Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 26
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Psicol. teor. pesqui ; 32(3): e32327, 2016. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-829380

RESUMO

Resumo Investigaram-se medidas de eficiência (razão entre acertos e tempo de solução) e erro (diferença entre a resposta emitida e a resposta correta) com estudantes do Ensino Fundamental. O Experimento 1 compreendeu pré-teste, ensino de equivalência entre diferentes formas de apresentação de problemas, pós-teste 1, ensino do algoritmo de adição, pós-teste 2, ensino do algoritmo de subtração, pós-teste 3 e teste de generalização. O Experimento 2 foi semelhante ao anterior até o pós-teste 1, seguido de treino de solução de problemas na forma de balança, pós-teste 2, teste de generalização 1, ensino dos algoritmos de adição e subtração, pós-teste e teste de generalização 2. Medir eficiência e erro contribui para a avaliação da eficácia de programas de ensino de solução de problemas.


Abstract We investigated measures of efficiency (ratio of correct responses and resolution time) and error (distance between emitted response and the correct response) in a group of Elementary School students. Experiment 1 comprised pre-test, teaching of equivalence between different forms of problem presentation, post-test 1, teaching of addition algorithm, post-test 2, teaching of subtraction algorithm, post-test 3, and generalization test. Experiment 2 was similar to Experiment 1 until post-test 1, followed by training of scale problem-solving, post-test 2, generalization test 1, teaching of addition and subtraction algorithms, post-test 3, and generalization test 2. The results of this study suggest that measuring efficiency and error contribute to evaluate the effectiveness of educational programs in teaching problem solving.

2.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-69831

RESUMO

Parcela da literatura operante sustenta expressiva produção de conhecimentos sobre resolução de problemas, resposta de observação e relações de contingência entre respostas com diferentes probabilidades de ocorrência (Princípio de Premack). O presente trabalho investigou possíveis convergências entre uma análise descritiva do comportamento ordinal e tal parcela da literatura operante. Análises conceituais e metodológicas de material bibliográfico salientaram a relevância da sequência de eventos funcionalmente relacionados na caracterização da produção de conhecimentos sobre resolução de problema, sobre resposta de observação e sobre o Princípio de Premack viabilizando aproximações entre programas de pesquisas sobre repertórios comportamentais complexos, bem como expansões em estratégias de investigação sobre responder ordinal.(AU)


A portion of operant literature supports significant production of knowledge about problem solving, observation response and contingency relations between responses with different probabilities of occurrence (Premack Principle). This study investigated possible convergences between a descriptive analysis of ordinal behavior and such portion of the operant literature. Conceptual and methodological analysis of publications have highlighted the relevance of the sequence of events functionally related to the characterization of the production of knowledge about problem solving, observation response and the Premack Principle enabling approaches between programs of research on complex behavioral repertoires as well as expansions in research strategies concerning ordinal responding.(AU)


Assuntos
Terapia Comportamental , Resolução de Problemas , Observação
3.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 16(2): 81-93, 2014.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-869596

RESUMO

Parcela da literatura operante sustenta expressiva produção de conhecimentos sobre resolução de problemas, resposta de observação e relações de contingência entre respostas com diferentes probabilidades de ocorrência (Princípio de Premack). O presente trabalho investigou possíveis convergências entre uma análise descritiva do comportamento ordinal e tal parcela da literatura operante. Análises conceituais e metodológicas de material bibliográfico salientaram a relevância da sequência de eventos funcionalmente relacionados na caracterização da produção de conhecimentos sobre resolução de problema, sobre resposta de observação e sobre o Princípio de Premack viabilizando aproximações entre programas de pesquisas sobre repertórios comportamentais complexos, bem como expansões em estratégias de investigação sobre responder ordinal.


A portion of operant literature supports significant production of knowledge about problem solving, observation response and contingency relations between responses with different probabilities of occurrence (Premack Principle). This study investigated possible convergences between a descriptive analysis of ordinal behavior and such portion of the operant literature. Conceptual and methodological analysis of publications have highlighted the relevance of the sequence of events functionally related to the characterization of the production of knowledge about problem solving, observation response and the Premack Principle enabling approaches between programs of research on complex behavioral repertoires as well as expansions in research strategies concerning ordinal responding.


Assuntos
Terapia Comportamental , Observação , Resolução de Problemas
4.
Psychol. neurosci. (Impr.) ; 4(1): 89-102, Jan.-June 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-604538

RESUMO

Two experiments evaluated an operant procedure for establishing stimulus control using auditory and electrical stimuli as a baseline for measuring the electrical current threshold of electrodes implanted in the cochlea. Twenty-one prelingually deaf children, users of cochlear implants, learned a Go/No Go auditory discrimination task (i.e., pressing a button in the presence of the stimulus but not in its absence). When the simple discrimination baseline became stable, the electrical current was manipulated in descending and ascending series according to an adapted staircase method. Thresholds were determined for three electrodes, one in each location in the cochlea (basal, medial, and apical). Stimulus control was maintained within a certain range of decreasing electrical current but was eventually disrupted. Increasing the current recovered stimulus control, thus allowing the determination of a range of electrical currents that could be defined as the threshold. The present study demonstrated the feasibility of the operant procedure combined with a psychophysical method for threshold assessment, thus contributing to the routine fitting and maintenance of cochlear implants within the limitations of a hospital setting.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Percepção Auditiva , Limiar Auditivo , Implante Coclear , Surdez
5.
Psychol. neurosci. (Impr.) ; 4(1): 89-102, Jan.-June 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-49712

RESUMO

Two experiments evaluated an operant procedure for establishing stimulus control using auditory and electrical stimuli as a baseline for measuring the electrical current threshold of electrodes implanted in the cochlea. Twenty-one prelingually deaf children, users of cochlear implants, learned a Go/No Go auditory discrimination task (i.e., pressing a button in the presence of the stimulus but not in its absence). When the simple discrimination baseline became stable, the electrical current was manipulated in descending and ascending series according to an adapted staircase method. Thresholds were determined for three electrodes, one in each location in the cochlea (basal, medial, and apical). Stimulus control was maintained within a certain range of decreasing electrical current but was eventually disrupted. Increasing the current recovered stimulus control, thus allowing the determination of a range of electrical currents that could be defined as the threshold. The present study demonstrated the feasibility of the operant procedure combined with a psychophysical method for threshold assessment, thus contributing to the routine fitting and maintenance of cochlear implants within the limitations of a hospital setting.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Surdez , Implante Coclear , Percepção Auditiva , Limiar Auditivo
6.
Psicol. reflex. crit ; 24(2): 355-366, 2011. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-596118

RESUMO

Limiares auditivos de crianças surdas pré-linguais usuárias de implante coclear foram avaliados com estimulação elétrica em um dos eletrodos mediais. A avaliação empregou um procedimento operante do tipo go/no go para ensinar uma discriminação simples, evidenciada por uma resposta motora, entre presença e ausência do estímulo auditivo. Estabelecida a linha de base, a manipulação na intensidade do estímulo foi implementada de acordo com o método psicofísico de escada modificado, começando por uma seqüência descendente. Os sete participantes do estudo mostraram perda da precisão no responder sob controle do estímulo quando a intensidade diminuía além de um certo valor e a precisão era recuperada quando a intensidade era novamente aumentada, o que permitiu a identificação de limiares individuais. Os resultados sugerem que o método psicofísico combinado com o procedimento operante pode ser uma alternativa viável para avaliar limiar auditivo de pessoas sem linguagem em situação clínica de regulagem do implante coclear.


Auditory thresholds of prelingually deaf children who received cochlear implants were evaluated for the electrical stimulation to one of the medial electrodes. A go/no go operant procedure was used to teach a simple discrimination, indicated by a motor response, between the presence versus the absence of an auditory stimulus. Simple discrimination was used as a baseline upon which the electrical stimulus's intensity was manipulated in a decreasing sequence followed by an increasing sequence, according to a modified psychophysical staircase method. The accuracy of responding in the presence of the electrical stimulus was reduced for all seven participants when the stimulus intensity decreased bellow a certain value and was recovered when the stimulus intensity was increased to the previous level. The experimental design allowed reliable identification of individual thresholds. The results suggest that the psychophysical paradigm in combination with the operant procedure might be useful for the evaluation of the auditory threshold for purposes of cochlear implant fitting in clinical settings.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Limiar Auditivo , Condicionamento Operante , Surdez , Implante Coclear/psicologia
7.
Psicol. reflex. crit ; 24(2): 355-366, 2011. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-50719

RESUMO

Limiares auditivos de crianças surdas pré-linguais usuárias de implante coclear foram avaliados com estimulação elétrica em um dos eletrodos mediais. A avaliação empregou um procedimento operante do tipo go/no go para ensinar uma discriminação simples, evidenciada por uma resposta motora, entre presença e ausência do estímulo auditivo. Estabelecida a linha de base, a manipulação na intensidade do estímulo foi implementada de acordo com o método psicofísico de escada modificado, começando por uma seqüência descendente. Os sete participantes do estudo mostraram perda da precisão no responder sob controle do estímulo quando a intensidade diminuía além de um certo valor e a precisão era recuperada quando a intensidade era novamente aumentada, o que permitiu a identificação de limiares individuais. Os resultados sugerem que o método psicofísico combinado com o procedimento operante pode ser uma alternativa viável para avaliar limiar auditivo de pessoas sem linguagem em situação clínica de regulagem do implante coclear.(AU)


Auditory thresholds of prelingually deaf children who received cochlear implants were evaluated for the electrical stimulation to one of the medial electrodes. A go/no go operant procedure was used to teach a simple discrimination, indicated by a motor response, between the presence versus the absence of an auditory stimulus. Simple discrimination was used as a baseline upon which the electrical stimulus's intensity was manipulated in a decreasing sequence followed by an increasing sequence, according to a modified psychophysical staircase method. The accuracy of responding in the presence of the electrical stimulus was reduced for all seven participants when the stimulus intensity decreased bellow a certain value and was recovered when the stimulus intensity was increased to the previous level. The experimental design allowed reliable identification of individual thresholds. The results suggest that the psychophysical paradigm in combination with the operant procedure might be useful for the evaluation of the auditory threshold for purposes of cochlear implant fitting in clinical settings.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Surdez , Implante Coclear/psicologia , Condicionamento Operante , Limiar Auditivo
8.
Interaçao psicol ; 13(1): 113-130, jan.-jun. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-542453

RESUMO

Este estudo objetivou ensinar repertórios que definem a execução de avaliações funcionais descritivas a um professor (P1) que ministrava conteúdos de Lingua Portuguesa nas séries iniciais. Na Etapa 1 foram registradas aulas de duas unidades didáticas consecutivas. Em seguida, P1 respondeu a um roteiro sobre as aulas da primeira unidade. As respostas ocorreram na ausência e, sem seguida, diante do vídeo das respectivas aulas. Na Etapa 2 ocorreu a apresentação de um modelo de avaliação funcional descritiva elaborada pelos pesquisadores sobre episódios selecionados do vídeo exibido. Após exposição ao vídeo das aulas da segunda unidade, P1 elaborou um modelo e, ao final, ocorreu a exposição ao modelo dos pesquisadores. Na Etapa 3 foram gravadas as aulas da terceira unidade e, na sequência, P1 respondeu às mesmas indagações da fase inicial. Práticas oralistas prescindindo da identificação de relações de controle de estímulo foram registradas independente do contato com os vídeos e com modelos de avaliação funcional. Na Etapa 3, o desempenho em sala de aula sugeriu controle por dimensões dos modelos apresentados pelos pesquisadores. Restrições na aprendizagem de repertórios que definem a execução de avaliações funcionais descritivas foram vinculadas com propriedades dos procedimentos adotados.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Ensino Fundamental e Médio , Docentes
9.
Interação psicol ; 13(1): 113-130, jan.-jun. 2009. Tabelas
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-45600

RESUMO

Este estudo objetivou ensinar repertórios que definem a execução de avaliações funcionais descritivas a um professor (P1) que ministrava conteúdos de Lingua Portuguesa nas séries iniciais. Na Etapa 1 foram registradas aulas de duas unidades didáticas consecutivas. Em seguida, P1 respondeu a um roteiro sobre as aulas da primeira unidade. As respostas ocorreram na ausência e, sem seguida, diante do vídeo das respectivas aulas. Na Etapa 2 ocorreu a apresentação de um modelo de avaliação funcional descritiva elaborada pelos pesquisadores sobre episódios selecionados do vídeo exibido. Após exposição ao vídeo das aulas da segunda unidade, P1 elaborou um modelo e, ao final, ocorreu a exposição ao modelo dos pesquisadores. Na Etapa 3 foram gravadas as aulas da terceira unidade e, na sequência, P1 respondeu às mesmas indagações da fase inicial. Práticas oralistas prescindindo da identificação de relações de controle de estímulo foram registradas independente do contato com os vídeos e com modelos de avaliação funcional. Na Etapa 3, o desempenho em sala de aula sugeriu controle por dimensões dos modelos apresentados pelos pesquisadores. Restrições na aprendizagem de repertórios que definem a execução de avaliações funcionais descritivas foram vinculadas com propriedades dos procedimentos adotados (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Docentes , Ensino Fundamental e Médio , Ciências do Comportamento
10.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 9(2): 227-239, dez. 2007.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-693192

RESUMO

A Análise do Comportamento (AC) tem-se beneficiado de uma determinada modalidade de interpretação operacional de termos/expressões desenvolvido(a)s em outros sistemas da Psicologia e áreas afins. O modelo skinneriano de interpretação operacional de termos de outras teorias constitui-se da análise do contexto em que teóricos e pesquisadores emitem os termos/expressões analisados. Trata-se, portanto, da análise do comportamento verbal de psicólogos. Inúmeros exemplos dessa prática podem ser encontrados na obra de Skinner e são recorrentes nos diversos periódicos da AC. Neste artigo, discutem-se as implicações dessas análises para a sobrevivência da AC enquanto prática cultural, para o aperfeiçoamento conceitual, teórico e tecnológico da AC e para o ensino da AC. Com base nessas análises, propõe-se que a interpretação de termos de outras teorias seja considerada um programa de pesquisa importante e receba maior atenção dos analistas do comportamento.


The Behavior Analysis (BA) has benefited in the past and continues to benefit from a specific kind of operational interpretations of terms/expressions developed in other systems of Psychology and similar areas. The Skinnerian model of the operational interpretation of terms of other theories consists of the analysis of the context where theoreticians and researchers emit the analyzed terms/expressions. Therefore, these interpretations are analysis of the verbal behavior of psychologists. Innumerable examples of this practice can be found in the workmanship of Skinner and are recurrent in diverse periodics of the BA. In this article we argue the implications of these analyses for the survival of the BA as a cultural practice, for the conceptual, theoretical, and technological perfectioning of the BA and for teaching BA. Based on these analyses, it can be argued that the interpretation of terms of other theories should be considered an important program of research and should receive greater attention from the behavior analysts.

11.
Rev. bras. ter. comport. cogn ; 9(2): 227-239, dez. 2007.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-56742

RESUMO

A Análise do Comportamento (AC) tem-se beneficiado de uma determinada modalidade de interpretação operacional de termos/expressões desenvolvido(a)s em outros sistemas da Psicologia e áreas afins. O modelo skinneriano de interpretação operacional de termos de outras teorias constitui-se da análise do contexto em que teóricos e pesquisadores emitem os termos/expressões analisados. Trata-se, portanto, da análise do comportamento verbal de psicólogos. Inúmeros exemplos dessa prática podem ser encontrados na obra de Skinner e são recorrentes nos diversos periódicos da AC. Neste artigo, discutem-se as implicações dessas análises para a sobrevivência da AC enquanto prática cultural, para o aperfeiçoamento conceitual, teórico e tecnológico da AC e para o ensino da AC. Com base nessas análises, propõe-se que a interpretação de termos de outras teorias seja considerada um programa de pesquisa importante e receba maior atenção dos analistas do comportamento.(AU)


The Behavior Analysis (BA) has benefited in the past and continues to benefit from a specific kind of operational interpretations of terms/expressions developed in other systems of Psychology and similar areas. The Skinnerian model of the operational interpretation of terms of other theories consists of the analysis of the context where theoreticians and researchers emit the analyzed terms/expressions. Therefore, these interpretations are analysis of the verbal behavior of psychologists. Innumerable examples of this practice can be found in the workmanship of Skinner and are recurrent in diverse periodics of the BA. In this article we argue the implications of these analyses for the survival of the BA as a cultural practice, for the conceptual, theoretical, and technological perfectioning of the BA and for teaching BA. Based on these analyses, it can be argued that the interpretation of terms of other theories should be considered an important program of research and should receive greater attention from the behavior analysts.(AU)


Assuntos
Comportamento , Idioma , Psicologia
12.
Psicol. estud ; 11(3): 473-482, set.-dez. 2006.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-452960

RESUMO

Esta pesquisa teve por objetivo identificar, explicitar e analisar as concepções de desenvolvimento/aprendizagem presentes no trabalho de profissionais de uma escola pública, visando à construção de conhecimentos que permitissem transformar a prática educativa. Elaboraram-se roteiros de entrevista para os professores, o coordenador pedagógico e a direção, um roteiro de observação de aulas e um para consulta ao projeto pedagógico. Os dados foram organizados em categorias que relacionam as concepções de desenvolvimento/aprendizagem apresentadas pela Teoria Histórico-Cultural àquelas encontradas nos dados obtidos na escola. Verificou-se que o trabalho desses profissionais não é fundamentado em uma única concepção de desenvolvimento/aprendizagem, o que pôde ser demonstrado pela coexistência de várias teorias, entre as quais se destacam a de Piaget e a de Vigotski. Constatou-se que as abordagens dos profissionais da escola são permeadas pela cotidianidade, discutindo-se, a partir da Teoria do Cotidiano, de Heller, a invasão de um espaço de produção do conhecimento por ações/reflexões cotidianas.


The purpose of this research was to identify, explain and analyze, the conceptions of development and learning that are present in the work of professionals working for a public school, aiming at constructing a type of knowledge able to transform educational practices. Besides a class observation itinerary and norms to consult the pedagogical project, norms in relation to interviews - to be applied to the teachers, the pedagogical coordinator and the principal - were elaborated. The data were organized into categories, connecting the development and learning conceptions - presented by the Historical-cultural-theory - to the theories, emerging in the data obtained in the school analyzed. It was verified that the work of those professionals is based, not only in one development or learning theoretical conception. In fact, it was observed the coexistence of many theories, such as the ones conceived by Piaget and Vigotski. The results show that, the school professional approaches are permeated by everyday life, and the invasion of a space for knowledge production is discussed based on actions and reflections related to everyday life.


Esta investigación tuvo el objetivo de identificar, explicitar y analizar las concepciones de desarrollo / aprendizaje presentes en el trabajo de profesionales de una escuela pública, visando la construcción de conocimientos que permitieran transformar la práctica educativa. Se elaboraron guías de entrevista a los profesores, al coordinador pedagógico y a la dirección, una guía de observación de clases y otra para la consulta al proyecto pedagógico. Los datos fueron organizados en categorías que relacionan las concepciones de desarrollo / aprendizaje presentadas por la Teoría Histórico-cultural a aquellas encontradas en los datos obtenidos en la escuela. Se verificó que el trabajo de esos profesionales no es fundamentado en una única concepción de desarrollo / aprendizaje, lo que puede ser demostrado por la coexistencia de varias teorías, entre las cuales se destacan la de Piaget y la de Vygotsky. Se constató que los enfoques de los profesionales de la escuela son permeadas por la cotidianidad, discutiéndose, a partir de la Teoría del Cotidiano, de Heller, la invasión de un espacio de producción del conocimiento por acciones/ reflexiones cotidianas.


Assuntos
Educação , Conhecimento , Aprendizagem
13.
Psicol. estud ; 11(3): 473-482, set.-dez. 2006.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-33557

RESUMO

Esta pesquisa teve por objetivo identificar, explicitar e analisar as concepções de desenvolvimento/aprendizagem presentes no trabalho de profissionais de uma escola pública, visando à construção de conhecimentos que permitissem transformar a prática educativa. Elaboraram-se roteiros de entrevista para os professores, o coordenador pedagógico e a direção, um roteiro de observação de aulas e um para consulta ao projeto pedagógico. Os dados foram organizados em categorias que relacionam as concepções de desenvolvimento/aprendizagem apresentadas pela Teoria Histórico-Cultural àquelas encontradas nos dados obtidos na escola. Verificou-se que o trabalho desses profissionais não é fundamentado em uma única concepção de desenvolvimento/aprendizagem, o que pôde ser demonstrado pela coexistência de várias teorias, entre as quais se destacam a de Piaget e a de Vigotski. Constatou-se que as abordagens dos profissionais da escola são permeadas pela cotidianidade, discutindo-se, a partir da Teoria do Cotidiano, de Heller, a invasão de um espaço de produção do conhecimento por ações/reflexões cotidianas(AU)


Assuntos
Aprendizagem , Conhecimento , Educação
14.
Estud. psicol. (Natal) ; 11(1): 87-99, jan.-abr. 2006. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-443163

RESUMO

A aquisição de relações ordinais entre estímulos arbitrários é uma importante habilidade comportamental, requisito para a aprendizagem de comportamentos acadêmicos, especialmente a alfabetização. O propósito deste estudo foi investigar o efeito do ensino de seqüências de dois termos com sobreposição na emergência de relações ordinais com mais de dois estímulos. A sobreposição ocorre quando o último estímulo em uma seqüência de dois estímulos é o primeiro de outra seqüência (e.g., S1 -> S2 e S2 ->S3, onde S2 é o estímulo sobreposto). Nas Etapas 1 e 2 de um experimento conduzido com cinco estudantes do ensino fundamental foram ensinadas seqüências de dois termos com os cinco estímulos de um conjunto A (A1 -> A2, A2 -> A3, A3 -> A4, A4 ->A5) e os cinco de um conjunto B (B1 -> B2, B2 ->B3, B3 -> B4, B4 -> B5). Estabelecida essa linha de base, foram conduzidos testes da emergência de relações ordinais com três, quatro e cinco termos dos conjuntos A e B, separadamente. A Etapa 3 avaliou se estímulos das seqüências ensinadas eram mutuamente substituíveis, com base na mesma função ordinal (primeiro, secundo, etc.). Os estudantes compuseram as relações ordinais ensinadas e apresentaram relações ordinais emergentes com estímulos dos conjuntos A e B, separadamente. Três estudantes também realizaram a substituição mútua entre estímulos dos conjuntos A e B na Etapa 3. Esses resultados sugerem a formação de cinco classes de estímulos (A1B1, A2B2, etc.), cada uma consistindo de estímulos que ocuparam a mesma função ordinal em diferentes seqüências. Os resultados têm implicações para a análise de comportamento simbólico complexo. Merecem consideração, também, aspectos metodológicos que favoreceram a aprendizagem relacional e a emergência de comportamento novo.


The acquisition of ordinal relations between arbitrary stimuli is an important behavioral skill required in learning academic behaviors and literacy. The purpose of this study was to investigate the effects of teaching overlapping adjacent two-term sequences on the emergence of ordinal relations with more than two stimuli. Overlapping occurs when the last stimulus in one sequence of two stimuli is the first stimulus in another sequence (e.g., S1 -> S2 and S2 -> S3, where S2 is the overlapped stimulus). Two-term sequences were taught in Phases 1 and 2 of an experiment conducted with five first grade students. Sequences A were taught with stimuli from sets A (A1 -> A2, A2 -> A3, A3 -> A4, A4 -> A5) and Sequences B with stimuli from set B (B1 -> B2, B2 -> B3, B3 -> B4, B4 -> B5). Once this baseline was established, tests verified the emergence of ordinal relations with three, four and five stimuli from sets A and B, separately. Phase 3 evaluated if stimuli from Sequences A and B were substitutable one for one another, on the basis of the same ordinal functions (the first, the second, etc.). The students learned all trained ordinal relations and showed the emergence of new (and longer) ordinal relations with stimuli of sets A and B stimuli, separately. Three students also showed substitutability between A and B stimuli in Phase 3. These findings suggest the formation of five stimuli classes, each one consisted of stimuli that occupied the same ordinal function in different sequences. These results suggest the emergence of five stimulus classes (A1B1, A2B2, etc), each one with stimuli that occupied the same ordinal function in different sequences. The results have implications for the analysis of complex symbolic behavior. Some methodological aspects seemed to have contributed for the occurrence of relational learning and the emergence of novel behavior.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Ensino Fundamental e Médio , Testes Psicológicos , Psicologia Educacional , Ensino
15.
Estud. psicol. (Natal) ; 11(1): 87-99, jan.-abr. 2006. ilus, tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-42057

RESUMO

A aquisição de relações ordinais entre estímulos arbitrários é uma importante habilidade comportamental, requisito para a aprendizagem de comportamentos acadêmicos, especialmente a alfabetização. O propósito deste estudo foi investigar o efeito do ensino de seqüências de dois termos com sobreposição na emergência de relações ordinais com mais de dois estímulos. A sobreposição ocorre quando o último estímulo em uma seqüência de dois estímulos é o primeiro de outra seqüência (e.g., S1 -> S2 e S2 ->S3, onde S2 é o estímulo sobreposto). Nas Etapas 1 e 2 de um experimento conduzido com cinco estudantes do ensino fundamental foram ensinadas seqüências de dois termos com os cinco estímulos de um conjunto A (A1 -> A2, A2 -> A3, A3 -> A4, A4 ->A5) e os cinco de um conjunto B (B1 -> B2, B2 ->B3, B3 -> B4, B4 -> B5). Estabelecida essa linha de base, foram conduzidos testes da emergência de relações ordinais com três, quatro e cinco termos dos conjuntos A e B, separadamente. A Etapa 3 avaliou se estímulos das seqüências ensinadas eram mutuamente substituíveis, com base na mesma função ordinal (primeiro, secundo, etc.). Os estudantes compuseram as relações ordinais ensinadas e apresentaram relações ordinais emergentes com estímulos dos conjuntos A e B, separadamente. Três estudantes também realizaram a substituição mútua entre estímulos dos conjuntos A e B na Etapa 3. Esses resultados sugerem a formação de cinco classes de estímulos (A1B1, A2B2, etc.), cada uma consistindo de estímulos que ocuparam a mesma função ordinal em diferentes seqüências. Os resultados têm implicações para a análise de comportamento simbólico complexo. Merecem consideração, também, aspectos metodológicos que favoreceram a aprendizagem relacional e a emergência de comportamento novo.(AU)


The acquisition of ordinal relations between arbitrary stimuli is an important behavioral skill required in learning academic behaviors and literacy. The purpose of this study was to investigate the effects of teaching overlapping adjacent two-term sequences on the emergence of ordinal relations with more than two stimuli. Overlapping occurs when the last stimulus in one sequence of two stimuli is the first stimulus in another sequence (e.g., S1 -> S2 and S2 -> S3, where S2 is the overlapped stimulus). Two-term sequences were taught in Phases 1 and 2 of an experiment conducted with five first grade students. Sequences A were taught with stimuli from sets A (A1 -> A2, A2 -> A3, A3 -> A4, A4 -> A5) and Sequences B with stimuli from set B (B1 -> B2, B2 -> B3, B3 -> B4, B4 -> B5). Once this baseline was established, tests verified the emergence of ordinal relations with three, four and five stimuli from sets A and B, separately. Phase 3 evaluated if stimuli from Sequences A and B were substitutable one for one another, on the basis of the same ordinal functions (the first, the second, etc.). The students learned all trained ordinal relations and showed the emergence of new (and longer) ordinal relations with stimuli of sets A and B stimuli, separately. Three students also showed substitutability between A and B stimuli in Phase 3. These findings suggest the formation of five stimuli classes, each one consisted of stimuli that occupied the same ordinal function in different sequences. These results suggest the emergence of five stimulus classes (A1B1, A2B2, etc), each one with stimuli that occupied the same ordinal function in different sequences. The results have implications for the analysis of complex symbolic behavior. Some methodological aspects seemed to have contributed for the occurrence of relational learning and the emergence of novel behavior.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Ensino Fundamental e Médio , Ensino , Testes Psicológicos , Psicologia Educacional
16.
Psicol. reflex. crit ; 16(1): 71-84, 2003. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-345146

RESUMO

Este estudo avaliou se relaçöes entre os componentes do estímulo modelo complexo exerceriam controle condicional em tarefas de matching-to-sample simultâneo. Na Fase 1, 3 crianças com necessidades especiais de ensino foram expostas ao treino das relaçöes A1B1 e A2B2 e ao teste das respectivas relaçöes simétricas. Em seguida, as contingências de treino exigiram respostas de observaçäo diferenciais que consistiram no estabelecimento de relaçöes condicionais de identidade entre estímulos complexos (relaçöes AB-AB) precedendo o acesso ao treino das relaçöes condicionais ABX. Neste treino, diante de estímulos modelos complexos cujos componentes sustentavam condicionalidade treinada (A1B1 e A2B2), X1 foi o estímulo de escolha correto; X2 exerceu esta funçäo quando os componentes do estímulo modelo näo sustentavam tal relaçäo (A1B2 e A2B1). Na Fase 2, ocorreria o treino PQ, testes QP e PQX que avaliariam a extensäo do controle condicional definido pelas relaçöes entre os estímulos P e Q. As três crianças registraram a aprendizagem das relaçöes AB, a emergência das relaçöes simétricas e índices elevados de acerto nas respostas de observaçäo diferenciais, ou seja, no estabelecimento das relaçöes condicionais de identidade com estímulos complexos. Contudo, as três demonstraram relaçöes de controle distintas das previstas no treino ABX, sendo, portanto, o experimento finalizado na Fase 1. Tais resultados sugerem uma independência funcional entre as habilidades discriminativas exigidas nas duas contingências de ensino de relaçöes condicionais com estímulos modelo complexos.


Assuntos
Criança , Humanos , Criança , Condicionamento Psicológico , Educação Especial
17.
Psicol. reflex. crit ; 16(1): 71-84, 2003. ilus
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-27660

RESUMO

Este estudo avaliou se relações entre os componentes do estímulo modelo complexo exerceriam controle condicional em tarefas de matching-to-sample simultâneo. Na Fase 1, 3 crianças com necessidades especiais de ensino foram expostas ao treino das relações A1B1 e A2B2 e ao teste das respectivas relações simétricas. Em seguida, as contingências de treino exigiram respostas de observação diferenciais que consistiram no estabelecimento de relações condicionais de identidade entre estímulos complexos (relações AB-AB) precedendo o acesso ao treino das relações condicionais ABX. Neste treino, diante de estímulos modelos complexos cujos componentes sustentavam condicionalidade treinada (A1B1 e A2B2), X1 foi o estímulo de escolha correto; X2 exerceu esta função quando os componentes do estímulo modelo não sustentavam tal relação (A1B2 e A2B1). Na Fase 2, ocorreria o treino PQ, testes QP e PQX que avaliariam a extensão do controle condicional definido pelas relações entre os estímulos P e Q. As três crianças registraram a aprendizagem das relações AB, a emergência das relações simétricas e índices elevados de acerto nas respostas de observação diferenciais, ou seja, no estabelecimento das relações condicionais de identidade com estímulos complexos. Contudo, as três demonstraram relações de controle distintas das previstas no treino ABX, sendo, portanto, o experimento finalizado na Fase 1. Tais resultados sugerem uma independência funcional entre as habilidades discriminativas exigidas nas duas contingências de ensino de relações condicionais com estímulos modelo complexos (AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Condicionamento Psicológico , Educação Especial , Criança
18.
São Paulo; s.n; 1996. 242 p.
Tese em Português | Index Psicologia - Teses | ID: pte-24213

