Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 52
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Faludi, André Arpad; Izar, Maria Cristina de Oliveira; Saraiva, José Francisco Kerr; Chacra, Ana Paula Marte; Bianco, Henrique Tria; Afiune Neto, Abrahão; Bertolami, Adriana; Pereira, Alexandre C.; Lottenberg, Ana Maria; Sposito, Andrei C.; Chagas, Antonio Carlos Palandri; Casella Filho, Antonio; Simão, Antônio Felipe; Alencar Filho, Aristóteles Comte de; Caramelli, Bruno; Magalhães, Carlos Costa; Negrão, Carlos Eduardo; Ferreira, Carlos Eduardo dos Santos; Scherr, Carlos; Feio, Claudine Maria Alves; Kovacs, Cristiane; Araújo, Daniel Branco de; Magnoni, Daniel; Calderaro, Daniela; Gualandro, Danielle Menosi; Mello Junior, Edgard Pessoa de; Alexandre, Elizabeth Regina Giunco; Sato, Emília Inoue; Moriguchi, Emilio Hideyuki; Rached, Fabiana Hanna; Santos, Fábio César dos; Cesena, Fernando Henpin Yue; Fonseca, Francisco Antonio Helfenstein; Fonseca, Henrique Andrade Rodrigues da; Xavier, Hermes Toros; Mota, Isabela Cardoso Pimentel; Giuliano, Isabela de Carlos Back; Issa, Jaqueline Scholz; Diament, Jayme; Pesquero, João Bosco; Santos, José Ernesto dos; Faria Neto, José Rocha; Melo Filho, José Xavier de; Kato, Juliana Tieko; Torres, Kerginaldo Paulo; Bertolami, Marcelo Chiara; Assad, Marcelo Heitor Vieira; Miname, Márcio Hiroshi; Scartezini, Marileia; Forti, Neusa Assumpta; Coelho, Otávio Rizzi; Maranhão, Raul Cavalcante; Santos Filho, Raul Dias dos; Alves, Renato Jorge; Cassani, Roberta Lara; Betti, Roberto Tadeu Barcellos; Carvalho, Tales de; Martinez, Tânia Leme da Rocha; Giraldez, Viviane Zorzanelli Rocha; Salgado Filho, Wilson.
Arq. bras. cardiol ; 109(2,supl.1): 1-76, ago. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-887919
6.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 15(6): 489-494, nov.-dez. 2005.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-434602

RESUMO

Neste artigo os autores versam sobre o tratamento não-farmacológico das dislipidemias, em que as mudanças de estilo de vida são apreciadas, tanto aquelas relacionadas à dieta e as advindas dos exercícios físicos como as relacionadas ao abandono do hábito de fumar e às medidas antiestresse. Relatam o que os estudos internacionais demonstrarame, e, nosso meio, os trabalhos de Moraes, que avaliaram parâmetros clínicos e laboratoriais em 279 pacientes submetidos a intervenção aguda no estilo de vida (média 14,27 dias), as modificações produzidas por esse tratamento e a presença e a reversão da síndrome metabólica. Os parâmetros bioquímicos utilizados foram: colesterol total, frações HDL-colesterol e LDL-colesterol, triglicérides, glicose e ácido úrico plasmático. Houve melhora significante dos padrões bioquímicos de entrada, com destaque para os pacientes com síndrome metabólica, entre os quais aproximadamente 36 por cento deixaram de apresentar essa condição. A intervenção aguda de estilo de vida reduziu ou reverteu os fatores de risco para doença arterial coronariana.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Colesterol/análise , Colesterol/efeitos adversos , Estilo de Vida/etnologia , Hiperlipidemias
7.
Arq Bras Cardiol ; 85(3): 180-5, 2005 Sep.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-16200264

RESUMO

OBJECTIVE: To analyze intracoronary release of inflammatory markers (IM) after percutaneous coronary interventions (PCI) and compare their concentrations concerning the type of PCI used (rotablator vs. balloon angioplasty). METHODS: Twenty-two patients with average age of 60 +/- 11.9 years old, 12 of male sex, with stable coronary disease, submitted to elective treatment of a single coronary lesion, using rotablator (N = 11) or balloon pre-dilatation (N = 11) for stent implant were randomized. Samples were collected at aorta root and coronary sinus, immediately before and 15 minutes after intervention. All dosages were made before stent implant, and the cytokines TNF-a, IL-6 and IL-1 and the soluble adhesion molecules ICAM-1, E-selectin and P-selectin were analyzed by using ELISA method. RESULTS: TNF-a and IL-6 concentrations increased after PCI, respectively from 9.5 +/- 1.5 pg/ml to 9.9 +/- 1.8 pg/ml (p = 0.017) and from 6.0 +/- 2.4 pg/ml to 6.9 +/- 3.0 pg/ml (p < 0.001). There was no significant changes in IL-1, ICAM-1 and P-selectin, and a decrease in E-selectin concentrations after the procedures (52.0 +/- 17.5 ng/ml to 49.3 +/- 18.7 ng/ml; p = 0.009) was observed. There were no significant differences between IM concentrations after PCI, concerning the type of procedure used. CONCLUSION: At the early period, post-percutaneous coronary interventions, an increase of intracoronary concentrations of TNF-a and IL-6, and absence of significant difference between concentrations of inflammatory markers released in coronary flow through rotablator and balloon angioplasty were observed.


Assuntos
Angioplastia Coronária com Balão , Aterectomia Coronária , Moléculas de Adesão Celular/sangue , Doença da Artéria Coronariana/terapia , Citocinas/sangue , Biomarcadores/sangue , Doença da Artéria Coronariana/sangue , Citocinas/imunologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Feminino , Humanos , Inflamação/sangue , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Stents
8.
Arq. bras. cardiol ; 85(supl.5): 6-8, out. 2005.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-418866

RESUMO

Intervenções farmacológicas com hipolipemiantes devem ser monitoradas periodicamente para avaliar eficácia e parâmetros de segurança. As estatinas são drogas normalmente bem toleradas e os seus principais efeitos colaterais incluem aumento das enzimas hepáticas (AST e ALT) e muscular (CK). O tratamento deve ser interrompido ou diminuído no caso de um aumento significativo das AST ou ALT (> 3x LSN), ou CK (> 10x LSN). Outros agentes hipolipemiantes também podem produzir hepatotoxicidade ou miosite, fibratos e ácido nicotínico, especialmente em associação com as estatinas ou na presença de anormalidades metabólicas (tireoidite, hepatopatia e nefropatia). Acido nicotínico pode também aumentar os níveis plasmáticos de glicose e ácido úrico. Testes laboratoriais podem ser utilizados no seguimento da terapia hipolipemiante e devem ser repetidos a cada três meses durante o primeiro ano e então em intervalos de seis meses. Intervalos menores são recomendados para casos especiais.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso de 80 Anos ou mais , Doença da Artéria Coronariana/prevenção & controle , Guias de Prática Clínica como Assunto , Fígado/efeitos dos fármacos , Hiperlipidemias/tratamento farmacológico , Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases/efeitos adversos , Alanina Transaminase/sangue , Aspartato Aminotransferases/sangue , Padrões de Prática Médica/normas , Creatina Quinase/sangue , Fígado/enzimologia , Hiperlipidemias/prevenção & controle , Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases/uso terapêutico , Biomarcadores/sangue , Monitoramento de Medicamentos/métodos , Monitoramento de Medicamentos/normas , Fatores de Tempo
9.
Arq. bras. cardiol ; 85(3): 180-185, set. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-414345

RESUMO

OBJETIVO: Analisar a liberação intracoronariana de marcadores inflamatórios (MI) após intervenções coronarianas percutâneas (ICP) e comparar suas concentrações com relação ao tipo de ICP utilizada (rotablator vs angioplastia por balão). MÉTODOS: Foram randomizados 22 pacientes com média de idade de 60±11,9 anos, 12 do sexo masculino, portadores de síndromes coronarianas estáveis, submetidos ao tratamento eletivo de uma única lesão coronariana utilizando rotablator (N=11) ou pré-dilatação por balão (N=11) para implante de stents. As amostras foram colhidas na raiz da aorta e no seio coronariano, imediatamente antes e 15 minutos após as intervenções. Todas as dosagens foram feitas antes do implante do stent, sendo analisadas as citocinas TNF-a, IL-6 e IL-1 e as moléculas de adesão solúveis ICAM-1, E-selectina e P-selectina, utilizando o método ELISA. RESULTADOS: As concentrações de TNF-a e IL-6 aumentaram após as ICP, passando respectivamente de 9,5±1,5 pg/ml para 9,9±1,8 pg/ml (p=0,017) e de 6,0±2,4 pg/ml para 6,9±3,0 pg/ml (p<0,001). Não houve mudança significativa na expressão de IL-1, ICAM-1 e P-selectina, observando-se diminuição nas concentrações de E-selectina após os procedimentos (52,0±17,5 ng/ml para 49,3±18,7 ng/ml; p=0,009). Não houve diferença significativa entre as concentrações dos MI após as ICP, com relação ao tipo de procedimento utilizado. CONCLUSAO: No período precoce, pós-intervenções coronarianas percutâneas, observou-se aumento das concentrações intracoronárias de TNF-a e IL-6 e ausência de diferença significativa entre as concentrações dos marcadores inflamatórios liberados na circulação coronariana por rotablator e pela angioplastia com balão.


Assuntos
Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Angioplastia Coronária com Balão , Aterectomia Coronária , Moléculas de Adesão Celular/sangue , Doença da Artéria Coronariana/sangue , Doença da Artéria Coronariana/terapia , Citocinas/sangue , Biomarcadores/sangue , Citocinas/imunologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Stents
10.
Arq Bras Cardiol ; 85 Suppl 5: 6-8, 2005 Oct.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-16400389

RESUMO

Pharmacologic lipid-lowering interventions should be monitored periodically to assess efficacy and safety parameters. Statins are usually well-tolerated drugs and major side effects include increased serum liver and muscle enzymes (AST, ALT, CK). Treatment should be stopped or diminished in case of significant increase of AST or ALT (> 3x ULN), or CK (> 10x ULN). Other lipid lowering agents may also produce hepatotoxicity or myositis, especially in association with statins (fibrates and nicotinic acid) or in presence of metabolic abnormalities (thyroid, liver or renal disorders). Nicotinic acid can also increase glucose and uric acid plasma levels. Laboratory tests might be performed prior to hypolipidemic drug treatment and should be repeated every three months during the first year and then at 6-mo intervals. Shorter intervals should be recommended in individual cases.


Assuntos
Doença da Artéria Coronariana/prevenção & controle , Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases/efeitos adversos , Hiperlipidemias/tratamento farmacológico , Fígado/efeitos dos fármacos , Guias de Prática Clínica como Assunto , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Alanina Transaminase/sangue , Aspartato Aminotransferases/sangue , Biomarcadores/sangue , Creatina Quinase/sangue , Monitoramento de Medicamentos/métodos , Monitoramento de Medicamentos/normas , Feminino , Humanos , Inibidores de Hidroximetilglutaril-CoA Redutases/uso terapêutico , Hiperlipidemias/prevenção & controle , Fígado/enzimologia , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Padrões de Prática Médica/normas , Fatores de Tempo
11.
Arq. bras. cardiol ; 83(6): 488-497, dez. 2004. ilus, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-391858

RESUMO

OBJETIVO: Investigar os efeitos de baixas concentrações de LDL oxidada (LDL-ox) sobre a proliferação e a motilidade espontânea de células endoteliais de artérias coronárias humanas (CEACH) em cultura. MÉTODOS: Culturas de CEACH foram tratadas com baixas concentrações de LDL nativa (LDLn), isolada de plasma humano, e com LDL minimamente oxidada por diferentes métodos químicos, e os efeitos, comparados entre si. RESULTADOS: LDLn não apresentou efeitos deletérios sobre o endotélio em proliferação e na motilidade in vitro de CEACH, porém na mais alta concentração e por tempo mais prolongado inibiu a proliferação celular. As LDL-ox, quimicamente, pela espermina nonoato (ENO) e 3-morfolinosidnonimina (SIN-1) expressaram efeitos inibitórios significativos sobre a proliferação e a motilidade in vitro de CEACH proporcionais às maiores concentrações e graus de oxidação das LDL. CONCLUSÃO: LDL-ox apresenta efeito citotóxico, inibindo a proliferação e a motilidade espontânea de células endoteliais de artérias coronárias humanas em cultura, proporcionalmente à concentração e ao grau de oxidação da LDL, enquanto, LDL nativa é relativamente inócua.


Assuntos
Humanos , Células Endoteliais , Endotélio Vascular/citologia , Lipoproteínas LDL/farmacologia , Movimento Celular , Proliferação de Células , Vasos Coronários/citologia , Células Endoteliais/fisiologia , Doença da Artéria Coronariana/fisiopatologia , Doença da Artéria Coronariana/metabolismo , Lipoproteínas LDL/fisiologia , Lipoproteínas LDL/metabolismo , Movimento Celular/fisiologia
12.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 14(3): 462-475, Maio-Jun. 2004. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-407464

RESUMO

A hipercolesterolemia familiar é uma doença genética, caracterizada por elevações dos níveis de colesterol plasmático, resultante da fração que não é removida adequadamente da circulação. São descritas mais de 600 mutações envolvidas nos mecanismos de síntese e expressão dos receptores da lipoproteína de baixa densidade (LDL), o que se traduz em redução ou em não funcionamento desses mecanismos. A forma de transmissão da mutação é autossômica dominante, o que resulta em dois fenótipos distintos: a forma homozigótica, rara, com prevalência de 1 em 1 milhão de indivíduos e valores de LDL-Colesterol acima de 600 mg/dl, além da presença de aterosclerose precoce, com acometimento cardiovascular já na primeira infância e adolescência; e a forma heterozigótica, mais frequente, que acomete 1 em 500 indivíduos, em que os níveis de LDL-colesterol plasmático se situam, geralmente entre 200 mg/dl e 400 mg/dl, e na ausência de tratamento adequado a doença coronariana vai se estabelecer em homens antes dos 50 anos e em mulheres antes dos 60 anos. o diagnóstico é estabelecido por meio de critérios clínicos e pode ser confirmado pela determinação da mutação. O tratamento, bem como as metas lipídicas a serem alcançadas, baseiam-se na estratificação de risco desses pacientes, o qual avalia, entre outros fatores, a presença de aterosclerose subclínica por meio da avaliação do complexo íntima média da carótida e do cálcio coronário. O diagnóstico de hipercolesterolemia familiar permite a identificação dessa doença em outros componentes assintmáticos em uma mesma família, podendo-se estabelecer o tratamento adequado da hipercolesterolemia, o que irá prevenir eventos cardiovasculares futuros


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Colesterol/fisiologia , Colesterol/genética , Hiperlipoproteinemia Tipo II/fisiopatologia , Hiperlipoproteinemia Tipo II/genética , Hiperlipoproteinemia Tipo II/metabolismo , Lipoproteínas LDL/fisiologia , Arteriosclerose/fisiopatologia , Arteriosclerose/genética , Cardiopatias/fisiopatologia , Cardiopatias/genética
13.
Arq Bras Cardiol ; 82(2): 143-6, 139-42, 2004 Feb.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-15042250

RESUMO

OBJECTIVE: To compare blood pressure, lipid profile, food intake, and anthropometric data of adolescents with or without a familial history of hypertension. METHODS: Forty-three adolescents from both sexes were assessed, with ages ranging from 11 to 18 years old. Twenty had hypertensive parents, and 23 had normotensive parents. The following variables were examined: blood pressure, food intake, anthropometric data, lipid profile, and the results of following dietary guidelines (American Heart Association). RESULTS: The offspring of hypertensive parents had greater baseline systolic blood pressure (109 +/- 3 vs. 99 +/- 2 mm Hg, P=0.01), diastolic blood pressure (68 +/- 2 vs. 62 +/- 2 mm Hg, p=0.04), greater TC/HDL-C ratio (4.1 +/- 0.3 vs. 3.2 +/- 0.2, P<0.01), and greater LDL/HDL-C (2.7 +/- 0.2 vs. 1.9 +/- 0.1, P<0.01), and smaller values of HDL-C (43 +/- 2 vs.53 +/- 2 mg/dL, P<0.005). Dietary intake and anthropometric measures assessed did not differ between the groups. Even though dietary intervention resulted in reductions in body mass index (21.0+/- 1.2 vs. 20.1 +/- 1.1 kg/m(2), P<0.01), it did not change dyslipidemia present in the offspring of hypertensive individuals. CONCLUSION: Increased blood pressure levels and less favorable lipid profiles are found among offspring of hypertensive parents, where low levels of HDL-C were the most relevant finding regardless of anthropometric or nutritional variables.


Assuntos
Pressão Sanguínea/fisiologia , Comportamento Alimentar , Hipertensão/genética , Lipídeos/sangue , Adolescente , Fatores Etários , Antropometria , Criança , Feminino , Humanos , Hipertensão/metabolismo , Hipertensão/fisiopatologia , Fatores de Risco
14.
Arq. bras. cardiol ; 82(2): 139-146, fev. 2004. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-356077

RESUMO

OBJETIVO: Comparar a pressão arterial, o perfil lipídico, o consumo alimentar e dados antropométricos em adolescentes com ou sem antecedente familiar de hipertensão arterial. MÉTODOS: Foram avaliados 43 adolescentes de ambos os sexos, na faixa etária entre 11 a 18 anos, sendo 20 filhos de hipertensos e 23 de normotensos e examinados: a pressão arterial, o consumo alimentar, dados antropométricos, o perfil lipídico e o resultado da orientação dietética (American Heart Association). RESULTADOS: Os filhos dos hipertensos mostraram maiores valores basais de pressão arterial sistólica (109 ± 3 vs. 99 ± 2 mm Hg, p=0,01) e diastólica (68 ± 2 vs. 62 ± 2 mm Hg, p=0,04), da relação CT/HDL-c (4,1 ± 0,3 vs. 3,2 ± 0,2, p<0.01) e de LDL-c/HDL-c (2,7 ± 0,2 vs. 1,9 ± 0,1, p<0,01) e menores valores de HDL-c (43 ± 2 vs. 53 ± 2 mg/dL, p<0,005). O consumo alimentar e medidas antropométricas analisadas não diferiram entre os grupos. A intervenção dietética, embora tenha resultado em reduções no índice de massa corpórea (21,0± 1,2 vs. 20,1 ± 1,1 kg/m², p<0,01), não modificou a dislipidemia presente nos filhos de hipertensos. CONCLUSAO: Encontraram-se maiores níveis de pressão arterial e perfil lipídico mais desfavorável entre filhos de hipertensos, onde os níveis baixos de HDL-c foram o achado mais relevante e independente de variáveis antropométricas ou nutricionais.


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Adolescente , Pressão Sanguínea/fisiologia , Comportamento Alimentar , Hipertensão/genética , Lipídeos/sangue , Fatores Etários , Antropometria , Hipertensão/metabolismo , Hipertensão/fisiopatologia , Pais , Fatores de Risco
15.
J. bras. med ; 86(1/2): 46-54, jan.-fev. 2004. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-412098

RESUMO

A porcentagem de pacientes em uso de medicamentos hipolipemiantes, que atingem as metas de LDL-C propostas pelo NCEP ATP III, foi analisada nesse estudo prospectivo. Após seleção prévia, participaram do protocolo 20 médicos (cinco cardiologistas, cinco endocrinologistas e 10 clínicos gerais), que incluíram um total de 120 pacientes dislipêmicos em uso de hipolipemiantes nun período superior a 12 semanas. Os pacientes foram divididos em três categorias de risco (segundo o escore de Framingham): baixo risco ou categoria A (risco absoluto de coronariopatia < 10 por cento em 10 anos): risco moderado ou categoria B (risco absoluto de coronariopatia entre 10 por cento e 20 por cento em 10 anos) e alto risco ou categoria C (pacientes com DAC ou equivalente de DAC e risco absoluto de coronariopatia > 20 por cento em 10 anos). As metas de LDL-C foram definidas como: < 160mg/dl para o grupo de baixo risco, < 100mg/dl para o grupo de risco moderado e < 100mg/dl para o grupo de alto risco. A idade dos pacientes variou de 26 a 90 anos (média = 56 ± 13 anos) e 52 por cento era do sexo feminino. Na fase inicial do estudo, 93 por cento dos pacientes recebiam vastatinas e 7 por cento fibratos. A sinvastatina e a atorvastatina, nas doses médias de 12 e 26mg/dia, respectivamente, foram as bastatinas mais utilizadas e, com essas doses, 41 por cento dos pacientes atingiram as metas de LDL-C. Esse percentual aumentou para 46 por cento ao final do estudo, em conseqüência do ajuste das doses das vastatinas. As maiores porcentagens de sucesso foram observadas entre o spacientes de baixo risco e os resultados não foram influenciados pela especialidade do médico. Os achados desse estudo indicam que as porcentagens de pacientes que alcançam as metas de LDL-C estabelecidas pelas diretrizes são baixas


Assuntos
Humanos , Anticolesterolemiantes/uso terapêutico , HDL-Colesterol , LDL-Colesterol , Economia da Saúde/tendências , Hiperlipidemias , Avaliação de Processos e Resultados (Cuidados de Saúde)
16.
Arq Bras Cardiol ; 83(6): 493-7; 488-92, 2004 Dec.
Artigo em Inglês, Português | MEDLINE | ID: mdl-15654446

RESUMO

OBJECTIVE: To investigate the effects of low concentrations of oxidized LDL (oxLDL) on the proliferation and spontaneous motility of human coronary artery endothelial cells (HCAEC) in culture. METHODS: Cultures of HCAEC were treated with low concentrations of native LDL (nLDL) isolated from human plasma and with LDL minimally oxidized through different chemical methods; the effects were compared. RESULTS: Native LDL had no deleterious effects on in vitro proliferation and motility of HCAEC; however, at its highest concentration and for a longer exposure, nLDL inhibited cell proliferation. The LDL chemically oxidized by spermine nonoate (SNO) and 3-morpholinylsydnonimine (SYN-1) had significant inhibiting effects on in vitro proliferation and motility of HCAEC, which were proportional to the greatest concentrations and degrees of oxidation of LDL. CONCLUSION: OxLDL has a cytotoxic effect, inhibiting the proliferation and spontaneous motility of HCAEC in culture. This effect is proportional to the concentration and degree of oxidation of LDL; native LDL is relatively innocuous.


Assuntos
Movimento Celular/efeitos dos fármacos , Proliferação de Células/efeitos dos fármacos , Vasos Coronários/citologia , Células Endoteliais/efeitos dos fármacos , Endotélio Vascular/citologia , Lipoproteínas LDL/farmacologia , Movimento Celular/fisiologia , Doença da Artéria Coronariana/metabolismo , Doença da Artéria Coronariana/fisiopatologia , Células Endoteliais/fisiologia , Humanos , Lipoproteínas LDL/metabolismo , Lipoproteínas LDL/fisiologia
17.
São Paulo; Atheneu; 2004. 416 p. ilus, tab, graf.
Monografia em Português | Sec. Munic. Saúde SP, AHM-Acervo, CAMPOLIMPO-Acervo | ID: sms-2527
19.
São Paulo; Atheneu; 2004. 416 p. ilus, tab, graf.
Monografia em Português | LILACS, AHM-Acervo, CAMPOLIMPO-Acervo | ID: lil-642145
20.
J. bras. patol. med. lab ; 39(3): 203-206, jul.-set. 2003. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-349001

RESUMO

O alcoolismo está relacionado a má nutriçäo e baixos níveis de várias vitaminas que fazem parte do metabolismo da homocisteína (Hci). O objetivo deste estudo foi analisar a prevalência de hiper-homocisteinemia em pacientes com alta ingestäo diária de aguardente de cana-de-açúcar. Foram incluídos neste estudo 31 homens hospitalizados para tratamento de alcoolismo. Hci, folato (Fol), vitamina B12 séricos e enzimas hepáticas foram determinados e repetidos após 21 dias de abstinência alcoólica. Os valores de Hci em æmol/l antes e depois do tratamento foram, respectivamente, de 24,88 ± 2,09 e 12,48 ± 0,69. A abstinência alcoólica diminuiu significativamente os valores de aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase e gamaglutamiltranspeptidase. Näo houve alteraçäo dos níveis de hemácias, proteínas totais e concentraçäo de hemoglobina corpuscular média. Os níveis de Hci antes do tratamento se correlacionaram com os de folato (r² = 0,333). Estes resultados sugerem que o alcoolismo crônico está acompanhado por perturbaçäo do metabolismo de aminoácidos sulfurados e que a hiper-homocisteinemia etanol-induzida através de aguardente de cana-de-açúcar pode ser acompanhada de níveis séricos baixos de folato, agravando o estado nutricional destes pacientes


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Alcoolismo , Análise de Variância , Deficiência de Ácido Fólico/etiologia , Deficiência de Ácido Fólico/metabolismo , Hiper-Homocisteinemia , Oxirredutases atuantes sobre Doadores de Grupo CH-NH , Deficiência de Vitamina B 12
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA