Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. ciênc. méd. biol ; 3(2): 194-200, jul.-dez. 2004. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-481906

RESUMO

Este é um estudo epidemiológico, transversal, que avaliou o estado nutricional de 244 doentes internados em uma instituição filantrópica em Salvador (Bahia), Brasil, no mês de março de 2002, com o objetivo de descrever a prevalência da desnutrição hospitalar e ressaltar a importância da utilização de ferramentas e recursos disponíveis para o combate da subnutrição. Utilizaram-se os dados de banco, cedidos pela empresa de nutrição enteral, parenteral e quimioterápicos Produtos e Serviços Hospitalares (PSH Nutri). O estudo revelou que mais da metade (63,11 por cento) dos pacientes hospitalizados encontram-se desnutridos. Observou-se que a desnutrição hospitalar progride à medida que aumenta o período de internação: 46 por cento dos pacientes já estão desnutridos nos primeiros cinco dias. Esse número se eleva para 68 por cento entre cinco e quinze dias e salta para 83 por cento nos doentes internados há mais de quinze dias. Entre os pacientes pesquisados, constatouse que a desnutrição alcança valores mais altos naqueles internados para o tratamento de doenças do trato digestório (14,34 por cento), seguidos dos valores verificados para neoplasias (9,84 por cento). Embora estivessem disponíveis tanto a avaliação quanto a terapia nutricional, apenas 8,61 por cento dos avaliados receberam algum tipo de terapia enteral durante sua internação. Considerando-se exclusivamente o grupo de desnutridos, 7,79 por cento receberam nutrição enteral. Concluiu-se que existem desconhecimento e descaso da equipe de saúde com relação ao grau de nutrição dos doentes, o que se reflete na baixa freqüência de intervenções nutricionais, sem o pleno uso dos instrumentos disponíveis para melhorar o seu estado nutricional.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Desnutrição/epidemiologia , Hospitais Filantrópicos , Avaliação Nutricional , Terapia Nutricional
2.
Hig. aliment ; 18(125): 41-43, out. 2004. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-398498

RESUMO

O presente trabalho teve como objetivo verificar o cumprimento por parte dos estabelecimentos comerciais, do armazenamento por refrigeração indicado nos rótulos dos alimentos expostos á venda para a população da cidade de Salvador, Bahia. Foram selecionados ao acaso três regiões para compor o universo do estudo, e destas, três bairros e destes três ruas. Os produtos estudados foram: carnes e derivados, leite e derivados, gordura vegetal e massa fresca. Com os resultados obtidos conclui-se que todos os produtos possuíam indicação nas embalagens da temperatura de armazenamento ideal, e nenhum dos produtos apresentou uma divergência maior que 50 por cento em relação a temperatura recomendada pela indústrias produtoras. Os órgãos fiscalizadores precisam constantemente orientar e monitorar os estabelecimentos comerciais, no que diz respeito à conservação de alimentos perecíveis.


Assuntos
Conservação de Alimentos , Alimentos Congelados
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA