Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 25
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
6.
Rev. adm. saúde ; 15(59): 53-62, abr.-jun. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-704506

RESUMO

Estudo epidemiológico transversal com aplicação de questionários para 115 trabalhadores do serviço hospitalarde nutrição, cujo objetivo foi caracterizar as condições de trabalho e os sintomas osteomusculares. As questões sobre sintomas osteomusculares foram baseadas no questionário nórdico. A média de idade dos trabalhadores foi de 37 anos, sendo que 81 por cento eram do sexo feminino e 58 por cento possuíam ensino médio. Atuavam no hospital há 9,3 anos, em jornada de trabalho de 40 horas semanais (79 por cento). Em relação à condição de trabalho, 69 por cento dos trabalhadores trabalhavam em pé. As melhores condições foram relacionadas ao treinamento de servidores, à possibilidade de controle sobre o ritmo de trabalho e à iluminação ambiental. As piores condições mencionadas foram: espaço físico sem passagens e corredores livres para movimentação de materiais e pessoas, assim como volume excessivo de trabalho, com esforço físico e mental. Do total de participantes, 89 por cento referiram dor ou desconforto relacionado ao trabalho no último ano, principalmente nos membros inferiores (65 por cento) e ombros (55 por cento). O movimento de andar e transportar carga durante as atividades foi a causa mais citada para os sintomas (31 por cento). Os sintomas osteomusculares nas regiões mais prevalentes do corpo foram membros inferiores e ombros, associados às condições ambientais e à organização do trabalho.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Transtornos Traumáticos Cumulativos , Serviço Hospitalar de Nutrição , Saúde do Trabalhador , Esforço Físico , Condições de Trabalho , Ambiente de Trabalho , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários
7.
RBM rev. bras. med ; 70(4)abr. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-683427

RESUMO

Este estudo avaliou a evolução do estado nutricional, perfil lipídico, glicêmico e consumo alimentar de diabéticos coronarianos participantes de um programa de controle de peso. O estudo foi retrospectivo, com coleta de dados de prontuários de 17 diabéticos participantes do programa, acompanhado durante um ano. Avaliou-se Índice de Massa Corporal (IMC), circunferência abdominal (Ca), perfil lipídico e glicêmico. Foi calculado valor energético total (VET) e consumo de nutrientes baseados em diários alimentares mensais. Os diabéticos tinham em média 65 ± 9 anos, sendo 41,2% mulheres. As principais alterações dietéticas foram a substituição dos laticínios integrais pelos desnatados, do açúcar pelo adoçante dietético e das carnes gordas pelas magras. Não se observou redução significante de peso (p=0,529), IMC (p=0,469) e da Ca (p=0,120), apesar de uma aparente redução calórica (p=0,026). O perfil lipídico não apresentou alterações significantes, enquanto a hemoglobina glicada mostrou aumento da glicemia (p=0,015). O consumo de nutrientes se manteve adequado em carboidratos (58% do VET), gordura total (21% do VET) e colesterol (138mg), alto consumo proteico (27% do VET) e de gordura saturada (8% do VET) e insuficiente em gorduras monoinsaturadas (9% do VET), poli-insaturadas (4% do VET) e fibras (13g). Os diabéticos que participaram do programa de redução de peso não apresentaram alteração ponderal e do perfil lipídico, mas a hemoglobina glicada aumentou ao longo de um ano de acompanhamento, apesar de modificações qualitativas positivas no seu padrão alimentar...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Consumo de Alimentos , Diabetes Mellitus , Doença das Coronárias , Glicemia
8.
Rev. adm. saúde ; 15(59): 53-62, Abr-Jun, 2013. tab
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-66157

RESUMO

Estudo epidemiológico transversal com aplicação de questionários para 115 trabalhadores do serviço hospitalarde nutrição, cujo objetivo foi caracterizar as condições de trabalho e os sintomas osteomusculares. As questões sobre sintomas osteomusculares foram baseadas no questionário nórdico. A média de idade dos trabalhadores foi de 37 anos, sendo que 81 por cento eram do sexo feminino e 58 por cento possuíam ensino médio. Atuavam no hospital há 9,3 anos, em jornada de trabalho de 40 horas semanais (79 por cento). Em relação à condição de trabalho, 69 por cento dos trabalhadores trabalhavam em pé. As melhores condições foram relacionadas ao treinamento de servidores, à possibilidade de controle sobre o ritmo de trabalho e à iluminação ambiental. As piores condições mencionadas foram: espaço físico sem passagens e corredores livres para movimentação de materiais e pessoas, assim como volume excessivo de trabalho, com esforço físico e mental. Do total de participantes, 89 por cento referiram dor ou desconforto relacionado ao trabalho no último ano, principalmente nos membros inferiores (65 por cento) e ombros (55 por cento). O movimento de andar e transportar carga durante as atividades foi a causa mais citada para os sintomas (31 por cento). Os sintomas osteomusculares nas regiões mais prevalentes do corpo foram membros inferiores e ombros, associados às condições ambientais e à organização do trabalho.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Serviço Hospitalar de Nutrição , Condições de Trabalho , Ambiente de Trabalho , Esforço Físico , Transtornos Traumáticos Cumulativos , Saúde do Trabalhador , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários
9.
Rev. bras. saúde ocup ; 36(124)jul.-dez. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-621722

RESUMO

Objetivo: identificar a prevalência de sintomas osteomusculares entre trabalhadores de um serviço de nutrição de um hospital público. Método: estudo epidemiológico transversal com aplicação de questionários para 115 trabalhadores (representando 89% do quadro de pessoal) do serviço de nutrição de um hospital de cardiologia, em São Paulo, em 2007. O instrumento utilizado foi baseado no Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares de Kuorinka et al. (1987) para identificação de dor ou desconforto relacionados ao trabalho, localização e tipo de queixa, além de caracterizar a frequência, a intensidade e a duração dos sintomas. Resultados: a média da idade dos trabalhadores foi de 37 ± 9,8 anos,81% eram do sexo feminino, 58% possuíam Ensino Médio e o tempo médio de trabalho foi de 9,3 ± 7,5 anos em jornada de trabalho de 40 horas semanais. Do total de participantes, 89% referiram dor ou desconforto relacionados ao trabalho no último ano em membros inferiores (65%), ombros (55%), região lombar (39%), região cervical (37%), mãos/punhos/dedos (29%), coluna (28%), antebraço (28%) e cotovelos (10%). O movimento de andar e transportar carga foi a causa mais citada para os sintomas (31%). Conclusão: entre os trabalhadores do serviço, aprevalência de sintomas osteomusculares foi alta, principalmente nos membros inferiores e nos ombros. Recomendam-se novas pesquisas que incluam a avaliação do ambiente e das atividades desenvolvidas pelos trabalhadores.


Objective: To identify musculoskeletal symptoms among workers from a food service of a public cardiologic hospital located in São Paulo, Brazil. Method:A cross sectional study was carried out in 2007, by applying questionnaires to 115 workers (89% of total staff). The instrument was based on the Nordic Questionnaire on Musculoskeletal Symptoms by Kuorinka et al. (1987), for identification of any kind of pain or discomfort related to work, its location, type of complaint, and frequency, intensity, and duration of symptoms. Results: The workers? average age was 37 ± 9.8 years, 81% were women, and 58% had highschool level. They had been working in the hospital for 9.3 ± 7.5 years, on a 40-hour week schedule. Most (89%) of the subjects reported pain or discomfortrelated to work during the last 12 months, mainly in lower limbs (65%). Other parts of the body mentioned by the workers were: shoulders (55%), lumbar region (39%), cervical region (37%), wrist/hands/fingers (29%), spine (28%), forearm (28%), and elbows (10%). The movements made while walking or carrying loads were the most reported cause of symptoms (31%). Conclusion: The study found a high prevalence of musculoskeletal symptoms among workers from the hospital food service, mainly in lower limbs and shoulders. It is recommended that futurestudies include assessment of environment and worker?s activities.


Assuntos
Transtornos Traumáticos Cumulativos , Serviço Hospitalar de Nutrição , Saúde do Trabalhador , Riscos Ocupacionais
10.
Rev. nutr ; 24(3): 449-462, maio-jun. 2011. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-601093

RESUMO

OBJETIVO: Analisar as situações de trabalho em serviço de nutrição hospitalar, antes e depois da implantação de ações de intervenções ergonômicas, e seu impacto na prevalência de sintomas osteomusculares relacionados ao trabalho. MÉTODOS: Trata-se de estudo de caso desenvolvido em hospital público especializado em cardiologia, localizado em São Paulo, com a participação de 115 trabalhadores. A abordagem metodológica foi a da Análise Ergonômica do Trabalho e da ergonomia participativa. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de questionários e da análise ergonômica do trabalho, antes e depois da intervenção. A análise dos dados incluiu testes estatísticos para verificar se houve mudança da prevalência de sintomas antes e depois das intervenções, com nível de significância de 5 por cento, por meio dos Programas Statistical Package for Social Sciences 13.0 e Excel 2003. RESULTADOS: A população constitui-se, em sua maioria, de mulheres, na faixa etária de 25 a 34 anos, com grau médio de escolaridade, casadas, com filhos, e que ocupavam o cargo de atendente de nutrição. Os principais problemas observados foram espaço físico reduzido, equipamentos e materiais de trabalho inadequados, deficit de pessoal, volume excessivo de trabalho com elevado esforço mental e alta prevalência de sintomas osteomusculares, principalmente nos membros inferiores e ombros. Após as intervenções realizadas, houve melhora na situação de trabalho, com redução dos sintomas osteomusculares, bem como os profissionais perceberam mudanças em termos de ambiente físico, equipamentos e organização do trabalho. CONCLUSÃO: As intervenções repercutiram em melhorias, principalmente quanto ao ambiente e equipamentos, e na redução dos sintomas osteomusculares nos membros inferiores, ombros, pescoço/região cervical, antebraço e região lombar, apesar de a redução não ter sido estatisticamente significativa.


OBJECTIVE: This study analyzed the working conditions of a hospital food service before and after ergonomic interventions and their impact on the prevalence of work-related musculoskeletal symptoms. METHODS: This case study was performed in a public heart hospital in São Paulo , Brazil with 115 workers. The data were collected by questionnaires and ergonomic analysis of the work before and after the intervention. The data were statistically analyzed by the software SPSS 13.0 and Excel 2003 to verify symptom prevalence before and after the interventions. RESULTS: The workers were female nutrition attendants aged 25-34 years, with secondary education, married, with children. Most of the problems regarded limited space, inappropriate equipment and work materials, inadequate number of workers, intense mental effort and high prevalence of musculoskeletal symptoms, mainly in the lower limbs and shoulders. Once the working conditions improved, musculoskeletal symptoms decreased and all workers noted the changes made to the physical environment, equipment and work organization. CONCLUSION: The interventions promoted improvements in the work environment and equipment and reduced the musculoskeletal symptoms experienced in the lower limbs, shoulders, neck, forearm and lower back, although this reduction was not statistically significant.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Doenças Profissionais/prevenção & controle , Saúde do Trabalhador , Serviço Hospitalar de Nutrição , Condições de Trabalho
12.
In. Isosaki, Mitsue; Nakasato, Miyoko. Gestão de serviço de nutrição hospitalar. São Paulo, Elsevier, 2009. p.115-123.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-536273
13.
In. Isosaki, Mitsue; Nakasato, Miyoko. Gestão de serviço de nutrição hospitalar. São Paulo, Elsevier, 2009. p.125-145.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-536274
14.
In. Isosaki, Mitsue; Nakasato, Miyoko. Gestão de serviço de nutrição hospitalar. São Paulo, Elsevier, 2009. p.147-163.
Monografia em Português | LILACS | ID: lil-536275
16.
Mundo saúde (Impr.) ; 32(2): 198-207, abr.-jun. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-498656

RESUMO

O objetivo deste estudo foi compreender o trabalho dos atendentes de nutrição, suas exigências, constrangimentos e repercussões na saúde. Trata-se de um estudo de caso realizado em 2006 no Setor de Produção de Alimentos (SPA) de um hospital cardiológico público localizado em São Paulo. Foi realizada uma análise ergonômica do trabalho (AET). Verificou-se a presença de importantes exigências físicas, cognitivas e psíquicas com constrangimentos associados ao espaço e arranjo físico, ambiente de trabalho, equipamentos, superfícies, organização e fatores psicossociais do trabalho, que geraram repercussões na saúde dos atendentes de nutrição da higienização, no sistema osteomuscular e do tecido conjuntivo e riscos de acidentes de trabalho, mostrando a necessidade de serem adotadas melhorias na situação de trabalho do Serviço de Nutrição e Dietética do hospital.


The aim of this study was to understand the work of nutrition assistants, their requirements, constraints and repercussions in health. This is a case study carried through in 2006 in the Food Production Department (SPA) of a public cardiologic hospital located in São Paulo. An ergonomic analysis of the work was carried through (AET). One identified the presence of important physical, cognitive and psychic requirements with constraints associated to space and to physical surroundings arrangement, work environment, equipment, surfaces, organization and psychosocial factors of work, which had repercussions in the health of nutrition assistants charged of hygienization, in the osteomuscular system and conjunctive tissues, besides risks of industrial accidents, and showed the necessity of making improvements in the work situation of the Service of Diet and Nutrition of the hospital.


Este estudio intenciona entender el trabajo de las ayudantes de nutrición, sus requisitos, los apremios y las repercusiones en la salud. Es un estudio de caso hecho en 2006 en el departamento de producción de alimentos (SPA) de un hospital cardiológico público situado en São Paulo. Un análisis ergonómico del trabajo (AET) fue hecho y uno identificó la presencia de requisitos físicos, cognoscitivos y psíquicos importantes con los apremios asociados al espacio y a la distribución física, al ambiente de trabajo, el equipo, las superficies, la organización y los factores psicosociales del trabajo que tienen repercusiones en la salud de las ayudantes de nutrición cargadas de la limpieza, en el sistema osteomuscular y los tejidos conjuntivos, además de riesgos de accidentes de trabajo, y el análisis demostró la necesidad de llevar a cabo mejoras en la situación de trabajo del servicio de dieta y de nutrición del hospital.


Assuntos
Serviço Hospitalar de Nutrição , Higiene , Ergonomia
17.
São Paulo; s.n; 2008. [215] p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-522672

RESUMO

INTRODUÇÃO: Os trabalhadores dos Serviços de Nutrição Hospitalar são submetidos às exigências físicas, cognitivas e psíquicas que levam à distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho. O objetivo deste estudo foi implantar ações de melhorias nas situações de trabalho de um serviço de nutrição hospitalar e avaliar a percepção dos trabalhadores e as repercussões sobre os sintomas osteomusculares. MÉTODO: Esta pesquisa foi desenvolvida em um hospital público especializado em cardiologia, localizado em São Paulo, Brasil, após aprovação pelo comitê de ética da instituição. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de questionários e análise ergonômica do trabalho. Os questionários continham dados sócio-demográficos, história ocupacional, situação de trabalho atual, sintomas osteomusculares e satisfação no trabalho. Do total de 130 trabalhadores, 115 participaram voluntariamente. A análise ergonômica do trabalho foi efetuada de acordo com Guérin et al (2001), sendo realizadas entrevistas, medições do ambiente da cozinha e análises biomecânicas. A partir dos resultados foram implantadas ações de intervenção baseadas na ergonomia participativa durante um ano. Após esta fase, 89 (77%) trabalhadores responderam novamente ao questionário, sendo incluídas perguntas sobre a percepção das modificações. A análise dos dados incluiu testes estatísticos para verificar se houve mudança da prevalência de sintomas antes e após as intervenções, com nível de significância de 5%, por meio dos Programas SPSS 13.0 e Excel 2003. Além disso, foram analisados os dados de percepção dos trabalhadores e dos especialistas em ergonomia sobre o impacto das melhorias na saúde e no processo de trabalho. RESULTADOS: A população constitui-se, em sua maioria, por mulheres, na faixa etária de 25 a 34 anos, com grau médio de escolaridade, casadas, com filhos, e ocupavam o cargo de atendente de nutrição...


