. Método: estudio cualitativo, desarrollado de octubre de 2013 a febrero de 2014, con familiares, en un hospital pediátrico de Fortaleza. Los datos fueron recogidos por medio de entrevistas en profundidad y verificados por análisis de categoria temática. Resultados: se constató que el diagnóstico, después del nacimiento del hijo, generó miedo y angustia a los familiares ante lo desconocido y lo inesperado, y que, a lo largo de los anos, ellos pasaron a lidiar con muchos desafios para proceder a los cuidados diarios decurrentes de secuelas de la enfermedad. Conclusión: la Enfermería asume un importante papel en la vida de esas familias, de los ninos y de los adolescentes, por medio del soporte emocional, de las orientaciones y de los cuidados inseridos en la red de atención en salud.


ABSTRACT Objective: to understand the family experience of children and adolescents with myelomeningocele by the discovery of chronic illness and their daily life in the realization of needed care to these people. Method: qualitative study, developed from October 2013 to February 2014, with family, in a pediatric hospital in Fortaleza. Data were collected through interviews and checked by analysis thematic category. Results: it was found that the diagnosis after the birth of the child caused fear and anguish to the families in front of the unknown and the unexpected and that over the years they started to deal with many challenges conducting the daily care due to the disease sequelae. Conclusion: nursing plays an important role in the lives of families, children and adolescents, through emotional support, guidelines and care inserted in the health care network.

7.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 19(4): 671-678, out.-dez. 2015.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-772013

RESUMO

Objetivo: Compreender o conhecimento das famílias de crianças e adolescentes com mielomeningocele sobre os seus direitos em saúde e identificar como tem ocorrido o processo de orientação acerca das políticas públicas de saúde. Métodos: Estudo qualitativo, realizado em hospital de referência pediátrica no Ceará, onde desenvolveram-se entrevistas semiestruturadas com 15 famílias, de setembro de 2013 a fevereiro de 2014. Os dados foram submetidos à análise categorial temática. Resultados: As famílias possuíam pouca informação acerca dos direitos de seus filhos, aspecto que esteve relacionado às lacunas existentes na orientação dos familiares por parte dos profissionais de saúde. Esse desconhecimento repercutiu em dificuldades econômicas, devido aos altos custos com os insumos necessários no cotidiano. Conclusão: Conclui-se ser necessário investir na formação dos profissionais, favorecendo a sua aquisição de competências para atuar junto às famílias, de modo a contribuir para a sua apreensão de conhecimentos e autonomia.


Objective: This study aimed to understand the information quality offered to the families of children and adolescents withmyelomeningocele about their rights in health and identify how has been occurred the process of guidance on public healthpolicies. Methods: Qualitative research conducted in a pediatric referral hospital in Ceará. Fifteen families participated in asemi-structured interview, developed from September 2013 to February 2014. The data were submitted to thematic categoricalanalysis. Results: Families had insufficient information about the rights of their children, aspect that is related to the gaps inthe orientation transmitted by health professionals and results in economic difficulties due to the high costs with the necessarysupplies in day to day. Conclusion: The study disclosed the need to expand the training of professionals, improving their skillsfor providing assistance to these families, contributing with information on its rights and autonomy.


Objetivo: Comprender el grado de conocimiento de las familias de niños y adolescentes con mielomeningocele con respecto asus derechos en materia de salud, e identificar como ha sido el proceso de orientación acerca de las políticas públicas de salud.Métodos: Estudio cualitativo realizado en hospital pediátrico de referencia en Ceará, donde se han desarrollado entrevistassemiestructuradas con 15 familias, de septiembre 2013 a febrero de 2014. Los datos fueron sometidos al análisis categorialtemático. Resultados: Las familias tenían información insuficiente sobre los derechos de sus hijos, aspecto que se relaciona conlas lagunas en la orientación transmitida por profesionales de salud y resulta en dificultades económicas debido a los altos costoscon los insumos necesarios en el día a día. Conclusión: Se necesita ampliar la capacitación de profesionales, confiriéndoleshabilidades para prestación de asistencia a las familias, contribuyendo con la información de sus derechos y autonomía.


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Saúde do Adolescente , Saúde da Criança , Doença Crônica , Meningomielocele/enfermagem , Direitos do Paciente , Políticas Públicas de Saúde
8.
Trab. educ. saúde ; 13(3): 639-655, set.-dez. 2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-763389

RESUMO

ResumoEste artigo teve como objetivo identificar as propostas de escolarização no ambiente hospitalar, sua implementação direcionada às crianças e aos adolescentes cronicamente adoecidos e compreender a percepção deles acerca da sua escolarização nesse ambiente. Desenvolveu-se uma pesquisa em hospital de referência pediátrica de Fortaleza, estado do Ceará, no período de março a maio de 2013, por meio de entrevista semiestruturada, com oito crianças e adolescentes internados com condição crônica. Os dados foram submetidos à análise, elencando-se duas categorias: percepção de crianças e adolescentes hospitalizados acerca de sua escolarização; e distanciamento entre teoria e prática na escolarização de crianças e adolescentes hospitalizados. Observou-se que a tristeza emanada durante a internação das crianças e dos adolescentes, associada à saudade e ao afastamento da escola, as restrições impostas nas rotinas estabelecidas pela instituição e a condição clínica geraram imenso sofrimento nessas pessoas. Pouco se faz sobre a escolarização desses sujeitos, pois as atividades lúdicas e educativas efetivadas pelos profissionais da saúde não atendem a essa necessidade. Logo, concluímos ser essencial que a unidade hospitalar ofereça um acompanhamento educacional a essa clientela, dando continuidade ao processo de escolarização por meio da classe hospitalar, a fim de oferecer uma assistência integral atendendo às prerrogativas prescritas na legislação.


AbstractThe purpose of this article was to identify the education proposals in the hospital environment, their implementation directed to chronically ill children and adolescents, and to understand their perception about their schooling in this environment. A survey was carried out at a pediatric referral hospital in Fortaleza, state of Ceará, Brazil, from March to May 2013, using semi-structured interviews and involving eight children and adolescents hospitalized because of a chronic condition. The data were analyzed and two categories listed: the view hospitalized children and adolescents have of their schooling, and the gap between theory and practice in the education of hospitalized children and adolescents. It was noticed that the sadness emanating during the children and adolescents'; hospitalization, associated with nostalgia and distance from school, with the restrictions imposed by the routines established by the institution, and with patients'; clinical condition generated immense suffering among these youth. Little is done about the education of these subjects, as the recreational and educational activities carried out by health professionals do not meet this need. Therefore, we conclude it is essential that the hospital offer this population educational follow-up, continuing the educational process through classes at the hospital in order to provide comprehensive assistance in view of the prerogatives prescribed by law.


ResumenEste artículo tuvo como objetivo identificar las propuestas de escolarización en el ambiente hospitalario, su implementación dirigida a los niños y adolescentes con enfermedad crónica y comprender la percepción de ellos acerca de su escolarización en ese ambiente. Se desarrolló una investigación en un hospital de referencia pediátrica de Fortaleza, estado de Ceará, Brasil, en el período de marzo a mayo de 2013, por medio de entrevista semiestructurada, con ocho niños y adolescentes internados con condición crónica. Los datos se sometieron a análisis, clasificándolos en dos categorías: percepción de niños y adolescentes hospitalizados acerca de su escolarización; y distanciamiento entre teoría y práctica en la escolarización de niños y adolescentes hospitalizados. Se observó que la tristeza emanada durante la internación de niños y adolescentes, asociada a la salud y al alejamiento de la escuela, las restricciones impuestas en las rutinas establecidas por la institución y la condición clínica generaron un enorme sufrimiento en esas personas. Poco se hace sobre la escolarización de estos individuos, pues las actividades lúdicas y educativas llevadas a cabo por los profesionales de la salud no atienden esta necesidad. Así, concluimos que es esencial que la unidad hospitalaria ofrezca un acompañamiento educativo para esta clientela, dando continuidad al proceso de escolarización por medio de la clase hospitalaria, a fin de ofrecer una asistencia integral que satisfaga las prerrogativas prescritas en la legislación.


Assuntos
Humanos , Criança Hospitalizada , Doença Crônica , Adolescente Hospitalizado , Assistência Integral à Saúde , Escolaridade
9.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 18(1): 122-129, Jan-Mar/2014.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-704662

RESUMO

O objetivo deste estudo foi identificar e analisar estratégias para promover a segurança do paciente na perspectiva de enfermeiros assistenciais. Métodos: Estudo descritivo, qualitativo, desenvolvido em hospital público de Fortaleza - CE. A coleta de dados procedeu-se mediante entrevista semiestruturada com 37 enfermeiros, analisada segundo o referencial da análise de conteúdo. As estratégias identificadas para promoção da segurança do paciente foram apresentadas em três categorias: 1. Identificação dos principais riscos relacionados à assistência de enfermagem, 2. Incorporação de práticas seguras e baseadas em evidências e 3. Levantamento de barreiras e oportunidades para um cuidado seguro. Resultados: Os participantes identificaram riscos físicos/químicos, clínicos, assistenciais e institucionais, além de barreiras e oportunidades que implicam na (in) segurança do paciente. Por outro lado, referiram práticas embasadas em metas internacionais divulgadas pela Organização Mundial de Saúde. Conclusão: Sugere-se a inclusão e a participação ativa destes profissionais em uma gestão compartilhada para a implantação da cultura de segurança. .


Objetivo:Identificar y analizar estrategias para promover la seguridad del paciente desde la perspectiva de los enfermeros.Métodos:Estudio descriptivo, cualitativo, realizado en un hospital público de Fortaleza/CE. La recolección de datos se realizó a través de entrevistas semiestructuradas con 37 enfermeras, analizadas según el referencial de análisis de contenido. Las estrategias identificadas para promover la seguridad del paciente fueron presentadas en tres categorías: 1) Identificación de los principales riesgos; 2) Incorporación de prácticas seguras, basadas en evidencias; 3) Análisis de las barreras y oportunidades para un cuidado seguro.Resultados:Los participantes identificaron riesgos físicos/químicos, clínicos, asistenciales e institucionales, además de las barreras y oportunidades implicadas en la (in) seguridad del paciente. Por otro lado, reportaron prácticas basadas en objetivos internacionales reveladas por la Organización Mundial de Salud.Conclusión:Se sugiere la inclusión y la participación activa de los profesionales en la gestión compartida para implantación de la cultura de seguridad.


Assuntos
Humanos , Enfermagem Baseada em Evidências , Cuidados de Enfermagem , Segurança do Paciente , Fatores de Risco
10.
Rev. RENE ; 14(6): 1073-1083, nov.-dez. 2013.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-26431

RESUMO

Estudo descritivo que objetivou analisar o processo de comunicação de eventos adversos no contexto hospitalar, sob a perspectiva de enfermeiros assistenciais. Os dados foram coletados em janeiro de 2013 em hospital público de Fortaleza-CE, Brasil. Aplicou-se entrevista semiestruturada a 37 enfermeiros, abrangendo questões norteadoras sobre comunicação/registro de eventos adversos. Constatou-se que existe comunicação de eventos adversos no serviço, porém há subnotificação e análise inadequada dos casos; os enfermeiros não foram unânimes na identificação dos documentos indicados para registro dos eventos; e prevalece a cultura punitiva nas situações que geram eventos adversos, evidenciada pelos relatos de práticas de repreensão e punição dos profissionais. Conclui-se que é necessário incentivar a comunicação adequada de eventos adversos no serviço, considerando o registro como indispensável no processo de comunicação organizacional, pois é fonte de dados para análise da ocorrência de eventos adversos e garante segurança ao paciente. (AU)


This descriptive study aimed to analyze the process of communicating adverse events in the hospital context, from the nurses’ perspective. Data was collected in January 2013 in a public hospital in Fortaleza, Ceará, Brazil. A semi-structured interview was held with 37 nurses, covering guiding questions regarding the communication/recording of adverse events. It was found that communication of adverse events exists in the service, but that cases are under-reported and inadequately analyzed; the nurses were not unanimous in identifying the documents indicated for recording events; and a punitive culture predominates in the situations which generate adverse events, evidenced by reports of practices of reprimanding and punishment of the professionals. It is concluded that encouraging appropriate communication of adverse events in the service is necessary, considering recording as indispensable in the organizational communication process, as this is the source of data for analyzing the occurrence of adverse events and ensures patient safety. (AU)


Estudio descriptivo, cuyo objetivo fue analizar el proceso de comunicación de eventos adversos en medio hospitalario, bajo la perspectiva de enfermeros. Los datos fueron recolectados en enero de 2013 en hospital público de Fortaleza-CE, Brasil. Se aplicó entrevista semiestructurada a 37 enfermeros, incluyendo preguntas acerca de la comunicación/registro de eventos adversos. Se encontró comunicación de eventos adversos en el servicio, pero con subregistro de casos y análisis inadecuados; los enfermeros no fueron unánimes en identificar los documentos para registro de eventos; y prevalece la cultura punitiva en situaciones que generan eventos adversos, como señalan los informes de prácticas de amonestación y castigo de los profesionales. En conclusión, es necesario fomentar la comunicación adecuada de eventos adversos en el servicio, teniendo en cuenta que el registro es esencial en el proceso de comunicación organizacional, ya que es fuente de datos para análisis de eventos adversos y garantiza seguridad del paciente. (AU)


Assuntos
Humanos , Enfermagem , Registros de Enfermagem , Gestão da Segurança , Qualidade da Assistência à Saúde , Segurança do Paciente
11.
Rev. RENE ; 14(6): 1073-1083, nov.-dez. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-721916

RESUMO

Estudo descritivo que objetivou analisar o processo de comunicação de eventos adversos no contexto hospitalar, sob a perspectiva de enfermeiros assistenciais. Os dados foram coletados em janeiro de 2013 em hospital público de Fortaleza-CE, Brasil. Aplicou-se entrevista semiestruturada a 37 enfermeiros, abrangendo questões norteadoras sobre comunicação/registro de eventos adversos. Constatou-se que existe comunicação de eventos adversos no serviço, porém há subnotificação e análise inadequada dos casos; os enfermeiros não foram unânimes na identificação dos documentos indicados para registro dos eventos; e prevalece a cultura punitiva nas situações que geram eventos adversos, evidenciada pelos relatos de práticas de repreensão e punição dos profissionais. Conclui-se que é necessário incentivar a comunicação adequada de eventos adversos no serviço, considerando o registro como indispensável no processo de comunicação organizacional, pois é fonte de dados para análise da ocorrência de eventos adversos e garante segurança ao paciente.


This descriptive study aimed to analyze the process of communicating adverse events in the hospital context, from the nurses’ perspective. Data was collected in January 2013 in a public hospital in Fortaleza, Ceará, Brazil. A semi-structured interview was held with 37 nurses, covering guiding questions regarding the communication/recording of adverse events. It was found that communication of adverse events exists in the service, but that cases are under-reported and inadequately analyzed; the nurses were not unanimous in identifying the documents indicated for recording events; and a punitive culture predominates in the situations which generate adverse events, evidenced by reports of practices of reprimanding and punishment of the professionals. It is concluded that encouraging appropriate communication of adverse events in the service is necessary, considering recording as indispensable in the organizational communication process, as this is the source of data for analyzing the occurrence of adverse events and ensures patient safety.


Estudio descriptivo, cuyo objetivo fue analizar el proceso de comunicación de eventos adversos en medio hospitalario, bajo la perspectiva de enfermeros. Los datos fueron recolectados en enero de 2013 en hospital público de Fortaleza-CE, Brasil. Se aplicó entrevista semiestructurada a 37 enfermeros, incluyendo preguntas acerca de la comunicación/registro de eventos adversos. Se encontró comunicación de eventos adversos en el servicio, pero con subregistro de casos y análisis inadecuados; los enfermeros no fueron unánimes en identificar los documentos para registro de eventos; y prevalece la cultura punitiva en situaciones que generan eventos adversos, como señalan los informes de prácticas de amonestación y castigo de los profesionales. En conclusión, es necesario fomentar la comunicación adecuada de eventos adversos en el servicio, teniendo en cuenta que el registro es esencial en el proceso de comunicación organizacional, ya que es fuente de datos para análisis de eventos adversos y garantiza seguridad del paciente.


Assuntos
Humanos , Gestão da Segurança , Enfermagem , Registros de Enfermagem , Segurança do Paciente , Qualidade da Assistência à Saúde
12.
Rev. gaúch. enferm ; 34(4): 146-152, dez. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-704312

RESUMO

Objetivou-se descrever os significados do cuidado atribuídos por profissionais na atenção a crianças vítimas de maus tratos. Trata-se de pesquisa descritiva de natureza qualitativa, realizada com 14 profissionais em uma emergência pediátrica de hospital de Fortaleza, no período de março a junho de 2010, por meio de entrevista semiestruturada. Nos resultados, identificaram-se duas categorias: "sentimentos e sofrimento do profissional de saúde" e "limitações à prática profissional no cuidar de crianças violentadas". Dentre os sentimentos expressos, estava a compaixão em relação às crianças maltratadas, sendo esta um motivador profissional. Aqueles considerados negativos foram indignação e ira contra o agressor. Concluiu-se que o cuidar de crianças vítimas de violência constitui um desafio para os profissionais de saúde dos serviços de emergência, por envolver aspectos biopsicossociais que ultrapassam a lesão corporal propriamente dita e o universo hospitalar.


The aim of this study was to describe the significance of the care attributed by professionals in attending child victims of abuse. This descriptive study, using a qualitative approach, was developed with 14 professionals in the pediatric emergency unit of a hospital in Fortaleza, in the period between March and June of 2010, by means of semi-structured interviews. The results identified two categories: 'Feelings and suffering of the health professional' and 'Limitations of the professional practice in the care of abused children'. The emotions expressed included compassion towards abused children, which was a motivation for professionals. Negative feelings included rage and anger against the aggressor. In conclusion, the care of child victims of violence is a challenge for health professionals from emergency services, as it involves biopsychosocial aspects that go beyond the injury itself and the hospital universe.


Descripción de los significados atribuidos por profesionales de la salud en su práctica profesional con niños maltratados. Estudio descriptivo y cualitativo realizado con 14 profesionales de la salud de una sala de emergencia pediátrica en un hospital de Fortaleza, Brasil, entre marzo y junio de 2010, a través de una entrevista semiestructurada. Los resultados identificaron dos categorías: Los sentimientos y sufrimientos de los profesionales de la salud y las limitaciones a la práctica profesional en el cuidado de los niños maltratados. Entre los sentimientos expresados tomó la palabra sobre la compasión hacia los niños abusados, al ser un motivador profesional. Aquellos considerados negativos fueron rabia e ira contra el agresor. El tratamiento de niños maltratados es un desafío para los profesionales de la salud en los servicios de emergencia, ya que involucra aspectos biopsicosociales que van mucho más allá de las lesiones físicas y del entorno hospitalario.


Assuntos
Criança , Humanos , Atitude do Pessoal de Saúde , Maus-Tratos Infantis , Maus-Tratos Infantis/terapia
13.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 17(4): 690-697, Sep-Dec/2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-697757

RESUMO

OBJECTIVE: To describe the communication process in advice given by health professionals to the accompanying mother regarding the illness and inpatient treatment of her child. METHODS:Descriptive research with a qualitative approach, undertaken in Ceará in a public hospital which is a center of excellence in pediatrics, in August 2011. Data was collected via semi-structured interviews and, using the technique of thematic content analysis, three categories were selected: The mother's need to feel well-informed; Health professionals who provided information on the child's illness; and, Barriers found in the communication between the health professional and the accompanying mother. RESULTS: It was observed that all the mothers were anxious to receive information on their children, but that therewere some obstacles in the communication with the professionals, such as the technical language that these use. CONCLUSION: Based on the understanding of the importance of providing information to those accompanying the children, the health team needs to improve its performance, so as to produce a more efficient therapeutic communication.


Este estudo objetivou descrever o processo de comunicação na orientação acerca do adoecimento e da hospitalização da criança por profissionais de saúde para mães acompanhantes. MÉTODOS: pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, desenvolvida em hospital público de referência pediátrica do Ceará, em agosto de 2011. Coletaram-se os dados por meio de entrevista semiestruturada e, pela técnica de análise de conteúdo temática, elencaram-se as categorias: Necessidade da mãe de sentir-se bem informada; Profissionais de saúde que forneceram informações acerca do adoecimento da criança; Barreiras encontradas na comunicação entre o profissional de saúde e a mãe acompanhante. RESULTADOS: observou-se que todas as mães ansiavam receber informações sobre seus filhos, contudo, existiam alguns obstáculos na comunicação com os profissionais, como a linguagem técnica utilizada por estes. CONCLUSÃO: A partir do entendimento acerca da importância do fornecimento de informações para as acompanhantes, a equipe de saúde precisa aperfeiçoar sua atuação visando a uma comunicação terapêutica mais eficaz.


OBJETIVO: describir el proceso de comunicación en la orientación sobre la enfermedad y la hospitalización del niño por los profesionales de salud para las madres acompañantes. MÉTODOS: investigación descriptiva con enfoque cualitativo, desarrollado en un hospital público pediátrico de Ceará, en agosto de 2011. Los datos fueron recolectados por medio de entrevista semiestructurada y, utilizando la técnica de análisis de contenido temático, fueron listadas las categorías: necesidad de la madre de sentirse bien informada; profesionales de salud que trasmiten informaciones acerca de la enfermedad del niño; barreras de comunicación entre profesionales de salud y madres acompañantes. RESULTADOS: se observó que las madres estaban deseosas de recibir información acerca de los niños. Pero había algunos obstáculos de comunicación con los profesionales, como el lenguaje técnico usado por ellos. CONCLUSIÓN: A partir de la comprensión de la importancia de proporcionar información a las acompañantes, el equipo de salud debe mejorar su actuación, visando a una comunicación terapéutica más eficaz.


Assuntos
Humanos , Criança , Saúde da Criança , Criança Hospitalizada , Humanização da Assistência , Hospitais Públicos
14.
Cogitare enferm ; 18(3): 552-557, jul.-et. 2013.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-698937

RESUMO

Objetivou-se descrever os sentimentos de mães ao vivenciarem o internamento dos filhos. Pesquisa descritiva, qualitativa, desenvolvida em 2012 em hospital de referência pediátrica de Fortaleza-Ceará, por meio de entrevista semiestruturada com mães acompanhantes após aprovação do Comitê de Ética. A partir da análise das entrevistas, foram delimitadas duas categorias: sentimentos gerados na mãe pelo adoecimento do filho e estratégias para enfrentar o sofrimento. Evidencia-se a necessidade de maior atenção e interação, por parte dos profissionais de saúde, com as mães acompanhantes, de forma a promover cuidado humanizado, envolvendo o binômio mãe e filho.


This study aimed to describe the feelings of mothers in experiencing the hospitalization of their child. This descriptive, qualitative research was undertaken in 2012 in a hospital, a center of excellence in Pediatrics, in Fortaleza-Ceará, by means of a semi-structured interview held with mothers accompanying their children, following approval from the Ethics Committee. Based on the analysis of the interviews, two categories were delimited: feelings created in the mother by the falling-ill of her child and strategies for coping with the suffering. The need is evidenced for greater care and interaction on the part of the health professionals with the mothers accompanying children, so as to promote humanized care, involving the mother-child unit.


La finalidad del estudio fue describir los sentimientos de madres cuando pasaron por el internamiento de los hijos. Investigación descriptiva, cualitativa, desarrollada en 2012 en hospital de referencia pediátrica de Fortaleza, Ceará, por medio de entrevista semiestructurada con madres acompañantes después de aprobación de la Comisión de Ética. Con base en el análisis de las entrevistas, fueron delimitadas dos categorías: Sentimientos generados en la madre por la enfermedad del hijo y Estrategias para afrontar el sufrimiento. Se evidencia la necesidad de más atención e interacción por los profesionales de salud con las madres acompañantes, de forma a promover cuidado humanizado, involucrando el binomio madre e hijo.


Assuntos
Feminino , Criança Hospitalizada , Enfermagem , Humanização da Assistência , Mães
15.
Rev Gaucha Enferm ; 34(4): 146-52, 2013 Dec.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-25080712

RESUMO

The aim of this study was to describe the significance of the care attributed by professionals in attending child victims of abuse. This descriptive study, using a qualitative approach, was developed with 14 professionals in the pediatric emergency unit of a hospital in Fortaleza, in the period between March and June of 2014 by means of semi-structured interviews. The results identified two categories: 'Feelings and suffering of the health professional' and 'Limitations of the professional practice in the care of abused children'. The emotions expressed included compassion towards abused children, which was a motivation for professionals. Negative feelings included rage and anger against the aggressor In conclusion, the care of child victims of violence is a challenge for health professionals from emergency services, as it involves biopsychosocial aspects that go beyond the injury itself and the hospital universe.


Assuntos
Atitude do Pessoal de Saúde , Maus-Tratos Infantis , Criança , Maus-Tratos Infantis/terapia , Humanos
16.
Rev. dor ; 13(4): 332-337, out.-dez. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-660993

RESUMO

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Em pacientes com síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA), o subdiagnóstico e o subtratamento da dor são alarmantes e poucos estudos analisam esse tema, bem como os registros de sua ocorrência. O objetivo deste estudo foi analisar registros sobre dor e analgesia em prontuários de pacientes com SIDA internados. MÉTODO: Pesquisa documental, com análise de 63 prontuários, realizado em hospital de referência no tratamento da SIDA no Ceará, em 2010. Utilizou-se check-list para obtenção de dados e os resultados foram apresentados em tabelas com frequências relativo/absoluta. RESULTADOS: Encontrou-se registro de dor na maioria dos prontuários (90,5%), especificando localização (90,5%), fatores de melhora/piora (55,6%), intensidade (39,7%), frequência (25,4%), entre outros aspectos. Foram responsáveis pelos registros médicos (94,7%), enfermeiros (87,8%) e fisioterapeutas (12,2%). Quanto à localização, prevaleceu cefaleia (50,9%), dor abdominal (52,6%), torácica (33,3%), membros inferiores (24,6%) e lombalgia (29,8%). Quanto à intensidade, dor forte (56%), leve (28%) e moderada (16%). Quanto à duração, dor contínua (62,5%) e intermitente (37,5%). Nas prescrições farmacológicas, predominou anti-inflamatório não esteroide (66,7%), seguido de analgésicos simples (44,4%) e adjuvantes (41,3%). Medidas não farmacológicas foram prescritas em apenas 11% dos prontuários. CONCLUSÃO: É necessária a atenção dos profissionais para o registro de informações detalhadas das queixas álgicas dos pacientes com SIDA, com a adoção de instrumentos adequados para a avaliação e registro dos dados avaliados, para melhorar a assistência e o controle da dor que incide na maioria desses pacientes.


BACKGROUND AND OBJECTIVES: In acquired immunodeficiency syndrome (AIDS) patients, pain underdiagnostic and undertreatment are alarming and few studies have evaluated this subject, as well as the records of its incidence. This study aimed at analyzing records about pain and analgesia of hospitalized AIDS patients. METHOD: Documental research with the analysis of 63 medical charts of an AIDS treatment reference hospital of Ceará, in 2010. Data were collected via checklist and results were presented in tables with relative/absolute frequencies. RESULTS: Most medical charts had pain records (90.5%), specifying location (90.5%), improvement/worsening factors (55.6%), intensity (39.7%) and frequency (25.4%), among other aspects. Responsible for medical charts were physicians (94.7%), nurses (87.8%) and physical therapists (12.2%). Most frequent sites were headache (50.9%), abdominal pain (52.6%), chest (33.3%), lower limbs (24.6%) and low back pain (29.8%). As to intensity, pain was severe (56%), mild (28%) and moderate (16%). As to duration, pain was continuous (62.5%) and intermittent (37.5%). There has been predominance of non-steroid anti-inflammatory drugs (66.7%), followed by common analgesics (44.4%) and adjuvants (41.3%). Non-pharmacological measures were prescribed in just 11% of medical charts. CONCLUSION: Health professionals have to pay attention to the detailed recording of pain complaints of AIDS patients, with the adoption of adequate tools to evaluate and record evaluated data, to improve assistance and control pain affecting most of these patients.


Assuntos
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Analgesia , Dor , Medição da Dor , Registros
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA