Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
RECIIS (Online) ; 13(4): 784-802, out.-dez. 2019. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047568

RESUMO

O câncer ainda é associado a dor, morte e sofrimento, e muitos cidadãos, com medo de um diagnóstico, adotam comportamento de esquiva de médicos e exames. Com o surgimento das mídias sociais, o tema tem sido tratado em plataformas como Facebook, Twitter, Instagram, Youtube, entre outras. O objetivo deste estudo é averiguar se há um padrão de conteúdo sobre câncer que gere engajamento no aplicativo de imagens Instagram. Foram selecionados dois perfis brasileiros de instituições de câncer no Instagram, e um estudo qualitativo de análise de conteúdo de posts e comentários foi aplicado, sendo associado posteriormente a análises estatísticas. Foi selecionado todo o conteúdo de dois hospitais oncológicos brasileiros durante quatro anos, totalizando 1.935 postagens no Instagram. Além dos posts, buscamos entender o comportamento dos usuários dessas mídias quando o tema é câncer, por meio dos 2.239 comentários e dos 4.603 Emojis. Podemos afirmar que há interesse pelo tema, o qual é abordado sem preconceitos por internautas e que muitos buscam formas diferenciadas de gratificação no uso do aplicativo.


Cancer is a disease still associated with pain, death and suffering and many people, afraid of a diagnosis, adopt dodging behavior from doctors and tests. Despite this phenomenon as old as the disease, the emergence of social media has brought the topic to platforms such as Facebook, Twitter, Instagram, Youtube, among others. T77he goal of this study is to determine if there is a cancer content standard that creates more engagement on Instagram. Two Brazilian cancer institutions Instagram profiles were selected and a qualitative study of content analysis was applied, later associating it with statistical analysis. During four years, the entire contents of two Brazilian cancer hospitals were selected, totaling 1,935 posts on Instagram. In addition to the posts produced by the two institutions, we sought to understand user behavior on this media when the topic is cancer, through 2,239 comments and 4,603 Emojis. Given the fact that the two profiles attract about 120,000 users, we can affirm that there is interest on the topic, Internet users address the topic with no prejudice and many seek different ways of gratification using the app.


El cáncer es una enfermedad aún asociada al dolor, muerte y sufrimiento y muchos ciudadanos, con miedo de un diagnóstico, adoptan comportamiento de esquiva de médicos y exámenes. A pesar de ese fenómeno tan antiguo cuanto a la enfermedad, el surgimiento de las Redes Sociales trajo el tema a plataformas como Facebook, Twitter, Instagram, Youtube, entre otras. El objetivo de este estudio es averiguar si hay un estándar de contenido sobre cáncer que genera engagement en la aplicación de imágenes Instagram. Dos perfiles brasileños de instituciones de cáncer en el Instagram fueran seleccionados y un estudio cualitativo de análisis de contenido de posts y comentarios fue aplicado, asociado posteriormente a análisis estadísticos. Durante cuatro años, fue seleccionado todo el contenido de dos hospitales oncológicos brasileños, totalizando 1.935 posts en el Instagram. Además de los posts producidos por las dos instituciones, buscamos entender el comportamiento de los usuarios de esos medios cuando el tema es cáncer, a través de 2.239 comentarios y de 4.603 Emojis. Ante los dos perfiles que atraen a cerca de 120 mil usuarios, podemos afirmar que hay interés por el tema, que el tema es abordado sin prejuicios por internautas y que muchos buscan formas diferenciadas de gratificación en el uso de la aplicación.


Assuntos
Humanos , Estresse Psicológico , Emoções , Mídias Sociais/tendências , Promoção da Saúde , Neoplasias , Estudo Comparativo , Comunicação , Discurso , Desenho , Correio Eletrônico , Hospitais
2.
Ciênc. saúde coletiva ; 19(11): 4513-4523, 11/2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-727209

RESUMO

Comunidade de prática (CoP) é um termo recente e que se aplica a indivíduos que compartilham um objetivo comum que pode englobar desde uma temática específica, um problema ou uma paixão, sendo o aprendizado em conjunto e o sentimento de pertença os diferenciais dessa teoria que pode refletir, positivamente, na aquisição de conhecimento como um processo participativo. Este artigo procura averiguar a pertinência da construção de uma comunidade de prática para conselheiros de saúde dentro da política do Sistema Único (SUS) de valorizar a participação popular. Nesta direção, investigamos a opinião de 108 conselheiros de saúde da região Sudeste do país e com acesso à Internet. Qual é a visão deles sobre a estruturação e capacitação dentro dos Conselhos de Saúde? E o que acreditam seja importante para melhorar sua atuação dentro dos Conselhos?.


Community of Practice (CoP) is a recent term that applies to individuals who share a common goal that can range from a specific theme, a problem or a passion, whereby learning together and the feeling of belonging to the differentials of this theory can reflect positively on the acquisition of knowledge as a participatory process. This article seeks to ascertain the relevance of building a community of practice for health counselors within the policy of the Brazilian Unified Health System (SUS) to enhance popular participation. In this respect, the opinions of 108 health counselors with Internet access in the Southeast of the country were investigated. What are their views on the structure and training within the Health Councils? And what do they consider to be important in order to enhance their performance within the Councils?.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atitude do Pessoal de Saúde , Redes Comunitárias , Aconselhamento/educação
3.
Cien Saude Colet ; 19(11): 4513-23, 2014 Nov.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-25351317

RESUMO

Community of Practice (CoP) is a recent term that applies to individuals who share a common goal that can range from a specific theme, a problem or a passion, whereby learning together and the feeling of belonging to the differentials of this theory can reflect positively on the acquisition of knowledge as a participatory process. This article seeks to ascertain the relevance of building a community of practice for health counselors within the policy of the Brazilian Unified Health System (SUS) to enhance popular participation. In this respect, the opinions of 108 health counselors with Internet access in the Southeast of the country were investigated. What are their views on the structure and training within the Health Councils? And what do they consider to be important in order to enhance their performance within the Councils?


Assuntos
Atitude do Pessoal de Saúde , Redes Comunitárias , Aconselhamento/educação , Feminino , Humanos , Masculino
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA