Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Pesticidas ; 12: 51-58, jan.-dez. 2002. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-357776

RESUMO

Para avaliar os níveis de resíduos de Benomil em mamäo (Carica papaya L.), tratato em pós-colheita, utilizou-se Beniate 500 PM (250 mg/L., 500 mG/l e 1000 mG/L por imersäo em diferentes combinaçöes, com e sem o emprego de cera, totalizando oito tratamentos. Em seguida os mamöes foram armazenados a 12§C e 85-90 por cento de umidade relativa do ar (UR) durante 21 dias. Os níveis de Benomil foram analisados por cromatografia a líquido de alta eficiência com detector de ultravioleta (UV) a 286 nm, na polpa e na casca após 0, 1, 4, 7 e 21 dias de armazenamento. Näo foram detectados resíduos de Benomil na polpa de acordo com o limite de quantificaçäo do método (0,3 mg/kg), porém, níveis significativos foram detectados na casca, com degradaçäo na faixa de 55 por cento - 94 por cento entre 0 2 21 dias de armazenamento.


Assuntos
Benomilo , Tecnologia de Alimentos , Frutas , Resíduos de Praguicidas , Cultivos Agrícolas
2.
Rev. bras. toxicol ; 15(1): 25-32, jul. 2002. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-320550

RESUMO

Laranjas 'Pêra' foram submetidas a tratamento pós colheita por imersäo durante um minuto em soluções de imazalil (Magnate 500 CE), tiabendazole (Tecto 600PM) e mistura de ambos, em diferentes concentrações. Após o tratamento as amostras foram armazenadas durante 28 dias


Assuntos
Cultivos Agrícolas , Frutas , Fungicidas Industriais , Tiabendazol
3.
Pesticidas ; 9: 125-36, jan.-dez. 1999. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-256453

RESUMO

Foram analisados os resíduos dos fungicidas Tiabendazol e Imazalil em laranjas pêra (Citrus sinensis (L.) Osbech cv. Pêra, coletadas em supermercados da cidade de Campinas (SP), no período de novembro/1998 a agosto/1999. Tiabendazol e Imazalil foram quantificados por cromatografia em fase gasosa, com detectores de fotometria de chama(FPD) e ionizaçäo de chama (FID), com limites de quantificaçäo de 0,1 mg/kg e 0,1 mg/kg, e confirmados com diferentes colunas em cromatógrafos gasosos com detectores de ionizaçäo de chama (FID) e captura de elétrons (ECD - Ni 63), respectivamente. Em 46 por cento das amostras analisadas foram encontrdos resíduos dos dois fungicidas, sendo que a casca apresentou níveis mais elevados, na faixa de 1,56 a 2,42 mg/kg e de 0,17 a 13,32 mg/kg, para Imazalil e Tiabendazol, respectivamente. A percentagem de laranjas contaminadas com Tiabendazol (78 por cento) foi maior que com Imazalil (22 por cento). Em ambos os casos os níveis residuais dos fungicidas ficaram abaixo dos limites de resíduos estabelecidos pela legislaçäo brasileira e recomendados pelo CODEX, que säo 5,0mg/kg e 10,0 mg/kg, respectivamente, para Imazalil e Tiabendazol. Em funçäo dos resultados obtidos pode-se concluir que as laranjas analisadas estäo próprias para o consumo


Assuntos
Cromatografia , Ionização de Chama , Frutas , Fungicidas Industriais , Legislação Ambiental , Tiabendazol , Nações Unidas
4.
Pesticidas ; 8: 171-83, jan.-dez. 1998. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-247530

RESUMO

Efetuou-se estudo dos níveis de resíduos de Vamidotion e Benomil em sucos obtidos nas diferentes etapas de processamento dos subprodutos do abacaxi (Smooth cayenne). Aplicaram-se Vamidotion (Kilval 0,25 por cento) e Benomil (Beniate 0,15 por cento) em abacaxi cultivado no campo. Após colheita as frutas foram divididas em dois grupos: näo lavadas e lavadas (100 ppm de hipoclorito). Extraiu-se o suco dos subprodutos dos abacaxis näo lavados, descartando-se a polpa e o bagaço. Após separaçäo da polpa e dos subprodutos dos abacaxis lavados extraiu-se o suco da polpa. Os sucos obtidos dos subprodutos foram submetidos a branqueamento (95 §C/min) e pasteurizaçäo (91,5 §C/30 s). Os resíduos de Vamidotion e Benomil foram analisados por cromatografia em fase gasosa (Detector Termoiônico Específico) e por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (detector uv/visível), respectivamente. Näo foi detectado Benomil em nenhuma amostra dentro do limite de quantificaçäo do método (0,1 mg/kg). Detectaram-se traços de Vamidotion no suco oriundo das frutas näo lavadas e 0,021 mg/kg no bagaço. De acordo com os resultados obtidos, todos os sucos (da polpa e subprodutos) e bagaço podem ser utilizados para consumo humano ou fabricaçäo de raçäo animal, respectivamente, conforme a legislaçäo brasileira de resíduos de pesticidas


Assuntos
Benomilo , Cromatografia , Manipulação de Alimentos , Tecnologia de Alimentos , Frutas
5.
Pesticidas ; 6: 43-54, jan.-dez. 1996. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-187318

RESUMO

Mangas tratadas pós-colheita por imersao em Benomil (1OOO mg/Kg) foram armazenadas a 13 graus Celsius e 95 ñ 5 por cento UR, com e sem modificaçao da atmosfera por O, 10 e 20 dias. Os frutos foram descascados e nas polpas, os resíduos de Benomil foram quantificados por cromatografia líquida de alta eficiência com detector de ultravioleta-visível a 286 nm. Nao foram detectados resíduos de Benomil em nenhum dos tratamentos, dentro do limite de quantificaçao do método (O,3 mg/Kg). Os resultados obtidos sugerem que a modificaçao da atmosfera nao exerceu influência sobre os níveis residuais de Benomil nas polpas de mangas.


Assuntos
Atmosfera , Benomilo/análise , Frutas/química , Fungicidas Industriais/análise , Resíduos de Praguicidas/análise , Cromatografia Líquida , Temperatura
6.
Pesticidas ; 6: 75-86, jan.-dez. 1996. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-187320

RESUMO

Resíduos de mancozeb, endosulfan e dicofol morangos foram quantificados após estocagem por três e sete dias em geladeira (5 graus Celsius). Analisou-se amostras colhidas em Estaçao Experimental, após aplicaçao de mancozeb dicofol nas doses simples e dupla, e coletadas na CEASA de Campinas (dez produtores) em três épocas diferentes. Os resíduos de dicofol endosulfan foram quantificados por cromatografia gasosa com detector de captura de elétrons (63Ni), utilizando coluna Megabore DB-5 com 100 por cento polissiloxano. Para quantificaçao de mancozeb utilizou-se espectrofotometria. Nao foi detectada reduçao dos níveis de dicofol e endosulfan após estocagem a 5 graus Celsius. Com relaçao ao mancozeb, verificaram-se reduçoes dos níveis do agrotóxico na faixa de 23 a 72 por cento, dependendo do tempo estocagem e da concentraçao inicial de mancozeb. Em geral, a porcentagem de reduçao foi maior para concentraçoes iniciais mais elevadas do agrotóxico. O estudo demonstrou que dependendo da natureza química do agrotóxico, a estocagem em geladeira pode exercer papel relevante na diminuiçao dos níveis de resíduos de agrotóxicos em morangos, reduzindo a exposiçao humana a estes contaminantes na dieta.


Assuntos
Frutas/química , Refrigeração , Resíduos de Praguicidas/análise , Dicofol/análise , Inseticidas Organoclorados/análise , Fatores de Tempo
7.
Colet. Inst. Tecnol. Alimentos ; 26(1): 103-10, jan.-jun. 1996.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-207918

RESUMO

Resíduos de captan e clorotalonil foram quantificados em morangos "in natura" após três e sete dias de estocagem em geladeira -5oC . As amostras analisadas foram coletadas na CEASA de Campinas e também obtidas após cultivo em estaçäo experimental


Assuntos
Captana/análise , Grão Comestível/microbiologia , Conservação de Alimentos , Frutas/química , Fungicidas Industriais/análise , Resíduos de Praguicidas , Biodegradação Ambiental
8.
Pesticidas ; 5: 95-110, jan.-dez. 1995. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-186312

RESUMO

Foram determinados os resíduos dos pesticidas endosulfan, dicofol, captan, clorotalonil e mancozeb em morangos coletados na CEASA de Campinas, em três épocas diferentes. Utilizou-se o método espectrofotométrico de Keppel para determinaçao de mancozeb, sendo os demais agrotóxicos analisados por cromatografia em fase gasosa com detector de captura de elétrons. Dos morangos coletados, 26,6 por cento estavam contaminados por endosulfan e clorotalonil, proibidos pela legislaçao, e 23,3 por cento apresentaram contaminaçao por captan dentro do limite estabelecido pela legislaçao (20 mg/Kg). Nao foram detectados resíduos de dicofol e mancozeb dentro dos limites de quantificaçao de 0,01 e 0,5 mg/Kg, respectivamente.


Assuntos
Frutas , Praguicidas , Resíduos de Praguicidas/análise , Cromatografia
9.
Colet. Inst. Tecnol. Alimentos ; 25(2): 115-22, jul.-dez. 1995. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-213013

RESUMO

Nesta revisäo bibliográfica säo apresentados os efeitos da lavagem com água na remoçäo de resíduos de agrotóxicos em alimentos em alimentos in natura. Na primeira parte foi abordada a remoçäo dos principais agrotóxicos enquadrados em suas respectivas classificaçöes químicas; na segunda, apresenta a percentagem de remoçäo dos resíduos tendo-se como referência o tipo de amostra. Verifica-se que a percentagem de remoçäo dos resíduos näo depende apenas da natureza do agrotóxico, mas também do tipo de amostra, do tempo e das condiçöes em que é executada a lavagem. Conclui-se que todo alimento in natura, quando submetido a uma lavagem criteriosa, sofre uma reduçäo considerável dos resíduos de agrotóxicos presentes em suas superfícies


Assuntos
Grão Comestível/toxicidade , Frutas/toxicidade , Resíduos de Praguicidas/análise , Irrigação Terapêutica , Verduras
10.
Colet. Inst. Tecnol. Alimentos ; 25(2): 133-42, jul.-dez. 1995. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-213015

RESUMO

Na presente revisäo bibliográfica säo apresentados os efeitos da influência da estocagem a baixa temperatura sobre os níveis de resíduos de agrotóxicos presentes em alimentos in natura. Numa primeira etapa abordaram-se os efeitos da estocagem, separando-se os principais agrotóxicos por grupo químico ou uso, reservando-se a segunda parte para colocar os alimentos como referência. Verifica-se reduçäo dos níveis de resíduos de agrotóxicos depende da sua natureza, do tipo de alimentos e do tempo e temperatura de estocagem


Assuntos
Biodegradação Ambiental , Conservação de Alimentos/métodos , Resíduos de Praguicidas/antagonistas & inibidores , Alimentos Integrais/toxicidade
11.
Colet. Inst. Tecnol. Alimentos ; 21(1): 1-11, jan.-jun. 1991. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-123392

RESUMO

Nesta segunda parte da revisäo bibliográfica, procurou-se abordar as propriedades dos piretróides naturais e sintéticos com referência ao poder inseticida à luz das suas estruturas moleculares. Também säo apresentadas algumas consideraçöes sobre o metabolismo desses inseticidas, focalizando quais grupos dos ésterespiretróides sofrem açäo química de degradaçäo, quais as técnicas analíticas mais usuais para quantificaçäo e finalmente conclui-se sobre a importância de seu emprego em funçäo do baixo risco de contaminaçäo do meio ambiente


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Piretrinas/química , Inseticidas , Controle de Pragas , Piretrinas/análise , Piretrinas/classificação , Piretrinas/metabolismo
12.
Colet. Inst. Tecnol. Alimentos ; 20(1): 23-33, jan.-jun. 1990. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-123399

RESUMO

Nesta revisäo bibliográfica apresentam-se algumas informaçöes sobre a origem e o cultivo das flores do gênero crisântemo, a fonte natural de obtençäo dos piretróides. Em seguida, comenta-se a respeito da extraçäo, da composiçäo química dos piretróides existentes nas flores do crisântemo e no advento dos piretródes sintéticos. E, finalmente conclui-se com algumas consideraçöes sobre a baixa toxicidade e grande eficácia destes pesticidas naturais e artificiais. Estas qualidades sugerem que o produto, tanto os piretróides sintéticos como os extraídos do crisântemo, deva ser empregado com mais freqüência, sobretudo no armazenamento de gräos comestíveis


Assuntos
Animais , Piretrinas/química , Inseticidas , Controle de Pragas , Piretrinas/toxicidade
13.
Rev. Inst. Adolfo Lutz ; 49(2): 179-82, 1989. ilus
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-94013

RESUMO

É proposto um sistema simples para mineralizaçäo, por via úmida, de amostras de alimentos contendo matéria orgânica. Foram testados vários tipos de alimentos e constatou-se que a aparelhagem apresenta eficiência e vantagem em relaçäo aos métodos normalmente utilizados para destruiçäo de matéria orgânica nas determinaçöes de contaminantes metálicos em alimentos


Assuntos
Análise de Alimentos
14.
Rev. Inst. Adolfo Lutz ; 47(1/2): 25-30, dez. 1987. ilus
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-66587

RESUMO

Foram feitos estudos comparativos entre 4 métodos para determinaçäo de nitrato em amostras de águas naturais, colhidas em 10 poços na cidade de Säo Paulo. Procurou-se destacar os problemas operacionais e os possíveis interferentes para cada método. Com base nos resultados obtidos, foi sugerido o método do ácido fenoldissufônico como o mais apropriado para o uso em análises de rotina de amostras de água


Assuntos
Água/análise , Nitratos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA