Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Biota Neotrop. (Online, Ed. ingl.) ; 20(1): e20180654, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-1038873

RESUMO

Abstract: The aim of this study was to analyze aquatic oligochaete distribution in relation to water column physicochemical variables, structural environmental variation, and predominant substrates in the preserved Amazonian streams of the Saracá-Taquera National Forest (FLONA Saracá-Taquera), northwest Pará, Brazil. Oligochaetes are widely used as bioindicators for monitoring aquatic environments as they are very sensitive to pollution and environmental changes. Physicochemical and structural variables were measured from 100 stream segments in order to understand the distribution of oligochaetes in Amazonian streams. Biotic samples were collected using Surber samplers in three of the most predominant substrate types in each segment. PERMANOVA testing showed that there was a significant difference in the oligochaete community among some substrates, potentially caused by a difference in the abundance of the most common taxa. Canonical Correspondence Analysis showed that physical variables drive the distribution of oligochaetes in preserved Amazonian streams, as they determine the formation of different substrates along the stream, from the source to the mouth; favoring the presence of oligochaetes with more specific ecological needs in low-order streams, and the presence of oligochaetes capable of colonizing various types of substrates and deeper zones in high-order streams. These results suggest that water depth and channel width are the main drivers of aquatic oligochaete distribution along Amazonian streams, determining the formation of unstable and low-quality substrates and, consequently, the low colonization by oligochaetes in high-order streams; and more diverse and stable substrate formation in low-order streams, favoring the colonization by diverse taxa of aquatic oligochaetes in low-order Amazonian streams.


Resumo: O objetivo deste trabalho foi analisar a distribuição da comunidade de oligoquetos em relação às variáveis físico-químicas da coluna da água, variação estrutural do ambiente, e substratos predominantes em riachos amazônicos conservados na FLONA Saracá-Taquera, noroeste do Pará, Brasil. Oligochaetes são amplamente utilizados como bioindicadores para monitoramento de ambientes aquáticos, pois são muito sensíveis à poluição e às mudanças ambientais. Variáveis físico-químicas e estruturais de 100 trechos de riachos foram mensuradas para entender a distribuição de oligoquetos em riachos amazônicos. Amostras bióticas foram coletadas com amostrador Surber em três dos tipos de substratos mais predominantes em cada trecho. A PERMANOVA mostrou que há uma diferença significativa da comunidade de oligoquetos entre alguns substratos, possivelmente baseada nas diferenças no número do táxon mais comum. A Análise de Correspondência Canônica mostrou que as variáveis físicas controlam a distribuição da comunidade de oligoquetos em riachos amazônicos preservados, porque estas variáveis determinam a formação dos diferentes substratos ao longo do riacho, desde a nascente até a foz, favorecendo a presença de oligoquetos com necessidades ecológicas mais específicas em riachos de baixa ordem, e oligoquetos capazes de colonizar diferentes tipos de substrato e zonas mais profundas em riachos de ordem maior. Os resultados deste trabalho sugerem que a profundidade da água e a largura do canal são as variáveis que controlam a distribuição da comunidade de oligoquetos em riachos amazônicos, determinando a formação de substratos instáveis e de baixa qualidade, e consequentemente baixa colonização de oligoquetos, em riachos de ordem maior; e formação de substratos mais diversificados, mais estáveis e de qualidade em riachos de baixa ordem, favorecendo a colonização de diversos taxa de oligoquetos aquáticos em riachos amazônicos de baixa ordem.

2.
Biota neotrop. (Online, Ed. port.) ; 8(1): 69-72, jan.-mar. 2008. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-488468

RESUMO

Studies on benthic macroinvertebrates of lotic environments usually focus on the occurrence, distribution, and richness of aquatic insects and decapod crustaceans. Only rarely these studies include the Oligochaeta. The aim of the present study was to examine the occurrence and species richness of Oligochaeta in different substrata patches of lotic environments. The studied included seven stream sites at Parque Estadual Intervales (São Paulo, Brazil). Stream sites differed in size and ranged from first to fourth order. In each stream, qualitative collections were made using a D-type net sampler with 0.21 mm mesh. Measures of pH, electrical conductivity, dissolved oxygen, temperature and water turbidity were taken in the studied sites during collections of Oligochaeta. Specimens of the Tubificidae (including Naidinae) and Enchytraeidae families were collected. The Tubificidae Aulodrilus limnobius, Limnodrilus neotropicus and Limnodrilus hoffmeisteri were associated with low-flow habitats containing fine organic material. The most representative species among the Naidinae, Nais communis, was predominantly associated with rocky substrates present in fast current locations. The two other Naidinae species, Pristina osborni and Amphichaeta leydigi, presented low frequency in the studied streams. The Enchytraeidae family was present in only one of the sampled habitats.


Estudos sobre macroinvertebrados bentônicos de ambientes lóticos geralmente focam na ocorrência, distribuição e riqueza de insetos aquáticos e de crustáceos decápodos. Tais estudos apenas raramente incluem Oligochaeta. O objetivo do presente estudo foi examinar a ocorrência e riqueza de espécies de Oligochaeta de diferentes substratos em ambientes lóticos. O estudo incluiu sete riachos do Parque Estadual Intervales (São Paulo, Brasil). Os riachos estudados variaram em tamanho desde primeira até quarta ordem. Em cada ambiente, foram realizadas coletas qualitativas utilizando amostrador do tipo rede em D com malha 0,21 mm. Simultaneamente às coletas de Oligochaeta foram tomadas medidas do pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, temperatura e turbidez da água dos ambientes. Foram coletados exemplares das famílias Tubificidae (incluindo Naidinae) e Enchytraeidae. Os Tubificidae Aulodrilus limnobius, Limnodrilus neotropicus e Limnodrilus hoffmeisteri estiveram associados à habitats com pouca correnteza e substrato contendo material orgânico fino. Nais communis espécie mais representativa entre os Naidinae, esteve predominantemente associada a substratos rochosos presentes em locais de correntes rápidas. As duas outras espécies de Naidinae, Pristina osborni e Amphichaeta leydigi apresentaram baixa freqüência nos córregos analisados. A família Enchytraeidae esteve presente somente em um dos ambientes amostrados.


Assuntos
Anelídeos/anatomia & histologia , Anelídeos/classificação , Biodiversidade , Fauna Aquática/análise , Ecossistema/análise , Ecossistema/classificação , Ecossistema/efeitos adversos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA