Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 22
Filtrar
1.
Rev. bras. educ. espec ; 28: e0032, 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1423124

RESUMO

RESUMO: Deficiência intelectual (DI) é definida como limitações na capacidade de aprendizagem, no comportamento adaptativo e no conjunto de habilidades conceituais, sociais e práticas. A avaliação desse comportamento visa delimitar o perfil e as necessidades de apoio que a pessoa com DI precisa para desenvolver atividades. O objetivo deste artigo foi identificar as estratégias de avaliação e de intervenção realizadas nas escolas regulares e especializadas de Minas Gerais, para desenvolvimento de competências e de autonomia em alunos com DI. A coleta de dados foi quantitativa e qualitativa, por questionário online. A parte quantitativa baseou-se na adaptação do Progress Assesment Chart e possibilitou investigar se professoras têm avaliado habilidades relacionadas às áreas do desenvolvimento: comunicação, cuidados pessoais, socialização e ocupação. A parte qualitativa compôs-se por questões abertas sobre avaliação, intervenção e envolvimento da família. Os resultados mostraram que escolas têm desenvolvido práticas inclusivas previstas nas políticas públicas. A avaliação do comportamento adaptativo tem ocorrido nas escolas, embora nem sempre de forma sistemática. Identificou-se, por um lado, que ainda há necessidade de repensar práticas pedagógicas que, muitas vezes, estão pautadas na compreensão do modelo individual da deficiência. Por outro lado, observou-se o surgimento da compreensão da pessoa com DI como sujeito de direitos e de possibilidades. Limites da pesquisa e desdobramentos práticos foram indicados.


ABSTRACT: Intellectual disability (ID) is defined as limitations in learning ability, adaptive behavior and conceptual, social and practical skill sets. Assessment of this behavior aims to define the profile and support needs that the person with ID needs to develop activities. Te objective was to identify evaluation and intervention strategies carried out in regular and specialized schools in Minas Gerais, Brazil, for the development of competences and autonomy in students with ID. Data collection was quantitative and qualitative, using an online questionnaire. Te quantitative part was based on the adaptation of the Progress Assesment Chart and made it possible to investigate whether teachers have assessed skills related to the areas of development: communication, personal care, socialization and occupation. Te qualitative part consisted of open questions about assessment, intervention and family involvement. Te results showed that schools have developed inclusive practices foreseen in public policies. Assessment of adaptive behavior has taken place in schools, although not always in a systematic way. On the one hand, it was identified that there is still a need to rethink pedagogical practices, which are often guided by the understanding of the individual model of disability. On the other hand, there is the emergence of the understanding of the person with ID as a subject of rights and possibilities. Research limits and practical developments were indicated.

2.
Psico USF ; 26(2): 291-303, Apr.-June 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1287605

RESUMO

This study aimed to identify the predictive power of the Work Design (WD) variables on Burnout Syndrome (BS). The sample consisted of 300 professionals, 188 from the field of education and 112 from health care. Two instruments were used in this research, a reduced version of the Work Design Questionnaire (WDQ) and the Brazilian version of the Spanish Burnout Syndrome Inventory (SBI). The results showed that in both professional categories, the factors of work design are predictors of the 4 dimensions of BS, especially factors related to social and task characteristics. In the education field, characteristics of knowledge required by work appear as predictors of only psychological exhaustion; and in health care professionals, as predictors of psychological exhaustion and decreased Enthusiasm towards the job. Implications of these findings will be discussed in terms of their applicability in interventions to prevent BS based on work redesign actions. (AU)


Este estudo buscou identificar o poder preditivo de variáveis do Desenho do Trabalho (DT) sobre a Síndrome de Burnout (SB). A amostra foi constituída por 188 profissionais da educação e 112 da saúde. Dois instrumentos foram utilizados nesta pesquisa: uma versão reduzida do Questionário de Desenho do Trabalho (QDT) e a versão brasileira do Cuestionario para la Evaluación del Síndrome de Quemarse por el Trabajo (CESQT). Os resultados mostraram que em ambas as categorias profissionais os fatores de desenho do trabalho, especialmente as características sociais e das tarefas, são preditores das quatro dimensões da SB. Na educação, características do conhecimento requerido pelo trabalho aparecem como preditoras apenas do desgaste psíquico; e na saúde, como preditoras do desgaste psíquico e da diminuição da ilusão pelo trabalho. Implicações desses achados serão discutidas em termos de sua aplicabilidade em intervenções para prevenir a SB a partir de ações de redesenho do trabalho. (AU)


Este estudio buscó identificar el poder predictivo de las variables de Diseño del Trabajo (DT) en el Síndrome de Burnout (SB). La muestra estuvo conformada por 300 profesionales, siendo 188 del ámbito educativo y 112 del sanitario. Se utilizaron dos instrumentos en esta investigación, una versión reducida del Cuestionario de Diseño del Trabajo (QDT) y la versión brasileña del "Cuestionario para la Evaluación del Síndrome de Quemarse por el Trabajo" (CESQT). Los resultados indicaron que, en ambas categorías profesionales, los factores de diseño del trabajo son predictores de las cuatro dimensiones de la SB, especialmente los factores relacionados con las características sociales y de la tarea. En la educación, las características de los conocimientos requeridos para el trabajo solo aparecen como predictores del desgaste psíquico; y en el campo de la salud, como predictores del desgaste psíquico y de la disminución del entusiasmo por el trabajo. Las implicaciones de estos hallazgos serán discutidas en términos de su aplicabilidad en intervenciones para prevenir la SB a partir de acciones de rediseño del trabajo. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Esgotamento Profissional/psicologia , Pessoal de Saúde/psicologia , Pessoal de Educação/psicologia , Fatores Socioeconômicos , Trabalho/psicologia , Inquéritos e Questionários , Reprodutibilidade dos Testes
3.
Rev. psicol. organ. trab ; 19(4): 781-790, out.-dez. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1043296

RESUMO

O objetivo da presente pesquisa foi avaliar o poder preditivo dos fatores do desenho do trabalho sobre a percepção que pares e gestores têm em relação ao desempenho das pessoas com deficiência. A amostra foi composta por 72 funcionários (entre docentes e técnicos administrativos) de uma universidade pública federal que responderam ao Questionário Sociodemográfico, ao Work Design Questionnaire (WDQ) e ao Inventário de Percepção do Desempenho no Ambiente de Trabalho. Além disso, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 20 funcionários. Verificou-se que a autonomia na planificação da tarefa, variedade de tarefas, identificação da tarefa e as demandas físicas justificam 40% das variações na percepção acerca do desempenho das pessoas com deficiência no contexto investigado. Esses resultados indicam que o desenho do trabalho tem um papel essencial na percepção do desempenho das pessoas com deficiência, visto que amplia as evidências empíricas existentes sobre as possibilidades de atuação desses indivíduos, corroborando assim para um mercado de trabalho mais inclusivo.


The aim of the present research was to evaluate the predictive power that the factors of work design have about the perception that colleagues and managers have regarding the performance of people with disabilities. The sample consisted of 72 employees (including teachers and administrative technicians) from a federal public university, who answered the sociodemographic questionnaire, the Work Design Questionnaire (WDQ), and the Inventory of Perceived Performance in the Work Environment. In addition, semi-structured interviews were conducted with 20 employees. It was verified that autonomy in planning tasks, the variety of tasks, identification of the task and the physical demands explain 40% of the variation of the perceived performance of people with disabilities in the context investigated. These results indicate that work design has an essential role in the perceived performance of people with disabilities, extending the empirical evidence about the possible performance of these people, thus supporting a more inclusive labor market.


El objetivo de la presente investigación fue evaluar el poder predictivo de los factores del diseño del trabajo sobre la percepción que tienen los colegas y gerentes con relación al desempeño de las personas con discapacidades. La muestra consistió en 72 empleados (entre maestros y técnicos administrativos) de una universidad pública federal, los cuales respondieron al Cuestionario Sociodemográfico, al Cuestionario de Diseño del Trabajo (WDQ) y el Desempeño de Percepción en el Inventario del Entorno Laboral. Además, se realizaron entrevistas semiestructuradas con 20 empleados. Se verificó que la autonomía en la planificación de la tarea, la variedad de tareas, la identificación de la tarea y las demandas físicas explican el 40% de la percepción de la variación en el rendimiento de las personas con discapacidad en el contexto investigado. Estos resultados indican que el diseño del trabajo tiene un papel relevante en la percepción del desempeño de las personas con discapacidades, extendiendo la evidencia empírica de las posibilidades de desempeño de estas personas.

4.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 18(1): 261-281, jan.-abr. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-982063

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar as atitudes das pessoas que moram na vizinhança de Serviços Residenciais Terapêuticos (SRTs) em relação aos pacientes psiquiátricos e aos serviços de saúde mental, no município de Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Foi avaliada uma amostra probabilística estratificada, composta por 110 vizinhos. Utilizou-se a Escala de Atitudes da Comunidade em Relação aos Doentes Mentais (CAMI-BR) e um questionário sociodemográfico e de informações sobre saúde mental. O resultado do escore global da CAMI-BR mostrou que, em geral, as atitudes dos vizinhos tenderam do neutro ao positivo. Os escores das subescalas foram significativamente diferentes entre si, com atitudes mais positivas na subescala de Benevolência e mais negativas na subescala de Autoritarismo. Observou-se uma ambivalência nas atitudes, apontando para a necessidade das pessoas receberem mais informações sobre os transtornos psiquiátricos e os serviços comunitários de saúde mental, visando a combater as atitudes estigmatizantes e a possibilitar uma melhor reinserção social dos pacientes na comunidade.(AU)


The aim of this study was to evaluate the attitudes of people who live in the neighborhood of Therapeutic Residential Services (SRTs) toward psychiatric patients and mental health services, in the city of Barbacena, Minas Gerais, Brasil. A stratified random sample of 110 neighbors was evaluated using the Community Attitudes toward the Mentally Ill scale (CAMI-BR) and a questionnaire assessing sociodemographic and mental health informations. The result from the global score of CAMI-BR showed that, in general, neighbors attitudes ranged from neutral to positive. Subscales scores were significantly different from each other, with more positive attitudes in Benevolence subscale and more negative in the Authoritarianism one. The ambivalence observed in neighbors attitudes points to the need of providing more information about mental illness and community mental health services, in order to fight stigmatizing attitudes and to enable a better patient's social reinsertion in the community.(AU)


El objetivo de este estudio fue evaluar las actitudes de las personas que viven en el vecindario de Servicios Residenciales Terapéuticos (SRTs) con relación a los pacientes psiquiátricos y los servicios de salud mental, en el municipio de Barbacena, Minas Gerais, Brasil. Fue evaluada una muestra aleatoria estratificada compuesta por 110 vecinos. Se utilizó la Escala de Actitudes de la Comunidad hacia los Enfermos Mentales (CAMI-BR) y un cuestionario sociodemográfico y de informaciones sobre salud mental. El resultado de la puntuación global de la CAMI-BR mostró que, en general, las actitudes de los vecinos tendían de neutral a positivo. Las puntuaciones de las subescalas fueron significativamente diferentes entre sí, con actitudes más positivas en la subescala de benevolencia y más negativas en la subescala de autoritarismo. Se observó una ambivalencia en las actitudes, indicando la necesidad de las personas de recibir más información sobre los trastornos psiquiátricos y los servicios comunitarios de salud mental, destinados a combatir las actitudes estigmatizantes y permitir una mejor reinserción social de los pacientes en la comunidad.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Saúde Mental , Estigma Social , Pacientes/psicologia , Atitude , Serviços Comunitários de Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes
5.
Psico (Porto Alegre) ; 48(4): 284-294, 2017.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-968069

RESUMO

Esta pesquisa teve por objetivo investigar a percepção binocular da ilusão da máscara côncava em indivíduos com Síndrome de Abstinência do Álcool comparativamente aos saudáveis. Indivíduos saudáveis, com Síndrome de Abstinência do Álcool leve e com moderada, observaram com os dois olhos, a face côncava de uma boneca disposta dentro de uma caixa, a classificam como côncava ou convexa e atribuíram centímetros a sua classificação. Apenas os observadores com Síndrome de Abstinência do Álcool moderada apresentaram um déficit em realizar a inversão visual da máscara côncava, diferindo estatisticamente do grupo de observadores saudáveis. Os grupos não diferiram quanto às atribuições métricas de profundidade ou relevo à máscara côncava. Constatou-se que a máscara côncava é um instrumento efetivo na detecção de possíveis prejuízos perceptuais em indivíduos com Síndrome de Abstinência do Álcool moderada.


This research aimed to investigate the binocular perception of the hollow-mask illusion in individuals with alcohol withdrawal syndrome compared to healthy. Healthy subjects, with mild and moderate alcohol withdrawal syndrome, observed with both eyes, the concave face of a doll willing inside of a box. They classified the mask as concave or convex and attributed centimeters your ranking. Only observers with moderate alcohol withdrawal syndrome showed a deficit in visual inversion of the concave mask statistically different from the healthy group observers. The groups did not differ with respect to metrics assignments depth or relief with the hollow mask. It was found that the concave mask is an effective tool in detecting possible perceptual impairments in subjects with moderate alcohol withdrawal syndrome.


Esta investigación tiene como objetivo investigar la percepción binocular de la ilusión de la máscara hueca en las personas con síndrome de abstinencia de alcohol en comparación con los sanos. Los individuos sanos, con síndrome de abstinencia de alcohol leve e moderado, observado con los dos ojos, la cara cóncava de una muñeca dispuestos en una caja, para clasificar como cóncava o convexa y atribuyeron centímetros su ranking. Solamente los observadores con síndrome de abstinencia de alcohol moderada mostraron un déficit en la realización de la inversión visual de la máscara cóncava, estadísticamente diferentes entre el grupo de los observadores sanos. Los grupos no mostraron diferencias con respecto a profundidad métricas asignaciones o criados con la máscara hueca. Se encontró que la máscara cóncava es una herramienta eficaz en la detección de posibles deficiencias de percepción en los individuos con síndrome de abstinencia alcohólica moderada.


Assuntos
Alcoolismo , Psicologia , Percepção Visual
6.
Estud. pesqui. psicol. (Impr.) ; 16(2): 414-430, maio-ago. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-913582

RESUMO

O objetivo do estudo foi avaliar os fatores sociodemográficos associados à assertividade de familiares cuidadores de pacientes psiquiátricos. A amostra foi composta por 53 familiares que cuidavam de pacientes atendidos em um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de uma cidade de porte médio de Minas Gerais. Os instrumentos de medida utilizados foram a Escala de Assertividade Rathus (RAS), que avalia um fator geral de inibição e três fatores específicos de timidez, agressividade e assertividade no sentido de fazer valer seus direitos, e um questionário sociodemográfico e clínico. Os resultados mostraram que ter menor grau de escolaridade e viver sozinho foram fatores preditores de maior grau de inibição e timidez, assim como menor agressividade e assertividade, e possuir um trabalho foi preditor de maior agressividade. Estes resultados apontam para subgrupos de familiares que necessitam de maior apoio e orientação para desenvolver as habilidades necessárias ao relacionamento com os pacientes, no desempenho do papel de cuidadores. Um melhor repertório de assertividade dos familiares, para saber lidar com os comportamentos dos pacientes, poderá contribuir para que eles tenham um menor grau de sobrecarga e melhores condições de prestar cuidados cotidianos aos pacientes. Intervenções psicoeducacionais em serviços de saúde mental poderão desenvolver estas habilidades. (AU)


The aim of the study was to evaluate the association between sociodemographic factors and the assertiveness of family caregivers of psychiatric patients. The sample consisted of 53 family caregivers of patients attended at a Community Mental Health Center (CAPS) in a midsize city of Minas Gerais. The instruments used were the Rathus Assertiveness Scale (RAS), which evaluates a general inhibition factor and three specific factors of shyness, aggressiveness and assertiveness in assuring personal rights, and a sociodemographic and clinical questionnaire. The results showed that lower educational level and living alone were predictors of higher degree of inhibition and shyness as well as lower aggressiveness and assertiveness, and having a job was a predictor of higher aggressiveness. These results point to subgroups of families who need to receive more support and guidance in order to develop the necessary relationship skills for the performance of patients' caregivers role. A better family assertiveness repertoire in dealing with patients' behavior can contribute to a lower degree of family burden and better condition for them to provide daily care to patients. Psychoeducational interventions in mental health services can develop these skills. (AU)


El objetivo del estudio fue evaluar los factores sociodemográficos predictivos de la asertividad de los cuidadores familiares de pacientes psiquiátricos. La muestra estuvo conformada por 53 familiares asistidos en un CAPS de una ciudad de tamaño mediano de Minas Gerais, Brasil. Los instrumentos de medida utilizados fueron la Escala Rathus Asertividad (RAS), que evalúa un factor de inhibición general y tres factores específicos de la timidez, agresividad y asertividad para tener la valoración de sus derechos, además de un cuestionario sociodemográfico y clínico. Los resultados mostraron que tener menos educación y vivir solo fueron predictores de mayor grado de inhibición y timidez, y menos agresividad y asertividad, y tener un trabajo era un factor predictivo de aumento de la agresividad. Estos resultados indican subgrupos de familias que necesitan más apoyo y orientación para desarrollar las habilidades relacionales necesarias para o desempeño de la función de cuidador. Un mejor repertorio de la asertividad de los familiares, para saber cómo lidiar con el comportamiento de los pacientes puede contribuir para que tengan un menor grado de sobrecarga y sean más capaces de proporcionar atención diaria a los pacientes. Las intervenciones psicoeducativas en los servicios de salud mental pueden desarrollar estas habilidades. (AU)


Assuntos
Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Assertividade , Cuidadores/psicologia , Pessoas Mentalmente Doentes/psicologia , Agressão , Inibição Psicológica , Timidez , Habilidades Sociais
7.
Rev. psicol. organ. trab ; 15(4): 340-351, dez. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-772534

RESUMO

Esta pesquisa buscou identificar se a satisfação das pessoas com deficiência em relação às possibilidades de carreira e desenvolvimento está relacionada aos investimentos das empresas na carreira de seus funcionários. Trata-se de uma pesquisa quantitativa, cujos dados foram analisados estatisticamente. Participaram da investigação 51 pessoas com deficiência (PcDs) de diversos estados brasileiros. Os resultados indicam que, do ponto de vista de trabalhadores com deficiência, as políticas de desenvolvimento da carreira profissional não são claras e explícitas dentro das organizações, e que as formas de gestão de carreira adotadas pelas empresas influenciam diretamente na satisfação das PcDs em relação às oportunidades de crescimento profissional. Foi possível verificar ainda que as estratégias de contratação de PcDs para cumprimento de uma cota, sem considerar a competência técnica e funcional desses trabalhadores, contribuem para que eles se sintam insatisfeitos com as oportunidades de crescimento profissional.


This research aimed to identify whether disabled persons' satisfaction with their career opportunities and development is related to company investment in the careers of its employees. This is a quantitative study, whose data were analyzed statistically. The investigation was carried out with 51 people with disabilities (PwD) from several Brazilian states. The results indicate that, from the standpoint of disabled workers, career development policies are not clear and explicit within their organizations, and that the forms of career management adopted by companies directly influence the satisfaction of PwD regarding opportunities for professional growth. It was also possible to verify that the strategies of hiring PwD to fulfill a quota, without considering the technical and functional competence of these workers, contributes to making them feel dissatisfied with their opportunities for professional growth.


Este estudio tuvo como objetivo identificar la relación entre satisfacción de las personas con discapacidad en relación con las oportunidades de desarrollo de carrera y la inversión empresarial en la carrera de sus empleados. Se trata de un estudio cuantitativo, cuyos datos fueron analizados estadísticamente. Participaron de la investigación 51 personas con discapacidad (PcDs) de varios estados brasileños. Los resultados indican que, desde el punto de vista de los trabajadores con discapacidad, las políticas de desarrollo de carrera profesional no son claras y explícitas dentro de las organizaciones, y que las formas de gestión de la carrera adoptadas por las empresas influyen directamente en la satisfacción de las PcDs con las oportunidades para crecimiento profesional. También fue posible verificar que las estrategias de contratación son para cumplir con una cuota, sin tener en cuenta la competencia técnica y funcional de estos trabajadores, lo que contribuye en hacer que se sientan insatisfechos con las oportunidades de crecimiento profesional.

8.
Psicol. reflex. crit ; 28(4): 764-771, out.-dez. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: lil-763119

RESUMO

ResumoEsta pesquisa de levantamento objetivou investigar a prevalência da síndrome deBurnout nos profissionais de enfermagem de um hospital e de Unidades Básicas de Saúde, comparando-a entre as três categorias profissionais (enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem) e os tipos de serviços, e identificou seus fatores sociodemográficos e ocupacionais preditores. A amostra foi composta por 116 profissionais, entre 21 e 60 anos (M = 37,26 anos; DP = 8,56), de ambos os gêneros, de um município de médio porte de Minas Gerais, que responderam ao Inventário deBurnout de Maslach e a um Questionário Sociodemográfico e Ocupacional. Observou-se uma alta prevalência da síndrome (47%), e um grande número de trabalhadores em risco de adoecimento (entre 41% a 49% da amostra, dependendo da dimensão do Burnout). Não houve diferenças significativas em função das categorias profissionais e locais de trabalho. As variáveis ocupacionais "problemas de relacionamento com colegas de trabalho" (OR = 3) e "insatisfação com o trabalho" (OR = 11) foram as preditoras da síndrome (p < 0,05). As variáveis sociodemográficas não foram significativas. Este estudo contribui para a discussão sobre o processo de desenvolvimento do Burnout em profissionais de enfermagem, ajudando a planejar medidas preventivas de doenças ocupacionais e programas de intervenção nos serviços de saúde. (AU)


AbstractThis survey research aimed to investigate the prevalence of the Burnout syndrome in nursing professionals of a hospital and Basic Health Units, comparing it among the three professional categories (nurses, nursing technicians and nursing assistants) and types of services, and to identify socio-demographic and occupational factors associated with its occurrence. The sample was composed of 116 professionals, between 21 and 60 years old (M = 37.26 years; SD = 8.56), of both genders, from a medium-sized city of Minas Gerais, who fulfill the Maslach Burnout Inventory and the socio-demographic and occupational questionnaire. There was a high prevalence of the syndrome (47%) and a large number of workers at risk of illness (between 41% and 49% of the sample according to the dimension of Burnout). There were no significant differences between the professional categories and workplaces. The occupational variables "relationship problems with co-workers" (OR= 3) and "non-satisfaction with the job" (OR = 11) were the syndrome predictors (p < .05). The socio-demographic variables were not significant. This study contributes to the discussion about Burnout developing process among nursing professionals, helping to plan preventive measures of occupational diseases and intervention programs in health services. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Esgotamento Profissional/epidemiologia , Saúde Ocupacional , Satisfação no Emprego , Enfermeiras e Enfermeiros/psicologia , Assistentes de Enfermagem/psicologia , Estudos Transversais
9.
Psico USF ; 19(3): 399-409, set.-dez. 2014. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-62599

RESUMO

Foi avaliada a sobrecarga de familiares cuidadores de pacientes psiquiátricos e sua relação com as habilidades sociais e assertividade. Participaram 53 familiares, atendidos em um CAPS tipo I. Utilizou-se a Escala de Sobrecarga BI, o Inventário de Habilidades Sociais IHS-Del-Prette, a Escala de Assertividade RAS e um Questionário Sociodemográfico e Clínico. Os resultados mostraram que os familiares com maior grau de inibição e timidez (RAS) apresentaram escores significativamente mais elevados de sobrecarga. A análise de regressão múltipla mostrou que a timidez foi o principal fator preditivo da sobrecarga. Não foi encontrada relação da sobrecarga com os escores do IHS-Del-Prette. Os dados apontam para a necessidade de implementar ações psicoeducacionais nos serviços de saúde mental, envolvendo o treinamento de assertividade dos familiares cuidadores, contribuindo, assim, para um melhor relacionamento com os pacientes e uma busca mais eficiente de suporte social, para o desempenho do papel de cuidador com menor sobrecarga.(AU)


This research evaluated the family caregivers' burden regarding the care of psychiatric patients and its relation to social skills and assertiveness. The sample was composed of 53 family caregivers of patients who were treated in a community mental health service (CAPS type I). They were interviewed with the application of the Burden Scale BI, the Social Skills Inventory IHS-Del-Prette, the Assertiveness Scale RAS, and a Sociodemographic and Clinical Questionnaire. Results showed that family caregivers presenting higher degree of inhibition and shyness (RAS) had significantly higher burden scores. Multiple regression analysis showed that shyness was the main predictive factor for burden. No relation was found between burden and IHS-Del-Prette scores. Data indicated the need to implement psychoeducational programs in mental health services in order to increase caregivers' assertive behavior, so that they could develop a better relationship with patients and a more efficient search for social support, contributing to decrease burden.(AU)


Fue evaluada la sobrecarga de familiares cuidadores de pacientes psiquiátricos y suya relación con las habilidades sociales y asertividad. Participaran 53 familiares, atendidos en un CAPS tipo I. Fueron utilizados Escala de Sobrecarga BI y asertividad RAS, el Inventario de Habilidades Sociales IHS-Del-Prette y un Cuestionario Sociodemográfico y Clínico. Resultados mostraran que los familiares con el más alto grado de inhibición y timidez (RAS) presentaran escores significativamente más elevados de sobrecarga. El análisis de regresión múltiple mostró que la timidez fue el principal factor predictivo de sobrecarga. No fue encontrado relación de la sobrecarga con los escores del IHS-Del-Prette. Los dados apuntan para la necesidad de implantar acciones psicoeducativos en los servicios de salud mental, envolviendo capacitación de asertividad de los familiares cuidadores, contribuyendo para un mejor relacionamiento con los pacientes y una busca más eficaz de suporte social, para el desempeño del papel de cuidador con menor sobrecarga.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Cuidadores/psicologia , Assertividade , Serviços de Saúde Mental , Transtornos Mentais , Apoio Social
10.
Estud. psicol. (Campinas) ; 31(4): 549-558, out.-dez. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-730503

RESUMO

Com a desinstitucionalização psiquiátrica, as famílias passaram a ter papel fundamental na reinserção social dos pacientes, bem como um sentimento de sobrecarga com esse papel. Um bom relacionamento entre familiares e pacientes constitui um importante fator modulador que pode diminuir a sobrecarga. Entretanto, poucos estudos avaliaram as habilidades sociais dos familiares cuidadores, embora elas sejam necessárias para o desenvolvimento de um bom relacionamento com o paciente. O objetivo desta pesquisa foi avaliar essas habilidades. Foram entrevistados 53 familiares, com aplicação dos instrumentos: Inventário de Habilidades Sociais, Rathus Assertiveness Schedule e questionário sociodemográfico. Os resultados mostraram porcentagem elevada de familiares com baixos escores de habilidades sociais e da subclasse de assertividade. Esses resultados sugerem a necessidade de serem implantados programas de treinamento de habilidades sociais nos serviços de saúde mental, para que os familiares cuidadores desenvolvam um melhor relacionamento com o paciente, potencializando a prestação de cuidados mais adequados...


Psychiatric deinstitutionalization has resulted in the greater involvement of family caregivers in patients' social reinsertion as well as the feeling of being overburdened. A good relationship between caregivers and patients is considered to be an important moderating factor that can reduce the burden on families. However, few studies have evaluated the repertoire of caregivers' social skills even though they are the basis for the development of a good relationship. The aim of the present study was to evaluate these skills. Data were collected from 53 caregivers, with the application of the following instruments: Inventory of Social Skills, Rathus Assertiveness Schedule and a sociodemographic questionnaire. Results showed a high percentage of family caregivers with low scores in social skills as well as in assertiveness. These results pointed to the need for implementing social skills training programs in mental health services, so that caregivers can develop a better relationship with patients and consequently be able to provide a better quality of care...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cuidadores , Transtornos Mentais , Socialização
11.
J. bras. psiquiatr ; 63(4): 273-280, Oct-Dec/2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-736008

RESUMO

Objective The purpose of this research was to make a cross-cultural adaptation of the Medication Adherence Rating Scale (MARS) for psychiatric patients to the Brazilian context. Methods The procedure consisted of four phases: translation of the original scale, back-translation, review by an Expert Committee and Pre-test study with a patients’ sample. Results The Expert Committee corrected the items’ translation when necessary and modified the scale administration format and its instructions from self-report to face-to-face interview form in order to ensure easy understanding by the target population. During Pre-test, the instructions and most of the items were properly understood by patients, with the exception of three of them which had to be changed in order to ensure better understanding. The Pre-test sample was composed by 30 psychiatric patients, with severe and persistent disorders mainly single (46.7%), female (60.0%), with a mean age of 43.8 years old and an average of five years of education. Conclusion The Brazilian version of MARS scale is now adapted to the Brazilian Portuguese language and culture and is easily understood by the psychiatric target population. It is necessary to do further research to evaluate the scale psychometric qualities of validity and reliability in order to use it in Brazil. .


Objetivo Esta pesquisa teve como objetivo fazer a adaptação transcultural do instrumento Medication Adherence Rating Scale (MARS) para pacientes psiquiátricos no contexto brasileiro. Métodos O procedimento incluiu quatro fases: tradução da escala original, retradução, revisão por Comissão de Especialistas e Pré-teste com uma amostra de pacientes. Resultados A Comissão de Especialistas adequou a redação dos itens e das instruções e mudou a forma de aplicação da escala, que passou de autoaplicação para o formato de entrevista, visando à maior facilidade de compreensão pela população-alvo. No Pré-teste, as instruções e a maioria dos itens foram bem compreendidas, com exceção de três questões que apresentaram palavras que suscitaram dúvidas nos participantes, tendo sido modificadas para melhor compreensão. A amostra do pré-teste foi composta de 30 pacientes psiquiátricos, com transtornos graves e persistentes, majoritariamente solteiros (46,7%), do sexo feminino (60,0%) com idade média de 43,8 anos e cinco anos de escolaridade, em média. Conclusão A versão brasileira da escala MARS constitui um instrumento adaptado para o contexto linguístico e cultural brasileiro e de fácil compreensão pela população-alvo de pacientes psiquiátricos. Estudos futuros deverão investigar as qualidades psicométricas de validade e confiabilidade desta escala para que ela possa ser utilizada no contexto brasileiro. .

12.
Psico USF ; 19(3): 399-409, set.-dez. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-732659

RESUMO

Foi avaliada a sobrecarga de familiares cuidadores de pacientes psiquiátricos e sua relação com as habilidades sociais e assertividade. Participaram 53 familiares, atendidos em um CAPS tipo I. Utilizou-se a Escala de Sobrecarga BI, o Inventário de Habilidades Sociais IHS-Del-Prette, a Escala de Assertividade RAS e um Questionário Sociodemográfico e Clínico. Os resultados mostraram que os familiares com maior grau de inibição e timidez (RAS) apresentaram escores significativamente mais elevados de sobrecarga. A análise de regressão múltipla mostrou que a timidez foi o principal fator preditivo da sobrecarga. Não foi encontrada relação da sobrecarga com os escores do IHS-Del-Prette. Os dados apontam para a necessidade de implementar ações psicoeducacionais nos serviços de saúde mental, envolvendo o treinamento de assertividade dos familiares cuidadores, contribuindo, assim, para um melhor relacionamento com os pacientes e uma busca mais eficiente de suporte social, para o desempenho do papel de cuidador com menor sobrecarga...


This research evaluated the family caregivers' burden regarding the care of psychiatric patients and its relation to social skills and assertiveness. The sample was composed of 53 family caregivers of patients who were treated in a community mental health service (CAPS type I). They were interviewed with the application of the Burden Scale BI, the Social Skills Inventory IHS-Del-Prette, the Assertiveness Scale RAS, and a Sociodemographic and Clinical Questionnaire. Results showed that family caregivers presenting higher degree of inhibition and shyness (RAS) had significantly higher burden scores. Multiple regression analysis showed that shyness was the main predictive factor for burden. No relation was found between burden and IHS-Del-Prette scores. Data indicated the need to implement psychoeducational programs in mental health services in order to increase caregivers' assertive behavior, so that they could develop a better relationship with patients and a more efficient search for social support, contributing to decrease burden...


Fue evaluada la sobrecarga de familiares cuidadores de pacientes psiquiátricos y suya relación con las habilidades sociales y asertividad. Participaran 53 familiares, atendidos en un CAPS tipo I. Fueron utilizados Escala de Sobrecarga BI y asertividad RAS, el Inventario de Habilidades Sociales IHS-Del-Prette y un Cuestionario Sociodemográfico y Clínico. Resultados mostraran que los familiares con el más alto grado de inhibición y timidez (RAS) presentaran escores significativamente más elevados de sobrecarga. El análisis de regresión múltiple mostró que la timidez fue el principal factor predictivo de sobrecarga. No fue encontrado relación de la sobrecarga con los escores del IHS-Del-Prette. Los dados apuntan para la necesidad de implantar acciones psicoeducativos en los servicios de salud mental, envolviendo capacitación de asertividad de los familiares cuidadores, contribuyendo para un mejor relacionamiento con los pacientes y una busca más eficaz de suporte social, para el desempeño del papel de cuidador con menor sobrecarga...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Assertividade , Cuidadores/psicologia , Transtornos Mentais , Serviços de Saúde Mental , Apoio Social
13.
Estud. psicol. (Campinas) ; 31(4): 549-558, out.-dez. 2014. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-63266

RESUMO

Com a desinstitucionalização psiquiátrica, as famílias passaram a ter papel fundamental na reinserção social dos pacientes, bem como um sentimento de sobrecarga com esse papel. Um bom relacionamento entre familiares e pacientes constitui um importante fator modulador que pode diminuir a sobrecarga. Entretanto, poucos estudos avaliaram as habilidades sociais dos familiares cuidadores, embora elas sejam necessárias para o desenvolvimento de um bom relacionamento com o paciente. O objetivo desta pesquisa foi avaliar essas habilidades. Foram entrevistados 53 familiares, com aplicação dos instrumentos: Inventário de Habilidades Sociais, Rathus Assertiveness Schedule e questionário sociodemográfico. Os resultados mostraram porcentagem elevada de familiares com baixos escores de habilidades sociais e da subclasse de assertividade. Esses resultados sugerem a necessidade de serem implantados programas de treinamento de habilidades sociais nos serviços de saúde mental, para que os familiares cuidadores desenvolvam um melhor relacionamento com o paciente, potencializando a prestação de cuidados mais adequados.(AU)


Psychiatric deinstitutionalization has resulted in the greater involvement of family caregivers in patients' social reinsertion as well as the feeling of being overburdened. A good relationship between caregivers and patients is considered to be an important moderating factor that can reduce the burden on families. However, few studies have evaluated the repertoire of caregivers' social skills even though they are the basis for the development of a good relationship. The aim of the present study was to evaluate these skills. Data were collected from 53 caregivers, with the application of the following instruments: Inventory of Social Skills, Rathus Assertiveness Schedule and a sociodemographic questionnaire. Results showed a high percentage of family caregivers with low scores in social skills as well as in assertiveness. These results pointed to the need for implementing social skills training programs in mental health services, so that caregivers can develop a better relationship with patients and consequently be able to provide a better quality of care.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cuidadores , Transtornos Mentais , Socialização
14.
Estud. psicol. (Natal) ; 19(3): 217-226, jul.-set. 2014. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-61731

RESUMO

Mediante a obrigatoriedade de contratação de pessoas com deficiência advinda com a Lei de Cotas, o processo de inclusão de pessoas com deficiência (PcD) nas organizações brasileiras tem sido permeado por desafios, tanto para as empresas quanto para as próprias PcD. Este trabalho foi desenvolvido com o propósito de verificar a influência da percepção de suporte social e de suporte organizacional no significado do trabalho para PcD. As investigações foram realizadas com uma amostra de 169 pessoas com deficiência que trabalham em organizações de diversos segmentos nas diferentes regiões do Brasil. Concluiu-se que as categorias que melhor descrevem o significado do trabalho concreto das pessoas com deficiência estão associadas à garantia de condições econômicas de sobrevivência e de sustento pessoal e familiar, da estabilidade no emprego, do salário e do progresso social. As percepções de 'Suporte Social no Trabalho' e de 'Suporte Organizacional' são variáveis preditivas do Significado do Trabalho.(AU)


Regarding to the obligation to employ disabled people, due to the Quotas Act, the inclusion process of people with disability (PWD) in Brazilian organizations has been permeated by challenges, both for the companies and for the PWD. This work has been conducted with the purpose of verifying the influence of social support perception and of organizational support in the work meaning to PWD. The investigations were carried out with a sample of 169 disabled people who work in companies of several segments from different regions of the country. It was concluded that the categories that better describe the concrete work meaning of these people, are related to the guarantee of survival economic conditions as well as personal and family support, job stability, salary and social progress. The perceptions of "Social Support at Work' and 'Organizational Support' are predictive variables of Work Meaning.(AU)


Mediante la obligación de contratación de personas con discapacidad proveniente de la Lei de cuotas, el proceso de inclusión de personas con discapacidad (PcD) en las organizaciones brasileras han sido impregnado por los desafíos, tanto para las empresas como para las propias PcD. Este trabajo fue desarrollado con el propósito de verificar la influencia de la percepción del apoyo social y del apoyo organizacional en el significado del trabajo para PcD. Las investigaciones fueron realizadas con una muestra de 169 personas con discapacidad que trabajan en organizaciones de diversos segmentos en diferentes regiones del Brasil. Se concluyó que las categorías que mejor describen el significado de trabajo concreto de las personas con discapacidad están asociadas a la garantía de condiciones económicas de sobrevivencia y de sustento personal y familiar, de la estabilidad en el empleo, del salario y del progreso social. Las percepciones de "Apoyo Socia l en el Trabajo" y de "Apoyo Organizacional" son variables predictivas del Significado de Trabajo.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Trabalho , Percepção , Pessoas com Deficiência , Rede Social , Cultura Organizacional
15.
Estud. psicol. (Natal) ; 19(3): 217-226, jul.-set. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-731119

RESUMO

Mediante a obrigatoriedade de contratação de pessoas com deficiência advinda com a Lei de Cotas, o processo de inclusão de pessoas com deficiência (PcD) nas organizações brasileiras tem sido permeado por desafios, tanto para as empresas quanto para as próprias PcD. Este trabalho foi desenvolvido com o propósito de verificar a influência da percepção de suporte social e de suporte organizacional no significado do trabalho para PcD. As investigações foram realizadas com uma amostra de 169 pessoas com deficiência que trabalham em organizações de diversos segmentos nas diferentes regiões do Brasil. Concluiu-se que as categorias que melhor descrevem o significado do trabalho concreto das pessoas com deficiência estão associadas à garantia de condições econômicas de sobrevivência e de sustento pessoal e familiar, da estabilidade no emprego, do salário e do progresso social. As percepções de 'Suporte Social no Trabalho' e de 'Suporte Organizacional' são variáveis preditivas do Significado do Trabalho...


Regarding to the obligation to employ disabled people, due to the Quotas Act, the inclusion process of people with disability (PWD) in Brazilian organizations has been permeated by challenges, both for the companies and for the PWD. This work has been conducted with the purpose of verifying the influence of social support perception and of organizational support in the work meaning to PWD. The investigations were carried out with a sample of 169 disabled people who work in companies of several segments from different regions of the country. It was concluded that the categories that better describe the concrete work meaning of these people, are related to the guarantee of survival economic conditions as well as personal and family support, job stability, salary and social progress. The perceptions of "Social Support at Work' and 'Organizational Support' are predictive variables of Work Meaning...


Mediante la obligación de contratación de personas con discapacidad proveniente de la Lei de cuotas, el proceso de inclusión de personas con discapacidad (PcD) en las organizaciones brasileras han sido impregnado por los desafíos, tanto para las empresas como para las propias PcD. Este trabajo fue desarrollado con el propósito de verificar la influencia de la percepción del apoyo social y del apoyo organizacional en el significado del trabajo para PcD. Las investigaciones fueron realizadas con una muestra de 169 personas con discapacidad que trabajan en organizaciones de diversos segmentos en diferentes regiones del Brasil. Se concluyó que las categorías que mejor describen el significado de trabajo concreto de las personas con discapacidad están asociadas a la garantía de condiciones económicas de sobrevivencia y de sustento personal y familiar, de la estabilidad en el empleo, del salario y del progreso social. Las percepciones de "Apoyo Socia l en el Trabajo" y de "Apoyo Organizacional" son variables predictivas del Significado de Trabajo...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoas com Deficiência , Percepção , Trabalho , Cultura Organizacional , Rede Social
16.
J. bras. psiquiatr ; 63(2): 89-97, 07/2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-718270

RESUMO

Objetivo Comparar os graus das sobrecargas objetiva e subjetiva sentidas por familiares cuidadores de pacientes com esquizofrenia e por familiares cuidadores de pacientes com depressão maior, bem como os fatores associados e as dimensões mais afetadas em cada grupo. Métodos Participaram desta pesquisa 50 cuidadores de pacientes com esquizofrenia e 50 cuidadores de pacientes com depressão maior. Esses familiares participaram de uma entrevista estruturada, na qual foram aplicados dois instrumentos: a escala de sobrecarga FBIS-BR e um questionário. Resultados Os resultados indicaram que os dois grupos apresentavam diferenças significativas quanto ao grau de sobrecarga, na análise detalhada dos itens da escala. Os familiares cuidadores de pacientes com esquizofrenia apresentaram sobrecarga objetiva significativamente mais elevada ao assistir o paciente na tomada de medicamentos e na administração do dinheiro e apresentaram maior sentimento de peso financeiro resultante do papel de cuidador. Os cuidadores de pacientes com depressão maior apresentaram maior frequência de supervisão de comportamentos autoagressivos, mais preocupação com a vida social dos pacientes e maior sentimento de incômodo nas tarefas de assistência na vida cotidiana. Não foram encontrados dados significativos referentes aos escores globais da escala de sobrecarga. Conclusão As diferenças encontradas nesta pesquisa apontam para a necessidade de os serviços de saúde mental planejarem intervenções específicas para cada grupo de cuidadores. .


Objective This study aimed to compare the degree of objective and subjective burden felt by family caregivers of patients with schizophrenia and by family caregivers of patients with major depression, as well as the associated factors and life dimensions most affected in each group. Methods Participated in this study 50 family caregivers of patients with schizophrenia and 50 family caregivers of patients with major depression. These subjects participated in a structured interview for the application of the FBIS-BR burden scale and a sociodemographic and clinical questionnaire. Results The results indicated significant differences in the degree of burden of the two family caregivers groups, in the analysis of specific scale items. The family caregivers of patients with schizophrenia showed significantly higher objective burden in the subscale “Assistance in Everyday Life”, particularly in the tasks related to medication administration and financial management, and they also had more feeling of financial burden. Caregivers of patients with major depression had a higher frequency of self-injurious behaviors supervision, more concern with the social life of patients and a greater feeling of discomfort in the service tasks in everyday life. No difference was observed between groups regarding the scale global scores. Conclusion The differences found in this study pointed out the need for mental health services to plan specific interventions for each group of family caregivers. .

17.
Estud. psicol. (Natal) ; 19(1): 40-47, jan.-mar. 2014. graf, tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-61682

RESUMO

Este trabalho foi desenvolvido com o propósito de investigar a percepção monocular da profundidade ou relevo da máscara côncava por 29 indivíduos saudáveis, sete indivíduos com esquizofrenia sob uso de antipsicótico por um período inferior ou igual a quatro semanas e 29 sob uso de antipsicótico por um período superior a quatro semanas. Os três grupos classificaram o reverso de uma máscara policromada em duas situações de iluminação, por cima e por baixo. Os resultados indicaram que a maioria dos indivíduos com esquizofrenia inverteu a profundidade da máscara côncava na condição de observação monocular e perceberam-na como convexa, sendo, portanto, suscetíveis à ilusão da máscara côncava. Os indivíduos com esquizofrenia sob uso de medicação antipsicótica pelo período superior a quatro semanas estimaram a convexidade da máscara côncava iluminada por cima em menor comprimento comparados aos indivíduos saudáveis.(AU)


The goal of the present study was to investigate the monocular perception of the depth or relief of the concave mask by 29 healthy subjects: seven individuals with schizophrenia under use of antipsychotic for a period less than or equal to four week and 29 under use of antipsychotic for a period bigger than four week. The three groups classified the reverse of a mask in two situations polychromatic illumination from above and below. The results showed most of the subjects with schizophrenia made the monocular depth inversion of a concave mask and perceived it as convex. The individuals with schizophrenia on antipsychotic medication for longer than four weeks period estimated the convexity of illuminated concave mask over into shorter length compared to healthy individuals and therefore susceptible to the illusion of concave mask.(AU)


Este estudio fue desarrollado con el objetivo de investigar la percepción monocular de la profundidad o relieve de una máscara hueca por 29 sujetos saludables, 7 con esquizofrenia bajo uso de medicación antipsicótica durante un período igual o inferior a 4 semanas y 29 bajo uso de medicación antipsicótica por un período mayor de 4 semanas. Los 3 grupos clasificaron el reverso de una máscara hueca policromada en dos situaciones de iluminación, por encima y por debajo de la cabeza. Los resultados mostraron que la mayoría de los sujetos con esquizofrenia han invertido el fondo cóncavo de la máscara hueca en la condición de observación monocular y percibieron-no como convexo. Ellos fueron susceptibles a la ilusión de la máscara hueca. Además, los sujetos con esquizofrenia en uso de medicación antipsicótica durante un periodo mayor de 4 semanas juzgaron la convexidad de la máscara hueca iluminada por encima en menor dimensión, en comparación a los saludables.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Esquizofrenia , Percepção Visual , Percepção de Profundidade , Visão Monocular
18.
Estud. psicol. (Natal) ; 19(1): 40-47, jan.-mar. 2014. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-718212

RESUMO

Este trabalho foi desenvolvido com o propósito de investigar a percepção monocular da profundidade ou relevo da máscara côncava por 29 indivíduos saudáveis, sete indivíduos com esquizofrenia sob uso de antipsicótico por um período inferior ou igual a quatro semanas e 29 sob uso de antipsicótico por um período superior a quatro semanas. Os três grupos classificaram o reverso de uma máscara policromada em duas situações de iluminação, por cima e por baixo. Os resultados indicaram que a maioria dos indivíduos com esquizofrenia inverteu a profundidade da máscara côncava na condição de observação monocular e perceberam-na como convexa, sendo, portanto, suscetíveis à ilusão da máscara côncava. Os indivíduos com esquizofrenia sob uso de medicação antipsicótica pelo período superior a quatro semanas estimaram a convexidade da máscara côncava iluminada por cima em menor comprimento comparados aos indivíduos saudáveis...


The goal of the present study was to investigate the monocular perception of the depth or relief of the concave mask by 29 healthy subjects: seven individuals with schizophrenia under use of antipsychotic for a period less than or equal to four week and 29 under use of antipsychotic for a period bigger than four week. The three groups classified the reverse of a mask in two situations polychromatic illumination from above and below. The results showed most of the subjects with schizophrenia made the monocular depth inversion of a concave mask and perceived it as convex. The individuals with schizophrenia on antipsychotic medication for longer than four weeks period estimated the convexity of illuminated concave mask over into shorter length compared to healthy individuals and therefore susceptible to the illusion of concave mask...


Este estudio fue desarrollado con el objetivo de investigar la percepción monocular de la profundidad o relieve de una máscara hueca por 29 sujetos saludables, 7 con esquizofrenia bajo uso de medicación antipsicótica durante un período igual o inferior a 4 semanas y 29 bajo uso de medicación antipsicótica por un período mayor de 4 semanas. Los 3 grupos clasificaron el reverso de una máscara hueca policromada en dos situaciones de iluminación, por encima y por debajo de la cabeza. Los resultados mostraron que la mayoría de los sujetos con esquizofrenia han invertido el fondo cóncavo de la máscara hueca en la condición de observación monocular y percibieron-no como convexo. Ellos fueron susceptibles a la ilusión de la máscara hueca. Además, los sujetos con esquizofrenia en uso de medicación antipsicótica durante un periodo mayor de 4 semanas juzgaron la convexidad de la máscara hueca iluminada por encima en menor dimensión, en comparación a los saludables...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Percepção de Profundidade , Esquizofrenia , Visão Monocular , Percepção Visual
19.
Psico USF ; 18(1): 109-120, jan.-abr. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-674420

RESUMO

Esta pesquisa buscou verificar se o comprometimento organizacional e a satisfação com aspectos relacionados à qualidade de vida no trabalho apresentam resultados significativamente diferentes entre pessoas com (PcD) e sem deficiência (PsD). Participaram do estudo 150 trabalhadores, dos quais 75 com e 75 sem deficiência. Os grupos foram emparelhados conforme a função desempenhada e a organização de trabalho. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de Comprometimento e de Qualidade de Vida no Trabalho. As respostas foram analisadas quantitativamente. Os resultados permitiram verificar que as PcD têm resultados de satisfação com fatores relacionados ao contexto de trabalho e de comprometimento similares aos das demais pessoas. No entanto, quando possuir uma deficiência se associa a condições sociais de desvantagem (menor renda familiar e primeiro emprego) e ao fato de ser do sexo masculino, as pessoas com deficiência tendem a ter um maior comprometimento instrumental.


The aim of this research was to verify if organizational commitment and satisfaction with aspects related to quality of working life were different between people with and without disabilities. The sample was constituted of 150 workers, 75 with and 75 without some disability. The groups were paired in function and work organization. The tools used were: Questionnaire about Organizational Commitment and Questionnaire about Satisfaction with Quality of Working Life. The answers were analyzed by quantitative method. The statistical analysis of organizational commitment and satisfaction did not present difference between people with and without disability. The results show that Satisfaction with Quality of working life and commitment are similar between people with and without disability. However, when the disability is associated with conditions of social disadvantage (lower income and first job) and when people with disabilities are males, these people tend to have higher instrumental commitment.


Esta investigación buscó verificar si el compromiso con la organización y la satisfacción con aspectos relacionados con la calidad de la vida laboral presentan resultados diferentes entre personas con y sin discapacidad. Participaron 150 trabajadores, 75 con y 75 sin discapacidad. Los grupos fueron emparejados de acuerdo con la función desempeñada y la organización del trabajo. Los instrumentos utilizados fueron: Cuestionario de Compromiso y de Calidad de Vida Laboral. Las respuestas fueron analizadas por método cuantitativo. Los resultados permitieron verificar que las personas con discapacidad tienen resultados de satisfacción con factores relacionados al contexto laboral y de compromiso similares a las demás personas. Sin embargo, cuando la discapacidad se asocia a condiciones de desventaja social (menor ingreso y primer empleo) y al hecho de ser hombre, las personas con discapacidad tienden a tener un mayor compromiso instrumental.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Satisfação no Emprego , Pessoas com Deficiência/psicologia , Qualidade de Vida/psicologia
20.
Psico USF ; 18(1): 109-120, jan.-abr. 2013. tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-57468

RESUMO

Esta pesquisa buscou verificar se o comprometimento organizacional e a satisfação com aspectos relacionados à qualidade de vida no trabalho apresentam resultados significativamente diferentes entre pessoas com (PcD) e sem deficiência (PsD). Participaram do estudo 150 trabalhadores, dos quais 75 com e 75 sem deficiência. Os grupos foram emparelhados conforme a função desempenhada e a organização de trabalho. Os instrumentos utilizados foram: Questionário de Comprometimento e de Qualidade de Vida no Trabalho. As respostas foram analisadas quantitativamente. Os resultados permitiram verificar que as PcD têm resultados de satisfação com fatores relacionados ao contexto de trabalho e de comprometimento similares aos das demais pessoas. No entanto, quando possuir uma deficiência se associa a condições sociais de desvantagem (menor renda familiar e primeiro emprego) e ao fato de ser do sexo masculino, as pessoas com deficiência tendem a ter um maior comprometimento instrumental.(AU)


The aim of this research was to verify if organizational commitment and satisfaction with aspects related to quality of working life were different between people with and without disabilities. The sample was constituted of 150 workers, 75 with and 75 without some disability. The groups were paired in function and work organization. The tools used were: Questionnaire about Organizational Commitment and Questionnaire about Satisfaction with Quality of Working Life. The answers were analyzed by quantitative method. The statistical analysis of organizational commitment and satisfaction did not present difference between people with and without disability. The results show that Satisfaction with Quality of working life and commitment are similar between people with and without disability. However, when the disability is associated with conditions of social disadvantage (lower income and first job) and when people with disabilities are males, these people tend to have higher instrumental commitment.(AU)


Esta investigación buscó verificar si el compromiso con la organización y la satisfacción con aspectos relacionados con la calidad de la vida laboral presentan resultados diferentes entre personas con y sin discapacidad. Participaron 150 trabajadores, 75 con y 75 sin discapacidad. Los grupos fueron emparejados de acuerdo con la función desempeñada y la organización del trabajo. Los instrumentos utilizados fueron: Cuestionario de Compromiso y de Calidad de Vida Laboral. Las respuestas fueron analizadas por método cuantitativo. Los resultados permitieron verificar que las personas con discapacidad tienen resultados de satisfacción con factores relacionados al contexto laboral y de compromiso similares a las demás personas. Sin embargo, cuando la discapacidad se asocia a condiciones de desventaja social (menor ingreso y primer empleo) y al hecho de ser hombre, las personas con discapacidad tienden a tener un mayor compromiso instrumental.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Qualidade de Vida/psicologia , Pessoas com Deficiência/psicologia , Satisfação no Emprego
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...