INTRODUCTION: Hospital food service workers have high level of physical, cognitive and mental demands that are associated with musculoskeletal disorders. The objective of this study was to introduce improvements in the working conditions in a hospital food service and to evaluate the workers perceptions and its effects on musculoskeletal symptoms. METHOD: this study was performed in a public cardiac hospital in São Paulo, Brazil, after its approval by the Ethics Committee. The data were collected by questionnaires and ergonomic analysis of the work. The questionnaire included: socio-demographic, workhistory, work conditions, musculoskeletal symptoms and job satisfaction. A hundred and fifteen questionnaries were applied from 130 workers. The work ergonomic analysis was carried out in accordance with Guérin et al (2001), by means of interviews, observations of kitchen working conditions and biomechanical analyses. Based on the results, interventions have been undertaken by means of a participatory ergonomic approach over one year. After this, another ergonomic analysis was carried out and 89 workers (77%) answered a new questionnaire that also included questions about their perception of the improvements. Data analysis was done by statistical tests to verify symptom prevalences before and after the interventions with a 5% level of significance. SPSS 13.0 and Excel 2003 software was used. RESULTS: The workers were women in the 25-34 age-group, had secondary education, were married, had children and occupied the position of nutrition attendants. They were in this hospital for from 5 to 10 years and on a 40 hour working week schedule. Most of problems observed were reduced space, inadequate equipment and work materials, absenteeism, insufficient number of workers, great volume of work with mental demands, high prevalence of musculoskeletal symptoms mainly in lower members and shoulders....


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Transtornos Traumáticos Cumulativos , Serviço Hospitalar de Nutrição , Ergonomia , Doenças Profissionais , Saúde do Trabalhador , Inquéritos e Questionários , Trabalhadores , Condições de Trabalho
18.
Rev. bras. nutr. clín ; 22(3): 226-229, jul.-set. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-561922

RESUMO

A nutrição enteral (NE) tem sido frequentemente indicada por estar associada à evolução favorável dos indicadores nutricionais e bioquímicos. Porém, alguns fatores podem limitar sua oferta, gerando, assim, custos relacionados ao desperdício. O objetivo do estudo foi identificar o custo da produção das NE não-administradas em unidades de tratamento intensivo cardiológicas e as causas da não-oferta. Foram estudados, prospectivamente, durante 30 dias, os volumes das NE não-administradas. Para identificação dos fatores limitantes da oferta, foram observadas as anotações de assistência de enfermagem no prontuário médico. A estimativa do custo foi realizada por meio da adaptação do modelo de cálculo sugerido pela "Nestlé Nutrition Services". O volume total de dieta produzida foi de 295 litros, sendo que 28% foram desprezados. Como fatores limitantes da administração das NE, observou-se que 45% foram em decorrência de jejum e 23% pela ocorrência de débito gástrico elevado. Entretanto, em 53% das consultas aos prontuários médicos não foi possível identificar a justificativa da não-oferta, devido à indisponibilidade de registros. Quanto ao desperdício, verificou-se que o mesmo gerou um custo adicional de R$ 2.380,00, correspondendo a 31% do custo total das NE foi alto. Portanto, seu controle e a redução da ocorrência dos fatores que elevam os gastos financeiros são medidas emergenciais e necessárias, que podem ser alcançadas havendo a participação efetiva dos membros da equipe multiprofissional.


The enteral nutrition (EN) has often been shown to be associated with favorable nutritional and biochemical indicators. However, some factors may limit their supply, thus generating costs related to waste. The objective was to identify the cost of production of non-administered NE in cardiac intensive care units and the causes of non-offer. Were prospectively studied during 30 days, the volumes of non-administered NE. To identify factors limiting the supply, there were notes of nursing care in the medical record. The cost estimate was performed by adapting the calculation model suggested by the "Nestle Nutrition Services." The total volume of diet produced was 295 liters, of which 28% were discarded. As factors affecting the administration of NE, we observed that 45% were due to fasting and 23% by the occurrence of gastric high speed. However, in 53% of medical charts was not possible to identify the rationale for with holding due to the unavailability of records. As for waste, it was found that it generated an additional cost of R$ 2.380,00, representing 31% of the total cost of NE was high. Therefore, its control and reducing the occurrence of factors that increase the cost financially and emergency measures are necessary, which may be achieved there is effective participation of members of the multidisciplinary team.


La nutrición enteral (NE) a menudo se ha mostrado estar asociado con favorables indicadores nutricionales y bioquímicos. Sin embargo, algunos factores pueden limitar su oferta, generando así los costes relacionados con los residuos. El objetivo fue identificar el costo de producción de no-NE administrada en unidades de cuidados intensivos cardiacos y las causas de la no-oferta. Se estudiaron de forma prospectiva durante 30 días, los volúmenes de los no administrados NE. Para identificar los factores que limitan la oferta, se toma nota de los cuidados de enfermería en la historia clínica. La estimación de gastos se llevó a cabo mediante la adaptación del modelo de cálculo propuesto por los "Servicios de Nutrición Nestlé". El volumen total de la dieta producidos fue de 295 litros, de los cuales se descartaron 28%. Como factores que afectan la administración de NE, se observó que el 45% se debió al ayuno y el 23% por la ocurrencia de alta velocidad gástrico. Sin embargo, en el 53% de los registros médicos no fue posible identificar la razón de la retención debido a la falta de disponibilidad de registros. En cuanto a los residuos, se constató que genera un costo adicional de R$ 2.380,00, lo que representa el 31% del coste total de NE fue alta. Por lo tanto, su control y reducir la incidencia de los factores que aumentan el costo financiero y las medidas de emergencia son necesarias, que se puede lograr es la participación efectiva de los miembros del equipo multidisciplinario.


Assuntos
Humanos , Custos e Análise de Custo , Nutrição Enteral , Serviço Hospitalar de Nutrição/organização & administração , Serviço Hospitalar de Nutrição
19.
Rev. adm. saúde ; 9(36): 103-108, jul.-set.- 2007. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-479586

RESUMO

A informatização de um serviço de nutrição hospitalar tem o desafio de conciliar os diferentes processos envolvidos no atendimento nutricional a pacientes internados e ambulatoriais. O objetivo da informatização foi otimizar o tempo das atividades e os recursos materiais e humanos. Desenvolveu-se um software integrando todos os processos e moldado às necessidades internas, em parceria com empresa privada e divisão de informática da instituição estudada. A parametrização do sistema envolveu a criação de um banco de dados com a composição nutricional de alimentos e preparações; definição dos critérios de avaliação nutricional, relatórios para a identificação e produção das dietas orais, enterais e lácteas, registro do atendimento nutricional e controle dos dados estatísticos. A informatização das prescrições de fórmulas enterais e lácteas permitiu imprimir etiquetas de identificação com as informações exigidas pela legislação vigente, gerar ordem de produção padronizada para a manipulação das fórmulas e facilitar o cálculo do valor nutricional das dietas fornecidas. O tempo total gasto em atividades diárias foi reduzido de 5h 40min para 1h 30min. O nutricionista passou a ter mais 2h para prescrever as dietas enterais e lácteas a serem produzidas no dia. Houve agilização dos processos, maior clareza nas informações escritas e eliminação de grande parte das atividades de escrituração por parte dos nutricionistas. A implantação, mesmo que parcial do sistema, possibilitou o acesso rápido e seguro às informações sobre as dietas fornecidas e sobre os pacientes atendidos pelo nutricionista, além de melhor direcionamento dos profissionais para sua atividade-fim.


Assuntos
Serviço Hospitalar de Nutrição , Sistemas de Informação , Informática Médica , Software
20.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 14(4,supl): 1-10, jul.-ago. 2004. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-469958

RESUMO

O estudo comparou a evolução ponderal de cardiopatas com diagnóstico nutricional de pré-obesidade, submetidos a consultas exclusivas com o nutricionista (GNUT) ou a atendimentos com o nutricionista e também no Grupo Informativo de Obesidade (GIO). Foi pesquisada a presença de fatores de risco modificáveis que podem contribuir para a ocorrência de doença arterial coronariana, quando não controlados. O índice de massa corpórea, inicial e final, no sexto mês de acompanhamento, foi utilizado para determinar o estado nutricional de 93 pacientes, sendo 50 do GNUT e 43 do GIO. A circunferência abdominal e a relação abdome/quadril (ra/q) também foram avaliadas, sendo os dados obtidos no prontuário, bem como os relativos ao diagnóstico clínico. A faixa etária prevalente foi de 50 a 70 anos (60 por cento) em ambos os grupos, sendo 53 mulheres e 40 homens...


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Doença das Coronárias/terapia , Obesidade , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição , Estudos Retrospectivos , Fatores de Risco
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA