Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 17 de 17
Filtrar
Mais filtros










Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Case Rep Dent ; 2019: 1230610, 2019.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31511793

RESUMO

In cases where malocclusion is associated with intrinsic discoloration and/or discrepancies in tooth size and shape, such as peg-shaped laterals, orthodontics alone may not improve the aesthetics. In these situations, veneers may be considered as an adjunct to orthodontic treatment to improve the overall aesthetics. The aim of this study is to report a clinical case where an uneven occlusal plane was corrected, and the positioning of gingival zeniths, color, shape, and size of the dental elements involved were improved by means of gingivectomy and rehabilitation with 10 ceramic laminate veneers. It was possible to conclude that multidisciplinary treatment, when properly planned and indicated, respecting the limits and established techniques of periodontics, prosthesis, and dentistry, makes small occlusal leveling predictable and possible through these tools.

2.
Rev. bras. med. esporte ; 25(2): 133-136, March-Apr. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1003561

RESUMO

ABSTRACT Introduction: It is possible that physical activity protects the periodontium by mitigating excessive inflammatory response of the individual. There is some evidence from longitudinal studies and a prospective study demonstrating that physically active adults have experienced a decrease in the risk of periodontitis. To date no study has jointly explored the relationship of physical activity and periodontitis using inflammatory biomarkers. Objective: In this regard, the objective was to assess the bone tissue behavior of rats with experimental periodontitis subjected to aquatic exercise. Methods: Twenty-four male Wistar rats were divided into four groups: 1) without periodontitis and without exercise (CS); 2) without periodontitis and with exercise (CE); 3) with periodontitis and without exercise (DPS); 4) with periodontitis and with exercise (DPE). The animals from groups CE and DPE had swimming sessions for four weeks and the DPS and DPE groups were subjected to ligature-induced periodontitis. After 30 days the animals were sacrificed, and had their right and left hemimandibles removed for radiographic and histological analysis. The data obtained were analyzed and evaluated through ANOVA and Tukey tests. Results: Bone loss in the animals from the DPE group was found to be significantly lower (61.7 ± 2.2; p <0.05) than in those from the DPS group (84.5 ± 1.2; p <0.05), while in terms of the number of osteoblasts (DPS=11.0 ± 1.4; DPE=10.7 ± 5.2) and osteocytes (DPS=17.3 ± 3.1; DPE=19.0 ± 4.4), there was no significant decrease (p <0.05) in the groups subjected to experimental periodontitis, regardless of physical exercise. Conclusion: Physical exercise was found to have a protective effect in relation to bone height and did not influence bone density. Level of evidence II; Therapeutic studies - investigation of treatment results.


RESUMO Introdução: É possível que a atividade física proteja o periodonto por atenuar a resposta inflamatória excessiva do indivíduo. Há algumas evidências em estudos longitudinais e um estudo prospectivo que demonstram que adultos fisicamente ativos têm tido diminuição do risco de periodontite. Até o momento, nenhum estudo explorou conjuntamente o relacionamento da atividade física com a periodontite, utilizando biomarcadores inflamatórios. Objetivo: Neste sentido, objetiva-se avaliar o comportamento do tecido ósseo de ratos com periodontite experimental submetidos ao exercício físico em meio aquático. Métodos: Foram utilizados 24 ratos Wistar machos, divididos em quatro grupos: 1) Grupo sem periodontite e sem exercício (CS); 2) Grupo sem periodontite e com exercício (CE); 3) Grupo com periodontite e sem exercício (DPS); 4) Grupo com periodontite e com exercício (DPE). Os animais dos grupos CE e DPE realizaram natação por quatro semanas e nos animais dos grupos DPS e DPE induziu-se a doença periodontal por ligadura. Aos 30 dias, os animais foram sacrificados, sendo retiradas as hemimandíbulas do lado direito e esquerdo para análise radiográfica e histológica. Os dados obtidos foram analisados e avaliados através dos testes ANOVA e Tukey. Resultados: Foi possível observar que nos animais do grupo DPE, a perda óssea foi significantemente menor (61,7 ± 2,2; p < 0,05) do que no grupo DPS (84,5 ± 1,2; p < 0,05). Na quantidade de osteoblastos (DPS = 11,0 ± 1,4; DPE = 10,7 ± 5,2) e de osteócitos (DPS = 17,3 ± 3,1; DPE = 19,0 ± 4,4), não houve diminuição significativa (p < 0,05) nos grupos submetidos à periodontite experimental, independentemente do exercício físico. Conclusão: Foi possível observar que o exercício físico apresentou um efeito protetor com relação à altura óssea e não influenciou a densidade do osso. Nível de evidência: II; Estudos terapêuticos-investigação dos resultados do tratamento.


RESUMEN Introducción: Es posible que la actividad física proteja el periodonto por atenuar la respuesta inflamatoria excesiva del individuo. Hay algunas evidencias en estudios longitudinales y un estudio prospectivo que demuestran que los adultos físicamente activos tuvieron riesgo reducido de periodontitis. Hasta el momento, ningún estudio exploró conjuntamente la relación de la actividad física con la periodontitis utilizando biomarcadores inflamatorios. Objetivo: En este sentido, se pretende evaluar el comportamiento del tejido óseo de ratas con periodontitis experimental sometidos al ejercicio físico en en medio acuático. Métodos: Se utilizaron 24 ratas Wistar machos, divididas en cuatro grupos: 1) Grupo sin periodontitis y sin ejercicio (CS); 2) Grupo sin periodontitis y con ejercicio (CE); 3) Grupo con periodontitis y sin ejercicio (DPS); 4) Grupo con periodontitis y con ejercicio (DPE). Los animales de los grupos CE y DPE realizaron natación por cuatro semanas y en los animales de los grupos DPS y DPE se indujo la enfermedad periodontal por ligadura. A los 30 días, se sacrificaron los animales, siendo retiradas las hemimandíbulas del lado derecho e izquierdo para análisis radiográfico e histológico. Los datos obtenidos fueron analizados y evaluados por las pruebas ANOVA y Tukey. Resultados: Se observó que en los animales del grupo DPE, la pérdida ósea fue significativamente menor (61,7 ± 2,2; p < 0,05) que en el grupo DPS (84,5 ± 1,2; p < 0,05). En la cantidad de osteoblastos (DPS = 11,0 ± 1,4; DPE = 10,7 ± 5,2) y de osteocitos (DPS = 17,3 ± 3,1; DPE = 19,0 ± 4,4), no hubo una disminución significativa (p <0,05) en los grupos sometidos a la periodontitis experimental, independientemente de ejercicio físico. Conclusión: Fue posible observar que el ejercicio presentó un efecto protector con relación a la altura ósea, no influenció en la densidad del hueso. Nivel de evidencia: II; Estudios terapéuticos-investigación de los resultados del tratamiento

3.
Periodontia ; 28(1): 19-27, 2018. tab, ilus, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-882663

RESUMO

A determinação do biotipo periodontal é fundamental para estabelecer prognóstico em tratamentos restauradores, ortodônticos e periodontais. Também pode auxiliar na prevenção da ocorrência de recessão gengival. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi determinar o biotipo periodontal em áreas acometidas por recessão gengival em acadêmicos de Odontologia. Material e Métodos: Foram avaliados os dentes superiores 11, 13, 14 e 16 de acadêmicos do curso de Odontologia. Foram observados os parâmetros: profundidade de sondagem; largura da faixa de gengiva queratinizada; formato das papilas; formato do dente 11 (triangular ou quadrado); espessura da gengiva marginal, dada pela translucidez da sonda periodontal através da gengiva marginal livre; e a espessura do periodonto de sustentação avaliada por palpação. As recessões gengivais encontradas foram mensuradas e classificadas de acordo com Miller. Os dados numéricos foram anotados em formulário próprio, analisados em porcentagem e estatisticamente. Resultados: Como resultado obteve-se uma prevalência do biotipo periodontal fino-festonado em 48,48% dos acadêmicos, biotipo periodontal espesso-festonado em 33,33% e biotipo periodontal plano-espesso em 18,18%. O biotipo periodontal fino-festonado apresentou estatisticamente significante mais recessões (60,60%) do que os biótipos espesso-festonado (33,33%) eplano-espesso (6,06%). Quando analisados os indivíduos que utilizaram aparelho ortodôntico, o tipo plano-espesso apresentou proporcionalmente menos recessão do que os outros grupos. Conclusão: A recessão gengival foi mais frequente em indivíduos com biotipo periodontal fino e o biotipo plano espesso exibiu menos recessões quando submetido a tratamento ortodôntico (AU)


The determination of the periodontal biotype is crucial to establish prognosis on restorative, orthodontic and periodontal treatments as well. It can also help to prevent the occurrence of retraction of the gingival tissue. Objective: the objective of this study was to determine the periodontal biotype on areas affected by gingival recession on academics of dentistry graduation. Material and Methods: We evaluated the upper teeth: 11, 13, 14 and 16, of academics of dentistry graduation. The following parameters were observed: probing depth; width of the keratinized gum strip; format of the papillae; 11 tooth shape (triangular or square); thickness of the marginal gingiva, given by the translucency of periodontal probe Willians through the free marginal gingiva on the buccal aspect of the mentioned teeth; the thickness of the supporting periodontal was evaluated by palpation and classified as thin or thick. Gingival recessions found were measured (by height and width) and classified according to Miller. Numerical data was noted on a specific form, analyzed in percentage and submitted to statistical analyses. Results: as result was obtained thin-scalloped periodontal biotype (48.48%) on of the students, thick-scalloped periodontal biotype (33.33%) and plan-thick periodontal biotype (18.18%) of them. The thin-scalloped periodontal biotype exhibited statistically significant more gingival recessions (60,60%) than the thick-scalloped biotype (33,33%) and plan-thick biotype (6,06%). Conclusion: Gingival recession was more frequent in patients with thick-scalloped biotype and the plan thick biotype exhibited less recessions when submitted to orthodontic treatment. (AU)


Assuntos
Humanos , Retração Gengival , Perda da Inserção Periodontal
4.
Arch. med. deporte ; 34(181): 267-273, sept.-oct. 2017. graf, tab, illus
Artigo em Inglês | IBECS | ID: ibc-170316

RESUMO

Until the moment, no study explored conjunctively the physical activity relation, using the inflammatory biomarkers, with the periodontitis. This way, the objective of this experiment was to evaluate the muscular tissue behavior of rats submitted to physical exercise in aquatic environment with experimental disease. Twenty-four male Wistar rats were divided in 4 groups: 1) control and sedentary (CS); 2) control and active (CA); 3) with the periodontal disease and sedentary (PDS); with the periodontal disease and active (PDA). On the group that the periodontitis was induced, it was for ligature and the groups with active swimming activity have practiced it for 4 weeks. At the end of 30 days the animals were euthanized and a portion of the gingival tissue and the soleus muscle were removed and underwent analysis by ELISA and morphological and morphometrical analysis of the muscle. Data drawn from the analysis was analyzed through ANOVA and Tukey. Results have shown that there is a higher expression of TNF-α in the gingival tissue and on the muscular tissue of the rats that underwent the induced periodontitis independently of the physical activity (PDS and PDA), as a meaningful decrease on the conjunctive tissue on the groups with induced periodontitis, that have or have not undergone active swimming activity which could suggest a predisposition to muscular injury or difficulty of muscular recovering on these groups. Therefore, it was possible to highlight a correlation between the periodontal disease and the muscle morphological changes, and, moreover, the physical swimming activity promoting an acceleration of the regeneration of the muscle tissue


Hasta este momento, ningún estudio ha explorado conjuntamente la relación de la actividad física con la periodontitis utilizando biomarcadores de inflamación. Siendo así, el objetivo de este estudio fue evaluar el comportamiento del tejido muscular de ratas con periodontitis experimental al realizar ejercicio físico en medio acuático. Veinticuatro ratas Wistar machos fueron divididas en cuatro grupos: 1) control y sedentario (CS); 2) control y ejercicio (CA); 3) con enfermedad periodontal y sedentario (PDS); 4) con enfermedad periodontal y ejercicio (PDA). En los grupos con periodontitis, la enfermedad periodontal fue inducida por ligadura y los grupos con ejercicio realizaron natación durante cuatro semanas. A los treinta días, los animales fueron sacrificados y una parte del tejido de las encías y del músculo soleo se resecaron y utilizaron para análisis con ELISA y para análisis morfológicos y morfométricos. Los datos obtenidos fueron analizados y evaluados a través de los tests ANOVA y TUKEY. Los datos mostraron una mayor expresión de TNF-α tanto en el tejido de las encías como en el tejido muscular de los ratones sometidos a periodontitis inducida independiente del ejercicio físico (PDS y PDA). Se percibió también una disminución significativa en el tejido conjuntivo en los grupos con periodontitis inducida sometidos o no al ejercicio de natación, lo que podría sugerir una predisposición a lesión muscular o una dificultad en la reparación de las lesiones musculares de esos grupos. Por lo tanto, fue posible destacar una correlación entre la enfermedad periodontal y los cambios morfológicos musculares y, además, que la actividad física de natación favoreció una aceleración de la regeneración del tejido muscular


Assuntos
Ratos , Periodontite/fisiopatologia , Músculo Esquelético/fisiologia , Exercício/fisiologia , Modelos Animais de Doenças , Natação/fisiologia , Fator de Necrose Tumoral alfa/análise , Regeneração/fisiologia
5.
J Oral Maxillofac Surg ; 68(1): 111-9, 2010 Jan.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-20006164

RESUMO

PURPOSE: Euro-Collins solution was developed for the preservation of organs for transplantation, whose characteristics have raised interest for its use as a storage medium for avulsed teeth before replantation. This study evaluated histologically and morphometrically the healing process of dog teeth replanted after storage in Euro-Collins solution or bovine milk. MATERIALS AND METHODS: Eighty roots of 4 young adult mongrel dogs were randomly assigned to 4 groups (n = 20) and the root canals were instrumented and obturated with gutta-percha and a calcium hydroxide-based sealer. After 2 weeks, the teeth were extracted and subjected to the following protocols: GI (negative control), replantation immediately after extraction; GII (positive control), bench-drying for 2 hours before replantation; GIII and GIV, immersion in 10 mL of whole bovine milk and Euro-Collins solution at 4 degrees C, respectively, for 8 hours before replantation. The animals were sacrificed 90 days postoperatively. The pieces containing the replanted teeth were subjected to routine processing for histologic and histometric analyses under light microscopy and polarized light microscopy. RESULTS: Root resorption was observed in all groups. GII exhibited the greatest loss of dental structure (P < .01), and inflammatory resorption was predominant in this group. Storage in milk showed poorer results than immediate replantation and storage in Euro-Collins solution (P < .01). The teeth stored in Euro-Collins solution presented similar extension of root resorption and periodontal ligament reorganization to those of immediately replanted teeth. CONCLUSIONS: The findings of this study suggest that the Euro-Collins solution is an adequate storage medium for keeping avulsed teeth for up to 8 hours before replantation.


Assuntos
Soluções Hipertônicas , Leite , Soluções para Preservação de Órgãos , Avulsão Dentária , Reimplante Dentário , Animais , Dentina/patologia , Cães , Reabsorção da Raiz/patologia , Avulsão Dentária/patologia , Raiz Dentária/patologia
6.
Int J Oral Maxillofac Implants ; 23(3): 437-44, 2008.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-18700365

RESUMO

PURPOSE: The aim of this study was to perform qualitative and quantitative analyses of the effect of nicotine on autogenous bone block grafts and to describe events in the initial healing phase and the differences in the repair processes between animals exposed to nicotine and controls. MATERIALS AND METHODS: Forty-eight female Wistar rats were randomly divided into 2 groups, the nicotine group and the saline group. All animals received either nicotine (3 mg/kg) or saline 4 weeks before the surgical procedure and continued to receive nicotine from surgery to sacrifice at 7, 14, or 28 days. The autogenous bone block graft was harvested from the calvaria and stabilized on the external cortical area near the angle of the mandible. RESULTS: The histologic analyses of the nicotine group depicted a delay in osteogenic activity at the bed-graft interface, as well as impairment of the organization of the granulation tissue that developed instead of blood clot. Nicotine-group specimens exhibited less bone neoformation, and the newly formed bone was poorly cellularized and vascularized. The histometric analysis revealed significantly less bone formation in the nicotine group at both 14 days (23.75% +/- 6.18% versus 51.31% +/- 8.31%) and 28 days (42.44% +/- 8.70% versus 73.00% +/- 4.99%). CONCLUSION: Nicotine did jeopardize the early healing process of autogenous bone block grafts in rats but did not prevent it.


Assuntos
Regeneração Óssea/efeitos dos fármacos , Estimulantes Ganglionares/toxicidade , Nicotina/toxicidade , Cicatrização/efeitos dos fármacos , Animais , Transplante Ósseo , Feminino , Mandíbula/cirurgia , Distribuição Aleatória , Ratos , Ratos Wistar
7.
Int J Oral Maxillofac Implants ; 23(2): 207-14, 2008.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-18548916

RESUMO

PURPOSE: The aim of this study was to evaluate quantitatively and qualitatively the influence of estrogen deficiency on autogenous bone block grafts in aged ovariectomized rats. MATERIALS AND METHODS: Fifty 12-month-old female Wistar rats were used in the study. They were divided into 2 groups, an ovariectomized group and a sham-operated group. After 30 days the animals received autogenous block bone grafts on the angle of the mandible, harvested from the calvaria. The animals were euthanized at 7, 14, or 28 days postoperatively. RESULTS: Histologic analysis showed that at 7 days postsurgery, the interface between graft and recipient site in the sham-operated group appeared filled by a granulation tissue with angiogenic activity, whereas the ovariectomized group still exhibited a blood clot and a granulation tissue in organization. On the 14th postoperative day, the interface in the sham-operated group was partially filled by newly formed bone establishing a union between the graft and the recipient site. The interface in the ovariectomized group was typically filled by granulation tissue with discrete osteogenic activity in most specimens. On the 28th postoperative day, the graft in the sham-operated group appeared histologically integrated to the mandible. However, the interface in the ovariectomized group appeared partially filled by newly formed bone, with areas of interposed connective tissue. The statistical analysis revealed that bone neoformation was significantly greater in the sham-operated group (57.41% at 14 days and 68.35 at 28 days) in comparison with the ovariectomized group (40.82% at 14 days and 53.09 at 28 days) at the 5% level. CONCLUSION: The estrogen depletion caused by the ovariectomy hindered the healing process of autogenous block bone grafts placed in the mandibles of aged rats.


Assuntos
Regeneração Óssea/fisiologia , Transplante Ósseo/fisiologia , Estrogênios/deficiência , Mandíbula/cirurgia , Ovário/fisiologia , Envelhecimento/fisiologia , Animais , Estrogênios/fisiologia , Feminino , Procedimentos Cirúrgicos Bucais , Ovariectomia , Distribuição Aleatória , Ratos , Ratos Wistar , Cicatrização/fisiologia
8.
Araçatuba; s.n; 2008. 138 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-551314

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi avaliar, por meio de análise histológica e histométrica, o processo de reparo de defeitos de furca Classe II, em cães, criados cirurgicamente e tratados com enxerto de osso autógeno em neoformação (OAN) associado ou não a barreira de tecido conjuntivo (TC). Foram utilizados os 3ºs e 4ºs pré-molares mandibulares de 6 cães machos para a criação dos defeitos de furca. Inicialmente foram extraídos os 1ºs molares superiores, com o intuito de criar uma área de rebordo ósseo edêntulo. Após 28 dias, foram confeccionados alvéolos cirúrgicos nestas áreas, com finalidade de obter osso autógeno em neoformação. Decorridos 14 dias, os defeitos de furca classe II, com medidas de 5mm (altura) e 2mm (profundidade), foram criados cirurgicamente e tratados imediatamente. Os dentes foram distribuídos, por meio de randomização bloqueada, em 4 grupos experimentais (n=6): Grupo C (GC): defeito preenchido somente pelo coágulo sanguíneo; Grupo O (GO): preenchimento com OAN; Grupo B (GB): o defeito, preenchido pelo coágulo sanguíneo, foi recoberto por barreira de TC; e Grupo O/B (GO/B): preenchimento com OAN associado a barreira de TC. Os retalhos foram suturados de forma a cobrir totalmente os defeitos. A eutanásia dos animais foi realizada após 90 dias do tratamento dos defeitos de furca criados. Após remoção das peças e tratamento laboratorial de rotina, foram obtidos cortes histológicos seriados no sentido mésio-distal, corados com hematoxilina e eosina ou Tricrômico de Masson. Cinco cortes de cada dente foram selecionados, de forma a representar toda a extensão da furca, para as análises histológica e histométrica. Foram avaliadas medidas lineares e medidas de área da cicatrização periodontal. Os dados obtidos por meio da histometria foram apresentados como porcentagem do defeito original e analisados estatisticamente, por meio de análise de variância (ANOVA, p<0,05). Histologicamente observou-se que no GO e GO/B as fibras colágenas do ligamento...


Assuntos
Animais , Cães , Transplante Ósseo , Tecido Conjuntivo , Cães , Defeitos da Furca , Regeneração Tecidual Guiada , Transplante Autólogo
9.
Periodontia ; 17(04): 85-91, Dez.2007. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-853484

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo avaliar radiograficamente, os efeitos provenientes da adaptação da ligadura durante a indução da doença periodontal em ratos. Para este estudo foram usados 30 ratos. No primeiro molar inferior foi adaptada uma ligadura a qual foi distribuída de forma randômica, entre o lado direito e esquerdo. O lado sem ligadura foi utilizado como controle (negativo). Logo após a adaptação da ligadura, esta foi removida. Os animais foram sacrificados no período de 0, 3 e 7 dias, tendo dez animais por período. Desta forma as mandíbulas foram removidas, separadas e fixadas em formol. As hemimandíbulas foram radiografadas e analisadas pelo sistema de imagem digital Digora, onde à distância da união cemento-esmalte à crista óssea alveolar foi mensurada em mm por um traçado linear. Os dados coletados não indicaram diferença estatisticamente significante entre os grupos e períodos experimentais analisados pelo teste T de student (p>0,05). Dentro dos limites deste estudo e da metodologia utilizada podemos concluir que a ligadura não traumatiza os tecidos periodontais e por si só não leva ao desenvolvimento da doença periodontal em ratos.


Assuntos
Ratos , Animais , Perda do Osso Alveolar , Intensificação de Imagem Radiográfica , Ligadura
10.
Periodontia ; 17(4): 85-91, dez. 2007. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-524115

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo avaliar radiograficamente, os efeitos provenientes da adaptação da ligadura durante a indução da doença periodontal em ratos. Para este estudo foram usados 30 ratos. No primeiro molar inferior foi adaptada uma ligadura a qual foi distribuída de forma randômica, entre o lado direito e esquerdo. O lado sem ligadura foi utilizado como controle (negativo). Logo após a adaptação da ligadura, esta foi removida. Os animais foram sacrificados no período de 0, 3 e 7 dias, tendo dez animais por período. Desta forma as mandíbulas foram removidas, separadas e fixadas em formol. As hemimandíbulas foram radiografadas e analisadas pelo sistema de imagem digital Digora, onde à distância da união cemento-esmalte à crista óssea alveolar foi mensurada em mm por um traçado linear. Os dados coletados não indicaram diferença estatisticamente significante entre os grupos e períodos experimentais analisados pelo teste T de student (p>0,05). Dentro dos limites deste estudo e da metodologia utilizada podemos concluir que a ligadura não traumatiza os tecidos periodontais e por si só não leva ao desenvolvimento da doença periodontal em ratos.


Assuntos
Animais , Ratos , Perda do Osso Alveolar , Intensificação de Imagem Radiográfica , Ligadura
11.
J Periodontol ; 78(3): 527-32, 2007 Mar.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-17335377

RESUMO

BACKGROUND: Cigarette smoking has long been recognized as a risk factor for periodontal disease. The aim of this study was to perform quantitative and qualitative analyses of bone loss in the furcation region of periodontally healthy rats after daily systemic administration of nicotine or saline solution. METHODS: Thirty adult male Wistar rats were assigned randomly to twice daily subcutaneous injections of saline solution (control, group C) or nicotine (group N). The animals were sacrificed at 37, 44, or 51 days after the first subcutaneous injection. The specimens were processed for serial histologic sections, and the area of bone loss in the furcation region of the second molar was analyzed histometrically. RESULTS: Greater bone loss was detected in group N compared to group C on day 37 (16.36 +/- 5.84 mm(2) and 7.24 +/- 2.66 mm(2)), day 44 (15.12 +/- 4.57 mm(2) and 7.76 +/- 1.35 mm(2)), and day 51 (18.80 +/- 3.71 mm(2) and 8.74 +/- 2.61 mm(2)), respectively (P <0.05). Extension of bone loss appeared greater in the furcation region of group N where a thinner trabeculae bone was found. After day 37, bone loss did not increase significantly. CONCLUSIONS: Daily systemic administration of nicotine resulted in significantly greater bone loss in the furcation region compared to saline solution. This indicated a close association between nicotine and periodontal morbidity in rats.


Assuntos
Perda do Osso Alveolar/induzido quimicamente , Nicotina/toxicidade , Agonistas Nicotínicos/toxicidade , Fumar/efeitos adversos , Análise de Variância , Animais , Defeitos da Furca/induzido quimicamente , Masculino , Distribuição Aleatória , Ratos , Ratos Wistar
12.
Periodontia ; 16(4): 34-40, dez. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-466416

RESUMO

O objetivo do presente estudo foi avaliar do ponto de vista radiográflco, o efeito da terapia fotodinâmica na evolução da doença periodontal induzida em ratos. A doença periodontal foi induzida através da instalação de ligaduras no primeiro molar inferior de 120 ratos, com aproximadamente 180 g., divididos em quatro grupos que receberam o seguinte tratamento: Grupo l - os ratos não receberam nenhum tratamento, apenas a presença da ligadura; Grupo 2 - foram tratados com droga fotossensibilizadora (azul de metileno); Grupo 3 - receberam tratamento com laser em baixa intensidade (LLLT) e o Grupo 4 - foram tratados com droga fotossensibilizadora e LLLT. Nos grupos 3 e 4, após dois dias da indução da doença periodontal, utilizou-se na porção mesial do primeiro molar o laser de AsGaAI (685nm) em modo contato, pontual por 120 segundos com fluência de energia de 4,5 J/cm2. Após cinco, 15 e 30 dias após indução, os animais foram sacrificados e as mandíbulas coletadas para análise radiográfica da perda óssea alveolar, na região mesial dos primeiros molares.As mandíbulas foram radiografadas, digitalizadas e analisadas por um software de análise de imagens. A análise radiográfica mostrou diferença estatisticamente significante no grupo 4 quando comparado com o grupo 1, com menor perda óssea alveolar no grupo 4, nos períodos de cinco e 15 dias pós-operatórios. No período de 30 dias não ocorreu diferença significativa entre os grupos analisados. Frente aos resultados obtidos e de acordo com a metodologia empregada, concluiu-se que a terapia fotodinâmica promoveu uma evolução diferenciada da perda óssea em ratos, principalmente nos períodos iniciais, podendo esta terapia ser uma nova opção terapêutica complementar para tratamento da doença periodontal


Assuntos
Animais , Ratos , Perda do Osso Alveolar , Lasers , Periodontia , Fotoquimioterapia , Processamento de Imagem Assistida por Computador , Radiografia/métodos , Análise Estatística
13.
J Periodontol ; 77(5): 922-8, 2006 May.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-16671888

RESUMO

BACKGROUND: Excisional biopsies of gingival overgrowths, performed with safety margins, frequently result in mucogingival defects. These defects may produce esthetic problems and increase the chances of dentin hyperesthesia and its possibility of hindering oral hygiene. METHODS: Two clinical cases are reported in which gingival overgrowths were removed by excisional biopsy, resulting in unsightly defects. The first clinical case presents an invasive approach for the treatment of a recurrent pyogenic granuloma in the anterior maxilla, and the second depicts a complete removal of a peripheral odontogenic fibroma in the posterior maxilla. In both situations, the soft-tissue defects were repaired by periodontal plastic surgery, including a laterally positioned flap and a coronally positioned flap, respectively. RESULTS: Periodontal plastic surgery successfully restored the defects that resulted from biopsies, and no recurrence has been noticed in the 5-year postoperative follow-up period. CONCLUSIONS: The combination of biopsy and periodontal plastic surgery in a one-step procedure seems to be suitable to remove gingival overgrowths in most areas of the mouth, regardless of esthetic significance. Such procedures seem to restore gingival health, encourage healing, and create both esthetics and function in the excised area.


Assuntos
Fibroma/cirurgia , Neoplasias Gengivais/cirurgia , Crescimento Excessivo da Gengiva/cirurgia , Granuloma Piogênico/cirurgia , Tumores Odontogênicos/cirurgia , Adolescente , Adulto , Biópsia/efeitos adversos , Feminino , Crescimento Excessivo da Gengiva/patologia , Humanos , Reoperação
14.
Arq. odontol ; 41(02): 139-154, 2005.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-849908

RESUMO

A osteoporose é definida como uma desordem esquelética sistêmica caracterizada por perda de massa óssea e deterioração da microarquitetura do tecido ósseo, propiciando um aumento da fragilidade óssea e a susceptibilidade à fratura. Neste trabalho será feita uma revisão de literatura sobre a relação existente entre a osteoporose e a implantodontia, abordando o papel do estrógeno na remodelação óssea com enfoque no processo de osseointegração. Esse tema tem despertado interesse no âmbito odontológico, uma vez que qualquer pertubação na relação celular equilibrada de neoformação e reabsorção poderiam alterar a quantidade e/ou qualidade do osso formado em torno da superfície do implante, prejudicando a osseointegração. Muitos pesquisadores têm estudado a relação entre osteoporose e a diminuição da massa óssea dos maxilares, com o intuito de avaliar o risco que a osteoporose oferece à implantodontia. No entanto, ainda existem controvérsias a respeito do risco de falhas de implantes osseointegrados em mulheres pós-menopausa com osteoporose e sobre a contra-indicação absoluta da instalação destes implantes osseointegrados, nesta condição. Com base na literatura revisada, é coerente concluir que a osteoporose não representa um fator de risco na implantodontia, desde que haja quantidade óssea suficiente na região receptora


Assuntos
Humanos , Feminino , Implantes Dentários , Osteoporose/complicações , Menopausa , Osseointegração , Fatores de Risco , Terapia de Reposição de Estrogênios/efeitos adversos
15.
Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.) ; 25(2): 22-27, jul.-dez. 2004.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856729

RESUMO

A saúde dos tecidos periodontais encontra-se intimamente ligada ao equilíbrio entre fatores agressores e protetores ao periodonto. A ocorrência da doença gengival e/ou periodontal está relacionada à susceptibilidade do hospedeiro e à presença de placa bacteriana, podendo ser exacerbada quando associada a fatores ou condições sistêmicas. Os desequilíbrios endócrinos sistêmicos produzem importante impacto na homeostasia periodontal. Os níveis de hormônios sexuais femininos circulantes durante a puberdade, gestação, menopausa ou durante a ingestão de contraceptivos orais sintéticos alteram a resposta do hospedeiro frente à placa bacteriana e cicatrização da ferida periodontal. Os estrógenos e a progesterona são hormônios cuja produção clínica é unicamente controlada pelo ovário feminino. Estrógenos são responsáveis pelas mudanças fisiológicas que ocorrem na puberdade das mulheres, e junto com a progesterona, têm um papel vital na preparação do trato reprodutor feminino para a recepção do esperma e implantação do óvulo fertilizado. Este trabalho visa mostrar as alterações bucais ocorridas em decorrência de desequilíbrios por influências hormonais associadas ao processo reprodutivo e suas implicações clínicas


Assuntos
Anticoncepcionais Orais , Placa Dentária , Hormônios , Doenças Periodontais , Puberdade
17.
Rev. Clín. Ortod. Dent. Press ; 2(4): 29-44, ago.-set. 2003. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856094

RESUMO

Pacientes portadores de discrepâncias maxilo-mandibulares severas associadas e edentulismo total ou parcial representam um desafio em cirurgia ortognática, o que desfavorece a estabilização do tratamento cirúrgico. Neste artigo, serão descritos 2 casos de pacientes portadores de fissura lábio-palatal, má-oclusão de Classe III esquelética severa e edentulismo superior. Ambos foram reabilitados previamente à cirurgia, com prótese fixa implanto-suportada, para que fossem devolvidos os parâmetros dentários para o planejamento e estabilização apropriada da cirurgia


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Fissura Palatina , Prótese Dentária Fixada por Implante , Implantação Dentária Endo-Óssea , Arcada Parcialmente Edêntula/terapia , Má Oclusão de Angle Classe III/terapia , Mandíbula/anormalidades , Mandíbula/cirurgia , Prognatismo/terapia , Técnicas de Fixação da Arcada Osseodentária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA