Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 44
Filtrar
1.
J Oral Rehabil ; 49(12): 1181-1187, 2022 Dec.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-36103606

RESUMO

BACKGROUND: The orbicularis oris muscle is extremely important to performing various oral functions, including mastication, swallowing and speech. Infrared thermography is a non-invasive painless technique that does not require either contrast or ionisation. It has been increasingly used in speech-language-hearing therapy in the last years. OBJECTIVE: The objective of the study was to propose a thermographic analysis method for the orbicularis oris muscle. METHODS: This is an observational, analytical, cross-sectional study. The area of the orbicularis oris muscle was defined based on its anatomy with thermographic images of 11 children and 13 adults. Then, this area was divided into four quadrants, each of which was analysed considering four different shapes: a triangle; a rectangle; a triangle with a rounded side, including the vermilion zone; and a customised shape encompassing only the region of the orbicularis oris muscle, not including the vermilion zone. Data were collected and analysed with the coefficient of variation and interrater agreement. RESULTS: Data variability for the four shapes had similar dispersions per region of the orbicularis oris muscle, in both maximum and mean temperatures and in both children and adults. The rectangle was the shape with the lowest coefficient of variation in more regions of both adults and children. Interrater agreement was excellent for all shapes, in both children and adults. CONCLUSION: Currently, the best way to analyse the orbicularis oris muscle's quadrants is to use the maximum temperature and the rectangle, based on an initial ellipsis encompassing the whole muscle.


Assuntos
Músculos Faciais , Termografia , Adulto , Criança , Humanos , Estudos Transversais , Músculos Faciais/fisiologia , Lábio , Deglutição , Estudos Observacionais como Assunto
2.
Codas ; 34(2): e20210024, 2022.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-35019078

RESUMO

PURPOSE: To verify the immediate effects of different doses of photobiomodulation on maximum lip pressure. METHODS: Experimental, randomized and triple-blind study. The sample consisted of 23 women and 17 men, age between 18 and 33 years old (average 23.18 years old, SD=2.1), distributed in four groups: CG (control group), G1, G4 and G7. The maximum pressure was assessed with the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI). The bulb was placed between the lips and the participants were instructed to press it as strong as possible. Infrared LASER (808 nm), manufactured by DMC, Therapy EC model, 100 mW of power output, was applied. The doses tested were 1 J (G1), 4 J (G4) and 7 J (G7), applied at six points of the orbicularis oris muscle. In the CG there was no intervention. The evaluation procedures were repeated after the LASER application. The results were analyzed with a significance level of 95%. RESULTS: The maximum lip pressure increased significantly only in the group irradiated with 7 J. CONCLUSION: Low level LASER therapy with 7 J dose promoted changes in the performance of the orbicularis oris muscle in the maximum pressure task.


OBJETIVO: Verificar os efeitos imediatos da fotobiomodulação sobre a pressão máxima dos lábios para diferentes doses. MÉTODO: Estudo experimental, randomizado e triplo cego. A amostra foi composta por 23 mulheres e 17 homens com idade entre 18 e 33 anos (média 23,18 anos, DP=2,1), divididos em quatro grupos: GC (grupo controle), G1, G4 e G7. A pressão máxima foi avaliada com o Iowa Oral Performance Instrument (IOPI). O bulbo foi posicionado entre os lábios e os participantes foram orientados a pressioná-lo com a maior força possível. Aplicou-se o LASER infravermelho (808 nm) da marca DMC, modelo Therapy EC, 100 mW de potência. As doses testadas foram 1 J (G1), 4 J (G4) e 7 J (G7) aplicadas em seis pontos do músculo orbicular da boca. No GC não houve intervenção. Após a aplicação do LASER, foram repetidos os procedimentos de avaliação. Os resultados foram analisados com nível de significância de 95%. RESULTADOS: A pressão máxima de lábios aumentou significativamente apenas no grupo irradiado com 7 joules. CONCLUSÃO: O LASER de baixa intensidade na dose de 7 J promoveu mudanças no desempenho do músculo orbicular da boca em tarefa de pressão máxima.


Assuntos
Lábio , Terapia com Luz de Baixa Intensidade , Adolescente , Adulto , Protocolos Clínicos , Músculos Faciais , Feminino , Humanos , Masculino , Adulto Jovem
3.
CoDAS ; 34(2): e20210024, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1356150

RESUMO

RESUMO Objetivo Verificar os efeitos imediatos da fotobiomodulação sobre a pressão máxima dos lábios para diferentes doses. Método Estudo experimental, randomizado e triplo cego. A amostra foi composta por 23 mulheres e 17 homens com idade entre 18 e 33 anos (média 23,18 anos, DP=2,1), divididos em quatro grupos: GC (grupo controle), G1, G4 e G7. A pressão máxima foi avaliada com o Iowa Oral Performance Instrument (IOPI). O bulbo foi posicionado entre os lábios e os participantes foram orientados a pressioná-lo com a maior força possível. Aplicou-se o LASER infravermelho (808 nm) da marca DMC, modelo Therapy EC, 100 mW de potência. As doses testadas foram 1 J (G1), 4 J (G4) e 7 J (G7) aplicadas em seis pontos do músculo orbicular da boca. No GC não houve intervenção. Após a aplicação do LASER, foram repetidos os procedimentos de avaliação. Os resultados foram analisados com nível de significância de 95%. Resultados A pressão máxima de lábios aumentou significativamente apenas no grupo irradiado com 7 joules. Conclusão O LASER de baixa intensidade na dose de 7 J promoveu mudanças no desempenho do músculo orbicular da boca em tarefa de pressão máxima.


ABSTRACT Purpose To verify the immediate effects of different doses of photobiomodulation on maximum lip pressure. Methods Experimental, randomized and triple-blind study. The sample consisted of 23 women and 17 men, age between 18 and 33 years old (average 23.18 years old, SD=2.1), distributed in four groups: CG (control group), G1, G4 and G7. The maximum pressure was assessed with the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI). The bulb was placed between the lips and the participants were instructed to press it as strong as possible. Infrared LASER (808 nm), manufactured by DMC, Therapy EC model, 100 mW of power output, was applied. The doses tested were 1 J (G1), 4 J (G4) and 7 J (G7), applied at six points of the orbicularis oris muscle. In the CG there was no intervention. The evaluation procedures were repeated after the LASER application. The results were analyzed with a significance level of 95%. Results The maximum lip pressure increased significantly only in the group irradiated with 7 J. Conclusion Low level LASER therapy with 7 J dose promoted changes in the performance of the orbicularis oris muscle in the maximum pressure task.

4.
Audiol., Commun. res ; 27: e2669, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1393979

RESUMO

RESUMO Objetivo identificar e sintetizar evidências sobre estratégias utilizadas no treino da mastigação e deglutição em indivíduos com disfunção temporomandibular e dor orofacial. Estratégia de pesquisa revisão de escopo desenvolvida com consulta nas bases de dados MEDLINE, LILACS, BBO, IBECS, BINACIS, CUMED, SOF, DeCS, Index Psi, LIPECS e ColecionaSUS (via BVS), Scopus, CINAHL, Embase, Web of Science, Cochrane e na literatura cinzenta: Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), OpenGrey e Google Acadêmico. Critérios de seleção estudos quantitativos ou qualitativos, sem limite temporal e sem restrição de idioma, que continham os seguintes descritores ou palavras-chave: Articulação Temporomandibular, Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular, Transtornos da Articulação Temporomandibular, Dor Facial, Mastigação, Deglutição, Terapêutica, Terapia Miofuncional e Fonoaudiologia. Na primeira etapa, dois revisores fizeram a triagem independente dos estudos, por meio da leitura dos títulos e resumos. Na segunda etapa, os revisores leram, independentemente, os documentos pré-selecionados na íntegra. Em caso de divergência, um terceiro pesquisador foi consultado. Resultados as 11 publicações incluídas foram publicadas entre 2000 e 2018. As estratégias mais utilizadas foram o treino da mastigação bilateral simultânea, seguido da mastigação bilateral alternada. Na deglutição, foi proposto aumento do tempo mastigatório para reduzir o alimento em partículas menores e lubrificar melhor o bolo alimentar e treinos com apoio superior de língua. Conclusão o treinamento funcional demonstrou efetividade na reabilitação dos pacientes, embora não siga uma padronização e não seja realizado de forma isolada. Os estudos encontrados apresentam baixo nível de evidência. Considera-se fundamental a realização de estudos mais abrangentes e padronizados, como ensaios clínicos randomizados.


ABSTRACT Purpose To identify and synthesize evidence on strategies used to train chewing and swallowing in individuals with temporomandibular disorder and orofacial pain. Research strategy Scoping review conducted by search in MEDLINE, LILACS, BBO, IBECS, BINACIS, CUMED, SOF, DeCS, Index Psi, LIPECS, and ColecionaSUS (via VHL), Scopus, CINAHL, Embase, Web of Science, Cochrane, and the grey literature: Brazilian Digital Theses and Dissertations Library (BDTD), OpenGrey, and Google Scholar. Selection criteria Quantitative or qualitative studies, with no restriction on time or language of publication, with the following descriptors or keywords: Temporomandibular Joint; Temporomandibular Joint Dysfunction Syndrome; Temporomandibular Joint Disorders; Facial Pain; chewing (Mastication); swallowing (Deglutition); Therapeutics; Myofunctional Therapy; Speech, Language and Hearing Sciences. In the first stage, two reviewers independently screened the studies by title and abstract reading. In the second stage, the reviewers independently read the preselected documents in full text. In case of divergences, a third researcher was consulted. Results The 11 documents included in the review were published between 2000 and 2018. The mostly used training strategies were simultaneous bilateral mastication/chewing, followed by alternating bilateral mastication. In swallowing, increased mastication time was proposed to break food into smaller bits and better lubricate the bolus; training with upper tongue support was also indicated. Conclusion Functional training proved to be effective in rehabilitation, although it was not standardized or performed alone. The studies had low levels of evidence. It is essential to conduct more encompassing and standardized studies, such as randomized clinical trials.


Assuntos
Dor Facial/terapia , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular/terapia , Terapia Miofuncional , Deglutição , Mastigação
5.
Rev. CEFAC ; 24(2): e7021, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1387201

RESUMO

ABSTRACT Purpose: to verify, in the literature, the effects of using the stimulating palatal plate on lip and tongue posture in children with trisomy 21. Methods: a search was conducted in Medline, LILACS, CINAHL, EMBASE, Scopus, Web of Science, and Cochrane. Original articles designed as clinical trials, longitudinal studies, or case-control studies, approaching stimulating palatal plate in the treatment of children with trisomy 21 and assessing habitual lip and tongue posture as an outcome, were included. Literature Review: a total of 376 studies were found, of which 10 met the selection criteria. They were published between 1996 and 2007 and carried out mostly in Europe, with small samples. The age when they began wearing the plate ranged from 1 month to 5 years, and intervention lasted from 4 to 58 months; in most cases, it was combined with orofacial muscle stimulation. Use frequency ranged from two to four times a day, each period lasting from 30 minutes to 2 hours. The children's tongue and lip posture improved in most pieces of research. Conclusion: studies suggest that using the stimulating palatal plate in combination with orofacial muscle stimulation brings benefits to tongue and lip posture in children presented with trisomy 21.


RESUMO Objetivo: verificar na literatura os efeitos da placa palatina de memória na postura de lábios e língua de crianças com Trissomia do 21. Métodos: foi realizada busca nas bases de dados Medline, Lilacs, CINAHL, Embase, Scopus, Web of Science e Cochrane, com inclusão de artigos originais com delineamentos dos tipos ensaios clínicos, estudos longitudinais ou caso-controle, que abordaram a placa palatina de memória no tratamento de crianças com Trissomia do 21 e avaliaram, como desfechos, a postura habitual de língua e de lábios. Revisão da Literatura: foram encontrados 376 estudos, dos quais dez contemplaram os critérios de seleção. Estes foram publicados entre 1996 e 2007, conduzidos principalmente na Europa, com amostras reduzidas. A idade de instalação da placa variou de um mês a cinco anos e a duração da intervenção de quatro a 58 meses, estando, na maioria, associada à estimulação da musculatura orofacial. A frequência de uso variou de dois a quatro períodos diários de 30 minutos a duas horas. Houve melhora na postura de língua e lábios das crianças na maioria das pesquisas. Conclusão: os estudos sugerem que a placa palatina de memória, associada à estimulação da musculatura orofacial, proporciona benefícios para postura de lábios e língua de crianças com Trissomia do 21.

6.
Audiol., Commun. res ; 27: e2631, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1374480

RESUMO

RESUMO Objetivos Verificar o efeito da aplicação da bandagem elástica sobre músculos mastigatórios no alívio da dor, em comparação com outras intervenções, em indivíduos com disfunções temporomandibulares. Estratégia de pesquisa Busca nas bases de dados LILACS, IBECS, CINAHL, Scopus, Web of Science, Cochrane, Embase e MEDLINE. A pergunta norteadora, utilizando-se os elementos da estratégia PICOT (população, intervenção, comparador, outcome/desfecho, tipo de estudo) foi: "A bandagem elástica promove alívio da dor em indivíduos com disfunção temporomandibular?". Critérios de seleção Foram incluídos ensaios clínicos que fizeram uso da bandagem elástica em músculos mastigatórios de indivíduos com disfunção temporomandibular, publicados em português, inglês ou espanhol. Foram excluídos os artigos que não abordavam o método de aplicação e o desfecho "intensidade da dor". A avaliação da elegibilidade foi realizada pela leitura dos títulos e resumos, bem como pela leitura dos estudos na íntegra. Foram extraídas informações sobre ano de publicação, país de condução do estudo, idade e condição clínica da amostra, tratamento e resultados da avaliação da dor. Na metanálise, realizada por meio do método do inverso da variância, a média do valor indicado na escala visual analógica foi considerada como medida de efeito da intervenção. Resultados Foram localizadas, inicialmente, 344 referências, das quais, 3 foram selecionadas. Foram identificados resultados significativamente superiores na redução da dor, em uma semana de uso da bandagem, na comparação com outras abordagens conservadoras analisadas. Conclusão Considerando os artigos incluídos, a bandagem elástica apresentou resultados significativos para maior redução da dor na primeira semana. Porém, o número reduzido de estudos e a presença de vieses limitam os achados.


ABSTRACT Purpose To verify the effects on pain relief by applying kinesiology tape on the masticatory muscles, in comparison with other interventions, in people with temporomandibular disorders. Research strategy Search in LILACS, IBECS, CINAHL, Scopus, Web of Science, Cochrane, EMBASE, and MEDLINE. The research question, based on the PICOT components, was: "Does kinesiology tape applied on to masticatory muscles relieve the pain in people with temporomandibular disorders?". Selection criteria The included articles were clinical trials using kinesiology tape on masticatory muscles in people with temporomandibular disorders, published in Portuguese, English, or Spanish. Articles whose authors had not adopted this application method and pain intensity as an outcome were excluded. Eligibility was assessed by reading their titles, abstracts, and full texts. The following information was extracted: year of publication, the country where the study was conducted, age and clinical condition of the sample, treatment, and pain assessment results. The meta-analysis, using the inverse variance method, considered the mean value indicated in the visual analog scale as the intervention effect measure. Results Initially, 344 references were retrieved, of which three were selected. Significantly better pain relief results were identified after 1 week of using the tape, in comparison with the other conservative approaches analyzed. Conclusion Considering the included articles, the kinesiology tape had significant results with greater pain relief in the first week. However, small number of studies and their biases limit the findings.


Assuntos
Humanos , Dor Facial , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular/terapia , Fita Atlética , Músculos da Mastigação
7.
Codas ; 34(2): e20200363, 2021.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34705999

RESUMO

PURPOSE: To compare the immediate effects of laser photobiomodulation at wavelengths of 660 nm and 808 nm on fatigue of the orbicularis oris. METHODS: This is a randomized study with 60 women aged between 19 and 43 years. The participants were divided into four groups. Group RG received photobiomodulation with a laser wavelength of 660 nm at four points of the orbicularis oris; group IRG received photobiomodulation with a laser wavelength of 808 nm at the same points; the control group did not receive light treatment; and the placebo group underwent the same procedures as RG and IRG but with the equipment switched off. The irradiation was performed with a laser of 100 mW of power, 4 J of energy per point and 133.3 J/cm2 of fluency. An electromyography evaluation was performed before and after the irradiation, concomitantly with the exercise of lip protrusion maintained until the sensation of fatigue. Fatigue was evaluated by a median frequency using the electromyographic fatigue index. The amplitude of the signal was evaluated, examining the root mean square, and the values were normalized by the peak. The difference in amplitude between the upper and lower lips was also analyzed. All variables were compared before and after irradiation. RESULTS: No significant difference was found between the measures taken before and after irradiation. CONCLUSION: Photobiomodulation with the parameters investigated in this study had no immediate effect on orbicular oris fatigue.


OBJETIVO: comparar os efeitos imediatos da fotobiomodulação com laser nos comprimentos de onda 660 nm e 808 nm na fadiga do músculo orbicular da boca. MÉTODOS: trata-se de um estudo experimental randomizado, com 60 mulheres, com idade entre 19 e 43 anos. As participantes foram divididas em quatro grupos. O grupo GV recebeu irradiação com laser de comprimento de onda de 660 nm em quatro pontos do orbicular da boca; o grupo GIV recebeu irradiação com laser de comprimento de onda de 808 nm nos mesmos pontos; o grupo controle não recebeu irradiação e o grupo placebo passou pelos mesmos procedimentos dos grupos GV e GIV, porém o equipamento não foi acionado. A irradiação foi realizada com laser de 100 mW de potência, 4 J de energia por ponto e 133,3 J/cm2 de fluência. Avaliação eletromiográfica foi realizada antes e após a irradiação, concomitantemente ao exercício de protrusão labial sustentada até a sensação de fadiga. O índice de fadiga eletromiográfica foi calculado a partir da frequência mediana. A amplitude do sinal foi avaliada, examinando o RMS, e os valores normalizados pelo pico. A diferença na amplitude entre lábios superiores e inferiores também foi analisada. Todas as variáveis foram comparadas antes e após a irradiação. RESULTADOS: não foram encontradas diferenças significativas nas medidas antes e após a irradiação. CONCLUSÃO: a fotobiomodulação, com os parâmetros investigados neste estudo, não resultou em efeitos imediatos sobre a fadiga do músculo orbicular da boca.


Assuntos
Lábio , Terapia com Luz de Baixa Intensidade , Fadiga Muscular , Adulto , Músculos Faciais , Feminino , Humanos , Adulto Jovem
8.
Codas ; 33(3): e20200155, 2021.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34133581

RESUMO

PURPOSE: To evaluate the acoustic and self-perception modifications obtained after the first, third, fifth and seventh minutes of voice oral high-frequency oscillation practice accomplished with the Shaker® device. METHODOLOGY: Twenty-seven women aged between 18 and 41 years with and without vocal complaint participated in the study. The sustained vowel / ε / was recorded at maximum phonation time before (pre-exercise) and after the first, third, fifth and seventh minutes of voice oral high-frequency oscillation practice accomplished with Shaker®. The acoustic analysis of the following parameters was performed: noise, fundamental frequency, glottal to noise excitation, Jitter, Shimmer and number of harmonics. RESULTS: There were no significant differences in the comparison of the acoustic parameters between the participants with and without vocal symptoms. It was observed an improvement in the self-perception of vocal discomfort in the groups of women with and without vocal symptoms, comparing the moment before the practice with the first and third minutes of practice. There was a reduction in Jitter values when comparing the time before practice with the moments after one and seven minutes and when comparing the moments after five and seven minutes of exercise in the group of women with vocal symptoms. CONCLUSION: The Shaker® technique showed positive results both in individuals with symptoms and in individuals without vocal symptoms.


OBJETIVO: Avaliar as modificações acústicas e de autopercepção obtidas após o primeiro, terceiro, quinto e sétimo minuto de prática da técnica de oscilação oral de alta frequência sonorizada, realizada com o dispositivo Shaker®. MÉTODO: Participaram do estudo 27 mulheres com idade entre 18 e 41 anos com e sem queixa vocal. A vogal sustentada /ε/ foi registrada em tempo máximo de fonação antes (pré-exercício) e após o primeiro, terceiro, quinto e o sétimo minuto de execução da técnica de oscilação oral de alta frequência sonorizada com o dispositivo Shaker®. Foi realizada a análise acústica dos seguintes parâmetros: ruído, frequência fundamental, glottal to noise excitation, Jitter, Shimmer e número de harmônicos. RESULTADOS: Não houve diferenças significativas na comparação dos parâmetros acústicos entre as participantes com e sem sintomas vocais. Observou-se melhora na autopercepção do desconforto vocal nos grupos das mulheres com e sem sintomas vocais, comparando-se o momento antes da prática com o primeiro e terceiro minutos de prática. Houve redução dos valores de Jitter, ao comparar o momento antes da prática com os momentos após um e sete minutos e ao comparar os momentos após cinco e sete minutos de exercício, no grupo de mulheres com sintomas vocais. CONCLUSÃO: A técnica com o Shaker® mostrou resultados positivos, tanto em indivíduos com sintomas quanto em indivíduos sem sintomas vocais.


Assuntos
Distúrbios da Voz , Voz , Adolescente , Adulto , Feminino , Humanos , Fonação , Acústica da Fala , Qualidade da Voz , Treinamento da Voz , Adulto Jovem
9.
Distúrb. comun ; 33(1): 14-24, mar. 2021. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1399692

RESUMO

Introdução: O Ministério da Saúde recomenda que a introdução alimentar infantil seja feita aos 6 meses de idade, porém, observa-se que muitas famílias introduzem alimentos antes dessa faixa etária, o que pode prejudicar a saúde da criança. Isso pode ocorrer devido às crenças existentes, experiências prévias da família, entre outros fatores de ordem social e cultural. Objetivo: Investigar aspectos influenciadores da introdução alimentar de crianças. Métodos: O presente estudo trata-se de uma pesquisa transversal, quantitativa, com amostra não probabilística, de conveniência. Foram incluídos no estudo 22 pais ou responsáveis de crianças com idade até 24 meses. Foi aplicado um questionário com os pais ou responsáveis que continha perguntas relacionadas à criança, à família e aos fatores socioculturais; introdução alimentar; e crenças e conhecimentos sobre introdução alimentar. Resultados: Houve prevalência de aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de 31,8% e introdução alimentar em tempo oportuno de 45%. Os resultados demonstram correlação entre escolaridade, renda, presença de plano de saúde e ocupação dos pais fora de casa com conhecimento sobre alimentação complementar. Encontrou-se também correlação entre o conhecimento dos pais e tempo de aleitamento materno exclusivo e tempo em que foi introduzida alimentação complementar. Conclusão: A partir dos resultados pode-se inferir que o nível de instrução, a ocupação e a renda familiar exercem influência no conhecimento dos pais sobre introdução alimentar. E que este conhecimento influencia a duração do aleitamento materno exclusivo e a época da introdução alimentar.


Introduction: The Ministry of Health recommends that the introduction of infant food be made at 6 months of age; however, it is observed that many families introduce food before this age group, which can harm the child's health. This may be due to existing beliefs, previous family experiences, and other social and cultural factors. Objective: To investigate aspects that influence the food introduction for children. Methods: The present study is a cross-sectional, quantitative research, with a non-probabilistic, convenience sample. The study included 22 parents or guardians of children aged up to 24 months. A questionnaire containing questions related to the child, the family and socio-cultural factors and questions about food introduction, beliefs and knowledge about this introduction, was applied with the parents or guardians. Results: There was a prevalence of exclusive breastfeeding up to 6 months of 31.8% and right timely feeding of 45%. The results show a correlation between schooling, income, health insurance and occupation of parents outside the home with knowledge about complementary feeding. A correlation was also found between the parents' knowledge and the duration of exclusive breastfeeding and the time when complementary feeding was introduced. Conclusion: From the results, it can be inferred that the level of education, occupation and family income influence the parents' knowledge about food introduction. And that this knowledge influences the duration of exclusive breastfeeding and the timing of food introduction.


Introducción: El Ministerio de Salud recomienda la introducción de alimentos para bebés a los 6 meses de edad, sin embargo, se observa que muchas familias introducen alimentos antes de este grupo de edad, lo que puede dañar la salud del niño. Esto puede deberse a creencias existentes, experiencias familiares previas, entre otros factores sociales y culturales. Objetivo: investigar aspectos que influyen en la introducción de alimentos en los niños. Métodos: Este estudio es una investigación transversal, cuantitativa, con una muestra de conveniencia no probabilística. El estudio incluyó a 22 padres o tutores de niños de hasta 24 meses. Se aplicó un cuestionario con los padres o tutores que contenía preguntas relacionadas con el niño, la familia y factores socioculturales; introducción de alimentos; y creencias y conocimientos sobre la introducción de alimentos. Resultados: hubo una prevalencia de lactancia materna exclusiva hasta 6 meses de 31,8% y alimentación oportuna de 45%. Los resultados demuestran una correlación entre escolaridad, ingresos, presencia de seguro de salud y ocupación de padres fuera del hogar con conocimiento sobre alimentación complementaria. También se encontró una correlación entre el conocimiento de los padres y el tiempo de lactancia materna exclusiva y el momento en que se introdujo la alimentación complementaria. Conclusión: a partir de los resultados, se puede inferir que el nivel de educación, la ocupación y el ingreso familiar influyen en el conocimiento de los padres sobre la introducción de alimentos. Y que este conocimiento influye en la duración de lactancia materna exclusiva y el tiempo de introducción de alimentos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Aleitamento Materno Parcial , Nutrição do Lactente , Pais , Fatores Socioeconômicos , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Fatores Culturais , Ingestão de Alimentos , Correlação de Dados
10.
Audiol., Commun. res ; 26: e2400, 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1350165

RESUMO

RESUMO Objetivo pesquisar a atividade elétrica do músculo orbicular da boca em quatro diferentes tarefas isométricas e indicar a mais apropriada para utilização como referência na normalização do sinal elétrico do músculo orbicular da boca pela contração voluntária máxima. Métodos participaram do estudo 22 indivíduos, sendo dez do sexo masculino e 12 do feminino, com idades entre 20 e 33 anos. A atividade elétrica das porções superior e inferior do músculo orbicular da boca foi registrada durante a realização das seguintes tarefas isométricas: protrusão labial com fechamento, protrusão labial sem fechamento, contrarresistência com a placa de resistência labial e preensão de lábios. A ordem de realização das tarefas foi randomizada entre os participantes. Os dados foram comparados entre as tarefas, para cada seguimento labial. Resultados no segmento marginal superior, a tarefa com maior média e mediana de amplitude foi preensão labial, embora sem diferença significativa entre tarefas. O menor coeficiente de variação foi obtido na tarefa de contrarresistência com a placa de resistência labial. No segmento marginal inferior, a tarefa com maior média e mediana de amplitude foi protrusão labial com fechamento, que também teve o menor coeficiente de variação e diferença significativa entre as tarefas protrusão labial com fechamento e preensão, sendo os maiores valores obtidos na primeira. Conclusão indica-se como referência para a normalização do sinal elétrico do músculo orbicular da boca, pela contração voluntária máxima, a tarefa de protrusão labial com fechamento.


ABSTRACT Purpose To verify the electrical activity of the orbicularis oris in four different isometric tasks and to indicate the most appropriate task for use as a reference in the normalization of the electrical signal of the orbicularis oris muscle by maximum voluntary contraction. Methods Twenty-two individuals participated in the study, of which 10 were male and 12 were female, with ages ranging from 20 to 33 years. The electrical activity of the upper and lower parts of orbicularis oris muscle was recorded during the following isometric tasks: lip protrusion with bilabial closure; lip protrusion without bilabial closure; the counter resistance using the plate of labial resistance and lips prehension. The order of the tasks was randomized among participants. Data were compared between tasks for each lip part. Results in the upper marginal segment, the task with the highest mean and median amplitude was lip prehension, although there was no significant difference between tasks. The lowest coefficient of variation was obtained in the counter resistance task with the plate of labial resistance. In the lower marginal segment, the task with the highest mean and median amplitude was labial protrusion with lips closure, which also had the lowest coefficient of variation. In this segment, there was a significant difference between labial protrusion with lips closure and prehension, with the highest values obtained in the first task. Conclusion lip protrusion with bilabial closure is suggested as reference for the normalization of the electrical signal of the orbicularis oris muscle, by maximum voluntary contraction.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Eletromiografia , Músculos Faciais , Contração Isométrica , Músculos da Mastigação/fisiopatologia
11.
Distúrb. comun ; 32(4): 615-625, dez. 2020. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1399010

RESUMO

Objetivo: caracterizar as orientações sobre aleitamento materno, recebidas por gestantes e puérperas na cidade de Belo Horizonte, e investigar fatores que influenciam o aleitamento materno exclusivo, o uso da chupeta e da mamadeira. Métodos: trata-se de um estudo transversal observacional descritivo, do qual participaram 168 mães com média de 27,2 ± 6,6 anos de idade. Foi aplicado um questionário com questões a respeito das orientações recebidas no pré-natal e no pós-natal imediato e tardio. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e foram obtidas as associações da idade da mãe e do bebê, escolaridade materna e orientações recebidas com aleitamento materno exclusivo, uso de chupeta e de mamadeira. Resultados: 132 participantes (78,6%) relataram ter recebido orientação em algum momento do ciclo gravídico-puerperal. As orientações ocorreram predominantemente no pré-natal, mas abrangeram o maior número de mulheres, 121 (91,7%), no pós-natal imediato, sendo que o profissional responsável variou conforme o momento em que essas orientações foram ministradas. A principal estratégia utilizada foi o aconselhamento individual abordando temas diversos, sendo os de maior ocorrência a pega do bebê, os benefícios para a mãe e para o bebê, o tempo ideal de aleitamento exclusivo e os cuidados com as mamas. A maior parte das entrevistadas, 126 (95,5%), afirmou que as orientações foram úteis e 101 (76,5%) disseram tê-las empregado. Somente a idade da criança apresentou associação com o aleitamento materno exclusivo e com o uso de chupeta e de mamadeira, sendo que, à medida que a idade da criança aumentou, houve redução da prevalência do aleitamento materno e aumento da frequência de uso de chupeta e de mamadeira. Conclusão: há carência de orientações no pós-natal tardio e necessidade de se rever as estratégias de orientação, visto que as práticas educativas não influenciaram a realização do aleitamento materno exclusivo e o uso de mamadeira e chupeta.


Purpose: to characterize the breastfeeding guidelines received by pregnant and postpartum women in the city of Belo Horizonte and to investigate factors that influence exclusive breastfeeding, the use of pacifier and baby bottle. Methods: this is a descriptive observational cross-sectional study, involving 168 mothers with a mean of 27.2 ± 6.6 years of age. A questionnaire was applied with questions regarding the guidelines received in the prenatal care and in the immediate and late postnatal care. The data were analyzed using descriptive statistics and associations were obtained from maternal and infant age, maternal schooling and guidelines received with exclusive breastfeeding, use of pacifiers and baby bottles. Results:132 participants (78.6%) reported having received guidance at some moment in the pregnancy-puerperal cycle. The counseling occurred predominantly in prenatal care, but covered the largest number of women, 121 (91.7%), in the immediate postnatal period, and the professional in charge varied according to the moment the guidelines were given. The main strategy used was individual counseling addressing several topics; the most frequent ones were the baby's hold on the breast; the benefits of breastfeeding for the mother and the baby; the ideal period of exclusive breastfeeding and the breast care. Most of the participants, 126 (95.5%), considered that the guidelines were useful and 101 (76.5%) said they had used them. Only the child's age was associated with exclusive breastfeeding, and the use of pacifier and baby bottle, and, as the child's age increased, the prevalence of breastfeeding decreased, and the frequency of pacifier and baby bottle use increased. Conclusion: There is a lack of guidance in the late postnatal care and a need to review the guidance strategies, since the educational practices did not influence the performance of exclusive breastfeeding and the use of baby bottles and pacifiers.


Objetivo: caracterizar las pautas sobre lactancia materna recibidas por mujeres embarazadas y mujeres en la ciudad de Belo Horizonte, e investigar los factores que influyen en la lactancia materna exclusiva, el uso de chupetes y la alimentación con biberón. Métodos: estudio descriptivo observacional de corte transversal, en el que participaron 168 madres con un promedio de 27,2 ± 6,6 años. Se aplicó un cuestionario con preguntas sobre las orientaciones recibidas en el prenatal, inmediato y posnatal tardío. Los datos se analizaron utilizando estadísticas descriptivas y se obtuvieron las asociaciones de edad materno-infantil, educación materna y orientación recibida con lactancia materna exclusiva, chupete y uso de biberón. Resultados: Ciento treinta y dos participantes (78,6%) informaron haber recibido orientación en algún momento del ciclo embarazo-puerperal. El asesoramiento se produjo predominantemente en la atención prenatal, pero cubrió el mayor número de mujeres, 121 (91,7%), en el posnatal inmediato, y el profesional a cargo varió según el tiempo que se les dio. La estrategia principal utilizada fue el asesoramiento individual, abordando diversos temas, siendo el más común el manejo del bebé, los beneficios para la madre y el bebé, el momento ideal para la lactancia materna exclusiva y el cuidado de los senos. La mayoría de los entrevistados, 126 (95,5%), declaró que las pautas fueron útiles y 101 (76,5%) las empleó. Solo la edad del niño se asoció con la lactancia materna exclusiva y el uso de chupetes y biberones, siendo que a medida que aumentaba la edad del niño, se reducía la prevalencia de la lactancia materna y aumentaba la frecuencia de uso de chupetes y biberones. Conclusión: hay una falta de asesoramiento posnatal tardío y la necesidad de revisar las estrategias de orientación, ya que las prácticas educativas no influyeron en la lactancia materna exclusiva y el uso de biberones y chupetes.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Aleitamento Materno , Gestantes/educação , Período Pós-Parto , Educação Pré-Natal , Alimentação com Mamadeira , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Pessoal de Saúde , Chupetas , Fonoaudiologia
12.
J Oral Rehabil ; 47(7): 872-879, 2020 Jul.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-32080882

RESUMO

Oral motor exercises, for recovering tongue strength, can be integrated with computer games to increase motivation, especially for treatments in children. The aim of this study was to investigate the influence of tongue strength on motor performance in computer games reliant on lingual force generation. An observational study was carried out at a speech-language pathology outpatient university clinic. Twenty participants (10 with normal tongue strength and 10 with reduced tongue strength) aged 8-13 years used an intra-oral joystick controlled by the tongue to play six computer games during which they had to reach targets that appeared on the screen. Motor performance was measured by the number of attempts to score and the time during which the target force was maintained. Tongue motor performance was compared between groups and across directions of tongue movement, resistance force levels, order of target appearance, continuous force application time on the target, age and sex. Children with normal tongue strength had a lower number of attempts to score (P = .014) and maintained the target force for longer periods (P = .002) than those with reduced tongue strength. The performance was better for both groups (a) in the downward direction compared with the performance in other directions, (b) in games with the lowest resistive force level (0.5 N) compared to those with other levels of resistive force and (c) in the second and third rounds compared with the first round. There were no gender-related differences in performance. Older participants performed better than younger participants. Tongue strength, direction of movement, force to reach the target, time of continuous force application, order of target appearance and age influenced tongue motor performance.


Assuntos
Terapia por Exercício , Língua , Jogos de Vídeo , Adolescente , Criança , Exercício Físico , Humanos , Movimento , Força Muscular
13.
Codas ; 31(5): e20180163, 2019.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31664370

RESUMO

This research had the objective of reporting a clinical case in which the rehabilitation of tongue strength with biofeedback strategy was performed. This case report addresses a 20-year-old patient whose orofacial myofunctional evaluation revealed a severe decrease in the force of the anterior third of the tongue and changes in lingual mobility and coordination. The measurement of tongue pressure was performed using the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI) during elevation, protrusion and lateralization, and it was verified a reduction in the values ​​obtained in all measured directions, compared with normality patterns. We performed 11 sessions of therapy, with weekly frequency, using a biofeedback strategy that consisted of computer games controlled by the tongue. An instrument embedded in the oral cavity functioned as a joystick as the input method for specific digital games. The patient performed at home the isometric exercises of pressing the tip of the tongue against a spatula, exaggerated retraction of tongue, tongue tapering, and isotonic exercise of touching the commissures and lips alternately, daily. After eight sessions, in relation to the elevation pressure, there was an improvement of 28.6% for the apex and 7.1% for the dorsum. As for protrusion, there was an improvement of 123.5%. In the measurements of left and right lateralization, the values ​​increased 53.8% and 7.4%, respectively. After twelve sessions, it was observed an improvement of 35.7%, 7.4%, 164%, 76.9% and 40.7% in relation to the initial evaluation, for apex elevation, dorsum elevation, protrusion, and lateralization to left and right, respectively. Despite the increase, values ​​recommended in the literature as normal for sex and age were not reached after 12 therapy sessions.


Esta pesquisa teve o objetivo de relatar um caso clínico em que foi realizada a reabilitação da força lingual com estratégia de biofeedback. Trata-se de uma paciente de 20 anos de idade, cuja avaliação miofuncional orofacial evidenciou diminuição grave de força do terço anterior da língua e alterações na mobilidade e na coordenação linguais. A quantificação da pressão lingual foi realizada por meio do Iowa Oral Performance Instrument durante a elevação, a protrusão e a lateralização, tendo se verificado redução nos valores obtidos em todas as direções medidas em comparação aos padrões de normalidade. Foram realizadas 11 sessões de terapia, com frequência semanal, utilizando estratégia de biofeedback que consistia em jogos computacionais acionados pela língua. Um instrumento encaixado na cavidade oral funcionava como um joystick, sendo método de entrada para jogos digitais específicos. Em casa, a paciente realizou exercícios isométricos de pressão de ponta de língua contra espátula, retração exagerada de língua, afilamento lingual e isotônico de tocar comissuras e lábios alternadamente, diariamente. Após oito sessões, em relação à pressão na elevação, houve melhora de 28,6% para o ápice e 7,1% para o dorso. Quanto à protrusão, houve melhora de 123,5%. Nas medidas de lateralizações esquerda e direita, os valores aumentaram 53,8% e 7,4%, respectivamente. Após 12 sessões, percebeu-se melhora, em relação à avaliação inicial, de 35,7%, 7,4%, 164%, 76,9% e 40,7%, para elevação de ápice, de dorso, protrusão, lateralizações esquerda e direita, respectivamente. Apesar do aumento, valores preconizados na literatura, como normalidade para o sexo e a idade, não foram atingidos com 12 sessões.


Assuntos
Terapia por Exercício/métodos , Força Muscular , Língua/fisiopatologia , Adulto , Biorretroalimentação Psicológica , Exercício Físico , Terapia por Exercício/instrumentação , Paralisia Facial/complicações , Paralisia Facial/reabilitação , Feminino , Humanos , Força Muscular/fisiologia , Adulto Jovem
14.
Distúrb. comun ; 31(3): 481-492, set. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1391893

RESUMO

Objetivo: investigar os sintomas de disfunção temporomandibular, presença de hábitos orais deletérios e estresse em universitários dos cursos de Fonoaudiologia, Fisioterapia e Biomedicina dos períodos iniciais e finais de um Centro Universitário; comparar os resultados do período inicial em relação ao período final de cada curso; e verificar a correlação entre hábitos orais deletérios, idade, sexo, sintomas de disfunção temporomandibular e sintomas de estresse. Métodos: Questionários foram aplicados a uma amostra composta por 83 acadêmicos. Foram utilizados o Índice Anamnésico de Fonseca para investigação dos sintomas de disfunção temporomandibular; uma lista com hábitos orais deletérios; e, para avaliar o estresse, o Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp. Os dados foram analisados com nível de significância de 5%. Resultados: Encontrou-se alta prevalência de sintomas de disfunção temporomandibular na amostra, sendo a maioria de grau leve. Houve associação com significância estatística entre apresentar sintomas de disfunção temporomandibular e os períodos finais dos cursos, apoiar objeto sob o queixo, morder os lábios e estresse. Houve associação do grau da disfunção temporomandibular com os períodos finais dos cursos, com os hábitos de ranger ou apertar os dentes, colocar a mão no queixo e morder a bochecha e com o número de hábitos praticados. O diagnóstico de estresse apresentou correlação com o período do curso. Conclusão: Os dados sugerem correlação positiva entre presença de sintomas de disfunção temporomandibular, hábitos orais deletérios e estresse em estudantes dos últimos períodos dos cursos da área de saúde.


Purpose: To investigate temporomandibular dysfunction symptoms, presence of deleterious oral habits and stress in college students of Speech-Language and Hearing Sciences, Physiotherapy and Biomedicine undergraduate courses from the first and last years of a University Center; compare the results of the first period and the final period of each course; and verify the correlation between deleterious oral habits, age, sex, temporomandibular dysfunction symptoms and stress symptoms. Methods: Questionnaires were administered to a sample composed by 83 undergraduate students. We used Fonseca's Anamnestic Index to evaluate temporomandibular dysfunction symptoms; a list with deleterious oral habits; and, to evaluate the stress, Lipp's Inventory of Symptoms of Stress for Adults. Data were analyzed with significance level of 5%. Results: There was a high prevalence of symptoms of temporomandibular dysfunction in the sample, most of which were mild. There was association with statistical significance between having symptoms of temporomandibular dysfunction and the final year of the courses, supporting object under the chin, lip biting and stress. There was association between the degree of temporomandibular dysfunction and the final year of the courses, the habits of clenching or grinding of the teeth, leaning of the head on the arm, cheek biting and the number of habits performed. The stress diagnosis was correlated with the undergraduate course year. Conclusion: Data suggest a positive correlation between the presence of symptoms of temporomandibular dysfunction, deleterious oral habits and stress in undergraduate students of the last years of health care courses.


Objetivo: Investigar los síntomas de disfunción temporomandibular, presencia de hábitos orales deletéreos y estrés en universitarios de los cursos de Fonoaudiología, Fisioterapia y Biomedicina de los períodos iniciales y finales de un Centro Universitario; comparar los hallazgos del período inicial con el período final de cada curso; y verificar la correlación entre hábitos orales nocivos, edad, sexo, síntomas de disfunción temporomandibular y síntomas de estrés. Métodos: Los cuestionarios fueron aplicados a una muestra compuesta por 83 académicos. Se utilizó el Índice Anamnésico de Fonseca para la investigación de los síntomas de disfunción temporomandibular; una lista con hábitos orales deletéreos; y para evaluar el estrés, el inventario de síntomas de estrés para adultos de Lipp. Los datos fueron analizados con un nivel de significancia del 5%. Resultados: Se encontró una alta prevalencia de síntomas de disfunción temporomandibular en la muestra, siendo la mayoría de grado leve. Se observó asociación con significancia estadística entre presentar síntomas de disfunción temporomandibular y los períodos finales de los cursos, apoyar el objeto bajo la barbilla, morder los labios y el estrés. Se asociado el grado de disfunción temporomandibular con los períodos finales de los cursos, con los hábitos de ranger o apretar los dientes, colocar la mano en la barbilla y morder la mejilla y el número de hábitos practicados. El diagnóstico de estrés presentó correlación con el período del curso. Conclusión: Los datos sugieren correlación positiva entre presencia de síntomas de disfunción temporomandibular, hábitos orales deletéreos y estrés en estudiantes de los últimos períodos de los cursos del área de salud.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Estresse Psicológico/complicações , Estudantes de Ciências da Saúde , Universidades , Transtornos da Articulação Temporomandibular/etiologia , Hábitos , Fatores de Tempo , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Distribuição por Idade , Face
15.
Codas ; 31(2): e20180099, 2019 Apr 01.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-30942289

RESUMO

PURPOSE: To verify the relationship between maximum tongue pressure and the etiology of oral breathing in oral breathing children attended at the Oral Respiratory Outpatient Clinic. METHODS: A descriptive and analytical cross-sectional study was accomplished with 59 mouth breathing children aged 3 to 12 years (mean age 6.5 years and SD: standard deviation= 2.4). To collect tongue pressure, the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI) was used and data regarding the etiology of oral breathing and dental occlusion were collected in the records of these patients for analysis. The associations between the maximum tongue pressure and the etiology of oral breathing, age, gender and dental occlusion were verified by the T test, ANOVA, Spearman's coefficient and Tuckey's test, using a significance level of 5%. RESULTS: There was a moderate and positive correlation between age and maximum pressure, it was verified that there was a statistically significant difference between the maximum tongue pressure and the variables pharyngeal tonsil hypertrophy and palatine tonsil hypertrophy. There were no statistical differences between the other variables. CONCLUSION: It was concluded that mechanical obstructions, among them the pharyngeal and palatine tonsil hypertrophy alter the maximum tongue pressure in oral breathing children.


OBJETIVO: Verificar a existência de relação entre pressão máxima da língua e a etiologia da respiração oral em crianças respiradoras orais atendidas em um Ambulatório do Respirador Oral. MÉTODO: Foi conduzido um estudo transversal observacional descritivo e analítico com 59 crianças respiradoras orais com idades entre três e 12 anos (média de 6,5 anos e DP=2,4). Para a coleta da pressão de língua, foi utilizado o Iowa Oral Performance Instrument ­ (IOPI) e dados sobre a etiologia da respiração oral e oclusão dentária foram coletados nos prontuários desses pacientes para análise. As associações entre a pressão máxima da língua e a etiologia da respiração oral, idade, gênero e oclusão dentária foram verificadas pelo teste T, ANOVA, coeficiente de Spearman e Teste de Tuckey, utilizando-se nível de significância de 5%. RESULTADOS: Houve correlação moderada e positiva entre idade e pressão máxima, verificou-se que houve diferença estatisticamente significativa entre a pressão máxima da língua e as variáveis hipertrofia da tonsila faríngea e hipertrofia das tonsilas palatinas. Não foram verificadas diferenças estatísticas entre as outras variáveis. CONCLUSÃO: Conclui-se que as obstruções mecânicas, dentre elas a hipertrofia das tonsilas faríngea e palatinas alteram a pressão máxima de língua em crianças respiradoras orais.


Assuntos
Respiração Bucal/etiologia , Pressão , Língua/patologia , Criança , Pré-Escolar , Estudos Transversais , Feminino , Humanos , Hipertrofia/complicações , Masculino , Respiração Bucal/fisiopatologia , Língua/fisiopatologia
16.
J Oral Rehabil ; 46(6): 518-525, 2019 Jun.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-30725489

RESUMO

BACKGROUND: Lingual exercises are commonly used in clinical practice for swallowing rehabilitation. Associating lingual exercises with computer games increases motivation, which influences tongue motor performance. OBJECTIVE: To investigate the effects of tongue movement direction; resistance force level; repetition number; sustained tongue contraction duration; age and gender on tongue motor performance in healthy adults using computer games. METHODS: An observational pilot study was carried out at a university laboratory. Nine healthy adults, aged 22 to 38 years, used an intra-oral joystick controlled by the tongue to play four computer games. The participants had to reach 12 targets that appeared on the computer screen using the intra-oral joystick. Motor performance was measured by the number of attempts to score and the time during which the target force was maintained. Tongue motor performance was compared among tongue movement direction, resistance force level, game round number, and continuous force application time on the target, age and gender. RESULTS: The number of attempts depended significantly on the direction, continuous force application time on the target and age. The time during which the target force was maintained depended significantly on the direction, continuous force application time on the target and game round number. There were no significant differences in the comparisons by gender or by resistance force level. CONCLUSIONS: It was seen that young adults had their best performance in the downward direction, on the third round, holding the force for a shorter time. The performance deteriorated as age increased.


Assuntos
Transtornos de Deglutição , Terapia por Exercício , Jogos de Vídeo , Adulto , Deglutição , Transtornos de Deglutição/reabilitação , Humanos , Projetos Piloto , Língua , Adulto Jovem
17.
Audiol., Commun. res ; 24: e2079, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1011379

RESUMO

RESUMO Objetivo Pesquisar a existência de associação entre os aspectos da avaliação clínica da língua. Métodos Estudo transversal observacional, com 80 crianças brasileiras, saudáveis, faixa etária entre 8 e 12 anos, sendo 36 (45%) do gênero masculino e 44 (55%) do gênero feminino. Foram avaliados aspectos da língua relacionados à morfologia, frênulo, mobilidade, praxias e força. Foram obtidas as associações entre os aspectos da avaliação clínica, considerando nível de significância de 5%. Resultados Houve associação entre largura e altura; entre extensão do frênulo e as provas de sugar a língua no palato, vibrar, protrair/retrair e tocar comissuras direita e esquerda e lábios superior e inferior e entre a fixação do frênulo no assoalho da boca e as provas de sugar a língua no palato e vibrar. A prova de estalar ápice de língua apresentou associação com estalar o corpo. Estalar a língua (ápice ou corpo) apresentou associação com sugar a língua no palato, vibrar, protrair/retrair, tocar comissuras direita e esquerda e lábios superior e inferior e força. A prova de sugar a língua no palato apresentou associação com vibrar, protrair/retrair, tocar comissuras direita e esquerda e lábios superior e inferior e força de língua e a prova de vibrar a língua, com protrair e retrair e força de língua. Também houve associação entre protrair e retrair e tocar comissuras direita e esquerda e lábios superior e inferior. Conclusão Os aspectos da língua na avaliação clínica apresentaram associações entre si.


ABSTRACT Purpose Investigate the possible association between myofunctional aspects of the tongue clinical evaluation. Methods Observational, cross-sectional study conducted with 80 healthy Brazilian schoolchildren aged 8-12 years: 36 (45%) males and 44 (55%) females. The following aspects of the tongue were assessed: morphology, frenulum, mobility, praxis, and force. Association between the aspects of clinical evaluation was obtained considering a statistical significance level of 5%. Results The following associations were observed: between tongue width and height; between frenulum length and the tasks of sucking the tongue on palate, tongue vibration, tongue protrusion/retraction, and touching right and left commissures and upper and lower lips; between frenulum attachment to the floor of the mouth and the tasks of sucking tongue on palate and tongue vibration. In the snap task, tongue apex snap was associated with tongue body snap. Tongue snap (apex or body) was associated with sucking the tongue on palate, tongue vibration, tongue protrusion/retraction, touching right and left commissures and upper and lower lips, and tongue force. Sucking tongue on palate was associated with tongue vibration, tongue protrusion/retraction, touching right and left commissures and upper and lower lips, and tongue force. Tongue vibration was associated with tongue protrusion/retraction and tongue force. Association was also observed between the tongue protrusion/retraction task and touching right and left commissures and upper and lower lips. Conclusion Association between tongue aspects was verified in the clinical evaluation.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Língua/anatomia & histologia , Sistema Estomatognático , Terapia Miofuncional , Freio Lingual , Palato , Força de Mordida , Estudos Transversais , Músculos da Mastigação
18.
CoDAS ; 31(2): e20180099, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-989652

RESUMO

RESUMO Objetivo Verificar a existência de relação entre pressão máxima da língua e a etiologia da respiração oral em crianças respiradoras orais atendidas em um Ambulatório do Respirador Oral. Método Foi conduzido um estudo transversal observacional descritivo e analítico com 59 crianças respiradoras orais com idades entre três e 12 anos (média de 6,5 anos e DP=2,4). Para a coleta da pressão de língua, foi utilizado o Iowa Oral Performance Instrument - (IOPI) e dados sobre a etiologia da respiração oral e oclusão dentária foram coletados nos prontuários desses pacientes para análise. As associações entre a pressão máxima da língua e a etiologia da respiração oral, idade, gênero e oclusão dentária foram verificadas pelo teste T, ANOVA, coeficiente de Spearman e Teste de Tuckey, utilizando-se nível de significância de 5%. Resultados Houve correlação moderada e positiva entre idade e pressão máxima, verificou-se que houve diferença estatisticamente significativa entre a pressão máxima da língua e as variáveis hipertrofia da tonsila faríngea e hipertrofia das tonsilas palatinas. Não foram verificadas diferenças estatísticas entre as outras variáveis. Conclusão Conclui-se que as obstruções mecânicas, dentre elas a hipertrofia das tonsilas faríngea e palatinas alteram a pressão máxima de língua em crianças respiradoras orais.


ABSTRACT Purpose To verify the relationship between maximum tongue pressure and the etiology of oral breathing in oral breathing children attended at the Oral Respiratory Outpatient Clinic. Methods A descriptive and analytical cross-sectional study was accomplished with 59 mouth breathing children aged 3 to 12 years (mean age 6.5 years and SD: standard deviation= 2.4). To collect tongue pressure, the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI) was used and data regarding the etiology of oral breathing and dental occlusion were collected in the records of these patients for analysis. The associations between the maximum tongue pressure and the etiology of oral breathing, age, gender and dental occlusion were verified by the T test, ANOVA, Spearman's coefficient and Tuckey's test, using a significance level of 5%. Results There was a moderate and positive correlation between age and maximum pressure, it was verified that there was a statistically significant difference between the maximum tongue pressure and the variables pharyngeal tonsil hypertrophy and palatine tonsil hypertrophy. There were no statistical differences between the other variables. Conclusion It was concluded that mechanical obstructions, among them the pharyngeal and palatine tonsil hypertrophy alter the maximum tongue pressure in oral breathing children.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Pressão , Língua/patologia , Respiração Bucal/etiologia , Língua/fisiopatologia , Estudos Transversais , Hipertrofia/complicações , Respiração Bucal/fisiopatologia
19.
CoDAS ; 31(5): e20180163, 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1039611

RESUMO

RESUMO Esta pesquisa teve o objetivo de relatar um caso clínico em que foi realizada a reabilitação da força lingual com estratégia de biofeedback. Trata-se de uma paciente de 20 anos de idade, cuja avaliação miofuncional orofacial evidenciou diminuição grave de força do terço anterior da língua e alterações na mobilidade e na coordenação linguais. A quantificação da pressão lingual foi realizada por meio do Iowa Oral Performance Instrument durante a elevação, a protrusão e a lateralização, tendo se verificado redução nos valores obtidos em todas as direções medidas em comparação aos padrões de normalidade. Foram realizadas 11 sessões de terapia, com frequência semanal, utilizando estratégia de biofeedback que consistia em jogos computacionais acionados pela língua. Um instrumento encaixado na cavidade oral funcionava como um joystick, sendo método de entrada para jogos digitais específicos. Em casa, a paciente realizou exercícios isométricos de pressão de ponta de língua contra espátula, retração exagerada de língua, afilamento lingual e isotônico de tocar comissuras e lábios alternadamente, diariamente. Após oito sessões, em relação à pressão na elevação, houve melhora de 28,6% para o ápice e 7,1% para o dorso. Quanto à protrusão, houve melhora de 123,5%. Nas medidas de lateralizações esquerda e direita, os valores aumentaram 53,8% e 7,4%, respectivamente. Após 12 sessões, percebeu-se melhora, em relação à avaliação inicial, de 35,7%, 7,4%, 164%, 76,9% e 40,7%, para elevação de ápice, de dorso, protrusão, lateralizações esquerda e direita, respectivamente. Apesar do aumento, valores preconizados na literatura, como normalidade para o sexo e a idade, não foram atingidos com 12 sessões.


ABSTRACT This research had the objective of reporting a clinical case in which the rehabilitation of tongue strength with biofeedback strategy was performed. This case report addresses a 20-year-old patient whose orofacial myofunctional evaluation revealed a severe decrease in the force of the anterior third of the tongue and changes in lingual mobility and coordination. The measurement of tongue pressure was performed using the Iowa Oral Performance Instrument (IOPI) during elevation, protrusion and lateralization, and it was verified a reduction in the values ​​obtained in all measured directions, compared with normality patterns. We performed 11 sessions of therapy, with weekly frequency, using a biofeedback strategy that consisted of computer games controlled by the tongue. An instrument embedded in the oral cavity functioned as a joystick as the input method for specific digital games. The patient performed at home the isometric exercises of pressing the tip of the tongue against a spatula, exaggerated retraction of tongue, tongue tapering, and isotonic exercise of touching the commissures and lips alternately, daily. After eight sessions, in relation to the elevation pressure, there was an improvement of 28.6% for the apex and 7.1% for the dorsum. As for protrusion, there was an improvement of 123.5%. In the measurements of left and right lateralization, the values ​​increased 53.8% and 7.4%, respectively. After twelve sessions, it was observed an improvement of 35.7%, 7.4%, 164%, 76.9% and 40.7% in relation to the initial evaluation, for apex elevation, dorsum elevation, protrusion, and lateralization to left and right, respectively. Despite the increase, values ​​recommended in the literature as normal for sex and age were not reached after 12 therapy sessions.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Adulto Jovem , Língua/fisiopatologia , Terapia por Exercício/métodos , Força Muscular , Biorretroalimentação Psicológica , Exercício Físico , Terapia por Exercício/instrumentação , Força Muscular/fisiologia , Paralisia Facial/complicações , Paralisia Facial/reabilitação
20.
Rev. CEFAC ; 21(4): e12019, 2019. graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1041108

RESUMO

ABSTRACT Purpose: to analyze the influence of low-level laser on muscle performance and to identify the most used dosimetric parameters. Methods: the search for articles was carried out on the PubMed, BVS, Web of Science and SciELO platforms. The articles selected were original ones, with available abstracts and that evaluated the use of photobiomodulation on muscular performance. The data were analyzed according to the author, year of publication, sample, place of application, parameters evaluated, wavelength, dosimetry used and results found. Results: the final sample consisted of 27 articles published between 2008 and 2017. The sample size in the studies ranged from 8 to 60 individuals, aged from 17 to 70 years. A greater use of infrared wavelength, with punctual applications carried out in the path of the muscle, was observed. Regarding the dose, there was a variation from 0.24 to 50 joules per point. Of the total, only 5 (18.5%) studies had not found significant answers for the considered variables. Conclusion: most of the studies pointed out that low-level laser can improve muscle performance. The methodology used in the work was diversified, rendering data compilation difficult, being impossible to set the ideal parameters for this purpose.


RESUMO Objetivo: analisar a influência do laser de baixa intensidade no desempenho muscular e identificar os parâmetros dosimétricos mais utilizados. Métodos: a busca de artigos foi realizada nas plataformas PubMed, BVS, Web of Science e SciELO. Foram selecionados artigos originais, com resumo disponível e que avaliaram o uso da fotobiomodulação sobre o desempenho muscular. Os dados foram analisados de acordo com o autor, ano de publicação, amostra, local de aplicação, parâmetros avaliados, comprimento de onda, dosimetria utilizada e resultados encontrados. Resultados: a amostra final consistiu de 27 artigos publicados entre os anos de 2008 e 2017. O tamanho das amostras nos estudos variou entre oito e 60 indivíduos, com faixa etária entre 17 e 70 anos. Observou-se maior uso do comprimento de onda infravermelho, com aplicações pontuais no trajeto do músculo. Em relação à dose, houve variação de 0,24 a 50 joules por ponto. Do total, apenas cinco (18,5%) trabalhos não encontraram respostas significativas para as variáveis pesquisadas. Conclusão: a maioria dos estudos apontou que o laser de baixa intensidade pode promover a melhora do desempenho muscular. A metodologia utilizada nos trabalhos foi diversa, o que dificultou a compilação dos dados e impossibilitou estabelecer os parâmetros dosimétricos ideais para esse objetivo.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...