Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 29: e2855, 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1285769

RESUMO

Resumo Introdução Diante das sucessivas transformações no que se refere à assistência em saúde mental e às abordagens teóricas que ancoram as práticas não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro, percebe-se a importância de sistematizar e identificar o que tem sido produzido e divulgado por terapeutas ocupacionais sobre esta temática. Objetivo Descrever o panorama do conhecimento científico sobre terapia ocupacional e saúde mental, levando em consideração as variáveis ano, idioma, país, abordagem metodológica e objeto dos estudos. Método Trata-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, de abordagem quantitativa, que se utiliza de estratégia bibliométrica para sistematizar os resultados encontrados. Resultados Foram analisados 249 estudos, sendo perceptível maior incidência de artigos brasileiros, australianos, estadunidenses e canadenses, publicados em inglês e, principalmente, a partir da década de 2000. A abordagem metodológica predominante foi a qualitativa e foram construídas nove categorias que dispõem sobre os objetos dos estudos. Conclusão Os resultados do mapeamento sobre a produção científica da terapia ocupacional em saúde mental possibilitaram a identificação de interesses e tendências teóricas e práticas ao longo do tempo e a nível mundial, assim como realçaram a importância da profissão neste campo.


Abstract Introduction The successive transformations in mental health practices and theoretical approaches in Occupational Therapy, both in Brazil and worldwide, give rise to the need of systematizing and identifying what has been produced and disseminated by occupational therapists on this topic. Objectives To describe the panorama of scientific productions about Occupational Therapy and mental health, considering variables such as year, language, country, methodological approach, and object of the studies. Method This exploratory and descriptive research was based on a quantitative approach, using bibliometric analysis to systematize its data. Results 249 studies were analyzed that demonstrate the highest incidence of Brazilian, Australian, American, and Canadian articles, published in English and mainly from the 2000s onwards. The predominant methodological approach was qualitative, and nine categories were created to deal with the objects of the studies. Conclusion The results of the mapping of Occupational Therapy scientific production in mental health enabled the identification of theoretical and practical interests and trends over time worldwide.

2.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 28(1): 127-146, jan.-mar. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1132759

RESUMO

Resumo Introdução A economia solidária se apresenta como estratégia de inclusão social pelo trabalho para pessoas com sofrimento psíquico. No Brasil, até 2005 não havia um levantamento sistematizado de Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) que permitisse análises sobre esta realidade, ainda que informações desta natureza sejam reconhecidamente fundamentais para a avaliação e avanço de estratégias de sustentação destas ações. A Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES) investiu no mapeamento nacional dos EES desde 2005 e, entre os anos de 2010 a 2013, foi realizado o segundo e último levantamento relativo aos EES no país, que alimentou o Sistema Nacional de Informações em Economia Solidária (SIES). Objetivo Caracterizar os empreendimentos econômicos solidários do campo da saúde mental cadastrados no banco de dados do SIES, oriundo do segundo mapeamento nacional. Método Trata-se de um estudo documental que analisou descritivamente os dados constantes no SIES. Resultados Foram identificados 140 empreendimentos compostos predominantemente por pessoas com transtornos mentais, inclusive quando decorrentes do uso de álcool e outras drogas, totalizando 19.708 empreendimentos cadastrados em todo território nacional. Os resultados apontam que há muitas semelhanças nas características dos EES do campo da saúde mental com os demais EES, como o tipo de organização, a atividade econômica desenvolvida, os espaços de comercialização, as conquistas e os desafios, por exemplo. Conclusão Entre as especificidades dos empreendimentos do campo da saúde mental, é possível apontar de maneira mais significativa a distribuição regional e área de atuação. Discute-se sobre as conquistas reveladas pelo mapeamento e sobre os desafios colocados para o avanço.


Abstract Introduction The solidarity economy is a strategy of social inclusion through work for people with psychic suffering. In Brazil, until 2005 there was no systematized survey of Solidary Economical Enterprises (SEE) that allowed analyzes on this reality, even though information of this nature is recognized as fundamental for the evaluation and advancement of strategies to sustain these actions. The National Secretary for Solidarity Economy (SENAES) has invested in the national mapping of the SEE since 2005, and between 2010 and 2013, the second and last survey on the SEE was carried out in the country, which fed the National Information System in Solidarity Economy (SIES). Objective To characterize the solidary economical enterprises of the field of mental health registered in the database of SIES from the second national mapping. Method This is a documentary study that analyzed descriptively the data contained in SIES. Results One hundred and forty enterprises were identified, predominantly composed of people with mental disorders, including those resulting from the use of alcohol and other drugs in a total of 19,708 enterprises registered in Brazil. The results point out that there are many similarities in the characteristics of SEE in the field of mental health with other SEE, such as the type of organization, economic activity developed, marketing spaces, achievements and challenges. Conclusion Among the specificities of the mental health field, we can point more significantly to the regional distribution and area of ​​action. It discusses the achievements revealed by the mapping and the challenges posed for the advancement.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...