Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 39
Filtrar
1.
Cad Saude Publica ; 38(2): e00109521, 2022.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-35170701

RESUMO

This study aimed to analyze the frequency of cases, regional distribution, and analysis of the profile of healthcare establishments in which births occurred with congenital malformation that underwent immediate surgery in the state of Rio de Janeiro, Brazil. This is a descriptive study with a quantitative approach drawing on live birth databases and the national registry of healthcare establishments. The data reveal major dispersion of births with congenital malformations, in which the great majority of health units reported less than one such birth per year. These units also lack the infrastructure with potential capacity for neonatal surgical care to be performed in the same service as the birth. The persistence of this configuration of dispersion of births and structuring of healthcare services results in missed opportunities both in quality and safety and does not contribute to achieving the minimum volume of procedures per year for specialists, for empowering the results in neonatal surgical care, such as economy of scale and timely access. By analyzing and classifying units using volume of care and potential installed capacity as criteria, we identified paths for definition of referral units and organization of networks of care.


Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise da frequência dos casos, distribuição regional e análise do perfil dos estabelecimentos em que ocorreram nascimentos com malformações congênitas de abordagem cirúrgica imediata no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. É um estudo descritivo, de abordagem quantitativa, que utilizou como fonte de informação as bases de dados sobre nascidos vivos e o cadastro nacional de estabelecimentos de saúde. Os dados analisados apontam uma grande dispersão dos nascimentos com malformações congênitas, sendo que a grande maioria das unidades de saúde registrou menos de um nascimento/ano. Essas unidades também não têm infraestrutura com capacidade potencial para que os cuidados neonatais cirúrgicos ocorram no mesmo local do parto. A manutenção dessa configuração de dispersão dos nascimentos e estruturação dos serviços de saúde resulta em perdas de oportunidades tanto do ponto de vista da qualidade e segurança - não contribui para o alcance do volume mínimo de procedimentos/ano definido por especialistas para a potencialização dos resultados na atenção de casos cirúrgicos neonatais - quanto de economia de escala e acesso oportuno. Com base na análise e classificação das unidades, utilizando os critérios de volume de atendimento e capacidade instalada potencial, foi possível apontar caminhos para a definição de unidades de referência e a organização da rede de atenção.


Este trabajo tuvo como objetivo realizar un análisis de la frecuencia de casos, distribución regional y análisis del perfil de los establecimientos donde se produjeron nacimientos con malformaciones congénitas de abordaje quirúrgico inmediato, en el estado de Río de Janeiro, Brasil. Se trata de un estudio descriptivo, de abordaje cuantitativo, que utilizó como fuente de información las bases de datos sobre nacidos vivos y el registro nacional de establecimientos de salud. Los datos analizados apuntan una gran dispersión de los nacimientos con malformaciones congénitas, siendo que la gran mayoría de las unidades de salud registraron menos de un nacimiento/año. Estas unidades también no poseen infraestructura con capacidad potencial para que los cuidados neonatales quirúrgicos ocurran en el mismo lugar del parto. El mantenimiento de esta dispersión de los nacimientos y estructuración de los servicios de salud resulta en pérdidas de oportunidad, tanto desde el punto de vista de la calidad y seguridad, puesto que no contribuye al alcance del volumen mínimo de procedimientos/año, definido por especialistas para la potencialización de los resultados en la atención de casos quirúrgicos neonatales, como de economía de escala y acceso oportuno. A partir del análisis y clasificación de las unidades, utilizando los criterios de volumen de atención y capacidad potencial instalada, fue posible apuntar caminos para la definición de unidades de referencia, así como para la organización de la red de atención.


Assuntos
Atenção à Saúde , Serviços de Saúde , Brasil , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Nascido Vivo , Organizações , Gravidez
2.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 38(2): e00109521, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1360292

RESUMO

Resumo: Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise da frequência dos casos, distribuição regional e análise do perfil dos estabelecimentos em que ocorreram nascimentos com malformações congênitas de abordagem cirúrgica imediata no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. É um estudo descritivo, de abordagem quantitativa, que utilizou como fonte de informação as bases de dados sobre nascidos vivos e o cadastro nacional de estabelecimentos de saúde. Os dados analisados apontam uma grande dispersão dos nascimentos com malformações congênitas, sendo que a grande maioria das unidades de saúde registrou menos de um nascimento/ano. Essas unidades também não têm infraestrutura com capacidade potencial para que os cuidados neonatais cirúrgicos ocorram no mesmo local do parto. A manutenção dessa configuração de dispersão dos nascimentos e estruturação dos serviços de saúde resulta em perdas de oportunidades tanto do ponto de vista da qualidade e segurança - não contribui para o alcance do volume mínimo de procedimentos/ano definido por especialistas para a potencialização dos resultados na atenção de casos cirúrgicos neonatais - quanto de economia de escala e acesso oportuno. Com base na análise e classificação das unidades, utilizando os critérios de volume de atendimento e capacidade instalada potencial, foi possível apontar caminhos para a definição de unidades de referência e a organização da rede de atenção.


Abstract: This study aimed to analyze the frequency of cases, regional distribution, and analysis of the profile of healthcare establishments in which births occurred with congenital malformation that underwent immediate surgery in the state of Rio de Janeiro, Brazil. This is a descriptive study with a quantitative approach drawing on live birth databases and the national registry of healthcare establishments. The data reveal major dispersion of births with congenital malformations, in which the great majority of health units reported less than one such birth per year. These units also lack the infrastructure with potential capacity for neonatal surgical care to be performed in the same service as the birth. The persistence of this configuration of dispersion of births and structuring of healthcare services results in missed opportunities both in quality and safety and does not contribute to achieving the minimum volume of procedures per year for specialists, for empowering the results in neonatal surgical care, such as economy of scale and timely access. By analyzing and classifying units using volume of care and potential installed capacity as criteria, we identified paths for definition of referral units and organization of networks of care.


Resumen: Este trabajo tuvo como objetivo realizar un análisis de la frecuencia de casos, distribución regional y análisis del perfil de los establecimientos donde se produjeron nacimientos con malformaciones congénitas de abordaje quirúrgico inmediato, en el estado de Río de Janeiro, Brasil. Se trata de un estudio descriptivo, de abordaje cuantitativo, que utilizó como fuente de información las bases de datos sobre nacidos vivos y el registro nacional de establecimientos de salud. Los datos analizados apuntan una gran dispersión de los nacimientos con malformaciones congénitas, siendo que la gran mayoría de las unidades de salud registraron menos de un nacimiento/año. Estas unidades también no poseen infraestructura con capacidad potencial para que los cuidados neonatales quirúrgicos ocurran en el mismo lugar del parto. El mantenimiento de esta dispersión de los nacimientos y estructuración de los servicios de salud resulta en pérdidas de oportunidad, tanto desde el punto de vista de la calidad y seguridad, puesto que no contribuye al alcance del volumen mínimo de procedimientos/año, definido por especialistas para la potencialización de los resultados en la atención de casos quirúrgicos neonatales, como de economía de escala y acceso oportuno. A partir del análisis y clasificación de las unidades, utilizando los criterios de volumen de atención y capacidad potencial instalada, fue posible apuntar caminos para la definición de unidades de referencia, así como para la organización de la red de atención.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Atenção à Saúde , Serviços de Saúde , Brasil , Organizações , Nascido Vivo
3.
Cien Saude Colet ; 26(3): 789-800, 2021 Mar.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33729337

RESUMO

This article describes the methodology used to evaluate delivery and childbirth care practices in maternity hospitals that belong to the Rede Cegonha, according to scientific evidence and rights guarantee. It shows the maternity selection criteria, the evaluated guidelines, their devices and check items, the method used to collect information and the treatment of data to obtain the results. It discusses the chosen guidelines and the strategy of returning results to managers and services and discusses their potential to foster management qualification processes and obstetric and neonatal care. This is a study of delivery and childbirth care practices of 606 maternity hospitals selected for the second evaluation cycle of the Rede Cegonha. The methodological paths stood out for the construction of tripartite co-responsibility for the process and the evaluation results, with an emphasis on its usefulness for the decision-makers and the hospital institutions involved.


Este artigo descreve o método utilizado na avaliação de práticas de cuidado ao parto e nascimento em maternidades da Rede Cegonha. Apresenta os critérios de seleção das maternidades, as diretrizes avaliadas, seus dispositivos e itens de verificação, o método utilizado para coleta das informações e o tratamento dos dados para obtenção dos resultados. Dialoga a respeito das diretrizes escolhidas e da estratégia de devolutiva dos resultados aos gestores e serviços, e discute seu potencial para fomentar processos de qualificação da gestão e atenção obstétrica e neonatal. Trata-se de estudo das práticas de atenção ao parto e nascimento de 606 maternidades selecionadas para o segundo ciclo avaliativo da Rede Cegonha. Os caminhos metodológicos primaram pela construção de corresponsabilidade tripartite para com o processo e os resultados da avaliação, com ênfase na sua utilidade para os tomadores de decisão e instituições hospitalares envolvidas.


Assuntos
Parto Obstétrico , Maternidades , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Gravidez
4.
Cien Saude Colet ; 26(3): 859-874, 2021 Mar.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33729342

RESUMO

This paper aims to compare best practices for healthy newborns in public and mixed hospitals affiliated with SUS, according to type of birth, between "Nascer no Brasil/2011" (NB - Birth in Brazil) and in the last assessment cycle of Rede Cegonha, here called "Avaliação da Rede Cegonha/2017" (ARC - Stork Network Assessment). NB included a sample with national representativeness of 266 hospitals, and ARC was conducted in 606 maternity hospitals included in the Rede Cegonha strategy, totaling 15,994 and 8,047 pairs of healthy mothers and newborns, respectively.Between the two studies, NB-2011 and ARC-2017, although the proportion of cesarean sections remained around 44%, the prevalence of skin-to-skin contact with newborns, breastfeeding in the delivery room and breastfeeding in the first 24h of life increased by 140%, 82% and 6%, respectively. The proportion of upper airway aspiration of newborns dropped 65%. The results indicate that the use of evidence-based guidelines for the care of healthy newborns has increased in clinical practice, considering the six-year period between the compared studies. Despite the progress, important challenges remain to ensure best practices for all women and newborns, especially in relation to cesarean births.


O artigo tem como objetivo comparar práticas do cuidado ao recém-nascido saudável no momento do nascimento em hospitais públicos e mistos conveniados ao SUS, segundo o tipo de parto, verificadas na pesquisa "Nascer no Brasil/2011" (NB) e no último ciclo avaliativo da RC, aqui denominada "Avaliação da Rede Cegonha/2017" (ARC). O NB incluiu uma amostra com representatividade nacional de 266 hospitais e a ARC foi conduzida em 606 maternidades inseridas na estratégia Rede Cegonha, totalizando 15.994 e 8.047 pares de puérperas e recém-nascidos saudáveis, respectivamente. Entre os dois estudos, NB-2011 e ARC-2017, embora a proporção de cesariana tenha se mantido em torno de 44%, a prevalência do contato pele a pele com o RN, da amamentação na sala de parto e nas primeiras 24h de vida aumentaram, 140%, 82% e 6%, respectivamente. Já a proporção de aspiração de vias aéreas superiores do RN, caiu 65%. Os resultados indicam que o uso de diretrizes baseadas em evidências para o cuidado de recém-nascidos saudáveis aumentou na prática clínica, considerando o período de seis anos entre os estudos comparados. Apesar desse progresso, permanecem importantes desafios para garantir as melhores práticas para a totalidade de mulheres e recém-nascidos, principalmente em relação aos partos cesáreos.


Assuntos
Aleitamento Materno , Maternidades , Brasil , Cesárea , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Mães , Gravidez
5.
Cien Saude Colet ; 26(3): 909-918, 2021 Mar.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33729346

RESUMO

Neonatal units should be organized as a progressive care line, with intermediate and intensive care beds (conventional and kangaroo). The aim of this study was to evaluate the status and adequacy of neonatal beds in maternity hospitals linked to the 'Stork Network' ("Rede Cegonha"). A descriptive study was conducted in 606 maternity hospitals in all regions of Brazil. The databases used belonged to the Stork Network Evaluation Survey and the National Live Birth System. To assess the distribution of neonatal beds by typology, the parameters proposed in Ordinance N. 930/2012 of the Ministry of Health were used. Most neonatal units are not organized as a progressive care line with the three types of bed planned. Kangaroo intermediate care beds comprise the minority of implanted beds. There is a concentration of intensive and intermediate beds in the Southeast and South regions, which show a kangaroo intermediate care bed deficit. Analyzing the adequacy of beds by the number of live births, one can observe an inadequacy of Kangaroo care beds in all regions of Brazil, as well as intensive bed deficit in the North and Northeast regions, and adequacy of conventional intermediate care beds in all regions.


As unidades neonatais devem ser organizadas como uma linha de cuidados progressivos com leitos de cuidado intensivo e intermediário (convencional e canguru). O objetivo deste estudo foi avaliar a situação e a adequação dos leitos neonatais em maternidades da Rede Cegonha. Estudo descritivo, realizado em 606 maternidades em todas as regiões do Brasil. Os bancos de dados utilizados foram os da Avaliação da Atenção ao Parto e Nascimento em Maternidades da Rede Cegonha e do Sistema Nacional de Nascidos Vivos. Para avaliar a distribuição de leitos neonatais por tipologia, foram utilizados os parâmetros propostos na Portaria GM/MS nº 930/2012. A minoria das unidades se organiza como uma linha de cuidados progressiva com as três tipologias de leito previstas (24,42%). Os leitos de cuidado intermediário Canguru são a minoria dos leitos implantados (11,27%). Há uma concentração de leitos intensivos e intermediários nas regiões Sudeste e Sul, que apresentam déficit de leitos de cuidado intermediário Canguru. Ao analisar a adequação dos leitos pelo número de nascidos vivos, verifica-se inadequação dos leitos de cuidado Canguru em todas as regiões do Brasil, déficit de leitos intensivos nas regiões Norte e Nordeste e adequação de leitos de cuidado intermediário convencional em todas as regiões.


