Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 74
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 18(4): 1087-1105, out.-dez. 2019. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-994974

RESUMO

Discorre-se sobre o desenvolvimento brasileiro da psicologia do trabalho e das organizações, com o foco na sua formação pós-graduada e produção científica. Inicia-se pela demarcação conceitual. Na seção subsequente, argumenta-se a favor da relação entre o crescimento e a diversificação da subárea e também a expansão da pós-graduação no Brasil. Segue um panorama das revisões de literatura nacionais, visando ressaltar a diversidade na prática de pesquisa. Finaliza-se com considerações sobre os desafios para alcançar níveis mais elevados de amadurecimento científico.(AU)


This article aims to describe the Brazilian development of work and organizational psychology, with a focus on its graduate training and scientific production. It begins by defining concepts. The following section argues in favor of the relationship between growth and diversification of the subarea and the expansion of graduate programs in Brazil. An overview of the national scientific reviews follows, in order to mark the diversity in research practices. Finally, the chapter discusses challenges to achieve higher levels of scientific maturity.(AU)


Se aborda el desarrollo brasileño de la psicología del trabajo y de las organizaciones, con el foco en su formación en el posgrado y producción científica. Se inicia por la demarcación conceptual. En la sección posterior, se argumenta a favor de la relación entre el crecimiento y la diversificación del sub-área y también la expansión del posgrado en el Brasil. Se propone un panorama de las revisiones de literatura nacionales, con vistas a resaltar la diversidad en la práctica de investigación. Se concluye con consideraciones sobre los desafíos para alcanzar niveles más elevados de madurez científica.(AU)


Assuntos
Psicologia , Educação de Pós-Graduação , Psicologia Aplicada , Pesquisa , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico , Métodos
2.
Rev. psicol. organ. trab ; 19(4): 762-771, out.-dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1043294

RESUMO

O estudo de casos múltiplos procurou analisar comparativamente as relações entre criatividade, inovação e características do trabalho (CT) em quatro empresas juniores (EJs) de áreas de formação distintas, de uma mesma instituição de ensino superior. Participaram do estudo somente os membros de cada diretoria. Foram utilizados a Prova de Imaginação Criativa para Adultos (PIC-A), uma medida de Inovação de Empresas Juniores (INOVEj) e uma medida de Características de trabalho. O grupo focal foi utilizado somente para apresentação e discussão dos resultados coletivos com os membros da diretoria. Os resultados apontaram haver diferenças entre as EJs somente nos indicadores de criatividade e inovação. Conclui-se que as relações entre criatividade, inovação e CT parecem depender das características de cada EJ, como tempo de existência da empresa, características dos membros da diretoria e suporte de docentes-supervisores.


This multiple case study sought to comparatively analyze the relationships between creativity, innovation, and work characteristics (WC) in four junior enterprises (JEs) from different training areas at the same institution of higher education. Only members of each board of directors participated in this study. The instruments used were PIC-A (Creative Imagination Test for Adults), a measure of Junior Enterprise Innovation (INOVEj), and a measure of Work Characteristics. The focus group was used specifically for presentation and discussion of collective results with members of the board of directors. The results indicate the existence of differences between JEs in the indicators of creativity and innovation. It is concluded that the relations between creativity, innovation, and WC seem to depend on the characteristics of each JE, including length of existence of the enterprise, characteristics of the members of the board of directors, and the support of teacher-supervisors.


Este estudio de casos múltiples buscó analizar comparativamente las relaciones entre creatividad, características del trabajo (CT) e innovación en cuatro junior empresas (JEs) de diversas áreas de formación pertenecientes a una misma Institución de Enseñanza Superior. Participaron en este estudio solamente los miembros de cada Junta Directiva. Se utilizó la PIC-A (Prueba de Imaginación Creativa para Adultos), una medida de Innovación de Junior Empresas (INOVEj), y una medida de Características del Trabajo. El Grupo Focal se usó solo para la presentación y discusión de los resultados colectivos con miembros de la Junta Directiva. Los resultados indican la existencia de diferencias de las JEs solamente entre indicadores de creatividad e innovación. Se concluye que las relaciones entre las CT, y creatividad e innovación sugieren depender de las características de cada JE, incluyendo tiempo de existencia, características de los miembros de la Junta Directiva y el apoyo de docentes-supervisores.

3.
Rev. psicol. organ. trab ; 19(1): 532-540, jun. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-985801

RESUMO

O objetivo deste estudo foi testar a moderação de estratégias de regulação emocional ascendente e descendente nas relações entre estresse percebido e bem-estar no trabalho. Participaram 480 trabalhadores da indústria que responderam à escala de estresse no trabalho, à medida de regulação emocional adaptada para o contexto de trabalho e à escala de bem-estar no trabalho. Os resultados apontaram correlações entre estresse, regulação emocional e bem-estar. O estresse foi preditor negativo de bem-estar no trabalho (BET), e as estratégias adaptativas (regulação ascendente) e funcionais (regulação descendente) foram preditoras positivas de BET. Os resultados ainda sugerem que a percepção de estresse elevada está associada a maior uso de estratégias de regulação desadaptativas e disfuncionais. Uma das conclusões é que o controle do nível de estresse no ambiente laboral pode ajudar o trabalhador a preservar o bem-estar no trabalho fazendo melhor uso de seus processos regulatórios.


The objective of this study was to test the moderation of up and down emotion regulation strategies in the relationships between perceived stress and well-being at work. Participants included 480 industry workers who completed the work stress scale, the emotion regulation measure adapted to the work context, and the well-being at work scale. The results showed correlations between stress, emotional regulation, and well-being. Stress was a negative predictor, and adaptive (up regulation) and functional (down regulation) strategies were positive predictors of well-being at work. The results also suggest that the perception of high stress is associated with greater use of maladaptive and dysfunctional regulation strategies. One of the conclusions is that controlling the level of stress in the work environment can help the worker preserve well-being, making better use of regulation processes.


El objetivo de este estudio fue probar la moderación de estrategias de regulación emocional ascendente y descendente en las relaciones entre estrés percibido y bienestar en el trabajo. Participaron 480 trabajadores de la industria, quienes respondieron a la escala de estrés en el trabajo, a la medida de regulación emocional adaptada al contexto de trabajo y a la escala de bienestar en el trabajo. Los resultados apuntaron correlaciones entre estrés, regulación emocional y bienestar. El estrés fue predictor negativo de bienestar en el trabajo (BET), y las estrategias adaptativas (regulación ascendente) y funcionales (regulación descendente) fueron pronosticadoras positivas de BET. Los resultados sugieren, además, que la percepción de estrés elevada está asociada con un mayor uso de estrategias de regulación no adaptativas y disfuncionales. Una de las conclusiones es que el control del nivel de estrés en el ambiente laboral puede ayudar al trabajador a preservar el bienestar en el trabajo haciendo mejor uso de sus procesos regulatorios.

4.
Psico USF ; 24(1): 41-54, jan.-mar. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-990257

RESUMO

Resumo O objetivo deste estudo foi desenvolver uma medida de regulação emocional para o contexto de trabalho (RE-Trab). A medida foi uma adaptação do ERP-Br - versão reduzida do Emotion Regulation Profile (ERP), que avalia dois modos de regular emoções: regulação ascendente (emoções positivas) que prevê maior uso de estratégias adaptativas que desadaptativas, e regulação descendente (emoções negativas) que prevê maior uso de estratégias funcionais que disfuncionais. Participaram 480 trabalhadores de indústrias nacionais e multinacionais instaladas na Bahia. Aponta-se para a existência de um fator geral latente, a Regulação Emocional no Trabalho, e quatro fatores de primeira ordem que correspondem às estratégias de regulação para lidar com cenários de trabalho: adaptativas e desadaptativas (cenários positivos), funcionais e disfuncionais (cenários negativos). Foram encontrados valores aceitáveis de consistência interna para as dimensões da escala. Discutem-se os resultados à luz do modelo original (bifatorial), propondo sugestões para revisão dos itens e melhoria do instrumento.


Abstract The aim of this study was to develop a measure of emotion regulation in the workplace (RE-Trab). The measure was an adaptation of the ERP-Br - a reduced version of the Emotion Regulation Profile (ERP), that assesses two ways of regulating emotions: up-regulation (positive emotions) that predict greater use of adaptive than maladaptive strategies, and down-regulation (negative emotions) that predict greater use of functional strategies. than dysfunctional ones. A total of 480 workers from national and multinational Industries in Bahia participated in the survey. There is a latent general factor, Emotional Regulation at Work, and four first-order factors corresponding to the strategies to deal with work scenarios: adaptive and maladaptive (positive scenarios), functional and dysfunctional (negative scenarios). Acceptable internal reliability values were found for the scale's dimensions. The results are discussed in light of the original model (two-factor), proposing suggestions for the revision of the items and future improvement of the instrument.


Resumen El objetivo de este estudio fue desarrollar una medida de regulación emocional en el contexto de trabajo (RE-Trab). La medida fue una adaptación del ERP-Br - versión reducida del Emotion Regolation Profile (ERP) que evalúa dos modos de regular emociones: regulación ascendiente (emociones positivas) que prevé mayor uso de estrategias adaptativas que desadaptativas, y regulación descendiente (emociones negativas) que prevé mayor uso de estrategias funcionales que disfuncionales. Participaron 480 trabajadores de industrias nacionales y multinacionales de Bahia. Se ha encontrado un factor general latente, la Regulación Emocional en el Trabajo, y cuatro factores de primer orden que corresponden a las estrategias para lidiar con escenarios de trabajo: adaptativas y desadaptativas (escenarios positivos), funcionales y disfuncionales (escenarios negativos). Fueron encontrados valores aceptables de consistencia interna para las dimensiones de la escala. Se discuten los resultados a la luz del modelo original (bifactorial) proponiendo sugerencias para revisión de los items y mejora del instrumento.

5.
Psico USF ; 24(1): 41-54, 2019. il, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-997024

RESUMO

O objetivo deste estudo foi desenvolver uma medida de regulação emocional para o contexto de trabalho (RE-Trab). A medida foi uma adaptação do ERP-Br ­ versão reduzida do Emotion Regulation Profile (ERP), que avalia dois modos de regular emoções: regulação ascendente (emoções positivas) que prevê maior uso de estratégias adaptativas que desadaptativas, e regulação descendente (emoções negativas) que prevê maior uso de estratégias funcionais que disfuncionais. Participaram 480 trabalhadores de indústrias nacionais e multinacionais instaladas na Bahia. Aponta-se para a existência de um fator geral latente, a Regulação Emocional no Trabalho, e quatro fatores de primeira ordem que correspondem às estratégias de regulação para lidar com cenários de trabalho: adaptativas e desadaptativas (cenários positivos), funcionais e disfuncionais (cenários negativos). Foram encontrados valores aceitáveis de consistência interna para as dimensões da escala. Discutem-se os resultados à luz do modelo original (bifatorial), propondo sugestões para revisão dos itens e melhoria do instrumento. (AU)


The aim of this study was to develop a measure of emotion regulation in the workplace (RE-Trab). The measure was an adaptation of the ERP-Br ­ a reduced version of the Emotion Regulation Profile (ERP), that assesses two ways of regulating emotions: up-regulation (positive emotions) that predict greater use of adaptive than maladaptive strategies, and down-regulation (negative emotions) that predict greater use of functional strategies. than dysfunctional ones. A total of 480 workers from national and multinational Industries in Bahia participated in the survey. There is a latent general factor, Emotional Regulation at Work, and four first-order factors corresponding to the strategies to deal with work scenarios: adaptive and maladaptive (positive scenarios), functional and dysfunctional (negative scenarios). Acceptable internal reliability values were found for the scale's dimensions. The results are discussed in light of the original model (two-factor), proposing suggestions for the revision of the items and future improvement of the instrument. (AU)


El objetivo de este estudio fue desarrollar una medida de regulación emocional en el contexto de trabajo (RE-Trab). La medida fue una adaptación del ERP-Br ­ versión reducida del Emotion Regolation Profile (ERP) que evalúa dos modos de regular emociones: regulación ascendiente (emociones positivas) que prevé mayor uso de estrategias adaptativas que desadaptativas, y regulación descendiente (emociones negativas) que prevé mayor uso de estrategias funcionales que disfuncionales. Participaron 480 trabajadores de industrias nacionales y multinacionales de Bahia. Se ha encontrado un factor general latente, la Regulación Emocional en el Trabajo, y cuatro factores de primer orden que corresponden a las estrategias para lidiar con escenarios de trabajo: adaptativas y desadaptativas (escenarios positivos), funcionales y disfuncionales (escenarios negativos). Fueron encontrados valores aceptables de consistencia interna para las dimensiones de la escala. Se discuten los resultados a la luz del modelo original (bifactorial) proponiendo sugerencias para revisión de los items y mejora del instrumento. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Reprodutibilidade dos Testes , Projetos Piloto , Análise Fatorial
6.
Estud. Psicol. (Campinas, Online) ; 36: e170065, 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-975305

RESUMO

Trabalho emocional é um processo de gerenciamento da expressão das emoções e dos sentimentos internos, com base nas demandas emocionais exigidas pela ocupação ou contexto de trabalho. O estudo adaptou a Escala de Trabalho Emocional desenvolvida por Brotheridge e Lee à categoria de artistas brasileiros (Estudo 1), bem como buscou evidências de validade (Estudo 2). Participaram da pesquisa 521 artistas, a maioria músicos e atores de teatro, com idade média de 39 anos. Foram seguidos procedimentos metodológicos para adaptação e aplicação da medida. Para a análise de dados, a amostra foi subdividida em duas, destinando-se a Amostra 1 à análise fatorial exploratória, e a Amostra 2 à análise fatorial confirmatória. Apesar de ter havido perda de itens, os resultados trouxeram evidência confirmatória do modelo tripartite de trabalho emocional: demandas emocionais de trabalho, estratégias de ação superficial e estratégias de ação profunda. Sugere-se que a medida possa ser usada para outras ocupações.


Emotional labor is a process of managing the expression of emotions and internal feelings based on the emotional demands in the workplace or work environment. This study adapted (Study 1) and validated the Emotional Labor Scale, developed by Brotheridge and Lee (Study 2), on a sample of 521 Brazilian performing artists, who were mostly musicians and theater actors, with a mean age of 39 years. Methodological procedures were followed to adapt and apply this scale. For the data analysis, the sample was subdivided into two groups. Exploratory factor analysis (Sample 1) and confirmatory factor analysis (Sample 2) were conducted. Despite the loss of items, the results provided confirmatory evidence of the tripartite model of emotional labor: emotional demands at work, strategies for superficial acting and deep acting. It is suggested that the scale can be applied to other occupational contexts.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Arte , Trabalho , Adaptação , Estudos de Validação , Emoções
7.
Paidéia (Ribeirão Preto, Online) ; 29: e2916, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-1002733

RESUMO

Abstract Knowing the perceptions of people from different professions about their professional development is one of the current changes in the field of Labor Psychology. The objective of this study was to construct a Trans-occupational theoretical model of professional development based on the grounded theory. To this end, 25 interviews were conducted in depth with five professional categories, namely: lawyers, entrepreneurs, engineers, physicians and psychologists. Data collection instrument was an open script for interviews, which were then recorded and transcribed. Analysis of results was supported by the software Alceste. Results point to similarities and specificities in the career trajectories inter-professions, and we opted for the non-inclusion of entrepreneurs in the model due to their significant difference when compared to the other categories. As a conclusion, we proposed a trans-occupational model of professional development with five key elements: Work Context, Motivation, Training/Learning, Relational Elements and Lived Experiences. The model, although it requires research for validation, offers relevant contributions and reflections to professionals and researchers working in the area.


Resumo Conhecer as percepções das pessoas de diferentes profissões acerca do seu desenvolvimento profissional é um dos desafios atuais da área de Psicologia do Trabalho. O objetivo deste estudo foi construir um modelo teórico transocupacional de desenvolvimento profissional baseado na teoria fundamentada (Grounded Theory). Para tanto, foram realizadas 25 entrevistas em profundidade, com cinco categorias profissionais, a saber: advogados, empresários, engenheiros, médicos e psicólogos. O instrumento de coleta de dados foi um roteiro aberto para entrevistas, que foram gravadas e transcritas. A análise dos resultados foi apoiada pelo software Alceste. Os resultados apontam para similitudes e especificidades nas trajetórias de carreira interprofissões e optou-se pela não inclusão dos empresários no modelo pela expressiva diferença em relação às demais categorias. Como conclusão, propusemos um modelo transocupacional de desenvolvimento profissional, com cinco elementos centrais: Contexto de trabalho, Motivação, Formação/aprendizagem, Elementos relacionais e Experiências vividas. O modelo, embora careça de pesquisas que o valide, oferece contribuições e reflexões relevantes para os profissionais e pesquisadores que atuam na área.


Resumen Uno de los desafíos actuales del campo de Psicología del Trabajo es conocer las percepciones de individuos de diferentes profesiones acerca de su desarrollo profesional. El presente estudio propone construir un modelo teórico transocupacional de desarrollo profesional desde la teoría fundamentada (Grounded Theory). Para ello, se realizaron 25 entrevistas en profundidad con las siguientes cinco categorías profesionales: abogados, empresarios, ingenieros, médicos y psicólogos. En la recopilación de datos se utilizó como instrumento un guion abierto para las entrevistas, que fueron grabadas y transcriptas. En el análisis de los resultados se utilizó el software Alceste. Los resultados apuntan similitudes y especificidades en las trayectorias de carreras interprofesiones, y en el modelo se optó por la no inclusión de la categoría empresarios debido a la expresiva diferencia en relación con las demás categorías. Como conclusión, proponemos un modelo transocupacional de desarrollo profesional con cinco ejes centrales: Contexto laboral, Motivación, Formación/Aprendizaje, Elementos relacionales y Experiencias. Aunque necesita más investigaciones para validarlo, el modelo ofrece aportes y reflexiones relevantes a los profesionales e investigadores que actúan en este campo.


Assuntos
Mobilidade Ocupacional , Gerenciamento da Prática Profissional
8.
Psicol. pesq ; 12(2): 47-56, jul.-dez. 2018.
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-955718

RESUMO

O artigo aborda aspectos metodológicos da análise de material audiovisual em pesquisa qualitativa e oferece um modelo simplificado para ajudar o pesquisador a fazer uso combinado de análise verbal e dados visuais em entrevistas gravadas em vídeo, com o suporte do ATLAS.ti.Como exemplo foram usadas as filmagens de relatos de imigrantes de sua experiência no Brasil, em que procurou-se identificar relações entre expressões faciais emocionais negativas e positivas dos imigrantes e o teor de seus depoimentos. Os resultados indicam que as expressões emocionais cumprem funções de acentuar, contradizer e substituir os relatos verbais dos imigrantes. Em alguns casos identificou-se supressão de manifestações emocionais, mesmo em depoimentos mais negativos. Os passos para a análise no ATLAS.ti são apresentados com ilustrações.


The article discusses methodological aspects to guide the audiovisual analysis in qualitative research offering a simplified model to help the researcher to make a combined use of verbal and visual analysis of videotaped interviews with ATLAS.ti support. As an example it was taken the immigrants reports about their experiences in Brazil trying to identify relationships between positive and negative emotional facial expressions of immigrants and the content of their testimony. The results indicate that emotional expressions fulfill different functions such as emphasizing, contradicting and replacing the verbal reports of immigrants. In some cases we identify the suppression of immigrant emotional manifestations, even in the most negative statements. The steps for analysis in ATLAS.ti are presented with illustrations.

9.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 70(1): 239-259, jan./mar. 2018.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-913049

RESUMO

Esta pesquisa objetivou testar o papel moderador de dois modos de regulação emocional - regulação ascendente de emoções positivas e regulação descendente de emoções negativas - na predição do bem-estar subjetivo (BES), tendo como variável antecedente traços de extroversão e neuroticismo. Participaram 310 trabalhadores selecionados de modo não aleatório. Na coleta de dados foram utilizados: o Inventário dos cinco grandes fatores, a Escala de bem-estar subjetivo, e o Perfil de regulação emocional. Efetuaram-se análises descritivas, de correlações e regressões múltiplas. Foram identificados efeitos moderadores da regulação ascendente de emoções positivas nas relações entre os dois traços de personalidade e o BES. A utilização de estratégias ascendentes beneficiou o BES de trabalhadores com traços de introversão e neuroticismo, de modo direto, aumentando o bem-estar subjetivo geral, ou indireto, diminuindo os níveis de afetos negativos


This research aimed to test the moderating role of two modes of emotional regulation - up-regulation of the positive emotions and down-regulation of the negative emotions - in predicting subjective well-being (SWB) having as antecedent variable two personality dimensions, extraversion and neuroticism. 310 workers were selected non-randomly. In data collection, it were used Big Five personality factors inventory, Subjective well-Being scale and Profile of emotional regulation. Descriptive statistics, correlation and multiple regression analyzes were performed. Moderating effects were identified in the up-regulation of positive emotions in the relations between the two personality traits and SWB. The use of upward strategies benefited the well-being of workers with traits of introversion and neuroticism, in a direct mode, increasing the SWB, or indirect, reducing the levels of negative affects


Esta investigación objetivó probar el papel moderador de dos modos de regulación emocional - regulación ascendente de emociones positivas y regulación descendente de emociones negativas - en la predicción del bienestar subjetivo (BES), teniendo como variable antecedente rasgos de extroversión y neuroticismo. Participaron 310 trabajadores seleccionados de modo no aleatorio. En la recolección de datos fueron utilizados: el Inventario de los cinco grandes factores, la Escala de bienestar subjetivo, y el Perfil de regulación emocional. Se realizaron análisis descriptivos, de correlaciones y regresiones múltiples. Se identificaron efectos moderadores de la regulación ascendente de emociones positivas en las relaciones entre los dos rasgos de personalidad y el BES. El uso de estrategias ascendentes benefició al BES de trabajadores con rasgos de introversión y neuroticismo, de modo directo, aumentando el bienestar subjetivo general, o indirecto, disminuyendo los niveles de afecto negativo


Assuntos
Humanos , Ajustamento Emocional , Satisfação no Emprego , Personalidade , Desempenho Profissional , Trabalhadores/psicologia
10.
Trends Psychol ; 26(1): 167-182, jan.-mar. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-904557

RESUMO

Abstract This study analyzed whether hostility towards foreigners perceived as competitors in the labor market would be related to the perception of threat (symbolic and economic) and negative intergroup emotions. 270 people between 18 and 63 years participated. In Brazil (N = 89), mostly men (59%) and average age 32.5 years; In Portugal (N = 87), mostly men (56.3%) and average age 39.9 years; in Spain (N = 94), mostly women (53.2%) and average age of 32.8 years. The results (t-test, analysis of variance and multiple regressions) indicated that in Spain negative emotions are associated with less hostility towards immigrants; In Brazil, positive emotions are associated with hostile attitudes. In Portugal, the relationship between positive emotions and hostility is positive, but not significant. The symbolic threat was the best predictor of hostility only in the Brazilian sample. Positive emotions predispose to a greater kindness towards foreigners in the three countries. The main conclusion of the study is that the economic crisis does not seem to be associated with the perception of competitiveness of foreigners in the local labor market and hostility towards this social group.


Resumo O estudo analisou se a hostilidade para com estrangeiros percebidos como concorrentes no mercado de trabalho estaria relacionada com a percepção de ameaça (simbólica e econômica) e as emoções intergrupais negativas. Participaram 270 pessoas entre 18 e 63 anos, assim distribuídas: Brasil (N = 89), idade média de 32.5 anos, maioria de homens (59%); Portugal (N = 87), idade média de 39.9 anos, maioria de homens (56.3%); e Espanha (N=94), idade média de 32.8 anos, maioria de mulheres (53.2%). Os resultados do Teste-t, análise da variância e regressões múltiplas indicaram que enquanto na Espanha emoções negativas se associam a menos hostilidade para com imigrantes, no Brasil é a expressão de emoções positivas que se encontra associada a tais atitudes hostis. Em Portugal a relação entre emoções positivas e hostilidade é positiva, mas não significativa. A ameaça simbólica foi o melhor preditor de hostilidade somente na amostra brasileira. Emoções positivas predizem maior amabilidade para com estrangeiros nas amostras dos três países. A principal conclusão do estudo é que a crise econômica não parece estar associada com a percepção de competitividade do estrangeiro no mercado de trabalho local e a hostilidade para com este grupo social.


Resumen Este estudio analizó si la hostilidad hacia los extranjeros percibidos como competidores en el mercado de trabajo estaría relacionada con la percepción de amenaza (simbólica y económica) y las emociones intergrupales negativas. Participaron 270 personas entre 18 y 63 años. En Brasil (N = 89), mayoría de hombres (59%) y edad media 32.5 años; en Portugal (N = 87), mayoría de hombres (56.3%) y edad media 39.9 años; en España (N = 94), mayoría de mujeres (53.2%) y edad media de 32.8 años. Los resultados (test-t, análisis de la varianza y regresiones múltiples) indicaron que en España las emociones negativas se asocian a una menor hostilidad hacia los inmigrantes; en Brasil las emociones positivas están asociadas a actitudes hostiles. En Portugal la relación entre emociones positivas y hostilidad es positiva, pero no significativa. La amenaza simbólica fue el mejor predictor de hostilidad sólo en la muestra brasileña. Las emociones positivas predisponen a una mayor amabilidad hacia los extranjeros en los tres países. La principal conclusión del estudio es que la crisis económica no parece estar asociada a la percepción de competitividad de los extranjeros en el mercado laboral local y la hostilidad hacia este grupo social.

11.
Paidéia (Ribeirão Preto, Online) ; 28: e2817, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-955207

RESUMO

Abstract Epistemic orientation refers to the preferred mode of accessing and using knowledge and is a construct of growing interest in psychotherapy research. In this context, the main objective of this study was to develop and provide initial validity evidence for a brief measure of epistemic orientation in a sample of Brazilian psychotherapists. Participants were 674 Brazilian psychotherapists (78.5% female), aged between 22 and 78 years. Exploratory and confirmatory factor analyses were conducted on different subsamples to establish the structure of the measure. Results revealed an instrument consisting of three factors (Rationalism, Intuitionism, and Empiricism) with good psychometric properties and fit indices (X 2 = 1.92, GFI = 0.94, CFI = 0.95 and RMSEA = 0.06). Factors exhibited good internal consistency and convergent and discriminant validity. Criterion validity was evaluated by examining the scale's ability to detect differences in the epistemic orientation dimensions as a function of therapist's theoretical approach. Overall, the scale proved to be a valid self-report measure for investigating personal epistemology.


Resumo A orientação epistêmica refere-se ao modo preferido de acesso e uso do conhecimento, sendo um construto de crescente interesse em pesquisa em psicoterapia. Nesse contexto, o objetivo principal do estudo foi desenvolver uma medida breve de orientação epistêmica e fornecer evidências iniciais de sua validade em uma amostra de psicoterapeutas brasileiros. Participaram 674 psicoterapeutas brasileiros (78,5% mulheres), com idades entre 22 e 78 anos. Conduziram-se análises fatoriais exploratória e confirmatória em diferentes subamostras para estabelecer a estrutura da medida. Os resultados revelaram um instrumento composto por três fatores (Racionalismo, Intuicionismo e Empiricismo) com boas propriedades psicométricas e índices de ajustamento (X 2 = 1,92, GFI = 0,94, CFI = 0,95 e RMSEA = 0,06). Os fatores apresentaram boa consistência interna, validade convergente e discriminante. Avaliou-se a validade critério mediante a identificação de diferenças nas dimensões de orientação epistêmica em função da abordagem teórica do terapeuta. Em geral, a escala demonstrou ser um instrumento de autorrelato válido para investigação da epistemologia pessoal.


Resumen Orientación epistémica se refiere a la forma preferida de acceder y usar el conocimiento, siendo un constructo de creciente interés en investigación en psicoterapia. En ese contexto, el objetivo principal del estudio fue desarrollar y proporcionar evidencia inicial de validez para una corta medida de orientación epistémica en una muestra de psicoterapeutas brasileños. Participaron 674 psicoterapeutas brasileños (78.5% mujeres), con edades entre 22 y 78. Análisis factoriales exploratorio y confirmatorio fueron realizados en diferentes sub-muestras para establecer su estructura. Resultados revelaron un instrumento con tres factores (Racionalismo, Intuicionismo y Empiricismo), buenas propiedades psicométricas e índices de ajuste (X 2 = 1.92, GFI = 0.94, CFI = 0.95 y RMSEA = 0.06). Los factores demostraron buena consistencia interna, validez convergente y discriminante. La validez de criterio se evaluó mediante su capacidad para detectar diferencias en las dimensiones de orientación epistémicas como función del enfoque teórico del terapeuta. En general, la escala demostró ser una medida de autoinforme válida para investigar la epistemología personal.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Psicoterapia , Medidas, Métodos e Teorias , Conhecimento
12.
Educ. revEduc. rev ; 34: e178191, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-891292

RESUMO

Resumo: O estudo analisou as relações entre a percepção de aprendizagem de competências e de desempenho de docentes de nível superior. Além disso, testou o papel moderador do suporte organizacional na relação entre a aprendizagem individual e desempenho docente. Participaram do estudo 275 docentes de uma universidade pública federal, que responderam ao inventário de percepção de aprendizagem de competências, suporte à transferência e desempenho docente (ASOD). Foram realizadas análises confirmatórias e testados os modelos de predição e moderação. Uma das conclusões do estudo foi que a aprendizagem docente nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão predizem a percepção de desempenho em cada uma das atividades respectivamente. Não foram encontradas evidências de que o suporte modera as relações entre as aprendizagens e a percepção de desempenho docente.


ABSTRACT: This article analyzes university teachers' perception about competences' learning processes and their perceived performance, as well as the moderating role exercised by organizational support in the relationship between individual learning and perceived teaching performance. To explore the relationship among competency learning, support and job performance, a survey was carried out with 275 teachers from a federal university in the northeast of Brazil, that replied to the perception inventory of competency learning, transference support and teacher performance (ASOD). By analyzing the replies, it was confirmed that teacher learning in teaching, research, extension and management activities is the best predictor of performance perception. No evidence was found that the support moderates the relationship between teacher learning and perceived performance in the four activities.

13.
Psicol. saber soc ; 6(2): 164-171, jul.-dez. 2017. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-947310

RESUMO

En esta investigación se realizó un estudio comparado entre una muestra de jóvenes brasileños y españoles en las que se analizó la relación entre estatus de empleo (empleados versus desempleados) y bienestar psicológico. Se constata una asociación entre desempleo juvenil y deterioro en la salud mental, tanto en la muestra española como en la muestra brasileña. Las diferencias observadas son mayores en el caso de los jóvenes desempleados que en el caso de las jóvenes desempleadas, quienes parecen beneficiarse menos, desde el punto de vista del bienestar psicológico del hecho de tener un empleo. Estas diferencias podrían deberse a la sobrecarga de roles que experimentan las jóvenes, si bien este es un factor que debe ser analizado en futuras investigaciones. (AU)


In this research, a comparative study was conducted among a sample of young Brazilians and Spaniards in which the relationship between employment status (employed versus unemployed) and psychological well-being was analyzed. There is an association between youth unemployment and deterioration in mental health, both in the Spanish sample and in the Brazilian sample. The differences observed are greater in the case of unemployed young men than in the case of unemployed young women, who seem to benefit less, from the point of view of the psychological well-being, of having a job. These differences could be due to the overload of roles that young women experience, although this is a factor that should be analyzed in future research. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Desemprego/psicologia , Saúde Mental , Adulto Jovem/psicologia , Espanha , Brasil , Emprego/psicologia
14.
Rev. psicol. (Fortaleza, Online) ; 8(2): 72-82, jul.-dez. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-877272

RESUMO

O estudo objetivou avaliar o valor preditivo das estratégias de regulação emocional na percepção de trabalho emocional dos atendentes propondo-se que reavaliação é mais utilizada do que supressão (H1), reavaliação prediz o uso de ação profunda (H2), supressão prediz o uso de ação superficial (H3) e emoções genuínas são menos utilizadas do que ação superficial e ação profunda (H4). 260 participantes responderam ao questionário de regulação emocional e à escala de trabalho emocional. Para testar as hipóteses foi usado o teste t de medidas pareadas. As hipóteses H2 e H3 foram avaliadas com a análise de regressão linear. Houve prevalência de uso da reavaliação e de emoções genuínas, corroborando a H1 e refutando a H4. Reavaliação prediz o uso de ação profunda, confirmando H2. Supressão não prediz a ação superficial, refutando H3. Conclui-se que os participantes baseiam seu trabalho emocional no uso mais adaptativo de ação profunda. Também utilizam emoções espontâneas, sinalizando haver uma convergência entre o que se sente e o que se espera da atuação profissional.


The study aimed to evaluate the predictive value of emotional regulation strategies on the perception of emotional work of attendants proposing that reappraisal is more used than suppression (H1), reappraisal predicts the use of deep action (H2), suppression predicts the use of superficial action (H3) and genuine emotions are less used than superficial action and deep action (H4). 260 participants responded to the questionnaire of emotional regulation and emotional labor scale. To test the hypothesis we used the t test paired measurements. The hypotheses H2 and H3 were evaluated by linear regression analysis. The prevalence of use of reappraisal and genuine emotions, corroborating the H1 and H4 refuting. Reappraisal predicts the use of deep action, confirming H2. Suppression does not predict the surface action, refuting H3. We conclude that participants base their emotional work in the adaptive use of deep action. They also use spontaneous emotions, signaling there is a convergence between what you feel and what is expected of professional practice.


Assuntos
Emoções , Psicologia , Psicologia Social , Terapia Focada em Emoções , Ajustamento Emocional , Saúde Pública , Sistema Único de Saúde
15.
Psicol. saber soc ; 5(2): 91-111, jul.-dez. 2016. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-946963

RESUMO

O estudo analisa a percepção dos imigrantes sobre a sua experiência no Brasil com base em 11 relatos, obtidos mediante apresentação de duas mesas redondas e entrevistas individuais durante um Seminário. Utilizou-se do procedimento de análise de conteúdo temática com o auxílio do software de análise qualitativa ATLAS.ti. As categorias temáticas de análise foram: emoções negativas e positivas de brasileiros para com imigrantes; manifestações comportamentais de amabilidade ou hostilidade para com o imigrante; experiências positivas ou negativas no Brasil. Os achados reúnem evidências da presença de emoções intergrupais positivas e comportamentos positivos, mas também de emoções e comportamentos negativos dos brasileiros para com os estrangeiros. Esta ambiguidade coloca em xeque a crença compartilhada de que o Brasil é um país hospitaleiro. (AU)


This study analyzing immigrants' perception on their experiences in Brazil based on 11 different reports, gathered from two round tables and the personal interviews obtained during a Seminar. A thematic analysis was used with the support of a software of qualitative data analysis ATLAS.ti. The thematic categories of analyses were the negative and positive Brazilian emotions towards immigrants; behavioral manifestations of friendliness and hostility, and negative and positive experiences in Brazil. The results show the presence of intergroup positive emotions and positive behaviors, but also Brazilian negative behaviors and emotions towards immigrants. This ambiguity call into question the shared belief about Brazil as a hospitable country. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Preconceito/psicologia , Emigração e Imigração , Discriminação Social/psicologia , Brasil , Emoções , Relações Interpessoais
16.
Rev. psicol. organ. trab ; 16(4): 316-323, dez. 2016. ilus
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-845798

RESUMO

This paper aims to discuss explanatory models in Work and Organizational Psychology by analyzing their metatheoretical underpinnings. In particular, the paper analyzes the concepts of causes and reasons, both of which perform a central role in the constitution of scientific models. We demonstrate that experimental, correlational, and case study explanatory models use causes and reasons as strategies of knowledge building, and as a means of linking phenomenon, data, and theory. We also discuss the methodological implications of such use of causes and reasons by scientific models. The paper concludes by discussing theoretical and methodological issues involved in the attempts at building complex models in WOP - showing that, in order to be complex, a model needs to include in its formulation stable-dynamic, cause-reason, and contextual distance-proximity analyses, as well as the theory-phenomenon-data triad.


Este artigo tem como objetivo discutir modelos explicativos em Psicologia Organizacional e do Trabalho tendo, como pano de fundo, uma análise das bases metateóricas que os sustentam epistemologicamente. Em particular, analisam-se os conceitos de causas e razões, ambos centrais na composição desses modelos. Demonstramos que os modelos explicativos experimentais, correlacionais e os estudos de caso utilizam-se distintamente de causas e razões em suas estratégias de construção do conhecimento e de articulação entre dados, fenômeno e teoria, e que essa utilização tem implicações no nível metodológico. Finaliza-se problematizando aspectos teórico-metodológicos envolvidos na construção de modelos mais complexos em POT, que levem em conta a análise das dimensões estáveldinâmico, causa-razão e distanciamento-proximidade do contexto, e a tríade teoria-fenômeno-dado.


Este artículo tiene como objetivo discutir modelos explicativos en Psicología Organizacional al y del Trabajo, teniendo como trasfondo un análisis de las bases metateóricas que los sostienen epistemológicamente. En concreto, se analizan los conceptos de causas y razones, ambos centrales en la formación de dichos modelos. Demostramos que tanto los modelos explicativos experimentales, como los correlacionales y los estudios de caso utilizan, indistintamente, causas y razones en sus estrategias de construcción del conocimiento y de articulación de datos, fenómenos y teoría, y que tal utilización tiene implicaciones en el nivel metodológico. Finalmente, se problematizan aspectos teóricometodológicos implicados en la construcción de modelos más complejos en POT, que tengan en cuenta el análisis de las dimensiones estable-dinámico, causa-razón, y distanciamiento-proximidad del contexto, así como la tríada teoría-fenómeno-dato.

17.
Paidéia (Ribeiräo Preto) ; 26(63): 25-33, Jan.-Apr. 2016. tab
Artigo em Inglês | LILACS, Repositório RHS | ID: lil-767724

RESUMO

Creative entrepreneurship has gained ground in recent years with the advent of creative industries. The capabilitiesto set targets and individually self-regulate have been indicated as predictors of entrepreneurship. This study aims to identify validity characteristics of a self-regulation scale and to test if score differences are related to whether or not one is an entrepreneur, personalcharacteristics, or the activity sector. A total of 596 professionals from creative industries in Brazil participated in this study. The self-control and self-management scale (SCMS) has been applied; it has been translated and adapted to Portuguese. Cross-validation analysis has been done. The results support the three-factor structure of the scale. Entrepreneurs tended to indicate higher means in the self-evaluation factor than non-entrepreneurs. Activity sector, gender and schooling demonstrated a significant difference in the self-monitoring factor...


O empreendedorismo criativo ganhou importância nas últimas décadas com o surgimento das indústrias criativas. A definição de metas e a capacidade individual de autorregulação são apontadas como preditores de empreendedorismo. O objetivo deste estudo foi identificar características de validade de uma escala de autorregulação e testar a hipótese de haver diferenças de autorregulação em função de a pessoa ser ou não empreendedora, suas características pessoais e setor de atuação. Participaram 596 profissionais das indústrias criativas brasileiras. Eles responderam à Escala de Autocontrole e Autogerenciamento (SCMS), traduzida e adaptada para o português. Os dados foram submetidos a uma validação cruzada. Os resultados apontam para a consistência da estrutura tri-fatorial da escala. Empreendedores tenderam a médias mais altas no fator Autoavaliação do que não empreendedores. Setor de atividade, sexo e escolaridade apresentaram diferenças significativas no fator Automonitoramento...


El movimiento emprendedor creativo ha ganado importancia en las últimas décadas por el surgimiento de las industrias creativas. La definición de metas asociada a la capacidad individual de autorregulación son apuntadas como predictores de las acciones de emprender. Este estudio tiene por objetivo identificar la validez de una escala de autorregulación y testar la hipótesis de haber diferencias en función de la persona ser o no emprendedora, sus características personales y sectores de actuación. Participaron 596 profesionales de las industrias creativas brasileñas que contestaron a la Escala de Autocontrol y Autorregulación (SCMS) traducida y adaptada al portugués. Los datos fueron sometidos a una validación cruzada. Los resultados señalan hacia la consistencia de la estructura tri-factorial de la escala. Resulta que emprendedores presentaron medias más altas en el factor Autoevaluación que los no emprendedores. El sector de actuación, sexo y nivel educacional presentaron diferencias significativas en el factor Automonitoreo...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Ambiente de Trabalho , Avaliação de Desempenho Profissional , Gerenciamento da Prática Profissional
18.
Paidéia (Ribeirão Preto) ; 26(63): 25-33, Jan.-Apr. 2016. tab
Artigo em Inglês | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-65901

RESUMO

Abstract Creative entrepreneurship has gained ground in recent years with the advent of creative industries. The capabilitiesto set targets and individually self-regulate have been indicated as predictors of entrepreneurship. This study aims to identify validity characteristics of a self-regulation scale and to test if score differences are related to whether or not one is an entrepreneur, personalcharacteristics, or the activity sector. A total of 596 professionals from creative industries in Brazil participated in this study. The self-control and self-management scale (SCMS) has been applied; it has been translated and adapted to Portuguese. Cross-validation analysis has been done. The results support the three-factor structure of the scale. Entrepreneurs tended to indicate higher means in the self-evaluation factor than non-entrepreneurs. Activity sector, gender and schooling demonstrated a significant difference in the self-monitoring factor.(AU)


Resumo O empreendedorismo criativo ganhou importância nas últimas décadas com o surgimento das indústrias criativas. A definição de metas e a capacidade individual de autorregulação são apontadas como preditores de empreendedorismo. O objetivo deste estudo foi identificar características de validade de uma escala de autorregulação e testar a hipótese de haver diferenças de autorregulação em função de a pessoa ser ou não empreendedora, suas características pessoais e setor de atuação. Participaram 596 profissionais das indústrias criativas brasileiras. Eles responderam à Escala de Autocontrole e Autogerenciamento (SCMS), traduzida e adaptada para o português. Os dados foram submetidos a uma validação cruzada. Os resultados apontam para a consistência da estrutura tri-fatorial da escala. Empreendedores tenderam a médias mais altas no fator Autoavaliação do que não empreendedores. Setor de atividade, sexo e escolaridade apresentaram diferenças significativas no fator Automonitoramento.(AU)


Resumen El movimiento emprendedor creativo ha ganado importancia en las últimas décadas por el surgimiento de las industrias creativas. La definición de metas asociada a la capacidad individual de autorregulación son apuntadas como predictores de las acciones de emprender. Este estudio tiene por objetivo identificar la validez de una escala de autorregulación y testar la hipótesis de haber diferencias en función de la persona ser o no emprendedora, sus características personales y sectores de actuación. Participaron 596 profesionales de las industrias creativas brasileñas que contestaron a la Escala de Autocontrol y Autorregulación (SCMS) traducida y adaptada al portugués. Los datos fueron sometidos a una validación cruzada. Los resultados señalan hacia la consistencia de la estructura tri-factorial de la escala. Resulta que emprendedores presentaron medias más altas en el factor Autoevaluación que los no emprendedores. El sector de actuación, sexo y nivel educacional presentaron diferencias significativas en el factor Automonitoreo.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Ambiente de Trabalho , Avaliação de Desempenho Profissional , Gerenciamento da Prática Profissional
19.
Estud. psicol. (Natal) ; 21(1): 58-68, jan.-mar. 2016. tab, graf
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-68948

RESUMO

Resumo O artigo analisa as relações entre modos de regulação emocional e três dimensões de bem-estar subjetivo, a partir de dois modelos: um de predição e outro de mediação, que envolve efeitos indiretos da autonomia e do domínio do ambiente. Foram utilizadas três escalas, uma para avaliar dois modos de regulação emocional (up regulation e down regulation), outra para avaliar três dimensões de bem-estar subjetivo (afetos positivos, afetos negativos, satisfação com a vida) e outra para avaliar dois componentes do bem-estar psicológico (autonomia, domínio do ambiente). Também se incluiu um questionário sociodemográfico para caracterização da amostra. Participaram da pesquisa 231 brasileiros. Os resultados indicaram que os modos de regulação emocional foram capazes de prever os níveis de autonomia e de domínio do ambiente. O modelo de mediação indicou que a autonomia sozinha, foi capaz de mediar a relação entre os modos de regulação emocional e as dimensões de bem-estar subjetivo.(AU)


Abstract This paper analyzes the relationship between emotion regulation modes and three dimensions of subjective well-being, from two models: a prediction model and another mediation involving the indirect effects of autonomy and environment mastery. The instrument of the study included three scales, one to evaluate two methods of emotional regulation (up regulation and down regulation), another to evaluate three dimensions of subjective well-being (positive affect, negative affect, life satisfaction) and another to assess two components of psychological well-being (autonomy, environmental mastery). Also included in the survey questions to characterize the sample. Participated in the survey 231 Brazilians. The results indicated that the modes of emotional regulation were able to predict the levels of autonomy and environment mastery. The mediation model indicated that the autonomy alone was capable of mediating the relationship between modes of emotion regulation and dimensions of subjective well-being.(AU)


Resumen En este artículo se analiza la relación entre los modos de regulación emocional y dimensiones de bienestar subjetivo, a partir de dos modelos: uno para predecir y otro de mediación que implica los efectos indirectos de la autonomía y el dominio del entorno. Se utilizaron tres escalas, una para evaluar dos modos de regulación emocional, otra para evaluar dimensiones del bienestar subjetivo y una otra para evaluar dos componentes del bienestar psicológico (autonomía y dominio del entorno). También se incluye en las preguntas de la encuesta para caracterizar la muestra. Los participantes del estudio fueron 231 brasileños. Los resultados indicaron que los modos de regulación emocional fueron capaces de predecir los niveles de autonomía y el dominio del entorno. El modelo de mediación indicó que la autonomía por sí solo fue capaz de mediar la relación entre los modos de regulación emocional y las dimensiones del bienestar subjetivo.(AU)


Assuntos
Emoções
20.
Estud. psicol. (Natal) ; 21(1): 58-68, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: lil-787481

RESUMO

Resumo O artigo analisa as relações entre modos de regulação emocional e três dimensões de bem-estar subjetivo, a partir de dois modelos: um de predição e outro de mediação, que envolve efeitos indiretos da autonomia e do domínio do ambiente. Foram utilizadas três escalas, uma para avaliar dois modos de regulação emocional (up regulation e down regulation), outra para avaliar três dimensões de bem-estar subjetivo (afetos positivos, afetos negativos, satisfação com a vida) e outra para avaliar dois componentes do bem-estar psicológico (autonomia, domínio do ambiente). Também se incluiu um questionário sociodemográfico para caracterização da amostra. Participaram da pesquisa 231 brasileiros. Os resultados indicaram que os modos de regulação emocional foram capazes de prever os níveis de autonomia e de domínio do ambiente. O modelo de mediação indicou que a autonomia sozinha, foi capaz de mediar a relação entre os modos de regulação emocional e as dimensões de bem-estar subjetivo.


Abstract This paper analyzes the relationship between emotion regulation modes and three dimensions of subjective well-being, from two models: a prediction model and another mediation involving the indirect effects of autonomy and environment mastery. The instrument of the study included three scales, one to evaluate two methods of emotional regulation (up regulation and down regulation), another to evaluate three dimensions of subjective well-being (positive affect, negative affect, life satisfaction) and another to assess two components of psychological well-being (autonomy, environmental mastery). Also included in the survey questions to characterize the sample. Participated in the survey 231 Brazilians. The results indicated that the modes of emotional regulation were able to predict the levels of autonomy and environment mastery. The mediation model indicated that the autonomy alone was capable of mediating the relationship between modes of emotion regulation and dimensions of subjective well-being.


Resumen En este artículo se analiza la relación entre los modos de regulación emocional y dimensiones de bienestar subjetivo, a partir de dos modelos: uno para predecir y otro de mediación que implica los efectos indirectos de la autonomía y el dominio del entorno. Se utilizaron tres escalas, una para evaluar dos modos de regulación emocional, otra para evaluar dimensiones del bienestar subjetivo y una otra para evaluar dos componentes del bienestar psicológico (autonomía y dominio del entorno). También se incluye en las preguntas de la encuesta para caracterizar la muestra. Los participantes del estudio fueron 231 brasileños. Los resultados indicaron que los modos de regulación emocional fueron capaces de predecir los niveles de autonomía y el dominio del entorno. El modelo de mediación indicó que la autonomía por sí solo fue capaz de mediar la relación entre los modos de regulación emocional y las dimensiones del bienestar subjetivo.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Psicologia , Negociação/psicologia , Afeto , Emoções , Brasil
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA