Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 70
Filtrar
2.
Arq. bras. cardiol ; 116(1): 160-212, Jan. 2021. tab, graf
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, CONASS, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1147218

RESUMO

A Nutrição tem importante papel na gênese das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), consideradas um dos mais importantes problemas de saúde pública da atualidade no mundo e em nosso país. Além da quantidade, a qualidade dos alimentos que consumimos (em particular aqueles que são fonte de gorduras) participa tanto na patogênese das doenças cardiovasculares (DCV) quanto na sua prevenção. Especialistas em todo o mundo têm elaborado, com base em evidências científicas, guias sobre o consumo de gorduras e proposto adequação das quantidades de gorduras, além de limitar o consumo de gorduras saturadas e trans. Tem-se priorizado avaliar e propor padrões alimentares mais saudáveis e não valorizar alimentos individualmente, com uma abordagem muito mais racional na prevenção cardiovascular, adequando-se o consumo calórico, a inclusão de grãos, frutas e hortaliças e a restrição de carboidratos refinados, alimentos ultra processados, priorizando-se gorduras mais saudáveis, em detrimento das saturadas e trans. Tal posicionamento tem por objetivo orientar os profissionais de saúde no entendimento sobre as ações dos diferentes ácidos graxos e propor medidas dietéticas adequadas visando à prevenção e ao controle da DCV. O Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC-DA) reuniu os maiores especialistas do país para a elaboração deste documento, com o objetivo de transmitir as melhores informações disponíveis para aprimorar a prática clínica em nosso país, de forma clara e objetiva, para a prevenção e o tratamento da DCV.


Assuntos
Gorduras na Dieta , Doenças Cardiovasculares/prevenção & controle , Saúde Pública , Guia , Comportamento Alimentar
3.
Arq Bras Cardiol ; 113(4): 787-891, 2019 11 04.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-31691761
4.
Arq. bras. cardiol ; 113(2 supl.1): 4-4, set., 2019.
Artigo em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1016802

RESUMO

INTRODUÇÃO: A reperfusão precoce é recomendada universalmente para tratamento de pacientes com infarto agudo do miocárdico com supradesnivelamento do segmento ST (IAMCST). Entretanto, apesar de rápida reperfusão com angioplastia primária ou química, alguns pacientes ainda apresentam grandes massas de fibrose miocárdica e, portanto, queda significativa da função ventricular. OBJETIVO: avaliar o papel da resposta inflamatória mediada pelos linfócitos B na massa de infarto e na função ventricular após IAMCST. Métodos: amostras de sangue venoso foram coletadas no primeiro (D1) e trigésimo dia (D30) de pacientes com IAMCST(n=120), submetidos a estratégia fármacoinvasiva.A quantificação dos linfócitos B e T foi determinada por citometria de fluxo. A secreção espontânea de imunoglobulina M (IgM) pelos linfócitos B1, foi quantificada por ELISPOT. IgM total e níveis de interleucinas (IL) plasmáticas foram determinadas por ELISA. A massa de infarto e a fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) foram estimadas por ressonância nuclear magnética cardíaca em D30. RESULTADOS: houve queda no número absoluto (cels/mL) das subpopulações de linfócitos B1 e B2 em D30...(AU)


Assuntos
Linfócitos B , Parâmetros , Infarto do Miocárdio
6.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 29(3): 242-245, jul.-set. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1022936

RESUMO

Os eventos isquêmicos continuam a ocorrer em pacientes com fatores de risco mal controlados, como os que têm concentrações elevadas de LDL-colesterol ou de triglicérides, nos que têm diabetes e doença aterosclerótica multivascular, a despeito do tratamento com estatinas. Além dos eventos iniciais, esses pacientes têm risco substancial de eventos recorrentes, possivelmente fatais. A avaliação dos eventos recorrentes traz a perspectiva da carga total de eventos ateroscleróticos a que esses pacientes estão expostos e não apenas dos primeiros eventos. Dois estudos com novas terapêuticas hipolipemiantes abordaram a redução de eventos cardiovasculares e também de eventos totais, de um primeiro evento e de eventos subsequentes. O evolocumabe, um inibidor da pró-proteína convertase subtilisina/quexina tipo 9 e o icosapenta etil, formulação altamente purificada de ácido graxo ômega 3 demonstraram reduções dos eventos cardiovasculares primários e secundários chave, bem como dos eventos totais, dos primeiros eventos e dos eventos subsequentes em pacientes de alto risco e risco muito alto que usam estatinas, mas com um risco elevado de novos eventos cardiovasculares. Pelos benefícios demonstrados, essas estratégias terapêuticas poderão ser incorporadas à prática clínica, desde que avaliadas num contexto de risco e benefício, e com um custo-efetividade aceitável


Ischemic events continue to occur in patients with poorly controlled risk factors, such as those with high concentrations of LDL-cholesterol or triglycerides and those with diabetes and multivascular artherosclerotic disease, in spite of treatment with statins. These patients are at risk not only for the first, but also for recurrent ischemic events, which can be fatal. The evaluation of recurrent events brings a perspective of the total burden of artherosclerotic events to which the patient is exposed and not only of the first one. Two studies using new lipid-lowering therapies addressed the reduction of cardiovascular events and also of total events, of a first event, and of subsequent events. Evolocumab, a proprotein convertase subutilisin kexin type 9 inhibitor, and icosapent ethyl, a highly purified formulation of omega-3 fatty acid, demonstrated reductions in key primary and secondary cardiovascular events, as well as in total events, first events and subsequent events in high and very high risk patients taking statins, but with a high risk of new cardiovascular events. Based on the benefits observed, these therapeutic strategies can be incorporated into clinical practice, provided they are evaluated within a risk benefit context, with an acceptable cost-effectiveness ratio


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Dislipidemias , Prática Clínica Baseada em Evidências/métodos , Ácidos Graxos Ômega-3 , Fatores de Risco , Diabetes Mellitus , LDL-Colesterol
7.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 29(3): 268-271, jul.-set. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1023051

RESUMO

Os estudos com estatinas envolvendo desfechos clínicos mostraram que, mesmo atingindo as metas lipídicas, os pacientes que persistem com níveis aumentados de proteína C-reativa, têm maior risco de eventos cardiovasculares. A doença aterosclerótica das coronárias também apresentou maior regressão nos estudos com estatinas, quando ocorreu além de redução efetiva de LDL-colesterol, redução da proteína-C reativa. Nos últimos anos, dois importantes estudos com terapias anti-inflamatórias mostraram resultados divergentes. O estudo CANTOS, com o anticorpo monoclonal canaquinumabe, mostrou redução do eventocombinado de morte cardiovascular, infarto ou acidente vascular cerebral não fatais, e a magnitude do benefício foi associada ao grau de diminuição de marcadores inflamatórios, como proteína C-reativa ou interleucina 6. No estudo CIRT, os pacientes que receberam o anti-inflamatório metotrexato não tiveram redução de desfechos cardiovasculares, mas tampouco tiveram redução dos mencionados marcadores inflamatórios. Esses resultados, em conjunto, sugerem que o bloqueio específico de uma via inflamatória, como a citocina, pode ser mais relevante do que efeito anti-inflamatório per se e revela um caminho para diminuição do risco inflamatório residual


Studies with statins involving clinical endpoints have shown that, in spite of achieving lipid goals, patients with high levels of C-reactive protein are at higher risk for cardiovascular events. Atherosclerotic coronary artery disease has also presented greater regression in studies with statins when, in addition to an effective reduction in LDL cholesterol, a reduction in C-reactive protein was achieved. In recent years, two important studies involving anti-inflammatory therapies reported divergent results. The CANTOS study, with the human monoclonal antibody canakinumab, showed a decrease in combined cardiovascular death, non-fatal myocardial infarction or non-fatal stroke events and the magnitude of that benefit was associated with the degree of reduction in the inflammatory markers, such as C-reactive protein and interleukin-6. In the CIRT study, patients who received the anti-inflammatory methotrexate did not have a decrease in cardiovascular outcomes, but neither was there a reduction in the inflammatory markers mentioned. Taken together, these results suggest that the specific blockade of an inflammatory pathway, such as that of cytokine,may be more relevant than the antiinflammatory effect per se and reveal a promising way to reduce the residual inflammatory risk


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Doença da Artéria Coronariana , Prática Clínica Baseada em Evidências , Inflamação , Sistema Renina-Angiotensina , Doenças Cardiovasculares , Metotrexato , Fatores de Risco , Interleucina-6 , Interleucina-1 , Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases , Anti-Inflamatórios
9.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 29(2): 148-154, abr.-jun. 2019. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1009485

RESUMO

As doenças cardiovasculares continuam sendo a principal causa de morte no Brasil desde o final da década de 1960, a despeito da tendência de queda observada nos últimos anos. A mudança de estilo de vida relacionada à urbanização e globalização, com alta ingestão calórica e menor gasto energético, o rápido aumento da população idosa devido à maior expectativa de vida levaram à maior prevalência de obesidade e dislipidemias e, consequentemente, doenças cardiovasculares e metabólicas. Pesquisas de base populacional, estudos de coorte e de caso e de controle apontam para a importância do crescimento dos fatores de risco e diferenças regionais indicam que as políticas públicas e o atendimento médico devem priorizar intervenções de saúde tendo como objetivo a prevenção e controle dos fatores de risco mais prevalentes em nosso meio. A abordagem terapêutica da obesidade deve incluir não apenas a redução isolada do peso, e sim, atrelada à melhora metabólica ampla que se associe à diminuição do risco de complicações cardiovasculares. De um modo geral, a perda de peso é mais frequentemente alcançada ao longo dos primeiros meses ou do primeiro ano de exposição aos fármacos e embora alguns sejam mais efetivos, eventos adversos são frequentes, limitando o tratamento a longo prazo. O grande avanço e a maior segurança nos últimos anos vieram com o uso de medicamentos antiiperglicemiantes, como análogos de GLP-1, permitindo o uso a longo prazo com manutenção de resultados e adicionando benefícios cardiovasculares. A abordagem terapêutica das dislipidemias no paciente obeso é imperativa para a evolução desse perfil de pacientes, nos quais múltiplos fatores fisiológicos, bioquímicos, metabólicos e clínicos, estão interconectados e diretamente relacionados com aumentos substanciais do risco de diabetes, de doença aterosclerótica cardiovascular e mortalidade por todas as causas


Cardiovascular disease has been the no. 1 cause of death in Brazil since the late 1960s, despite the downtrend observed in recent years. Lifestyle changes related to urbanization and globalization, high calorie intake and lower energy expenditure, combined with a rapidly aging population due to increased life expectancy, have led to a greater prevalence of obesity and dyslipidemia, and consequently, cardiovascular and metabolic diseases. Population-based surveys, cohort and case-control studies underline the importance of the growth of risk factors, and regional differences indicate that public policies and medical care must prioritize health interventions in order to prevent and control the most prevalent risk factors in our country. The therapeutic approach to obesity must include not only weight reduction alone, but also in combination with comprehensive metabolic improvement, which is associated with a reduced risk of cardiovascular complications. In general, weight loss is more frequently achieved in the first few months or first year of exposure to medications, and although some drugs are more effective, adverse events are common, limiting treatment options to long-term therapy. The major advances and greater safety seen in recent years were achieved with the use of anti-hyperglycemic agents such as GLP-1 analogues, enabling long-term use with maintenance of results and adding cardiovascular benefits. The therapeutic approach to dyslipidemia in obese patients is imperative for the progress of this patient population, in which multiple physiological, biochemical, metabolic and clinical factors are interlinked and directly related to substantial increases in the risk of diabetes, atherosclerotic cardiovascular disease, and all-cause mortality


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Dieta , Dislipidemias/terapia , Obesidade/prevenção & controle , Obesidade/terapia , Fatores de Tempo , Brasil , Doenças Cardiovasculares/mortalidade , Índice de Massa Corporal , Epidemiologia , Prevalência , Fatores de Risco , Aterosclerose , Sobrepeso/complicações , Estilo de Vida
10.
Arq. bras. cardiol ; 112(1): 20-29, Jan. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-973836