Assuntos
Maternidades , Unidades de Terapia Intensiva Neonatal , Brasil , Cuidados Críticos , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Gravidez , Inquéritos e Questionários
6.
Ciênc. Saúde Colet. (Impr.) ; 26(3): 789-800, mar. 2021. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1153813

RESUMO

Resumo Este artigo descreve o método utilizado na avaliação de práticas de cuidado ao parto e nascimento em maternidades da Rede Cegonha. Apresenta os critérios de seleção das maternidades, as diretrizes avaliadas, seus dispositivos e itens de verificação, o método utilizado para coleta das informações e o tratamento dos dados para obtenção dos resultados. Dialoga a respeito das diretrizes escolhidas e da estratégia de devolutiva dos resultados aos gestores e serviços, e discute seu potencial para fomentar processos de qualificação da gestão e atenção obstétrica e neonatal. Trata-se de estudo das práticas de atenção ao parto e nascimento de 606 maternidades selecionadas para o segundo ciclo avaliativo da Rede Cegonha. Os caminhos metodológicos primaram pela construção de corresponsabilidade tripartite para com o processo e os resultados da avaliação, com ênfase na sua utilidade para os tomadores de decisão e instituições hospitalares envolvidas.


Abstract This article describes the methodology used to evaluate delivery and childbirth care practices in maternity hospitals that belong to the Rede Cegonha, according to scientific evidence and rights guarantee. It shows the maternity selection criteria, the evaluated guidelines, their devices and check items, the method used to collect information and the treatment of data to obtain the results. It discusses the chosen guidelines and the strategy of returning results to managers and services and discusses their potential to foster management qualification processes and obstetric and neonatal care. This is a study of delivery and childbirth care practices of 606 maternity hospitals selected for the second evaluation cycle of the Rede Cegonha. The methodological paths stood out for the construction of tripartite co-responsibility for the process and the evaluation results, with an emphasis on its usefulness for the decision-makers and the hospital institutions involved.


Assuntos
Humanos , Idoso , Qualidade de Vida , Autonomia Pessoal , Satisfação Pessoal , Nível de Saúde , Serviços de Saúde
7.
Ciênc. Saúde Colet. (Impr.) ; 26(3): 859-874, mar. 2021. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1153835

RESUMO

Resumo O artigo tem como objetivo comparar práticas do cuidado ao recém-nascido saudável no momento do nascimento em hospitais públicos e mistos conveniados ao SUS, segundo o tipo de parto, verificadas na pesquisa "Nascer no Brasil/2011" (NB) e no último ciclo avaliativo da RC, aqui denominada "Avaliação da Rede Cegonha/2017" (ARC). O NB incluiu uma amostra com representatividade nacional de 266 hospitais e a ARC foi conduzida em 606 maternidades inseridas na estratégia Rede Cegonha, totalizando 15.994 e 8.047 pares de puérperas e recém-nascidos saudáveis, respectivamente. Entre os dois estudos, NB-2011 e ARC-2017, embora a proporção de cesariana tenha se mantido em torno de 44%, a prevalência do contato pele a pele com o RN, da amamentação na sala de parto e nas primeiras 24h de vida aumentaram, 140%, 82% e 6%, respectivamente. Já a proporção de aspiração de vias aéreas superiores do RN, caiu 65%. Os resultados indicam que o uso de diretrizes baseadas em evidências para o cuidado de recém-nascidos saudáveis aumentou na prática clínica, considerando o período de seis anos entre os estudos comparados. Apesar desse progresso, permanecem importantes desafios para garantir as melhores práticas para a totalidade de mulheres e recém-nascidos, principalmente em relação aos partos cesáreos.


Abstract This paper aims to compare best practices for healthy newborns in public and mixed hospitals affiliated with SUS, according to type of birth, between "Nascer no Brasil/2011" (NB - Birth in Brazil) and in the last assessment cycle of Rede Cegonha, here called "Avaliação da Rede Cegonha/2017" (ARC - Stork Network Assessment). NB included a sample with national representativeness of 266 hospitals, and ARC was conducted in 606 maternity hospitals included in the Rede Cegonha strategy, totaling 15,994 and 8,047 pairs of healthy mothers and newborns, respectively.Between the two studies, NB-2011 and ARC-2017, although the proportion of cesarean sections remained around 44%, the prevalence of skin-to-skin contact with newborns, breastfeeding in the delivery room and breastfeeding in the first 24h of life increased by 140%, 82% and 6%, respectively. The proportion of upper airway aspiration of newborns dropped 65%. The results indicate that the use of evidence-based guidelines for the care of healthy newborns has increased in clinical practice, considering the six-year period between the compared studies. Despite the progress, important challenges remain to ensure best practices for all women and newborns, especially in relation to cesarean births.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Aleitamento Materno , Maternidades , Brasil , Cesárea , Mães
8.
Ciênc. Saúde Colet. (Impr.) ; 26(3): 909-918, mar. 2021. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1153836

RESUMO

Resumo As unidades neonatais devem ser organizadas como uma linha de cuidados progressivos com leitos de cuidado intensivo e intermediário (convencional e canguru). O objetivo deste estudo foi avaliar a situação e a adequação dos leitos neonatais em maternidades da Rede Cegonha. Estudo descritivo, realizado em 606 maternidades em todas as regiões do Brasil. Os bancos de dados utilizados foram os da Avaliação da Atenção ao Parto e Nascimento em Maternidades da Rede Cegonha e do Sistema Nacional de Nascidos Vivos. Para avaliar a distribuição de leitos neonatais por tipologia, foram utilizados os parâmetros propostos na Portaria GM/MS nº 930/2012. A minoria das unidades se organiza como uma linha de cuidados progressiva com as três tipologias de leito previstas (24,42%). Os leitos de cuidado intermediário Canguru são a minoria dos leitos implantados (11,27%). Há uma concentração de leitos intensivos e intermediários nas regiões Sudeste e Sul, que apresentam déficit de leitos de cuidado intermediário Canguru. Ao analisar a adequação dos leitos pelo número de nascidos vivos, verifica-se inadequação dos leitos de cuidado Canguru em todas as regiões do Brasil, déficit de leitos intensivos nas regiões Norte e Nordeste e adequação de leitos de cuidado intermediário convencional em todas as regiões.


