Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Psicol. reflex. crit ; 25(2): 248-255, 2012.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-56838

RESUMO

Resiliência é um construto que descreve a capacidade de um indivíduo superar, com relativo sucesso, condições adversas ou situações que envolvem risco ao seu bem-estar, desenvolvimento e saúde mental. Alguns pesquisadores da área interpretam essa definição como uma indicação de que a resiliência é similar a outras variáveis de ajustamento e presumem a sua estabilidade temporal. Isso leva sua avaliação a ser feita frequentemente através de escalas autoadministradas, por vezes questionáveis em termos de sua precisão e validade. Este artigo discute a abrangência e o histórico da resiliência psicológica e as várias formas de sua avaliação. Mais especificamente, o objetivo deste artigo é apresentar argumentos contra a pertinência da utilização de escalas de autorrelato para a mensuração da resiliência, considerando-se o caráter relacional, processual e contextual desse construto. Para tanto, instrumentos disponíveis na literatura para avaliação da resiliência são revisados e discutidos, apontando orientações para a pesquisa na área.(AU)


Resilience is a construct which describes the capacity of individuals to overcome, with relative success, adverse conditions or risky situations to their well-being, development, and mental health. Some researchers interpret this definition as an indication that resilience is similar to some other adjustment variables and they assume that it presents temporal stability. Resilience is frequently assessed using self-report scales, which may also present validity and reliability problems. The present paper discusses the history and the comprehensiveness of psychological resilience and the different ways of evaluating it. More specifically, the objective of this study is to present arguments against the use of self-report scales to measure resilience, because of the relational, processual and contextual character of such construct. The main instruments available in the literature are reviewed and discussed and new directions for research in the area are suggested.(AU)


Assuntos
Resiliência Psicológica
2.
Psicol. reflex. crit ; 25(2): 248-255, 2012.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-643825

RESUMO

Resiliência é um construto que descreve a capacidade de um indivíduo superar, com relativo sucesso, condições adversas ou situações que envolvem risco ao seu bem-estar, desenvolvimento e saúde mental. Alguns pesquisadores da área interpretam essa definição como uma indicação de que a resiliência é similar a outras variáveis de ajustamento e presumem a sua estabilidade temporal. Isso leva sua avaliação a ser feita frequentemente através de escalas autoadministradas, por vezes questionáveis em termos de sua precisão e validade. Este artigo discute a abrangência e o histórico da resiliência psicológica e as várias formas de sua avaliação. Mais especificamente, o objetivo deste artigo é apresentar argumentos contra a pertinência da utilização de escalas de autorrelato para a mensuração da resiliência, considerando-se o caráter relacional, processual e contextual desse construto. Para tanto, instrumentos disponíveis na literatura para avaliação da resiliência são revisados e discutidos, apontando orientações para a pesquisa na área.


Resilience is a construct which describes the capacity of individuals to overcome, with relative success, adverse conditions or risky situations to their well-being, development, and mental health. Some researchers interpret this definition as an indication that resilience is similar to some other adjustment variables and they assume that it presents temporal stability. Resilience is frequently assessed using self-report scales, which may also present validity and reliability problems. The present paper discusses the history and the comprehensiveness of psychological resilience and the different ways of evaluating it. More specifically, the objective of this study is to present arguments against the use of self-report scales to measure resilience, because of the relational, processual and contextual character of such construct. The main instruments available in the literature are reviewed and discussed and new directions for research in the area are suggested.


Assuntos
Resiliência Psicológica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...