RESUMO

O controle contextual descreve as funções do ambiente de selecionar discriminações condicionais no repertório de um organismo. Busca avaliar: 1) se a eficiência com as determinadas contingências de treino especificam as classes de estímulo equivalentes como fonte de controle do desempenho nos testes do controle contextual sobre relações condicionais; 2) se a transferência da função do controle contextual entre estímulos equivalentes sustenta as mesmas relações de funcionalidade com as variáveis que afetam a eficiência com a qual se verifica a emergência desta modalidade de controle sobre as classes de estímulos. Aplica 6 experimentos com 4 sujeitos universitários, com idades entre 19 e 20 anos, estudantes da UNESP de Bauru, SP. Faz a análise de freqüência dos parâmetros efetuados nos experimentos. Os resultados indicaram maior eficiência na especificação das classes de estímulos equivalentes como fonte de controle do desempenho nos testes do controle contextual quando: a) o treino do controle contextual forem antecedidos pelo treino e teste de relações condicionais simples; b) o treino do controle contextual foi efetuado diante de somente alguns, dentre os estímulos componentes das relações condicionais sobre as quais foi testado este controle; sob estas condições, inclusive o treino não gradual, mostrou-se mais eficiente quando o estímulo contextual foi exibido durante o treino, diante de todos os demais estímulos componentes das relações condicionais sobre as quais testou-se o controle contextual. Indica que a mesma eficiência foi constatada na transferência da função de controle contextual nos 6 experimentos. Em acréscimo aos dados sustentados pela literatura pertinente, registrou que variáveis funcionalmente relacionadas com maior atraso na especificação das classes de estímulos equivalentes como fonte de controle mostraram-se mais eficiente no estabelecimento da independência funcional do estímulo contextual. Isto se contrapõe à hipótese de que resultados negativos nos testes de equivalência corresponderiam à fusão de classes de estímulos com a conseqüente eliminação de repertórios possíveis de descrição pela unidade de análise de cinco termos (AU)

19.
Psicol. teor. pesqui ; 11(1): 33-9, jan.-abr. 1995.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-167314

RESUMO

Aborda algumas implicaçöes do paradigma da equivalência de estímulos na análise experimental do comportamento. Apresenta duas expansöes propostas por Sidman ao conceito de contingência tríplice enquanto unidade de análise para o estudo das interaçöes organismo-ambiente. Fundamenta a primeira expansäo (contingência de quatro termos), na distinçäo entre as funçöes controladoras dos estímulos discriminativo e condicional e a segunda expansäo (contingência de cinco termos), na funçäo controladora do ambiente de selecionar discriminaçöes condicionais de um repertório comportamental. Discute exemplos relativos a tais expansöes, bem como descreve o paradigma da equivalência de estímulos e o procedimento de pareamento-de-acordo-com-o-modelo. Menciona também dois programas de pesquisa que possam fornecer melhor sustentaçäo empírica para as expansöes propostas na unidade de análise


Assuntos
Comportamento , Condicionamento Psicológico
20.
Psicol. teor. pesqui ; 11(1): 33-39, jan./abr. 1995.
Artigo | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-165

RESUMO

O artigo aborda algumas implicacoes do paradigma da equivalencia de estimulos na Analise Experimental do Comportamento. Sao apresentadas duas expansoes propostas por Sidman ao conceito de contingencia triplice enquanto unidade de analise para o estudo das interacoes organismo-ambiente. A primeira expansao (contingencia de quatro termos) e fundamentada na distincao entre as funcoes controladoras dos estimulos discriminativo e condicional. A segunda expansao (contingencia de cinco termos) e fundamentada na funcao controladora do ambiente de selecionar discriminacoes condicionais de um repertorio comportamental. Sao discutidos exemplos relativos a tais expansoes, bem como descritos o paradigma da equivalencia de estimulos e o procedimento de pareamento-de-acordo-com-o-modelo. O artigo menciona tambem dois programas de pesquisa que poderiam fornecer melhor sustentacao empirica para as expansoes propostas na unidade de analise.


Assuntos
Comportamento , Comportamento
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...