Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e210123, 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1340073

RESUMO

Considerando a escassez de espaços efetivos e afetivos de criação, reflexão e escuta que incitem o processo ensino-aprendizagem durante a pandemia de Covid-19, estruturou-se um projeto de ensino intitulado Curadorias Inventivas e Participativas. O presente trabalho constitui relato de experiência do referido projeto, cujo objetivo foi contribuir para a formação de terapeutas ocupacionais, favorecendo espaços de expressão, acolhimento e estudo. Os procedimentos foram estruturados em oito módulos sequenciais e seus resultados organizados em quatro categorias, a saber: Costurando a experiência: as curadorias vividas; Curadorias que conectaram: a formação de um coletivo; Ensinagem e as curadorias: contribuições para a formação profissional; e Outras ressonâncias. Compreende-se que o projeto contemplou seus objetivos, proporcionando uma experiência menos tradicional no âmbito do ensino acadêmico. Esteve comprometido com as relações entre as acadêmicas e seus cotidianos na pandemia (AU)


Considering the lack of effective and affective spaces for creating, reflecting and listening that promote the teaching-learning process during the Covid-19 pandemic, we developed a project entitled Inventive and Participatory Healing Spaces. This work describes the experiences of this project, whose aim was to contribute to the professional training of occupational therapists, fostering the development of spaces of expression, welcoming and study. The results are grouped into the following four categories: weaving experience: lived healing spaces; healing spaces that connected: forming a collective; teaching and healing spaces: contributions to professional training; and other resonances. The findings show that the project met its objectives, providing a less traditional experience within academic teaching. The project was committed to relations between the students and their daily lives during the pandemic (AU)


Considerando la escasez de espacios efectivos y afectivos de creación, reflexión y escucha que inciten el proceso enseñanza-aprendizaje durante la pandemia de Covid-19, se estructuró un proyecto de enseñanza titulado Curadurías Inventivas y participativas. Este trabajo se constituyó como relato de experiencia del referido proyecto, cuyo objetivo fue contribuir con la formación de terapeutas ocupacionales favoreciendo espacios de expresión, acogida y estudio. Los procedimientos se estructuraron en ocho módulos secuenciales y sus resultados se organizaron en cuatro categorías, a saber: Costura de la experiencia: las curadurías vividas; Curadurías que conectaron: la formación de un colectivo: Ensinagem y las curadurías: contribuciones para la formación profesional y otras resonancias. Se entiende que el proyecto alcanzó sus objetivos, proporcionando una experiencia menos tradicional en el ámbito de la enseñanza académica. Estuvo comprometido con las relaciones entre las academias y sus cotidianos en la pandemia (AU)


Assuntos
Terapia Ocupacional/educação , Desenvolvimento de Programas/métodos , Curadoria de Dados , COVID-19 , Estudantes de Ciências da Saúde/psicologia , Aprendizagem Baseada em Problemas
2.
Interface (Botucatu, Online) ; 25(supl.1): e200753, 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1286899

RESUMO

São tecidas neste texto algumas reflexões em torno das respostas que têm sido empreendidas pelos setores da saúde, previdência social e assistência social, que compõem a seguridade social no Brasil, tomando-se a sua centralidade, que deveria ser assumida para o enfrentamento da pandemia causada pelo SARS-Cov-2. Com essa leitura de contexto e com o pressuposto de uma ação profissional para a participação social com autonomia, partilham-se experiências de intervenção em Terapia Ocupacional Social com jovens que vivem em periferias urbanas e, certamente, pobres para o mercado/consumo, mas ricos de vida, na pandemia de Covid-19. O intuito foi produzir um cuidado que se coaduna com a proteção social e se direciona, na defesa do valor inegociável de cada vida e do seu pulsar, para a promoção de uma circulação emancipatória, questão agravada, mas anterior à pandemia e sempre presente entre esses jovens. (AU)


En este texto se tejen algunas reflexiones alrededor de las respuestas que han emprendido los sectores de la salud, previsión social y asistencia social que componen la seguridad social en Brasil, tomando su centralidad, que debería ser asumida para el enfrentamiento de la pandemia causada por el SARS-Cov-2. Con esa lectura de contexto y con el presupuesto de una acción profesional para la participación social con autonomía, se comparten las experiencias de intervención en Terapia Ocupacional Social con jóvenes que viven en periferias urbanas, ciertamente pobres para el mercado/consumo, pero ricos en vida, durante la pandemia de Covid-19. El objetivo fue producir un cuidado que se une con la protección social y se dirige, en la defensa del valor innegociable de cada vida y de su pulsación, hacia la promoción de una circulación emancipadora, cuestión agravada por la pandemia, pero anterior a ella, y siempre presente entre esos jóvenes. (AU)


This text elaborates some reflections regarding the responses that have been undertaken by the sectors: health, social security and social assistance, which make up social security in Brazil. It assumes its centrality, to face the pandemic caused by SARS-CoV-2. Considering this context and assuming a professional action for social participation with autonomy, we share experiences in Social Occupational Therapy with young people who live in urban peripheries, certainly poor for the market/consumption, but rich in life, in the Covid-19 pandemic. The aim was to produce care that is consistent with social protection and is directed, in defense of the non-negotiable value of each life and of its pulse, towards the promotion of an emancipatory circulation, an issue that existed prior to the pandemic, albeit now aggravated, and always present among this group of young people. (AU)


Assuntos
Humanos , Adulto , Adulto Jovem , Seguridade Social/psicologia , Terapia Ocupacional/métodos , Proteção Social em Saúde , COVID-19 , Áreas de Pobreza , Vulnerabilidade Social
3.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 27(4): 828-842, out.-dez. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1055570

RESUMO

Resumo Introdução Embora a assistência social seja um campo de atuação histórico do terapeuta ocupacional no país, somente em 2011 a profissão foi reconhecida como uma das categorias profissionais habilitadas a atuar nas equipes de referência e/ou gestão dos serviços socioassistenciais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Assim, é relevante identificar e compreender as características dessa inserção, contextualizada na atuação desse profissional nas políticas sociais. Objetivo Descrever e caracterizar a inserção de terapeutas ocupacionais no SUAS, no período 2011-2016, com base em dados oficiais. Método Trata-se de estudo descritivo realizado a partir de dados secundários obtidos pelo Censo SUAS. Os dados foram extraídos selecionando a categoria terapeutas ocupacionais e as respectivas variáveis disponíveis no levantamento. Realizou-se análise descritiva por frequência simples. Resultados Em 2016 havia 1.323 terapeutas ocupacionais oficialmente registrados como atuantes nos diferentes serviços do SUAS. Entre 2011-2016 identificou-se características predominantes homogêneas dos profissionais em relação à região de maior prevalência (sudeste), carga horária de trabalho (20 a 30 horas/semana), gênero (feminino) e função exercida (componente da equipe técnica). Ressalta-se, porém, variação do vínculo empregatício entre as diferentes unidades socioassistenciais (entre servidores estatutários e celetista do setor privado). Conclusão Constatou-se um aumento de terapeutas ocupacionais atuando na assistência social, requerendo contínua organização da profissão para atender tal demanda. É imperativo demonstrar a capacidade técnico-profissional nestes espaços, além de abarcar uma formação acadêmica adequada para atuação neste contexto.


Abstract Introduction Although the social service is the historical action field of the occupational therapist in Brazil, only in 2011, the profession was recognized as one of the qualified professional categories to act in reference teams and/or social services management of the Brazilian Public Social Service System - SUAS. Thus, it is relevant to identify and understand the characteristics of such insertion, in the context of the action of such professionals in social policies. Objective To describe and characterize the insertion of the occupational therapist in the SUAS, from 2011 to 2016, based on official data. Method It is a descriptive study performed from secondary data obtained by the SUAS Census. The data were extracted selecting the category of occupational therapists and the respective variables available in the survey. We used a descriptive analysis by simple frequency. Results In 2016, there were 1.323 occupational therapists officially registered working in the different services provided by the SUAS. From 2011 to 2016, homogeneous characteristics were identified as predominant in the professionals regarding the region of higher prevalence (Southeast), workload (20-30 hours/week), gender (female), and function (member of the technical team). However, there is a variation in the employment type among the different social service units (from civil servants to employees from the private sector). Conclusion An increase in occupational therapists working in social service was verified, and the organization is required from the profession to meet such demand. It is very important to demonstrate the technical-professional capacity in these spaces, as well as to include an appropriate academic education to perform in this context.

4.
Cad. Bras. Ter. Ocup ; 26(2): 399-407, Apr.-June 2018.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-984075

RESUMO

Abstract Osteogenesis Imperfecta (OI) is a genetic disorder that compromises the collagen formation, which alters in a significant way the body structures causing osseous deformities. Faced with the different possibilities of care for people with OI, stand out the occupational therapy interventions, that even being poorly explored in the context of the national scientific production, show significant practices to compose a team of care for people with OI. Thus, this study aims to identifying the perceptions of people with OI about work of the occupational therapist. It was done a qualitative study based on the application of semi-structured interviews with five adults with OI. Interview data were analyzed by the technique of analysis of thematic content, allowing to cluster the results into three categories: "Knowing the participants: characterization of the sample"; "Living with osteogenesis imperfecta: possibilities and constructions"; and "Occupational therapy and osteogenesis imperfecta: perceptions, fragments, and experiences". The results lead to the conclusion that these professionals have a wide range of practices that still have to be better explored and points out an encouragement for more scientific production in the area.


Resumo A Osteogênese Imperfeita (OI) é um distúrbio genético que compromete a formação de colágeno, alterando de forma significativa estruturas do corpo e causando deformidades ósseas. Diante das diferentes possibilidades de cuidado para as pessoas com OI, enfatizam-se as intervenções terapêuticas ocupacionais, que embora sejam pouco exploradas no âmbito da produção cientifica nacional, apresentam práticas relevantes para compor a equipe de atenção à pessoa com OI. Assim, o presente estudo teve como objetivo identificar as percepções de pessoas com OI acerca da atuação do terapeuta ocupacional. Para tanto se realizou um estudo qualitativo a partir da aplicação de entrevistas semiestruturadas a cinco adultos com OI. Os dados provenientes das entrevistas foram analisados por meio da técnica de análise de conteúdo do tipo temática, possibilitando agrupar os resultados em três categorias: "Conhecendo os participantes: caracterização da amostra"; "Vivendo com osteogênese imperfeita: possibilidades e construções" e "A terapia ocupacional e a osteogênese imperfeita: percepções, fragmentos e vivências". Os resultados levam a concluir que os profissionais da área possuem um vasto campo de prática para ser mais bem explorado, e pontuam um incentivo para produções cientificas na área.

5.
Mundo saúde (Impr.) ; 33(2): 246-252, abr.-jun. 2009.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-523843

RESUMO

Nas sociedades onde o valor das pessoas é mensurado através do que fazem para garantir a sua sobrevivência, o distanciamento das atividades de trabalho pode representar uma profunda desorganização do cotidiano, com ausência de projetos, propósitos de vida, e papéis sociais. Esta pesquisa teve como objetivo analisar o efeito da aposentadoria sobre a identidade e subjetividade de uma idosa e a consequência deste fato sobre outros papéis e atividades desempenhadas por ela e a contribuição da terapia ocupacional para a suainserção social. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada através de um estudo de caso no período de março de 2007 à janeiro de 2008, onde a queixa central da paciente foi a grande ruptura de seu cotidiano após a aposentadoria. As etapas das ações realizadas para a coleta dos dados foram: etapa exploratória, planejamento, coleta de dados e evidências e análise dos resultados. Os resultados obtidos, a partir deste trabalho, demonstram uma postura mais ativa da paciente através do engajamento em atividades significativas, resgate de papéis sociais, diminuição dos sintomas psicossomáticos e da busca por consultas médicas, melhora na relação familiar, construção de projetos de vida. Conclui-se que a intervenção do terapeuta ocupacional antes e após a aposentadoria, pode contribuir para umenvelhecimento ativo, através da ação transformadora das atividades realizadas no setting de Terapia Ocupacional.


In societies where the value of people is measured by what they do to earn their living, the interruption of work activitiesmay cause a deep disorganization of daily life, with an absence of projects, social intentions for life and social roles. This research had as its objective to analyze the effect of retirement on identity and subjectivity of old people and effects this has in other roles and activities played by them, besides the contribution of occupational therapy for their social insertion. This is a qualitative research, carried through by means of a case study from March 2007 to January 2008, where the central complaint of patients was the great disruption of daily life after retirement. Data collection involved an exploratory stage, planning, data collecting and evidences and analysis of results.Results show a more active position of the patient through the enrollment in significant activities, rescue of social roles, reduction of psychosomatic symptoms and the search for medical consultations, improvements in family relationships, and the construction of lifeprojects. One may conclude that the intervention of occupational therapists, before and after retirement, may contribute for an active aging, through the transforming action of activities carried through in the Occupational Therapy setting.


En las sociedades donde el valor de la gente es medido por lo que hacen para ganar su vida, la interrupción de las actividades de trabajo puede causar una desorganización profunda de la vida diaria, con una ausencia de proyectos, de intenciones sociales para la vida y de papeles sociales. Esta investigación hubo como objetivo analizar el efecto de la aposentaduría en la identidad y la subjetividad de la gente muy envejecida y las consecuencias sobre otros papeles y actividades desempeñados por ellas, además de la contribución de la terapia ocupacional para su inserción social. Es una investigación cualitativa, ejecutada de promedio un estudio de caso desde marzo de 2007 hasta enero de 2008, la queja central de los pacientes fue la gran perturbación de la vida diaria después de la aposentaduría. Lacolecta de datos implicó etapa de exploración, planeamiento, de reunión de datos y evidencias y de análisis de resultados. Los resultados demuestran una posición más activa del paciente con la inscripción en actividades significativas, el rescate de papeles sociales, la reducción de síntomas psicosomáticos y la búsqueda de consultas médicas, mejorías en las relaciones familiares y la construcción de proyectos de vida. Uno puede concluir que la intervención de terapeutas ocupacionales antes y después de la aposentaduría puede contribuir para un envejecimiento activo, con una acción de transformación de actividades ejecutadas mediante la terapia ocupacional.


Assuntos
Terapia Ocupacional , Aposentadoria , Envelhecimento
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...