RESUMO

Abstract Background: Patients with ST-elevation acute myocardial infarction attending primary care centers, treated with pharmaco-invasive strategy, are submitted to coronary angiography within 2-24 hours of fibrinolytic treatment. In this context, the knowledge about biomarkers of reperfusion, such as 50% ST-segment resolution is crucial. Objective: To evaluate the performance of QT interval dispersion in addition to other classical criteria, as an early marker of reperfusion after thrombolytic therapy. Methods: Observational study including 104 patients treated with tenecteplase (TNK), referred for a tertiary hospital. Electrocardiographic analysis consisted of measurements of the QT interval and QT dispersion in the 12 leads or in the ST-segment elevation area prior to and 60 minutes after TNK administration. All patients underwent angiography, with determination of TIMI flow and Blush grade in the culprit artery. P-values < 0.05 were considered statistically significant. Results: We found an increase in regional dispersion of the QT interval, corrected for heart rate (regional QTcD) 60 minutes after thrombolysis (p = 0.06) in anterior wall infarction in patients with TIMI flow 3 and Blush grade 3 [T3B3(+)]. When regional QTcD was added to the electrocardiographic criteria for reperfusion (i.e., > 50% ST-segment resolution), the area under the curve increased to 0.87 [(0.78-0.96). 95% IC. p < 0.001] in patients with coronary flow of T3B3(+). In patients with ST-segment resolution >50% and regional QTcD > 13 ms, we found a 93% sensitivity and 71% specificity for reperfusion in T3B3(+), and 6% of patients with successful reperfusion were reclassified. Conclusion: Our data suggest that regional QTcD is a promising non-invasive instrument for detection of reperfusion in the culprit artery 60 minutes after thrombolysis.


Resumo Fundamento: Pacientes com infarto do miocárdico com elevação do segmento-ST atendidos em centros de atendimento primário e tratados de acordo com a estratégia fármaco-invasiva são submetidos à fibrinólise seguida de coronariografia em período de 2-24h. Neste cenário, o conhecimento de marcadores de reperfusão como a redução em 50% do segmento-ST é fundamental. Objetivo: Analisar o desempenho da dispersão do intervalo QT em adição aos critérios clássicos, como marcador precoce de reperfusão pós-terapia trombolítica. Métodos: Estudo observacional com a inclusão de 104 pacientes tratados com tenecteplase (TNKase) e referenciados a hospital de atendimento terciário. A análise dos eletrocardiogramas (ECG) consistiu em mensuração do intervalo QT e sua dispersão nas 12 derivações, e também apenas na região com supradesnivelamento-ST antes e 60min pós-TNKase. A angiografia foi realizada em todos os pacientes com obtenção do fluxo TIMI e Blush da artéria culpada. Foram considerados significantes valores de p < 0,05. Resultados: Observamos aumento da dispersão do intervalo QT, corrigido pela frequência cardíaca, regional (dQTcR) 60min pós-lise (p = 0,006) em infartos de parede anterior nos casos com fluxo TIMI 3 e Blush 3 [T3B3(+)]. Adicionando a dQTcR ao critério ECG (redução do ST > 50%) de reperfusão, a área sob a curva aumentou para 0,87 [(0,78-0,96), IC95%, p < 0,001] em pacientes com fluxo coronário T3B3(+). Nos pacientes com critério de ECG para reperfusão e dQTcR > 13 ms a sensibilidade e especificidade foram 93% e 71%, respectivamente, para reperfusão em T3B3(+), possibilitando reclassificar 6% dos pacientes com sucesso de reperfusão. Conclusão: Os dados sugerem a dQTcR como instrumento promissor na identificação não invasiva de reperfusão na artéria coronária culpada, 60min pós-trombólise.