Abstract Neonatal units should be organized as a progressive care line, with intermediate and intensive care beds (conventional and kangaroo). The aim of this study was to evaluate the status and adequacy of neonatal beds in maternity hospitals linked to the 'Stork Network' ("Rede Cegonha"). A descriptive study was conducted in 606 maternity hospitals in all regions of Brazil. The databases used belonged to the Stork Network Evaluation Survey and the National Live Birth System. To assess the distribution of neonatal beds by typology, the parameters proposed in Ordinance N. 930/2012 of the Ministry of Health were used. Most neonatal units are not organized as a progressive care line with the three types of bed planned. Kangaroo intermediate care beds comprise the minority of implanted beds. There is a concentration of intensive and intermediate beds in the Southeast and South regions, which show a kangaroo intermediate care bed deficit. Analyzing the adequacy of beds by the number of live births, one can observe an inadequacy of Kangaroo care beds in all regions of Brazil, as well as intensive bed deficit in the North and Northeast regions, and adequacy of conventional intermediate care beds in all regions.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Unidades de Terapia Intensiva Neonatal , Maternidades , Brasil , Inquéritos e Questionários , Cuidados Críticos
9.
Rev Bras Enferm ; 73(suppl 4): e20190037, 2020.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-33206848

RESUMO

OBJECTIVE: Reflect on the gaps in the care of Children with Special Needs in Health that demand complex clinical care with dependence on technological support for the maintenance of life, in the Unified Health System. METHODS: This is a reflection study based on recent policies and literature related to the theme. DISCUSSION: Despite the advances achieved with the Unified Health System with regard to access to health services and the expansion of Primary Care, with the aim of reorienting health, it can be said that the health care model for CSHCN in Brazil is still centered on the hospital and medical knowledge. FINAL CONSIDERATIONS: There are gaps in the policies for children aimed at the new paediatric profile, and little is discussed about its implications for the Unified Health System.


Assuntos
Serviços de Saúde da Criança , Crianças com Deficiência , Brasil , Criança , Acesso aos Serviços de Saúde , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde , Humanos , Estados Unidos
10.
Rev Saude Publica ; 54: 63, 2020.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-32556023

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze mortality and associated factors in a series of gastroschisis at birth in the state of Rio de Janeiro in a 10-year period (2005 to 2014). METHOD: A retrospective cohort study, which related the databases of the Live Births Information System and the Mortality Information System by probabilistic linkage. Final database was constructed in two stages: preparation of the two initial databases and establishment of relationships between them. RESULTS: Preterm newborns and those with low birthweight had higher risk of death, with statistical significance (p = 0.03 and p = 0.006, respectively). Regarding place of birth, although death frequency was higher in maternity units than in general hospitals (p = 0.04; OR = 0.5; 95%CI 0.3-1.0), it was observed that a unit characterized as a general hospital had a high birth frequency (61.2%). Furthermore, the comparative analysis of the risk of death between this unit and others showed a 7.5 higher risk of death in general hospitals and 3.2 higher in maternity units, with statistical significance (p < 0.001). Moreover, births in level II intensive care units had 3.9 times more risk of death compared with level III (p < 0.001). CONCLUSION: This study foments the discussion of two possible strategies in the treatment of gastroschisis in newborns. First, the centralization of care in tertiary units, enabling malformation care to be analyzed in a more detailed and standardized manner. Second, and perhaps more feasible, the elaboration of clinical guidelines to standardize immediate care for gastroschisis in babies born outside tertiary centers, as well as the standardization of their transportation until arrival at the tertiary center.


Assuntos
Gastrosquise/mortalidade , Índice de Apgar , Peso ao Nascer , Brasil/epidemiologia , Feminino , Idade Gestacional , Humanos , Recém-Nascido , Masculino , Estudos Retrospectivos , Medição de Risco , Fatores de Risco , Distribuição por Sexo , Fatores de Tempo
11.
Rev. saúde pública (Online) ; 54: 63, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1101869

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE To analyze mortality and associated factors in a series of gastroschisis at birth in the state of Rio de Janeiro in a 10-year period (2005 to 2014). METHOD A retrospective cohort study, which related the databases of the Live Births Information System and the Mortality Information System by probabilistic linkage. Final database was constructed in two stages: preparation of the two initial databases and establishment of relationships between them. RESULTS Preterm newborns and those with low birthweight had higher risk of death, with statistical significance (p = 0.03 and p = 0.006, respectively). Regarding place of birth, although death frequency was higher in maternity units than in general hospitals (p = 0.04; OR = 0.5; 95%CI 0.3-1.0), it was observed that a unit characterized as a general hospital had a high birth frequency (61.2%). Furthermore, the comparative analysis of the risk of death between this unit and others showed a 7.5 higher risk of death in general hospitals and 3.2 higher in maternity units, with statistical significance (p < 0.001). Moreover, births in level II intensive care units had 3.9 times more risk of death compared with level III (p < 0.001). CONCLUSION This study foments the discussion of two possible strategies in the treatment of gastroschisis in newborns. First, the centralization of care in tertiary units, enabling malformation care to be analyzed in a more detailed and standardized manner. Second, and perhaps more feasible, the elaboration of clinical guidelines to standardize immediate care for gastroschisis in babies born outside tertiary centers, as well as the standardization of their transportation until arrival at the tertiary center.


RESUMO OBJETIVO Analisar a mortalidade e fatores associados em uma série de nascimentos com gastrosquise no estado do Rio de Janeiro em 10 anos (2005 a 2014). MÉTODO Estudo de coorte retrospectiva, no qual foram relacionadas as bases de dados do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos e do Sistema de Informação sobre Mortalidade por linkage probabilístico. A base de dados final foi construída em duas etapas, que consistiram em: preparo das duas bases de dados iniciais e estabelecimento de relações entre elas. RESULTADOS Os recém-nascidos pré-termo e os com baixo peso ao nascer tiveram maior chance de óbito, com significância estatística (p = 0,03 e p = 0,006, respectivamente). Em relação ao local de nascimento, embora a frequência de óbito tenha sido maior nas maternidades do que em hospitais gerais (p = 0,04; OR = 0,5; IC95% 0,3-1,0), foi observado que uma unidade caracterizada como hospital geral apresentou uma frequência alta de nascimentos (61,2%) e, na análise comparativa da chance de óbito dessa unidade com as demais, encontrou-se uma chance de morrer 7,5 maior em hospitais gerais e 3,2 maior em maternidades, com significância estatística (p < 0,001). Além disso, nascer em unidades de terapia intensiva tipo II aumentou a chance de óbito em 3,9 vezes em comparação com as do tipo III (p < 0,001). CONCLUSÃO Este estudo dá subsídios para a discussão de duas possíveis estratégias no tratamento de recém-nascidos com gastrosquise. A primeira seria a centralização do cuidado em unidades terciárias, possibilitando que o cuidado à malformação seja analisado de forma mais minuciosa e padronizada. A segunda, e talvez mais factível, seria a elaboração de diretrizes clínicas que padronizem o cuidado imediato aos bebês com gastrosquise nascidos fora de centros terciários, bem como a padronização do transporte deles até a chegada ao centro terciário.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Gastrosquise/mortalidade , Índice de Apgar , Fatores de Tempo , Peso ao Nascer , Brasil/epidemiologia , Estudos Retrospectivos , Fatores de Risco , Idade Gestacional , Distribuição por Sexo , Medição de Risco
12.
Rev. bras. enferm ; 73(supl.4): e20190037, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1137648

RESUMO

ABSTRACT Objective: Reflect on the gaps in the care of Children with Special Needs in Health that demand complex clinical care with dependence on technological support for the maintenance of life, in the Unified Health System. Methods: This is a reflection study based on recent policies and literature related to the theme. Discussion: Despite the advances achieved with the Unified Health System with regard to access to health services and the expansion of Primary Care, with the aim of reorienting health, it can be said that the health care model for CSHCN in Brazil is still centered on the hospital and medical knowledge. Final considerations: There are gaps in the policies for children aimed at the new paediatric profile, and little is discussed about its implications for the Unified Health System.


RESUMEN Objetivo: Reflejar las lagunas en la atención a los Niños con Necesidades Especiales de Salud, cuidados clínicos complejos de esa demanda con dependencia de la ayuda tecnológica para el mantenimiento de la vida, en el Sistema Único de Salud. Métodos: Se trata de un estudio basado en la reflexión de la política y de la literatura recientes relacionadas al tema. Discusión: Aunque los avances conquistados con el Sistema Único de Salud acerca del acceso a los servicios médicos y a la ampliación de la atención básica, con el objetivo para reorientar la salud, pueden ser afirmados que el modelo de la atención a la salud a CRIANES en Brasil todavía se centra en el hospital y el "saber médico". Consideraciones finales: Se observan lagunas en las políticas para el niño destinadas al nuevo perfil de la pediatría, y poco se discute sobre sus implicaciones para el Sistema Único de Salud.


RESUMO Objetivo: Refletir sobre as lacunas no atendimento às Crianças com Necessidades Especiais de Saúde que demandam cuidados clínicos complexos com dependência de suporte tecnológico para manutenção da vida, no Sistema Único de Saúde. Métodos: Trata-se de um estudo de reflexão pautado nas políticas e literatura recentes relacionadas ao tema. Discussão: Apesar dos avanços conquistados com o Sistema Único de Saúde no que diz respeito ao acesso aos serviços de saúde e à ampliação da Atenção Básica, com o objetivo de reorientar a saúde, pode-se afirmar que o modelo de atenção à saúde às CRIANES no Brasil ainda é centrado no hospital e no saber médico. Considerações finais: Observam-se lacunas nas políticas para a criança destinadas ao novo perfil de pediatria, e pouco se discute sobre suas implicações para o Sistema Único de Saúde.

13.
Cien Saude Colet ; 24(4): 1527-1536, 2019 Apr.
Artigo em Português, Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31066854

RESUMO

This study estimated the costs of vaginal delivery and elective cesarean section without clinical indication, for usual risk pregnant women from the perspective of the Brazilian Unified Health System. Data was collected from three public maternity hospitals located in the southeast region of Brazil through visits and interviews with professionals. The cost components were human resources, hospital supplies, capital cost and overhead, which were identified, quantified and valued through the micro-costing method. The costs with vaginal delivery, elective cesarean section and daily hospital charge in rooming for the three maternity hospitals were identified. The mean cost of a vaginal delivery procedure was R$ 808.16 and ranged from R$ 585.74 to R$ 916.14 between hospitals. The mean cost of elective cesarean section was R$ 1,113.70, ranging from R$ 652.69 to R$ 1,516.02. The main cost component was human resources for both procedures. When stay in rooming was included, the mean costs of vaginal delivery and cesarean were R$ 1,397.91 (R$ 1,287.50 - R$ 1,437.87) and R$ 1,843.87 (R$ 1,521.54 - R$ 2,161.98), respectively. Cost analyses of perinatal care contribute to the management of health services and are essential for cost-effectiveness analysis.


Esse estudo estimou os custos do parto vaginal e da cesariana eletiva, sem indicação clínica, para gestantes de risco habitual na perspectiva do Sistema Único de Saúde provedor. A coleta de dados incluiu três maternidades públicas situadas na região Sudeste, nas quais foram realizadas visitas e entrevistas com os profissionais. Os itens de custos incluídos foram recursos humanos, insumos hospitalares, custo de capital e administrativos, que foram identificados, quantificados e valorados pelo método de microcusteio. Foram identificados custos com o parto vaginal, cesariana eletiva e diária em alojamento conjunto para as três maternidades. A média do custo do procedimento parto vaginal foi de R$ 808,16 e variou de R$ 585,74 a R$ 916,14 entre as maternidades. O custo médio da cesariana eletiva foi de R$ 1.113,70 com variação de R$ 652,69 a R$ 1.516,02. O principal item de custo foi os recursos humanos em ambos os procedimentos. Com a inclusão do período de permanência em alojamento conjunto, o custo médio do parto vaginal foi de R$ 1.397,91 (R$ 1.287,50 - R$ 1.437,87) e da cesariana R$ 1.843,8791 (R$ 1.521,54 - R$ 2.161,98), este 32% superior ao primeiro. As análises de custo na atenção perinatal contribuem para a gestão dos serviços de saúde, além de serem essenciais para análises de custo-efetividade.


Assuntos
Cesárea/economia , Parto Obstétrico/economia , Custos Hospitalares/estatística & dados numéricos , Programas Nacionais de Saúde/economia , Brasil , Cesárea/estatística & dados numéricos , Parto Obstétrico/métodos , Feminino , Maternidades/economia , Humanos , Gravidez , Gravidez de Alto Risco , Alojamento Conjunto/economia , Alojamento Conjunto/estatística & dados numéricos
14.
Ciênc. Saúde Colet. (Impr.) ; 24(4): 1527-1536, abr. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1001768

RESUMO

Resumo Esse estudo estimou os custos do parto vaginal e da cesariana eletiva, sem indicação clínica, para gestantes de risco habitual na perspectiva do Sistema Único de Saúde provedor. A coleta de dados incluiu três maternidades públicas situadas na região Sudeste, nas quais foram realizadas visitas e entrevistas com os profissionais. Os itens de custos incluídos foram recursos humanos, insumos hospitalares, custo de capital e administrativos, que foram identificados, quantificados e valorados pelo método de microcusteio. Foram identificados custos com o parto vaginal, cesariana eletiva e diária em alojamento conjunto para as três maternidades. A média do custo do procedimento parto vaginal foi de R$ 808,16 e variou de R$ 585,74 a R$ 916,14 entre as maternidades. O custo médio da cesariana eletiva foi de R$ 1.113,70 com variação de R$ 652,69 a R$ 1.516,02. O principal item de custo foi os recursos humanos em ambos os procedimentos. Com a inclusão do período de permanência em alojamento conjunto, o custo médio do parto vaginal foi de R$ 1.397,91 (R$ 1.287,50 - R$ 1.437,87) e da cesariana R$ 1.843,8791 (R$ 1.521,54 - R$ 2.161,98), este 32% superior ao primeiro. As análises de custo na atenção perinatal contribuem para a gestão dos serviços de saúde, além de serem essenciais para análises de custo-efetividade.


Abstract This study estimated the costs of vaginal delivery and elective cesarean section without clinical indication, for usual risk pregnant women from the perspective of the Brazilian Unified Health System. Data was collected from three public maternity hospitals located in the southeast region of Brazil through visits and interviews with professionals. The cost components were human resources, hospital supplies, capital cost and overhead, which were identified, quantified and valued through the micro-costing method. The costs with vaginal delivery, elective cesarean section and daily hospital charge in rooming for the three maternity hospitals were identified. The mean cost of a vaginal delivery procedure was R$ 808.16 and ranged from R$ 585.74 to R$ 916.14 between hospitals. The mean cost of elective cesarean section was R$ 1,113.70, ranging from R$ 652.69 to R$ 1,516.02. The main cost component was human resources for both procedures. When stay in rooming was included, the mean costs of vaginal delivery and cesarean were R$ 1,397.91 (R$ 1,287.50 - R$ 1,437.87) and R$ 1,843.87 (R$ 1,521.54 - R$ 2,161.98), respectively. Cost analyses of perinatal care contribute to the management of health services and are essential for cost-effectiveness analysis.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Cesárea/economia , Parto Obstétrico/economia , Programas Nacionais de Saúde/economia , Alojamento Conjunto/economia , Alojamento Conjunto/estatística & dados numéricos , Brasil , Cesárea/estatística & dados numéricos , Custos Hospitalares/estatística & dados numéricos , Gravidez de Alto Risco , Parto Obstétrico/métodos , Maternidades/economia
15.
Rev Saude Publica ; 52: 91, 2018 Nov 23.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-30484479

RESUMO

OBJECTIVE: To conduct a cost-effectiveness analysis of natural childbirth and elective C-section for normal risk pregnant women. METHODS: The study was conducted from the perspective of supplemental health, a health subsystem that finances private obstetric care, represented in Brazil by health plan operators. The reference populations were normal risk pregnant women, who could undergo natural childbirth or elective C-section, subdivided into primiparous and multiparous women with previous uterine scar. A decision analysis model was constructed including choice of delivery types and health consequences for mother and newborn, from admission for delivery to maternity hospital discharge. Effectiveness measures were identified from the scientific literature, and cost data obtained by consultation with health professionals, health plan operators' pricing tables, and pricing reference publications of health resources. RESULTS: Natural childbirth was dominant compared with elective C-section for primiparous normal risk pregnant women, presenting lower cost (R$5,210.96 versus R$5,753.54) and better or equal effectiveness for all evaluated outcomes. For multiparous women with previous uterine scar, C-section presented lower cost (R$5,364.07) than natural childbirth (R$5,632.24), and better or equal effectiveness; therefore, C-section is more efficient for this population. CONCLUSIONS: It is necessary to control and audit C-sections without clinical indication, especially with regard to primiparous women, contributing to the management of perinatal care.


Assuntos
Cesárea/economia , Análise Custo-Benefício , Parto , Brasil , Cesárea/estatística & dados numéricos , Feminino , Sistemas Pré-Pagos de Saúde , Humanos , Recém-Nascido , Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
16.
Cien Saude Colet ; 23(9): 3067-3076, 2018 Sep.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-30281743

RESUMO

The treatment with exogenous surfactant reduces mortality and the risk of complications in preterm newborns with Respiratory Distress Syndrome. Higher usage levels have been associated with individual and institutional factors. The study aimed to identify these factors associated with use of this technology in 16 public Brazilian Neonatal Units using logistic multilevel analysis. In a sample of 630 newborns the use at some time was 82.6%. Only 24.7% made use of this technology up to two hours after birth. An intraclass correlation of 0.30 showed that 30% of the variance in the use of exogenous surfactant could be assigned to the contextual level. In the final model, a greater severity score (SNAPPE-II) was associated with increased surfactant use (OR = 2.64), whereas being small for gestational age (SGA) (OR = 0.59) was associated with lower use of this technology. At the contextual level the number of beds in the unit >15 (OR = 5.86), units with higher complexity (OR = 1.73) or units with implemented Kangaroo Mother Care (OR = 2.91), especially units in Rio de Janeiro state (OR = 16.17) were associated with greater surfactant use. Although individual clinical features explained most of the variation in the use of this technology, factors linked to the institution were also of utmost importance.


Assuntos
Unidades de Terapia Intensiva Neonatal , Método Canguru , Surfactantes Pulmonares/administração & dosagem , Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido/tratamento farmacológico , Adulto , Brasil , Feminino , Idade Gestacional , Humanos , Recém-Nascido , Recém-Nascido Prematuro , Modelos Logísticos , Análise Multinível , Gravidez , Prevalência , Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido/fisiopatologia , Índice de Gravidade de Doença , Adulto Jovem
17.
Rev Panam Salud Publica ; 42, sept. 2018
Artigo em Português | PAHO-IRIS | ID: phr-49456

RESUMO

[RESUMO]. Objetivos. Estimar o impacto orçamentário do excesso de cesarianas sem indicação clínica em comparação ao parto vaginal para gestantes de risco habitual no Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Métodos. A análise se baseou em um modelo estático. A população de referência foi a de gestantes de risco habitual. O horizonte temporal foi de 5 anos. Utilizou-se um modelo de regressão de Poisson para projetar o número de nascidos vivos de 2016 a 2020. O cálculo do custo direto da cesariana eletiva e do parto vaginal foi baseado em dois estudos prévios, nos quais foi calculado o valor esperado dos procedimentos através de um modelo de decisão analítico que incluiu as intercorrências clínicas da internação até a alta da maternidade. O cenário de referência dessa análise considerou 29% de cesarianas em excesso no país. Resultados. O custo total da assistência ao parto e nascimento para as primíparas e multíparas sem cicatriz uterina no cenário de referência foi de US$ 707,5 milhões para o ano de 2016. No cenário 1 (melhor cenário), que considerou apenas o parto vaginal para essas gestantes, houve uma redução de custos de US$ 76,5 milhões ao ano. Para multíparas, a comparação do cenário de referência com o melhor cenário gerou economia de mais de US$ 4 milhões ao ano. Conclusões. Os resultados indicam que o incentivo ao parto vaginal gera economia.


[ABSTRACT]. Objective. To estimate the budgetary impact of excess cesarean deliveries without clinical indication compared to vaginal deliveries in the Unified Health System (SUS) in Brazil. Methods. The analysis was based on a static model. The reference population was that of pregnant women at normal risk. The time horizon was 5 years. A Poisson regression model was used to estimate the number of live births from 2016 to 2020. Calculation of the direct cost of elective cesarean delivery and vaginal delivery was based on two previous studies, in which the expected monetary value of the procedures was calculated through an analytical decision model that included all clinical events from admission until discharge. The reference scenario for this analysis considered 29% of excess cesareans in the country. Results. The total cost of delivery and birth care for primiparous and multiparous women without uterine scar in the reference scenario was US$ 707 500 000 for the year 2016. In scenario 1 (best scenario), which considered only vaginal delivery for these pregnant women, there was a cost reduction of US$ 76 500 000 per year. For multiparous women, comparison of the reference scenario with the best scenario showed savings of more than US$ 4 000 000 per year. Conclusions. The results indicate that the incentive to vaginal delivery generates savings.


[RESUMEN]. Objetivos. Estimar el impacto presupuestario del exceso de cesáreas sin indicación clínica en comparación con el parto vaginal para embarazadas con riesgo habitual en el Sistema Único de Salud (SUS) en Brasil. Métodos. El análisis se basó en un modelo estático. Se empleó como referencia la población de embarazadas con riesgo habitual. El horizonte temporal fue de 5 años. Se utilizó un modelo de regresión de Poisson para proyectar el número de nacidos vivos del 2016 al 2020. El cálculo del costo directo de la cesárea electiva y del parto vaginal se basó en dos estudios previos, en los cuales se estimó el valor previsto de los procedimientos por medio de un modelo analítico de decisión que incluyó las complicaciones clínicas de la hospitalización hasta el alta del servicio de maternidad. En el escenario de referencia de ese análisis se consideró que en el país se realizan 29% de cesáreas en exceso. Resultados. El costo total de la asistencia al parto y al nacimiento para las primíparas y multíparas sin cicatriz uterina en el escenario de referencia fue de US$ 707 500 000 en el año 2016. En el primer escenario (el mejor), en el cual se analizó solo el parto vaginal de esas embarazadas, hubo una reducción de costos de US$ 76 500 000 al año. Para multíparas, la comparación del escenario de referencia con el mejor generó ahorros superiores a US$ 4 000 000 al año. Conclusiones. Los resultados indican que el incentivo del parto vaginal genera ahorros.


Assuntos
Cesárea , Parto Normal , Cesárea , Parto Normal , Gestão em Saúde , Avaliação em Saúde , Economia e Organizações de Saúde , Brasil , Gestão em Saúde , Gestão em Saúde , Avaliação em Saúde , Economia e Organizações de Saúde , Brasil , Avaliação em Saúde , Economia e Organizações de Saúde
18.
Ciênc. Saúde Colet. (Impr.) ; 23(9): 3067-3076, set. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-952763

RESUMO

Abstract The treatment with exogenous surfactant reduces mortality and the risk of complications in preterm newborns with Respiratory Distress Syndrome. Higher usage levels have been associated with individual and institutional factors. The study aimed to identify these factors associated with use of this technology in 16 public Brazilian Neonatal Units using logistic multilevel analysis. In a sample of 630 newborns the use at some time was 82.6%. Only 24.7% made use of this technology up to two hours after birth. An intraclass correlation of 0.30 showed that 30% of the variance in the use of exogenous surfactant could be assigned to the contextual level. In the final model, a greater severity score (SNAPPE-II) was associated with increased surfactant use (OR = 2.64), whereas being small for gestational age (SGA) (OR = 0.59) was associated with lower use of this technology. At the contextual level the number of beds in the unit >15 (OR = 5.86), units with higher complexity (OR = 1.73) or units with implemented Kangaroo Mother Care (OR = 2.91), especially units in Rio de Janeiro state (OR = 16.17) were associated with greater surfactant use. Although individual clinical features explained most of the variation in the use of this technology, factors linked to the institution were also of utmost importance.


Resumo O tratamento com surfactante exógeno reduz a mortalidade e o risco de complicações em recém-nascidos com Síndrome de Angústia Respiratória. Maiores níveis de utilização dessa tecnologia têm sido associados tanto a fatores individuais como institucionais. O estudo teve como objetivo identificar esses fatores em 16 unidades neonatais públicas brasileiras usando análise multinível. De 630 recém-nascidos, 82,6% usaram a tecnologia em algum momento. Apenas 24,7% fizeram uso até duas horas após o nascimento. Uma correlação intraclasse de 0,30 mostrou que 30% da variação no uso podem ser atribuídos ao nível contextual. No modelo final, um escore de gravidade maior (SNAPPE-II) foi associado com aumento do uso de surfactante (OR = 2,64), enquanto que ser pequeno para a idade gestacional (PIG) (OR = 0,59) foi associado a um menor uso dessa tecnologia. No nível contextual o número de leitos na unidade > 15 (OR = 5,86), as unidades com mais alta complexidade (OR = 1,73) ou unidades com Método Canguru implementado (OR = 2,91), especialmente unidades no estado do Rio de Janeiro (OR = 16,17), foram associados com uma maior utilização de surfactante. Embora características individuais tenham explicado a maior parte da variação no uso desta tecnologia, fatores ligados à instituição também foram de extrema importância.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Adulto , Adulto Jovem , Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido/tratamento farmacológico , Surfactantes Pulmonares/administração & dosagem , Unidades de Terapia Intensiva Neonatal , Método Canguru , Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido/fisiopatologia , Índice de Gravidade de Doença , Brasil , Recém-Nascido Prematuro , Modelos Logísticos , Prevalência , Idade Gestacional , Análise Multinível
19.
Cad Saude Publica ; 34(5): e00022517, 2018 05 10.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-29768579

RESUMO

The purpose of this study was to conduct a cost-effectiveness analysis of spontaneous vaginal delivery and elective cesarean (with no clinical indication) for normal risk pregnant women, from the perspective of the Brazilian Unified National Health System. An analytical decision model was developed and included the choice of delivery mode and clinical consequences for mothers and newborns, from admission for delivery to hospital discharge. The reference population consisted of normal risk pregnant women with singleton, at-term gestations in cephalic position, subdivided into primiparas and multiparas with prior uterine scar. Cost data were obtained from three public maternity hospitals (two in Rio de Janeiro, one in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil). Direct costs were identified with human resources, hospital inputs, and capital and administrative costs. Effectiveness measures were identified, based on the scientific literature. The study showed that vaginal delivery was more efficient for primiparas, at lower cost (BRL 1,709.58; USD 518.05) than cesarean (BRL 2,245.86; USD 680.56) and greater effectiveness for three of the four target outcomes. For multiparas with prior uterine scar, repeat cesarean was cost-effective for the outcomes averted maternal morbidity, averted uterine rupture, averted neonatal ICU, and averted neonatal death, but the result was not supported by probabilistic sensitivity analysis. For maternal death as the outcome, there was no difference in effectiveness, and labor showed the lowest cost. This study can contribute to the management of perinatal care, expanding measures that encourage adequate delivery according to the population's characteristics.


O objetivo deste estudo foi realizar uma análise de custo-efetividade do parto vaginal espontâneo comparado à cesariana eletiva, sem indicação clínica, para gestantes de risco habitual, sob a perspectiva do Sistema Único de Saúde. Um modelo de decisão analítico foi desenvolvido e incluiu a escolha do tipo de parto e consequências clínicas para mãe e recém-nascido, da internação para o parto até a alta hospitalar. A população de referência foi gestantes de risco habitual, feto único, cefálico, a termo, subdivididas em primíparas e multíparas com uma cicatriz uterina prévia. Os dados de custos foram obtidos de três maternidades públicas, duas situadas no Rio de Janeiro e uma em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Foram identificados custos diretos com recursos humanos, insumos hospitalares, custos de capital e administrativos. As medidas de efetividade foram identificadas com base na literatura científica. O estudo evidenciou que o parto vaginal é mais eficiente para gestantes primíparas, com menor custo (R$ 1.709,58) que a cesariana (R$ 2.245,86) e melhor efetividade para três dos quatro desfechos avaliados. Para multíparas, com uma cicatriz uterina prévia, a cesariana de repetição foi custo-efetiva para os desfechos morbidade materna evitada, ruptura uterina evitada, internação em UTI neonatal evitada e óbito neonatal evitado, mas o resultado não foi suportado pela análise de sensibilidade probabilística. Para o desfecho óbito materno não houve diferença de efetividade e o trabalho de parto se mostrou com o menor custo. Este estudo pode contribuir para a gestão da atenção perinatal, ampliando medidas que estimulem o parto adequado de acordo com as características da população.


El objetivo de este estudio fue realizar un análisis de costo-efectividad del parto vaginal espontáneo, comparado con la cesárea electiva, sin indicación clínica, para gestantes de riesgo habitual, bajo la perspectiva del Sistema Único de Salud. Un modelo de decisión analítico se desarrolló e incluyó la elección del tipo de parto y consecuencias clínicas para la madre y recién nacido, desde el internamiento para el parto hasta el alta hospitalaria. La población de referencia fueron gestantes de riesgo habitual, feto único, cefálico, a término, subdivididas en primíparas y multíparas, con una cicatriz uterina previa. Los datos de costos se obtuvieron de tres maternidades públicas, dos situadas en Río de Janeiro y una en Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Se identificaron costos directos con recursos humanos, insumos hospitalarios, costos de capital y administrativos. Las medidas de efectividad se identificaron en base a la literatura científica. El estudio evidenció que el parto vaginal es más eficiente para gestantes primíparas, con un menor costo (BRL 1.709,58) que la cesárea (BRL 2.245,86) y mejor efectividad para tres de los cuatro desenlaces evaluados. Para multíparas, con una cicatriz uterina previa, la cesárea de repetición fue costo-efectiva para los desenlaces de morbilidad materna evitada, rotura uterina evitada, internamiento en UTI neonatal evitado y óbito neonatal evitado, pero el resultado no fue apoyado por el análisis de sensibilidad probabilístico. Para el desenlace óbito materno no hubo diferencia de efectividad y el trabajo de parto se mostró con el menor coste. Este estudio puede contribuir a la gestión de la atención perinatal, ampliando medidas que estimulen el parto apropiado, de acuerdo con las características de la población.


Assuntos
Cesárea/economia , Análise Custo-Benefício/economia , Parto Obstétrico/economia , Procedimentos Cirúrgicos Eletivos/economia , Brasil , Cesárea/efeitos adversos , Parto Obstétrico/efeitos adversos , Feminino , Humanos , Recém-Nascido , Morte Materna , Programas Nacionais de Saúde/economia , Paridade , Período Pós-Parto , Gravidez , Resultado da Gravidez , Medição de Risco/estatística & dados numéricos
20.
Rev Panam Salud Publica ; 42: e116, 2018.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-31093144

RESUMO

OBJECTIVE: To estimate the budgetary impact of excess cesarean deliveries without clinical indication compared to vaginal deliveries in the Unified Health System (SUS) in Brazil. METHODS: The analysis was based on a static model. The reference population was that of pregnant women at normal risk. The time horizon was 5 years. A Poisson regression model was used to estimate the number of live births from 2016 to 2020. Calculation of the direct cost of elective cesarean delivery and vaginal delivery was based on two previous studies, in which the expected monetary value of the procedures was calculated through an analytical decision model that included all clinical events from admission until discharge. The reference scenario for this analysis considered 29% of excess cesareans in the country. RESULTS: The total cost of delivery and birth care for primiparous and multiparous women without uterine scar in the reference scenario was US$ 707 500 000 for the year 2016. In scenario 1 (best scenario), which considered only vaginal delivery for these pregnant women, there was a cost reduction of US$ 76 500 000 per year. For multiparous women, comparison of the reference scenario with the best scenario showed savings of more than US$ 4 000 000 per year. CONCLUSIONS: The results indicate that the incentive to vaginal delivery generates savings.


OBJETIVOS: Estimar el impacto presupuestario del exceso de cesáreas sin indicación clínica en comparación con el parto vaginal para embarazadas con riesgo habitual en el Sistema Único de Salud (SUS) en Brasil. MÉTODOS: El análisis se basó en un modelo estático. Se empleó como referencia la población de embarazadas con riesgo habitual. El horizonte temporal fue de 5 años. Se utilizó un modelo de regresión de Poisson para proyectar el número de nacidos vivos del 2016 al 2020. El cálculo del costo directo de la cesárea electiva y del parto vaginal se basó en dos estudios previos, en los cuales se estimó el valor previsto de los procedimientos por medio de un modelo analítico de decisión que incluyó las complicaciones clínicas de la hospitalización hasta el alta del servicio de maternidad. En el escenario de referencia de ese análisis se consideró que en el país se realizan 29% de cesáreas en exceso. RESULTADOS: El costo total de la asistencia al parto y al nacimiento para las primíparas y multíparas sin cicatriz uterina en el escenario de referencia fue de US$ 707 500 000 en el año 2016. En el primer escenario (el mejor), en el cual se analizó solo el parto vaginal de esas embarazadas, hubo una reducción de costos de US$ 76 500 000 al año. Para multíparas, la comparación del escenario de referencia con el mejor generó ahorros superiores a US$ 4 000 000 al año. CONCLUSIONES: Los resultados indican que el incentivo del parto vaginal genera ahorros.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...