Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 95
Filtrar
1.
Rev. APS ; 25(Supl 1)2022-05-06.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1370783

RESUMO

As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) são reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde e englobam várias terapêuticas corporais e comportamentais, sendo uma delas a acupuntura. Esta pesquisa teve como objetivo analisar uma experiência que articulou ações coletivas de acupuntura com a promoção da saúde em uma Unidade de Saúde da Família. Foi realizado um estudo descritivo e analítico, de natureza qualitativa, que utilizou rodas de conversas e registros em diário de pesquisa como estratégias para produção de dados. Este estudo possibilitou uma ampliação no acolhimento das demandas dos usuários, com estreitamento de vínculo entre a equipe de saúde e a comunidade, contribuindo para a desmedicalização do cuidado. Pôde-se perceber a ampliação da clínica,o aumento do conhecimento sobre as PICS, com incentivo à desmedicalização, autocuidado, participação de práticas coletivas, troca de saberes e inserção de estratégias capazes de colaborar com o processo de reconstrução de modos de viver a vida de pessoas que buscam o serviço de saúde.


Integrative and Complementary Practices in Health (PICS, in Portuguese) are recognizedby the World Health Organization and encompass several bodily and behavioral therapies, one of which is acupuncture. This research aimed to analyze and reflect on an experience that articulated collective actions using acupuncture practices with health promotion in a Family Health Unit. A descriptive and analytical study of qualitative nature was carried out, which used conversation circles and research diary records as strategies for data production. This study enabled an expansion in the understanding ofthe users' needs, with a closer bond between the health team and the community, contributing to the demedicalization of care. It was possible to perceive the expansion of the clinic's offer, the increase in knowledge of PICS, encouraging demedicalization,self-care, participation in collective practices, exchange of knowledge, and insertion of strategies capable of collaborating with the process of reconstructing the life habits of those who seek health care.


Assuntos
Acupuntura , Estratégias de Saúde Nacionais , Atenção à Saúde , Promoção da Saúde
2.
Health Promot Int ; 37(1)2022 Feb 17.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-34114018

RESUMO

This article discusses how preventive and promotional discourses have been incorporated by the Brazilian population in the context of the coronavirus pandemic. It analyzes materials posted on the internet and social after the first case of COVID 19-related death in Brazil that are related health promotion and COVID-19 aimed at orienting society's response to the pandemic. The analysis considers two key factors: the mismanagement of the pandemic by the Brazilian government and infodemic. There is complex use of scientific information with recommendations that focus on what people should do (intervention) and in transforming individuals' behaviors, based on an ideal model of healthy behaviors. Narratives aimed to delegate to the population and specific groups the task of taking care of themselves have been reinforced, removing from the State the responsibility to offer conditions for the population to address the situation. There is a sophistication of strategies that blame individual practices, personal organization and that are disconnected from the collective, especially for those who live in situation of extreme vulnerability. Concomitantly, there are also discourses based on notions of solidarity and renewed social connections, which are empowering and consistent with the practice of health promotion as it attributes meanings to the subjects and their ways of life. We conclude that greatest advocacy in the field of health promotion at this moment is political and could be directed toward reaffirming health promotion principles, supporting permanent mobilization against setbacks in the public sphere and defending a new, democratic, inclusive and collective vision of society.


Assuntos
COVID-19 , Pandemias , Brasil , Promoção da Saúde , Humanos , Pandemias/prevenção & controle , SARS-CoV-2
3.
Saúde Soc ; 31(3): e200666pt, 2022.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1410114