11.
Arq Bras Cardiol ; 112(1): 20-29, 2019 01.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-30570061

RESUMO

BACKGROUND: Patients with ST-elevation acute myocardial infarction attending primary care centers, treated with pharmaco-invasive strategy, are submitted to coronary angiography within 2-24 hours of fibrinolytic treatment. In this context, the knowledge about biomarkers of reperfusion, such as 50% ST-segment resolution is crucial. OBJECTIVE: To evaluate the performance of QT interval dispersion in addition to other classical criteria, as an early marker of reperfusion after thrombolytic therapy. METHODS: Observational study including 104 patients treated with tenecteplase (TNK), referred for a tertiary hospital. Electrocardiographic analysis consisted of measurements of the QT interval and QT dispersion in the 12 leads or in the ST-segment elevation area prior to and 60 minutes after TNK administration. All patients underwent angiography, with determination of TIMI flow and Blush grade in the culprit artery. P-values < 0.05 were considered statistically significant. RESULTS: We found an increase in regional dispersion of the QT interval, corrected for heart rate (regional QTcD) 60 minutes after thrombolysis (p = 0.06) in anterior wall infarction in patients with TIMI flow 3 and Blush grade 3 [T3B3(+)]. When regional QTcD was added to the electrocardiographic criteria for reperfusion (i.e., > 50% ST-segment resolution), the area under the curve increased to 0.87 [(0.78-0.96). 95% IC. p < 0.001] in patients with coronary flow of T3B3(+). In patients with ST-segment resolution >50% and regional QTcD > 13 ms, we found a 93% sensitivity and 71% specificity for reperfusion in T3B3(+), and 6% of patients with successful reperfusion were reclassified. CONCLUSION: Our data suggest that regional QTcD is a promising non-invasive instrument for detection of reperfusion in the culprit artery 60 minutes after thrombolysis.


Assuntos
Fibrinolíticos/uso terapêutico , Reperfusão Miocárdica/métodos , Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST/tratamento farmacológico , Tenecteplase/uso terapêutico , Terapia Trombolítica/métodos , Adulto , Idoso , Angiografia Coronária/métodos , Eletrocardiografia , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Imagem de Perfusão do Miocárdio/métodos , Estudos Prospectivos , Curva ROC , Valores de Referência , Reprodutibilidade dos Testes , Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST/diagnóstico por imagem , Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST/fisiopatologia , Estatísticas não Paramétricas , Tenecteplase/efeitos adversos , Fatores de Tempo , Resultado do Tratamento
19.
Arq Bras Cardiol ; 110(1): 16-23, 2018 Jan.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-29412239

RESUMO

BACKGROUND: Metabolic syndrome (MS) is a condition that, when associated with ischemic heart disease and cardiovascular events, can be influenced by genetic variants and determine more severe coronary atherosclerosis. OBJECTIVES: To examine the contribution of genetic polymorphisms to the extension and severity of coronary disease in subjects with MS and recent acute coronary syndrome (ACS). METHODS: Patients (n = 116, 68% males) aged 56 (9) years, with criteria for MS, were prospectively enrolled to the study during the hospitalization period after an ACS. Clinical and laboratory parameters, high-sensitivity C-reactive protein, thiobarbituric acid reactive substances, adiponectin, endothelial function, and the Gensini score were assessed. Polymorphisms of paraoxonase-1 (PON-1), methylenotetrahydrofolate reductase (MTHFR), endothelial nitric oxide synthase (ENOS), angiotensin-converting enzyme (ACE), angiotensin II type 1 receptor (AT1R), apolipoprotein C3 (APOC3), lipoprotein lipase (LPL) were analysed by polymerase chain reaction (PCR) technique, followed by the identification of restriction fragment length polymorphisms (RFLP, and a genetic score was calculated. Parametric and non-parametric tests were used, as appropriate. Significance was set at p < 0.05. RESULTS: Polymorphisms of PON-1, MTHFR and ENOS were not in the Hardy-Weinberg equilibrium. The DD genotype of LPL was associated with higher severity and greater extension of coronary lesions. Genetic score tended to be higher in patients with Gensini score < P50 (13.7 ± 1.5 vs. 13.0 ± 1.6, p = 0.066), with an inverse correlation between genetic and Gensini scores (R = -0.194, p = 0.078). CONCLUSIONS: The LPL polymorphism contributed to the severity of coronary disease in patients with MS and recent ACS. Combined polymorphisms were associated with the extension of coronary disease, and the lower the genetic score the more severe the disease.


Assuntos
Doença da Artéria Coronariana/genética , Síndrome Metabólica/genética , Polimorfismo Genético/genética , Adulto , Idoso , Feminino , Frequência do Gene , Genótipo , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Estudos Prospectivos , Índice de Gravidade de Doença
20.
Arq. bras. cardiol ; 110(1): 16-23, Jan. 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-888005

RESUMO

Abstract Background: Metabolic syndrome (MS) is a condition that, when associated with ischemic heart disease and cardiovascular events, can be influenced by genetic variants and determine more severe coronary atherosclerosis. Objectives: To examine the contribution of genetic polymorphisms to the extension and severity of coronary disease in subjects with MS and recent acute coronary syndrome (ACS). Methods: Patients (n = 116, 68% males) aged 56 (9) years, with criteria for MS, were prospectively enrolled to the study during the hospitalization period after an ACS. Clinical and laboratory parameters, high-sensitivity C-reactive protein, thiobarbituric acid reactive substances, adiponectin, endothelial function, and the Gensini score were assessed. Polymorphisms of paraoxonase-1 (PON-1), methylenotetrahydrofolate reductase (MTHFR), endothelial nitric oxide synthase (ENOS), angiotensin-converting enzyme (ACE), angiotensin II type 1 receptor (AT1R), apolipoprotein C3 (APOC3), lipoprotein lipase (LPL) were analysed by polymerase chain reaction (PCR) technique, followed by the identification of restriction fragment length polymorphisms (RFLP, and a genetic score was calculated. Parametric and non-parametric tests were used, as appropriate. Significance was set at p < 0.05. Results: Polymorphisms of PON-1, MTHFR and ENOS were not in the Hardy-Weinberg equilibrium. The DD genotype of LPL was associated with higher severity and greater extension of coronary lesions. Genetic score tended to be higher in patients with Gensini score < P50 (13.7 ± 1.5 vs. 13.0 ± 1.6, p = 0.066), with an inverse correlation between genetic and Gensini scores (R = -0.194, p = 0.078). Conclusions: The LPL polymorphism contributed to the severity of coronary disease in patients with MS and recent ACS. Combined polymorphisms were associated with the extension of coronary disease, and the lower the genetic score the more severe the disease.


Resumo Fundamento: A síndrome metabólica (SM) é condição que, associada à doença coronária e a eventos cardiovasculares, pode ser influenciada por variantes genéticas, determinando maior gravidade da aterosclerose coronária. Objetivos: Avaliar a contribuição de polimorfismos genéticos para a extensão da doença coronária em indivíduos com SM e recente síndrome coronária aguda (SCA). Métodos: Pacientes (n = 116, 68% homens) com 56 (9) anos e critérios para SM foram prospectivamente selecionados no período de hospitalização após uma SCA. Parâmetros clínicos e laboratoriais, proteína C-reativa ultrassensível, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico, adiponectina, função endothelial e o escore de Gensini foram analisados. Os polimorfismos da paraoxonase-1 (PON-1), metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR), óxido nítrico sintase endotelial (ENOS), enzima conversora da angiotensina (ECA), receptor tipo 1 da angiotensina II (AT1R), apolipoproteína C3 (APOC3), lipoproteína lipase (LPL) foram analisados por reação em cadeia da polimerase (PCR) seguida da identificação dos polimorfismos no comprimento do fragmento de restrição (RFLP), criando-se um escore genético. Testes paramétricos e não-paramétricos foram utilizados, conforme apropriado, com p < 0,05 considerado como significativo. Resultados: Os polimorfismos da PON-1, MTHFR e ENOS não estavam em equilíbrio de Hardy-Weinberg. O genótipo DD da LPL associou-se com lesões coronarianas mais graves e extensas. O escore genético tendeu a ser maior nos pacientes com escore de Gensini < P50 (13,7 ± 1,5 vs. 13,0 ± 1,6, p = 0,066), com correlação inversa entre o escore genético e o de Gensini (R = -0,194, p = 0,078). Conclusões: O polimorfismo da LPL associou-se à maior gravidade da doença coronária em pacientes com SM e SCA. Combinação de polimorfismos genéticos associou-se à extensão da doença coronariana, sendo a doença mais grave quanto menor o escore genético.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA