Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 43
Filtrar
1.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 5-8, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359187

RESUMO

Uma busca de conceitos velhos, mas não envelhecidos, com a ajuda preciosa de um grande estudioso. E foi então que, a 10 de abril de 1755, em Meissen, um lugarejo da Saxônia que se jactava de ser o melhor produtor de porcelana da época, nasceu Christian Frederico Samuel Hahnemann. Seu pai, apesar de ser o melhor pintor da fábrica, não tinha recursos para custearlhe a escola, mas dado o interesse e a inteligência do pequeno Samuel, o gerente assumiu o custeio de seus estudos, pois reconhecia nele uma capacidade e uma inteligência que não eram comuns. Após cursar os primeiros anos na escola local, aos 16 anos de idade (1771), o jovem Hahnemann foi admitido na famosa Escola de Saint Afra, dedicada apenas à instrução dos filhos de nobres. Como escola altamente aristocrática, recebeu ali excelente orientação no que tangia às línguas clássicas e modernas, dominando com facilidade além do alemão, sua língua mãe, o inglês, francês, árabe, espanhol, sírio, latim, grego, hebreu e o caldeu. Consta que nesta escola já tenha lido o "Corpus Hippocraticum", iniciando assim sua carreira devotada às ciências.


Assuntos
História da Homeopatia do Século XVIII , História do Século XVIII , Homeopatia/história , Alemanha
2.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 9-11, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359189

RESUMO

À medida que Hahnemann foi identificando a estrutura da ciência homeopática por intermédio da coleta de sintomas provenientes da experimentação de substâncias no homem "são", percebeu, já no início, que seria muito difícil reter na memória toda a enorme quantidade de sintomas que a mãe natureza lhe apresentava. Urgia, pois, elaborar uma listagem desses sintomas agrupados em torno de algum elemento comum, para que se constituíssem em uma fonte de fácil consulta para o trabalho clínico do dia-a-dia. Hahnemann mesmo iniciou esse trabalho. À medida que a experimentação ia lhe fornecendo dados, anotava cada sintoma completo em uma tira de papel juntamente com o nome do medicamento que o desencadeara e colava essa tira em uma folha de seus cadernos, a qual continha outros sintomas semelhantes obtidos pela experimentação da mesma ou de outras substâncias. Chamava a essa estrutura de "dicionário de sintomas". Já em 1805, a segunda parte do "Fragmenta" continha algo que podemos chamar como a "primeira listagem repertorial homeopática". Em 1819, depois de haver estruturado a sua teoria miasmática, Hahnemann pediu a Ruc-kert um dicionário de sintomas para adicionar à segunda parte das Doenças Crônicas. Ruckert trabalhou nessa tarefa no período de 1822­1830, mas elaborou apenas um manuscrito, que nesse ano foi apresentado (mas não publicado) com as assinaturas de Hahnemann, Ruckert, Gross, Jahr e Boenninghausen.


Assuntos
Repertório Homeopático/história , Repertorização , Homeopatia
3.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 12-18, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359192

RESUMO

Na presente mesa-redonda apresentamos a evolução do nosso aprendizado como diretor de experimentação. Relata-se o trabalho comparado de três experimentações: A primeira com alunos do 3º ano do curso de especialização em homeopatia da Associação Médica Homeopática do Paraná e as duas seguintes com pacientes da clínica homeopática do diretor de experimentação que acederam participar das mesmas. Estes pacientes funcionais, agora experimentadores em estado de equilíbrio estável, foram convidados a participar da experimentação pelo fato de terem sido bem estudados e conhecido o medicamento homeopático que reequilibrou cada um deles. Experimentou-se, pois, um medicamento pelo "duplo-cego" em experimentadores cujo medicamento era conhecido, proceder até então inédito na experimentação homeopática. Enveredou-se por esse tipo de pesquisa pelo fato de nunca antes haver sido feita a comparação entre os sintomas comuns ao medicamento do experimentador e o medicamento experimentado. Inicialmente tal proceder objetivava, além de efetuar a comparação supracitada, confirmar ou refutar a afirmação de que os sintomas que surgem durante a experimentação são comuns ao medicamento experimentado e o experimentador e não apenas exclusivos do medicamento. Com o desenrolar das experimentações outros fatos importantes foram sendo constatados, como o retorno, anos depois, de sintomas desencadeados durante a experimentação, a confirmação do perfil dos medicamentos, sintomas não registrados na descrição das patogenesias etc. Todos esses dados são discutidos à medida que é apresentada a técnica do experimento (material e método), visto que o objetivo desta mesa-redonda é discutir os encaminhamentos para novas experimentações. Nestes encaminhamentos propõe-se: algumas adições à Ficha Clínica modelo LUIMO para experimentações, discussão sobre o perfil do experimentador ideal, formação de centrais de experimentação ancoradas em diretores de experimentação, independentemente da instituição a que pertençam, visto que as instituições permanecem mas os homens por que elas passam nem sempre têm as mesmas intenções.


Assuntos
Placebos , Arsenicum Album , Experimentação Medicamentosa , Registros Médicos
4.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 19-29, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359197

RESUMO

Agradecemos a gentileza do convite para proferir esta conferência no interessante momento em que, por iniciativa da comissão organizadora deste XXII Congresso Brasileiro de Homeopatia, são convidados observadores e palestrantes da área não homeopática com a intencionalidade de nos questionar e quebrar a assim chamada auto referência. Trazemos aqui algumas considerações sobre a Clínica da Similitude, que esperamos possam contribuir para a compreensão do nosso modelo e levantar questionamentos sobre a nossa prática. Foi-nos ensinado que a ciência começa na filosofia clássica como um projeto de conhecimento do homem, valendo-se inicialmente apenas da razão, incorporando posteriormente o trabalho experimental para a sua evolução e aperfeiçoamento. Nesse contexto observamos que, como consequência do resgate acidental de Hahnemann, a Homeopatia nasce bem dentro da proposta de experimentação buscando, a seguir, valer-se da razão para tentar compreender o conhecimento que ali se mostrava. (AU)


Assuntos
Masculino , Feminino , Criança , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Fenilcetonúrias/terapia , Valeriana , Clínica Homeopática , Ignatia amara/uso terapêutico , Lei dos Semelhantes , Natrium Muriaticum/uso terapêutico , Bryonia , Causticum/uso terapêutico , Mercurius Solubilis/uso terapêutico
5.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 30-38, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359297

RESUMO

Analisando as experimentações de Stannum metallicum, Iodium purum, Hydrocya-nic acidum e Brosimum gaudichaidii nas quais teve participação direta, o autor reúne argumen-tos para demonstrar que as discussões sobre qual a melhor escala de potência a ser adotada, qual a melhor potência a ser utilizada em cada caso ou mesmo criar novas escalas de dinami-zações são totalmente desnecessárias uma vez que a adequada similaridade entre o quadro clí-nico do paciente e o quadro patogenético da substância escolhida é que fazem acontecer a Clínica da Similitude. Hahnemann preparou as dinamizações apenas para atenuar as agrava-ções e nada mais. Ao introduzir-se, na avaliação dos casos clínicos, a observação lacaniana de que "em cada movimento curativo há um ins-tante para perceber, um tempo para compreen-der e um momento para concluir", percebe-se claramente que o homeopata espera uma res-posta cada vez que introduz o seu medicamento, terminando por atribuir ao medicamento ou po-tência utilizada no "momento de concluir" o efeito esperado, sem perceber que esse é o "ponto final" daquela fase do tratamento. Le-vando-se em consideração o "Programa Cientí-fico de Pesquisa" de Lakatos, os temas, doses e dinamizações estão alocados no cinturão secun-dário de defesa do núcleo rígido que é a simili-tude, em nada prejudicando a heurística positiva do programa. (AU)


Assuntos
Cura em Homeopatia , Potência , Prescrição Homeopática
6.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 39-41, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359298

RESUMO

Escolhemos o título acima porque, como praticantes de uma atitude médico-filosófica que vê o ser humano como uma unidade e integrado ao todo, jamais conseguimos nos furtar ao diagnóstico sistêmico. É hábito do homeopata o diagnóstico em sua totalidade, das partes integradas ao todo, buscando o porquê em tudo, até em um simples artigo de um simples jornal de uma simples cidade que integra o nosso pequeno planeta, diga ele respeito ou não à homeopatia. Inicialmente a homeopatia começou incomodando as religiões, pois quando Hahnemann experimentou substâncias em humanos, observou o aparecimento de sintomas físicos e psíquicos, estes últimos eram tidos até então como instâncias da alma e portanto propriedade dos religiosos. Além de destruir o tácito acordo entre medicina e religião, onde médicos cuidavam dos males do corpo e os religiosos dos males da alma, resgatou também a unidade que é o ser. Foi a primeira prova testemunhal na medicina ocidental da comprovação dessa unidade. (AU)


Assuntos
Ciência/história , Homeopatia , Filosofia Homeopática , Indústria Farmacêutica/economia
7.
Rev. homeopatia (São Paulo) ; 83(1): 42-46, 2022.
Artigo em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1359300

RESUMO

Embora ainda sem a íntegra da mesa redonda "Homeopatia e Ética Medica", que aconteceu no dia 11/09/1989 na sede do Con-selho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, não sei se vou encontrar elogio maior à Homeopatia que as palavras do colega presidente do CREMESP Dr. Heitor Buzzoni, ao afirmar: Para mim a Homeopatia é uma "especialidade artesanal". Artesania consiste no trabalho individual, no exercer a arte com seu sentimento e com suas mãos, por aqueles que têm habilidade e vo-cação para isso, no campo da arte e dos ofícios tradicionais. A ONU enfatiza que para o ser manter-se em harmonia o seu trabalho deve ser criativo. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Médicos Homeopatas , História da Medicina , Homeopatia/história
8.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-29188

RESUMO

Dr. Matheus Marim (Coordenador do Comitê de Pesquisa da Liga Medicorum Homoeopathica Internationalis (LMHI), interlocutora da Organização Mundial de Saúde (OMS); apresenta informações bem esclarecedoras sobre a notícia publicada na Revista The Lancet, Vol. 366, Issue 9487, 27 August 2005, Pages 726-732, com o título - Fogo cerrado contra a homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Notícias , Divulgação da Homeopatia
9.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-28899

RESUMO

Parte de aula ministrada pelo Médico Homeopata - Prof. Dr. Matheus Marim, no Curso de Especialização em Homeopatia ALPHA/APH - 2012.


Assuntos
Homeopatia , Aula , Educação , Educação Continuada , Divulgação da Homeopatia , História da Homeopatia , Fundamentos da Homeopatia
10.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-28900

RESUMO

Honrosa presença no Curso - Aula do Prof. DR. Matheus Marim, em 02/06/2012, com o tema Experimentação e Patogenesias.


Assuntos
Homeopatia , Aula , Educação , Educação Continuada , Divulgação da Homeopatia , História da Homeopatia , Fundamentos da Homeopatia
11.
São Paulo; s.n; 2008.
Não convencional em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-9704

RESUMO

Entrevista realizada com o Drº Matheus Marim a Rádio Educativa pelo jornalista Nicolucci, em janeiro de 2008. Nesta entrevista o Drº Marim, explica a filosofia da Homeopatia e como é o processo da cura através da homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Filosofia Homeopática , Doença , Pacientes
12.
São Paulo; s.n; 2008.
Não convencional em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-9705

RESUMO

Entrevista realizada com o Drº Matheus Marim a Rádio Educativa pelo jornalista Nicolucci, em janeiro de 2008. Nesta entrevista o Drº Marim, explica a filosofia da Homeopatia e como é o processo da cura através da homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Filosofia Homeopática , Doença , Pacientes
13.
São Paulo; s.n; 2008.
Não convencional em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-9706

RESUMO

Entrevista realizada com o Drº Matheus Marim a Rádio Educativa pelo jornalista Nicolucci, em janeiro de 2008. Nesta entrevista o Drº Marim, explica a filosofia da Homeopatia e como é o processo da cura através da homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Filosofia Homeopática , Doença , Pacientes
14.
São Paulo; s.n; 2008.
Monografia em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-9707

RESUMO

Entrevista realizada com o Drº Matheus Marim a Rádio Educativa pelo jornalista Nicolucci, em janeiro de 2008. Nesta entrevista o Drº Marim, explica a filosofia da Homeopatia e como é o processo da cura através da homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Filosofia Homeopática , Doença , Pacientes
15.
São Paulo; s.n; 2008.
Monografia em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-9708

RESUMO

Entrevista realizada com o Drº Matheus Marim a Rádio Educativa pelo jornalista Nicolucci, em janeiro de 2008. Nesta entrevista o Drº Marim, explica a filosofia da Homeopatia e como é o processo da cura através da homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Filosofia Homeopática , Doença , Pacientes
16.
São Paulo; s.n; 2008.
Monografia em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-9709

RESUMO

Entrevista realizada com o Drº Matheus Marim a Rádio Educativa pelo jornalista Nicolucci, em janeiro de 2008. Nesta entrevista o Drº Marim, explica a filosofia da Homeopatia e como é o processo da cura através da homeopatia.


Assuntos
Homeopatia , Filosofia Homeopática , Doença , Pacientes
17.
Congr. "A hom. sec. 21" ; 1: 15-24, dez. 2000.
Artigo em Português | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-6040
18.
Actas Congr. FAMHA ; 3: 262-264, 28 oct. 2000.
Artigo em Inglês | HomeoIndex - Homeopatia, HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-6586

RESUMO

The proving of Bothrops jararacussu constitutes the National Experimentation n.II (EN2), and follows orientation of the Research Committee of the Brazilian Homeopathic Medical Association through its coordination for provings in human subjects. The EN2 took place in the period of 1996-1998 inside the courses for... (AU)


Assuntos
Bothrops , Materia Medica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...