RESUMO

Resumo Este artigo teve como objetivo analisar as relações entre o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) que emergem de ações dialógicas com crianças e adolescentes em periferias urbanas vulnerabilizadas de São Vicente, São Paulo. Utilizando referencial metodológico das pesquisas participativas, a observação e registros de assembleias comunitárias e da parceria entre universidade pública e movimento social apontam para espaços de acolhimento às crianças e adolescentes que viabilizam leituras diagnósticas coletivas sobre a alimentação. Esses processos dialógicos permitem problematizar as dimensões do DHAA a partir da cadeia de produção, comercialização e consumo de alimentos, além da instabilidade a que essas crianças e adolescentes estão submetidos, em uma complexa rede de determinantes que produzem má-nutrição nos territórios onde vivem. Os resultados apontam que estas dimensões dialogam com todos os ODS, na medida em que demandam a sustentabilidade cultural, econômica, social e ambiental da alimentação. A parceria e a integração entre universidade e sociedade fortalece e potencializa os espaços de controle social e formação dos atores para a luta pelo DHAA, e pode também produzir efeitos de transformação nas desigualdades nos territórios e reconhecer a criança como sujeito de direitos com profundo rigor ético na construção de escutas inclusivas e de práticas qualificadas.


Abstract This study aimed to analyze the relation between the Human Right to Adequate Food (HRAF) and Sustainable Development Goals (SDG) resulting from a dialogic experience with children and adolescents in the periphery of São Vicente, São Paulo. Using the methodological framework of participatory research, community assemblies observation, and the partnership between the university and social movements point to a caring place for children/adolescents that enable collective diagnostic readings on food. Dialogical processes enable us to problematize HRAF dimensions based on the chain of food production, trading and consumption, and the instability to which those children/adolescents are subjected in a complex network of determinants that produce hunger and malnutrition in the territories in which they live. Results show that these dimensions dialogue with all the SDGs, as they demand cultural, economic, social, and environmental sustainability of food. The partnership and integration between university and society strengthens and enhances the spaces of social control and training of actors to advocate for the HRAF. It can also change inequalities in the territories and acknowledge children as subjects of rights with deep ethical commitment in the construction of inclusive listening and qualified practices.

4.
Rev. APS ; 24(Supl 1): 132-156, 2021-12-31.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1367259

RESUMO

Este artigo busca analisar a supervisão acadêmica do Grupo Especial de Supervisão (GES) do Programa Mais Médicos (PMM) em áreas remotas e territórios indígenas da Amazônia Legal, com foco na realidade dos profissionais dessas localidades e nas possibilidades de suporte pedagógico para regiões de difícil acesso. O trabalho foi desenvolvido a partir de entrevistas semiestruturadas com médicos do PMM e da narrativa autobiográfica da pesquisadora. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo textual, que resultou em três categorias: o "ser médico" do PMM (trajetórias, expectativas e perspectivas de trabalho); a contextualização do trabalho médico nas áreas indígenas e remotas da Amazônia Legal; e as características de funcionamento da supervisão acadêmica do GES/PMM que a tornam "especial" e fundamental para o país. A pesquisa, com isso, ajudou na compreensão da realidade da região, dos desafios enfrentados pelos profissionais e supervisores edas possibilidades de aprimoramento do suporte pedagógico para o PMM e outros programas de provimento médico. Por fim, discute-se o imperativo das questões estruturais de trabalho e vida nesses locais sobre o alcance real da supervisão, o que exige dela uma postura crítica e engajada por melhorias para a região.


The article seeks to analyze the academic supervision of the Special Supervision Group (GES, in Portuguese) from the More Doctors Program (PMMin Portuguese) in remote areas and indigenous territories of the Legal Amazon, focusing on the reality of professionals in these locations and the possibilities of pedagogical support for regions of difficult access. The work was developed from semi-structured interviews with PMM doctors and the autobiographical narrative of the researcher. The data were subjected to textual content analysis, which yielded three categories: the PMM's "being a doctor" (trajectories, expectations, and work perspectives); the contextualization of medical work in indigenous and remote areas of the Legal Amazon; and the characteristics of the GES/PMM's academic supervision functioning that distinguish it as "special" and fundamental to the country.The research thereby helped in understanding the reality of the region, the challenges faced by practitioners and supervisors, and the possibilities for improving pedagogical support for the PMM and other medical provider programs. Finally, it discusses the imperative of the structural issues of work and life in these places on the actual scope of supervision, which requires it to take a critical and engaged stance for improvements in the region.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Planos e Programas de Saúde , Ecossistema Amazônico , Consórcios de Saúde , Saúde de Populações Indígenas , Zonas Remotas , Povos Indígenas
5.
Rev. bras. educ. méd ; 45(3): e141, 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1279850

RESUMO

Resumo: Introdução: A implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais da graduação em Medicina de 2001 e 2014 provocou movimentos de mudanças na formação médica proporcionadas pela integração ensino-serviço na atenção primária à saúde (APS) desde os anos iniciais do curso e colocou em análise uma formação que se propõe ser generalista, crítica e reflexiva. Objetivo: Este estudo teve como objetivo identificar as contribuições que a interação ensino-serviço pode oferecer para a produção de um espaço de aprendizagem significativa, tendo como cenário uma unidade de saúde da família. Método: Trata-se de estudo de abordagem qualitativa com realização de rodas de conversas, nas quais participaram estudantes do primeiro, terceiro e quinto períodos do curso de Medicina, a fim de analisar as impressões deles do início, meio e término da disciplina. Foi utilizada a análise de conteúdo para a sistematização e avaliação dos dados obtidos. Resultado: Os ciclos pedagógicos foram considerados como oportunidades de aprendizagem, os portfólios reflexivos não atenderam aos objetivos de avaliação formativa, e a inserção nas práticas possibilitou conhecer as especificidades e a complementaridade das profissões, além da importância do trabalho em equipe. A visita domiciliar (VD) foi valorizada, no entanto carece de objetivos claros a fim de que cumpra seu papel de desenvolver a habilidade comunicacional, o acolhimento das demandas e a responsabilização do cuidado. Conclusão: A inserção precoce de estudantes da graduação em Medicina na atenção primária oportuniza experiências de aprendizagem significativa e potencializa o uso articulado e processual de ferramentas como a VD e o portfólio. Embora as políticas favoreçam a integração ensino-serviço-comunidade, provocar movimentos instituintes nos modelos hegemonicamente consolidados, colocando a APS na centralidade do processo, ainda é um grande desafio a ser enfrentado.


Abstract: Introduction: The implementation of the National Curriculum Guidelines for medicine in 2001 and 2014 brought about changes in undergraduate medical training provided by teaching-service integration in Primary Health Care (PHC) since the initial years of the course, and proposed a training that is generalist, critical and reflective. Objective: Identify the contributions that teaching-service interaction can offer for the production of a meaningful learning space, in the setting of a Family Health Unit. Method: A qualitative approach study with Conversation Wheels with students from the 1st, 3rd and 5th periods of the medical course in order to analyze their impressions at the start, midway through and at the end of the subject. Content Analysis was used to systematize and analyze the data obtained. Results: Pedagogical cycles were considered learning opportunities; the reflective portfolios did not meet the objectives of formative assessment and insertion into practice enabled an understanding of the specific and complementary characteristics of the professions in addition to the importance of teamwork. The value of the Home Visit was highlighted, however, a lack of clear objectives hinder its role of developing communication skills, accepting demands and making care responsible. Conclusions: The early insertion of undergraduate medical students into primary care settings provides meaningful learning experiences and enhances the articulated and procedural use of tools such as the HV and the portfolio. Although policies favor teaching-service-community integration, instigating inaugural movements within the hegemonically consolidated models, placing PHC at the center of the process, remains a major challenge.


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde , Estudantes de Medicina , Serviços de Integração Docente-Assistencial , Pesquisa Qualitativa
7.
Saúde debate ; 44(spe): 210-222, out. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1290124

RESUMO

RESUMO O processo de articulação da Rede de Atenção Psicossocial é um desafio diário vinculado à assistência integral à saúde e a estigmas sobre transtornos mentais, sendo necessário repensar estratégias que intensifiquem a articulação de maneira inclusiva, garantindo acesso a toda a população. Este artigo descreve uma pesquisa de intervenção de abordagem qualitativa, utilizando Oficinas como método de Educação Permanente em Saúde, apresentando os agentes comunitários de saúde como público-alvo. O objetivo deste estudo foi possibilitar a intervenção, a implementação e a análise dessa metodologia, com o intuito de promover um espaço de troca, criação coletiva e transformação da prática na produção diária de saúde entre profissionais e usuários com transtornos mentais, pensando sobre o fortalecimento do papel na Rede de Atenção Psicossocial segundo a Reforma Psiquiátrica. Esta pesquisa promoveu encontros com atividades reflexivas e aprendizagem inventiva que permitiram a 'construção conjunta', partindo de problemas identificados no cotidiano e construindo juntos a solução comum. Ao construir a solução, este estudo fortaleceu o relacionamento entre as equipes de atendimento da Rede de Atenção Psicossocial, incentivando esses profissionais a serem uma extensão do Centro de Atenção Psicossocial no território.


ABSTRACT The articulation process of the Psychosocial Care Network is a daily challenge linked to comprehensive health care and stigmas about mental disorders, and it is necessary to rethink strategies that intensify the articulation in an inclusive way, guaranteeing access for all the population. This article describes a qualitative approach intervention research, using workshops as a method of Permanent Education in Health, presenting the community health agents as a target audience. The purpose of this study is to enable the intervention, implementation and analysis of this methodology, aiming to promote a space of exchange, collective creation and transformation of the practice in the daily production of health among professionals and users with mental disorders, thinking the strengthening of the protagonism in the Psychosocial Care Network, according to the Psychiatric Reform. This research promoted meetings with reflective activities and inventive learning that allowed 'joint construction', starting with problems identified in daily life and building together the common solution. While building the solution, this study strengthened the relationship between the teams within those services of the Psychosocial Care Network, encouraging these professionals to be an extension of the Psychosocial Care Center in the territory.

11.
Rev. enferm. UERJ ; 27: :e42244, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1046054

RESUMO

Objetivo: avaliar o processo de educação permanente na capacitação de agentes comunitários de saúde (ACS) para a detecção de pessoas com demência na fase leve. Método: descritivo, comparando o desempenho dos sujeitos antes e após a oficina de aprendizagem. Após a aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa, foi realizada oficina de capacitação com oito ACS de uma unidade básica de saúde, da cidade de Santos, em 2018. Antes e após a oficina foram aplicados questionários semiestruturados. Os dados foram tratados a partir da análise temática. Resultados: a falta de conhecimento sobre a demência aponta para a necessidade de investimento em educação permanente dos ACS como uma importante ferramenta a ser utilizada na detecção de casos iniciais. Conclusão: a educação permanente pode contribuir para o maior número de casos identificados nas fases iniciais da demência na atenção básica de forma que os encaminhamentos necessários e tratamentos possíveis sejam iniciados precocemente de forma a beneficiar pessoas e/ou suas famílias.


Objective: to evaluate the continuing professional development (CPD) process in capacitation of community health workers (CHWs) to detect early dementias. Method: this descriptive study compared the performance of eight CHWs from a Basic Health Unit in Santos, by applying semi-structured questionnaires before and after a CPD workshop held in 2018, after approval by the research ethics committee. The data were processed using thematic analysis. Results: the CHWs' lack of knowledge about dementia points to the need to invest in continuing professional development as an important tool to be used to detect early cases. Conclusion: continued professional development can contribute to identification of more cases in the early stages of dementia in primary care, so that necessary referrals and possible treatment are initiated early to benefit individuals and/or their families.


