Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
J Cancer Educ ; 32(2): 413-416, 2017 Jun.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-26676405

RESUMO

The viewpoints of Brazilian opinion leaders regarding cancer are not yet well defined. Examining public perceptions of three segments of society through a qualitative study may provide clues to understanding the negative view that the population still has about the disease. Journalists, scientists and teachers participated in discussions in six focus group sessions. The findings were studied using the content analysis method, showing similar elements among these professionals, regardless of area of operation. We identified a negative view that may be contributing to or mirroring the vision of society that associates the illness with death and suffering. Although these opinion leaders believe they are able to filter certain negative aspects of media dissemination about cancer, when the disease affects them personally, the feeling of despair resembles common sense. Words such as "cure" are viewed with prejudice. On the other hand, a morbid approach arouses interest on the subject. It was also noted that the disclosure of a celebrity with cancer stands out as a decoy in the consumption of news. Such distortions may support actions that enhance communication about cancer, structured on pillars such as prevention, early diagnosis and cure.


Assuntos
Comunicação , Neoplasias/mortalidade , Preconceito , Estigma Social , Brasil , Grupos Focais , Humanos , Neoplasias/psicologia , Dor , Pesquisa Qualitativa
2.
Rev. bras. cancerol ; 62(2): 111-120, abr.-jun. 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-847296

RESUMO

Introdução: O câncer é uma das doenças mais temidas da atualidade. Pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva mostrou que o brasileiro associa câncer à dor e a sofrimento. A Organização Mundial da Saúde afirma que as chances de cura são elevadas, se houver um diagnóstico precoce. Nesse sentido, a imprensa pode desempenhar um papel importante, pois contribui na formação de opiniões e atitudes. Objetivo: Este trabalho objetiva investigar como cinco jornais do Brasil divulgam a temática "câncer" em suas primeiras páginas. Método: Esta é uma pesquisa de caráter descritivo-exploratória e foi desenvolvida apoiada no paradigma quanti-qualitativo. Foram analisadas 45 notícias que contêm o termo câncer e apresentam chamadas na primeira página de cinco jornais brasileiros, entre janeiro e julho de 2010. Essas reportagens foram agrupadas em referência mínima e foco em câncer. Desenvolveu-se uma avaliação de caráter otimista/neutro/pessimista do câncer em todas as reportagens estudadas, a partir do estudo de palavras-chave. Resultados: 17,77% das reportagens apresentavam caráter otimista, 66,66% eram neutras e 15,55%, negativas. Das reportagens que fazem referência mínima à doença, 81,5% têm caráter neutro ou otimista; e, entre aquelas sobre câncer, 88% têm caráter neutro ou otimista. Conclusão: A maior parte dessas reportagens possui um enfoque que contrasta com a visão negativa predominante na população. Políticas de saúde pública devem estar atreladas a uma cobertura pela imprensa mais ampla e regular sobre a doença.


Introduction: Cancer is one of the most feared diseases in current days. Research carried out by the National Cancer Institute José Alencar Gomes da Silva showed that Brazilians associate cancer to pain and suffering. The World Health Organization claims that the chances of cure are high if there is an early diagnosis. In this sense, the press plays an important role because it helps to shape opinions and attitudes. Objective: This article aims to investigate how five newspapers in Brazil disclose cancer on their front pages. Method: This is descriptive, exploratory research and was developed based on the quantitative and qualitative paradigm. We analyzed 45 news stories that contain the word 'cancer' and appear on the front page of five Brazilian newspapers, between January and July 2010. These news stories were split into two groups: 'minimum reference' and 'focus on cancer'. We evaluated the positive/neutral/negative content in all investigated texts, studying the keywords that represent those qualities. Results: 17.77% of the news stories are of a positive character; 66.66% are neutral and 15.5% are negative. Considering the news that make a minimum reference to the disease, 81.5% are of a neutral or optimistic character. Considering those whose main subject is cancer, 88% are of a neutral or optimistic character. Conclusion: Most of the news stories studied have an approach that contrasts with the negative view prevalent in the population. Public health policies need to be linked with broader and regular press coverage about the disease.


Introducción: El cáncer es una de las enfermedades más temidas en la actualidad. Una investigación realizada por el Instituto Nacional de Cáncer José Alencar Gomes da Silva demostró, que el brasileño relaciona el cáncer al dolor y al sufrimiento. La Organización Mundial de la Salud informa que las posibilidades de cura son altas cuando el diagnóstico es precoz. En este sentido, los medios de comunicación pueden desempeñar un papel importante, pues contribuyen a la formación de opiniones y actitudes. Objetivo: Este artículo tiene como objetivo investigar como cinco periódicos en Brasil divulgan el cáncer en sus portadas. Método: Este es un estudio de investigación descriptivo y exploratorio. Se analizaron 45 noticias que contienen la palabra 'cáncer' y presenten citas en la primera página de cinco periódicos brasileños. Las noticias fueron agrupadas en dos grupos: 'referencia mínima' y 'foco en cáncer'. Desarrolló una evaluación del contenido optimista/neutro/pesimista del cáncer en todas las noticias estudiadas, a partir de la investigación de palabras clave. Resultados: 17,77% de los reportajes tenían un carácter optimista; 66,66% eran neutrales y 15,55%, negativos. Considerando los reportajes que hacen referencia mínima a la enfermedad, 81,5% tienen carácter neutro u optimista; entre los reportajes sobre cáncer, 88% tienen carácter neutro u optimista. Conclusión: La mayoría de los reportajes tiene un enfoque que contrasta con la visión negativa prevalente en la población. Políticas de salud pública deben estar vinculadas a una cobertura de prensa más amplia y regular sobre la enfermedad.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Neoplasias , Imprensa , Opinião Pública , Epidemiologia Descritiva , Análise Qualitativa/estatística & dados numéricos , Análise Quantitativa/estatística & dados numéricos , Pesquisa/estatística & dados numéricos
3.
RECIIS (Online) ; 9(3): 1-13, jul.-set.2015. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-784697

RESUMO

Cerca de 90 a 95% de todos os tipos de câncer estão associados ao estilo de vida, sendo que um terço se correlaciona à alimentação, incluindo bebidas alcoólicas. Neste estudo, procuramos identificar a percepção pública de brasileiros sobre álcool e câncer. Foi realizada uma pesquisa construída com o auxílio da ferramenta online SurveyMonkey® divulgada pelo Facebook®. A amostra contou com 231 participantes entre 13 e 45anos, de 25 diferentes estados brasileiros e de todas as classes sociais. A maioria dos participantes (83%) acredita que a propaganda de bebidas alcóolicas influencia os outros, mas não a si próprios (87%). Baseadonos resultados, sugerimos uma estratégia de comunicação em saúde...


Approximately 90-95% of all cancers are associated with lifestyle, and a third of them is correlated to food,including alcohol consumption. In this study, we try to identify public perception of Brazilian alcohol consumptionand cancer. We did a survey constructed with an online tool: the SurveyMonkey® and announcedby Facebook®. The sample included 231 participants between 13 and 45 years old, from 25 different Brazilianstates and from all social classes. Brazilian people (83%) believe that alcohol advertisements influenceothers, but not themselves (87%). Based on the results, we suggest a strategy for health communication...


Aproximadamente 90 a 95% de todos los cánceres están asociados con el estilo de vida, y un tercio serelaciona con los alimentos, incluidas las bebidas alcohólicas. Este estudio trata de identificar la percepciónpública de los brasileños acerca del alcohol y del cáncer. Se realizó una búsqueda construida con la ayuda dela herramienta online SurveyMonkey® lanzada por el Facebook®. La muestra incluyó 231 participantesentre 13 y 45 años, procedentes de 25 estados brasileños diferentes y de todas las clases sociales. La mayoríade los participantes (83%) cree que la publicidad de la bebida alcohólica afecta a los demás, pero no a símismos (87%). Con base en los resultados, sugerimos una estrategia de comunicación en salud...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Consumo de Bebidas Alcoólicas/psicologia , Inquéritos e Questionários/normas , Internet , Neoplasias , Percepção , Propaganda , Assunção de Riscos , Autoeficácia , Brasil , Comportamento do Consumidor , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Estilo de Vida , Mídias Sociais
4.
Rev. bras. cancerol ; 59(2): 219-227, Abr./Jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-723691

RESUMO

Introdução: Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, cerca de 80% dos casos de câncer estão atrelados a fatores de risco extrínsecos e, de acordo com pesquisas aplicadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em todo o território nacional, é alto o número de adolescentes que se expõem a esses fatores. Outros estudos mostram que os adolescentes sabem muito pouco sobre câncer e os fatores de risco mais associados ao seu desenvolvimento. Objetivo: Descrever a criação e a avaliação de um instrumento lúdico para esclarecimento dos jovens acerca da importância da prevenção ao câncer. Método: Foi desenvolvido um livro-jogo do tipo role-playing game, intitulado “Encruzilhadas. O jogo da sua vida”, e avaliada sua utilização como instrumento educacional alternativoatravés da aplicação da técnica de grupos focais. Resultados: O livro-jogo “Encruzilhadas” contêm 332 referências que narram situações comuns do dia a dia dos jovens, evidenciando os diversos momentos em que esses se expõem a fatores de risco em câncer. Para avaliar a eficácia desse instrumento, foram realizados seis grupos focais com jovens de uma escola municipal do Rio de Janeiro. Conclusão: A avaliação mostrou que o material desenvolvido é capaz de provocar o questionamento dos jovens no que diz respeito ao câncer, aos fatores de risco e aos meios de prevenção, além de facilitar o entendimento e a assimilação do conteúdo apresentado.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adolescente , Jogos Experimentais , Neoplasias/prevenção & controle , Fatores de Risco
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA