Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
1.
Menopause ; 29(6): 728-733, 2022 06 01.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-35544600

RESUMO

OBJECTIVE: To assess the correlation between menopausal symptoms and pain caused by temporomandibular disorder (TMD) and the impact of sociodemographic factors on the association. METHODS: In this cross-sectional study, a total of 74 women with TMD symptoms were enrolled and divided into three groups according to the Stages of Reproductive Aging Workshop + 10 (STRAW + 10) criteria: G1 (n = 25, late menopausal transition), G2 (n = 30, early postmenopause), and G3 (n = 19, late postmenopause). Sociodemographic data were collected, along with data on menopausal symptoms (Blatt-Kupperman menopausal index) and TMD-induced pain (craniomandibular index). Statistical analysis was performed using a chi-squared test and linear correlation tests (Spearman and Pearson). RESULTS: Analysis of the three groups showed that TMD-induced pain was more intense in G1 than in G3 (P = 0.0426, r  = 0.2364, r2 = 0.05589), and menopausal symptoms correlated with the intensity of TMD-induced pain (P = 0.0004, r  = 0.4020). This correlation was more significant during the late menopausal transition (G1: P  = 0.0267, r  = 0.4427, r2 = 0.1960). In G2, women with fewer than 4 years of schooling had a higher total Blatt- Kupperman menopausal index score (17.0 ±â€Š85.0) and craniomandibular index (0.29 ±â€Š0.23) than women with more than 4 years of schooling (P  = 0.02 for both indices). CONCLUSIONS: Our results suggest that TMD-induced pain and menopausal symptoms are correlated, and more strongly so in the late menopausal transition. Additionally, sociodemographic factors, such as schooling, have a major influence on symptoms in early postmenopause. Performing the TMD evaluation during the climacteric period may be important.


Assuntos
Pós-Menopausa , Transtornos da Articulação Temporomandibular , Estudos Transversais , Feminino , Humanos , Menopausa , Dor , Transtornos da Articulação Temporomandibular/epidemiologia
2.
Sci Rep ; 9(1): 18403, 2019 12 05.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31804540

RESUMO

The temporomandibular muscle dysfunction is characterized by myofascial pain and is more prevalent in women of reproductive age. Sex steroid hormones are hypothetically involved in the dysfunction, but few are the studies of steroid receptors in masticatory and mastication-related muscles. Our aim was to determine estrogen and testosterone receptor expression in rat masticatory and mastication-related muscles within the context of age and gender. Twelve rats were equally divided into four groups: (a) 10-month-old females; (b) 10-month-old males; (c) 24-month-old females; and (d) 24-month-old males. Euthanasia of the females was performed in the proestrous phase (vaginal smears) and the masticatory and accessory muscles were removed for immunohistochemical analysis. Statistical analysis was performed with ANOVA and the Tukey test. Estrogen receptor expression was similarly low in all muscles and groups. Testosterone receptor expression in the Masseter muscle of the 24-month-old male rats was higher than that in the other groups and significantly superior to its expression in the Posterior Digastric muscle. In short, testosterone receptor expression was highest in old male rats. If we generalize to humans, this fact could indicate age- and sex-related hormonal influence on temporomandibular muscle dysfunction. Further studies, however, are necessary to strengthen this hypothesis.


Assuntos
Envelhecimento/genética , Músculos da Mastigação/metabolismo , Receptores Androgênicos/genética , Receptores de Estrogênio/genética , Animais , Estrogênios/sangue , Feminino , Regulação da Expressão Gênica no Desenvolvimento , Masculino , Mastigação/fisiologia , Músculos da Mastigação/crescimento & desenvolvimento , Proestro/fisiologia , Ratos , Ratos Wistar , Receptores Androgênicos/metabolismo , Receptores de Estrogênio/metabolismo , Transdução de Sinais , Testosterona/sangue
3.
J Prosthodont Res ; 57(4): 298-303, 2013 Oct.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-24128391

RESUMO

PATIENTS: Six women, with ages ranging from 52 to 64 years old, clinically evaluated (Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders) by a single examiner were submitted to MRI (3.0 T). They had only arthralgia diagnosis. The images were evaluated by two radiologists who were not informed about the patients' clinical conditions, in which discs displacements, osteophytes and morphological irregularities, as well as completely normal images, i.e., without any characteristics were identified. DISCUSSION: TMJ arthralgia can be caused by various conditions, few of which are objectively observed when investigating its causes or diagnose temporomandibular disorders (TMD). In some cases, imaging exams can detect some conditions and magnetic resonance imaging (MRI) is commonly used for this purpose. Here, the MRI (3.0 T) enabled a detailed visualization of the structures of the TMJ, allowing the characterization of the symptomology in some cases. Despite, some images were completely normal. CONCLUSION: This case report detected some features seen on the MRI that justified a clinical diagnosis arthralgia, not associated with other clinical diagnosis. However, the detailed clinical examination should be sovereign even in the face of equipment with advanced technology.


Assuntos
Artralgia/diagnóstico , Imageamento por Ressonância Magnética/instrumentação , Articulação Temporomandibular , Idoso , Artralgia/etiologia , Artralgia/patologia , Feminino , Humanos , Imageamento por Ressonância Magnética/métodos , Pessoa de Meia-Idade , Articulação Temporomandibular/patologia
5.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-23312922

RESUMO

OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the performance of research diagnostic criteria for temporomandibular disorders (RDC/TMD) as a diagnostic test for temporomandibular joint problems using magnetic resonance imaging (MRI) as the gold standard. STUDY DESIGN: Sixty-seven women were assessed with RDC/TMD (2 examiners) and underwent MRI examination (3.0 T). Images were evaluated by 2 independent radiologists blinded to the clinical diagnoses. Results were analyzed by the Catmaker system. RESULTS: Of the 67 patients, 44 were diagnosed with temporomandibular disorders (TMD) according to RDC/TMD, but 21 (32%) of the diagnoses were not confirmed by MRI. The RDC/TMD sensitivity was 83.0%, specificity was 53.0%, and the positive likelihood ratio was 1.77, whereas the negative likelihood ratio was 0.32 (P = 0.16). CONCLUSIONS: Our data suggest that RDC/TMD is a good research tool, but the high rate of false-positive results limits its use in clinical practice.


Assuntos
Imageamento por Ressonância Magnética/métodos , Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico , Distribuição de Qui-Quadrado , Feminino , Humanos , Interpretação de Imagem Assistida por Computador , Funções Verossimilhança , Pessoa de Meia-Idade , Valor Preditivo dos Testes , Estudos Prospectivos , Curva ROC , Sensibilidade e Especificidade , Transtornos da Articulação Temporomandibular/classificação
6.
RPG, Rev. Pós-Grad ; 17(2): 76-82, abr.-jun.2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-855263

RESUMO

A raspagem e o aplainamento radicular removem o cemento, que funciona como barreira contra a penetração de bactérias, toxinas e produtos indesejáveis provenientes da superfície externa do dente. O objetivo deste estudo foi avaliar, in vitro, em dentes tratados endodonticamente, a resistência que diferentes materiais apresentam ao azul de metileno, que atravessa a dentina radicular após raspagem e aplainamento. Utilizaram-se 48 dentes humanos unirradiculares, tratados endodonticamente, preparados para receberem pinos, modelados com resina acrílica para, por meio de fundição, serem obtidos os retentores intrarradiculares metálicos. Os dentes foram divididos em 4 grupos com 12 espécimes cada, conforme o material empregado na cimentação: Cimento de zinco (SS White); Panavia F (Kuraray); Rely X U 100 (3M) e Rely X Luting 2 (3M). Delimitou-se uma área, na face proximal da raiz, submetida a 40 golpes de cureta Gracey 5-6. Exceto na região instrumentada, o dente foi impermeabilizado externamente e exposto à solução de azul de metileno a 1% e pH 7,2 durante 48 horas. As amostras foram desgastadas ao longo do eixo até o maior diâmetro do pino, e a área impregnada foi digitalizada e mensurada com o programa Imagelab®. Por meio do teste de Kruskal-Wallis diferenças significantes foram verificadas entre os grupos estudados (p<0,05).


O Rely X U 100 (3M) foi mais efetivo na impermeabilização do canal, nos terços cervical e apical, enquanto o Panavia F (Kuraray) teve esse comportamento no terço médio. Concluiu-se que entre os cimentos resinosos não existe diferença para os terços, cervical e médio, mas no terço apical, o Rely X U 100 (3M) demonstrou o melhor resultado


Assuntos
Humanos , Cimentação , Permeabilidade da Dentina , Prótese Parcial Fixa , Cárie Dentária , Pinos Dentários , Dentina , Endodontia , Técnicas In Vitro , Doenças Periodontais
7.
RPG rev. pos-grad ; 17(3): 167-172, jul.-set. 2010. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-590701

RESUMO

A perda da dimensão vertical de oclusão (DVO) é resultado de um grande desequilíbrio oclusal, onde não apenas a perda dos dentes pode ser o fator responsável, como também as para funções, dentre elas, o bruxismo. O restabelecimento da relação maxilomandibular é condição necessária para que uma adequada reabilitação oral seja executada, devolvendo, assim, a estética e a função perdida. O presente caso clínico descreve uma situação de acentuada perda de DVO em um paciente parcialmente edentado. Depois de essa medida ter sido recuperada por meio de próteses provisórias, confeccionaram-se próteses removíveis definitivas e overlays diretas em resina composta. Além disso, a execução de uma reabilitação definitiva criteriosa e uma melhora na sintomatologia relatada pela paciente no início do tratamento também foram possíveis. O resultado final desse caso clínico comprovou a efetividade da prótese parcial removível como método para reabilitação oral em casos de grandes perdas de DVO.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Prótese Dentária , Reabilitação Bucal , Dimensão Vertical , Prótese Parcial Removível , Estética Dentária , Higiene Bucal
8.
São Paulo; s.n; 2010. 172 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-865701

RESUMO

O aumento da expectativa de vida tem despertado o interesse de pesquisas, com o intuito de proporcionar um envelhecimento saudável e de qualidade. Segundo dados do último censo realizado pelo IBGE em 2010, a população brasileira é composta por 97.342.162 mulheres, das quais se estima que cerca de 30 milhões estejam entre os 40 e 65 anos de idade, período que inclui o climatério. Portanto, condições clínicas como a osteoporose se tornam relevantes, tanto sob o ponto de vista de política de saúde pública, quanto em relação ao aspecto social, por comprometer a qualidade de vida. As mulheres também sofrem mais por disfunção temporomandibular (DTM) do que os homens, sendo que o início desse quadro se dá a partir da puberdade, com picos durante o período reprodutivo e remissão após a menopausa. O envolvimento dos hormônios sexuais femininos na osteoporose já está bem definido, porém sua participação na DTM ainda é motivo de controvérsias. Assim, esse trabalho se propôs a investigar o papel da massa óssea sistêmica de mulheres climatéricas como fator de risco para DTM articular, bem como o comportamento da dor por DTM nos períodos da transição para menopausa (entre 48 e 55 anos), pós-menopausa (de 56 a 65 anos) e senescência (de 65 a 70 anos). Para tanto, 100 mulheres atendidas pelo Setor de Climatério da Divisão de Ginecologia do HC FMUSP foram avaliadas clinicamente pelo Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), visando obter os diagnósticos e suas associações, bem como quantificar o grau de sensibilidade dolorosa por DTM, por meio do Índice Craniomandibular (ICM), ambos aplicados por uma única examinadora.


As densitometrias ósseas forneceram os dados sobre a massa óssea do colo do fêmur e da coluna lombar (L1-L4). O desempenho do RDC/TMD como teste diagnóstico também foi alvo de análise, considerando a ressonância magnética de 3,0 Tesla como padrão de referência, ao submeter 30 mulheres, das 100 avaliadas, a esse exame de imagem. Após análise dos resultados, constatou-se que o risco oferecido pela osteopenia foi de 1,33 (IC95% 1,20 1,46), com aumento nesse risco de 0,33, enquanto a osteoporose demonstrou risco de 1,39 (IC95% 1,23 1,55), aumentado em 0,39. Houve predominância de diagnósticos articulares (68,0%), enquanto 18,0% foi de diagnósticos musculares e 14,0% correspondeu à ausência de condições clinicamente diagnosticáveis, segundo o RDC/TMD. O desempenho do RDC/TMD para diagnosticar a DTM articular revelou acurácia de 68,0%, sensibilidade de 83,0%, especificidade de 53,0%, probabilidade pré-teste de 52,0%, valor preditivo positivo de 60,0% e negativo de 74,0%, razão de verossimilhança positiva de 1,77 e negativa de 0,32. Quanto à sensibilidade dolorosa por DTM, constatou-se que, com o avançar da idade houve clara tendência à sua diminuição (A=-4,5; p=0,0324). Concluiuse, então, que a diminuição dos hormônios sexuais femininos, peculiar ao envelhecimento, aumenta o risco à DTM articular, embora a dor por essa disfunção diminua com a idade. O RDC/TMD pode ser empregado para rastreamento de grandes populações, mas sua indicação na prática clínica deve ser feita com cautela.


Increased life expectancy has attracted research attention, interested in provide a quality and healthy aging. According to the latest census conducted in 2010 by IBGE, Brazilian population consists of 97,342,162 women, whom estimates 30 million are between 40 and 65 years old, a period that includes the climacteric. Therefore, clinical conditions such as osteoporosis becomes significant, either from public health policy standpoint or in relation to the social aspect, by compromising life quality. Women also suffer more from temporomandibular disorders (TMD) than men, and the beginning of this situation occurs after puberty, with peaks during the reproductive and remission periods after menopause. Female sex hormones involvement in osteoporosis is well established, but their participation in the TMD is still controversial. Thus, this study aims to investigate the role of systemic bone mass in menopausal women as a risk factor for articular TMD, as well as the TMD pain behavior during menopause transition periods (48 to 55 years), postmenopausal (56-65 years) and senescence (65-70 years). Therefore, 100 women attended by the HC - FMUSP Gynecology Division, Climacteric Sector, were clinically evaluated by the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), used to obtain diagnoses and their associations, as well as to quantify the TMD pain sensitivity degree through the Craniomandibular Index (CMI), both applied by a single examiner. The bone densitometry provided bone mass data of femoral neck and lumbar spine (L1-L4).


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Climatério , Espectroscopia de Ressonância Magnética/métodos , Osteoporose/diagnóstico , Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico
9.
São Paulo; s.n; 2010. 172 p. ilus, tab, graf. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-605634

RESUMO

O aumento da expectativa de vida tem despertado o interesse de pesquisas, com o intuito de proporcionar um envelhecimento saudável e de qualidade. Segundo dados do último censo realizado pelo IBGE em 2010, a população brasileira é composta por 97.342.162 mulheres, das quais se estima que cerca de 30 milhões estejam entre os 40 e 65 anos de idade, período que inclui o climatério. Portanto, condições clínicas como a osteoporose se tornam relevantes, tanto sob o ponto de vista de política de saúde pública, quanto em relação ao aspecto social, por comprometer a qualidade de vida. As mulheres também sofrem mais por disfunção temporomandibular (DTM) do que os homens, sendo que o início desse quadro se dá a partir da puberdade, com picos durante o período reprodutivo e remissão após a menopausa. O envolvimento dos hormônios sexuais femininos na osteoporose já está bem definido, porém sua participação na DTM ainda é motivo de controvérsias. Assim, esse trabalho se propôs a investigar o papel da massa óssea sistêmica de mulheres climatéricas como fator de risco para DTM articular, bem como o comportamento da dor por DTM nos períodos da transição para menopausa (entre 48 e 55 anos), pós-menopausa (de 56 a 65 anos) e senescência (de 65 a 70 anos). Para tanto, 100 mulheres atendidas pelo Setor de Climatério da Divisão de Ginecologia do HC FMUSP foram avaliadas clinicamente pelo Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), visando obter os diagnósticos e suas associações, bem como quantificar o grau de sensibilidade dolorosa por DTM, por meio do Índice Craniomandibular (ICM), ambos aplicados por uma única examinadora...


Increased life expectancy has attracted research attention, interested in provide a quality and healthy aging. According to the latest census conducted in 2010 by IBGE, Brazilian population consists of 97,342,162 women, whom estimates 30 million are between 40 and 65 years old, a period that includes the climacteric. Therefore, clinical conditions such as osteoporosis becomes significant, either from public health policy standpoint or in relation to the social aspect, by compromising life quality. Women also suffer more from temporomandibular disorders (TMD) than men, and the beginning of this situation occurs after puberty, with peaks during the reproductive and remission periods after menopause. Female sex hormones involvement in osteoporosis is well established, but their participation in the TMD is still controversial. Thus, this study aims to investigate the role of systemic bone mass in menopausal women as a risk factor for articular TMD, as well as the TMD pain behavior during menopause transition periods (48 to 55 years), postmenopausal (56-65 years) and senescence (65-70 years). Therefore, 100 women attended by the HC - FMUSP Gynecology Division, Climacteric Sector, were clinically evaluated by the Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD), used to obtain diagnoses and their associations, as well as to quantify the TMD pain sensitivity degree through the Craniomandibular Index (CMI), both applied by a single examiner. The bone densitometry provided bone mass data of femoral neck and lumbar spine (L1-L4)...


Assuntos
Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Climatério , Espectroscopia de Ressonância Magnética/métodos , Osteoporose/diagnóstico , Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico
10.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 63(3): 241-246, maio-jun. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-534482

RESUMO

Perdas dentais, causadas pelos mais diversos fatores, produzem impacto direto sobre a saúde bucal, com conseqüente repercussão na qualidade de vida das pessoas. Este trabalho procurou dimensionar a incidência de ausências dentais em pacientes diabéticos do município de São Paulo, que participaram da 8ª Campanha Nacional de Diabetes da Associação Nacional de Assistência ao Diabético (ANAD) em 2005. O objetivo foi buscar informações que possibilitem vislumbrar caminhos para prevenir perdas de elementos dentais em tais pacientes. Foi possível traçar e analisar a cronologia das perdas, assim como os desequilíbrios funcionais resultantes das mesmas. Foram avaliados, por meio de questionários, 99 pacientes de ambos os sexos, com idades entre 29 e 89 anos. Os questionários foram aplicados por integrantes do projeto "Envelhecer Sorrindo" da Faculdade de Odontologia da USP. Os resultados foram analisados segundo os testes estatísticos de correlação de Spearman, teste de Mann-Whitney e intervalo de confiança para a média. Após as análises foi possível concluir que a trituração era a função mais prejudicada, uma vez que os elementos dentais posteriores foram mais ausentes do que os anteriores, especialmente no sexo feminino. Além disso, o maxilar apresentou maior número de elementos dentários ausentes do lado direito, enquanto na mandíbula houve perdas bilaterais equivalentes. É consenso que a nutrição e a dieta são essenciais para o controle da taxa glicêmica em pacientes diabéticos. Por isso a redução do número de dentes, como observado nesse estudo, pode prejudicar o controle do diabetes, permitindo que se instalem os mecanismos decorrentes dessa descompensação.


Dental losses due to different factors influence directly oral health as well as quality of people's life. This paper meant to evaluate the incidence of teeth's absences in diabetic patients in São Paulo city, who participated of the 8th National Campaign of Diabetes for the National Diabetic Association (ANAD) in 2005. Besides that it was also meant to make a profile of dental losses' chronology with its consequent functional unbalance. It was evaluated 99 patients aged between 29 and 89 years old, both genders, by means of questionnaires administered by "Envelhecer Sorrindo" staff of dental School of Universidade de São Paulo. The results were submitted to Spearman's correlation tests as well as to Mann-Whitney's test besides trust interval for the average. It was concluded that grinding up was the most impaired function, since posterior teeth were mostly absent specially in female. Besides that, maxillary teeth were more absent in the right side even though in mandible it was not observed such characteristics. It is known that nutrition as well as diet is essential to control glycaemia in diabetic patients. So, decreasing masticatory efficiency can make it worse the diabetes control.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Idoso , Diabetes Mellitus , Periodontite/epidemiologia
11.
RPG rev. pos-grad ; 16(1): 43-48, jan.-mar. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-557478

RESUMO

A expectativa de vida da população tem aumentado significativamente, principalmente na faixa etária a partir dos 60 anos. O diagnóstico precoce e o sucesso no tratamento de muitas doenças sistêmicas contribuíram para o aumento da população dessa faixa etária. A pneumonia é uma das doenças mais frequentes em idosos e o acompanhamento por uma equipe multidisciplinar proporciona segurança, eficiência e eficácia na deglutição orofaríngea, mantendo uma nutrição e hidratação para melhorar a higiene oral. A Odontologia, como parte do corpo de saúde, deve se preocupar com a reabilitação oral, proporcionando uma melhor eficiência mastigatória, estimulando os músculos da mastigação e da deglutição, para que haja menos resíduo alimentar na orofaringe. Um protocolo de higienização diminui a placa bacteriana e controla as doenças gengivoperiodontais, além de estimular os nervos sensoriais na cavidade oral, elevando os níveis de substância P e reforçando a liberação de neuropeptídeos, através das vias aferente ou eferente do reflexo da deglutição.


Assuntos
Transtornos de Deglutição , Higiene Bucal , Pneumonia Aspirativa , Diagnóstico Precoce , Expectativa de Vida , Reabilitação Bucal , Substância P
12.
ImplantNews ; 6(5): 527-531, 2009. graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-544256

RESUMO

Várias são as possibilidades de se reabilitar um paciente parcialmente edentado: prótese parcial removível (PPR), prótese parcial fixa (PPF) e prótese parcial fixa sobreimplante (PI). Este estudo propôs-se a identificar qual o tipo de prótese tem sido indicada mais frequentemente pelos cirurgiões-dentistas. Para tanto, seis laboratórios de Prótese Dentária da cidade de São Paulo, Brasil, participaram do estudo respondendo a um questionário que visava identificar quais os tipos de planejamento protético são mais indicados. Após o levantamento das informações, estas foram submetidas à análise estatística por intervalo de confiança. De um total de 228 casos, 18,4% eram de PPR, 36,8% eram PPF e 44,8% eram PI. Em 84 casos de PPF, 102 dentes foram reabilitados, 102 casos de PI reabilitaram 279 dentes e 292 dentes foram reabilitados com 42 casos de PPR. Nos 102 casos de PI, 30 eram de PPF e 72 de coroas unitárias (19 de coroas reabilitando um só elemento). A conexão mais utilizada foi o hexágono externo (56,6%) e a maioria das próteses era cimentada (69,3%). Quanto à classificação de Kennedy, 17 eram de Classe I reabilitando 121 dentes, 16 eram de Classe II reabilitando 104 dentes e nove eram de Classe III reabilitando 62 dentes. O número de PI foi maior do que o de PPF, que foi maior do que PPR. A PPF ainda é bastante indicada, visto que o número de PPF de três elementos foi maior do que o de PI em casos onde um implante unitário reabilitaria um espaço protético único. A PPR talvez tenha tido menor indicação pela possibilidade de reabilitação com PI. Porém, ainda é alternativa de tratamento, reabilitando um maior número de dentes. O número de PI foi grande, pois teve indicação em casos de espaços protéticos com mais de um elemento. A conexão externa foi mais encontrada, assim como o número de próteses cimentadas.


Nowadays, there are many ways to rehabilitate a partially edentulous patient: removable partial prosthesis (RPP), fixed partial prosthesis (FPP) and implant-supported fixed partial prosthesis (PI). The objective of this study is to identify what type of prosthesis has been more frequently indicated by dental surgeons. Six dental commercial laboratories at São Paulo, Brazil, participated answering a questionnaire whose aim was to identify what kinds of prosthetic planning are mostly indicated. After data collection, results were submitted to statistical analysis by the confidence interval's method. Of 228 cases, 18.4% were RPP, 36.8% were FPP and 44.8% were PI. In 84 cases of FPP, 102 cases of PI rehabilitated 279 teeth and 292 teeth were rehabilitated with 42 cases of RPP. In the 102 cases of PI, 30 were FPP and 72 of single crowns (19 of single-tooth implant crowns). The most used connection was the external hexagon (56.6%) and most of the prostheses were cement-retained (69.3%). Regarding to Kennedy's classification, 17 were class I rehabilitating 121 teeth, 16 were class II rehabilitating 104 teeth and nine were class III rehabilitating 62 teeth. The number of PI was higher then the number of FPP, which was higher the RPP. The FPP is still very much indicated - the number of 3-element- FPPs was higher than the number of PI in cases where a single implant would rehabilitate a single edentulous space. The RPP has maybe had fewer indications because of rehabilitation with PI modality. However, it is still a treatment alternative rehabilitating a higher number of teeth. The number of PI was high because there was indication in cases of prosthetic spaces with more than one missing dental element. The external connection design was the most used as well as the number of cemented prostheses.


Assuntos
Prótese Dentária , Planejamento de Prótese Dentária , Reabilitação Bucal
13.
RPG rev. pos-grad ; 14(4): 307-313, out.-dez. 2007. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529481

RESUMO

A disfunção temporomandibular (DTM) caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas que podem limitar a função e/ou causar dor nas regiões que compreendem o aparelho estomatognático: articulações temporomandibulares (ATM) e músculos associados direta ou indiretamente a esse aparelho. A etiologia da DTM é algo difícil de ser determinado, pois geralmente há vários fatores que atuam em conjunto, cada qual contribuindo para a instalação e perpetuação do quadro apresentado pelo paciente. Trata-se, portanto, de um problema de origem multifatorial. A hipótese de que fatores sistêmicos estejam associados ao surgimento ou agravamento da DTM não deve ser descartada, uma vez que o aparelho estomatognático integra o ser humano de maneira fundamental, sendo de sua responsabilidade funções como alimentação, fonação e respiração. O objetivo deste artigo, sob forma de revisão de literatura, é ressaltar a importância de uma visão interdisciplinar no diagnóstico e tratamento da DTM, uma vez que nem sempre a causa de tal patologia se restringe aos domínios de atuação do cirurgião-dentista.


Assuntos
Dor Facial , Doenças Estomatognáticas , Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico , Equipe de Assistência ao Paciente , Articulação Temporomandibular , Transtornos da Articulação Temporomandibular/terapia
14.
RPG rev. pos-grad ; 14(3): 254-259, jul.-set. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529459

RESUMO

A disfunção temporomandibular (DTM) corresponde ao conjunto de sinais e sintomas como dores na região da articulação temporomandibular (ATM), nos músculos da mastigação e em regiões radiadas da cabeça e do pescoço, que resultam da má relação entre a mandíbula e o osso temporal. A fibromialgia (FM), por sua vez, constitui síndrome dolorosa não inflamatória, caracterizada por dor muscular difusa associada à pressão de pontos superficiais específicos, conhecidos como tender points. Engloba várias manifestações clinicas como dor, fadiga e distúrbios do sono. A DTM e a FM eram consideradas entidades distintas até então. Recentemente, essas duas situaçções clínicas têm sido consideradas como semelhantes entre si. Freqüentemente a DTM aparece em pacientes diagnosticadoscom fibromialgia. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão da literatura, avaliando a possível relação entre DTM e FM.


Assuntos
Fibromialgia , Dor , Síndrome da Disfunção da Articulação Temporomandibular , Má Oclusão , Sistema Estomatognático , Articulação Temporomandibular
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...