Objetivo: evaluar el proceso de educación permanente en la capacitación de agentes comunitarios de salud (ACS) para detección de personas con demencia en la fase leve. Método: estudio descriptivo, comparado el desempeño de las personas antes y después del taller de aprendizaje. Tras la aprobación del Comité de Ética en Investigación, se realizó un taller de capacitación con ocho ACS de una Unidad Básica de Salud de la ciudad de Santos, en 2018. Antes y después del taller, se aplicaron cuestionarios semiestructurados. Los datos fueron procesados desde el análisis temático. Resultados: la falta de conocimiento sobre la demencia apunta hacia la necesidad de inversión en educación permanente, por parte de los ACS, como una importante herramienta a ser utilizada en la detección de casos iniciales. Conclusión: la educación permanente puede contribuir a la identificación en la atención básica de mayor número de casos en las fases iniciales de la demencia de forma a que las derivaciones aplicables y los posibles tratamientos se inicien precozmente para poder beneficiar a las personas y/o a sus familias.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Agentes Comunitários de Saúde , Agentes Comunitários de Saúde/educação , Demência/prevenção & controle , Demência/terapia , Educação Continuada , Política de Saúde , Atenção Primária à Saúde , Centros de Saúde , Epidemiologia Descritiva
12.
Saúde Redes ; 5(2): 09-19, abr. - jun. 2019.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1116090

RESUMO

Objetivo: Apresentar reflexões de cunho teórico ­ metodológico com foco na pesquisa-intervenção como princípio educativo e como ato político ­ ético ­ técnico- relacional. Métodos: Pesquisa ­ intervenção e cartográfica realizada em uma unidade de atenção básica à saúde a partir da discussão de um "caso - marcante" selecionado pela equipe. Foram analisados os diários de pesquisa nos quais se registrou a produção de dados dos encontros entre trabalhadores, pesquisadores e o sujeito acompanhado pela equipe. Resultados: O processo de pesquisar com a equipe permitiu a discussão compartilhada da história de vida e do percurso de cuidado de uma usuária em um ambiente formativo para todos os envolvidos. Os registros apontam a proposição de redes de articulação entre ações de diferentes serviços e ações da parceria ensino ­ serviço que emergiram dos encontros entre os pesquisadores. Conclusão: Esta pesquisa permitiu problematizar a dicotomia entre saber ­ fazer e reconhecer e qualificar a troca de saberes de diferentes naturezas, lugares e propósitos. O desafiador processo de pesquisar junto possibilitou produzir conhecimento por meio de encontros entrelaçados por uma rede que se reinventa constantemente.


Objective: Aimed to describe theoretical ­ methodological reflections focused on the intervention ­ research as an educational principle and as a political ­ ethical ­ technical- relational act. Method: A cartography and intervention ­ research performed in a basic health care unit from the discussion of a "case -remarkable" selected by the health team. We analyzed the research diaries where the production of data of the encounters between workers, researchers and the subject accompanied by the team was registered. Results: The research process with the health team allowed the shared discussion of the user's life history and care pathways in a training environment for all subjects involved. The diaries bring the proposition of care networks from the articulation between different services and actions of the service- learning integration that emerged from the meetings between the researchers. Conclusion: This research allowed to problematize the dichotomy between knowhow and to recognize and qualify the knowledges' changes of different natures, places and purposes. The challenging process of searching together made possible to produce knowledge through intertwined encounters by a network that is constantly reinventing itself.

13.
Pesqui. prát. psicossociais ; 14(2): 1-11, abr.-jun. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1012737

RESUMO

Este estudo versa sobre a prática de Agentes Comunitárias de Saúde (ACS) em território de vulnerabilidade social a partir de dois conceitos importantes dentro do referencial teórico-metodológico da psicologia sócio-histórica: padecimento e potência de ação. Demos visibilidade à questão de gênero que transversaliza a constituição desta categoria profissional à luz da dialética exclusão/inclusão que resgata a afetividade na reflexão dos processos psicossociais. Trata-se de um estudo de caráter qualitativo que teve a pesquisa participante como balizador dos procedimentos empregados. Os resultados apontam a vivência de afetos distintos experimentados por estas mulheres que experimentam cotidianamente a violência, a miséria e exclusão. Se por um lado ocupar o lugar de subalternidade, tanto na esfera pública quanto na privada implica na vivência do sofrimento ético-político e da humilhação, por outro a oportunidade de ser ACS tem ampliado o repertório de vida destas mulheres na luta pela felicidade e o reconhecimento social.


This study deals with the practice of Community Health Agents (ACS) in socially vulnerable territory based on two important concepts within the theoretical-methodological framework of socio-historical psychology: suffering and power of action. We have given visibility to the question of gender that transversalizes the constitution of this professional category in the light of the dialectic exclusion / inclusion that rescues the affectivity in the reflection of the psychosocial processes. It is a qualitative study that had the participant research as a guide to the procedures used. The results point to the experience of different affections experienced by these women who experience violence, misery and exclusion on a daily basis. If, on the one hand, occupying the place of subalternity, both in the public and private spheres implies experiencing ethical-political suffering and humiliation, on the other the opportunity to be ACS has expanded the repertoire of life of these women in the struggle for happiness and Recognition.


Este estudio versa sobre la práctica de Agentes Comunitarios de Salud (ACS) en territorio de vulnerabilidad social a partir de dos conceptos importantes dentro del referencial teórico-metodológico de la psicología socio-histórica: padecimiento y potencia de acción. Demos visibilidad a la cuestión de género que transversaliza la constitución de esta categoría profesional a la luz de la dialéctica exclusión / inclusión que rescata la afectividad en la reflexión de los procesos psicosociales. Se trata de un estudio de carácter cualitativo que tuvo la investigación participante como indicador de los procedimientos empleados. Los resultados apuntan a la vivencia de afectos distintos experimentados por estas mujeres que experimentan cotidianamente la violencia, la miseria y la exclusión. Si por un lado ocupan el lugar de subalternidad, tanto en la esfera pública y en la privada implica la vivencia del sufrimiento ético-político y de la humillación, por otro la oportunidad de ser ACS ha ampliado el repertorio de vida de estas mujeres en la lucha por la felicidad y el Reconocimiento social.


Assuntos
Agentes Comunitários de Saúde , Identidade de Gênero , Apoio Social , Afeto , Vulnerabilidade Social , Marginalização Social
15.
Pesqui. prát. psicossociais ; 14(1): 1-13, jan.-mar. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1002793

RESUMO

Este artigo tem como objetivo apresentar os delineamentos teórico-metodológicos da investigação Atenção Básica e a Produção do cuidado em Rede, Santos - São Paulo, que teve como cenário de estudo Unidades da Atenção Básica e buscou identificar experiências de cuidado de saúde em rede. A investigação qualitativa e participativa orientou-se pela perspectiva cartográfica de Deligny e Deleuze/Guattari, por meio da utilização dos instrumentos Diários de Pesquisa e Mapa dos Trajetos dos Pesquisadores. Os resultados apontaram que o percurso metodológico permitiu instalar um território de pesquisa no qual todos os participantes produziam juntos os dados e os modos de perceber as redes de cuidado. O acompanhamento da implicação dos pesquisadores e de seus embates por não estarem no controle da investigação, aceitando entrar em contato com aquilo que não se sabe ou não se espera encontrar, mostrou que o conhecimento produzido em uma pesquisa provoca boas surpresas.


This article aims to present the theoretical-methodological outlines of the investigation Basic Attention and the Production of Care Network, Santos - São Paulo whose scenario of studies were the Basic Attention Units and which tried to identify experiences of healthcare network. The qualitative and participatory investigation was oriented by Deligny's and Deleuze/ Guattari's cartographic perspective through the use research diaries and a map of the researchers' course. The results pointed that the methodological path allowed to install a research territory in which all the participants produced together the data and the ways of perceiving the nets of cared. The follow-up of the implication of the researchers and their conflicts for not being in control of the investigation, accepting to get in touch with what is not known or expected to be found, showed that the knowledge produced in a research provokes good surprises


Este artículo presenta las líneas metodológicas de investigación "Atención Básica y la producción de cuidado en red, Santos, São Paulo, teniendo como escenario del estudio Unidades de Atención Básica y buscó identificar experiencias de cuidado de salud en red. La investigación cualitativa y participativa se orientó por la perspectiva cartográfica de Deligny/Deleuze Gattari, mediante el uso de los instrumentos: Diarios de Investigación, y mapas de los trayectos de los investigadores. Los resultados indicaron que las apuestas metodológicas realizadas permitieron instalar un territorio de investigación en el cual todos los participantes producen juntos los datos y los modos de percibir las redes de cuidado. El acompañamiento de la implicación de los investigadores y sus choques en no estar en el controle de la investigación aceptando entrar en contacto con lo que no se sabe o no se espera encontrar, mostró que el conocimiento producido en una investigación provoca buenas sorpresas.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Mapeamento Geográfico , Redes Comunitárias , Atenção à Saúde , Pesquisa Qualitativa
17.
Physis (Rio J.) ; 28(2): e280208, 2018. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-955476

RESUMO

Resumo Embasado em uma perspectiva feminista, este artigo analisa como uma equipe de saúde tece as redes de cuidado e define práticas de saúde a partir do percurso de uma usuária. A metodologia utilizada é da pesquisa-intervenção inspirada na perspectiva cartográfica. Na tentativa de reduzir taxas de mortalidade materno-infantil, a equipe oferece à usuária uma rede que obedece a uma lógica burocrática com regras, normas e regulações. É possível observar como políticas voltadas para a maternidade definem processos de subjetivação responsáveis por formatar as usuárias, desenhando atos performativos enrijecidos. A equipe de saúde acaba por requisitar os corpos das usuárias de diferentes maneiras pelo fato de serem mulheres. Usuárias essas que, na maioria dos casos, são mães e pobres, o que traz singularidades em relação às suas trajetórias e nos modos como são vistas pelas equipes. Laqueadura, pré-natal, cuidados com a casa e (as)os filhas(os), acesso a determinados benefícios, todos juntos constituem elementos que orientam as decisões das equipes e agem como tecnologias de regulação de gênero capazes de legitimar violências institucionais cotidianas. A politização das práticas técnico-científicas se faz urgente a fim de assegurar que questões sobre direitos humanos e sociais possam fazer parte do dia a dia das equipes que estão nos territórios.


Abstract From a feminist perspective, this article analyzes how a healthcare team weaves care networks and defines health practices from the course of a female user. The methodology used is the intervention research inspired by the cartographic perspective. In the attempt to reduce mother-and-child mortality rates, the staff offers female user a network that obeys a bureaucratic logic with rules, norms and regulations. We can notice how policies for maternity define processes of subjectivation responsible for shaping the female users, outlining rigid performative acts. The healthcare team eventually requires the female users' bodies in different ways by the fact that they are women. In most cases those users are mothers and poor, which involves singularities in relation to their trajectories and to the way the teams regard them. Tubal ligation, pre-natal care, care with house and children, access to certain benefits, together are elements that guide the staffs' decisions and act as technologies for gender regulation able to legitimate quotidian institutional violence. The politicization of the technical-scientific practices becomes urgent in order to ensure that issues on human and social rights may be part of the daily routine of teams that work in those territories.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Atenção Primária à Saúde/tendências , Sistema Único de Saúde , Brasil , Serviços de Saúde da Mulher/tendências , Saúde da Mulher , Pessoal de Saúde , Feminismo , Marginalização Social , Violência de Gênero , Política de Saúde
18.
Societies (Basel) ; 7(2)2017 Jun.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-29277844

RESUMO

The trajectory of participation in health research by community social actors worldwide has been built on a history of community participation from the Ottawa Charter Health Promotion call for community mobilization, to the emancipatory educational philosophy of Paulo Freire, to social movements and organizing for health and social justice. This paper builds on this history to expand our global knowledge about community participation in research through a dialogue between experiences and contexts in two prominent countries in this approach; the United States and Brazil. We first focus on differences in political and scientific contexts, financing, and academic perspectives and then present how, despite these differences, similarities exist in values and collaborative methodologies aimed at engaging community partners in democratizing science and knowledge construction. We present three case studies, one from the U.S. and two from Brazil, which illustrate similar multi-level processes using participatory research tools and Freirian dialogue to contribute to social mobilization, community empowerment, and the transformation of inequitable societal conditions. Despite different processes of evolution, we observed a convergence of participatory health research strategies and values that can transform science in our commitment to reduce health and social inequities and improve community wellbeing.

19.
Saúde debate ; 41(114): 707-717, Jul.-Set. 2017.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-903931

RESUMO

RESUMO Para discutir a integralidade como processo intersubjetivo de construção dos diálogos e das negociações produzidas no cotidiano dos profissionais que buscam responder ao sofrimento gerado por condições sociais de exclusão, foi realizado um estudo a partir de entrevistas com profissionais de uma Unidade de Saúde da Família de Cubatão (SP). Os relatos apontaram discursos e ações que valorizam os vínculos intersubjetivos e os afetos, que podem ser transformadores se articulados com a dimensão política. Manifestam-se desejos e interesses de sujeitos e instituições e revelam-se esforços empreendidos, apesar da precariedade no estabelecimento de políticas públicas em territórios marcados pela exclusão.


ABSTRACT In order to discuss integrality as an intersubjective process for the construction of dialogues and negotiations produced in the daily life of professionals who seek to respond to the suffering generated by social conditions of exclusion, a study was conducted from interviews with professionals of a Family Health Unit in Cubatão (SP). The reports pointed out discourses and actions that valorize the intersubjective bonds and the affections, that can be transformative if articulated with the political dimension. Desires and interests of individuals and institutions are manifested and the efforts made are revealed, despite the precariousness in the establishment of public policies in territories marked by exclusion.

20.
Saúde Soc ; 26(2)abr.-jun. 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-848005

RESUMO

Este artigo apresenta resultados parciais de uma pesquisa-intervenção realizada em unidades básicas de saúde e procura problematizar processos de cuidado de saúde em rede. Acompanhando percursos cotidianos de usuários, selecionados por equipes dos serviços, indaga como e quando as redes ficam mais potentes e produzem saúde ou, ao contrário, se enfraquecem. Verificam-se redes de atenção amplas, operacionalizadas de diversas maneiras e compostas por múltiplos vetores e elementos formais e informais, visíveis e invisíveis, objetivos e subjetivos que contribuem para facilitar ou dificultar a construção de pontos de articulação entre serviços, pessoas e recursos para o cuidado. Com o recorte dos profissionais como produtores de rede, discute-se as tensões entre sistemas de ordenação e hierarquização e a perspectiva de uma rede de caráter rizomático, os fluxos de encaminhamento e os movimentos que os diferentes atores realizam na produção da rede de cuidado. Trazendo para o centro os usuários, seus direitos e os limites e as potencialidades de seus lugares sociais, pôde-se perceber fragilidades na produção do cuidado, na composição das redes e na promoção da saúde. Verifica-se também que recursos e conexões são cotidianamente reinventados no encontro entre instituições e sujeitos, que se afetam mutuamente e podem apoiar as práticas de cuidado em rede.(AU)


This article presents partial results of an intervention research performed in basic health units and seeks to problematize health care networks. Following daily paths of users, selected teams from services, it was asked how and when networks become more powerful and produce health or, on the contrary, when they weaken themselves. Health care networks are broad and operationalized in different ways. They articulate multiple vectors consisting of formal and informal, visible and invisible, objective and subjective elements that contribute to facilitate or to hinder the construction of points of articulation between services, people and resources to health care. Considering professionals as network producers, we discuss the tensions between ordering and hierarchical systems and the perspective of a rhizomatic network, the routing flows and the movements that the different actors involved perform to produce the care network. Bringing to the center the users, their rights and the limits and potentialities of their social places, we could see weaknesses in the production of care, in the composition of the networks and in the promotion of health. Also, it turns out that resources and connections are reinvented in the daily encounter between institutions and subjects, which affect each other and can support the practices of network care.(AU)


Assuntos
Atenção à Saúde , Pessoal de Saúde , Atenção Primária à Saúde/organização & administração , Sistema Único de Saúde , Brasil , Centros de Saúde , Pesquisa
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...