Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. RENE ; 16(4)jul.-ago. 2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-776011

RESUMO

Objetivo: construir e validar um instrumento de Sistematização da Assistência de Enfermagem e caracterizar o perfil dos pacientes de uma unidade de terapia intensiva do norte do Brasil. Métodos: trabalho metodológico descritivo, seguiu o modelo do processo de enfermagem em cinco fases. Resultados: foi sugerido que o instrumento fosse construído em dois impressos, um de admissão e outro de avaliação diária. Alguns itens do instrumento foram retirados conforme a validação do conteúdo pelas enfermeiras. Dos 45 pacientes avaliados, 60,0% eram homens, 44,0% casados, 40,0% com baixa escolaridade, insuficiência renal crônica e carcinoma. Os principais diagnósticos de enfermagem foram risco para infecção (100,0%) e mobilidade física prejudicada (97,8%). As principais intervenções de enfermagem foram: lavagem das mãos, trocar acessos endovenosos, realizar técnicas assepticamente e movimentar o paciente a cada 2 horas. Conclusão: a construção e validação de conteúdo foram realizadas com êxito, subsidiando instrumentos capazes de proporcionar aos pacientes uma assistência de enfermagem de qualidade.


Assuntos
Unidades de Terapia Intensiva , Cuidados de Enfermagem , Estudo de Validação
2.
Rev. RENE ; 16(4)jul.-ago. 2015.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-28108

RESUMO

Objetivo: construir e validar um instrumento de Sistematização da Assistência de Enfermagem e caracterizar o perfil dos pacientes de uma unidade de terapia intensiva do norte do Brasil. Métodos: trabalho metodológico descritivo, seguiu o modelo do processo de enfermagem em cinco fases. Resultados: foi sugerido que o instrumento fosse construído em dois impressos, um de admissão e outro de avaliação diária. Alguns itens do instrumento foram retirados conforme a validação do conteúdo pelas enfermeiras. Dos 45 pacientes avaliados, 60,0% eram homens, 44,0% casados, 40,0% com baixa escolaridade, insuficiência renal crônica e carcinoma. Os principais diagnósticos de enfermagem foram risco para infecção (100,0%) e mobilidade física prejudicada (97,8%). As principais intervenções de enfermagem foram: lavagem das mãos, trocar acessos endovenosos, realizar técnicas assepticamente e movimentar o paciente a cada 2 horas. Conclusão: a construção e validação de conteúdo foram realizadas com êxito, subsidiando instrumentos capazes de proporcionar aos pacientes uma assistência de enfermagem de qualidade.(AU)


Assuntos
Cuidados de Enfermagem , Unidades de Terapia Intensiva , Estudo de Validação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA