Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 74
Filtrar
4.
Arq. bras. cardiol ; 109(3,supl.1): 1-104, Sept. 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-887936
5.
Arq. bras. cardiol ; 109(1): 23-29, July 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-887891

RESUMO

Abstract Background: Estimative of left ventricular ejection fraction (LVEF) is a major indication for echocardiography. Speckle tracking echocardiography (STE) allows analysis of LV contraction mechanics which includes global longitudinal strain (GLS) and twist/torsion, both the most widely used. Direct comparison of correlations between these novel parameters and LVEF has never been done before. Objective: This study aims to check which one has the highest correlation with LVEF. Methods: Patients with normal LVEF (> 0,55) and systolic dysfunction (LVEF <0,55) were prospectively enrolled, and underwent echocardiogram with STE analysis. Correlation of variables was performed by linear regression analysis. In addition, correlation among levels of LV systolic impairment was also tested. Results: A total of 131 patients were included (mean age, 46 ± 14y; 43%, men). LVEF and GLS showed a strong correlation (r = 0.95; r2 = 0.89; p < 0.001), more evident in groups with LV systolic dysfunction than those with preserved LVEF. Good correlation was also found with global longitudinal strain rate (r = 0.85; r2 = 0.73; p < 0.001). Comparing to GLS, correlation of LVEF and torsional mechanics was weaker: twist (r = 0.78; r2 = 0.60; p < 0.001); torsion (r = 0.75; r2 = 0.56; p < 0.001). Conclusion: GLS of the left ventricle have highly strong positive correlation with the classical parameter of ejection fraction, especially in cases with LV systolic impairment. Longitudinal strain rate also demonstrated a good correlation. GLS increments analysis of LV systolic function. On the other hand, although being a cornerstone of LV mechanics, twist and torsion have a weaker correlation with LV ejection, comparing to GLS.


Resumo Fundamento: A estimativa da fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE) é uma das pincipais indicações para a ecocardiografia. Speckle tracking (ST) permite a análise da mecânica de contração do VE que inclui a deformação (strain) longitudinal global (SLG) e o twist / torção, sendo ambos os mais utilizados. A comparação direta de correlações entre esses novos parâmetros e a FEVE nunca foi feita antes. Objetivo: Verificar qual delas tem a maior correlação com a FEVE. Métodos: Pacientes com FEVE normal (> 0,55) e disfunção sistólica (FEVE < 0,55) foram prospectivamente inscritos e submetidos a ecocardiograma com análise do ST. A correlação das variáveis foi realizada por análise de regressão linear. Além disso, também foi testada a correlação entre os níveis de comprometimento sistólico do VE. Resultados: Foram incluídos 131 pacientes (média de idade de 46 ± 14 anos e 43% de homens). A FEVE e SLG apresentaram forte correlação (r = 0,95; r2 = 0,89; p < 0,001), mais evidente em grupos com disfunção sistólica do VE do que naqueles com FEVE preservada. Também foi encontrada boa correlação com a taxa de deformação (strain rate) longitudinal (SRL) global (r = 0,85; r2 = 0,73; p < 0,001). Comparando-a à SLG, a correlação entre FEVE e mecânica de torção foi mais fraca: twist (r = 0,78; r2 = 0,60; p < 0,001); Torção (r = 0,75, r2 = 0,56, p < 0,001). Conclusão: A SLG do ventrículo esquerdo apresenta alta correlação positiva com o parâmetro clássico de fração de ejeção, principalmente nos casos de comprometimento sistólico do VE. O SRL também demonstrou uma boa correlação. A SLG incrementa a análise da função sistólica do VE. Por outro lado, apesar de ser a pedra angular da mecânica do VE, o twist e a torção têm uma correlação mais fraca com a ejeção do VE, quando comparados ao SLG.

7.
ABC., imagem cardiovasc ; 29(3): 92-98, jul.-set. 2016. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-789847

RESUMO

Fundamento: Microbolhas intravenosas (MB) e ultrassom (US) têm sido utilizados para recanalizar vasos epicárdicos em modelos animais de infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST (IAM-SST). Nenhum estudo prévio demonstrando o valor dessa técnica foi realizado em humanos. Objetivo: Estudo piloto realizado com o objetivo de avaliar a eficácia da utilização de MB e US (sonotrombólise) sobre as taxas iniciais de recanalização de artérias coronarianas em pacientes com IAM-SST. Método: Estudamos 24 pacientes (18 homens, média etária de 58 ± 9 anos) que deram entrada no serviço de emergência com IAM-SST. Pacientes foram randomizados em um dos três grupos: MB + US especificamente desenvolvido para este protocolo, com duração de pulso 4-20 useg e índice mecânico (IM) >1.0 (n = 7), MB + US com impulsos repetitivos de alto IM (1.0), com duração de pulso < 2 useg (n = 8), ou grupo controle (n = 9) que recebeu MB + US apenas paraanalisar a perfusão dentro da área de risco. As MB utilizadas no estudo consistiam em solução de Definity 3%. Todos os pacientes foram submetidos a intervenção coronariana percutânea (ICP). Resultados: As médias dos tempos porta-balão foram 76 ± 35 minutos no grupo MB + US 4-20 useg, 70 ± 20 minutos no grupo MB + US impulsos repetitivos e 81 ± 13 minutos no grupo controle (p = NS). Recanalização angiográfica antes da angioplastia foi observada em 75% dos pacientes tratados com MB + US impulsos repetitivos, em 43% nogrupo tratado com MB + US 4-20 useg e em 11% do grupo controle (p = < 0,05). Conclusão: Utilização de MB e US com impulsos repetitivos pode ser um método para recanalização precoce de artérias epicárdicas em pacientes com IAM-SST.


Background: Intravenous microbubbles (MB) and transthoracic ultrasound (US) have been utilized to recanalize epicardial vessels in animalmodels of ST segment elevation myocardial infarction (STEMI). The feasibility of such an ultrasound-guided approach in humans with STEMIhave not been studied. Objective: Pilot study with the aim to evaluate the efficacy of MB plus US on coronary artery recanalization rate in patients with STEMI. Methods: Twenty-four patients (18 men, mean age 58 ± 9 years) admitted to the emergency room with STEMI were randomized into 3 groups. Patients either received MB plus custom designed high mechanical index (MI) impulses at 4-20 usec pulse duration (n = 7), MB plus diagnostichigh MI (MI = 1.0) with multiple impulses < 2 usec pulse duration (n = 8) or MB plus limited diagnostic high MI impulses (< 5) just to analyzemyocardial perfusion, control group (n = 9). MB utilized in the study consisted of a solution of Definity 3%. All randomized groups underwent emergent PCI.Results: The mean door-to-balloon time were 76 ± 35 minutes in group US 4-20 usec, 70 ± 20 minutes in group US multiple impulses and 81 ± 13 minutes in control group (p = NS). Angiographic recanalization before PCI was observed in 75% of patients treated with US multiple impulses, in 43% for US 4-20 usec and 11% in control (p = <0.05).Conclusion: Utilization of MB and diagnostic US with multiple impulses may be a method of achieving early recanalization in acute STEMI.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Infarto do Miocárdio/diagnóstico , Infarto do Miocárdio/terapia , Microbolhas/uso terapêutico , Ultrassonografia/métodos , Vasos Coronários , Análise de Variância , Angiografia Coronária/métodos , Ecocardiografia/métodos , Eletrocardiografia/métodos , Intervenção Coronária Percutânea/métodos , Resultado do Tratamento , Terapia Trombolítica/métodos
8.
ABC., imagem cardiovasc ; 29(1): 3-10, jan.-mar.2016. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-777616

RESUMO

A adaptação à sobrecarga crônica de volume na insuficiência mitral (IM) tende a aumentar o átrioesquerdo (AE), predispondo a disfunção atrial e arritmias. Embora as dimensões do AE tragam importante informação prognóstica, a função contrátil atrial não tem sido estudada consistentemente na IM. Objetivo: O objetivo deste estudo foi analisar a função atrial em pacientes com IM por cardiopatia reumática (CR) eprolapso valvar mitral (PVM). Métodos: Foram estudados 54 pacientes com IM importante, com área do orifício regorgitante efetivo (ERO) ≥ 0,40 cm2,sendo 23 com CR e 31 com PVM, em ritmo sinusal, com fração de ejeção do ventrículo esquerdo (VE) > 60%. Foram medidos diâmetros e massa do VE, volumes do VE e AE (máximo, mínimo e pré-A), fração de esvaziamento total (FEsv.TAE), passiva (FEsv.P AE) e ativa (FEsv.A AE) do AE, para avaliar função. Medidas de Doppler transmitral e tecidual foram obtidas. Resultados: Comparados ao PVM, pacientes com CR eram mais jovens (35 ± 11 versus 55 ± 13 anos; p < 0,05) e do sexo feminino (17 versus 7 mulheres; p < 0,05); o índice de massa do VE foi maior no grupo PVM. O volume atrial máximo foiigual para os grupos, com maior volume mínimo (56,9 ± 30 versus 41,6 ± 17 mL; p = 0,02) e consequentemente menor FEsv.A AE (0,41 ± 0,11 versus 0,47 ± 0,07; p = 0,03) e FEsv.A AE (0,20 ± 0,08 versus 0,27 ± 0,07; p < 0,001) para o grupo CR. Conclusão: Embora mais jovens, pacientes com IM de etiologia reumática apresentam maior comprometimento da função atrial comparados a pacientes com PVM, possivelmente refletindo o acometimento do miocárdio atrial peladoença...


Adaptation to chronic volume overload in patients with mitral insufficiency (MI) tends to increase left atrium (LA), leading to LA dysfunction and arrhythmias. Though LA dimension is a well-known cardiovascular risk predictor, LA contractile function has not been thoroughly assessed in patients with MI of distinct etiologies. Objective: We aimed to assess LA structure and function in patients with MI due to rheumatic heart disease (RHD) and mitral valve prolapse (MVP). Methods: We assessed 54 patients with severe MI, defined by an effective regurgitant orifice (ERO) ≥ 0.40 cm2, 23 with RHD and 31 with MVP, all in sinus rhythm and with left ventricular (LV) ejection fraction > 60%. We measured LV diameters and mass, and also volumes (Simpson) to assess function, including maximal, minimal and pre-atrial contraction volumes, and total (TLAEF), passive (PLAEF) and active (ALAEF) LAemptying fraction. Transmitral and tissue Doppler measurements were obtained. Results: Compared to MVP, patients with RHD were younger (35 ± 11 versus 55 ± 13 years) and mainly female (17 versus 7 female; p < 0.05);LV mass index was higher for MVP patients. Although LA maximal volume was similar for both groups, patients with RHD had higher minimal LA volumes (56.9 ± 30 versus 41.6 ± 17 ml; p = 0.02), resulting in lower TLAEF (0.41 ± 0.11versus 0.47 ± 0.07; p = 0.03) and ALAEF (0.20 ± 0.08versus 0.27 ± 0.07; p < 0.001). Conclusion: Although younger, patients with MI due to RHD present with more severe LA dysfunction compared to MVP, possibly reflecting direct atrial impairment from rheumatic heart disease...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cardiopatia Reumática/diagnóstico , Cardiopatia Reumática/terapia , Função do Átrio Esquerdo/fisiologia , Insuficiência da Valva Mitral/etiologia , Prolapso da Valva Mitral/etiologia , Doença Crônica/terapia , Ecocardiografia Doppler em Cores/métodos , Ecocardiografia/métodos , Átrios do Coração , Valva Mitral , Estudos Prospectivos , Análise Estatística , Volume Sistólico/fisiologia
9.
In. Kalil Filho, Roberto; Fuster, Valetim; Albuquerque, Cícero Piva de. Medicina cardiovascular reduzindo o impacto das doenças / Cardiovascular medicine reducing the impact of diseases. São Paulo, Atheneu, 2016. p.267-285.
Monografia em Português | LILACS | ID: biblio-971541
13.
São Paulo; Grupo Fleury; 2016. 101 p. ilus.
Monografia em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-34802

Assuntos
Coração , Atletas
14.
ABC., imagem cardiovasc ; 28(1): 30-35, jan.-mar. 2015. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-747459

RESUMO

Introdução: Na cardiomiopatia dilatada (CMD) de origem não isquêmica uma reserva coronariana diminuída estáassociada a maior risco de morte e um dos possíveis mecanismos é o aumento das pressões de enchimento doventrículo esquerdo. Objetivo: Avaliar a reserva de fluxo coronariano (RFC) pela Ecocardiografia Transtorácica (ETT) e comparar com graus de função diastólica.Métodos: Foram estudados 156 pacientes com CMD não isquêmica (101 homens, média etária 53 ± 12 anos) e disfunção sistólica importante. A função diastólica foi avaliada pelo fluxo transvalvar mitral, fluxo venoso pulmonar e Doppler tecidual, e classificada em: normal (Grau 0); alteração de relaxamento (Grau I); padrão pseudonormal (Grau II); restritivo com reversão à manobra de Valsalva (grau III); e restritivo sem reversão à manobra de Valsalva (Grau IV). A RFC foi determinada pelo fluxo obtido com o Doppler pulsado na artéria descendente anterior e calculada como a relação entre a velocidade diastólica máxima durante a hiperemia (dipiridamol, 0,84 mg/Kg) e no basal.Resultados: Todos os pacientes apresentavam disfunção sistólica importante, fração de ejeção média de 25,3 ± 5,7%; 86 pacientes (55%) apresentavam função diastólica grau 0 ou I, enquanto 70 pacientes (45%) apresentavam disfunção diastólicagraus II, III e IV. A exequibilidade da medida de RFC foi de 90,4%. A RFC foi significativamente maior nos pacientes com função diastólica 0 ou I (2,2 ± 0,5) do que nos pacientes com disfunção diastólica graus II, II e IV (1,9 ± 0,5; p < 0,001). Conclusões: A RFC apresenta-se reduzida em pacientes com CMD de origem não isquêmica e graus avançados de disfunção diastólica.


Introduction: In patients with nonischemic dilated cardiomyopathy (DCM), decreased coronary flow reserve is associated with increased risk of death and one of the possible mechanisms is the increased left ventricular filling pressures. Objective: To evaluate the coronary flow reserve (CFR) by transthoracic echocardiography (TTE) and compare it with degrees of diastolicfunction in patients with DCM. Methods: We studied 156 patients with DCM (101 men, mean age 53±12 years) and severe systolic dysfunction. Diastolic function was assessed by mitral inflow, pulmonary venous flow and tissue Doppler, and classified as normal (grade 0), impaired relaxation pattern (Grade 1), pseudonormal pattern (Grade 2), reversible restrictive pattern during Valsalva maneuver (Grade 3) and irreversible restrictive pattern during Valsalva maneuver (Grade 4). The CFR was determined by pulsed Doppler in left anterior descending coronary artery and calculated as the ratio of the maximumdiastolic velocity during hyperemia (dipyridamole, 0.84 mg/kg) and baseline. Results: All patients had significant systolic dysfunction, with mean left ventricular ejection fraction of 25.3±5.7%. 86 patients (55%) had grade 0 or 1 diastolic function while 70 patients (45%) had grades II, III or IV of diastolic dysfunction. The feasibility of CFR obtained by TTE was 90.4%. The CFR was significantly higher in patients with diastolic dysfunction 0 or 1 (2.2±0.5) than in patients with diastolic dysfunction grades II, II or IV (1.9±0.5, p<0.001). Conclusion: CFR is reduced in patients with nonischemic DCM and advanced degrees of diastolic dysfunction.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Cardiomiopatia Dilatada/complicações , Cardiomiopatia Dilatada/etiologia , Disfunção Ventricular Esquerda/complicações , Disfunção Ventricular Esquerda/diagnóstico , Reserva Fracionada de Fluxo Miocárdico , Insuficiência Cardíaca/diagnóstico , Insuficiência Cardíaca/mortalidade , Ecocardiografia/métodos , Análise Estatística , Volume Sistólico
16.
Barueri; Manole; 2014. 513 p. ilus.
Monografia em Português | Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IDPCPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: ses-33680

RESUMO

O livro apresenta os principais métodos gráficos e de imagem usados atualmente na abordagem cardiológica. Contempla a prática, utilizando casos clínicos como base, reúne vivências clínicas e acadêmicas distintas e, acima de tudo, reflete o consenso entre as partes envolvidas. Aborda algumas das muitas aplicações dos testes apresentados inicialmente, sempre em situações desafiantes do ponto de vista diagnóstico.(AU)


Assuntos
Doenças Cardiovasculares/diagnóstico , Cardiologia
17.
Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo ; 22(1): 7-11, jan.-mar. 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-669827

RESUMO

Pacientes com disfunção ventricular esquerda por doença coronariana grave por um lado estão entre os que apresentam a maior mortalidade operatória, entretanto são os que mais se beneficiam dos procedimentos de revascularização. Assim, a adequada seleção dos pacientes com maior potencial de recuperação da função ventricular esquerda após a revascularização é de importância primordial a fim de reduzir a mortalidade operatória e assim, aumentar a sobrevida destes pacientes. Para esta investigação, como demonstraremos, a ecocardiografia se desponta entre outros métodos por sua versatilidade, custo adequado e alta acurácia. Estudos demonstram que a sensibilidade da ecocardiografia sob estresse pela dobutamina para recuperação de função varia de 74% a 88%, e a especificidade entre 73% a 87% e que a documentação de uma resposta bifásica confere o maior valor preditivo positivo (72%) para recuperação funcional após RM. A ecocardiografia com estresse pela dobutamina (EED), associada ao uso de contrastes para a análise da perfusão miocárdica (PM) pode melhorar ainda mais esta acurácia. EM 24 pacientes estudados pelo nosso grupo, a análise qualitativa do PM associada a EED apresentaram sensibilidades de 74% e 89%, especificidade de 60% e 40%, para predizer recuperação funcional após RM. Quando foi analisada a reserva de fluxo miocárdico quantificada, a sensibilidade, a sensibilidade foi de 91,3%, especificidade de 50%. Desta forma e ecocardiografia, por meio de suas técnicas sob estresse ou contrastada, são alternativas precisas para a avaliação deste grave grupo de pacientes.


Assuntos
Humanos , Ecocardiografia sob Estresse/métodos , Ecocardiografia sob Estresse , Insuficiência Cardíaca/complicações , Insuficiência Cardíaca/diagnóstico , Contração Miocárdica , Miocárdio
18.
Arq. bras. cardiol ; 97(2): 111-121, ago. 2011. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-601778

RESUMO

FUNDAMENTO: A ecocardiografia consiste em método muito útil para seleção e avaliação de resposta à terapia de ressincronização cardíaca (TRC). O eco 3D já tem seu papel estabelecido na avaliação dos volumes ventriculares e fração de ejeção ventricular esquerda (FEVE) com excelente correlação de resultados quando comparado à RNM. OBJETIVO: Comparar a avaliação dos volumes ventriculares (VDVE, VSVE), FEVE e massa do VE antes e após a TRC pela ecocardiografia bi (Eco 2D) e tridimensional (Eco 3D). MÉTODOS: Foram avaliados 24 pacientes com IC CFIII ou IV (NYHA), ritmo sinusal QRS > 150 ms, em vigência de terapêutica otimizada para IC submetidos a TRC. Foram realizados eletrocardiograma (ECG), avaliação clínica, Eco 2D e 3D antes, três e seis meses após a TRC. A comparação entre as técnicas foi realizada utilizando-se a correlação de Pearson (r). RESULTADOS: No momento basal, a correlação entre os métodos foi de 0,96 para avaliação do VDVE, 0,95 para avaliação do VSVE, 0,87 para FEVE, e 0,72 para massa do VE. Após três meses da TRC, a correlação entre os métodos para análise do VDVE foi de 0,96, 0,95 para VSVE, 0,95 para FEVE, e 0,77 para massa do VE. Após seis meses da TRC, a correlação entre o Eco 2D e 3D para análise do VDVE foi de 0,98, 0,91 para VSVE, 0,96 para FEVE, e 0,85 para massa do VE. CONCLUSÃO: Neste estudo foi observada redução dos VDVE,VSVE, além de melhora da FEVE após a TRC. Houve excelente correlação entre o Eco 2D e o 3D para avaliação dos volumes ventriculares e FEVE, e boa correlação entre os métodos para avaliação da massa ventricular esquerda antes e após a TRC.


BACKGROUND: Echocardiography is a useful method for screening and assessing response to cardiac resynchronization therapy (CRT). 3D echocardiography has already established its role in the evaluation of ventricular volumes and ejection fraction (LVEF) with excellent correlation of results when compared with MRI. OBJECTIVE: To compare the evaluation of ventricular volumes (LVDV, LVSV), LVEF, and LV mass before and after CRT by 2D echocardiography and three-dimensional echocardiography. METHODS: We evaluated 24 patients with HF FCIIIouIV (NYHA), sinus rhythm QRS > 150 ms, during an optimized therapy for HF undergoing CRT. We conducted electrocardiogram (ECG), clinical evaluation, 2D and 3D echocardiography before, three and six months after CRT. The comparison between the techniques was performed using Pearson's correlation (r). Results: At baseline, the correlation between methods was 0.96 for evaluation of LVDV, 0.95 for evaluation of LVSV, 0.87 for LVEF and 0.72 for LV mass. After three months of CRT, the correlation between methods for analysis of LVDV was 0.96, 0.95 for LVSV, 0.95 for LVEF, and 0.77 for LV mass. After six months of CRT, the correlation between 2D and 3D echocardiography for analysis of LVDV was 0.98, 0.91 for LVSV, 0.96 for LVEF, and 0.85 for LV mass. CONCLUSION: This study reported was a reduction of LVDV, LVSV, besides improvement in LVEF after CRT. There was an excellent correlation between the 2D and 3D echocardiography for evaluation of ventricular volumes and LVEF, and a good correlation between methods for evaluation of left ventricular mass before and after CRT.


FUNDAMENTO: La ecocardiografía consiste en método muy útil para selección y evaluación de respuesta a la terapia de resincronización cardíaca (TRC). El ecocardiograma tridimensional ya tiene su papel establecido en la evaluación de los volúmenes ventriculares y fracción de eyección ventricular izquierda (FEVI) con excelente correlación de resultados cuando es comparado a la resonancia nuclear magnética (RNM). OBJETIVO: Comparar la evaluación de los volúmenes ventriculares (VDVI, VSVI), FEVI y masa del VI antes y después de la TRC por la ecocardiografía bi (Eco 2D) y tridimensional (Eco 3D). MÉTODOS: Fueron evaluados 24 pacientes con insuficiencia cardíaca (IC), clase funcional (CF) III o IV (NYHA), ritmo sinusal QRS > 120 ms, en vigencia de terapéutica optimizada para IC sometidos a TRC. Fueron realizados electrocardiograma (ECG), evaluación clínica, Eco 2D y 3D antes, tres y seis meses después de la TRC. La comparación entre las técnicas fue realizada utilizando la correlación de Pearson (r). RESULTADOS: En el momento basal, la correlación entre los métodos fue de 0,96 para evaluación del VDVI, 0,95 para evaluación del VSVI, 0,87 para FEVI, y 0,72 para masa del VI. Después de tres meses de la TRC, la correlación entre los métodos para análisis del VDVI fue de 0,96, 0,95 para VSVI, 0,95 para FEVI, y 0,77 para masa del VI. Después de seis meses de la TRC, la correlación entre el Eco 2D y 3D para análisis del VDVI fue de 0,98, 0,91 para VSVI, 0,96 para FEVI, y 0,85 para masa del VI. CONCLUSIÓN: En este estudio fue observada reducción de los VDVI,VSVI, además de mejora de la FEVI después de la TRC. Hubo excelente correlación entre el Eco 2D y el 3D para evaluación de los volúmenes ventriculares y FEVI, y buena correlación entre los métodos para evaluación de la masa ventricular izquierda antes y después de la TRC.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Terapia de Ressincronização Cardíaca , Ecocardiografia Tridimensional/métodos , Insuficiência Cardíaca , Ventrículos do Coração , Volume Sistólico/fisiologia , Remodelação Ventricular/fisiologia , Ecocardiografia Tridimensional/normas , Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia , Insuficiência Cardíaca/terapia , Estudos Prospectivos , Fatores de Tempo
19.
Rev. bras. ecocardiogr. imagem cardiovasc ; 24(2): 54-58, abr.-jun. 2011. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-583509

RESUMO

Vários parâmetros ecocardiográficos têm sido utilizados para a obtenção da programação mais adequada do marca-passo biventricular, em pacientes com insuficiência cardíaca avançada e submetidos à terapia de ressincronização cardíaca. Nesse contexto, a análise do d/Pdt positivo e negativo é técnica rápida, reprodutível e muito acessível, e pode fornecer informações úteis à definição da melhor programação. O melhor ajuste dos intervalos atrioventricular e ventrículo-ventricular deve levar em consideração o caráter global dos diversos parâmetros ecocardiográficos analisados.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Ecocardiografia Tridimensional/métodos , Ecocardiografia Tridimensional , Ecocardiografia/métodos , Ecocardiografia , Insuficiência Cardíaca/complicações , Insuficiência Cardíaca/diagnóstico , Marca-Passo Artificial , Remodelação Ventricular
20.
Arq. bras. cardiol ; 96(6): e119-e122, jun. 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-593828

RESUMO

A terapia de ressincronização cardíaca consiste em tratamento promissor para pacientes com insuficiência cardíaca grave, porém cerca de 30 por cento dos pacientes não apresentam melhora clínica com este tratamento. Por outro lado, aproximadamente 10 por cento dos pacientes submetidos a essa terapia podem apresentar hiper resposta, e a ecocardiografia tridimensional pode oferecer uma opção interessante para a seleção e avaliação de tratamento desses pacientes.


Cardiac resynchronization therapy consists of a promising treatment for patients with severe heart failure, but about 30 percent of patients do not exhibit clinical improvement with this procedure. However, approximately 10 percent of patients undergoing this therapy may have hyperresponsiveness, and three-dimensional echocardiography can provide an interesting option for the selection and evaluation of such patients.


La terapia de resincronización cardíaca consiste en un tratamiento promisorio para pacientes con insuficiencia cardíaca grave, sin embargo cerca de un 30 por ciento de los pacientes, no presentan una mejoría clínica con ese tratamiento. Por otro lado, aproximadamente un 10 por ciento de los pacientes sometidos a esa terapia pueden presentar hiperrespuesta, y la ecocardiografía tridimensional puede ser una opción interesante para la selección y la evaluación del tratamiento de esos pacientes.


Assuntos
Feminino , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Terapia de Ressincronização Cardíaca/efeitos adversos , Ecocardiografia Tridimensional , Insuficiência Cardíaca , Insuficiência Cardíaca/terapia , Recuperação de Função Fisiológica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA