Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Cad Saude Publica ; 34(2): e00002817, 2018 02 19.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-29489939

RESUMO

Population-based health surveys are important tools for identifying disease determinants, especially in regions with widely dispersed populations and low health system coverage. The aim of this study was to describe the principal methodological aspects and to describe the socioeconomic, demographic, and health characteristics of the riverine populations of Coari, Amazonas State, Brazil. This was a population-based cross-sectional study in river-dwelling communities in the rural area of Coari, from April to July 2015. The probabilistic cluster sample consisted of 492 individuals. The results showed that the majority of the river-dwellers were females (53%), had up to 9 years of schooling (68.5%), and earned a monthly family income equivalent to one-third the minimum wage. The health problems reported in the previous 30 days featured conditions involving pain (45.2%). The main healthcare resources were allopathic medicines (70.3%), exceeding herbal remedies (44.3%). The river-dwellers travel an average of 60.4km and take some 4.2 hours to reach the urban area of Coari. The riverine population generally presents low economic status and limited access to the urban area. Health problems are mostly solved with allopathic medicines. Geographic characteristics, as barriers to access to health services and to improvements in living conditions for the riverine population, can limit the collection of epidemiological data on these populations.


Assuntos
Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos , Inquéritos Epidemiológicos/métodos , Adolescente , Adulto , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais , Feminino , Inquéritos Epidemiológicos/instrumentação , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Características de Residência , Rios , População Rural , Fatores Socioeconômicos , Inquéritos e Questionários , Adulto Jovem
2.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 34(2): e00002817, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-952363

RESUMO

Os inquéritos populacionais de saúde são instrumentos importantes para o reconhecimento de determinantes de morbidades, sobretudo em regiões de grande dispersão demográfica e baixa cobertura do sistema de saúde. O objetivo deste estudo foi apresentar os principais aspectos metodológicos e descrever as características socioeconômicas, demográficas e de saúde dos ribeirinhos de Coari, Amazonas, Brasil. Estudo transversal de base populacional conduzido com ribeirinhos residentes na zona rural do Município de Coari, no período de abril a julho de 2015. A amostra probabilística por conglomerados foi composta por 492 sujeitos. Os resultados indicaram que a maioria dos ribeirinhos é do sexo feminino (53%), tem até 9 anos de estudos (68,5%), apresenta em média renda familiar mensal equivalente a 1/3 do salário mínimo. Dentre os problemas de saúde relatados nos últimos 30 dias, destacaram-se as queixas álgicas (45,2%). Os principais recursos utilizados nos cuidados com a saúde foram medicamentos alopáticos (70,3%), superando o uso de plantas medicinais (44,3%). Os ribeirinhos navegam em média 60,4km e demoram cerca de 4,2 horas para acessar a zona urbana do município. De maneira geral, a população ribeirinha estudada é caracterizada pelo baixo nível econômico e acesso limitado à zona urbana. Os problemas de saúde são solucionados na maior parte das vezes pelo uso de medicamentos alopáticos. As limitações geográficas que constituem barreiras ao acesso aos serviços de saúde e à melhoria das condições de vida dos ribeirinhos podem limitar a aquisição de informações epidemiológicas dessas populações.


Population-based health surveys are important tools for identifying disease determinants, especially in regions with widely dispersed populations and low health system coverage. The aim of this study was to describe the principal methodological aspects and to describe the socioeconomic, demographic, and health characteristics of the riverine populations of Coari, Amazonas State, Brazil. This was a population-based cross-sectional study in river-dwelling communities in the rural area of Coari, from April to July 2015. The probabilistic cluster sample consisted of 492 individuals. The results showed that the majority of the river-dwellers were females (53%), had up to 9 years of schooling (68.5%), and earned a monthly family income equivalent to one-third the minimum wage. The health problems reported in the previous 30 days featured conditions involving pain (45.2%). The main healthcare resources were allopathic medicines (70.3%), exceeding herbal remedies (44.3%). The river-dwellers travel an average of 60.4km and take some 4.2 hours to reach the urban area of Coari. The riverine population generally presents low economic status and limited access to the urban area. Health problems are mostly solved with allopathic medicines. Geographic characteristics, as barriers to access to health services and to improvements in living conditions for the riverine population, can limit the collection of epidemiological data on these populations.


Las encuestas poblacionales de salud son instrumentos importantes para el reconocimiento de determinantes de morbilidades, sobre todo en regiones de gran dispersión demográfica y baja cobertura del sistema de salud. El objetivo de este estudio fue presentar los principales aspectos metodológicos y descibir las características socioeconómicas, demográficas y de salud los ribereños de Coari, Amazonas, Brasil. Se trata de un estudio transversal con base poblacional, realizado con ribereños residentes en la zona rural del municipio de Coari, durante el período de abril a julio de 2015. La muestra probabilística por conglomerados estaba compuesta por 492 sujetos. Los resultados indicaron que la mayoría de los ribereños es de sexo femenino (53,0%), tiene hasta 9 años de estudios (68,5%), presenta de media una renta familiar mensual equivalente a 1/3 del salario mínimo. Entre los problemas de salud relatados en los últimos 30 días, se destacaron las quejas álgicas (45,2%). Los principales recursos utilizados en los cuidados con la salud fueron medicamentos alopáticos (70,3%), superando el uso de plantas medicinales (44,3%). Los ribereños navegan de media 60,4km y tardan casi 4,2 horas para acceder a la zona urbana del municipio. De manera general, la población ribereña estudiada está caracterizada por el bajo nivel económico y acceso limitado a zonas urbanas. Los problemas de salud se solucionan la mayor parte de las veces mediante el uso de medicamentos alopáticos. Las limitaciones geográficas que constituyen barreras al acceso a los servicios de salud, y a la mejoría de las condiciones de vida de los ribereños, pueden limitar la obtención de información epidemiológica de esa población.

3.
Rev Gaucha Enferm ; 38(1): e65111, 2017 May 18.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-28538809

RESUMO

Objective: To determine the prevalence of self-medication and associated factors among nursing students. Method: This is a cross-sectional study with 116 nursing students from the public university in the state of Amazonas, Brazil, from March to April 2014. Data were collected using a questionnaire with socioeconomic and medicine use variables. The data were subjected to bivariate analysis and logistic regression at a significance level of 5%. Results: The prevalence of self-medication was 76.0%, chiefly motivated by the belief that the health condition did not require a medical appointment (46.6%). Half of the students reported pain-related complaints. The most commonly used pharmacological groups were non-steroidal anti-inflammatory drugs (63.2%) and antibiotics (11.1%). Lack of awareness of the negative implications of self-medication was associated with self-medication (OR = 6.0). Conclusion: The high prevalence of self-medication that may lead to adverse reactions reveals the students' irrational use of medicines, especially considering the role of these future professionals in patient safety.


Assuntos
Automedicação/estatística & dados numéricos , Estudantes de Enfermagem , Antibacterianos/uso terapêutico , Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico , Produtos Biológicos/uso terapêutico , Brasil , Anticoncepcionais/uso terapêutico , Estudos Transversais , Uso de Medicamentos , Feminino , Antagonistas dos Receptores Histamínicos/uso terapêutico , Humanos , Masculino , Medicamentos sem Prescrição/uso terapêutico , Automedicação/efeitos adversos , Fatores Socioeconômicos , Estudantes de Enfermagem/estatística & dados numéricos , Inquéritos e Questionários , Vitaminas/uso terapêutico
4.
Rev. gaúch. enferm ; 38(1): e65111, 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-845223

RESUMO

RESUMO Objetivo Determinar a prevalência e os fatores associados à automedicação entre estudantes de enfermagem. Método Estudo transversal realizado com 116 estudantes de enfermagem de uma universidade pública do Estado do Amazonas – Brasil, no período de março a abril de 2014. Utilizou-se questionário constituído por variáveis socioeconômicas e de consumo de medicamentos. Foi realizada a análise bivariada e a regressão logística – nível de significância de 5%. Resultados A prevalência de automedicação foi de 76,0%, motivada especialmente pela percepção de que o problema de saúde não requeria visita ao médico (46,6%). Metade dos estudantes relataram queixas álgicas. Os grupos farmacológicos mais consumidos foram anti-inflamatórios não esteroides (63,2%) e antibióticos (11,1%). O desconhecimento das implicações negativas da prática da automedicação foi associado à automedicação (OR=6,0). Conclusão A alta prevalência de automedicação, além de poder levar a reações adversas retrata também o uso irracional de medicamentos pelos estudantes, especialmente, quando considerado o papel destes futuros profissionais na segurança do paciente.


RESUMEN Objetivo Determinar la prevalencia y los factores asociados con la automedicación entre estudiantes de enfermería. Métodos Estudio transversal con 116 estudiantes de enfermería de una universidad pública en Amazonas - Brasil, en el período de marzo y abril del 2014. Se utilizó un cuestionario que consta de los niveles socioeconómicos y el consumo de drogas. Se realizó un análisis bivariante y regresión logística -nivel de significación del 5%. Resultados La prevalencia de la automedicación fue de un 76,0%, motivada especialmente por la constatación de que el problema de salud requiere no visitar al médico (46,6%). La mitad de los estudiantes reportaron quejas de dolor. Los grupos de fármacos más consumidos fueron los antiinflamatorios no esteroide (63,2%) y antibióticos (11,1%). Ignorar las implicaciones negativas de la práctica de la automedicación se asoció con la automedicación (OR = 6,0). Conclusión La alta prevalencia de la automedicación, pueden dar lugar a reacciones adversas, retrata el uso irracional de los medicamentos por los estudiantes, especialmente teniendo en cuenta el papel de estos futuros profesionales de la seguridad del paciente.


ABSTRACT Objective To determine the prevalence of self-medication and associated factors among nursing students. Method This is a cross-sectional study with 116 nursing students from the public university in the state of Amazonas, Brazil, from March to April 2014. Data were collected using a questionnaire with socioeconomic and medicine use variables. The data were subjected to bivariate analysis and logistic regression at a significance level of 5%. Results The prevalence of self-medication was 76.0%, chiefly motivated by the belief that the health condition did not require a medical appointment (46.6%). Half of the students reported pain-related complaints. The most commonly used pharmacological groups were non-steroidal anti-inflammatory drugs (63.2%) and antibiotics (11.1%). Lack of awareness of the negative implications of self-medication was associated with self-medication (OR = 6.0). Conclusion The high prevalence of self-medication that may lead to adverse reactions reveals the students’ irrational use of medicines, especially considering the role of these future professionals in patient safety.

5.
Rev. enferm. UFPE on line ; 10(10): 3734-3742, Out. 2016. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-30102

RESUMO

Objetivo: descrever as dimensões do cuidado de enfermagem às pessoas vivendo com HIV/AIDS. Método:estudo exploratório, transversal, de abordagem quantitativa, desenvolvido com profissionais de enfermagemnos serviços de referência no atendimento às pessoas vivendo com HIV/AIDS, nas cidades de Manaus e Coari,AM. Os dados foram coletados por meio de instrumento estruturado com 78 profissionais de enfermagem. Asvariáveis foram analisadas de forma descritiva conforme suas características de distribuição a partir detabelas. Resultados: os resultados mostraram aspectos importantes das dimensões do cuidado deenfermagem às pessoas vivendo com HIV/AIDS, dentre os quais se destacaram o estigma e o medo de seinfectar. Conclusão: a presença destas dimensões pode se constituir em empecilho ao cuidado efetivo,especialmente nas dimensões do cuidado relacional.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cuidados de Enfermagem , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Equipe de Enfermagem , Relações Enfermeiro-Paciente , Estudos Transversais , Estereotipagem , Medo
6.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-29955

RESUMO

Objetivo: avaliar a qualidade de vida de estudantes de enfermagem de uma universidade pública no estadodo Amazonas. Método: estudo transversal realizado com 116 estudantes de enfermagem entre fevereiro a marçode 2014 no Instituto de Saúde e Biotecnologia da Universidade Federal do Amazonas, Coari, Amazonas. Foiutilizado questionário autoaplicável para analisar as variáveis socioeconômicas, demográficas e acadêmicas, alémdo instrumento WHOQOL-bref. Resultados: os domínios de maior e menor escores médio, foram respectivamenteo das relações sociais (71,2) e domínio físico (57,4). Houve associação entre sexo, com os domínios físico (p=0,04)e das relações sociais (p=0,02), além do tempo de curso na universidade, com os domínios psicológico (p=0,01)e relações sociais (p=0,03). Conclusão: avaliações da qualidade de vida de estudantes de enfermagem podemorientar intervenções institucionais, a fim de apoiar os acadêmicos a enfrentar as dificuldades encontradas durantea graduação. (AU)


Objective: to evaluate the quality of life of nursing students from a public university in the state of Amazonas.Method: this is a cross-sectional study conducted with 116 nursing students between February and March 2014 at theInstitute of Health and Biotechnology of the Federal University of Amazonas, Coari, Amazonas. A self-administeredquestionnaire was used to analyze the socioeconomic, demographic and academic variables, as well as the WHOQOLbrefinstrument. Results: the domains of higher and lower mean scores were, respectively, social relations (71.2) andphysical domain (57.4). There was an association between sex, with physical (p=0.04) and social relations domains(p=0.02), in addition to the university course time, with the psychological (p=0.01) and social relations domains(P=0.03). Conclusion: the quality of life assessments of nursing students can guide institutional interventions in orderto provide support to the students facing the difficulties encountered during graduation. (AU)


Objetivo: evaluar la calidad de vida de los estudiantes de enfermería de una universidad pública en el estadode Amazonas. Método: estudio transversal realizado con 116 estudiantes de enfermería entre febrero a marzode 2014 en el Instituto de Salud y Biotecnología de la Universidad Federal de Amazonas, Coari, Amazonas. Seutilizó un cuestionario autoaplicable para analizar las variables socioeconómicas, demográficas y académicas, ytambién se utilizó el instrumento WHOQOL-bref. Resultados: los dominios de mayor y menor escores medio, fueronrespectivamente el de las relaciones sociales (71,2) y el dominio físico (57,4). Hubo asociación entre sexo, con losdominios físicos (p=0,04) y el de las relaciones sociales (p=0,02), además del tiempo de curso en la universidad,con los dominios psicológico (p=0,01) y relaciones sociales (p=0,03). Conclusión: evaluaciones de la calidad devida de los estudiantes de enfermería pueden orientar intervenciones institucionales, con el objetivo de apoyar a losacadémicos en el enfrentamiento de las dificultades encontradas durante la graduación. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Qualidade de Vida , Estudantes de Enfermagem , Educação em Enfermagem
7.
Rev. Pan-Amazônica Saúde (Online) ; 1(4): 23-28, 2010. tab, graf
Artigo em Português | Coleciona SUS | ID: biblio-945955

RESUMO

Na Amazônia brasileira existem poucos estudos de determinação da prevalência de parasitoses intestinais, principalmente no que tange a suas populações pediátricas ribeirinhas. Por essa razão, foi realizado um inquérito coproparasitológico em uma amostra de 200 crianças de comunidades ribeirinhas do Município de Coari, no médio Solimões, Estado do Amazonas, Brasil. Os resultados do estudo evidenciam uma prevalência de 83 por cento de positividade, sendo o quadro de monoparasitismo pela espécie Ascaris lumbricoides o mais frequente. Entre os fatores socioambientais relacionados à infecção enteroparasitária, as variáveis renda familiar e origem da água apresentaram significância estatística (p < 0.05 para renda familiar), sugerindo que a elevada prevalência pode estar associada às más condições econômicas e sanitárias em que vivem as populações ribeirinhas da Região Amazônica. Conclui-se que o alto índice de parasitoses intestinais nesta população pediátrica, que se alia às precárias condições de saneamento básico e a determinados hábitos inapropriados constitui um quadro preocupante em saúde pública.


Few studies have determined the prevalence of intestinal parasites along rivers in the Brazilian Amazon, especially in pediatric populations. Therefore, we conducted a coproparasitological survey of a group of 200 children in riverine communities in Coari, on the Middle Solimoes River, in the Amazonas State, Brazil. The results of the study show an 83 per cent prevalence of infection, in which parasitism by the species Ascaris lumbricoides was the most common. The socio-environmental factors related to intestinal parasitic infection that were statistically significant include household income and water source variables (p < 0.05 for family income), which suggests increased prevalence may be related to the poor economic and sanitary conditions in these riverine communities. We conclude that the high rate of intestinal parasites in this pediatric population, which is associated with poor basic sanitary conditions and certain inappropriate habits, represents a troubling situation in public health.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Criança , Ascaris lumbricoides , Estudos Transversais , Doenças Parasitárias
8.
Rev. para. med ; 23(2)abr.-jun. 2009. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-589432

RESUMO

Introdução: a anemia é considerada a manifestação mais prevalente no mundo, acometendoprincipalmente as populações infantis nos países em desenvolvimento. Entre os fatores quecontribuem para essa causa estão as enteroparasitoses. Objetivo: nesse contexto este estudoobjetivou verificar a prevalência de anemia em crianças ribeirinhas do Amazonas. Método:analisada u’ a amostra de 200 crianças, no período de agosto de 2007 a julho de 2008, na faixaetária de 6 meses a 12 anos, randomicamente selecionadas em comunidades ribeirinhas domunicípio de Coari, estado do Amazonas. A análise hematológica foi feita pelo volumecorpuscular médio e dosagem de hemoglobina. Resultados: demonstrou-se que 63% dascrianças analisadas apresentavam-se anêmicas; a associação destes quadros à infecçãoenteroparasitária revelou diferenças estatisticamente significativa (p:0,0038). ConsideraçõesFinais: evidenciando-se que, na população estudada, a associação de anemia porenteroparasitos, indica a necessidade de medidas efetivas no combate e na prevenção destasdoenças, inclusive vermífugos e alimentação rica em proteina e ferro.


Anemia is the most usual manifestation of the diseases observed in children of the developingcountries. Among the factors that contribute to these condiction are the intestinal parasites. Thisstudy was conductes from August of 2007 to July of 2008 and the participants were 200children aged from 6 months to 12 years old, with enteroparasitosis from Coari city of theSolimões river in the state of Amazonas. The hematologic analysis by means of meancorpuscular volume (MCV) and hemoglobin concentration (Hb) demonstrated that 63% of thechildren were anemia and anemia associated with enteroparasitoses reveled significant statisticdifferences (p:0,0038). The findings of the association between anemia and enteroparasitosis,shown the need of introduce prevention measures to fight and prevent such condiction.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Anemia/epidemiologia , Enteropatias Parasitárias/epidemiologia , Anemia/diagnóstico , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais , Enteropatias Parasitárias/diagnóstico , Prevalência
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA