Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 27
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Arq Bras Cardiol ; 109(3 Supl 1): 1-104, 2017 Jan-Feb.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-29044300
2.
Arq. bras. cardiol ; 109(3,supl.1): 1-104, Sept. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-887936
3.
ACM arq. catarin. med ; 44(2): 80-89, abr.-jun. 2015. Tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-1884

RESUMO

O objetivo deste estudo foi descrever desfechos e fatores prognósticos de pacientes com fibrilação atrial, atendidos em um hospital geral. Estudo de coorte retrospectivo, observacional e não-controlado. Foram considerados como desfechos: óbito, internação por causa cardiovascular, evento tromboembólico e hemorragia. Dentre os 71 pacientes acompanhados, durante aproximadamente três anos, 50,7% foram a óbito, 44,4% por causa cardiovascular; 18,3% apresentaram internação por causa cardiovascular, 11,3% eventos tromboembólicos e 2,8% eventos hemorrágicos. Os fatores prognósticos associados aos eventos desfavoráveis foram: QRS alargado no eletrocardiograma, aumento do tamanho do átrio esquerdo e uso de medicamento para controle da frequência cardíaca. Em nossa casuística de pacientes com FA em hospital geral, observou-se significativa frequência de óbitos.


The aim of this study was to describe the outcomes and prognostic factors of patients with atrial fibrillation, in a general hospital. A retrospective, observational and uncontrolled study was performed. The outcomes were: cardiovascular death or hospitalization, thromboembolic events, hemorrhage. Among the 71 patients followed up, during about three years, 50.7% died, 44.4% from cardiovascular causes; 18.3% needed hospitalization for cardiovascular causes, 11.3% had thromboembolic and 2.8% had hemorrhagic events. Prognostic factors associated with adverse events were: wide complex QRS in the electrocardiogram, enlarged left atrium and rate control strategy. In our casuistic of patients with AF in a general hospital, there was a significant frequency of deaths.

4.
ACM arq. catarin. med ; 43(4): 77-83, out. - dez. 2014. Tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-567

RESUMO

A influência da religião e da espiritualidade na saúde tem sido alvo de diversos estudos. O presente artigo objetiva realizar uma revisão de artigos publicados nos últimos anos relacionados à religião/espiritualidade e doenças cardiovasculares. Para tanto, realizou-se uma pesquisa na base de dados PubMed. Primeiramente, foram selecionados artigos que abordavam a epidemiologia da religiosidade em cardiopatas. Em segundo lugar, o efeito da religião na prevenção de cardiopatias, principalmente no que concerne aos fatores de risco. Após, há uma revisão sobre o efeito da religião no prognóstico, e, a seguir, no tratamento das doenças cardiovasculares. Por fim, o efeito negativo da religião na saúde também foi abordado, assim como as perspectivas futuras para estudo nesta área.


The influence of religion and spirituality in health has been a target of many studies. The present article aims to make a review of the articles published in the last years that are related to religion/spirituality and cardiovascular diseases. For this purpose, a research on PubMed database was conducted. Primarily, articles that included the epidemiology of religiousness in cardiac patients were selected. Secondly, the effect of religion on cardiopathy prevention, especially concerning risk factors. Consecutively, there is a review about the effect of religion on prognosis, and after that, on treatment of cardiovascular diseases. Finally, the negative effect of religion on health was also approached, as well as the future perspectives for research in this subject.

6.
ACM arq. catarin. med ; 42(2): 93-99, abr.-jun. 2013. Tab, Ilus
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-409

RESUMO

O objetivo desta revisão bibliográfica foi atualizar o médico não especialista sobre as novidades em etiologia, classificação, estratificação de risco e tratamento de pacientes com fibrilação atrial (FA). Foi realizada análise crítica das novas evidências encontradas em estudos publicados nos últimos anos. São discutidas a associação entre FA, obesidade e apneia do sono. Novos escores de risco para tromboembolismo e hemorragia são apresentados. As seguintes opções terapêuticas podem ser consideradas: novos anticoagulantes e antiarrítmicos, terapia de ablação e oclusão do apêndice atrial esquerdo.


The goal of this review was to update the non cardiologist about the news in etiology, classification, bleeding and thromboembolic risk scores and treatment of patients with atrial fibrillation (AF). There was performed critical analysis of the new evidences found in studies published in the last years. They are argued the association between AF, obesity and sleep apnea. New scores of risk for thromboembolism and hemorrhage are presented. The next therapeutic options can be considered: new anticoagulants and antiarrhythmics drugs, ablation therapy and occlusion left atrial appendage closure.

7.
ACM arq. catarin. med ; 42(1)jan.-mar. 2013. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-673847

RESUMO

O objetivo deste estudo foi verificar o perfil clínico eepidemiológico em pacientes portadores de fibrilaçãoatrial (FA). Foi realizado estudo transversal com aplicaçãode questionário através de entrevistas aos pacientesno período de 01/08/2010 a 31/07/2011. A casuísticafoi composta de 99 pacientes, com idade médiade 64,8 ± 12,5 anos, predominância do sexo masculino(59,6%), maioria de etnia branca (90,9%) e encontravam-se em regime de internação hospitalar (85,8%).Doença de base mais prevalente foi a hipertensão arterialsistêmica (79,8%) e FA do tipo permanente foi amais encontrada. A estratégia de tratamento mais utilizadafoi o controle da frequência cardíaca e, emboraalguns pacientes tivessem indicação do uso de anticoagulante,esse tratamento não era utilizado por todos.


The aim of this study was to evaluate the clinical andepidemiological profile in patients with atrial fibrillation(AF). Sectional study was performed with a questionnairethrough interviews with patients in the periodfrom 01/08/2010 to 31/07/2011. The sample consistedof 99 patients, mean age 64.8 ± 12.5 years, malepredominance (59.6%), most were white (90.9%) andwere in inpatients hospital (85.8%). Underlying diseasewas more prevalent hypertension (79.8%) and permanenttype of AF was the most common. The most widelyused treatment strategy was the heart rate control and,although some patients had indication of the use of anticoagulants,such treatment was not used by everyone.

8.
Rev. bras. educ. méd ; 36(1): 68-76, jan.-mar. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-639495

RESUMO

INTRODUÇÃO: O internato médico compreende o período do curso de graduação em Medicina em que o educando recebe preparação para a prática médica. A avaliação contribui para a aquisição da competência clínica e, consequentemente, prepara o educando para a prática médica. OBJETIVOS: Estudar os métodos de avaliação discente no internato em Clínica Médica do curso de graduação em Medicina da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), campus Tubarão, por meio da análise da percepção de discentes e docentes envolvidos neste estágio do curso. MÉTODOS: Participaram da pesquisa 44 internos e 15 docentes do semestre letivo 2009/2. RESULTADOS: Os sujeitos da pesquisa percebem a existência e a necessidade de avaliação no internato, têm conhecimento das estratégias e itens utilizados no processo avaliativo e entendem que nesse processo são empregados métodos com medidas objetivas e subjetivas, com abordagens qualitativas e quantitativas. CONCLUSÕES: Sugere-se maior ênfase em conteúdo prático e capacitação docente, aliadas a uma lista de verificação ao final do estágio.


INTRODUCTION: Medical internship consists ofthe period of aundergraduate medicine course in which the student is prepared for medical practice. The assessment contributes toward clinical competency and, consequently, prepares the student for medical practice. OBJECTIVES: To study the assessment methods of medical interns from the undergraduate medicine course ofthe Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), through analysis of the perceptions of medical students and teachers involved. METHODS:The study involved 44 medical students and 15 teachers from the second school semester of 2009. Results: The research subjects perceive the existence and need for evaluation in the medical clinical internship period, possess knowledge of the strategies and items used in the assessment process and understand that this process uses methods with objective and subjective measures, qualitative and quantitative approaches. CONCLUSIONS: Greater emphasis on practical content and teacher training is suggested, as well asa final internship check-list.

9.
Arq Bras Cardiol ; 96(3 Suppl 1): 1-68, 2011.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-21655875
10.
ACM arq. catarin. med ; 40(2)abr.-jun. 2011. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: lil-663052

RESUMO

Objetivo: caracterizar a demanda do setor de emergência de clínica médica do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no ano de 2009, pico da epidemia de Influenza H1N1. Método: foram analisadas as fichas de atendimentos prestados na emergência de 652 pacientes não internados e 230 pacientes internados, no ano de 2009. Avaliamos as variáveis data, hora, idade, sexo, mês, procedência, queixa principal, hipóteses diagnósticas, temperatura corporal, positividade do exame H1N1. Resultados: no grupo dos não internados houve predomínio de mulheres jovens e no grupo dos internados, leve predomínio de homens idosos. O inverno foi a estação que teve maior procura com aumento dos casos de doenças do aparelho respiratório. A queixa principal dos pacientes liberados era cefaléia e nos internados, a dispnéia. As doenças do aparelho respiratório foram as que prevaleceram nos liberados sendo o diagnóstico mais frequente o de infecção de vias aéreas superiores. Nos internados as doenças do aparelho digestivo e circulatório foram as que prevaleceram, contudo, o diagnóstico mais frequente foi o de pneumonia não especificada. Conclusão: durante o ano de epidemia do H1N1 encontramos aumento no volume dos atendimentos durante o inverno de causas ligadas ao aparelho respiratório que não refletiu no número de internação dos pacientes. O perfil epidemiológico encontrado manteve-se semelhante a estudos prévios realizados no HU/UFSC e na literatura.


Objective: to identify the clinical and epidemiological profile of the population attended in the emergency department of medical clinic of the Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC) in 2009, in the influenza A (H1N1) epidemic. Methods: the 2009 emergency department records of 652 patients not interned were analyzed, and more 230 patients who were hospitalized. The variables studied were gender, age, schedule, assistance day, month, origin, complain, diagnosis, body temperature and positive tests of H1N1. Results: in the group not hospitalized there was a predominance of young women as among the admitted patients elderly men predominated. The winter was the season that had increased demand. In patients not hospitalized the most frequent complaint was headache and as among admitted patients it was dyspnea. Among not hospitalized patients the respiratory diseases were the most prevalent as the most frequent diagnosis was infection of the upper airways. In patients who were hospitalized the digestive and circulatory system diseases prevailed however, the most frequent diagnosis was unspecified pneumonia. Conclusions: during the epidemic of H1N1 we found an increase in the volume of patients during the winter which were related to the respiratory system. It didn?t reflect in the number of patients admissions. The epidemiological profile founded during the epidemic of H1N1 is similar to previous studies in HU/UFSC and literature.

11.
Arq. bras. cardiol ; 96(3,supl.1): 1-68, 2011. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-588887
12.
ACM arq. catarin. med ; 36(4): 18-27, out.-dez. 2007. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-479406

RESUMO

Objetivo: Identificar o perfil clínico e epidemiológico da população atendida no serviço de emergência em clínica médica do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (SE/CM/HU/UFSC).Desenho: Estudo transversal Método: Tendo como material de análise as fichas de atendimentos de 1138 casos deste serviço, no ano de 2004, subdivididos em dois grupos de amostragem: pacientes internados (PI n=71) e não interrnados (PNI n=1067). Elaborou-se um instrumento de avaliação para coleta e tabulação dos dados, através do qual variáveis como: sexo, idade, horário de chegada à emergência, dia da semana e mês do atendimento, procedência, queixa, hipótese diagnóstica, exame(s) complementar(es) solicitado(s) e encaminhamento foram coletadas.Para a análise estatística utilizaram-se os testes T de Student e qui-quadrado (significante P < 0,05), comparando-se os grupos. Resultados: Pacientes do sexo feminino e jovens predominaram em ambos os grupos PI e PNI, com média de idade de 37,8 anos nos não-internados e 52,6 nos internados. Observou-se que em ambos os grupos os pacientes residiam em Florianópolis, nas proximidades do HU e foram atendidos durante o dia, em dias úteis. Destes pacientes metade recebeu alta. Entre os não internados a cefaléia (8,0%) foi a queixa mais freqüente, as doenças do aparelho respiratório (21,5%) predominaram e a radiografia de tórax foi o exame mais solicitado (20,1%). Entre os internados a dispnéia (7,3%) foi a queixa mais freqüente, as doenças do aparelho circulatório (20,4%) predominaram e o hemograma(27,2%) o exame mais solicitado. Conclusão: O perfil da população atendida no SE/CM do HU/UFSC é jovem do sexo feminino, procedente das proximidades dos próprio hospital, atendidos durante o dia e em dias úteis. Resultados que coincidem com os de outros estudos de serviços de emergência brasileiros.


Objective: The objective of this study was to identify the clinical and epidemiological profile of the population attended in the Clinical Medicine Emergency Department (ED) of the University Hospital of the Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC).Design: It is a transversal study.Methods: The data were obtained from 1138 cases of the 2004 ED records at the HU-UFSC , subdivided in two groups: admitted (n=71) and non-admitted (n= 1067). A research form was created to study the variables gender, age, time of arrival, day of the week and month, residence, complaints, dignosis, additional exams and disposal. The both groups are compared. For the statistical analysis were used the t-Student and chi-square tests (significant P < 0.05).Results: Young female patients predominated in both groups, the median of the ages was of 37.8 years for those who were not admitted and 52.6 years for those who are. The majority of patients in both groups was from Florianópolis (88.4%), residing near to HU/UFSC (52.8%), arrived during the day (67.2%). Half of them were sent home right after consultation. For the non-admitted, headache (8.0%) was the most frequent complaint, diseases of the respiratory tract (21.5%) were the most common dignosis and the thorax x-ray (20.1%) was the exam more frequently requested. For the admitted group dyspnea was the most frequent complaint, diseases of the circulatory tract (20.4%) were the most common dignosis and the hemogram(27.2%) the exam more frequently requested.Conclusions: The population profile attended at ED of the HU/UFSC is young, feminine, live near to hospital, looking for the service in the useful days and during the day. The obtained results are similar to the other brazilian studie.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Serviços Médicos de Emergência , Epidemiologia , Perfil de Saúde
15.
ACM arq. catarin. med ; 36(1)jan.-mar. 2007. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-463501

RESUMO

Determinar a freqüência de fatores de risco cardiovascular em acadêmicos de medicina e comparálosaos acadêmicos de engenharia elétrica e economia, buscando verificar a influência da formação acadêmicana freqüência de fatores de risco cardiovascular. Método: Foi realizado um estudo observacional,contemporâneo, controlado, individual e transversal, onde 142 acadêmicos da Universidade Federal de Santa Catarina, divididos em grupo medicina (casos) com 71 acadêmicos de medicina, e grupo controle, com 41 acadêmicos de economia e 30 acadêmicos de engenharia elétrica. Resultados: A prática de atividade física regular foi relatada por 52,1 do grupo medicina e 67,6 do grupo controle (p=0,08). Considerando apenas os acadêmicos de engenharia elétrica no grupo controle, 80 relataram prática de atividade física, maior prevalência significativa em relação aos acadêmicos de medicina(p<0,01). O consumo de álcool foi de 84,5 no grupo medicina e 73,2 no grupo controle (p=0,15).Considerando apenas os acadêmicos de economia nogrupo controle, o consumo de álcool foi de 65,9 , menor prevalência significativa em relação aos acadêmicos de medicina (p=0,02). O estresse foi relatado por 49,3 do grupo medicina contra 26,7 dos acadêmicos deengenharia elétrica (p=0,03) e 26,8 dos acadêmicos de economia (p=0,02). Não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos quanto aodiabete melito, hipertensão arterial, tabagismo, obesidade, hipercolesterolemia e história familiar positiva de infarto agudo do miocárdio.Conclusões: No presente estudo, encontrou-se maior prevalência de sedentarismo e estresse nos acadêmicosde medicina em relação aos acadêmicos de engenharia elétrica, e maior prevalência de consumo de álcool eestresse nos acadêmicos de medicina em relação aos acadêmicos de economia...


To Determine the frequency of cardiovascular risk factors in medical students and to compare the results with those for eletric engineering andeconomics students, seeking to verify the influence of academics background in the frequency of cardiovascularrisk factors. Methods: An observational, contemporary, controlled, individual and transversal study was carried out, whereone hundred forty two of the Federal University of Santa Catarina students, 71 medical students (cases), 41 economics students and 30 eletric engineering (controls), answered a questionnaire giving personal information on weight, height, personal history of acute myocardial infarction, diabetes mellitus, hypertension, hypercholesterolemy, habits and lifestyle. Results: The practicing of regular physical activity was reported by 52,1 of the medical students groupand 67,6 of the control group (p=0,08). Considering only the eletric engineering students in the control group, 80 reported regular physical activity , higher significant frequency when compared to the medical students(p<0,01). The alcohol consumption was 84,5 in the medical students group and 73,2 in the control group(p=0,15). There was no significantstatistical difference between groups about diabetes mellitus, hypertension, obesity, smoking, hypercholesterolemy and family history of acute myocardial infarction. Conclusion: In the present study, was found higher frequency of physical inactivity and stress in medicalstudents when compared to the eletric engineering students, and higher frequency of alcohol consumptionand stress in medical students when compared to te economics students...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Aterosclerose , Sistema Cardiovascular , Fatores de Risco
16.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 16(4): 237-242, out.-dez. 2006.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-456263

RESUMO

Intervenções cirúrgicas predispõem a eventos trombóticos e tromboembólicos. A suspensão de antiagregantes plaquetários no perioperatório pode explicar piores resultados da angioplastia quando realizada muito próxima da intervenção cirúrgica, principalmente nos casos em que foi utilizado stent. Se a antiagregação é mantida para assegurar o resultado da angioplastia, ocorre maior risco de sangramento. Pacientes anticoagulados também têm possibilidade de sangramento. Sangramentos ocorrem na ferida cirúrgica por traumatismo tanto tecidual como vascular. Se a hemostasis não for adequada, o sangramento pode ser significativo. Hemorragia é causa de parada cardíaca. óbito ou má evolução pós-operatória. Nesse contexto, devem ser considerados os fatores que pesam a favor da hemorragia ou da trombose e tentar um equilíbrio para que não ocorram complicações hemorrágicas ou trombóticas.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Anticoagulantes/administração & dosagem , Anticoagulantes/classificação , Hemorragia/complicações , Inibidores da Agregação de Plaquetas/administração & dosagem , Inibidores da Agregação de Plaquetas/efeitos adversos , Trombose/complicações , Trombose/diagnóstico
17.
ACM arq. catarin. med ; 33(2): 25-30, abr.-jun. 2004. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-451354

RESUMO

Observou-se a ausência de estudos sobre a casuística de pacientes cardiopatas internados em um hospital geral. Objetivos: em um hospital geral, foram pesquisados a freqüência de diagnósticos específicos, perfíl clínico e pidemiológico e fatores de risco para doenças cardíacas. Métodos: estudo observacional do tipo série de casos em pacientes internados para o tratamento de doenças cardíacas, com idade superior a 15 anos, no período de março a maio de 2004. As variáveis estudadas foram: sexo, idade, procedência, principais sintomas, história mórbida pregressa e familiar e fatores de risco como tabagismo, alcoolismo e atividade física. Resultados: foram entrevistados 108 pacientes, dos quais 52,8% eram mulheres e com média de idade de 65,1 anos. A dor torácica e a dispnéia foram os sintomas mais freqüentes. O diagnóstico mais freqüente na internação por cardiopatias foi a insuficiência cardíaca (34,3%). Foi observado a presença de hipertensão arterial em 22,2% dos entrevistados e em 34,3% o diabetes mellitus. Quanto aos hábitos, 23,1% dos entrevistados faziam uso de bebidas alcóolicas; 13% fumavam e 35,2% eram ex-fumantes. Observou-se que 66,7% dos pacientes internados eram sedentários. Conclusão: O perfil clínico-epidemiológico e os principais fatores de risco das doenças cardíacas no Hospital Nossa Senhora da Conceição equivale ou não ao descrito na literatura...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Perfil de Saúde , Cardiopatias , Hospitalização , Hospitais Gerais , Sinais e Sintomas
18.
Arq Bras Cardiol ; 79(4): 327-38, 2002 Oct.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-12426642

RESUMO

OBJECTIVE: To compare the accuracy of 4 different indices of cardiac risk currently used for predicting perioperative cardiac complications. METHODS: We studied 119 patients at a university-affiliated hospital whose cardiac assessment had been required for noncardiac surgery. Predictive factors of high risk for perioperative cardiac complications were assessed through clinical history and physical examination, and the patients were followed up after surgery until the 4th postoperative day to assess the occurrence of cardiac events. All patients were classified according to 4 indices of cardiac risk: the Goldman risk-factor index, Detsky modified risk index, Larsen index, and the American Society of Anesthesiologists' physical status classification and their compared accuracies, examining the areas under their respective receiver operating characteristic (ROC) curves. RESULTS: Cardiac complications occurred in 16% of the patients. The areas under the ROC curves were equal for the Goldman risk-factor index, the Larsen index, and the American Society of Anesthesiologists' physical status classification: 0.48 (SEM +/- 0.03). For the Detsky index, the value found was 0.38 (SEM +/- 0.03). This difference in the values was not statistically significant. CONCLUSION: The cardiac risk indices currently used did not show a better accuracy than that obtained randomly. None of the indices proved to be significantly better than the others. Studies to improve our ability to predict such complications are still required.


Assuntos
Cardiopatias/etiologia , Complicações Intraoperatórias/etiologia , Complicações Pós-Operatórias/etiologia , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios/efeitos adversos , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Estudos Epidemiológicos , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Prospectivos
19.
Arq. bras. cardiol ; 79(4): 327-338, Oct. 2002. tab, graf
Artigo em Português, Inglês | LILACS | ID: lil-323354

RESUMO

OBJECTIVE: To compare the accuracy of 4 different indices of cardiac risk currently used for predicting perioperative cardiac complications. METHODS: We studied 119 patients at a university-affiliated hospital whose cardiac assessment had been required for noncardiac surgery. Predictive factors of high risk for perioperative cardiac complications were assessed through clinical history and physical examination, and the patients were followed up after surgery until the 4th postoperative day to assess the occurrence of cardiac events. All patients were classified according to 4 indices of cardiac risk: the Goldman risk-factor index, Detsky modified risk index, Larsen index, and the American Society of Anesthesiologists' physical status classification and their compared accuracies, examining the areas under their respective receiver operating characteristic (ROC) curves. RESULTS: Cardiac complications occurred in 16 percent of the patients. The areas under the ROC curves were equal for the Goldman risk-factor index, the Larsen index, and the American Society of Anesthesiologists' physical status classification: 0.48 (SEM ± 0.03). For the Detsky index, the value found was 0.38 (SEM ± 0.03). This difference in the values was not statistically significant. CONCLUSION: The cardiac risk indices currently used did not show a better accuracy than that obtained randomly. None of the indices proved to be significantly better than the others. Studies to improve our ability to predict such complications are still required


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cardiopatias , Complicações Intraoperatórias , Complicações Pós-Operatórias , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios , Idoso de 80 Anos ou mais , Estudos de Coortes , Estudos Longitudinais , Valor Preditivo dos Testes , Estudos Prospectivos , Medição de Risco , Curva ROC , Sensibilidade e Especificidade
20.
Arq. bras. cardiol ; 70(2): 75-80, fev. 1998. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-214050

RESUMO

OBJETIVO: Comparar o desempenho, em termos de teste diagnóstico, da dosagem sérica de mioglobina (Mgb) com a creatinofosfoquinase (CK) e a sua MB (CK-MB), para o diagnóstico de infarto agudo do miocárdio (IAM). MÉTODOS: Estudo observacional, contemporâneo e näo controlado de 64 pacientes, admitidos entre setembro/94 e fevereiro/95, em uma emergência especializada em cardiologia, com dor torácica näo traumática. Excluíram-se pacientes com sintomas há mais de 6h, trauma muscular, ressuscitaçäo cardiopulmonar e insuficiência renal. O diagnóstico de IAM foi estabelecido quando ao menos dois dos seguintes critérios estavam presentes: dor torácica típica há mais de 20 min, alteraçöes eletrocardiográficas compatíveis com necrose (ondas Q), ou elevaçöes tardias de CK e CK-MB. RESULTADOS: Na amostra estudada, 18 tiveram diagnóstico de IAM. A sensibilidade (S) encontrada para CK, CK-MB e Mgb foi de 33 "por cento" , 22 "por cento" e 61 "por cento" e a especificidade (E) de 85 "por cento", 96 "por cento" e 98 "por cento", respectivamente. A diferença entre a S de Mgb e a de CK ofi de 28 "por cento" com um intervalo de confiança de 95 "por cento" (IC "95 por cento") de 44 "por cento" a 59 "por cento", e a diferença entre a S de Mgb e a de CK-MB foi de 39 "por cento", IC 95 "por cento" de 9 "por cento" a 69 "por cento". A diferença entre a E de Mgb e a de CK foi de 13 "por cento", IC 95 "por cento" de 12 "por cento" a 14 "por cento", e a diferença entre a E de Mgb e a de CK-MB foi de 2 "por cento", IC 95 "por cento" de -5 "por cento" a 9 "por cento". CONCLUSÄO: A mioglobina mostrou ser um marcador mais sensível e täo específico quanto a CK-MB, para o diagnóstico de IAM na populaçäo estudada. Em relaçäo a CK, a Mgb foi mais específica e com igual sensibilidade.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Creatina Quinase , Creatina Quinase/sangue , Infarto do Miocárdio/diagnóstico , Mioglobina , Infarto do Miocárdio/enzimologia , Valor Preditivo dos Testes , Estudos Prospectivos , Sensibilidade e Especificidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA