Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Texto & contexto enferm ; 29: e20180432, Jan.-Dec. 2020.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1059134

RESUMO

ABSTRACT Objectives: to identify situations of violence in the daily work of the health professionals of the Family Health Strategy and to describe the conducts adopted by these professionals in relation to the situations of violence identified. Method: a qualitative, descriptive and exploratory study whose scenario was a Family Clinic of the city of Rio de Janeiro. Eighteen health professionals participated. Data was collected through semi-structured interviews and subjected to content analysis. Results: three thematic categories emerged: Situations of workplace violence in the Family Health Strategy; Consequences of workplace violence on the Family Health Strategy; The nurse's role as leader of the Family Health Team and the strategies adopted in the face of workplace violence. Conclusions: situations of interpersonal violence and collective violence were identified, exemplified by the contact with armed violence in the territory, racial discrimination, peer violence and violence suffered by the user, such as domestic violence, directly affecting the professional. The importance is highlighted of the nurse's role as leader of the Family Health Strategy team, envisioning the management of violence situations, often neglected.


RESUMEN Objetivos: identificar las situaciones de violencia en la rutina laboral de los profesionales de salud de la Estrategia de Salud de la Familia y describir las conductas que adoptan estos profesionales ante las situaciones de violencia identificadas. Método: estudio cualitativo, descriptivo y exploratorio que tuvo como escenario a una Clínica de Salud Familiar del municipio de Río de Janeiro. Participaron 18 profesionales de la salud. Los datos se recolectaron a través de entrevistas semiestructuradas y se los sometió a análisis de contenido. Resultados: surgieron tres categorías temáticas: Situaciones de violencia laboral en la Estrategia de Salud de la Familia; Consecuencias de la violencia laboral en la Estrategia de Salud de la Familia y Desempeño de los enfermeros como líderes de los equipos de Salud de la Familia y las estrategias adoptadas ante la violencia laboral. Conclusiones: se identificaron situaciones de violencia interpersonal y colectiva, ejemplificadas por el contacto con la violencia armada en el campo de acción, discriminación racial, violencia entre pares y violencia sufrida por el usuario, como ser la violencia doméstica, que afecta directamente al profesional. Se destaca la importancia del desempeño de los enfermeros como líderes de los equipos de la Estrategia de Salud de la Familia, con vistas a manejar las situaciones de violencia laboral, muchas veces desatendidas.


RESUMO Objetivos: identificar as situações de violência no cotidiano de trabalho dos profissionais de saúde da Estratégia de Saúde da Família e descrever as condutas adotadas por esses profissionais perante as situações de violência identificadas. Método: estudo qualitativo, descritivo e exploratório cujo cenário foi uma Clínica da Família do município do Rio de Janeiro. Participaram 18 profissionais da saúde. Os dados foram coletados através de entrevistas semiestruturadas e submetidos à análise de conteúdo. Resultados: emergiram três categorias temáticas: Situações de violência no trabalho na Estratégia de Saúde da Família; Consequências da violência no trabalho na Estratégia de Saúde da Família; Atuação do enfermeiro como líder da Equipe de Saúde da Família e as estratégias adotadas perante a violência no trabalho. Conclusões: foram identificadas situações de violência interpessoal e a violência coletiva, exemplificadas pelo contato com a violência armada no território, discriminação racial, violência entre os pares e violência sofrida pelo usuário, como a violência doméstica, afetando diretamente o profissional. Destaca-se a importância da atuação do enfermeiro como líder da equipe da Estratégia de Saúde da Família vislumbrando o gerenciamento das situações de violência no trabalho, muitas vezes negligenciadas.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA