Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
São Paulo; s.n; 2010. [115] p. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-579429

RESUMO

INTRODUÇÃO: A hipertensão pulmonar (HP) é comorbidade frequente em pacientes com insuficiência cardíaca (IC) e está associada ao pior prognóstico no pós-transplante cardíaco (TC). O teste de reatividade pulmonar realizado no préoperatório de TC avalia a reversibilidade da HP aos vasodilatadores, uma vez que a HP reversível tem melhor prognóstico. O nitroprussiato de sódio (NPS) é o vasodilatador mais utilizado, porém é associado a elevados índices de hipotensão arterial sistêmica, disfunção ventricular do enxerto transplantado e elevadas taxas de desqualificação para o TC. O sildenafil (SIL) é um inibidor seletivo da fosfodiesterase tipo 5 e utilizado no tratamento da HP idiopática, sem promover efeitos sistêmicos negativos. Neste estudo, objetivou-se avaliar os efeitos hemodinâmicos agudos do SIL e NPS sobre a HP de candidatos ao TC e seus efeitos sobre o remodelamento cardíaco reverso, definido como redução dos diâmetros ventriculares e melhora da função cardíaca, por meio da análise ecocardiográfica, hemodinâmica e bioquímica. MÉTODOS: Os pacientes foram submetidos, simultaneamente, ao cateterismo cardíaco direito para medida das pressões pulmonares, ao ecocardiograma, à dosagem sanguínea de BNP e à gasometria venosa, prosseguindo no estudo caso preenchessem os critérios de inclusão previamente estabelecidos. Os pacientes selecionados foram randomizados a receber NPS (1 - 2 ?g/Kg/min) ou SIL (100mg, dose única, via oral) e, após o período de tempo predeterminado, procedeu-se à nova avaliação hemodinâmica, ecocardiográfica e bioquímica. RESULTADOS: NPS e SIL reduziram significativamente a pressão sistólica da artéria pulmonar (NPS: 64,7 vs. 57mmHg, p = 0,002; SIL: 61,07 vs. 50mmHg, p < 0,001), porém o grupo que recebeu NPS apresentou redução acentuada da média da pressão arterial sistêmica (85,2 vs. 69,8mmHg, p < 0,001). Do ponto de vista ecocardiográfico, ambas as medicações promoveram redução da área ventricular direita...


INTRODUCTION: Pulmonary hypertension (PH) is a common comorbidity in heart failure (HF) patients and is associated with poor post heart transplant (HT) prognosis. The pulmonary reactivity test performed pre-operatively to the HT evaluates the reversibility of the PH to the vasodilators, since a reversible PH has a better prognosis. Sodium nitroprusside (SNP) is the most widely used vasodilator, but is associated with higher rates of systemic arterial hypotension, ventricular dysfunction of the transplanted graft and higher rejection rates of the HT. Sildenafil (SIL) is a selective phosphodiesterase type 5 inhibitor and is used in the treatment of idiopathic PH, without producing negative systemic effects. This study aimed to evaluate the acute hemodynamic effects of SIL and SNP on the PH of HT candidates and their effects on reverse cardiac remodeling, defined as a reduction in ventricular diameter and improvement of cardiac function, through echocardiographic, hemodynamic and biochemical analysis. METHODS: The patients simultaneously underwent: right cardiac catheterization, to measure the pulmonary pressure, echocardiogram and blood dosage of BNP and venous gas analysis, continuing in the study if the previously established inclusion criteria were met. The selected patients were randomly given SNP (1 - 2 ?g/Kg/min) or SIL (100mg, single dose, orally) and after a predetermined period of time went for a new hemodynamic, echocardiographic and biochemical evaluation. RESULTS: SNP and SIL significantly reduced the systolic pulmonary artery pressure (SNP: 64.7 vs. 57mmHg, p = 0.002; SIL 61.07 vs. 50mmHg, p = 0.001). However the group which received SNP showed a marked reduction in mean systemic blood pressure (85.2 vs. 69.8mmHg, p < 0.001). From the point of view of the echocardiography, both the medications produced a reduction in right ventricular size (SNP: 29.2 vs. 25.7mm, p = 0.003; SIL 29.4 vs. 23.8mm, p < 0.001) and an increase of the left...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Insuficiência Cardíaca , Hipertensão Pulmonar , Nitroprussiato , Inibidores de Fosfodiesterase , Prognóstico , Remodelação Ventricular
2.
Arq. bras. cardiol ; 92(2): 122-126, fev. 2009. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-511103

RESUMO

FUNDAMENTO: A hipertensão pulmonar (HP) é fator de mau prognóstico no pós-operatório de transplante cardíaco (TC) e, desta forma, o estudo do grau de reversibilidade a vasodilatadores é obrigatório durante avaliação pré-operatória. OBJETIVO: Avaliar os efeitos hemodinâmicos pulmonares e sistêmicos do sildenafil como droga vasodilatadora durante o teste de reversibilidade da HP em candidatos a transplante cardíaco. MÉTODOS: Pacientes em fila para TC foram submetidos à medida de variáveis hemodinâmicas sistêmicas e pulmonares antes e após a administração de 100mg dose única e sublingual de sildenafil, durante cateterização cardíaca direita. RESULTADOS: Quatorze pacientes (idade: 47±12 anos, 71,4 por cento homens) com insuficiência cardíaca avançada, Fração de Ejeção (FE) 25 ± 7 por cento, Classe Funcional (CF- NYHA) CF III - 6 e CF IV - 8, foram avaliados neste estudo. A administração aguda de sildenafil mostrou ser eficaz na redução das pressões sistólica (62,4 ± 12,1 vs. 51,5 ± 9,6 mmHg, IC=95 por cento, p<0,05) e média (40,7 ± 7,3 vs. 33,8 ± 7,6 mmHg, IC=95 por cento, p <0,05) da artéria pulmonar. Houve também uma redução significativa da resistência vascular pulmonar (4,2 ± 3 vs. 2,0 ± 0,9 uWood, IC=95 por cento, p<0,05) e sistêmica (22,9 ± 6,8 vs. 18,6 ± 4,1 Wood, IC=95 por cento, p<0,05), associada a uma elevação do débito cardíaco (3,28 ± 0,79 vs. 4,12 ±1,12 uWood, IC=95 por cento, p<0,05) sem, no entanto, interferir de maneira significativa na pressão arterial sistêmica (87,8 ± 8,2 vs. 83,6 ± 9,1 mmHg, IC=95 por cento, p=0,3). CONCLUSÃO: O sildenafil sublingual é uma alternativa eficaz e segura como droga vasodilatadora durante o teste de reversibilidade da HP em portadores de insuficiência cardíaca e em fila para transplante cardíaco.


BACKGROUND: Pulmonary hypertension (PH) is a factor of poor prognosis in the postoperative period of heart transplant (HT) and thus, the study of the degree of reversibility to vasodilators is mandatory during the preoperative assessment. OBJECTIVE: To evaluate the pulmonary and systemic hemodynamic effects of sildenafil as a vasodilator during the PH reversibility test in patients that are candidates to HT. METHODS: Patients awaiting HT were submitted to the measurement of systemic and pulmonary hemodynamic variables before and after the administration of a single sublingual dose of 100 mg of sildenafil during right heart catheterization. RESULTS: Fourteen patients (age: 47±12 years, 71.4 percent men) with advanced heart failure Ejection Fraction (EF) 25 ± 7 percent, Functional Class (FC - NYHA) FC III - 6 and FC IV - 8, were evaluated in this study. The acute administration of sildenafil showed to be effective in decreasing the systolic (62.4 ± 12.1 vs 51.5 ± 9.6 mmHg, CI=95 percent, p<0.05) and mean (40.7 ± 7.3 vs 33.8 ± 7.6 mmHg, CI=95 percent, p <0.05) pressures of the pulmonary artery. There was also a significant decrease in the pulmonary (4.2 ± 3 vs 2.0 ± 0.9 uWood, CI=95 percent, p<0.05) and systemic vascular resistance (22.9 ± 6.8 vs 18.6 ± 4.1 Wood, CI=95 percent, p<0.05), associated to an increase in the cardiac output (3.28 ± 0.79 vs 4.12 ±1.12 uWood, CI=95 percent, p<0.05) without, however, significantly interfering in the systemic arterial pressure (87.8 ± 8.2 vs 83.6 ± 9.1 mmHg, CI=95 percent, p=0.3). CONCLUSION:The sublingual administration of sildenafil is an effective and safe alternative as a vasodilator during the PH reversibility test in patients with heart failure and awaiting a HT.


FUNDAMENTO: La hipertensión pulmonar (HP) se muestra factor de mal pronóstico en el postoperatorio de transplante cardiaco (TC) y, de esta forma, el estudio del grado de reversibilidad a vasodilatadores se vuelve obligatorio durante evaluación preoperatoria. OBJETIVO: Evaluar los efectos hemodinámicos pulmonares y sistémicos del Sildenafil como droga vasodilatadora durante la prueba de reversibilidad de la HP en candidatos a transplante cardiaco. MÉTODOS: Pacientes en fila para TC fueron sometidos a la medición de variables hemodinámicas sistémicas y pulmonares, antes y luego de la administración de 100mg en dosificación única y sublingual de Sildenafil, durante cateterización cardiaca derecha. RESULTADOS: Se evaluaron en este estudio a 14 pacientes (edad: 47±12 años, el 71,4 por ciento varones) con insuficiencia cardiaca avanzada, fracción de eyección (FE) 25 ± 7 por ciento, clase funcional (CF-NYHA) CF III - 6 y CF IV - 8. La administración aguda de Sildenafil se mostró eficaz en la reducción de las presiones sistólica (62,4 ± 12,1 vs 51,5 ± 9,6 mmHg, IC=95 por ciento, p<0,05) y media (40,7 ± 7,3 vs 33,8 ± 7,6 mmHg, IC=95 por ciento, p <0,05) de la arteria pulmonar. Hubo también una reducción significativa de la resistencia vascular pulmonar (4,2 ± 3 vs 2,0 ± 0,9 uWood, IC=95 por ciento, p<0,05) y sistémica (22,9 ± 6,8 vs 18,6 ± 4,1 Wood, IC=95 por ciento, p<0,05), asociada a una elevación del débito cardiaco (3,28 ± 0,79 vs 4,12 ±1,12 uWood, IC=95 por ciento, p<0,05) sin, con todo, interferir de manera significativa en la presión arterial sistémica (87,8 ± 8,2 vs 83,6 ± 9,1 mmHg, IC=95 por ciento, p=0,3). CONCLUSIÓN: El Sildenafil sublingual resulta una alternativa eficaz y segura como droga vasodilatadora durante la prueba de reversibilidad de la HP en portadores de insuficiencia cardiaca y en fila para transplante cardiaco.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Insuficiência Cardíaca , Hipertensão Pulmonar/tratamento farmacológico , Piperazinas/administração & dosagem , Sulfonas/administração & dosagem , Vasodilatadores/administração & dosagem , Administração Sublingual , Transplante de Coração , Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia , Frequência Cardíaca/efeitos dos fármacos , Hipertensão Pulmonar/fisiopatologia , Purinas/administração & dosagem
3.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 18(1): 16-22, jan.-mar 2008. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-483566

RESUMO

O tratamento padrão para a insuficiência cardíaca é aquele no qual o paciente apresenta aderência adequada tanto às medidas não-farmacológicas como às drogas comprovadamente eficazes e com impacto positivo no controle da doença. Existem pacientes, porém, que, mesmo otimizados, ainda persistem sintomáticos e refratários ao tratamento padrão. Para esse subgrupo de pacientes, deve-se atentar para o controle de co-morbidades associadas, como anemia, insuficiência renal e hipertensão pulmonar. Outras alternativas terapêuticas também têm sido benéficas na melhora do desempenho cardíaco e da capacidade física de pacientes refratários ao tratamento clínico padrão. A associação de duas classes diferentes de diuréticos e a adição de bloqueadores do receptor da angiotensina ou de nitrato e hidralazina ao esquema padrão com inibidor da enzima conversora da angiotensina, betabloqueadora e espironolactona têm demonstrado benefícios adicionais na redução da congestão pulmonar e na melhoria da classe funcional e da qualidade de vida.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Anemia/complicações , Anemia/diagnóstico , Diuréticos/uso terapêutico , Insuficiência Cardíaca/complicações , Insuficiência Cardíaca/mortalidade , Disfunção Ventricular/complicações , Hidralazina/administração & dosagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA