Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Filtros adicionais











País/Região como assunto
Intervalo de ano
1.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1005738

RESUMO

Objetivo: No cenário da avaliação de tecnologias em saúde (ATS), as estimativas de custos são um fator crítico no desenvolvimento das avaliações econômicas completas, especialmente pelo uso de diferentes metodologias de custeio. A fim de contribuir com a acurácia dos dados de custos usados nessas análises, este artigo sugere recomendações para apuração de custos em saúde no Brasil. Métodos: Reuniram-se pesquisadores de ATS de diferentes expertises e centros de pesquisa do Brasil, e ao longo de dois anos foram conduzidas revisões da literatura nacional e internacional e discussões sobre as formas de abordar a temática. Três simpósios foram realizados reunindo os pesquisadores com o propósito de alcançar o consenso entre os autores sobre as melhores recomendações para a realização de estudos de Microcusteio. Resultados: Consolidou-se em forma de uma recomendação este artigo que representa uma versão compacta da diretriz completa a ser publicada pela Rede Brasileira de Avaliação de Tecnologias em Saúde. A metodologia de Microcusteio é considerada como padrão-ouro para a identificação dos custos em saúde. Os métodos de definição do estudo, coleta e análise de dados apresentados são descritos de modo a permitir uma valoração dos custos validada e homogênea, principalmente para o uso dessa informação em avaliações econômicas de saúde. Conclusão: Essa recomendação tem o propósito de aumentar a acurácia das estimativas dos custos de saúde no nosso meio e homogeneizar a comunicação entre estudos conduzidos por diferentes grupos de pesquisa. Por fim, é esperado que a utilização dessas recomendações contribua para que as decisões baseadas em dados econômicos sejam mais acuradas e equânimes quando da incorporação de tecnologias no país.


Objective: In the context of health technology assessment (HTA), cost estimates are a critical factor in the development of economic evaluations, especially through the use of different costing methodologies. In order to contribute to the accuracy of the cost data used in these analyzes, this article suggests recommendations to develop health cost analysis in Brazil. Methods: HTA researchers with heterogeneous background and from different Brazilian research centers were engaged on the development of this health cost analysis recommendation over two years. Reviews of national and international literature and discussions on how to approach the theme were conducted. Three symposia were held bringing together the researchers with the purpose of reaching consensus among the authors on the best recommendations for micro-accounting studies. Results: This article was consolidated as a recommendation, which represents a compact version of the complete guideline that will be published by the Brazilian Health Technology Assessment Network (REBRATS). The Microcosting methodology is considered as a gold standard for the analysis of health costs. Methods to define the study, to perform data collection and analysis are described in order to allow a validated and homogeneous cost evaluation, mainly for the use of this information in economic health assessments. Conclusion: This recommendation is intended to increase the health cost estimated accuracy in our country and to homogenize the communication between studies conducted by different research groups. Finally, it is expected that the use of these recommendations will contribute to make decisions based on economic data more accurate and equitable when incorporating health technologies in the country.

2.
J. bras. econ. saúde (Impr.) ; 9(1): http://www.jbes.com.br/images/v9n1/62.pdf, Abril, 2017.
Artigo em Português | LILACS, ECOS | ID: biblio-833562

RESUMO

Objetivo: Estimar uma função de produção de saúde para indivíduos idosos acima de 50 anos, residentes em 14 países europeus. Métodos: Utilizando a base de dados Survey of Health, Ageing, and Retirement in Europe (SHARE) (2012), por meio de estimações de modelos Probit, buscou-se entender a relação entre as variáveis analisadas no estudo com o estado de saúde da população idosa e suas implicações para a formulação de políticas públicas. Resultados: Constatou-se que o fato de ser estrangeiro, o número de doenças crônicas, ser fumante, o número de consultas médicas realizadas nos últimos 12 meses e problemas associados ao alcoolismo estão negativamente relacionados à boa saúde. Em contrapartida, encontrou-se que o logaritmo natural da renda, a prática de atividade física, os anos de estudo, o consumo de frutas, o fato de realizar as três refeições diárias e a participação em atividades sociais aumentam a probabilidade de boa saúde. Observou-se ainda que o estado civil, no caso o fato de ser casado, não é estatisticamente significativo no modelo aplicado, assim como a idade e o sexo (ser do sexo feminino ou masculino) não exercem influência sobre a probabilidade de boa saúde. Conclusão: Os indicadores que se mostraram mais robustos para explicação da produção de saúde dos idosos foram prática de atividade física, participação em atividades sociais e os problemas com álcool. No que diz respeito à escolaridade, há clara evidência da melhora no estado de saúde quando o nível de escolaridade é mais elevado, o que também influencia a renda e muitas vezes a decisão de investir em saúde.


Objective: Estimate a health production function for elderly people over 50 living in 14 European countries. Methods: Using the database Survey of Health, Ageing, and Retirement in Europe (SHARE) (2012) by estimations of Probit sought to understand the relationship between the variables analyzed in the study of the health status of the elderly population and its implications for public policy formulation. Results: It was found that the fact of being a foreigner, the number of chronic diseases, smoking, the number of medical consultations in the last 12 months, the alcohol related problems are negatively related to good health. In contrast, it was found that the natural logarithm of income, physical activity, years of study, the consumption of fruits, the fact of carrying out the three daily meals, and participation in social activities have an increased likelihood of good health. It was also observed that the marital status in the case, the fact of being married is not statistically significant in the model applied as well as the age and gender (being female or male) does not influence the probability of good health. Conclusion: The indicators that were more robust explanation for the production of health of the elderly were: physical activity, participation in social activities and problems with alcohol. With regard to education, there is clear evidence of improvement in health status when the level of education is higher, which also influences the income, and often the decision to invest in health.


Assuntos
Humanos , Idoso , Economia da Saúde , Saúde do Idoso
3.
Divulg. saúde debate ; (38): 68-85, jan. 2007. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-449101

RESUMO

O artigo tem como objetivo principal estimar as perdas de rendimentos individuais devido a doença renal crônica. A partir de dados da Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios (PNDA/1998) são estimadas as perdas de rendimento através dos métodos dos mínimos quadrados ordinários e de regressão quantílica, que permite medir o impacto da doença sobre os rendimentos, ao longo da distribuição do salário no Brasil. Os resultados indicaram que os mais pobres têm maior redução de rendimento devido à doença crônica, sugerindo que políticas direcionadas para reduzir a incidência da doença renal crônica podem contribuir para a redução de desigualdade de rendimento


Assuntos
Renda , Insuficiência Renal Crônica/economia , Análise dos Mínimos Quadrados , Análise de Regressão
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA