Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Filtros adicionais











País/Região como assunto
Intervalo de ano
1.
Rev. Soc. Bras. Clín. Méd ; 16(2): 89-93, 20180000. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-913365

RESUMO

OBJETIVO: Analisar estatisticamente o número de internações e mortalidade por agressão em pacientes idosos no ano de 2016, por região brasileira, tendo em vista a carência de dados a este respeito na literatura especializada. MÉTODOS: Pesquisa e análise de informações de saúde (TabNet), disponibilizadas pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), com as variáveis: causas externas, grupo X85-Y09 do CID10 (agressões), sexo masculino e feminino, idade ≥60 anos, por região do Brasil no ano de 2016. RESULTADOS: No total, foram notificados 2.912 casos de agressão, sendo 997 (34,19%) na Região Sudeste, 818 (28%) no Nordeste, 371 (12,74%) no Centro-Oeste, 365 (12,5%) no Norte e 361 (12,39%) no Sul. Dentre as notificações, 59,34% foram referentes a idosos de 60 a 69 anos, e 71,94% dos casos do sexo masculino. Em relação à taxa de mortalidade, o valor nacional foi de 7,25, sendo maior para a Região Norte (10,14), seguida do Sudeste (8,53), Centro-Oeste (6,74), Nordeste (5,5) e Sul (5,26). O maior valor foi encontrado na faixa etária de ≥80 anos (10,28), novamente para o sexo masculino (8,59). CONCLUSÃO: Apesar da legislação vigente, ainda são altos os índices de idosos vítimas de agressão no Brasil. Neste contexto, ressalta-se a importância de uma denúncia precoce, para evitar consequências mais graves ao paciente já fragilizado.(AU)


OBJECTIVE: To statistically analyze the number of hospitalizations and mortality due to aggression in elderly patients in 2016, by Brazilian region, given the lack of data in this respect in the specialized literature. METHODS: Research and analysis of health information (TabNet), provided by the Department of Informatics of the Brazilian National Health System (DATASUS), with the following variables: external causes, ICD10 X85-Y09 (aggressions) group, male and female patients, age ≥60 years old, by Brazilian region in 2016. RESULTS: A total of 2,912 cases of aggression were reported, with 997 (34.19%) in the Southeast, 818 (28%) in the Northeast, 371 (12.74%) in the Center-West, 365 (12.5%) in the North and 361 (12.39%) in the South. Among the notifications, 59.34% (1,728) were elderly individuals aged 60-69 years, 71.94% of cases (2,095) were males. Regarding the mortality rate, the national value was 7.25, with the highest rate being found in the North (10.14), followed by the Southeast (8.53), Midwest (6.74), Northeast (5.5) and South (5.26). The highest value was reported in the age group of ≥80 years (10.28), again for males (8.59). CONCLUSION: Despite the current legislation, the rates of elderly victims of aggression in Brazil are still high. In this context, the importance of an early denunciation is emphasized to avoid more serious consequences to already debilitated patients.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso , Mortalidade , Violência Doméstica/estatística & dados numéricos , Agressão , Hospitalização , Brasil/epidemiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA