Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Temas psicol. (Online) ; 21(1): 17-29, jun. 2013.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-56943

RESUMO

As publicações sobre o tema criatividade nas perspectivas da Teoria Psicanalítica, da Gestalt e do humanismo predominaram o cenário da psicologia no Brasil. Entretanto, nos últimos 20 anos, surgiram novas perspectivas teóricas que tem contribuído para o desenvolvimento do conhecimento a respeito desse fenômeno. Considerando a produção de conhecimento da Análise do Comportamento nas últimas três décadas, chama atenção que esta não apareça como uma das abordagens que têm contribuído para o avanço na definição e estudo da criatividade. As razões para este fato podem envolver muitos fatores desde pouca divulgação da produção até preconceitos e mal entendidos com a filosofia que sustenta a Análise do Comportamento e com os próprios conceitos dessa área. Os objetivos deste texto são apresentar alguns princípios importantes da Análise do Comportamento para a compreensão do comportamento criativo, apresentar duas contribuições comportamentais para a análise dessa classe de comportamentos, a saber, as noções de combinações de repertórios e de variabilidade, e apresentar algumas decorrências dessas análises do comportamento criativo para a educação.(AU)


Most of the publications on creativity were oriented by psychoanalytic, gestalts, or humanistic perspectives, in the Brazilian scenery of psychology. In the last years, new theoretical perspectives, as Analysis of Behavior, appeared. This approach has contributed to the development of creativity. However, considering the production of Analysis of Behavior on the last three decades, it is a surprise that it does not appear as one of the major approaches that contributed to the definition and to the study of creativity. Some reasons may be pointed out to give an account for that absence. First, little attention has been paid to the Analysis of Behavior's production. Second, there are prejudices and misunderstandings related to the philosophy that underlies the Analysis of Behavior. The objectives of this paper are to show how principles of behavior analysis stand as tools for understanding the creative behavior. This paper also intends to make two contributions to the behavioral analysis of creative behavior. First, to present the notions of interconnection of repertoires and variability, and present some implications of these analyzes of creative behavior in education.(AU)


Assuntos
Comportamento , Criatividade , Educação
2.
Temas psicol. (Online) ; 21(1): 17-29, jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-684282

RESUMO

As publicações sobre o tema criatividade nas perspectivas da Teoria Psicanalítica, da Gestalt e do humanismo predominaram o cenário da psicologia no Brasil. Entretanto, nos últimos 20 anos, surgiram novas perspectivas teóricas que tem contribuído para o desenvolvimento do conhecimento a respeito desse fenômeno. Considerando a produção de conhecimento da Análise do Comportamento nas últimas três décadas, chama atenção que esta não apareça como uma das abordagens que têm contribuído para o avanço na definição e estudo da criatividade. As razões para este fato podem envolver muitos fatores desde pouca divulgação da produção até preconceitos e mal entendidos com a filosofia que sustenta a Análise do Comportamento e com os próprios conceitos dessa área. Os objetivos deste texto são apresentar alguns princípios importantes da Análise do Comportamento para a compreensão do comportamento criativo, apresentar duas contribuições comportamentais para a análise dessa classe de comportamentos, a saber, as noções de combinações de repertórios e de variabilidade, e apresentar algumas decorrências dessas análises do comportamento criativo para a educação.


Most of the publications on creativity were oriented by psychoanalytic, gestalts, or humanistic perspectives, in the Brazilian scenery of psychology. In the last years, new theoretical perspectives, as Analysis of Behavior, appeared. This approach has contributed to the development of creativity. However, considering the production of Analysis of Behavior on the last three decades, it is a surprise that it does not appear as one of the major approaches that contributed to the definition and to the study of creativity. Some reasons may be pointed out to give an account for that absence. First, little attention has been paid to the Analysis of Behavior's production. Second, there are prejudices and misunderstandings related to the philosophy that underlies the Analysis of Behavior. The objectives of this paper are to show how principles of behavior analysis stand as tools for understanding the creative behavior. This paper also intends to make two contributions to the behavioral analysis of creative behavior. First, to present the notions of interconnection of repertoires and variability, and present some implications of these analyzes of creative behavior in education.


Assuntos
Comportamento , Criatividade , Educação
3.
Temas psicol. (Online) ; 13(1): 61-72, jun. 2005.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: psi-52299

RESUMO

A possibilidade da produção de variabilidade a partir do reforço contingente à variação de respostas tem sido tema de investigação na análise do comportamento. O presente estudo foi realizado com este objetivo, usando como unidade de medida uma dimensão contínua da resposta: duração. Foram utilizados como sujeitos três ratos machos da raça McCowley privados de água. Os sujeitos foram, primeiramente, expostos à diferenciação da duração da resposta de focinhar. Em seguida, foram submetidos às seguintes contingências de reforçamento: variabilidade (lag 5), estereotipia e intermitência; esta última condição teve por objetivo replicar a distribuição dos reforços que efetivamente ocorreu na fase de variabilidade, porém sem a contingência característica daquela fase. Os resultados indicaram que a variabilidade da duração da resposta de focinhar pode ser controlada por suas conseqüências, entretanto, o grau de variabilidade foi diferente entre os sujeitos.(AU)


The production of variability through reinforcement contingent on response variation has established itself as a behavior analysis research area. The present work’s goal was to examine the production of variability through reinforcement contingent upon a continuous dimension of the response: response duration. Three water deprived Mc Cowley rats served as subjects. Subjects were first exposed to a response differentiation condition to establish a nose-poking response. The following conditions were (a) reinforcement of response variability (lag 5), (b) reinforcement of response stereotypy, and (c) intermittent reinforcement of response duration, when the distribution of reinforcement obtained on the first variability condition was replicated, but without the contingency between response variability and reinforcement. Results showed that variability of response duration may be controlled by its consequences. Nevertheless, the degree of variability was different among subjects.(AU)

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...